Vous êtes sur la page 1sur 5

ESCOLA TÉCNICA

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA II PROF.: JORGE ALAN

EXERCÍCIOS

1. Correlacione às colunas em relação aos efeitos estocásticos e determinísticos


E. Estocástico D. Determinístico

( ) Transformação celular.
( ) Morte celular.
( ) Não apresenta limiar de dose. Dano pode ser causado por uma dose mínima de radiação (sendo acumulada ao longo
do tempo).
( ) Efeitos genéticos ou hereditários
( ) Probabilidade de ocorrência e a gravidade do dano estão diretamente relacionadas com o aumento da dose.
( ) Probabilidade de ocorrência em função da dose com longo período de latência.
( ) Câncer e leucemia
( ) Anemia, esterelidade e catarata
(A) D – E – D – E – E – D – E – D.
(B) E – E – D – E – E – E – D – D.
(C) D – D – D – E – E – E – E – D.
(D) E – D – D – E – E – D – D – E.
(E) E – D – E – E – D – E – E – D.
2. Quando a exposição à radiação atinge determinado valor limiar, os efeitos biológicos relacionados são conhecidos
como:
(A) randômicos;
(B) determinísticos;
(C) estocásticos;
(D) equivalentes;
(E) aleatórios.

3. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) regula por meio da Portaria n.º 453, a proteção radiológica em
exames médicos e odontológicos. Com relação a essa portaria e aos princípios de Radioproteção, julgue os itens a
seguir.
1. ( ) É possível, para fins educacionais, a realização de demonstrações de equipamentos radiológicos utilizando-se
pessoas como voluntárias.
2. ( ) A referida norma prevê que, quando, por necessidade médica, o próprio tecnólogo em radiologia for submetido a
exame de tomografia computadorizada, ele deverá usar o seu dosímetro durante o exame.
3. ( ) É proibida a exposição radiológica ocupacional de menores de 16 anos.
4. ( ) O responsável técnico por um serviço de radiodiagnóstico deve ser, necessariamente, um médico.
5. ( ) A unidade de exposição à radiação denominada roentgen é a unidade usada no sistema internacional.
6. ( ) O dosímetro deve ser usado sob o avental de chumbo de forma a medir a quantidade de radiação que realmente
atinge o corpo do profissional.
7. ( ) Os princípios de radioproteção denominados ALARA determinam que a exposição ocupacional deve ser tão baixa
quanto razoavelmente possível.
8. ( ) A dose efetiva leva em consideração o risco relativo dos órgãos de cada parte do corpo humano desenvolverem
câncer ou, no caso das gônadas, o risco do aparecimento de doenças genéticas.
9. ( ) A redução da colimação resulta em redução da exposição à radiação.
10. ( ) Protetores de sombra são dispositivos acoplados ao colimador.
11. ( ) As áreas consideradas mais importantes a serem protegidas são as das gônadas.
12. ( ) A proteção de áreas específicas do corpo evita a utilização de colimação
13. ( )O princípio de radioproteção denominado ALARA recomenda o uso do menor regime possível para obtenção de
exames de qualidade.
14. ( ) O dosímetro deve ser utilizado sempre por baixo do avental de proteção, de forma a avaliar a radiação
efetivamente recebida pelo corpo.
15. ( ) O dosímetro tem como principal finalidade reduzir a dose recebida pelo técnico.
16. ( ) Quando se está realizando exames em pacientes jovens do sexo feminino é recomendado que haja um
acompanhante na sala de exame.
17. ( ) Ao realizar exames radiológicos no leito do paciente, o técnico deve portar avental plumbífero e permanecer o
mais distante possível dele.
18. ( ) O descuido no posicionamento do paciente pode implicar em aumento da exposição.
19. ( )A menor colimação implica em redução da radiação primária,mas não afeta a radiação secundária.

