Vous êtes sur la page 1sur 1

Matemática (Por Fernando Freitas)  Conjunto finito;

 Conjunto infinito;
Conjuntos  Conjunto Vazio;
 Conjunto universo.
 Tipos de conjunto:
 Simbologia:

 : pertence;  : união;
 : intersecção;
 : existe;
 N: conjunto dos números naturais;
 : não pertence;  : não contém;
 : não existe;  Z : conjunto dos números inteiros;
 : está contido;  / : tal que;
 Q: conjunto dos números racionais;
 : para todo (ou qualquer que seja);
 : implica que;
 : não está contido;  Q'= I: conjunto dos números irracionais;
 : conjunto vazio;  : se, e somente se;
 : contém;  R: conjunto dos números reais.

 Subconjuntos: se todo elemento de A pertence também à periódica seguida do período menos a parte não-periódica, e d
B, A é subconjunto de B (A B); = número de algarismos 9 (nove) correspondente ao período
 Todo conjunto é subconjunto de si próprio (A A); seguidos do número de algarismos 0 (zero) correspondente à
 O conjunto vazio é subconjunto de qualquer conjunto (Ø A); parte não-periódica. Ex: 0,1252525... = 125-1/990 = 124/990,
m
 Se o conjunto X possui M elementos, então ele possui 2 0,04777... = 047-04/900 = 43/900.
subconjuntos;  Obs: Equação de geratriz de dízima periódica:
 O conjunto formado por todos os subconjuntos de A é  Dízima simples: 2,151515151515... 1 – x = 2,1515..., 2
denominado conjunto das partes de A [P(A)]; – x = 2,1515... · 100 = 100 x = 215,1515..., 3 – 100x =
 Propriedades: 215,1515... – x = 2,1515... = 99x = 213; x = 213/99.
 A - Ø = A;  Dízima composta: 1, 388888... 1 – x = 1,3888... 2 – x =
 Ø - A = Ø; 1,3888... · 10 = 13,888 3 -- 10x = 13,888... · 10 = 100x
 A - A = Ø; = 138,888... 4 – 100x = 138,888... – 10x = 13,888... =
 A–B B - A; 90x = 125; x = 125/90.
 Produto cartesiano: todas as combinações possíveis. Ex: A
= {0, 1, 2}, B = {c, d}, AxB = {(0d), (0c), (1d), (1c), (2d), (2c)}. Razão e proporção
Frações Razão: divisão ou relação entre duas grandezas. Ex: Razão entre
 Todo número que possa ser escrito na forma A/B, onde B 300 e 150 = 30/15, razão entre 40 e 30 = 4/3.
≠ 0.
 Dízima periódica: Proporção: formada quando razão de A e B for igual à razão de C e
 Fração sem representação decimal exata; D: a/b = c/d.
 Geratriz de dízima periódica:
 Dízima simples: fração onde o numerador é o período e o  Propriedades das proporções: dado que: a/b = c/d, ad =
denominador é o número correspondente ao período de bc;
algarismos 9 (nove). Ex: 0,777... = 7/9, 0,232323... = 23/99; a/b = c/d = a+c/b+d = a-c/b-d
 Dízima composta (na qual há um ou mais algarismos de não-
Dado que a/b = c/d, a+b/ b = c+d/d.
período antes do período): fração n/d, onde n = parte não-
0
Potenciação e Radiciação 
A =1  Propriedades da radiciação
 m n mn
 ab = a · b
n n n
(A ) = A
A = A (toda raiz é uma potência
 m/n n m
Potenciação  a/ b = a/b (b0)
n n n

 ( a) = a
n m n m
n é vice-versa).
A , onde A é base e n é expoente. A será
  a = a
m n mn
elevado à n, ou seja, A se multiplicará por Radiciação
 a = a
n m pn pm
si próprio n vezes.
  a=a
n m m/n
Operação inversa à potenciação. Seja um
  Propriedade de simplificação de
Propriedades da potenciação: número A (radicando) e um número N
radicais: 72 = 2 · 3
 m· n m+n 3 3 3 2
A A =A (índice de raiz). A raiz enésima de A será
(decomposição de 72) = 2 9.
 m n m-n n 3
A /A = A B, sendo que B = A.
m m m
Processo inverso: 4 5 = 320, pois
 3 3
(A·B) = A · B
 -m m
sendo m a, eleva-se m à n e
n
(A/B) = (B/A)
 -m m
A = 1/A multiplica-se o resultado por A.