Vous êtes sur la page 1sur 114

CUSTO UNITÁRIO BÁSICO (CUB/m²):

PRINCIPAIS ASPECTOS
CUSTO UNITÁRIO BÁSICO (CUB/m²):
PRINCIPAIS ASPECTOS
Ficha Técnica

REALIZAÇÃO
Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais - Sinduscon-MG
Rua Marília de Dirceu, 226 - 3º e 4º andares - Lourdes
CEP 30170-090 - Belo Horizonte-MG
Telefone (31) 3275-1666 - Fax (31) 3292-5161
www.sinduscon-mg.org.br
e-mail: sinduscon@sinduscon-mg.org.br

ELABORAÇÃO
Assessoria Econômica

COORDENAÇÃO DO PROJETO
Economista Daniel Ítalo Richard Furletti
Economista Ieda Maria Pereira Vasconcelos

PROJETO GRÁFICO
Interativa Comunicação

REVISÃO
Rita de Cássia Bernardina Lopes

SINDICATO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DE


MINAS GERAIS. Custo Unitário Básico (CUB/m²): principais aspectos. Belo
Horizonte: SINDUSCON-MG, 2007. 112p.

CUSTO UNITÁRIO BÁSICO – CONSTRUÇÃO CIVIL

CDU 69: 657.474.5

Responsável pela catalogação: Mariza Martins Coelho CRB1637 – 6ª Região

2 CUB | SINDUSCON-MG
Diretoria Sinduscon-MG – Biênio 2007-2009

Presidente
Walter Bernardes de Castro

1º Vice-Presidente
Bruno Rocha Lafetá

Vice-Presidentes
Administrativo-Financeiro: Eduardo Kuperman
Área Imobiliária: Jackson Camara
Comunicação Social: Jorge Luiz Oliveira de Almeida
Materiais, Tecnologia e Meio Ambiente: Eduardo Henrique Moreira
Obras Públicas: Luiz Fernando Pires
Política, Relações Trabalhistas e Recursos Humanos: Ricardo Catão Ribeiro

Diretores
Administrativo-Financeiro: Felipe Filgueiras Valle
Área Imobiliária: Bráulio Franco Garcia
Comunicação Social: Marcelo Magalhães Martins
Incorporação de Terrenos: Felipe Pretti Monte-Mor
Materiais e Tecnologia: Cantídio Alvim Drumond
Meio Ambiente: Geraldo Jardim Linhares Júnior
Obras Industriais: Luiz Alexandre Monteiro Pires
Obras Públicas: João Bosco Varela Cançado
Programas Habitacionais: André de Sousa Lima Campos
Relações Institucionais: Werner Cançado Rohlfs

Coordenador Sindical:
Daniel Ítalo Richard Furletti

Equipe Técnica
Coordenação: Econ. Daniel Ítalo Richard Furletti (Coordenador Sindical)
Elaboração: Econ. Ieda Maria Pereira Vasconcelos (Assessora Econômica)

SINDUSCON-MG | CUB 3
SUMÁRIO
Apresentação 7
Palavra do Presidente 9
Acesso ao conhecimento 11
Introdução 13
1 - O Custo Unitário Básico (CUB/m2): informações gerais 15
1.1 - Origem 15
1.2 - Aparatos legal e técnico 16
1.3 - Conceito 16
1.4 - Objetivo 16
1.5 - A Evolução Normativa 17

2 - A ABNT NBR 12721:2006 17


2.1 - Os projetos-padrão da ABNT NBR 12721:2006 18
2.1.1 - Caracterização dos projetos-padrão conforme a ABNT NBR 12721:2006 19
2.2 - Os padrões de acabamento 21
2.2.1 - Especificações dos acabamentos nos orçamentos dos projetos-padrão
residenciais conforme a ABNT NBR 12721:2006 21
2.2.2 - Especificações dos acabamentos nos orçamentos dos projetos-padrão
comerciais conforme a ABNT NBR 12721:2006 24
2.2.3 - Especificações dos acabamentos no orçamento do projeto-padrão
Galpão Industrial conforme a ABNT NBR 12721:2006 25
2.2.4 - Especificações dos acabamentos no orçamento do projeto-padrão
Residência Popular conforme a ABNT NBR 12721:2006 26
2.3 - Lote básico de insumos 28
2.3.1 - Família dos insumos 29

3 - Metodologia de cálculo do CUB/m2 57

4 - CUB/m2 representativo 58

5 - CUB/m2 médio Brasil 60

6 - O site: www.cub.org.br 63

7 - Perguntas e respostas mais freqüentes em relação ao CUB/m2 63


8 - Referências 66
Anexo: Detalhes dos projetos-padrão do CUB/m2 67
Comentários finais 111

SINDUSCON-MG | CUB 5
APRESENTAÇÃO
Um notável exemplo
A Associação Brasileira de Normas Técnicas congratula-se com o Sinduscon-MG pela inicia-
tiva de oferecer ao setor um estudo objetivo e completo sobre o CUB/m2, indicador estabele-
cido pela ABNT NBR 12721 - Avaliação de custos unitários de construção para incorporação imo-
biliária e outras disposições para condomínios edilícios - Procedimento.

A publicação de uma cartilha facilita o entendimento do processo, promove a sua utilização


e reforça também os objetivos de nossa organização de disseminar cada vez mais a normali-
zação e estimular a atualização científica e tecnológica.

Quanto mais profissionais estiverem envolvidos na aplicação de normas, mais benefícios


terá a nossa sociedade, ao usufruir de soluções contempladas por qualidade, segurança e os
mais avançados recursos da tecnologia.

A ABNT, em sua trajetória de 67 anos, tem se dedicado a buscar dentro e fora do país os
conhecimentos que resultem em normas técnicas, em ferramentas que auxiliem os mais
diferentes segmentos produtivos a forjar o desenvolvimento que todos queremos. A recom-
pensa ao nosso trabalho se dá em exemplos como este do Sinduscon-MG.
Parabéns!

Pedro Buzatto Costa


Presidente
ABNT

SINDUSCON-MG | CUB 7
PALAVRA DO PRESIDENTE
É com muita satisfação que apresentamos mais um estudo desenvolvido pelo Sinduscon-MG.
Ao longo dos nossos 70 anos de existência sempre utilizamos a informação como fonte de
prestação de serviços. Informar para esclarecer, ajudar, construir e evoluir. Com este objetivo
já divulgamos várias publicações e, em todas elas, o desejo de contribuir para o incremento
das atividades do setor da construção civil mineiro e, conseqüentemente, o nacional. Não
podemos deixar de destacar que incentivar as atividades da construção é proporcionar o cres-
cimento econômico do país.

Em particular, esta cartilha sobre o Custo Unitário Básico (CUB/m²), mais um belo trabalho
realizado pela nossa Assessoria Econômica, possibilita disseminar o conhecimento detalha-
do do que vem a ser e como é calculado um dos mais importantes indicadores de custos da
construção. Isso contribuirá para que todos os usuários do CUB/m² (construtoras, incorpo-
radores, compradores de imóveis, engenheiros, arquitetos, profissionais da área de orçamen-
to em geral etc.) ampliem seus conhecimentos, facilitando a correta utilização do referido
indicador e tornando-o ainda mais transparente.

A seriedade do CUB/m² é atestada pela sua própria existência. Já se passaram mais de 40


anos desde que a Lei Federal 4.591/64 determinou que os Sindicatos da Indústria da
Construção Civil iniciassem o seu processo de cálculo. E ele permanece ativo. A última revi-
são de sua metodologia de cálculo, publicada em agosto de 2006 pela Associação Brasileira
de Normas Técnicas (ABNT), através da ABNT NBR 12721:2006, buscou aprimorá-lo, incor-
porando técnicas e procedimentos construtivos atuais e os seus mais diversos avanços. Este
trabalho procurou detalhar todas essas alterações.

O CUB/m² é um indicador essencial no dia-a-dia das empresas de construção civil. É através


dele que podemos realizar o registro de nossas incorporações imobiliárias e é através dele
também que podemos verificar o custo básico de nossos empreendimentos. Isso tudo sem
considerar a possibilidade de utilizá-lo, ainda, como indicador macroeconômico da evolução
dos custos de nosso setor. Por tudo isso, fica demonstrada a relevância deste importante estu-
do e de se conhecer mais detalhadamente o CUB/m².

A elaboração deste trabalho também faz parte das comemorações de nossos 70 anos. Com
muito orgulho trabalhamos para o desenvolvimento do setor construtor e, com isso, fazemos
parte do crescimento da economia nacional. Por isso lançamos mais uma publicação, ou seja,
mais informação, mais desenvolvimento.

Walter Bernardes de Castro


Presidente
Sinduscon-MG

SINDUSCON-MG | CUB 9
ACESSO AO CONHECIMENTO
Informação é matéria-prima essencial na gestão de um negócio. Quanto melhor a qualidade
da informação, maiores as chances das empresas inovarem e destacarem-se no mercado.

O Sebrae Minas apóia vários projetos junto à cadeia produtiva da construção civil, com foco
na capacitação técnica e gerencial dos empreendedores, na melhoria constante dos produtos
e processos e na ampliação de mercados para as empresas. O lançamento da cartilha Custo
Unitário Básico (CUB/m2): Principais Aspectos, pelo Sinduscon-MG, soma-se às ações de
estímulo à profissionalização do setor.

