Vous êtes sur la page 1sur 8

Escola/Agrupamento de Escolas | Prova Global – CienTIC7

Ciências Naturais

7.º Ano de Escolaridade

Duração do Teste: 90 minutos | XXXX-XX-XX

Grupo I

Versão

O Maciço Eruptivo de Sintra representa um pequeno corpo intrusivo de rochas magmáticas, hoje exposto à observação graças ao trabalho da erosão que ao longo de muitos milhões de anos retirou a cobertura sedimentar inicial. O caos de blocos que se observa, em particular na área correspondente aos granitos, resulta da conjugação da densa rede de fraturas que corta o maciço com a ação continuada de processos de erosão. O Maciço Eruptivo de Sintra instalou-se cortando camadas de rochas sedimentares de calcários e arenitos do mesozoico. A intrusão ígnea não só metamorfiza, originando uma estreita auréola de rochas metamórficas, como deforma fortemente as camadas sedimentares encaixantes. As rochas que no maciço cobrem maior área são granitos. São rochas de textura granular, em que os grãos dos minerais apresentam dimensões e arranjos variáveis e são macroscopicamente identificáveis. Os granitos apresentam forte alteração transformando-se numa areia grosseira explorada em saibreiras.É o resultado da transformação dos feldspatos em minerais de argila soltando os grãos de quartzo que persistem dada a sua enorme resistência aos processos químicos e físicos que regem a erosão.

Escola/Agrupamento de Escolas | Prova Global – CienTIC7 Ciências Naturais 7.º Ano de Escolaridade Duração do

Figura 1.Corte geológico simplificado do Maciço Eruptivo de Sintra

Na resposta a cada um dos itens de 1. a5., seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.

1. Os granitos do Maciço eruptivo de Sintra são rochas magmáticas apresentam uma textura ___.

  • (A) extrusivas … fanerítica.

  • (B) extrusivas … afanítica.

  • (C) intrusivas … fanerítica.

  • (D) intrusivas … afanítica.

___

e

2. Os granitos formaram-se….

  • (A) … do arrefecimento rápido do magma à superfície.

  • (B) … da erosão dos calcários e arenitos do mesozoico.

  • (C) … devido ao aumento da pressão e da temperatura que se

verificou naquela zona.

  • (D) … do arrefecimento lento do magma em profundidade.

  • 3. Em torno da intrusão magmática, e devido ao aumento da temperatura

da rocha envolvente, pode ocorrer metamorfismo…

  • (A) … de contacto, transformando o calcário em mármore.

  • (B) … de contacto, transformando o calcário em xisto.

  • (C) … regional, transformando o calcário em mármore.

  • (D) … regional, transformando o calcário em xisto.

  • 4. Os minerais de quartzo apresentam uma

à sua ___.

  • (A) baixa … dureza.

  • (B) baixa … clivagem.

  • (C) alta … dureza.

  • (D) alta … clivagem.

resistência à erosão devido

___

  • 5. A presença de fósseis de corais e de amonites permite concluir que o

paleoambiente da serra de Sintra no Mesozoico seria…

  • (A) … um mar profundo de águas frias.

  • (B) … um mar pouco profundo de águas quentes.

  • (C) … um ambiente lagunar terrestre.

  • (D) … um ambiente dunar terrestre.

6.A cada uma das letras da coluna A que identificam afirmações relativas às características e/ou utilizações de rochas existentes em Sintra, faça corresponder um dos números da coluna B.

 

Coluna A

Coluna B

(a)Rocha detrítica constituída por fragmentos

(1)areias

médios consolidados.

(2)arenito

(b)Rocha

sedimentar

química

utilizada

na

(3)sal-gema

 

(4)calcário

(5)balastros

indústria do cimento como fonte de carbonato de cálcio.

(c)Rocha

detrítica

utilizada

na

indústria

da

cerâmica devido à sua plasticidade

(6)conglomerado

(7)granito

(8)argila

quandohumedecida.

 

(d)Rocha

ornamental

formada por calhaus

rolados cimentados. (e)Rocha detrítica de sedimentos médios não

consolidados utilizada na indústria vidreira como fonte de sílica.

  • 7. Indica o nome que é dado à paisagem caraterística que se encontra na

zona granítica do maciço eruptivo de Sintra.