FISICO_MALUCO@HOTMAIL.COM WWW.BALONI.NO.COMUNIDADES.NET Página 1


ESCOLA TÉCNICA

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA II PROF.: JORGE ALAN

20. ( ) A regra dos dez dias recomenda a realização de radiografias de mulheres em idade fértil nos dez últimos dias do
ciclo menstrual.
21. ( ) O bário pode ser melhor proteção radiológica que o chumbo.
22. ( ) O dosímetro deve ser usado por baixo do avental, para medir a radiação efetivamente recebida.
23. ( ) Regimes errados acarretam aumento da dose a que o paciente é submetido.
24. ( ) As radiografias realizadas no leito acarretam maior exposição que um exame fluoroscópico.
25. ( ) Qualquer pessoa que acompanhe exames radiológicos deve usar o dosímetro.
26. ( ) O técnico em radiologia deve, sempre que estiver trabalhando, usar avental plumbífero.
27. ( ) Exames radiológicos de gestantes demandam utilização de dosímetro pela paciente.
28. ( ) Na realização de exames no leito do paciente, a distância de oito metros do aparelho de radiografia garante a
segurança do técnico de radiologia.
29. ( ) Na realização de radiografias dos seios da face, devido à baixa exposição a radiação, a porta da sala de exames
pode permanecer aberta.
30. ( ) Vidros plumbíferos com mais de15 mm de espessura evitam a passagem de radiação secundária.
31. ( ) O dosímetro deve ser usado por baixo do avental plumbífero para registrar a real exposição do corpo do
profissional à radiação ionizante.
32. ( ) Não é necessária a utilização de dosímetro ao se operar aparelho de ressonância magnética.
33. ( ) A utilização da maior colimação possível implica a redução da radiação secundária.
34. ( ) Em radiografias de recém-nascidos, é recomendável que um dos pais ou um acompanhante faça a imobilização do
paciente.
35. ( ) Ao substituir o colega em um plantão, o técnico deve usar o dosímetro do profissional efetivamente escalado para
o serviço.
36. ( ) Acompanhantes do paciente nunca devem adentrar a sala de exame. Se o paciente necessitar de contenção, esta
deverá ser feita por profissionais como auxiliares de enfermagem e padioleiros.
37. ( ) Quanto maior for a colimação, menor será a quantidade de radiação secundária.
38. ( ) O posicionamento incorreto do paciente determina aumento da exposição.
39. ( ) Em mulheres na idade fértil, o ideal é realizar radiografias da pelve nos últimos quinze dias do ciclo menstrual.

4 - Numere corretamente a segunda coluna de acordo com a primeira coluna no que se refere aos conceitos
estabelecidos na Norma CNEN – NN 3.01, 2005.

1. Qualquer atividade humana que possa resultar em exposição à radiação.


2. Qualquer atividade humana que possa reduzir a exposição total.
3. Local para o qual as condições de exposição ocupacional são mantidas sob supervisão, mesmo que medidas de
proteção e segurança não sejam normalmente necessárias.
4. Referência que, quando atingida ou excedida, torna necessária a avaliação das causas e conseqüências dos fatos
ocorridos.
5. Conceito expresso pela denominação pessoa – sievert.

( ) Intervenção
( ) Prática
( ) Nível de investigação
( ) Dose coletiva
( ) Área supervisionada

A ordem CORRETA de associação, de cima para baixo, é:


a. ( ) 2, 1, 4, 5, 3.
b. ( )4, 1, 2, 5, 3
c. ( )5, 1, 4, 2, 3
d. ( )3, 1, 4, 5, 2
e. ( )1, 2, 4, 5, 3

5 - Segundo a norma CNEN-NN-3.01, o limite de dose anual para Indivíduo Ocupacionalmente Exposto (IOE) é igual a:

a. ( ) 20 mSv de corpo inteiro como média ponderada em cinco anos consecutivos, desde que não ultrapasse 50 mSv
em qualquer ano.
b. ( ) 20 mSv de corpo inteiro, não podendo nunca ultrapassar este valor.

FISICO_MALUCO@HOTMAIL.COM WWW.BALONI.NO.COMUNIDADES.NET Página 2


ESCOLA TÉCNICA

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA II PROF.: JORGE ALAN

c. ( ) 1 mSv de corpo inteiro como média ponderada em cinco anos consecutivos, podendo, em circunstâncias
especiais, atingir 5 mSv em um ano.
d. ( ) 1 mSv de corpo inteiro como média ponderada em cinco anos consecutivos, podendo, em circunstâncias
especiais, atingir 20 mSv em um ano.
e. ( ) 50 mSv de corpo inteiro como média ponderada em cinco anos consecutivos, independentemente da dose em
cada um dos anos

6 - Quanto aos efeitos biológicos da radiação, é CORRETO afirmar que:


a. ( ) Os efeitos estocásticos geralmente se manifestam em um curto intervalo de tempo.
b. ( ) O efeito determinístico leva à transformação celular. Quando ele ocorre em células germinativas, efeitos
genéticos ou hereditários podem acontecer.
c. ( ) O efeito determinístico leva à morte celular; a probabilidade da ocorrência e a gravidade dos danos estão
diretamente relacionadas ao aumento da dose.
d. ( ) Os efeitos estocásticos apresentam um limiar de dose e aparecem num curto intervalo de tempo.
e. ( ) Podemos dizer que os efeitos estocásticos e determinísticos não possuem grandes diferenças na sua
manifestação.

