Vous êtes sur la page 1sur 7

AV2 HAZOP (HAZARD AND OPERABILITY STUDIES)

Gerenciamento de Riscos
Apresentação
 A técnica denominada de Estudo de  O estudo de perigo e operabilidade é o
Perigo e Operabilidade – HAZOP método mais adequado e abrangente para
(HAZARD AND OPERABILITY STUDIES) a industria, particularmente quando
visa identificar os problemas de estamos diante de novas tecnologias ou
Operabilidade de uma instalação de plantas complexas.
processo, revisando metodicamente o
projeto da unidade ou de toda fábrica;

 Esta metodologia é baseada em um


procedimento que gera perguntas de
maneira estruturada e sistemática através
do uso apropriado de um conjunto de
palavras-guias aplicadas a pontos  Trevor Kletz, gerente de segurança,
importantes de uma instalação. desenvolveu o HAZOP no final dos anos 60.
Objetivos

 O principal objetivo do HAZOP é investigar de forma


minuciosa e metódica cada segmento de um processo
(nó);

 Descobrir todos os possíveis desvios, identificando os


principais ofensores responsáveis por tais desvios e
as suas respectivas consequências;

 Identificar os problemas que possam comprometer a


segurança, colocando em risco os operadores e as
instalações, evitando a perda de continuidade
operacional da instalação ou perda de especificação
do produto.
Aplicação
 A técnica HAZOP pode ser usada na fase de projeto de
novos sistemas/unidades de processo quando já se
dispõe dos fluxogramas de engenharia e do processo da
instalação ou durante modificações ou ampliações de
sistemas/unidades de processo já em operação;
 Esta técnica pode ser utilizada em qualquer estágio da
vida de uma instalação;

 A análise por HAZOP foi desenvolvida originalmente para


ser aplicada a processos de operação contínua,
podendo, com algumas modificações ser empregada
para processos que operam por bateladas.
Benefícios
 Identificação dos principais desvios, que  Os resultados obtidos são puramente
possam conduzir a eventos perigosos ou a qualitativos, não fornecendo estimativas
problemas operacionais; numéricas nem qualquer tipo de
classificação em categorias.

 Uma avaliação das consequências


(efeitos) destes desvios sobre o processo;  Mediante os benefícios, podem ser
recomendadas mudanças no projeto,
estabelecimentos ou mudança nos
 O exame dos meios disponíveis para se procedimentos de operação, teste e
detectar, corrigir ou mitigar os efeitos de manutenção.
tais desvios;
Vantagens x Desvantagens
 As principais vantagens da análise por  Desvantagem: Avalia apenas as falhas de
HAZOP estão relacionadas com a processo (T, P, Q, pH,...) para determinar
sistematicidade, flexibilidade e abrangência as potenciais anormalidades de
para identificação de perigos e problemas engenharia;
operacionais;

 Além disso, as reuniões de HAZOP  Requer uma equipe multidisciplinar com


promovem a troca de ideias entre os larga experiência para implementação da
membros da equipe uniformizando o grau técnica. Especialistas em projeto,
de conhecimento e gerando informações processo, operação do processo,
úteis para análises subsequentes, instrumentação, química, segurança e
principalmente, para Avaliações manutenção.
Quantitativas de Riscos (AQR).
Vantagem
Desvantagem
Fim.