Vous êtes sur la page 1sur 7

Centro Educacional SESC Cidadania

Formando Cidadãos
Goiânia, ____/____/ 10 Série: 6ºano Turma: _____ nº_____
Nome do (a) Aluno (a): _______________________________________________________
Professor (a): Valéria de Paula Silva. Disciplina: Educação Física

Apostila de Educação Física


3º Bimestre – FUTSAL
Objetivos Valor Nota Data limite de entrega para as
7.3 e 7.5 2,5 turmas B e C 16/08/10 e turmas
7.1 e 7.4 3,0 A, D e E 19/08/10.
7.7 3,5 Apostila entregue em atraso de
Texto 1,0 uma aula terá redução de 20%
Nota total = ___________ no valor total e 40% de redução
Entregue pelo (a) aluno (a) em ___/___/10 para atraso de duas aulas.

HISTÓRIA DO FUTEBOL DE SALÃO


O futebol de salão, atualmente denominado futsal, começou a ser praticado em
1932, em Montevidéu, Uruguai. As primeiras regras foram redigidas pelo diretor do
departamento de menores da Associação Cristã de Moços (ACM) de Montevidéu, Juan
Carlos Ceriani.
Na época, o Uruguai obteve muitas conquistas no futebol de campo. Foi
bicampeão olímpico e campeão mundial de 1930. Todas estas conquistas fizeram do
futebol o esporte mais praticado naquele país, tanto por crianças como por adultos.
Conseqüentemente, faltavam espaços e campos para a prática do futebol. A solução
encontrada foi improvisar locais menores, como quadras de basquete. Contudo, já que
tal espaço era muito menor do que um campo de futebol foi necessário algumas
modificações no seu modo de jogar, surgindo assim um novo esporte, o futebol de salão.
Em 1933, Juan Carlos Ceriani, redigiu as primeiras regras de futebol de salão,
fundamentadas no futebol, basquete, handebol e pólo aquático. Neste período, por
ocasião de um curso no Uruguai, patrocinado pelo instituto técnico da Federação Sul-
Americana das ACMs, cópias destas regras foram distribuídas a todos os representantes de
países da América do Sul, entre eles alguns brasileiros.
Por volta de 1942, o futebol de salão
havia conquistado a simpatia de todos. O
que era inicialmente exclusividade das
crianças passou a ser o esporte preferido dos
adultos. Entre os adultos, o gosto pelo futebol
de salão era tanto que passou a ser um
problema discipliná-lo na maioria das ACMs
da América do Sul, a ponto de na
Conferência dos Diretores de Educação
Física das ACMs Sul-Americanas, ser
recomendado que o futebol de salão fosse
limitado a pratica somente de menores. A
ACM de São Paulo foi à única que continuou

1
com o futebol de salão em seu programa de adultos devendo a esta a divulgação desse
esporte.
Atualmente, o futsal é o esporte que possui o maior número de praticantes no
Brasil. No mundo, são mais de setenta países que praticam este esporte em quatro
continentes, tendo como destaque o Paraguai, Espanha, Portugal e Brasil.

Exercícios de fixação
Objetivo 7.3 - Conhecer, descrever e identificar o histórico do desporto futsal.
Objetivo 7.5 - Conhecer, desenhar e identificar a quadra de futsal.
1 – Onde e quando o futsal começou a ser praticado? (0,5)

2 – O Uruguai obteve muitas conquistas no futebol de campo. Foi bicampeão olímpico e


campeão mundial em 1930. Com isso, o futebol de campo passou a ser muito praticado
naquele país, mas não havia espaço suficiente para todos jogarem. Qual foi a solução
encontrada para resolver este problema? Qual esporte surgiu desta solução?(1,0)

3 – Desenhe a quadra de futsal: (1,0)

CONSIDERAÇÕES SOBRE O FUTSAL


Desporto relativamente jovem, o futsal em pouco tempo passou a ser um dos
mais praticados pelos brasileiros. Vários fatores contribuem para que
isso aconteça, como:
- possui regras fáceis;
- pode ser praticado até na rua, em campos improvisados;
- não exige equipamentos sofisticados.
Por seus valores recreativos, sociais e competitivos, o futsal
está presente nos programas de lazer de qualquer comunidade, despertando interesse e
paixão. Praticado de forma bem orientada, esse desporto desenvolve a coordenação, a

2
agilidade, a velocidade e precisão. Exigem preparação física eficiente, reflexos rápidos e
seguros, melhorando a resistência orgânica dos praticantes.
O futsal é jogado com os pés e o jogador se desloca conduzindo ou tocando a
bola com qualquer parte do corpo, exceto com as mãos. Uma partida é disputada por
duas equipes, cada uma composta por cinco jogadores, um dos quais é o goleiro.
Oficialmente, para as categorias principais e juvenis, uma partida consta de dois
tempos de vinte minutos cada um, cronometrados, com um intervalo de dez minutos para
descanso. Para a categoria infantil e feminina o tempo será de trinta minutos, divididos
em dois tempos de quinze minutos cada, com dez minutos de descanso entre ambos.
O objetivo do jogo é marcar gols, isto é, colocar a bola dentro da meta do
adversário, ultrapassando totalmente a linha de gol. Vence a equipe que no final de uma
partida tiver marcado o maior número de gols. Poderá haver empate.