7 - Para mulheres grávidas devem ser observados alguns requisitos especiais de modo a proteger o embrião ou feto. A
esse respeito, assinale a alternativa INCORRETA.

a. ( ) Deve ser utilizado dosímetro individual na grávida para documentar a dose de exposição.
b. ( ) Para mulheres com capacidade reprodutiva, a dose no abdômen não deve exceder 10 mSv em qualquer período
de três meses consecutivos.
c. ( ) A dose acumulada no feto não deve exceder 1 mSv.
d. ( ) A gravidez deve ser notificada ao titular do serviço tão logo seja constatada.

8 - A Proteção Radiológica tem por objetivo:

a. ( ) a prevenção e defesa do homem e de seu meio ambiente contra os possíveis efeitos deletérios causados pelas
radiações ionizantes provenientes de fontes produzidas pelo homem e de fontes naturais modificadas
tecnologicamente.
b. ( ) o licenciamento e a fiscalização dos serviços que realizam procedimentos radiológicos médicos e odontológicos
no Brasil.

c. ( ) a manutenção das condições adequadas de funcionamento e regulamentação das verificações de desempenho


nos serviços de radiologia.

9 - Em relação aos efeitos biológicos das radiações ionizantes, é correto afirmar que o efeito
(A) estocástico leva à transformação celular, devido à alteração aleatória no DNA de uma única célula que continua a se
reproduzir.
(B) determinístico leva à morte celular, e a probabilidade de ocorrência e gravidade do dano está indiretamente
relacionada com o aumento da dose.
(C) determinístico não apresenta limiar de dose.
(D) estocástico não está relacionado à origem somática.
(E) determinístico causa anormalidades hereditárias freqüentemente.

10 - Os efeitos estocásticos da radiação


(A) dependem da radiação não ionizante.
(B) necessitam de uma dose limiar.
(C) dependem da radiação de fundo.
(D) não necessitam de uma dose limiar.
(E) apresentam curto período de latência.

11 - São vestimentas de proteção radiológica:


(A) protetor de tireóide e luvas de procedimento.
(B) bota e protetor de gônadas.
(C) dosímetro e protetor de tireóide.
(D) luvas de procedimento e dosímetro.
(E) luvas e aventais de chumbo.

FISICO_MALUCO@HOTMAIL.COM WWW.BALONI.NO.COMUNIDADES.NET Página 3


ESCOLA TÉCNICA

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA II PROF.: JORGE ALAN

12. Os principais efeitos biológicos dos raios-X no embrião e no feto são:


(A) efeitos letais, malformações e distúrbio do crescimento.
(B) aborto, morte e retenção fetal.
(C) gigantismo, aumento no QI.
(D) macroencefalia, menor probabilidade de câncer no recém-nascido.
(E) esterilidade, infecções.

13 – Para reduzir a exposição à radiação em 95% é necessário utilizar chumbo padrão com espessura de pelo menos:
(A) 5mm;
(B) 4mm;
(C) 3mm;
(D) 2mm;
(E) 1mm

14 – Quando a exposição à radiação atinge determinado valor limiar, os efeitos biológicos relacionados são conhecidos
como:
(A) randômicos;
(B) determinísticos;
(C) estocásticos;
(D) equivalentes;
(E) aleatórios.

15 - Assinale a alternativa que não corresponda a um dos princípios básicos que regem o sistema de prevenção
radiológica.
a) Justificação da prática e das exposições médicas individuais.
b) Otimização da proteção radiológica.
c) Limitação coletiva das doses usuais.
d) Prevenção de acidentes.

16 - São ações das radiações ionizantes sobre as células, exceto:


a) Citoplasma.
b) Núcleo.
c) RNA e DNA.
d) Hemácias.

17 - As exposições ocupacionais normais de cada indivíduo, decorrentes de todas as práticas, devem ser controladas de
modo que os valores dos limites estabelecidos na Resolução CNEN nº 12/88 não sejam excedidos. Nas práticas
abrangidas por esse Regulamento, assinale a afirmativa INCORRETA:
a) A dose equivalente anual não deve exceder 150 msv para o cristalino.
b) A dose equivalente anual não deve exceder 500 msv para extremidades.
c) A dose efetiva média anual não deve exceder 20 msv em qualquer período de 5 anos consecutivos, não podendo
exceder 40 msv em nenhum ano.
d) Em gestantes, as condições de trabalho devem ser revistas, para garantir que a dose na superfície do abdômen não
exceda 2 msv durante todo o período restante da gravidez.

18 - Por efeitos somáticos da radiação entende-se:


a) São aqueles que afetam diretamente o indivíduo exposto à radiação e não são transmitidos à gerações futuras;
b) São aqueles que consistem de mutações nas células reprodutoras que afetam as gerações futuras;
c) São aqueles que afetam apenas os familiares do indivíduo contaminado;
d) São aqueles que afetam os espermatozóides e os óvulos do indivíduo contaminado.

