Vous êtes sur la page 1sur 2

ANO LECTIVO 2007/08

FILOSOFIA – 11º ANO

ARGUMENTAÇÃO, RETÓRICA E FILOSOFIA

1. OBJECTIVOS

¾ Distinguir entre lógica formal e informal; demonstração e argumentação;


¾ Distinguir entre argumentos fortes e fracos;
¾ Analisar a validade e invalidade de argumentos: as Falácias informais
¾ Aprender as diferentes acepções de Retórica, no tempo.
¾ Conhecer as posições de Górgias, Sócrates, Platão, Aristóteles e
Perelman
¾ Interpretar a relação entre Retórica e Dialéctica
¾ Distinguir aparência e realidade – a importância da Aparência
¾ Reconhecer a Retórica como discurso da conflitualidade
¾ Compreender o papel do orador (ethos), do discurso (logos) e do
auditório (pathos) em Aristóteles e Perelman
¾ Analisar a importância do discurso retórico no domínio da política
¾ Reconhecer os dois usos da Retórica
¾ Relacionar deontologia e Retórica
¾ Reconhecer a Filosofia como o discurso da “busca da Verdade, da
necessidade do ser” contrapondo-se ao discurso da aparência
¾ Perceber a indispensabilidade da retórica no mundo contemporâneo
¾ Concluir da complementaridade da Retórica e da Filosofia
¾ Extrair conclusões críticas sobre o papel da Retórica e da sua relação
com as outras formas do discurso

2. CONTEÚDOS

2.1. ARGUMENTAÇÃO E RETÓRICA (6 BLOCOS DE 90 MINUTOS)

¾ O domínio do discurso argumentativo: a procura da adesão do auditório.


¾ O discurso argumentativo: principais tipos de argumentos e falácias
informais.

2.2. ARGUMENTAÇÃO E FILOSOFIA (6 BLOCOS DE 90 MINUTOS)

¾ Filosofia, retórica e democracia.


¾ Persuasão e manipulação (os dois usos da retórica).
¾ Argumentação, verdade e ser.

3. AVALIAÇÃO

¾ Avaliação formativa ⇒ exercícios de aplicação;


¾ Avaliação sumativa ⇒ 1/2 testes e todas as tarefas que tenham sido objecto
de classificação.

1
4. ESTRATÉGIAS

¾ Investigação orientada sobre os filósofos acima citados.


¾ Interpretação de textos argumentativos.
¾ Reconhecimento de figuras retóricas e de falácias informais (possível
aproveitamento do texto dado em Português: “Sermão de Stº António
aos Peixes”, do Padre António Vieira).
¾ Construção de textos argumentativos.
¾ Debates com temas previamente seleccionado.
¾ Visionamento de um filme para debate final.
¾ Recurso ao Canal da TV da Assembleia da República.
¾ Visionamento, se possível, do programa “A quadratura do círculo”.

5. RECURSOS

¾ Manual adoptado;
¾ Textos dos autores citados/outros
¾ Visionamento de programas TV/filmes
¾ Auditório
¾ Apontamentos das aulas

6. BIBLIOGRAFIA

¾ Olbrechts-Tyteca, Lucie e Perelman, Chaim, Tratado da Argumentação,


Lisboa, Instituto Piaget, 2007
¾ Weston, Anthony (1996) A Arte de Argumentar. Trad. de Desidério
Murcho. Lisboa, Gradiva, 1996.
¾ Meyer, Michel (1992), Lógica, Linguagem e Argumentação, Lisboa:
Teorema.
¾ Perelman, Chaïm, O Império Retórico, trad. Rui Grácio, Porto, Edições
Asa, 1993.
¾ Downes, Stephen (s/d) «Guia das Falácias». Trad. de Júlio Sameiro,
in Crítica, http://www.criticanarede.com/falacias.htm.
¾ Almeida, Aires (s/d) «Lógica Informal», in Crítica,
http://www.criticanarede.com/html/filos_loginformal.html.