Vous êtes sur la page 1sur 2

Acção de Formação MABE – Novembro 2009

Sessão 3 – Tarefa 2 (2ª Parte)


Comentário à análise feita pela colega Teresa Marques

Mais uma vez achei muito interessante o trabalho da Teresa


porque acho que tem colocado com muita clareza as questões
relacionadas com a integração da biblioteca escolar no universo da
escola.

Este olhar para a “big picture” é fundamental e esta análise que


efectuou para a terceira sessão revela um grande conhecimento da
legislação que suporta todo o funcionamento da escola, com os seus
defeitos, virtudes, e, frequentemente, incongruências. Muitas vezes
sinto que se está a pedir à BE que seja “um oásis no meio de deserto”
(citando uma expressão que já utilizei) e que só com esse projecto de
escola definido, partilhado e assumido por todos, que defende na sua
análise, é que a escola no seu todo e a biblioteca em particular
podem cumprir a sua missão.

A minha escola, que é apenas secundária com 3º ciclo, não


revela os problemas que aborda em relação à gestão de vários ciclos
de ensino mas ambas têm em comum a falta de práticas de auto-
avaliação e a falta de uma cultura de escola partilhada e aceite por
todos.

Registo a importância que deu às diferentes estruturas


educativas – Conselho de Escola, Director e Conselho Pedagógico (do
qual também felizmente faço parte como coordenadora da biblioteca)
– e da necessidade de estes exercerem uma liderança forte no
domínio da formação interna e consequente mudança nas práticas
pedagógicas, das quais a auto-avaliação é parte integrante. Sem
querer desvalorizar o nosso papel de líderes da mudança, tão
defendido por todos os especialistas que tenho lido até agora, é de
facto o compromisso entre todos estes agentes a chave do sucesso,
como já comentou a Rosário.

Assim, estou determinada, tal como a Teresa, a cumprir a minha


parte nesse compromisso embora, pelo menos neste momento, não
considere adequado (no meu caso, claro, pois cada um vive a sua
realidade) realizar uma das medidas que propõe no seu plano de
acção e que é a da apresentação do MABE à escola. O ambiente anda
crispado, as lideranças são contestadas, as reuniões só se podem

_____________________________________________________________________________

Sessão 3 – Tarefa 2 (2ª parte) Mariana M. Oliveira


Pág. 1
Acção de Formação MABE – Novembro 2009

fazer depois das 18,30 h, os professores andam assoberbados de


trabalho e … não quero estragar tudo com uma entrada “doutoral”. A
sério, eu acredito que, discretamente, farei chegar a água ao meu
moinho. Pelo que me tenho apercebido, tenho a certeza que a Teresa
a fará chegar ao seu.

_____________________________________________________________________________

Sessão 3 – Tarefa 2 (2ª parte) Mariana M. Oliveira


Pág. 2