Vous êtes sur la page 1sur 62

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil AULA 7 ALVENARIAALVENARIA
Escola Politécnica
Universidade Federal da Bahia
Tecnologia da Construção Civil
AULA 7
ALVENARIAALVENARIA ESTRUTURAL:ESTRUTURAL:
EXECUÇÃOEXECUÇÃO EE CONTROLECONTROLE
Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco
EXERCÍCIO Aponte os aspectos mais importantes a serem controlados, durante a execução da alvenaria, considerando
EXERCÍCIO
Aponte os aspectos mais importantes a
serem controlados, durante a execução da
alvenaria, considerando as seguintes
etapas:
a) Preparação e serviços preliminares;
b) Marcação da Alvenaria;
c) Elevação da Alvenaria;
d) Recebimento final dos serviços.

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

PRODUÇÃO DA ALVENARIA AUMENTARAUMENTAR AA PRODUTIVIDADEPRODUTIVIDADE ELIMINAÇÃOELIMINAÇÃO DEDE TEMPOSTEMPOS
PRODUÇÃO DA ALVENARIA
AUMENTARAUMENTAR AA
PRODUTIVIDADEPRODUTIVIDADE
ELIMINAÇÃOELIMINAÇÃO DEDE TEMPOSTEMPOS
NÃONÃO PRODUTIVOSPRODUTIVOS
PLANEJAMENTO DA SEQÜÊNCIA DAS
ATIVIDADES DE PRODUÇÃO
LOGÍSTICA DE ABASTECIMENTO
EQUIPES BEM DIMENSIONADAS
CLAREZA NA QUE FAZER
EQUIPAMENTOS ADEQUADOS
PRODUTIVIDADE
PRODUTIVIDADE

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ETAPAS PROVIDENCIAS PRELIMINARES MARCAÇÃO E PREPARAÇÃO ELEVAÇÃO DAS PAREDES PRODUÇÃO DAS LAJES
ETAPAS
PROVIDENCIAS
PRELIMINARES
MARCAÇÃO E PREPARAÇÃO
ELEVAÇÃO DAS PAREDES
PRODUÇÃO DAS LAJES
ANTECENTES - PROJETOS VERIFICAÇÃO DO PROJETO DE ESTRUTURA Planta de locação da primeira fiada Planta
ANTECENTES - PROJETOS
VERIFICAÇÃO DO PROJETO DE
ESTRUTURA
Planta de locação da primeira fiada
Planta de eixos
Furação de elétrica e hidráulica
Especificações de materiais e
componentes

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

1a. fiada

1a. fiada

1a. fiada

1a. fiada

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

hidráulica

hidráulica

hidráulica

hidráulica

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

elétrica

elétrica

elétrica

elétrica
elétrica

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ANTECENTES - PROJETOS VERIFICAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA E SISTEMAS PREDIAIS . DEFINIÇÃO DE BATENTES
ANTECENTES - PROJETOS
VERIFICAÇÃO DO PROJETO DE
ARQUITETURA E SISTEMAS PREDIAIS
.
DEFINIÇÃO DE BATENTES
ESQUADRIAS
VERGAS E CONTRAVERGAS
CONTRAMARCOS DE CONCRETO
PEITORIL
ELÉTRICA
HIDRAÚLICA, ETC. ;
ESPECIFICAÇÕES
ESPECIFICAÇÕES

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ESPECIFICAÇÕES
ESPECIFICAÇÕES
ESPECIFICAÇÕES
ESPECIFICAÇÕES

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ESPECIFICAÇÕES
ESPECIFICAÇÕES
EQUIPAMENTOS ESCANTILHÃO; NÍVEL ALEMÃO OU NÍVEL LASER; ANDAIMES E CAVALETES; CAIXA PARA ARGAMASSA EM ANDAIME
EQUIPAMENTOS
ESCANTILHÃO;
NÍVEL ALEMÃO OU NÍVEL LASER;
ANDAIMES E CAVALETES;
CAIXA PARA ARGAMASSA EM ANDAIME
MÓVEL;
CAIXA PARA ARGAMASSA;
RÉGUA DE NÍVEL E PRUMO;
CARRINHO PARA TRANSPORTE DE BLOCOS
E ARGAMASSA;