Esta publicação tem o papel não só de orientar, mas de contribuir com o fortalecimento e a
expansão das empresas. Ações como essa facilitam o acesso das empresas ao conhecimento,
a tecnologias e a oportunidades de negócios. As micro e pequenas empresas de Minas Gerais
precisam desse estímulo para contribuir cada vez mais com o desenvolvimento econômico e
a inclusão social.

Roberto Simões
Presidente do Conselho Deliberativo
do Sebrae Minas

SINDUSCON-MG | CUB 11
INTRODUÇÃO
Desde a criação do Custo Unitário Básico (CUB/m²), em dezembro/64, através da Lei Federal
4.591, o mercado imobiliário nacional passou a contar com um importante instrumento para
as suas atividades. Criado inicialmente para servir como parâmetro na determinação dos cus-
tos dos imóveis, o CUB/m² foi, ao longo dos anos, conquistando o caráter de indicador de
custo setorial, reflexo da sua seriedade, comprovada tecnicamente através da evolução nor-
mativa que o acompanha.

O CUB/m² faz parte do dia-a-dia do setor da construção no país. É ele que possibilita uma pri-
meira referência de custos dos mais diversos empreendimentos e é ele que também permite
o acompanhamento da evolução desses custos ao longo do tempo. Ressaltar a sua importân-
cia é destacar a necessidade de um bom planejamento em todas as etapas de uma obra.

Ao longo dos seus mais de 40 anos o CUB/m² já passou por algumas transformações. Dos
primórdios da ABNT NB-140:1965, primeira Norma da Associação Brasileira de Normas
Técnicas (ABNT) a estabelecer os procedimentos técnicos para o cálculo do CUB/m², até a
atual ABNT NBR 12721:2006, muita coisa mudou. Os processos construtivos modernizaram-
se, as construções ganharam novas características e a legislação urbana evoluiu. Assim, a
ABNT NBR 12721:2006, que normatiza o cálculo do referido indicador de custos da constru-
ção, demonstra toda a sua relevância, pois buscou adequar-se a todo o desenvolvimento da
construção.

Neste contexto este estudo, elaborado pela Assessoria Econômica do Sinduscon-MG, procu-
rou esclarecer os principais aspectos que envolvem o CUB/m² como, por exemplo, sua ori-
gem, objetivo, metodologia de cálculo, características dos projetos-padrão considerados, prin-
cipais definições utilizadas em seu processo, além de demonstrar aspectos relevantes da
ABNT NBR 12721:2006, como as especificações dos acabamentos nos orçamentos dos proje-
tos-padrão. O trabalho busca, ainda, detalhar informações como a família completa dos insu-
mos utilizados no cálculo do CUB/m², além de demonstrar, em seu anexo, os projetos-padrão
para os quais o custo da construção é calculado. Desta forma, busca-se ampliar e disseminar
o seu conhecimento básico, facilitando o entendimento e correta utilização por todos os agen-
tes envolvidos nos negócios imobiliários: construtoras, compradores de imóveis, incorporado-
res, engenheiros, profissionais da área de orçamento etc.

Para a completa compreensão do CUB/m², sempre é bom lembrar a importância da consul-


ta à Lei 4.591/64 e também à ABNT NBR 12721:2006.

Informações adicionais sobre este importante indicador de custos da construção, incluindo


a sua série histórica completa, podem ser obtidas diretamente na Assessoria Econômica do
Sinduscon-MG, por meio do telefone (31) 3275-1666 ou diretamente em nosso endereço ele-
trônico: www.sinduscon-mg.org.br.

SINDUSCON-MG | CUB 13
1 – O Custo Unitário Básico (CUB/m²): informações gerais
1.1 - Origem
O Custo Unitário Básico (CUB/m²) teve origem através da Lei Federal nº 4.591 de 16 de
dezembro de 1964. Em seu artigo 54, a referida Lei determina:

Art. 54: Os sindicatos estaduais da indústria da construção civil ficam obrigados a divulgar mensalmen-
te, até o dia 5 de cada mês, os custos unitários de construção a serem adotados nas respectivas regiões juris-
dicionais, calculados com observância dos critérios e normas a que se refere o inciso I, do artigo anterior.

Então, para complemento, é necessário observar as considerações estabelecidas pelo artigo


53 da Lei:

Art. 53: O Poder Executivo, através do Banco Nacional da Habitação, promoverá a celebração de
contratos com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (A.B.N.T.), no sentido de que esta, tendo
em vista o disposto na Lei nº 4.150, de novembro de 1962, prepare, no prazo máximo de 120 dias,
normas que estabeleçam, para cada tipo de prédio que padronizar:
I - critérios e normas para cálculo de custos unitários de construção, para uso dos sindicatos, na
forma do art. 54;
II - critérios e normas para execução de orçamentos de custo de construção, para fins de disposto
no artigo 59;
III - critérios e normas para a avaliação de custo global de obra, para fins da alínea h, do art. 32;
IV - modêlo de memorial descritivo dos acabamentos de edificação, para fins do disposto no art. 32;
V - critério para entrosamento entre o cronograma das obras e o pagamento das prestações, que poderá ser
introduzido nos contratos de incorporação inclusive para o efeito de aplicação do disposto no § 2º do art. 48.
§ 1º O número de tipos padronizados deverá ser reduzido e na fixação se atenderá primordialmente:
a) o número de pavimentos e a existência de pavimentos especiais (subsolo, pilotis etc.);
b) o padrão da construção (baixo, normal, alto), tendo em conta as condições de acabamento, a quali-
dade dos materiais empregados, os equipamentos, o número de elevadores e as inovações de conforto;
c) as áreas de construção...

Portanto, estes dois artigos da Lei Federal 4.591/64 esclarecem três aspectos muito importantes:
1. A responsabilidade de calcular o CUB/m² é dos Sindicatos da Indústria da Construção Civil;
2. Período para divulgação: os Sindicatos da Indústria da Construção Civil devem divulgar o
CUB/m² até o dia 05 do mês, ou seja, o CUB/m² de janeiro deve ser divulgado até o dia
05 de fevereiro, o CUB/m² de fevereiro deve ser calculado e divulgado até o dia 05 de
março e assim sucessivamente;
3. Cabe à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), através da Comissão de Estudo
de Avaliação de Custos Unitários na Construção Civil (CE-02:139.13) do Comitê Brasileiro
da Construção Civil (ABNT/CB-02), elaborar a Norma que estabelece a metodologia a ser
adotada pelos Sinduscons de todo o país para o cálculo do CUB/m².

Assim, o CUB/m² passou, a partir da publicação de sua primeira Norma Brasileira (ABNT
NB-140:1965), a ser calculado e divulgado todos os meses pela maioria dos Sindicatos da
Indústria da Construção Civil, atendendo as diversas especificações estabelecidas.

SINDUSCON-MG | CUB 15
1.2 - Aparatos legal e técnico

Conforme detalhado anteriormente, o CUB/m² possui um aparato legal que é a Lei


4.591/64. Além dele, o CUB/m² também possui seu aparato técnico, conforme esclarecido
pelo artigo 53 da referida Lei. Atualmente a Norma Brasileira que estabelece a metodolo-
gia de cálculo do CUB/m² é a ABNT NBR 12721:2006, portanto, este é o arcabouço técni-
co do CUB/m².

1.3 - Conceito

De acordo com o item 3.9 da Norma Brasileira ABNT NBR 12721:2006, o conceito de Custo
Unitário Básico é o seguinte:
“Custo por metro quadrado de construção do projeto-padrão considerado, calculado de acordo com
a metodologia estabelecida em 8.3, pelos Sindicatos da Indústria da Construção Civil, em atendi-
mento ao disposto no artigo 54 da Lei nº 4.591/64 e que serve de base para a avaliação de parte dos
custos de construção das edificações.”

O CUB/m² representa o custo parcial da obra e não o global, isto é, não leva em conta os
demais custos adicionais. De acordo com a ABNT NBR 12721:2006, item 8.3.5:

“Na formação destes custos unitários básicos não foram considerados os seguintes itens,
que devem ser levados em conta na determinação dos preços por metro quadrado de cons-
trução, de acordo com o estabelecido no projeto e especificações correspondentes a cada caso
particular: fundações, submuramentos, paredes-diafragma, tirantes, rebaixamento de len-
çol freático; elevador(es); equipamentos e instalações, tais como: fogões, aquecedores, bom-
bas de recalque, incineração, ar-condicionado, calefação, ventilação e exaustão, outros;
playground (quando não classificado como área construída); obras e serviços complemen-
tares; urbanização, recreação (piscinas, campos de esporte), ajardinamento, instalação e
regulamentação do condomínio; e outros serviços (que devem ser discriminados no Anexo
A - quadro III); impostos, taxas e emolumentos cartoriais, projetos: projetos arquitetôni-
cos, projeto estrutural, projeto de instalação, projetos especiais; remuneração do construtor;
remuneração do incorporador.”

1.4 - Objetivo

O objetivo básico do CUB/m² é disciplinar o mercado de incorporação imobiliária, servindo


como parâmetro na determinação dos custos dos imóveis.

Em função da credibilidade do referido indicador, alcançada ao longo dos seus mais de 40


anos de existência, a evolução relativa do CUB/m² também tem sido utilizada como indica-
dor macroeconômico dos custos do setor da construção civil. Publicada mensalmente, a evo-
lução do CUB/m² demonstra a evolução dos custos das edificações de forma geral.

16 CUB | SINDUSCON-MG
1.5 - A Evolução Normativa

Desde a sua criação, o CUB/m² já passou por algumas alterações normativas.


