Vous êtes sur la page 1sur 4

Se o karma estiver oprimindo vocês, é

porque precisam se libertar das prisões

Karen Marciniak

“Se o karma estiver oprimindo vocês, é porque


precisam se libertar das prisões que criaram por
necessidade de punirem a si próprios ou de sentirem
vergonha ou culpa. Vocês estão todos naquele grande
momento do deixar ir. Imaginem que são embaixadores
da luz, sentindo espaço e vibração dentro de si
mesmos, sabendo que os seus próprios pensamentos
projetaram a energia que move vocês. Uma nova
fronteira e visão do mundo os espera, se a visualizarem
e imaginarem. Vocês precisam visualizar esse
momento de graça; ele não pode existir sem vocês.
A iniciação é o texto através do qual vocês
aprendem a confiar, deixar ir e mudar. Quando são
muito jovens e suas pernas são pequenas, aprendem a
andar de triciclo. Quando conseguem se sentar nele
sem ajuda, ficam orgulhosos. E quando conseguem
mover as perninhas e faze-lo andar, e aprendem a ficar
firmes nele, é uma grande realização para quem tem
três, quatro ou cinco anos de idade. Então, há uma
iniciação. Suas pernas crescem e vocês não mais se
ajustam àquele triciclo. O mundo hoje está cheio de
pessoas que ocupam posições de autoridade, mas que
ainda andam de triciclo. Elas nunca conseguiram
ultrapassar o momento do conhecimento. Elas forçam a
realidade e suas longas pernas para se ajustarem
apenas àquele momento. A iniciação permite a vocês
caminhar para o momento sempre em expansão –
pegar uma bicicleta maior e se mover segundo as
necessidades de seus corpos em crescimento.
Compreendem que seus corpos crescem muito mais do
que fisicamente. Eles crescem mental, espiritual e
emocionalmente para uma existência multidimensional.
A chave é confiar no processo de crescimento e mudar,
em todas as dimensões da realidade, com todas as
versões de si mesmos. A crise que vocês enfrentam é
uma na qual os líderes e autoridades do mundo se
encontram sobre triciclos, dando voltas no quarteirão,
perdidos num circuito de crenças anacrônicas.
A iniciação serve para lidar com algo que é vasto e
desconhecido e domina-lo. O acúmulo de tudo o que
aprenderam através do ponto do doze frequentemente
os leva a uma crise. Por que a crise? Porque vocês são
seres teimosos. Porque gostam de dizer: “Estou
expandido. Estou exaltado. Estou aberto. Abri espaço
em meu corpo. Estou pronto para mudar.” E, então,
chegam os freios: “Não aqui, espírito. Oh, não. Não
aqui, espírito. Não vou mudar. Vou continuar o mesmo.”
Vocês não abrem espaço para que a energia passe
através de vocês e impedem a investigação de si
mesmos. Então há um grande retrocesso.
Se já viram a ruptura de uma represa, sabem que é
uma grande confusão. Vocês verão isso logo. Algumas
de suas represas irão se romper neste mundo, porque,
como pessoas, vocês têm a consciência represada. Em
vez de passar pela iniciação, vocês permanecem em
seus triciclos. Têm medo de subir em bicicletas e cair.
Deixem ir. Percebam que há um grande amor por quem
vocês são. A realidade é projetada por vocês e vocês
podem projeta-la para benefício próprio. A força da
existência se move na direção de vocês, quando a
chamam. Assim, componham uma grande e bela
sinfonia sobre como desejam que o mundo seja. Vocês
são ilimitados e é isso que a iniciação ensina. Vocês
podem descer dos triciclos, subir em bicicletas maiores,
dirigi-las mais rapidamente e ver um outro mundo.
Vocês estão crescendo agora como um coletividade
para dirigirem algo maior, um veículo que vocês estão
apenas começando a imaginar. Tenham compaixão por
aqueles que têm medo de descer dos triciclos da vida.
Tenham compaixão, abram os corações e convidem
essas pessoas. Mostrem a elas o caminho, aqueles de
vocês que têm a coragem de ser embaixadores da luz,
pois vocês dirigem veículos invisíveis.
Não se apeguem àquilo que compartilhamos com
vocês. Não anunciem novas bíblias de verdade através
de nossas histórias. Estamos aqui para entretê-los e,
como já dissemos, para criar novas imagens que lhes
dêem uma escada para o que está lá fora. Este é um
universo gigantesco; assim, não se limitem nem forcem
as coisas para se ajustarem a uma única receita de
bolo. Há muitas, muitas maneiras de se olhar a vida.”

(trecho, págs. 308 a 310, do livro “Terra: Chaves pleiadianas para a


biblioteca viva” / Bárbara Marciniak com Karen Marciniak e Tera
Thomas ; tradução Sílvia Branco Sarzana – São Paulo ; Ground,
1997.)

Sugestão de Leitura – livros:


Mensageiros do Amanhecer: Ensinamentos das Plêiades /
Bárbara Marciniak, São Paulo, Editora Ground, 2008.

Terra: Chaves pleiadianas para a biblioteca viva / Bárbara


Marciniak com Karen Marciniak e Tera Thomas ; tradução
Sílvia Branco Sarzana – São Paulo ; Ground, 1997.

------------

Palavras chave: Pleiadianos, ensinamentos das plêiades, Nova Terra,


Biblioteca Viva, Luz, Informação, DNA, Chakras, Kundalini, Energias,
Realidades, Paradigmas, Ser Multidimendional, Universo, extraterrestres,
espaciais, Criador Primordial, Planejadores Primordiais, Criadores Primordiais,
Controle emocional, Controle menstal, Tirania, Lei do Amor, Família da Luz,
Filhos da Luz, Família do Amor, Filhos do Amor, Crianças Azuis, Guadiães do
Tempo, Guardiães da Luz, 12 fitas de DNA, Memórias, Universos Paralelos,
Multiverso, Megaverso, Ciência, Espiritualidade, Portais dimensionais, Tempo,

Centres d'intérêt liés