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ESCANTILHÃO
ESCANTILHÃO
ANDAIME, CAIXAS
ANDAIME, CAIXAS

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

TRANSPORTE DE BLOCO, GRAUTEAMENTO
TRANSPORTE DE BLOCO,
GRAUTEAMENTO
RÉGUA DE NÍVEL
RÉGUA DE NÍVEL

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

GABARITO PARA JANELA
GABARITO PARA JANELA
NÍVEL ALEMÃO
NÍVEL ALEMÃO

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ARGAMASSADEIRA
ARGAMASSADEIRA
FERRAMENTAS DESEMPENADEIRA DE MADEIRA, MEIA-CANA OU BISNAGA; NÍVEL DE BOLHA; LINHA DE PEDREIRO; TRENA METÁLICA
FERRAMENTAS
DESEMPENADEIRA DE MADEIRA, MEIA-CANA OU
BISNAGA;
NÍVEL DE BOLHA;
LINHA DE PEDREIRO;
TRENA METÁLICA DE 5 M E PRECISÃO DE 1 mm;
RÉGUA DE NÍVEL (1,80 M) OU PRUMO DE FACE;
ESQUADRO METÁLICO (MEDIDAS 0,85X1,00 m);
EQUIPAMENTOS DE PEDREIRO: PÁ, ENXADA,
COLHER, MARRETA, ETC;
VASSOURA OU MÁQUINA DE JATO DE ÁGUA
E.P.I. ( BOTA DE BORRACHA, LUVA DE BORRACHA,
CAPACETE).

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MATERIAIS BLOCOS E DEMAIS COMPONENTES DA LINHA PRÉ–MOLDADOS CONTRAMARCOS VERGAS E CONTRAVERGAS ESCADA
MATERIAIS
BLOCOS E DEMAIS COMPONENTES
DA LINHA
PRÉ–MOLDADOS
CONTRAMARCOS
VERGAS E CONTRAVERGAS
ESCADA
ARGAMASSA DE ASSENTAMENTO
CONTRAMARCO PRÉ-MOLDADO
CONTRAMARCO PRÉ-MOLDADO

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

VERGA PRÉ-MOLDADA
VERGA PRÉ-MOLDADA
ESCADA
ESCADA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ESCADA
ESCADA
BLOCOS E COMPONENTES
BLOCOS E COMPONENTES

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

CONTROLE DOS BLOCOS Ensaios Retração Absorção Resistência à compressão Dimensões
CONTROLE DOS BLOCOS
Ensaios
Retração
Absorção
Resistência à compressão
Dimensões
CONTROLE DOS BLOCOS
CONTROLE DOS BLOCOS

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

Bloco de concreto NBR 6136
Bloco de concreto
NBR 6136
Bloco de cerâmico NBR 15270-2 TG 013 - Alvenaria Estrutural
Bloco de cerâmico
NBR 15270-2
TG 013 - Alvenaria Estrutural

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

Bloco de cerâmico NBR 15270-2 TG 013 - Alvenaria Estrutural
Bloco de cerâmico
NBR 15270-2
TG 013 - Alvenaria Estrutural
RESISTÊNCIA DOS BLOCOS
RESISTÊNCIA DOS BLOCOS

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

Bloco de concreto NBR 6136 ff bkbk ,, AA,AA, RETRAÇÃORETRAÇÃO
Bloco de concreto
NBR 6136
ff bkbk ,, AA,AA, RETRAÇÃORETRAÇÃO
RESISTÊNCIA DOS BLOCOS NBR 15270-2 – Blocos Cerâmico para Alvenaria Estrutural fbk > 3,0 MPa
RESISTÊNCIA DOS BLOCOS
NBR 15270-2 – Blocos Cerâmico para Alvenaria Estrutural
fbk > 3,0 MPa
TG 013 - Alvenaria Estrutural