ABNT NB-140:1965: Norma original elaborada para atender a Lei 4.591/64 e disciplinar as
incorporações imobiliárias.
ABNT NBR 12721:1992: Esta norma atualizou os acabamentos dos projetos-padrão da ABNT
NB 140:1965 sem alteração dos projetos-básicos da década de 60. Incorporou, ainda, novos
lotes básicos de insumos (material e mão-de-obra).
ABNT NBR 12721:1999: Através desta Norma introduziram-se no cálculo do CUB/m2 os pro-
jetos comerciais (salas, lojas e andares livres), casa popular e galpão industrial. Mantiveram-
se os projetos habitacionais antigos.
ABNT NBR 12721:2006: A maior revisão da Norma desde a sua criação, com a introdução de
novos projetos-padrão e novo lote básico. Foi uma ampla revisão, que será detalhada poste-
riormente neste trabalho, e que entrou em vigor em 01/02/2007.

O Sinduscon-MG, através de sua Assessoria Econômica, participou ativamente de todos os


processos de revisão e/ou atualização desta Norma, compondo e/ou coordenando as
Comissões de Estudos, no âmbito da ABNT.

2 - A ABNT NBR 12721:2006


A ABNT NBR 12721:2006 foi publicada no dia 28 de agosto/2006 e é resultado de um amplo
processo de revisão da Norma anterior, a ABNT NBR 12721:1999. Esta revisão iniciou-se em
maio/2000 e foi de grande importância para o setor da construção civil. Resultado de mais
de seis anos de estudos técnicos e de amplas discussões no âmbito da Câmara Brasileira da
Indústria da Construção (CBIC) e suas entidades filiadas, envolveu todos os agentes do mer-
cado imobiliário nacional. Ela mantém os conceitos teóricos básicos anteriores, mas apresen-
ta profundas alterações em seu conteúdo, em função da sua obrigatória adaptação ao dispos-
to na legislação e aos novos projetos arquitetônicos atualmente praticados.

A revisão da Norma buscou a modernização do CUB/m² e a melhor adaptação à atual reali-


dade dos novos insumos, novas técnicas e tecnologias, novos índices de produtividade,
enfim, do atual processo construtivo nacional, uma vez que a antiga Norma baseava-se nos
processos construtivos de 1964. E, sem dúvida alguma, de lá para cá, muita coisa mudou.
Entre as principais alterações introduzidas estão os novos projetos-padrão. Novos projetos
arquitetônicos, estruturais e de instalações. Além disso, ocorreu a adaptação às novas legis-
lações urbanas; subsolos; terrenos definidos; projetos diferentes para cada padrão de acaba-
mento; inexistência de diferenciação pelo número de quartos; novo lote básico de insumos e
introdução de metodologia de orientação para a coleta de preços do CUB/m².

Os projetos-padrão foram totalmente refeitos, sem qualquer ponto de equivalência ou semelhan-


ça com os projetos anteriores. Foram considerados os aspectos do mercado atual de edificações
na definição dos projetos arquitetônicos, levando-se em conta que a Norma, por ter abrangência
nacional, deve procurar consolidar um projeto que atenda as inúmeras legislações municipais.

SINDUSCON-MG | CUB 17
Em 01/02/2007 entrou em vigor a Norma Brasileira ABNT NBR 12721:2006, estabelecendo
uma completa alteração na Norma anterior (ABNT NBR 12721:1999). O processo de revi-
são, que resultou na Norma hoje em vigor, atendeu antiga aspiração do setor e da socieda-
de. Para a sua realização ocorreu a interação de toda a cadeia produtiva da construção e
agentes afins.

2.1 - Os projetos-padrão da ABNT NBR 12721:2006

A ABNT NBR 12721:2006, em seu item 3.3, define projetos-padrão como:


“Projetos selecionados para representar os diferentes tipos de edificações, que são usualmente obje-
to de incorporação para construção em condomínio e conjunto de edificações, definidos por suas
características principais:
a) número de pavimentos;
b) número de dependências por unidade;
c) áreas equivalentes à área de custo padrão privativas das unidades autônomas;
d) padrão de acabamento da construção e
e) número total de unidades.”

De acordo com a ABNT NBR 12721:2006, os projetos-padrão utilizados no cálculo do


CUB/m² são os seguintes:

Projetos-padrão Residenciais
Padrão Baixo Padrão Normal Padrão Alto
R-1 R-1 R-1
PP-4 PP-4 R-8
R-8 R-8 R-16
PIS R-16

Projetos-padrão Comerciais CAL (Comercial Andares Livres) e CSL (Comercial Salas


e Lojas)
Padrão Normal Padrão Alto
CAL-8 CAL-8
CSL-8 CSL-8
CSL-16 CSL-16

Projetos-padrão Galpão Industrial e Residência Popular


RP1Q
GI

A caracterização completa dos projetos-padrão é apresentada a seguir.

18 CUB | SINDUSCON-MG
2.1.1 - Caracterização dos projetos-padrão conforme a ABNT NBR 12721:2006

Área Real Área


Sigla Nome e Descrição Dormitórios (m²) Equivalente
(m²)
R1-B Residência unifamiliar padrão baixo: 1 pavimento, com 2 58,64 51,94
2 dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área para tanque.
R1-N Residência unifamiliar padrão normal: 1 pavimento, 3 dormitórios,
sendo um suíte com banheiro, banheiro social, sala, circulação,
cozinha, área de serviço com banheiro e varanda (abrigo para automóvel). 3 106,44 99,47
R1-A Residência unifamiliar padrão alto: 1 pavimento, 4 dormitórios,
sendo um suíte com banheiro e closet, outro com banheiro, banheiro
social, sala de estar, sala de jantar e sala íntima, circulação, cozinha,
área de serviço completa e varanda (abrigo para automóvel). 4 224,82 210,44
RP1Q Residência unifamiliar popular: 1 pavimento, 1 dormitório, sala,
banheiro e cozinha. 1 39,56 39,56
PIS Residência multifamiliar - Projeto de interesse social: Térreo e 4
pavimentos/tipo.
Pavimento térreo: Hall, escada, 4 apartamentos por andar, com 2
dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área de serviço. Na área externa estão
localizados o cômodo da guarita, com banheiro e central de medição.
Pavimento-tipo: Hall, escada e 4 apartamentos por andar, com 2
dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área de serviço. 2 991,45 978,09
PP-B Residência multifamiliar - Prédio popular - padrão baixo: térreo e
3 pavimentos-tipo.
Pavimento térreo: Hall de entrada, escada e 4 apartamentos por andar
com 2 dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área de serviço.
Na área externa estão localizados o cômodo de lixo, guarita, central
de gás, depósito com banheiro e 16 vagas descobertas.
Pavimento-tipo: Hall de circulação, escada e 4 apartamentos por andar,
com 2 dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área de serviço. 2 1.415,07 927,08
PP-N Residência multifamiliar - prédio popular - padrão normal: Pilotis e
4 pavimentos-tipo.
Pilotis: Escada, elevador, 32 vagas de garagem cobertas, cômodo de lixo, depósito,
hall de entrada, salão de festas, copa, 3 banheiros, central de gás e guarita.
Pavimento-tipo: Hall de circulação, escada, elevadores e quatro apartamentos
por andar, com três dormitórios, sendo um suíte, sala de estar/jantar, banheiro
social, cozinha, área de serviço com banheiro e varanda. 3 2.590,35 1.840,45
R8-B Residência multifamiliar padrão baixo: Pavimento térreo e 7 pavimentos-tipo
Pavimento térreo: Hall de entrada, elevador, escada e 4 apartamentos por
andar, com 2 dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área para tanque. Na área
externa estão localizados o cômodo de lixo e 32 vagas descobertas.
Pavimento-tipo: Hall de circulação, escada e 4 apartamentos por andar, com 2
dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área para tanque. 2 2.801,64 1.885,51
R8-N Residência multifamiliar, padrão normal: Garagem, pilotis e oito
pavimentos-tipo.
Garagem: Escada, elevadores, 64 vagas de garagem cobertas, cômodo
de lixo depósito e instalação sanitária.
Pilotis: Escada, elevadores, hall de entrada, salão de festas, copa,
2 banheiros, central de gás e guarita.
Pavimento-tipo: Hall de circulação, escada, elevadores e quatro apartamentos
por andar, com três dormitórios, sendo um suíte, sala estar/jantar, banheiro
social, cozinha, área de serviço com banheiro e varanda. 3 5.998,73 4.135,22