  • 8. Explica como varia o arredondamento e a calibragem dos sedimentos ao

longo do percurso de um rio.

Grupo II

Um tremor de terra deriva do efeito de uma manifestação brusca de um movimento tectónico progressivo. A energia acumulada ao longo dos anos é lançada de uma vez só, a falha rompe-se e dá-se o tremor de terra. O sismo do Haiti esteve ligado à deslocação das placas das Caraíbas e Norte- americana. Este sismo, de magnitude 7,0, atingiu no dia 12 Janeiro de 2010 a região do Haiti nas Caraíbas. De acordo com fontes oficiais 316.000 pessoas foram mortas. O vulcão Arenal é o vulcão mais recente da Costa Rica, sendo um dos mais ativos nessa zona e no mundo. O arco vulcânico da Costa Rica, onde se situa o Arenal, é uma cadeia de montanhas resultante da subducção da placa de Cocos por baixo da placa das Caraíbas. No verão de 1968, as pessoas que viviam perto do vulcão verificaram que a temperatura das nascentes termais, à volta do vulcão, estava a aumentar e observaram o aparecimento de fumarolas nas encostas do vulcão. A erupção propriamente dita ocorreu no dia 29 de Julho quando uma abertura no flanco do vulcão projetou a emissão de piroclastos e gases quentes, formando colunas que atingiam cerca de 10 quilómetros de altura. Desde essa altura que a atividade deste vulcão tem sido quase contínua, alternando períodos de emissão piroclástica com períodos de emissão de escoadas lávicas viscosas. As fumarolas continuam a emitir gases e existem numerosas nascentes termais na base do vulcão.

Figura 3 – enquadramento tectónico do vulcão do Arenal e do Haiti (com o mapa de

Figura 3 – enquadramento tectónico do vulcão do Arenal e do Haiti (com o mapa de intensidades sísmicas)

Na resposta a cada um dos itens de 1. a 5., seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.

1. A erupção de 29 de Julho de 1968 foi caracterizou-se pela emissão de…

  • (A) … piroclastos, que foram libertados através da cratera

principal.

  • (B) … piroclastos, que foram libertados através de uma cratera

secundária.

  • (C) … fluxos lávicos,

que

foram libertados através

da cratera

principal.

  • (D) … fluxos lávicos, que foram libertados através de uma cratera

secundária.

2. O sismo ocorrido na região do Haiti foi provocado pela libertação…

  • (A) … brusca de energia, devido a forças de desligamento.

  • (B) … gradual de energia, devido a forças compressivas.

  • (C) … gradual de energia, devido a forças de desligamento.

  • (D) … brusca de energia, devido a forças compressivas.

3.

A atividade vulcânica verificada na região da Costa Rica, são resultado da

existência de um limite…

  • (A) … divergente, evidenciado oceânica.

pela

presença

de

uma

dorsal

  • (B)

divergente,

evidenciado

pela

presença

de

uma

fossa

oceânica.

  • (C) … convergente, evidenciado pela presença de uma dorsal

oceânica.

  • (D)

convergente,

evidenciado

pela

presença

de

uma

fossa

oceânica.

  • 4. O Vulcão Arenal situa-se numa zona tectónica onde…

    • (A) … a crosta continental sofre subducção sob a crosta oceânica.

    • (B) … a crosta oceânica sofre subducção sob a crosta continental.

    • (C) … existe um rifte que origina nova crosta oceânica.

    • (D) … as duas placas se deslocam horizontalmente uma à outra.

5.O magma que originou a erupção de 29 de Julho apresentava…

  • (A) … uma elevada fluidez e temperatura.

  • (B) … uma elevada fluidez e baixa temperatura.

  • (C) … uma elevada viscosidadee temperatura.

  • (D) … uma elevada viscosidade e baixa temperatura.

6.Refere três benefícios da atividade vulcânica para o Homem.

  • 7. Explica como é que é medida a magnitude de um sismo.