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ARGAMASSAS PRÉ DOSAGEM E PRÉ MISTURA ALTERAÇÕES NAS ETAPAS DE: PRODUÇÃO TRANSPORTE ESTOCAGEM APLICAÇÃO
ARGAMASSAS
PRÉ DOSAGEM E PRÉ MISTURA
ALTERAÇÕES NAS ETAPAS DE:
PRODUÇÃO
TRANSPORTE
ESTOCAGEM
APLICAÇÃO
Produção tradicional da argamassa
Produção tradicional da argamassa

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

Produção tradicional da argamassa
Produção tradicional da argamassa
EQUIPAMENTO Argamassadeira de eixo horizontal
EQUIPAMENTO
Argamassadeira de eixo horizontal

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

CIVIL AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle ARGAMASSA ENSILADA Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco
ARGAMASSA ENSILADA
ARGAMASSA ENSILADA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ARGAMASSA ENSILADA TRANSPORTE TRADICIONAL
ARGAMASSA ENSILADA
TRANSPORTE TRADICIONAL
ARGAMASSA ENSILADA Chegada dos silos contendo argamassa pré-misturada a seco
ARGAMASSA ENSILADA
Chegada dos silos contendo argamassa pré-misturada a seco

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ARGAMASSA BOMBEADA
ARGAMASSA
BOMBEADA
ALVENARIA ESTRUTURAL - EXECUÇÃO A execução da Alvenaria Estrutural com Blocos de Concreto é definida
ALVENARIA ESTRUTURAL -
EXECUÇÃO
A execução da Alvenaria Estrutural com Blocos
de Concreto é definida em duas etapas básicas:
Marcação
Elevação

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA 1A. FIADA: verificar a disposição dos paletes de blocos transferir os eixos de
MARCAÇÃO DA 1A. FIADA:
verificar a disposição dos paletes de
blocos
transferir os eixos de referência do
pavimento
verificar o nivelamento da laje
espessura da junta de marcação > 0,5 cm;
espessura da junta de marcação < 3,0 cm.
MARCAÇÃO DA ALVENARIA Serviços Preliminares Fundação e locação das instalações
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Serviços Preliminares
Fundação e locação das instalações

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

INÍCIO DA MARCAÇÃO
INÍCIO DA MARCAÇÃO
BLOCOS, CAIXA, RÉGUA
BLOCOS, CAIXA, RÉGUA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

EIXOS

EIXOS

EIXOS

EIXOS

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

EIXOS

EIXOS
MARCAÇÃO DA ALVENARIA Esquadro- Comparar medida das duas diagonais Diferença entre as diagonais: < 5
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Esquadro- Comparar medida das duas diagonais
Diferença entre as
diagonais: < 5 mm
a cada 10 metros

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA ALVENARIA Traçar linhas para assentamento
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Traçar linhas para assentamento
MARCAÇÃO DA 1A. FIADA: INICIAR A MARCAÇÃO PELAS PAREDES PERIFÉRICAS E TERMINAR PELAS PAREDES INTERNAS.
MARCAÇÃO DA 1A. FIADA:
INICIAR A MARCAÇÃO PELAS PAREDES
PERIFÉRICAS E TERMINAR PELAS PAREDES
INTERNAS.
INICIAR PELAS PAREDES PRINCIPAIS
extremidade do edifício
que servem de referência para as demais
paredes de extremidade da laje
paredes de divisão entre apartamentos
paredes de divisão com as áreas comuns
paredes das caixas de elevador e escada
CIRCULAÇÃO DOS MATERIAIS E EQUIPAMENTOS
INTERSECÇÕES DE ALVENARIA
POSIÇÃO DE ABERTURA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA 1A. FIADA: LOCAÇÃO DOS BLOCOS-CHAVE encontros de paredes posições das portas e aberturas
MARCAÇÃO DA 1A. FIADA:
LOCAÇÃO DOS BLOCOS-CHAVE
encontros de paredes
posições das portas e aberturas das paredes
com a trena metálica, a partir dos eixos construtivos
nivelados com o nível alemão ou laser
verificar o alinhamento da face dos blocos (linha)
verificação do aprumamento de cada bloco-chave
(nível de bolha)
verificado o esquadro entre os ambientes (esquadro
de alumínio)
prumo em relação ao primeiro bloco do pavimento
inferior