SINDUSCON-MG | CUB 19
Área Real Área
Sigla Nome e Descrição Dormitórios (m²) Equivalente
(m²)
R8-A Residência multifamiliar, padrão alto: Garagem, pilotis e oito pavimentos-tipo.
Garagem: Escada, elevadores, 48 vagas de garagem cobertas, cômodo de lixo,
depósito e instalação sanitária.
Pilotis: Escada, elevadores, hall de entrada, salão de festas, salão de jogos,
copa, 2 banheiros, central de gás e guarita.
Pavimento-tipo: Halls de circulação, escada, elevadores e 2 apartamentos
por andar, com 4 dormitórios, sendo um suíte com banheiro e closet, outro
com banheiro, banheiro social, sala de estar, sala de jantar e sala íntima,
circulação, cozinha, área de serviço completa e varanda. 4 5.917,79 4.644,79
R16-N Residência multifamiliar, padrão normal: Garagem, pilotis
e 16 pavimentos-tipo.
Garagem: Escada, elevadores, 128 vagas de garagem cobertas, cômodo
de lixo depósito e instalação sanitária.
Pilotis: Escada, elevadores, hall de entrada, salão de festas, copa,
2 banheiros, central de gás e guarita.
Pavimento-tipo: Hall de circulação, escada, elevadores e quatro apartamentos
por andar, com três dormitórios, sendo um suíte, sala de estar/jantar, banheiro
social, cozinha e área de serviço com banheiro e varanda. 3 10.562,07 8.224,50
R16-A Residência multifamiliar, padrão alto: Garagem, pilotis e 16 pavimentos-tipo.
Garagem: Escada, elevadores, 96 vagas de garagem cobertas, cômodo de lixo,
depósito e instalação sanitária.
Pilotis: Escada, elevadores, hall de entrada, salão de festas, salão de jogos,
copa, 2 banheiros, central de gás e guarita.
Pavimento-tipo: Halls de circulação, escada, elevadores e 2 apartamentos
por andar, com 4 dormitórios, sendo um suíte com banheiro e closet, outro com
banheiro, banheiro social, sala de estar, sala de jantar e sala íntima, circulação,
cozinha, área de serviço completa e varanda. 4 10.461,85 8.371,40
CSL-8 Edifício comercial, com lojas e salas: Garagem, pavimento térreo
e 8 pavimentos-tipo.
Garagem: Escada, elevadores, 64 vagas de garagem cobertas, cômodo de lixo,
depósito e instalação sanitária.
Pavimento térreo: Escada, elevadores, hall de entrada e lojas.
Pavimento-tipo: Halls de circulação, escada, elevadores e oito salas com
sanitário privativo por andar. - 5.942,94 3.921,55
CSL-16 Edifício comercial, com lojas e salas: Garagem, pavimento térreo
e 16 pavimentos-tipo.
Garagem: Escada, elevadores, 128 vagas de garagem cobertas, cômodo
de lixo, depósito e instalação sanitária.
Pavimento térreo: Escada, elevadores, hall de entrada e lojas.
Pavimento-tipo: Halls de circulação, escada, elevadores e oito salas com
sanitário privativo por andar. - 9.140,57 5.734,46
CAL-8 Edifício comercial andares-livres: Garagem, pavimento térreo
e oito pavimentos-tipo.
Garagem: Escada, elevadores, 64 vagas de garagem cobertas, cômodo de lixo,
depósito e instalação sanitária.
Pavimento térreo: Escada, elevadores, hall de entrada e lojas.
Pavimento-tipo: Halls de circulação, escada, elevadores e oito andares
corridos com sanitário privativo por andar. - 5.290,62 3.096,09
GI Galpão industrial: Área composta de um galpão com área administrativa,
2 banheiros, um vestiário e um depósito. - 1.000,00 -
Fonte: ABNT NBR 12721:2006

20 CUB | SINDUSCON-MG
2.2 – Os padrões de acabamento

Conforme a ABNT NBR 12721:2006, os projetos-padrão são caracterizados quanto ao acaba-


mento como baixo, normal e alto, correspondentes a diferentes projetos arquitetônicos. Assim,
a referida Norma apresenta as especificações dos acabamentos nos orçamentos dos projetos-
padrão residenciais, comerciais, galpão industrial e residência popular.

2.2.1 - Especificações dos acabamentos nos orçamentos dos projetos-padrão


residenciais conforme a ABNT NBR 12721:2006

Acabamento Padrão
Serviço/Local Alto Normal Baixo
Portas: Madeira maciça lisa encerada Madeira compensada lisa, com Madeira, semi-oca, com 3,5 cm
- Externas e Batente e guarnição de madeira 3,5 cm de espessura, pintura de espessura, sem pintura de
internas sociais para cera esmalte acetinado fosco acabamento
Batente e guarnição de madeira Batente de ferro para pintura
para pintura esmalte esmalte
Externas e Madeira maciça lisa encerada Madeira compensada lisa, com Madeira, semi-oca, com 3,5 cm
internas Batente e guarnição de madeira 3,5 cm de espessura, pintura de espessura, sem pintura de
de serviço para cera esmalte acetinado fosco acabamento
Batente e guarnição de madeira Batente de ferro para pintura
para pintura esmalte esmalte
Fechadura para Fechadura para tráfego Fechadura para tráfego Fechadura para tráfego
portas internas moderado, tipo VI (70 mm) moderado, tipo IV (55 mm), moderado, tipo II (40 mm)
em ferro com acabamento em ferro com acabamento em zamak
cromo-acetinado cromado
Fechadura Fechadura para tráfego moderado, Fechadura para tráfego mode- Fechadura para tráfego
para portas de tipo VI (70 mm), em ferro com rado, tipo IV (55 mm), em ferro moderado, tipo II (40 mm)
entradas acabamento cromo-acetinado com acabamento cromado em zamak
Janelas Alumínio anodizado bronze Alumínio anodizado cor natural, Esquadria de ferro de chapa
e basculantes perfis linha 30 padronizado, perfis linha 25, dobrada nº 18, para pintura
Vidro liso/fantasia 4 mm com vidro liso/fantasia 4 mm esmalte sintético, com vidro
liso/fantasia 4 mm
Janela de ferro Perfil de chapa dobrada nº 20 Perfil de chapa dobrada nº 20, Perfil de chapa dobrada nº 20,
com tratamento em fundo com tratamento em fundo com tratamento em fundo
anticorrosivo e acabamento em anticorrosivo e acabamento em anticorrosivo e acabamento em
pintura esmalte brilhante pintura esmalte brilhante pintura esmalte brilhante
Peitoris Granito cinza Mauá e=2 cm Concreto Concreto
com pingadeira
Impermeabilização Argamassa, cimento e areia, e Argamassa, cimento e areia, e Argamassa, cimento e areia,
de: pisos pintura com tinta de base pintura com tinta de base e pintura com tinta de base
de banheiros, betuminosa betuminosa betuminosa
cozinhas, lajes e
áreas de serviço
Lajes de cobertura, Manta asfáltica pré-fabricada Manta asfáltica pré-fabricada Manta asfáltica pré-fabricada
cobertura de casas
de máquinas

Caixa d’água Argamassa rígida Argamassa rígida Argamassa rígida

SINDUSCON-MG | CUB 21
Acabamento Padrão
Serviço/Local Alto Normal Baixo
Acessórios Bacia sanitária com caixa Bacia sanitária com caixa Bacia sanitária com caixa de
sanitários de acoplada e cuba em louça de acoplada e cuba em louça de descarga não acoplada
banheiros cor-modelo especial cor modelo simples Metais simples (água fria)
Metais de luxo (água quente e Metais simples (água quente Lavatório de louça branca sem
fria); ducha manual e fria) coluna
Bancada de granito cinza Mauá Bancada de mármore branco Acessórios de embutir de louça
e=3 cm com cuba de louça em cor e=2 cm com cuba de louça em cor branca
Acessórios de justapor de luxo Acessórios de justapor simples
Cozinha Bancada de granito/cuba de Bancada de mármore branco, Bancada de mármore sintético,
inox/metais de luxo (água medida padronizada/cuba com cuba de mármore
quente e fria) simples de inox/metais sintético e metais simples
cromados simples (água fria) (água fria)
Áreas de serviço Tanque de louça de luxo/metais Tanque de louça simples sem Tanque de mármore
cromados de luxo coluna/metais cromados simples sintético/metais simples
Banheiro de Lavatório de louça colorida com Lavatório de louça colorida Lavatório de louça branca
empregada coluna sem coluna sem coluna
Metais cromados simples (água Metais cromados simples (água Metais simples (água fria)
fria) fria) Bacia sanitária branca com
Bacia sanitária colorida com Bacia sanitária colorida com caixa de descarga não acoplada
caixa acoplada caixa acoplada Acessórios de embutir de louça
Acessórios de justapor simples Acessórios de justapor simples simples
Pisos e rodapé Frisos de madeira (tábua Placa cerâmica esmaltada Cerâmica esmaltada
de: Salas, quarto corrida) raspados e resinados 40 cm x 40 cm PEI IV 20 cm x 20 cm PEI III
e circulação
Banheiros Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada
30 cm x 30 cm PEI V 20 cm x 20 cm PEI III 20 cm x 20 cm PEI III
Cozinha e área Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada
30 cm x 30 cm PEI V 30 cm x 30 cm PEI IV 20 cm x 20 cm PEI III
WC Empregada Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada
30 cm x 30 cm PEI V 20 cm x 20 cm PEI III 20 cm x 20 cm PEI III
Quarto de Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada Placa cerâmica esmaltada
empregada ou 30 cm x 30 cm PEI V 20 cm x 20 cm PEI III 20 cm x 20 cm PEI III
depósito
Pilotis Lajota de pedra São Tomé Ladrilho de pedra ardósia Cimentado desempenado
40 cm x 40 cm 40 cm x 40 cm
Escadas Cimentado antiderrapante Cimentado antiderrapante Cimentado antiderrapante
Hall de entrada Granito cinza Mauá 1,5 cm Ladrilho de pedra ardósia Ladrilho de pedra ardósia
(portaria)

Hall de pavimentos Granito Cinza Mauá 1,5 cm Ladrilho de pedra ardósia Ladrilho de pedra ardósia

Revestimento
interno paredes Chapisco e massa única Chapisco e massa única Chapisco e massa única
de salas, quartos
e circulação

