Vous êtes sur la page 1sur 4

O Globo - Domingo 18 Abril 2010 - Revista O Globo / Sei lá, mil coisas

Todos juntos vamos

Acaba de entrar no ar o site Peixe Urbano, que vende produtos de forma diferente: a cada 48
horas, é oferecido um novo item, com desconto de até 90%. A venda só se concretiza depois
que um número determinado de clientes, que varia de artigo para artigo, se interessa pela
oferta. Num dia, a Camiseteria vendeu 120 unidades, que saíram a R$27 (contra R$55) cada.

O Globo - Sábado 3 Julho 2010 - Economia / Guia de Compras (Fabiana Ribeiro)

Mais sites e preços menores na internet

Portais de compras coletivas, lojas virtuais com promoções e ações no Twitter são novas
armas do internauta

O varejo virtual vai além dos endereços eletrônicos das lojas. As ferramentas da internet
se ampliaram e hoje o consumidor encontra portais de compras coletivas, sites de ofertas,
promoções exclusivas e sites de comparações de preço, além das ações em redes de
relacionamento como o Twitter. Tudo para que se ganhe o cliente pelo bolso — e, claro, pela
comodidade. Para especialistas, a internet virou, com isso, um fonte de consulta obrigatória
para aqueles que desejam fechar uma compra com o menor preço — seja dentro ou fora do
ambiente virtual.

— Como gôndolas e prateleiras on-line são custo virtualmente zero, amplia-se o portfólio de
ofertas, reduz-se os preços — resumiu Klaus Denecke-Rabello, professor de marketing digital
da ESPM-RJ, acrescentando que a forte concorrência na internet traz impactos para a loja
física e que o consumidor está mais forte nesse novo momento do varejo na internet.

Sites de ofertas começam a aparecer no universo pontocom. Um deles é o Peixe Urbano, que
reúne promoções. A de ontem, por exemplo, indicava que 24 latinhas de Coca-cola Plus saíam
de R$36,50 por R$5 e podem ser retiradas em lojas de conveniência em Botafogo, Lagoa e
Leblon. A redução do preço ocorre porque o site reúne um número mínimo de compradores.
O mesmo acontece no site Imperdível, que divulga os preços reduzidos de restaurantes, spas,
shows.

A Oligoflora — Studio de bem estar e estética funcional resolveu usar o site Peixe Urbano para
anunciar suas promoções-relâmpago. Mas não é apenas lá:

— Além do site, desenvolvemos ações de marketing digital e usamos o Twitter para manter
nossos clientes atualizados com as promoções e serviços da clínica. Pensamos nessa
ferramenta por ser de fácil acesso e de boa divulgação, nossos clientes utilizam a rede social
e nós queremos estar onde o nosso público está, ou seja, na internet — disse Juliana Urano,
sócia da Oligoflora.
A publicitária Aline Cendon não abre mão da internet na hora de consumir. Mas não fecha sua
compra sem antes passar por farejadores de preços ou sites de ofertas — como o Oferta X. Foi
lá que conseguiu uma camisa da seleção por menos de R$150, quando o preço de mercado
era de quase R$200.

— É preciso pesquisar. Sempre — resumiu a consumidora.

Clubes de compras, que trazem descontos, começam a surgir

Na nova era do varejo virtual, os clubes de compras — que garantem aos sócios descontos
— passam a ser uma outra opção para o internauta. Um deles é o outlet virtual Coquelux,
que vende peças com descontos de até 80% de marcas como Dior, Yves Saint Laurent, Marc
Jacobs, Lacoste, Lancôme, Trussardi e Nike. Além dos preços reduzidos, um bônus: peças do
acervo de, por exemplo, Isabela Capeto ou da Osklen.

— Um outlet virtual pode oferecer uma quantidade maior de ofertas ao mesmo tempo, o que
não acontece no mundo em geral. A praticidade é outro ponto: em poucos minutos é possível
comprar uma variedade enorme de itens que vão de peças de mostruário a vinhos importados
— disse Pierre-Emmanuel Joffre, CEO do Coquelux.

Promoções rápidas também são divulgadas em redes de relacionamentos. Diariamente, a


Leader, por exemplo, posta ofertas no Twitter e no Facebook.

Como gastar menos

OFERTAS: Em sites de compras coletivas, todos os dias são apresentadas ofertas com
descontos tentadores de produtos ou serviços. A oferta passa a valer, em geral, a partir de um
número mínimo de clientes para cada item anunciado. O internauta encontra promoções em
Imperdível (www.imperdivel.com.br), Oferta X e Peixe Urbano (www.peixeurbano.com.br).

REDES DE RELACIONAMENTO: Vale acessar o Twitter e o Facebook das lojas. Muitas delas
anunciam suas promoções-relâmpago por esses endereços.