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

BLOCOS-CHAVE
BLOCOS-CHAVE
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
MARCAÇÃO DA ALVENARIA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA ALVENARIA Assentar blocos CHAVES
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Assentar blocos CHAVES
MARCAÇÃO DA ALVENARIA Assentar blocos CHAVES
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Assentar blocos CHAVES

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA ALVENARIA Verificação do esquadro - controle do processo
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Verificação do esquadro - controle do processo
MARCAÇÃO DA ALVENARIA Esticar linha e assentar blocos da primeira fiada
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Esticar linha e assentar blocos da primeira fiada

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA ALVENARIA Assentar e nivelar blocos da primeira fiada
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Assentar e nivelar blocos da primeira fiada
NIVELAR BLOCOS CHAVE
NIVELAR BLOCOS CHAVE

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA 1A. FIADA: DISTRIBUIR OS DEMAIS BLOCOS ENTRE OS BLOCOS-CHAVE ASSENTADOR COM REFERÊNCIA AOS
MARCAÇÃO DA 1A. FIADA:
DISTRIBUIR OS DEMAIS BLOCOS
ENTRE OS BLOCOS-CHAVE
ASSENTADOR COM REFERÊNCIA AOS
BLOCOS CHAVE
VERIFICAR
PASSAGENS DE TUBULAÇÕES
ELÉTRICAS E HIDRÁULICAS
BARRAS DE AÇO DO GRAUTEAMENTO
BLOCOS-CHAVE
BLOCOS-CHAVE

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO

MARCAÇÃO
DISTRIBUIR BLOCOS
DISTRIBUIR BLOCOS

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

PASSAGENS DE ELÉTRICA
PASSAGENS DE ELÉTRICA
MARCAÇÃO DA 1A. FIADA: POSICIONAMENTO DOS ESCANTILHÕES PLANEJAMENTO PRÉVIO INDICATIVO DA SEQÜÊNCIA DE DAS
MARCAÇÃO DA 1A. FIADA:
POSICIONAMENTO DOS
ESCANTILHÕES
PLANEJAMENTO PRÉVIO INDICATIVO DA
SEQÜÊNCIA DE DAS PAREDES
CIRCULAÇÃO DE PESSOAL E MATERIAIS
POSICIONAMENTO DE ANDAIMES
ESTICAMENTO DE LINHA
POSICIONAMENTO DE BATENTES
METÁLICOS ENVOLVENTES

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

MARCAÇÃO DA ALVENARIA Posicionar escantilhões e blocos para elevação das paredes.
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
Posicionar escantilhões e blocos para elevação
das paredes.
POSICIONAMENTO DE ESCANTILHÕES
POSICIONAMENTO DE ESCANTILHÕES

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

COLOCAÇÃO DE BATENTE METÁLICO
COLOCAÇÃO DE BATENTE METÁLICO
MARCAÇÃO DA ALVENARIA CONTROLE DOS SERVIÇOS: POSICIONAMENTO, ALINHAMENTO, ESQUADRO, NIVELAMENTO; MODULAÇÃO
MARCAÇÃO DA ALVENARIA
CONTROLE DOS SERVIÇOS:
POSICIONAMENTO, ALINHAMENTO,
ESQUADRO, NIVELAMENTO;
MODULAÇÃO
ABERTURAS DE PORTAS E JANELAS
POSICIONAMENTO DAS INSTALAÇÕES
POSICIONAMENTO DE OUTROS
CONPONENTES (BATENTES,
ESCANTILHÕES, ETC.)

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ELEVAÇÃO DA ALVENARIA
ELEVAÇÃO DA ALVENARIA
ELEVAÇÃO DA ALVENARIA Prumo; Nível; Alinhamento; Planicidade.
ELEVAÇÃO DA ALVENARIA
Prumo;
Nível;
Alinhamento;
Planicidade.