Fundamentos básicos do futsal


• Drible
• Recepção
• Condução de bola
• Passe
• Chute ao gol

Exercícios de fixação
Objetivo 7.1- Conhecer os fundamentos do futsal: condução de bola, chute ao gol, recepção, passe e drible.
Objetivo 7.4 - Conhecer, descrever e identificar o jogo, características, número de jogadores e tempos de
jogo do desporto futsal.
4 – Quais os fatores que contribuíram para que o futsal seja um dos esportes mais
praticados pelos brasileiros? (1,0)

5 – Praticado de forma bem orientada o futsal desenvolve algumas habilidades, cite três
delas: (0,5)

6– Qual o objetivo do jogo de futsal? Pode haver empate? (0,5)

7 – Quais os fundamentos do futsal? Comente sobre um deles. (1,0)

3
ALGUMAS REGRAS DE FUTSAL
*Número e substituições de atletas
- Uma equipe será composta por cinco jogadores titulares, sendo um o goleiro e
tendo até sete reservas.
- Será permitido um número indeterminado de substituições “volantes”, a qualquer
tempo do jogo, sem necessidade de paralisação da partida.
- Atletas com ferimentos que estejam sangrando, não poderão permanecer na
quadra de jogo. Devem obrigatoriamente deixar a quadra para serem medicados.
- A um dos atletas, de cada equipe será atribuída à função de “capitão” cabendo-
lhe: representar sua equipe, da qual é fiador da boa conduta, dirigir-se ao árbitro
quando necessário com cortesia e respeito. O capitão da equipe deverá usar uma
braçadeira em um dos braços para identificá-lo.

*Equipamentos dos atletas


- É vedado ao atleta o uso de qualquer objeto reputado pelo árbitro como perigoso
ou nocivo à prática do desporto. O árbitro exigirá a remoção do objeto
considerado perigoso, não sendo obedecido, ordenará a expulsão do jogador
infrator.

* Bola de saída
No início da partida a escolha de lado ou saída de bola será
decidido por meio de sorteio procedido pelo árbitro principal. A equipe
vencedora do sorteio escolherá a meia quadra onde irá iniciar jogando
e a equipe perdedora terá o direito de iniciar o jogo.
Dado o sinal pelo árbitro, a partida será iniciada por um dos atletas, que
movimentará a bola com os pés em direção ao lado contrário, devendo a mesma, nesse
momento, estar colocada imóvel sobre o centro da quadra, cada equipe deverá estar
em seu próprio lado e nenhum atleta da equipe contrária a iniciadora da partida poderá
aproximar-se a menos de 3 (três) metros da bola e nenhum atleta de ambas as equipes,
poderá invadir a meia quadra do adversário enquanto a bola não for movimentada.

* Faltas e incorreções
- Faltas técnicas: dar pontapé, cusparada, “carrinho”, empurrar, puxar, etc.
- Faltas pessoais: usar expressão verbal ou vocal para enganar adversários, jogar
perigosamente, obstruir jogada, permanecer com a bola por mais de quatro
segundos dentro da própria área, etc.
- Faltas disciplinares: infligir persistentemente às regras do jogo, dirigir-se aos árbitros ou
torcida para discutir ou reclamar, etc.
- As punições de atletas e técnicos serão determinadas pela exibição de cartão
amarelo (advertência) e vermelho (expulsão).
- As equipes poderão cometer, em cada período da partida, até cinco faltas
acumulativas com direito a formação de barreira de atletas, após estas, passarão a
ser cobrado tiro livre sem consideração ao tipo de infração cometida.

* Arremesso lateral
- Será cobrado sempre que a bola atravessar inteiramente as linhas laterais quer pelo
solo ou pelo alto.

4
- O retorno da bola à quadra de jogo dar-se-á com a movimentação da mesma
com os pés no exato local onde saiu à bola, em qualquer direção, executado por
um atleta adversário daquela equipe que tocou a bola por último.
- Se um atleta arremessar a bola contra a meta adversária e a bola penetrar na
mesma, tocando ou não no goleiro, o tento não será válido.