Grupo III

Escavações em 2000 e 2002 permitiram recuperar vários ossosmineralizados de um estegossauro, na localidade de Casal Novo (Batalha, Portugal), que permitiu aos geólogos reforçarem a hipótese de uma relação estreita entre as faunas orientais e ocidentais do atlântico norte, durante o período Jurássico. Os restos agora encontrados em Portugal

são a primeira evidência de uma espécie, Stegossaurus ungulatus, que viveu há 150 milhões de anos, e que até à data apenas tinha sido referenciada no registo fóssil da formação de Morrison, nos Estados Unidos da América. No tempo dos dinossauros a configuração dos continentes era muito diferente da atual. O Atlântico começou a nascer há 210 milhões de anos,

entre o

Norte de África

e

a

Península

Ibérica.

No Jurássico Superior, a

abertura do Atlântico Norte estava em curso, à medida que as placas tectónicas se afastavam e se formava nova crosta oceânica. Nesta altura, o

mar seria pouco profundo e, aqui e ali, apareceriam terras emersas, possibilitando a passagem dos dinossauros para o lado oposto.

mar seria pouco profundo e, aqui e ali, apareceriam terras emersas, possibilitando a passagem dos dinossauros
Morris on Casal Novo
Morris
on
Casal
Novo

Na resposta a cada um dos itens de 1. a6., seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.

  • 1. De acordo com os dados, Stegossaurusungulatus viveu no…

  • (A)

Cretácico

inferior,

numa

altura em que

as

massas

continentais estavam mais próximas.

 

Jurássico

  • (B) superior,

numa

altura

em

que

as

massas

continentais estavam mais próximas.

 
  • (C)

Cretácico

inferior,

numa

altura

em

que

as

massas

continentais estavam mais afastadas.

 

Jurássico

  • (D) superior,

numa

altura em que

as

massas

continentais estavam mais afastadas.

  • 2. O fóssil de Stegossaurusungulatus resulta de um processo de fossilização

por…

  • (A) … mineralização, onde os materiais originais foram substituídos

por minerais.

  • (B) … mineralização, resultando das marcas que as partes duras

deixaram nas rochas.

  • (C) … moldagem, onde os materiais originais foram substituídos

por minerais.

  • (D) … moldagem, resultando das marcas que

deixaram nas rochas.

as partes duras

  • 3. O fóssil de Casal Novo constitui um dado de apoio à Teoria da Deriva

Continental, podendo ser considerado um argumento…

  • (A) … geológico.

  • (B) … morfológico.

  • (C) … paleoclimático.

  • (D) … paleontológico.

(A)

… paleozoica, devido á existência de um rifte entre a Améria e a península Ibérica.

(B)

… paleozoica, devido á existência de uma fossa oceânica entre a Améria e a península Ibérica.

(C)

… mesozoica, devido á existência de um rifte entre a Améria e a península Ibérica.

(D)

… mesozoica, devido á existência de uma fossa oceânica entre a Améria e a península Ibérica.

5. A figura seguinte mostra sequências de rochas recolhidas em locais afastados entre si.

(A) … paleozoica, devido á existência de um rifte entre a Améria e a península Ibérica.
  • 5.1 Dois estratos que apresentam a mesma idade são…

(A)

(B)

(C)

(D)

… os estratos do local W/C e do local X/B.

… os estratos do local W/D e do local Z/A.

… os estratos do local W/B e do local Y/A.

… os estratos do local X/A e do local Z/B.

  • 5.2 O princípio geológico que te permitiu responder à questão anterior foi…

(A)

(B)

(C)

(D)

… o princípio da horizontalidade dos estratos.

… o princípio da sobreposição de estratos.

… o princípio da identidade paleontológica.

… o princípio da interseção.

  • 5.3 Partindo do princípio que não ocorreu alteração na ordem dos estratos,

o fóssil mais antigo representado é o…

(A)

(B)

(C)

(A) … paleozoica, devido á existência de um rifte entre a Améria e a península Ibérica.

(D)

(D) 6. Ordena as letras de A a E, de modo a estabeleceres a sequência de

6. Ordena as letras de A a E, de modo a estabeleceres a sequência de zonas da superfície terrestre que se encontram, ao deslocarmo-nos de este para oeste, a partir de Portugal continental.

  • A. Dorsal oceânica

  • B. Continente

  • C. Plataforma continental

  • D. Talude continental

  • E. Planície abissal

7. A formação do Oceano Atlântico ter-se-á iniciado num período anterior ao Jurássico. Explica de que modo os fósseis de Stegossaurus ungulatus constituem um argumento a favor da Teoria da Deriva Continental.