Vous êtes sur la page 1sur 2

ESCOLA

PORTUGUS- 5. ANO

Nome: _________________________________________________ Turma: ____N.:_____

Estrutura da Narrativa

Uma narrativa completa, quer se trate de um conto,


de um romance, ou de outro gnero do modo narrativo,
apresenta normalmente trs partes distintas.

1- A introduo ou situao inicial a parte em que


tomamos conhecimento de que certas personagens
se encontram num determinado tempo, num
determinado espao e numa determinada situao.
Ex.: Era uma vez uma menina to bonita que toda a gente que a via ficava logo a
gostar dela. Vivia com a sua me junto de uma floresta.

*Repara, no entanto, que nos contos, muitas vezes, o tempo


localizado de forma vaga num passado.
Exs.: Era uma vez
No tempo em que os animais falavam...
Em tempos que j l vo...

H muito tempo...

2- O desenvolvimento parte em que surge uma alterao da situao inicial, um


problema, uma complicao que vai dar origem a uma srie de aes ou peripcias.
Ex.: Um dia...
Um belo dia....
Certa vez...
Uma tarde....

Ex.: Certo dia a me disse-lhe:


- Capuchinho Vermelho, toma este bolo e esta garrafa de vinho
e vai lev-los tua av ()

3- A concluso ou situao final, parte em que nos apresentado o fim da


histria, feliz ou infeliz. Pode incluir ou no a moral da histria, pode ser um final
aberto (o final apenas imaginado pelo leitor) ou fechado (tudo fica esclarecido).
Ex.: Finalmente...
Por fim

Ex.: O caador matou o lobo e libertou o Capuchinho e a sua


av.

Exerccios de aplicao.

1- Numera por ordem os vrios pedaos da Histria da


Carochinha.
2- Copia-os para uma pgina pautada com margens.
3- Delimita a introduo, o desenvolvimento e a concluso.

Foram passando vrios pretendentes, mas nenhum lhe agradava, at que, por
fim, apareceu um ratinho que a deixou completamente fascinada.
- Contigo me vou casar, mais nenhum quero escutar!! decidiu ela.
E logo ali se acertou a data do casamento.

A desafortunada Carochinha no teve filhos e viveu... infeliz para sempre.

Um dia, quando andava a varrer a cozinha, encontrou no cho uma moeda de


oiro. Encantada com o achado, decidiu ir s compras e alindar-se. Em seguida, psse janela para ver se conseguia arranjar noivo:
- Quem quer casar com a Carochinha que muita rica e bonitinha?
apregoava ela.

Era uma vez uma Carochinha muito vaidosa que vivia no campo.

Chegado o grande dia, consta que o Joo Rato (assim se chamava o noivo),
j na igreja reparou que se esquecera das luvas e decidiu ir a casa busc-las.
O caldeiro da cozinha deitava um cheirinho to bom a arroz-doce que o
pobre do rato, ao tentar provar um pedacinho, caiu l dentro, morrendo cozido e
assado.