Cozinha, área e Placa cerâmica (azulejo) de Placa cerâmica (azulejo) de Placa cerâmica (azulejo) de
banheiros dimensões 20 cm x 20 cm, dimensões 20 cm x 20 cm, dimensões 15 cm x 15 cm,
PEI II, em cor clara PEI II, em cor clara PEI II, em cor clara

22 CUB | SINDUSCON-MG
Acabamento Padrão
Serviço/Local Alto Normal Baixo
Hall de entrada e Chapisco e massa única Chapisco e massa única Chapisco e massa única
hall de pavimentos
Banheiro de Placa cerâmica (azulejo) de Placa cerâmica (azulejo) de Placa cerâmica (azulejo) de
empregada dimensões 15 cm x 15 cm PEI dimensões 15 cm x 15 cm, PEI dimensões 15 cm x 15 cm, PEI
III, em cor clara III, em cor clara III, em cor clara
Revestimento
interno – tetos:
- Salas, quartos Chapisco e massa única Chapisco e massa única Chapisco e massa única
e circulação
cozinha e área
- Banheiros Forro de placas de gesso Forro de placas de gesso Forro de placas de gesso
- Banheiro de Forro de placas de gesso Forro de placas de gesso Forro de placas de gesso
empregada
- Hall de entrada e Forro de placas de gesso Forro de placas de gesso Forro de placas de gesso
hall de pavimentos
Revestimentos Chapisco, massa única, Chapisco, massa única, textura Chapisco, massa única e tinta à
externos de: pastilha vitrificada de acrílica; cerâmica de 10 cm x base de PVA
-Fachada principal 5 cm x 5 cm 10 cm em 35% da fachada
- Fachada Chapisco, massa única, textura Chapisco, massa única, textura Chapisco, massa única e tinta à
secundária acrílica; pastilha vitrificada de acrílica base de PVA
5 cm x 5 cm em 35% da fachada
Cobertura:
- Telhado com Chapa ondulada de fibrocimento Chapa ondulada de fibrocimento Chapa ondulada de fibrocimento
madeiramento 6 mm, com estrutura de madeira 6 mm, com estrutura de madeira 6 mm, com estrutura de madeira
Pintura de tetos
em:
- Salas, quartos, Tinta acrílica sobre massa Tinta à base de PVA sobre Tinta à base de PVA
quarto de empre- corrida massa corrida
gada, circulação
- Banheiros, Tinta acrílica sobre massa Tinta à base de PVA sobre Tinta à base de PVA
cozinha, área de corrida massa corrida
serviço
- Escadas Tinta à base de PVA Tinta à base de PVA Tinta à base de PVA
- Portaria e hall Tinta acrílica Tinta à base de PVA sobre Tinta à base de PVA
dos pavimentos massa corrida
Pilotis Tinta acrílica Tinta à base de PVA Tinta à base de PVA
Pintura de pare- Tinta acrílica sobre massa Tinta à base de PVA sobre Tinta à base de PVA
des em: salas, corrida massa corrida
quartos, quarto
de empregada,
circulação
Escadas Pintura texturizada Pintura texturizada Pintura texturizada
Portaria e hall Tinta acrílica Tinta à base de PVA sobre Tinta à base de PVA
dos pavimentos massa corrida
Nota: É recomendável que nos orçamentos analíticos constem as respectivas referências normativas de cada componente ou insumo utilizado.

SINDUSCON-MG | CUB 23
2.2.2 - Especificações dos acabamentos nos orçamentos dos projetos-padrão comerciais
conforme a ABNT NBR 12721:2006

Acabamento Padrão
Serviço/Local Alto Normal
Portas: Madeira maciça lisa encerada Madeira compensada lisa, com 3,5 cm de
- Externas e internas Batente e guarnição de madeira para cera espessura, com pintura esmalte acetinado fosco
Fechadura para tráfego moderado tipo II Batente e guarnição de madeira para pintura
(70 mm) em acabamento cromo acetinado esmalte; fechadura para tráfego moderado
tipo IV (55 mm) em acabamento cromado

Janelas e basculantes Alumínio anodizado bronze Alumínio anodizado cor natural


Perfis linha 30 Perfis linha 25
Vidro liso/fantasia 4 mm Vidro liso/fantasia 4 mm

Peitoris Granito cinza Mauá e=2 cm com pingadeira Concreto

Impermeabilização de:
- Piso de banheiro Argamassa, cimento e areia e pintura com Argamassa, cimento e areia e pintura com
tinta de base betuminosa tinta de base betuminosa

- Lages de cobertura Manta asfáltica pré-fabricada Manta asfáltica pré-fabricada

- Caixa d´água Argamassa rígida Argamassa rígida

- Acessórios sanitários Bacia sanitária com caixa acoplada e cuba Bacia sanitária com caixa acoplada e cuba em
de banheiros em louça de cor – modelo especial louça de cor – modelo simples
Metais de luxo (água fria) Metais simples (água fria)
Bancada de granito cinza Mauá e= 3 cm com Bancada de mármore branco e=2 cm com
cuba de louça de cor cuba de louça de cor
Acessórios de justapor de luxo Acessórios de justapor simples

Pisos e rodapés
- Salas Contrapiso Contrapiso

- Lojas Contrapiso Contrapiso

- Banheiros Granito cinza Mauá e=1,5 cm Placa cerâmica esmaltada 30 cm x 30 cm PEI III

- WC Serviço Placa cerâmica esmaltada 30 cm x 30 cm PEI III Placa cerâmica esmaltada 30 cm x 30 cm PEI III

Cobertura
- Telhado com Chapa ondulada de fibrocimento com Chapa ondulada de fibrocimento com
madeiramento estrutura de madeira estrutura de madeira

Pintura de tetos
- Salas e lojas Tinta à base de PVA Tinta à base de PVA

- Banheiros Tinta à base de PVA sobre massa corrida Tinta à base de PVA sobre massa corrida

- Escadas Tinta à base de PVA Tinta à base de PVA

- Portaria e hall dos Tinta acrílica Tinta à base de PVA sobre massa corrida
pavimentos

- Pilotis Tinta acrílica Tinta à base de PVA

- Garagem Tinta à base de PVA Caiação

24 CUB | SINDUSCON-MG
Acabamento Padrão
Serviço/Local Alto Normal
Pintura de paredes
- Salas e lojas Tinta à base de PVA Tinta à base de PVA

- Escadas Tinta à base de PVA sobre massa corrida Pintura texturizada

- Portaria e hall dos Tinta acrílica Tinta à base de PVA sobre massa corrida
pavimentos

- Pilotis Tinta acrílica Tinta à base de PVA sobre massa corrida

Revestimento
interno – paredes
- Salas, circulação, Chapisco e massa única Chapisco e massa única
escada, pilotis, halls

- Banheiros dos andares Placas cerâmicas (azulejos) coloridas de Placas cerâmicas (azulejos) coloridas de
20 cm x 25 cm – PEI III 20 cm x 20 cm – PEI III

- Banheiros do pilotis Placas cerâmicas (azulejos) branca de Placas cerâmicas (azulejos) branca de
15 cm x 15 cm PEI II 15 cm x 15 cm – PEI II

Revestimento externo Chapisco, massa única, pastilhas vitrificadas Chapisco, massa única, pastilhas vitrificadas
das fachadas principal 5 cm x 5 cm em 20% da fachada 5 cm x 5 cm em 20% da fachada
e secundária

Revestimento
interno –Tetos
- Salas, circulação, Chapisco e massa única Chapisco e massa única
escadas, pilotis, halls

- Banheiros Forro de placas de gesso Forro de placas de gesso

Nota: É recomendável que nos orçamentos analíticos constem as respectivas referências normativas de cada componente ou insumo utilizado.

2.2.3 - Especificações dos acabamentos no orçamento do projeto-padrão Galpão


Industrial conforme a ABNT NBR 12721:2006
Acabamento/Serviço/Local Padrão

Portas:
- Externas Esquadria de ferro de chapa dobrada nº 20 com pintura esmalte

- Internas Madeira compensada lisa, com 3,5 cm de espessura, pintura esmalte acetinado fosco
Ferragens: fechadura para tráfego moderado, tipo II (40 mm) em zamak

Janelas e basculantes Esquadria de ferro de chapa dobrada nº 18 com pintura esmalte

Peitoris Concreto

Acessórios sanitários de Bacia sanitária com caixa acoplada branca


banheiros Lavatório de louça branca sem coluna
Metais simples (água fria)
Acessórios de embutir de louça branca

SINDUSCON-MG | CUB 25
Acabamento/Serviço/Local Padrão

Pisos e rodapés
- Vestiários Placa cerâmica esmaltada 20 cm x 20 cm PEI III em cor clara

- Escritório Carpete de 4 mm

- Área livre Cimentado liso

Revestimentos internos
de paredes
- Vestiários Placa cerâmica (azulejo) 15 cm x 15 cm PEI III em cor clara

- Escritório Chapisco e massa única

- Área livre Barra lisa até h=1,50 m; acima chapisco e massa única

Revestimentos internos
de tetos
- Vestiários Chapisco e massa única

- Escritório Chapisco e massa única

Revestimentos externos Chapisco e massa única

Pinturas de tetos:
- Vestiários Tinta à base de PVA

- Escritório Tinta à base de PVA

Pinturas de paredes
- Vestiários Tinta à base de PVA

- Escritórios Tinta à base de PVA

- Área livre Esmalte até h=1,50 m; acima tinta à base de PVA

Pintura externa Tinta à base de PVA

Cobertura
- Telhado com madeiramento Chapa metálica trapezoidal 0,50 mm sobre estrutura metálica

Nota: É recomendável que nos orçamentos analíticos constem as respectivas referências normativas de cada componente ou insumo utilizado.

