Vous êtes sur la page 1sur 1
i ; & : i | 24 | Seti | PORTO | Equlpaorgthosa do tabalho desenvohidona consrucso do miniblide Atoda a velocidade Carros de Formula 1 em miniatura construidos por estudantes de varias escolas da regio competiram, em Famalicao, na final regional. Projecto entusiasma alunos ‘NEWORALOPES Benceporene azifama de preparar 0 stand e os pequenosbéli- des para a corrida era vi- sivel. Afinal um concur- $0, 0 “FL in Schools”, em ‘quetudo conta: ocarro, aaparén- cia do espaco, as especificagdes téenicas,o marketing e aexplica- fo do trabalho feito. Depois de preparado o stand comecam os treinos. A pista aco- Ihe osprimeiros testes dos carros de Férmula]...em miniatura, “Participdmos no “Pense in- diistria” e este ano resolvemos participar neste concurso”, disse Pedro Ferreira, enquanto explica~ yao tipo de software usado para desenhar amAquina. Os alunos ti- ‘veramde construir aminiaturade umcarrode Férmulalatendendo sempre ao design e a modelacio. Utilizaram um software 3D. “Tudo teve de obedecer a gras, Fomos desenvolvendo e,4 medida que fomos explorando, fomos percebendo o programa", adiantou Rafael, da equipa 86 ‘Over Wheels, da Escola Didixis de S. Cosme. O grupo clevava as cexpectativas e esperava vencer a ‘competi¢ao. Disputava-se a final ‘regional, da qual sairam trés equi- pas para a competicao nacional. ‘Jas “Laranjas MecAnicos”, da Escola EB 2 e 3 de Lustosa, baixa- rama fasquia. A nossa expect vaénaoficar em iltimo’, diziam, ‘um pouco nervosos. Segundo Rui Miguel, a maior dificuldade foi “cortar 0s eixos e pintar 0 carro”, até porque 20 ni- vel do programa informatico a ‘equipa apoiou-se em videos para ‘uma melhor execucio. “Deu mui- to trabalho, foi de Novembro até ‘ontem’, contabiizaram. (“Flin Schools” é um projec- to liderado pela rede de centros tecnol6gicos. Além de todo o tra- balho que envolve a modelacioe construgio do carro, os estudan- tes tiveram ainda de desenvolver uumaestratégia de marketing para angariar patrocinadores. “Demorémos mais ou menos ‘rs mesesa fazer tudo mas valew apena Foiinteressante”,notaram ‘8 alunos da “Speed Car” da Es- cola Professor Gongalo Sampaio, da Pévoa de Lanhoso. Para Tiago, ‘Hélio e Diogo o mais dificil foi o software: “S6 explorando é que ‘conseguimos trabalhar”. a