Vous êtes sur la page 1sur 1
EUA (MGM) 64 min. P&B Idioma: ingles Diregao: Tod Browning, Produgao: Tod Browning Roteiro: Clarence Aaron “Tod” Robbins, baseado no livro Spurs Fotografia: Merritt 8. Gerstad Elenco: Wallace Ford, Leila Hyams, (Olga Baclanova, Roscoe Ates, Henry ctor, Harry Earles, Daisy Earles, Rose Dione, Daisy Hilton, Violet Hilton, Schlitze, Josephine Joseph, Johnny Eck, Frances O'Connor, Peter Robinson MONSTROS (1932) (FREAKS) Desde sua concepcao original como um filme de terror que superasse todas as expectativas, algo mais perturbador do que qualquer cofsa ja vista (quando Dwain Esper o explorou sob titulos vagos e enga 10505, como Amor proibido, Show de monstras @ £110 da natureza), até seu renascimento como filme de vanguarda na tradi¢o de Luis Bunuel e Alain Robbe-Grillet, Monstios, de Tod Browning, englobou os géneros terror, filme de arte e documentirio ~ este Ultimo, por conta do s be estética - e da surpreendente capacidade de a0 mesmo tempo comover e chocar u realismo, a partir do uso agbes reais", Nao obstante, apesar da originalidade em termos de concep¢ioe platéias -, Monstios continua sendo, até hoje, uma obra subestimada 0 filme comeca com um animador de parque de diversdes se dirigindo a alguns curiosos. Quando a multidao vé uma aberr 0 feminina proxima dal, varias mulheres gritam e o animador comeca a contar sua histéria, Cleopatra (Olga Baclanova), uma be: la trapezista da trupe, ¢ adorada por um anao chamado Hans (Harry Earles). Porém ela est tendo um caso com Hércules (Henry Victor), 0 Homem-Musculos, e 0 casal ar quiteta um plano para por as maos na fortuna recém-herdada de Hans: Cleopatra se com 0 ando para em seguida desprezi-lo e envenené-lo. Durante uma Inesquecivel cerimOnia de casamento com direito al de iniciag’o, Cleopatra repu- dia as aberragdes Id reunidas (durante a escalagao do elenco, Browning juntou o maior aglomerado de aberracoes profissionais j4 visto para fazer te: es para os papéis), provacando-as impiedosamente e chamando-as de “sujas” ¢ “nojentas”, De volta a0 seu vagao, ela envenena a bebida de Hans; porém o plano ¢ frusttada e Cleopatra € atacada pelas monstruosidades, que se uniram para executar uma vinganga brutal F nalmente retornando a0 animador do presente, vemos o resultado do ataque contra Clespatra ela foi transformada em um cotoco sem pernas e quase cego~ uma mulher- galinha. Uma cena final, acrescentada posteriormente gracas a exigéncia do estidio de um final feliz, mostra Hans vivendo co ‘mo um milionsrio em uma casa elegante e reconciliado ¢ im Frieda (Daisy Earles), sua ecnamorada ana Contudo, uma mera sinopse nao pode fazer justica a este filme assustador porém profundo, o qual é preciso de fato ver para ret”, Uma suprema bizarrice (aberracio?) do cinema mundial, considerada por mui~ tos 0 mais extraordinario filme da carreira de um diretor cuja filmografia inclui a ver so original de Drdcula (1931). BH