Vous êtes sur la page 1sur 3

A potncia instalada em navios e submarinos est em seu interior,

seca. O meio de transmisso dessa potncia hodiernamente de duas


naturezas: princpio da variao de quantidade de movimento (jatos de gua),
e o da teoria da circulao (hlices). A fim subsidiar de forma adequada a
seleo da planta propulsora deste projeto, far-se- inicialmente um estudo
de viabilidade do emprego de hidrojatos. Posteriormente ser selecionada
apos uma avaliao de critrios entre uma planta diesel comum e uma planta
diesel-eltrica, como previsto no RANS.
Embora se tenha empregado hidrojato em propulso em navios em
pocas anteriores, foi na dcada de 90 que houve uma acentuada procura
por esse tipo de propulso, aumentando o numero de navios que a
empregam e tambm a quantidade de fabricantes destes sistemas.
No entanto, para ambientar o desenvolvimento deste tipo de
propulso, uma breve sntese da historia do emprego desse propulsor ser
descrita, baseando-se no estudo de ALLINSON. Assim, sabe-se que
tentativas de emprego do uso desta tecnologia datam do sculo 17, mais
precisamente em 1631, nas mos de David Ramsey (DICKINSON, 1938).
Mas foi durante os meados do sculo 20 que houve um interesse
considervel na propulso por hidrojatos aplicado em navios. A lancha rpida
com casco tipo hidroflio USS Tucumcari, da marinha americana, em 1968,
foi

propulsionada

por

hidrojatos,

usando

bombas

convencionais

consideravelmente desenvolvidas. Vale destacar aqui que tentou-se nesse


mesmo perodo o uso do hidrojato sem um dispositivo mecnico para impelir
o jato de gua, no entanto, sem muito sucesso. Em 1973, a marinha
americana lanaria o programa de embarcaes Surface Effect Ship, de 100
toneladas, desenvolvendo uma velocidade de at 78 ns. Para move-las,
foram construdos hidrojatos maiores pela empresa Rocketdyne e Aerojet
cujas bombas entregavam certa de 40000 HP.

Como funciona

Fora dos Estados Unidos, as empresas Kamewa e Hamilton, para citar


as de maior expresso, desenvolvero seu modelos de hidrojatos ao longo
do sculo 19 equipando navios comerciais e militares.