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ELEVAÇÃO EXECUÇÃO DAS FIADAS ATÉ MEIA- ALTURA OU ALTURA DO PEITORIL POSICIONAR OS BLOCOS COM
ELEVAÇÃO
EXECUÇÃO DAS FIADAS ATÉ MEIA-
ALTURA OU ALTURA DO PEITORIL
POSICIONAR OS BLOCOS COM PONTOS
DE ELÉTRICA
CONTRAVERGAS
GRAUTEAMENTO DO PRIMEIRO
LANCE DOS GRAUTES VERTICAIS
ELEVAÇÃO ATÉ MEIA ALTURA
ELEVAÇÃO ATÉ MEIA ALTURA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ELEVAÇÃO DA ALVENARIA Assentamento dos blocos COM BISNAGA
ELEVAÇÃO DA ALVENARIA
Assentamento dos blocos COM BISNAGA
existe diferença de resistência se os blocos forem assentados apenas com juntas horizontais nos septos?
existe diferença de resistência se os blocos forem
assentados apenas com juntas horizontais nos
septos?

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

Juntas Verticais preenchidas ou não? Trabalho EPUSP/ENCOL previa a utilização de alvenaria estrutural com juntas
Juntas Verticais
preenchidas ou não?
Trabalho EPUSP/ENCOL previa a utilização
de alvenaria estrutural com juntas verticais não
preenchidas Idéia era aumentar a capacidade
da parede em absorver deformações
Juntas eram de 0,5cm / prédios baixos (até 8
pavimentos)
COMO SE COMPORTA A RESISTÊNCIA?
Juntas Verticais preenchidas ou não?
Juntas Verticais
preenchidas ou não?

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

Juntas Verticais preenchidas ou não? VILATÓ, 2004 (TESE DA EPUSP) Realmente melhora a capacidade de
Juntas Verticais
preenchidas ou não?
VILATÓ, 2004 (TESE DA EPUSP)
Realmente melhora a capacidade de absorver
deformações, diminuindo a possibilidade de fissuras
e patologia
PEQUENA DIMINUIÇÃO DA RESISTÊNCIA
À COMPRESSÃO INSIGNIFICANTE
À FLEXÃO INSIGNIFICANTE
AO CISALHAMENTO REDUÇÃO DE 30%
CAIXAS PRÉ-EMBUTIDAS
CAIXAS PRÉ-EMBUTIDAS

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

CAIXAS PRÉ-EMBUTIDAS
CAIXAS PRÉ-EMBUTIDAS
GRAUTEAMENTO DO 1o. LANCE GRAUTEAMENTO
GRAUTEAMENTO DO 1o. LANCE
GRAUTEAMENTO

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

GRAUTEAMENTO DE CANALETAS
GRAUTEAMENTO DE CANALETAS
ELEVAÇÃO PREPARAÇÃO PARA A EXECUÇÃO DAS DEMAIS FIADAS POSICIONAMENTO DOS CONTRAMARCOS DE ARGAMASSA ARMADA
ELEVAÇÃO
PREPARAÇÃO PARA A EXECUÇÃO
DAS DEMAIS FIADAS
POSICIONAMENTO DOS
CONTRAMARCOS DE ARGAMASSA
ARMADA
MONTAGEM DOS ANDAIMES OU
CAVALETES
AUMENTO DA ALTURA DAS CAIXAS DE
ARGAMASSA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ANDAIME, CAIXAS
ANDAIME, CAIXAS
ELEVAÇÃO DAS PAREDEs
ELEVAÇÃO DAS PAREDEs

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ELEVAÇÃO EXECUÇÃO DA SEGUNDA METADE DAS PAREDES VERGAS POSICIONAR OS BLOCOS COM PONTOS DE ELÉTRICA
ELEVAÇÃO
EXECUÇÃO DA SEGUNDA METADE DAS
PAREDES
VERGAS
POSICIONAR OS BLOCOS COM PONTOS DE
ELÉTRICA
GRAUTEAMENTO DA 2A. METADE DAS PAREDES
EXECUÇÃO DA CINTA DE RESPALDO
(CANALETA OU JOTA)
VERGA PRÉ-MOLDADA
VERGA PRÉ-MOLDADA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