2.2.4 - Especificações dos acabamentos no orçamento do projeto-padrão residência


popular conforme a ABNT NBR 12721:2006
Acabamento/Serviço/Local Padrão

Portas:
- Externas e internas Madeira, semi-oca, com espessura de 3,5 cm, sem pintura de acabamento.
Batente de ferro para pintura esmalte
Ferragens: ferro polido leve
- Fechadura para portas
internas Fechadura para tráfego moderado, tipo I (40 mm), em zamak

26 CUB | SINDUSCON-MG
Acabamento/Serviço/Local Padrão

Fechadura para portas


externas Fechadura para tráfego moderado, tipo II (40 mm), em zamak

Janelas e basculantes Esquadria de ferro de chapa dobrada nº 20 com pintura esmalte

Peitoris Placa pré-fabricada de concreto

Acessórios sanitários de Bacia sanitária com caixa de descarga não acoplada


banheiros Torneiras e pertences de PVC branco (água fria)
Lavatório de louça branca sem coluna
Acessórios de embutir de louça branca

Pisos e rodapés
- Salas Cimentado desempenado

- Banheiros Cimentado queimado colorido

- Cozinhas Cimentado queimado colorido

- Quartos/circulação Cimentado desempenado

Revestimentos internos –
de paredes
- Salas Chapisco e massa única

- Banheiros Placa cerâmica de cor clara, 15 cm x 15 cm nas paredes do box do chuveiro, chapisco
e massa única no restante

- Cozinhas Chapisco e massa única; duas fiadas de placa cerâmica cor clara 15 cm x 15 cm sobre
a bancada da pia

- Quartos/circulação Gesso em pó

Revestimentos internos
de tetos
- Banheiros Chapisco e massa única

- Circulação Chapisco e massa única

Revestimentos externos Massa raspada pigmentada

Cobertura
- Telhado com madeiramento Chapa ondulada de fibrocimento 6 mm sobre estrutura de madeira

Pintura de tetos
- Banheiros Tinta à base de PVA

- Circulação Tinta à base de PVA

Pintura de paredes
- Salas Tinta à base de PVA

- Banheiros Tinta à base de PVA

- Cozinha Tinta à base de PVA

- Quarto/circulação Tinta à base de PVA

Nota: É recomendável que nos orçamentos analíticos constem as respectivas referências normativas de cada componente ou insumo utilizado.

SINDUSCON-MG | CUB 27
2.3 - Lote básico de insumos

Conforme detalhado anteriormente, o CUB/m² deverá ser calculado mensalmente, de acor-


do com a Lei Federal 4.591/64, pelos Sindicatos da Indústria da Construção Civil, para cada
um dos projetos-padrão definidos na ABNT NBR 12721:2006.

De acordo com a ABNT NBR 12721:2006, o lote básico de insumos é composto de materiais de
construção, mão-de-obra, despesas administrativas e equipamentos, conforme detalhado abaixo.

Nota: As quantidades de insumos, por metro quadrado de construção, para cada projeto-padrão, estão disponíveis na ABNT NBR 12721:2006.

Lote básico (por m2 de construção)


Materiais
Chapa compensado plastificado 18 mm 2,20 x 1,10 m
Aço CA-50 ø 10 mm
Concreto fck=25 MPa abatimento 5±1 cm,.br. 1 e 2 pré-dosado
Cimento CP-32 II
Areia média
Brita n° 02
Bloco cerâmico para alvenaria de vedação 9 cm x 19 cm x 19 cm
Bloco de concreto sem função estrutural 19 x 19 x 39 cm
Telha fibrocimento ondulada 6 mm 2,44 x 1,10 m
Porta interna semi-oca para pintura 0,60 x 2,10 m
Esquadria de correr tamanho 2,00 x 1,40 m, em 4 folhas (2 de correr), sem básculas, em alumínio anodizado cor
natural, perfis da linha 25
Janela de correr tamanho 1,20 m x 1,20 m em 2 folhas, em perfil de chapa de ferro dobrada n° 20, com tratamento
em fundo anticorrosivo
Fechadura para porta interna, tráfego moderado, tipo IV (55 mm), em ferro, acabamento cromado
Placa cerâmica (azulejo) de dimensão ~30 cm x 40 cm, PEI II, cor clara, imitando pedras naturais
Bancada de pia de mármore branco 2,00 m x 0,60 x 0,02 m
Placa de gesso liso 0,60 x 0,60 m
Vidro liso transparente 4 mm colocado com massa
Tinta látex PVA
Emulsão asfáltica impermeabilizante
Fio de cobre antichama, isolamento 750 V, # 2,5 mm²
Disjuntor tripolar 70 A
Bacia sanitária branca com caixa acoplada
Registro de pressão cromado ø 1/2"
Tubo de ferro galvanizado com costura ø 2 1/2"
Tubo de PVC-R rígido reforçado para esgoto ø 150 mm

Mão-de-Obra
Pedreiro
Servente

Despesas Administrativas
Engenheiro

Equipamentos
Locação de betoneira 320 l

28 CUB | SINDUSCON-MG
2.3.1 - Família dos insumos

É importante esclarecer que o lote básico de insumos, constante na ABNT NBR 12721:2006,
foi extraído do agrupamento de todos os insumos em famílias, cujos itens são correlatos.
Assim, de acordo com o item 8.3.2 – Lotes básicos de materiais, mão-de-obra e despesas
administrativas da ABNT NBR 12721:2006:
“As tabelas 4 a 9 fornecem as quantidades de insumos, por metro quadrado de construção, deriva-
dos das relações completas de materiais, mão-de-obra, despesas administrativas e equipamentos,
levantadas a partir das quantidades dos serviços considerados na formação do custo unitário bási-
co dos projetos-padrão definidos em 8.2. Estas quantidades dos insumos foram extraídas do agru-
pamento de todos os insumos em famílias cujos itens são correlatos.”

Portanto, o lote básico de insumos representa a família de insumos. É de muita importân-


cia conhecer a “família” de todos os insumos componentes do lote básico do CUB/m².
Isso permite vislumbrar a abrangência do referido indicador, reforçando sua confiabilida-
de e aderência à realidade.

A ABNT NBR 12721:2006, ao listar cada insumo com o respectivo coeficiente, para cada pro-
jeto-padrão específico, está, então, demonstrando que através daquele coeficiente uma série
de itens “correlatos” estão sendo considerados no cálculo do CUB/m2. O coeficiente retrata,
portanto, a família completa de cada material.

A seguir este trabalho apresenta a família completa dos insumos que entram no cálculo do
Custo Unitário Básico.

FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO


Classe Discriminação do insumo
Aço CA-50 Ø 10 mm Aço CA-50 Ø 10 mm
Aço CA-60 Ø 5 mm
Arame galvanizado nº 12
Arame galvanizado nº 14
Arame recozido nº 18
Prego

Areia média Areia média

Placa cerâmica (azulejo) Azulejo branco 15 x 15 cm


de dimensão ~ 30 cm x 40 cm Azulejo colorido 20 x 25 cm
Cerâmica esmaltada 30 x 30 cm
Pastilha vitrificada 5 x 5 cm
Rodapé cerâmico h = 7,5 cm

Bacia sanitária branca com caixa acoplada Bacia sanitária com caixa acoplada e acessórios
Bacia sifonada
Caixa de descarga plástica de sobrepor 12 l
Cuba de louça de embutir oval colorida

SINDUSCON-MG | CUB 29
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Lavatório de louça pequeno
Ligação flexível p/ lavatório e bacia 40 cm X 1/2"

Bloco de concreto 19 x 19 x 39 cm Bloco de concreto 19 x 19 x 39 cm

Brita nº 02 Brita nº 02

Chapa compensado plastificado Barrote de pinho de 3ª 8 x 16 cm


18 mm 2,20 x 1,10 m Caibro de pinho de 3ª 5 x 7 cm
Chapa compensado plastificado 18 mm
Chapa compensado resinado 12 mm
Chapa compensado resinado 12 mm fenólico
Guia de pinho de 3ª 2,5 x 15 cm
Madeira de 2ª p/ telhados
Pontalete de pinho de 3ª 3 x 3"
Poste de madeira de 6 m
Sarrafo de pinho de 3ª 2,5 x 5 cm
Sarrafo de pinho de 3ª 2,5 x 7 cm
Tábua de pinho de 3ª 1 x 12"
Tábua de pinho de 3ª 5/8 x 12"
Taco madeira c/ fixador

Cimento CP-32ll Alvaiade


Cal hidratada
Caulim
Cimento branco
Cimento CP-32 II
Cimento-colante

Concreto fck=25 MPa Concreto fck=25 MPa

Disjuntor tripolar 70 A Arandela sobrepor p/ tempo, 1 x 60 W


Armação secundária c/ roldana
Barra chata de alumínio 3/4" X 1/4" X 3,00 m
Barra de aço galvanizado a fogo 3/8" X 3,00 m
Bloco autônomo iluminação emergência p/ aclaramento
Bloco autônomo iluminação emergência p/ balizamento
Bloco telefônico BL-I 10P
Braçadeira p/ cabo BC-3
Bucha e arruela de alumínio Ø 1 1/2"
Bucha e arruela de alumínio Ø 1 1/4"
Bucha e arruela de alumínio Ø 1"
Bucha e arruela de alumínio Ø 2"
Bucha e arruela de alumínio Ø 3"
Bucha e arruela de alumínio Ø 3/4"
Bucha e arruela de alumínio Ø 4"
Caixa CP-4
Caixa de madeira 80 x 60 cm
Caixa estampada em ferro esmaltado 3 x 3"

