Vous êtes sur la page 1sur 4

SALRIO-FAMLIA

O BENEFCIO PREVIDENCIRIO PAGO PELO INSS EM RAZO DO


DEPENDENTE DO TRABALHADOR DE BAIXA RENDA, NA FORMA
DA LEI.
Institudo pela Lei 4.266/63, regulamentado pelo decreto n 53.153/63.
Art. 158 da Constituio de 1967, inciso II, mencionava aos dependentes do
trabalhador.
A Lei 5.559/68 estendeu o salrio-famlia aos invlidos de qualquer idade, aos
aposentados por invalidez e velhice.
A Constituio de 1988 concede o benefcio ao trabalhador rural para os seus
dependentes (art. 7, inciso XII). No art. 201, II especfica ajuda manuteno
dos dependentes de baixa renda.
Hoje regulamentado pela Lei 8.213 nos arts 65 a 70 e pelo Decreto 3.048/99
(RPS) nos arts 81 a 92.

No faz parte do art. 203 e incisos da CRFB de


1988, porque trata-se de benefcio
previdencirio.

CARNCIA
SUJEITO ATIVO

SUJEITO PASSIVO
RENDA MENSAL

TERO INICIAL
CESSAO OU TERMO
FINAL

Independe de carncia
O segurado empregado;
O segurado trabalhador avulso;
O servidor sem regime prprio de previdncia;
O segurado empregado ou trabalhador avulso aposentado por invalidez ou
por idade;
O trabalhador rural aposentado por idade;
Os demais aposentados que tenham 60 anos ou mais (mulheres), e 65 anos
ou mais (homens).
INSS (sujeito passivo onerado)
Fixado em n de cotas correspondente ao n de dependentes.
Cota de R$35,00 para segurado com remunerao mensal no
superior a R$682,50;
Cota de R$24,66 para segurado com remunerao mensal superior a
R$682,50 e igual ou inferir a R$1.025,81.
A data da apresentao da documentao exigida em Lei.
A contar do ms seguinte ao do bito, em caso de morte do filho o
equiparado;
A partir do ms seguinte ao da data do aniversrio quanto o filho o
equiparado completar 14 anos de idade, salvo se invlido;
A partir do ms seguinte ao da cessao da incapacidade do filho ou
equiparado invlido;
Pelo desemprego do segurado.

"#%' )$ "#+-$ ,#' 12 14'0, ' 5


$ &( % $ , ./0,% 3 5#67 89'
,

3
23 36 8 5
5 21

99 4 57 6961

    
9 66 
6

6 656 
 
 1 

0001 4 57 6961

23 36 8 5
5 21


!