Vous êtes sur la page 1sur 5

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA JARI DO DO MUNICÍPIO DE ....

Eu (qualificação e endereço) venho respeitosamente à presença de Vossa Senhoria,


com fundamento na Lei nº 9.503/97, interpor o presente recurso contra a aplicação de
penalidade por suposta infração de trânsito, conforme notificação anexa, o que faz da
seguinte forma.

De acordo com mencionada notificação, o veículo de minha propriedade, um


(caracterizar o veículo) excedeu o limite de velocidade da via em que transitava.

Furtando-se a evidente dever legal, o Auto de Infração aqui recorrido não ostenta
elemento básico, dentre aqueles obrigatórios, previstos no artigo 280 do Código de Trânsito
Brasileiro, qual o de tipificar corretamente a infração que teria sido cometido (o que torna
virtualmente impossível qualquer defesa).

Visto tal aspecto, impõe-se seja o Auto de Infração anulado, procedendo-se conforme
os artigos 285 e seguintes, aplicávei, do Código de Trânsito Brasileiro.

Dessa forma, a decisão imposta pela autoridade de trânsito deve ser cancelada por
esta JARI, eis que eivada de nulidades.

Ante o exposto, requer o cancelamento da penalidade imposta com a conseqüente


revogação dos pontos de meu prontuário, protestando ainda pela produção de provas por
todos os meios admitidos em direito e cabíveis à espécie, em especial a pericial e
testemunhal.

Termos em que,

Pede deferimento.

....., ..... de ....... de .....

............................

Nome Completo
Ao lavrar o Auto de Infração, o agente não descreveu no campo de
observações, qual equipamento faltante ou inoperante estava em
desarcordo, tornando o Auto incosistente, uma vez que a infração
não está devidamente caracterizada, tendo em vista a extensa
relação de equipamentos obrigátorios previstos na Resolução nº
14/98 do CONTRAN. Tal procedimento constitui-se num cerceamento
de defesa, pois não há como saber do que defender-se.

Conselho Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo

AIIP: campo de observações - art. 230, IX


Ref.: 100-01 PUBLICADO NO DOE DE 21/12/2001.

O Sr. Presidente da Jari da CIRETRAN de Barretos está consultando este Conselho sobre a
existência de dispositivo legal que obrigue o agente da autoridade a mencionar no campo de
observações do AIIP, qual o equipamento obrigatório faltante, tendo em vista ao que determina
o artigo 230, inciso IX do CTB.

Sobre este assunto, podemos esclarecer que não há na legislação de trânsito, dispositivo
específico que obrigue o agente a descrever ou identificar, no campo de observações do AIIP, o
equipamento faltante ou inoperante.

Todavia, se não o fizer, certamente tornará o AIIP inconsistente, uma vez que a infração não
estará devidamente caracterizada, tendo em vista a extensa relação de equipamentos
obrigatórios previstos na Resolução n.º 14/98 do CONTRAN. Tal procedimento constituir-se-á
num cerceamento de defesa do infrator, pois este, não saberá do que defender-se.

Entendo, portanto, que o agente, ao constatar que o veículo não dispõe de um equipamento
obrigatório ou estando este inoperante, ao lavrar o AIIP, deve descrever no campo de
observações, qual o equipamento faltante ou inoperante. Com isso, acreditamos ter atendido a
solicitação.

DANILO ROSIN
Conselheiro

http://webmonster.com.br/cetransp/parecer/040102071912.php

http://www.centraljuridica.com/modelos/g/3/recursos_de_multas_de_transit
o/recursos_de_multas_de_transito.html
• Defesa Prévia

- Para entrar com defesa contra as notificações de autuação registradas


pelo DER-DF, use este formulário, que deverá ser preenchido e entregue na
sede do DER/DF: SAIN BLOCO C ED. SEDE DER/DF-ASA NORTE (atrás do
Palácio do Buriti), dentro do prazo informado na notificação, de acordo com
os dispositivos da Resolução 149/2003 CONTRAN.

- A data limite para interposição da defesa prévia, junto ao DER/DF, está


indicada na NOTIFICAÇÃO DE AUTUAÇÃO enviada, ou retirada pelo site do
DETRAN;

- O requerimento apresentado deverá ser legível de modo a não


ocasionar dúvidas para a análise do mesmo e assinado;

- Toda documentação de defesa deverá ser anexada ao presente;

- Anexar: cópia da Notificação da Autuação (frente e verso), da carteira


de identidade, do CNPJ/CPF, da procuração (quando for o caso), da
documentação do veículo (CRLV), da Carteira Nacional de Habilitação para
dirigir e de outros documentos/informações que possam comprovar a
alegação formulada;

- Horário de atendimento de 08:00h às 16:30h.

-Quando o requerente for o condutor do veículo será obrigatório o


preenchimento do formulário de “Indicação do condutor”, encontrado neste
mesmo site.

Defesa Prévia.doc

• Recurso de Infração

- Para imposição de recurso à JARI, contra as multas registradas pelo


DER/DF, use este formulário, que deverá ser preenchido e entregue na sede
do DER/DF: SAIN BLOCO C ED. SEDE- ASA NORTE(atrás do Palácio do Buriti)
até a data do 1º vencimento para pagamento.

- O requerimento apresentado deverá ser legível de modo a não ocasionar


dúvidas para a análise do mesmo e assinado;

- Toda documentação de recurso deverá ser anexada ao presente;