RESPALDO
RESPALDO
EXECUÇÃO DA LAJE MACIÇA MOLDADA NO LOCAL; PRÉ-MOLDADA EM VIGOTAS OU PAINÉIS PRÉ-LAJE INTEIRIÇA PRÉ-MOLDADA
EXECUÇÃO DA LAJE
MACIÇA MOLDADA NO LOCAL;
PRÉ-MOLDADA EM VIGOTAS OU PAINÉIS
PRÉ-LAJE INTEIRIÇA
PRÉ-MOLDADA INTEIRIÇA
REINÍCIO DO CICLO
DE PRODUÇÃO
DA ALVENARIA

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

EXECUÇÃO DA LAJE
EXECUÇÃO DA LAJE
EXECUÇÃO E CONTROLE EXIGÊNCIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE CONTROLE DA QUALIDADE Definição de como
EXECUÇÃO E CONTROLE
EXIGÊNCIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO
DE CONTROLE DA QUALIDADE
Definição de como se obtêm e circulam as
informações
Quem decide no caso de não conformidade
Conteúdo do projeto
Procedimentos específicos para controle de
materiais; elementos e componentes da
alvenaria
RECOMENDAÇÕES QUANTO À
EXECUÇÃO
Orientar o executor quanto a boas práticas;
Incentivar o Controle de Produção

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

SISTEMAS DE CONTROLE ESPECIFICAÇÃO PRÉVIA DE BLOCOS , ARGAMASSA E GRAUTE A ser realizado antes
SISTEMAS DE CONTROLE
ESPECIFICAÇÃO PRÉVIA DE
BLOCOS , ARGAMASSA E GRAUTE
A ser realizado antes do início da obra;
Pode ser substituído pela caracterização
do fornecedor se feita em prazo de 180
dias
PRISMAS (NBR 8125 - BLOCO DE CONCRETO)
PRISMAS (NBR 8125 - BLOCO
DE CONCRETO)

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

SISTEMAS DE CONTROLE RECEBIMENTO DOS BLOCOS Deve obedecer às prescrições da ABNT NBR 6136 RECEBIMENTO
SISTEMAS DE CONTROLE
RECEBIMENTO DOS BLOCOS
Deve obedecer às prescrições da ABNT
NBR 6136
RECEBIMENTO DO GRAUTE
deve garantir o valor CARACTERÍSTICO
especificado no projeto
ACEITAÇÃO DA ARGAMASSA
LOTE: 500 m 2 a.c.; dois pavimentos;
mesma procedência e mesma dosagem
coeficiente de variação < 20 %
valor MÉDIO for > especificado no projeto;
ARGAMASSA CLASSIFICAÇÃO DA ARGAMASSA SEGUNDO NBR 13281 Resistência Média de Compressão da Argamassa (MPa) acima
ARGAMASSA
CLASSIFICAÇÃO DA ARGAMASSA SEGUNDO NBR 13281
Resistência Média de Compressão
da Argamassa (MPa)
acima de
1,5 a 3,4
3,5 a 7,0
7,0
Classificação NBR 13281
P2 e P3
P4 e P5
P6
Traço de referência esperado
(cimento: cal: areia)
1: 2: 9
1: 1: 6
1: 0,5: 4,5
• Valor máximo de 70% da resistência do bloco na área líquida
• Determinante resistência ao cisalhamento inicial e de
tração

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ARGAMASSA ABNT NBR 13281 prisma 4x4x16, corta para 4x4x4 e faz ensaio a compressão NOVA
ARGAMASSA
ABNT NBR 13281
prisma 4x4x16, corta para
4x4x4 e faz ensaio a
compressão
NOVA NOVA NORMA NORMA
Resistência a
Resistência a
compressão compressão em em
cubos cubos de de 4cm 4cm
MOLDE
RECEBIMENTO DA ALVENARIA OBRAS DE MENOR EXIGÊNCIA ESTRUTURAL f k < 0,35.f bk ; f
RECEBIMENTO DA ALVENARIA
OBRAS DE MENOR EXIGÊNCIA
ESTRUTURAL
f k < 0,35.f bk ;
f k <0,50.f pk
Não haja grauteamento para aumento de
resistência
ENSAIOS INICIAIS DE CARACTERIZAÇÃO
ENSAIOS DE RECEBIMENTO DO BLOCO
O OBJETIVO É FACILITAR O CONTROLE EM
CONDOMÍNIOS HORIZONTAIS , OBRAS
BAIXAS E COM MUITA REPETIÇÃO