19 - Analise os itens:
I – ( ) Sistema gastrointestinal ( intestinos ) podem sofrer reações inflamatórias , descamação do epitélio , resultando
ulcerações no sistema. O limiar da síndrome no sistema gastrointestinal é aproximadamente 3 Gy , com período de
latência de 3 a 5 dias ,ocasionando sintomas como vômitos, diarréia , desidratação , anorexia.
II – ( ) No sistema reprodutor da mulher , os ovários são mais sensíveis às radiações , e podem provocar esterilidade
com doses da ordem de 1,7 Gy que aparece aos 90 dias , podendo perdurar de 1 a 3 anos e doses acima de 3 Gy ,
esterilidade permanente.

FISICO_MALUCO@HOTMAIL.COM WWW.BALONI.NO.COMUNIDADES.NET Página 4


ESCOLA TÉCNICA

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA II PROF.: JORGE ALAN

III - ( ) O gráfico ao lado permite concluir que os efeitos somáticos devido a uma
dose aguda de radiação, isto é, doses administradas em pouco tempo
,ocorrem a partir de um limiar de 0,25 Gy. Os efeitos genéticos podem
ocorrer a partir de um valor limiar de dose absorvida, variando deforma
linear.
IV – ( ) Em situações de emergência, os níveis de intervenção pré-estabelecidos
devem ser reavaliados, no momento de sua implementação, em função das
condições existentes, desde que não sejam excedidos os níveis de dose; neste
caso, a intervenção deve ocorrer em qualquer circunstância.
A seqüência correta é:
a. ( ) F, V, V, V
b. ( ) V, V, V, V
c. ( ) F, F, V, V
d. ( ) V, F, V, F
e. ( ) V, V, F, V

20 - Analise os itens a seguir:


I – ( ) Durante a utilização de avental plumbífero, o dosímetro individual deve ser colocado sobre o avental, aplicando-
se um fator de correção de 1/10 para estimar a dose efetiva. Em casos em que as extremidades possam estar
sujeitas a doses significativamente altas, deve-se fazer uso adicional de dosímetro de extremidade.
II – ( ) O primeiro procedimento que deve ser adotado no caso da contaminação é descontaminar a área afetada para só
então descontaminar o restante do corpo com a chuveirada.
III – ( ) Acidentes Nucleares refletem eventos cujo impacto nuclear atinge a área externa da estação.
IV – ( ) Podemos concluir, com análise do gráfico ao lado, que para um indivíduo exposto a uma dose de 5 Gy, sua fase
Prodrômica (sintomas iniciais) se inicia quase 15 minutos após a
exposição e desaparece em torno de 8 horas. Sua fase crítica é esperada
após 3,5 dias, devendo-se ter um cuidado extremo com ele após 3
semanas, quando o indivíduo corre sério risco de morrer.

A ordem correta é:
a. ( ) V, V, V, V
b. ( ) V, F, V, F
c. ( ) F, V, F, F
d. ( ) F, F, V, V
e. ( ) V, V, V, F

21 - Um operador de raios-x apresentou-se ao médico da empresa onde trabalhava se queixando de vômitos, diarréia, e
tonturas. O médico logo desconfiou se tratar de efeitos produzidos por alta dose de radiação, pois o funcionário
apresentava os sintomas característicos de "doença da radiação", solicitando de imediato o exame de sangue
completo. Em sua opinião:
a.( ) o médico agiu corretamente, uma vez que todos os sintomas apresentados são característicos.
b.( ) o médico agiu corretamente, no entanto poderia se tratar de baixa dose de radiação ao redor de 0,25 Gy.
c. ( ) o médico não agiu corretamente, uma vez que tais sintomas podem ser devidos a uma série de outras doenças, e a
chamada "doença da radiação" é inexistente.
d.( ) o médico não agiu corretamente, pois deveria ter feito uma monitoração no funcionário para verificar possíveis
contaminações no indivíduo, e aguardado no mínimo 72 horas para solicitar o exame de sangue.
e. ( ) N.D.A

22 - Os dosímetros sofrem modificações em suas estruturas cristalinas quando irradiados. Quando aquecidos acima de
200 graus C, os cristais liberam a energia armazenada na forma de luz visível, a qual é mensurada. Sobre as doses
máximas permissíveis para profissionais que lidam com radiação, assinale a alternativa correta:
a. ( ) Olhos: 5 mSv.
b. ( ) Olhos: 50 mSv.
c. ( ) Mãos ou pés: 500 mSv.
d. ( ) Corpo inteiro: 50 mSv.
e. ( ) Corpo inteiro: 500 mSv.

FISICO_MALUCO@HOTMAIL.COM WWW.BALONI.NO.COMUNIDADES.NET Página 5