CLUBE: O consumidor já encontra alguns clubes de compras na internet — que podem trazer
preços especiais e peças exclusivas. Entre esses clubes, está o Coquelux (www.coquelux.com)
e ainda o clube da Track&Field (www.trackandfield.com.br/clubedecomprasclubedecompras).

NOS SITES: Lojas tradicionais que têm suas lojas virtuais, em geral, apresentam preços mais
atraentes em seus sites. Alguns fazem promoções exclusivas, oferecem produtos específicos e
trazem preços especiais. Vale mesmo comparar os preços dos dois pontos de venda.

BUSCA DE PREÇOS: Na internet, há vários sites que fazem comparações


de preços de produtos. Entre eles estão o BuscaPé (www.buscape.com.br), o
Bondfaro (www.bondfaro.com.br), o Zura (www.zura.com.br) e o Mercado do Preço
(www.mercadodopreco.com.br).
O Globo - Terça-Feira 10 Agosto 2010 - Economia / Negócios & Cia (Flávia Oliveira, Glauce
Cavalcanti, Mariana Durão)

Peixe grande

O site de compras coletivas Peixe Urbano, lançado há quatro meses no Rio, já está em São
Paulo, BH, Curitiba, Brasília, Porto Alegre, Recife, Niterói e Campinas. Em dois meses, chegará
a Salvador, Vitória, Fortaleza, Floripa e ao interior paulista. "O alvo são cidades de maior poder
aquisitivo e ligadas à web", diz o sócio Julio Vasconcellos.

O Globo - Sábado 14 Agosto 2010 - Economia / Negócios & Cia (Flávia Oliveira, Glauce
Cavalcanti, Mariana Durão)

A BROWNERIA vendeu 8.900 kits de brownie com sorvete em menos de 24 horas via Peixe
Urbano, site de compras coletivas. A filial do Botafogo Praia Shopping foi a primeira a esgotar
seus 3.500 kits.

O Globo - Domingo 22 Agosto 2010 - Boa Chance

Nos sites, as compras coletivas

Modelo aumenta as vendas e o raio de alcance da marca

Conquistar um público diferente e expandir o alcance da marca. Essas são as principais


vantagens que as empresas encontram quando realizam promoções em sites de compras
coletivas. Mas não são as únicas: aumentar as vendas e acelerar o conhecimento do cliente
sobre novos produtos também motivam empresários a apostar no modelo.

O conceito, que já faz sucesso nos Estados Unidos desde o fim de 2008, chegou ao Brasil
em março deste ano com o lançamento do Peixe Urbano (www.peixeurbano.com.br). O
site promove de seis a sete promoções por semana com descontos de 50% a 90% em
restaurantes, estabelecimentos de beleza, teatros e outros serviços. Para que os usuários
possam aproveitar as ofertas, um número mínimo de compradores precisa ser atingido.

— Queremos ajudar as pessoas a descobrirem o que há de melhor nas suas cidades.


Começamos no Rio, depois São Paulo e hoje já estamos em mais oito. A ideia é dobrar o
número de cidades nos próximos três meses — diz Julio Vasconcellos, sócio-fundador do
projeto.
Um dos cases de maior sucesso do site, até agora, foi uma promoção do Yoggi, realizada
no dia 19 de agosto, que oferecia 64% de desconto no sorvete de iogurte pequeno com três
coberturas — o preço passou de R$8 para R$2,90. Até o fechamento desta edição, 17 mil
cupons tinham sido vendidos.

— O melhor é que o parceiro não tem custo algum para divulgar a promoção no site. E ainda
consegue atrair pessoas que pagaram antecipadamente pelo produto — diz Vasconcellos,
ressaltando que o Peixe Urbano fatura cerca de 50% em cima das vendas efetuadas.

Atraída pelo modelo, a empresária Luciana Almeida, proprietária do Doce Delícia, já realizou
duas promoções em parceria com o Peixe Urbano. A última, que oferecia 50% de desconto no
cardápio de pizzas do restaurante, registrou 2.387 compradores:

— Tivemos um retorno excelente, além das expectativas. Esperávamos vender apenas 500, já
que a pizza é um produto novo da casa. Também valeu a pena porque apareceram pessoas
que ainda não conheciam a casa.

A prova de que o modelo chegou para ficar é o rápido crescimento que esses sites têm
alcançado em tempo recorde. O Imperdível (www.imperdivel.com.br), por exemplo, lançado em
maio, já opera em oito capitais e conta com 260 mil usuários cadastrados.

— Na próxima semana vamos inaugurar o site em mais sete cidades — comemora Pedro
Guimarães, um dos sócios. — É um modelo em que todos ganham. O cliente compra serviços
atraentes com ótimos descontos. E o parceiro ganha novos consumidores e uma campanha de
mídia on-line.