*Arremesso de meta
- A execução do arremesso de meta dar-se-á exclusivamente pelo goleiro, com o uso
das mãos, de qualquer ponto da área de meta podendo ultrapassar a linha
demarcatória do meio da quadra.

*Arremesso de canto
- O arremesso de canto dar-se-á sempre que a bola ultrapassar inteiramente a linha
de fundo, após ter sido jogada por um atleta da defesa. O arremesso de canto
deverá ser executado sempre do canto mais próximo de onde saiu à bola pela
linha do fundo.
Exercícios de fixação
Objetivo 7.7 – Conhecer orientações sobre defesa, ataque e regras do desporto futsal.
8– Quantos jogadores constituem uma equipe de futsal? (0,5)

9 – Qual a posição e orientação que o árbitro toma em relação ao jogador que está
usando um objeto considerado perigoso? (1,0)

10 – De acordo com seu conhecimento sobre futsal, preencha a segunda coluna de


acordo com a primeira: (0,5)
(A) Falta técnica ( ) dar pontapé
(B) Falta pessoal ( ) obstruir a jogada
(C) Falta disciplinar ( ) discutir com a torcida
( ) puxar a camisa de alguém do time contrário
( ) realizar um “carrinho”

11 – Descreva como acontece o arremesso de meta: (0,5)

12 – De acordo com seus conhecimentos sobre os arremessos do futsal, preencha a


cruzadinha: (1,0)
a) dar- se-á exclusivamente pelo goleiro, com o uso das mãos.
b) dar-se-á sempre que a bola ultrapassar inteiramente a linha de fundo, após ter sido
jogada por um atleta da defesa.
c) dar-se-á sempre que a bola atravessar inteiramente as linhas laterais quer pelo solo,
quer pelo alto.
d) dar-se-á sempre que a bola ultrapassar totalmente a linha de gol, colocando a bola
dentro da meta do adversário.
5
C

A
D

A Bola
O pai deu uma bola de presente ao filho. Lembrando o prazer que sentira ao ganhar
a sua primeira bola do pai. Uma número 5 sem tento oficial de couro. Agora não era mais
de couro, era de plástico. Mas era uma bola.
O garoto agradeceu, desembrulhou a bola e disse “Legal!”. Ou o que os garotos
dizem hoje em dia quando gostam do presente ou não querem magoar o velho. Depois
começou a girar a bola, à procura de alguma coisa.
--- Como é que liga? --- perguntou.
--- Como, como é que liga? Não se liga.
O garoto procurou dentro do papel de embrulho.
--- Não tem manual de instrução?
O pai começou a desanimar e a pensar que os tempos são outros. Que os tempos
são decididamente outros.
--- Não precisa manual de instrução.
--- O que é que ela faz?
--- Ela não faz nada. Você é que faz coisas com ela.
--- O quê?
--- Controla, chuta...
---Ah, então é uma bola.
--- Claro que é uma bola.
--- Uma bola, bola. Uma bola mesmo.
--- Você pensou que fosse o quê?
--- Nada, não.
O garoto agradeceu, disse “Legal” de novo, e dali a pouco o pai o encontrou na
frente da tevê, com a bola nova do lado, manejando os controles de um videogame.
Algo chamado Monster Ball, em que times de monstrinhos disputaram a posse de uma
bola em forma de blip eletrônico na tela ao mesmo tempo que tentavam se destruir
mutuamente. O garoto era bom no jogo. Tinha coordenação e raciocínio rápido. Estava
ganhando da máquina.
O pai pegou a bola nova e ensaiou algumas embaixadas. Conseguiu equilibrar a
bola no peito do pé, como antigamente, e chamou o garoto.
--- Filho, olha.
O garoto disse “Legal”, mas não desviou os olhos da tela. O pai segurou a bola com
as mãos e a cheirou, tentando recapturar mentalmente o cheiro de couro. A bola
cheirava a nada. Talvez um manual de instrução fosse uma boa idéia, pensou. Mas em
inglês, para a garotada se interessar.
Texto retirado do livro Comédias para se ler na escola,
De Luis Fernando Veríssimo, pg 41 e 42.

6
13- Qual é a sua opinião diante da situação apresentada pelo texto? Você se identifica
com o garoto do texto, ficando apenas no computador e videogame ou faz alguma
atividade física fora da escola?(1,0)

Fonte :
- Teixeira, Hudson Ventura. Educação Física e Desportos. São Paulo: Editora Saraiva 2001.
- Unzelte, Celso. O livro de ouro do futebol. São Paulo:Ediouro,2002.
- Veríssimo, Luis Fernando. Comédias para se ler na escola. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. Pg41 e 42.
- Voser, Rogério da Cunha. Iniciação ao futsal: abordagem recreativa. Canoas:Editora ULBRA,1996.
- www.futsal.com.br