30 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Caixa estampada em ferro esmaltado 4 x 2"
Caixa estampada em ferro esmaltado 4 x 4"
Caixa estampada em ferro esmaltado 4 x 4" octog. F. M.
Caixa p/ derivação pavimentos 34,5 x 21 x 97 cm
Caixa p/ medição, proteção e TC
Caixa p/ medidor e disjuntor 34,5 x 21 x 46 cm
Caixa para ligações equipotenciais
Caixa proteção disj. e barram. 60 x 40 x 100 cm
Caixa telefônica nº 1 (10 x 10 x 5 cm)
Caixa telefônica nº 5 (80 x 80 x 12 cm)
Caixa telefônica nº 9 (200 x 200 x 20 cm)
Canaleta para BL-I
Chave bóia
Cigarra de campainha
Clip galvanizado 3/8"
Condulete de alumínio fundido Ø 1 1/2"
Condulete de alumínio fundido Ø 1/2"
Conector c/ furo vertical
Conector cabo/haste p/ cabo nu # 16 mm²
Conector cabo/haste p/ cabo nu # 6 mm²
Conector cabo-cabo p/ 35 mm²
Conector cobre ponta x bolsa Ø 35 mm x 1 1/4"
Conector cobre ponta x bolsa Ø 54 mm x 2"
Conector cobre ponta x bolsa Ø 66 mm x 2 1/2"
Conector cobre ponta x bolsa Ø 79 mm x 3"
Conjunto moto-bomba 10 CV
Curva 90º em barra chata de alumínio 3/4" X 1/4"
Disjuntor tripolar 120 A
Disjuntor tripolar 175 A
Disjuntor tripolar 30 A
Disjuntor tripolar 300 A
Disjuntor tripolar 70 A
Haste terra cantoneira 25 x 25 x 5 x 2400 mm
Interruptor 1 tecla paralelo p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 1 tecla simples + 1 paralelo p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 1 tecla simples p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 2 teclas simples p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 3 teclas simples p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor automático de presença
Lâmpada fluorescente 16 W
Lâmpada incandescente standard 60 W
Lâmpada PL c/ reator acoplado 26 W tipo plug
Luminária plafonier de sobrepor, 1 x 60 W
Luminária plafonier de sobrepor, 2 x 16 W
Luminária plafonier de sobrepor, 2 x 26 W
Minuteria eletrônica 50/60 Hz no QDC
Placa 4 x 4" c/ 2 postos para tomada
Placa c/ furo central p/ caixa 4 x 2"
Placa c/ furo central p/ caixa 4 x 4"

SINDUSCON-MG | CUB 31
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Placa cega p/ caixa 4 x 4"
Pulsador p/ campainha
Pulsador p/ minuteria
QDC-C1 (Condomínio 1)
QDC-C2 (Condomínio 2)
QDC-Quadro distribuição circuitos (lojas)
QDC-Quadro distribuição circuitos (salas)
QF (Bombas)
QF-CM (Casa máquinas elevadores)
Quadro comando iluminação c/ interruptores - QI
Reator partida rápida duplo p/ lâmpada 16 W
Suporte borne fêmea
Terminal de pressão
Terminal para fechamento de eletrocalha 100 mm
Terminal para fechamento de eletrocalha 150 mm
Tomada 2P+T p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Tomada telefônica padrão Telebrás
Tomada universal 2P p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Projetor externo p/ 1 lâmpada incandescente

Emulsão asfáltica impermeabilizante Cera p/ madeira


Emulsão adesiva
Emulsão impermeabilizante
Hidroasfalto
Impermeabilizante pega normal
Manta impermeabilizante
Tinta de base betuminosa p/ imperm.
Véu de poliéster

Engenheiro Consumo de combustível e lubrificante


Contas de água, luz e telefone
Cópia de documentos-A4 e Ofício- reprográfica
Cópia de plantas/plotagem
Documentação ligações redes públicas
Engenheiro
Sondagem a percussão

Esquadrias de correr de alumínio Caixilhos de correr de alumínio anodizado bronze


anodizado natural

Fechadura interna média cromada Dobradiça 3 x 2 1/2" aço ferro cromado


Fechadura banheiro média cromada
Fechadura banheiro pesada cromada
Fechadura externa pesada cromada
Fechadura interna pesada cromada

Fio de cobre antichama, Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 240 mm²
isolamento 750 V, # 2,5 mm² Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 35 mm²

32 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 4 mm²
Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 6 mm²
Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 70 mm²
Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 95 mm²
Cabo de cobre antichama, isolamento 750 V, # 10 mm²
Cabo de cobre antichama, isolamento 750 V, # 16 mm²
Cabo de cobre antichama, isolamento 750 V, # 25 mm²
Cabo de cobre nu # 35 mm²
Cabo de cobre nu # 6 mm²
Cabo telefônico interno CI-50 50P
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 54 mm
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 66 mm
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 79 mm
Curva 45º cobre bolsa x bolsa Ø 54 mm
Fio de cobre antichama, isolamento 750 V, # 2,5 mm²
Fio de cobre antichama, isolamento 750 V, # 4 mm²
Fio de cobre antichama, isolamento 750 V, # 6 mm²
Fio telefônico interno FI 2P
Presilha para cabo de cobre 35 mm²
Tê 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 54 mm
Tê 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 66 mm
Tê 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 79 mm
Tubo de cobre classe E Ø 54 mm
Tubo de cobre classe E Ø 66 mm
União cobre Ø 54 mm
União cobre Ø 66 mm

Janela de correr de chapa dobrada Alçapão 0,60 x 0,60 m de ferro


Caixilho ferro basculante c/ cantoneira
Corrimão de ferro
Escada-marinheiro de ferro
Grelha de ferro fundido 30 x 30 cm
Grelha hemisférica tipo abacaxi Ø 100 mm
Grelha hemisférica tipo abacaxi Ø 150 mm
Portão de veículos de ferro
Portas corta-fogo 0,90 x 2,10 m
Rufo de chapa galvanizada nº 26 de 35 cm de desenv.
Tampão de ferro fundido p/ caixa enterrada
Tampão de ferro fundido p/ caixa enterrada tipo R-3

Locação de betoneira 320 l Locação de betoneira 320 l


Locação de caminhão basculante 4 m³
Locação de retroescavadeira sem pneus
Vibrador

Pedreiro Ajudante de armador


Ajudante de eletricista
Ajudante de encanador
Armador

SINDUSCON-MG | CUB 33
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Azulejista
Botina de segurança
Capacete de segurança
Carpinteiro
Ceramista
Eletricista
Encanador
Gesseiro
Impermeabilizador
Luva curta raspa punho
Mestre-de-obras
Operador de caminhão
Operador de retroescavadeira
Pedreiro
Pintor
Vigia
Medicamentos de emergência

Placa de gesso Gesso em pó


Juta
Pino + fincapino

Porta interna semi-oca 0,60 x 2,10 m Batente p/ cera 0,60 x 2,10 m


Batente p/ cera 0,80 x 2,10 m
Guarnição 1,5 x 5 cm p/ cera
Porta interna semi-oca p/ cera 0,60 x 2,10 m
Porta interna semi-oca p/ cera 0,80 x 2,10 m

Registro de pressão cromado Ø 1/2" Chuveiro metálico simples


Registro de gaveta bruto Ø 1 1/2"
Registro de gaveta bruto Ø 1 1/4"
Registro de gaveta bruto Ø 1/2"
Registro de gaveta bruto Ø 2 1/2"
Registro de gaveta bruto Ø 2"
Registro de gaveta bruto Ø 3"
Registro de gaveta bruto Ø 3/4"
Registro de gaveta cromado Ø 3/4"
Registro globo angular Ø 2 1/2"
Sifão cromado p/ lavatório 1 X 1 1/2"
Torneira de irrigação de pressão Ø 1/2"
Torneira de pressão p/ lavatório 1/2"
Válvula de pé com crivo Ø 3"
Válvula de retenção vertical Ø 2 1/2"
Válvula p/ lavatório s/ ladrão Ø 1 X 2"

Servente Servente

34 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Tampo (bancada) de mármore Granito cinza Mauá 40 x 40 cm
branco 2,00 x 0,60 Peitoril de granito cinza
Rodapé de granito cinza
Soleira de granito cinza
Tampo (bancada) de granito cinza 1,10 x 0,55 m

Telha fibrocimento ondulada Caixa d´água 500 l c/ tampa


6 mm 2,44 x 1,10 m Caixa d´água 500 l fibrocimento c/ tampa
Chapéu de ventilação cimento-amianto Ø 50 mm
Chapéu de ventilação cimento-amianto Ø 75 mm
Massa de vedação p/ fibrocimento
Parafuso 5/16" x 110 mm c/ arruela
Telha fibrocimento ondulada 6 mm 2,44 x 1,10 m

Bloco cerâmico 9 x 19 x 19 cm Bloco cerâmico 9 x 19 x 19 cm

Tinta látex PVA Cal refinada p/ pintura


Desmoldante
Fixador (óleo de linhaça)
Lixa p/ ferro
Lixa p/ madeira
Lixa p/ paredes
Massa corrida PVA
Primer (zarcão)
Solvente (aguarraz)
Textura acrílica
Tinta acrílica impermeável
Tinta esmalte sintético brilhante
Tinta látex 100% acrílico
Tinta látex PVA

