Vous êtes sur la page 1sur 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEAR DEPARTAMENTO DE CINCIAS SOCIAIS PROF.

JAKSON

DANIEL ATTIANESI DE LIMA

FICHAMENTO DO TEXTO: A REPBLICA - LIVRO IV SCRATES - PLATO

FORTALEZA MAIO 2013

Livro IV Scrates

O livro IV comeara com a discusso entre Scrates e Adimanto, onde iremos observar os argumentos que Scrates usa para que exista certa diferena de classes dentro da cidade, pois tanto a riqueza quanto a pobreza iria corromper qualquer artfice, a riqueza iria corromper com a origem do luxa, preguia e ao gosto pelas novidades, enquanto a pobreza iria trazer baixeza e maldade. Em cada classe se destacaria uma virtude: a sabedoria estaria na cincia dos governantes que organizam a cidade, a coragem estaria nos guardies protetores e guerreiros da cidade e a temperana e a obedincia estariam nos trabalhadores que movem a cidade. Com isso para Scrates a justia s existiria no momento em que cada classe cumprisse bem sua funo sem deturpar ou usurpar as funes de outras a confuso e mudana destas trs classes umas para as outras seria o maior dos prejuzos para a cidade e com razo se poderia classificar de o maior dos danos (pg.129). Fazendo um paralelo com a justia, o autor ir demostrar que a alma tambm seria divida em 3, assim como nas classes presentes na cidade, dessa forma essa tripartio da alma concordamos que h na cidade e na alma de cada indivduo as mesmas partes, e em numero igual. (pg.137) permitiria e a classe do individuo definiria a aplicao da justia na cidade, e com isso teremos a virtude ser, ao que parece, uma espcie de sade , beleza e bem estar da alma; a doena, uma enfermidade , fealdade e debilidade (pg.141)