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

RECEBIMENTO DA ALVENARIA A RESISTÊNCIA CARACTERÍSTICA ESTIMADA DE PRISMA SEJA MAIOR OU IGUAL À RESISTÊNCIA
RECEBIMENTO DA ALVENARIA
A RESISTÊNCIA CARACTERÍSTICA
ESTIMADA DE PRISMA SEJA MAIOR OU
IGUAL À RESISTÊNCIA ESPECIFICADA
DE PROJETO
OBRA DE MAIOR EXIGÊNCIAS
ESTRUTURAL
No controle PADRÃO 12 prismas (6
para contraprova)
No controle OTIMIZADO
DIMINUIÇÃO DO NÚMERO DE
PRISMAS PARA CONTROLE
CONTROLE OTIMIZADO EDIFICAÇÃO ISOLADA CONJUNTO DE EDIFICAÇÕES IGUAIS único empreendimento; têm o mesmo
CONTROLE OTIMIZADO
EDIFICAÇÃO ISOLADA
CONJUNTO DE EDIFICAÇÕES
IGUAIS
único empreendimento;
têm o mesmo projetista estrutural;
têm especificadas as mesmas resistências
de projeto;
utilizam os mesmos materiais e
procedimentos para a execução

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

CONTROLE OTIMIZADO 1º. PAVIMENTO/PRÉDIO CONTROLE PADRÃO A CADA CALCULA-SE O COEFICIENTE E VARIAÇÃO
CONTROLE OTIMIZADO
1º. PAVIMENTO/PRÉDIO CONTROLE
PADRÃO
A CADA CALCULA-SE O COEFICIENTE
E VARIAÇÃO ADICIONANDO-SE AOS
ENSAIOS ANTERIORES
NÚMERO ADICIONAL DE PRISMAS:
EXIGÊNCIAS GEOMÉTRICAS
EXIGÊNCIAS GEOMÉTRICAS

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

EXIGÊNCIAS GEOMÉTRICAS
EXIGÊNCIAS GEOMÉTRICAS
ANEXOS Ensaio para a determinação da resistência à compressão de prismas Ensaio para a determinação
ANEXOS
Ensaio para a determinação da
resistência à compressão de prismas
Ensaio para a determinação da
resistência à compressão de
pequenas paredes
Ensaio para a determinação da
resistência à tração na flexão de
prismas
Ensaio para a determinação da
resistência à compressão da
argamassa

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

ANEXOS
ANEXOS
CONTROLE DOS SERVIÇOS ELEVAÇÃO DA ALVENARIA: MODULAÇÃO PLANICIDADE DA PAREDE PRUMO E NÍVEL PREENCHIMENTO E
CONTROLE DOS SERVIÇOS
ELEVAÇÃO DA ALVENARIA:
MODULAÇÃO
PLANICIDADE DA PAREDE
PRUMO E NÍVEL
PREENCHIMENTO E UNIFORMIDADE DAS
JUNTAS
LIMPEZA, AUSÊNCIA DE REBARBAS,
“TERMINALIDADE”

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

VERIFICAR ALINHAMENTO PRUMO E PLANICIDADE
VERIFICAR ALINHAMENTO
PRUMO E PLANICIDADE
Requisitos geométricos e de produção dos materiais (argamassa, graute)
Requisitos geométricos e de produção
dos materiais (argamassa, graute)

UFBA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

AULA 7 – ALVENARIA ESTRUTURAL: Execução e Controle

OBRIGADO !!! Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco Escola Politécnica da USP luiz.franco@poli.usp.br ARCO-Assessoria em
OBRIGADO !!!
Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco
Escola Politécnica da USP
luiz.franco@poli.usp.br
ARCO-Assessoria em Racionalização Construtiva
F.
(0xx11) 5535 2632
F.
(0xx11) 5535 5717
arco@uol.com.br