Tubo de ferro galvanizado Abrigo para mangueira 45 x 75 cm


com costura diam 2 1/2'' Abrigo para mangueira 60 x 90 cm
Adaptador Storz Ø 2 1/2 x 1 1/2"
Anel guia galvanizado rosca soberba AGS-2
Anel guia galvanizado rosca soberba AGS-3
Cotovelo 90º de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Esguicho tipo agulheta requinte 13 mm
Extintor de água pressurizada 10 l
Extintor de gás carbônico 6 kg
Extintor de pó químico seco 6 kg
Hidrante de recalque (passeio) completo
Joelho 45º de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Joelho 90º ferro galvanizado cl. 10 Ø 1/2"
Luva de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Mangueira de algodão lance 1 x 15 m
Mangueira de algodão lance 2 x 15 m
Niple duplo de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Tê de ferro galvanizado Ø 2 1/2"

SINDUSCON-MG | CUB 35
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Tubo de ferro galvanizado com costura Ø 2 1/2"
União de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Derivação de eletrocalha 100 mm p/ eletroduto
Derivação de eletrocalha 150 mm p/ eletroduto
Eletrocalha de chapa metálica l= 100 mm
Eletrocalha de chapa metálica l= 150 mm
Tê para eletrocalha 150 mm

Tubo de PVC rígido reforçado Adaptador soldável com flanges p/ caixa d´água Ø 50 mm x 1 1/2"
p/ esgoto Ø 150 mm Adaptador soldável curto p/ registro Ø 20 mm x 1/2"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 25 mm x 3/4"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 40 mm x 1 1/4"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 50 mm x 1 1/2"
Adesivo plástico p/ tubo de PVC
Adesivo plástico/solução limpadora/fita Teflon
Anel de borracha Ø 100 mm
Anel de borracha Ø 50 mm
Anel de borracha Ø 75 mm
Anel de borracha série R Ø 100 mm
Anel de borracha série R Ø 150 mm
Anel de borracha série R Ø 75 mm
Bucha de redução curta PVC rígido soldável Ø 25 x 20 mm
Bucha de redução curta PVC rígido soldável Ø 32 x 25 mm
Bucha de redução curta PVC rígido soldável Ø 50 x 40 mm
Bucha de redução longa PVC rígido soldável Ø 40 x 25 mm
Bucha de redução longa PVC rígido soldável Ø 50 x 20 mm
Caixa sifonada 100 x 100 x 50 mm c/ grelha aço inox
Cavalete p/ hidrômetro completo 1 1/4"
Cavalete p/ hidrômetro completo 1/2"
Curva 87º 30´ pé de coluna de PVC-R Ø 100 mm
Curva 90º curta Ø 100 mm
Curva 90º PVC rígido roscável 4"
Curva PVC roscável 90º Ø 1 1/2"
Curva PVC roscável 90º Ø 1 1/4"
Curva PVC roscável 90º Ø 1"
Curva PVC roscável 90º Ø 2"
Curva PVC roscável 90º Ø 3"
Curva PVC roscável 90º Ø 3/4"
Eletroduto flexível corrugado Ø 3/4"
Eletroduto PVC rígido roscável 4"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1 1/2"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1 1/4"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1/2"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 2"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 3"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 3/4"
Fita isolante/serra copo/lâmina serra
Joelho 45º de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 mm

36 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Joelho 45º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 100 mm
Joelho 45º de PVC-R rígido reforçado p/ esgoto Ø 100 mm
Joelho 45º Ø 100 mm
Joelho 45º Ø 50 mm
Joelho 45º Ø 75 mm
Joelho 45º PVC rígido soldável Ø 20 mm
Joelho 45º PVC rígido soldável Ø 25 mm
Joelho 45º PVC rígido soldável Ø 40 mm
Joelho 90º de PVC rígido c/ bolsa p/ anel Ø 40 mm
Joelho 90º de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 mm
Joelho 90º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 150 mm
Joelho 90º Ø 100 mm
Joelho 90º Ø 50 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 20 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 25 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 40 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 50 mm
Joelho 90º soldável/bucha de latão Ø 20 mm x 1/2"
Junção invertida Ø 75 x 50 mm
Junção invertida Ø 75 x 75 mm
Junção simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 100 x 100 mm
Junção simples de PVC-R rígido reforçado Ø 150 x 100 mm
Junção simples de PVC-R rígido reforçado Ø 150 x 150 mm
Junção simples Ø 100 x 100 mm
Junção simples Ø 100 x 50 mm
Junção simples Ø 100 x 75 mm
Lâmina de serra/solda/pasta de soldar
Lixa 80/lâmina de serra
Luva PVC rígido soldável Ø 20 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 25 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 32 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 40 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 50 mm
Luva PVC roscável Ø 1 1/2"
Luva PVC roscável Ø 1 1/4"
Luva PVC roscável Ø 1"
Luva PVC roscável Ø 2"
Luva PVC roscável Ø 3"
Luva PVC roscável Ø 3/4"
Luva PVC roscável Ø 4"
Luva simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 100 mm
Luva simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 150 mm
Luva simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 75 mm
Luva simples Ø 100 mm
Luva simples Ø 150 mm reforçada
Luva simples Ø 50 mm
Luva simples Ø 75 mm
Pasta lubrificante/adesivo/solução limpadora
Ralo sifonado 100 x 40 mm c/ grelha aço inox

SINDUSCON-MG | CUB 37
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO ALTO
Classe Discriminação do insumo
Redução excêntrica de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 150 x 100 mm
Redução excêntrica Ø 100 x 75 mm
Redução excêntrica Ø 75 x 50 mm
Tê 90º PVC rígido soldável Ø 20 mm
Tê 90º PVC rígido soldável Ø 25 mm
Tê 90º PVC rígido soldável Ø 40 mm
Tê de inspeção de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 150 x 100 mm
Tê de inspeção de PVC-R rígido reforçado Ø 100 x 75 mm
Tê de redução 90º PVC rígido soldável Ø 25 x 20 mm
Tê de redução 90º PVC rígido soldável Ø 32 x 25 mm
Tê de redução 90º PVC rígido soldável Ø 50 x 25 mm
Tê sanitário Ø 100 x 100 mm
Tê sanitário Ø 100 x 50 mm
Tê sanitário Ø 50 x 50 mm
Torneira de bóia 50 mm
Torneira de bóia Ø 20 mm
Torneira de bóia Ø 40 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 100 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 150 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 50 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 75 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 20 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 25 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 32 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 40 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 50 mm
Tubo de PVC-R rígido reforçado p/ esgoto Ø 100 mm
Tubo de PVC-R rígido reforçado p/ esgoto Ø 150 mm
Tubo de PVC-R rígido reforçado p/ esgoto Ø 75 mm
União PVC rígido soldável Ø 40 mm
Vedação p/ saída de vaso sanitário Ø 100 mm
Tê de inspeção Ø 100 x 75 mm

Vidro liso transparente 4 mm Vidro aramado 5 mm


colocado c/ massa Vidro fantasia canelado 4 mm colocado c/ massa
Vidro liso transparente 4 mm colocado c/ massa

FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL


Classe Discriminação do insumo
Aço CA-50 Ø 10 mm Aço CA-50 Ø 10 mm
Aço CA-60 Ø 5 mm
Arame galvanizado nº 12
Arame galvanizado nº 14
Arame recozido nº 18
Prego

38 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Areia média Areia média

Placa cerâmica (azulejo) Azulejo branco 15 x 15 cm


de dimensão ~ 30 cm x 40 cm Azulejo colorido 20 x 20 cm
Cerâmica colorida 10 x 10 cm
Cerâmica esmaltada 20 x 20 cm
Cerâmica esmaltada 30 x 30 cm
Cerâmica esmaltada 40 x 40 cm
Rodapé cerâmico h=7,5 cm

Bacia sanitária branca com caixa acoplada Bacia sanitária branca com caixa acoplada e acessórios
Bacia sifonada
Cuba de louça de embutir oval colorida
Caixa de descarga plástica de sobrepor 12 l
Lavatório de louça pequeno
Lavatório suspenso c/ ladrão e acessórios
Ligação flexível p/ lavatório e bacia 40 cm X 1/2"
Tanque médio com coluna e acessórios

Bloco de concreto 19 x 19 x 39 cm Bloco de concreto 19 x 19 x 39 cm

Brita nº 02 Brita nº 02

Chapa compensado plastificado Barrote de pinho de 3ª 8 x 16 cm


18 mm 2,20 x 1,10 m Caibro de pinho de 3ª 5 x 7 cm
Chapa compensado plastificado 18 mm 2,20 x 1,10 m
Chapa compensado resinado 12 mm
Chapa compensado resinado 12 mm fenólico
Chapa compensado resinado 18 mm
Guia de pinho de 3ª 2,5 x 15 cm
Madeira de 2ª p/ telhados
Pontalete de pinho de 3ª 3 x 3"
Poste de madeira de 6 m
Sarrafo de pinho de 3ª 2,5 x 5 cm
Sarrafo de pinho de 3ª 2,5 x 7 cm
Sarrafo de pinho de 3ª 2,5 x 7 cm
Tábua de pinho de 3ª 1 x 12"
Tábua de pinho de 3ª 5/8 x 12"
Taco madeira c/ fixador

Cimento CP-32 II Alvaiade


Cal hidratada
Cimento branco
Cimento CP-32 ll
Cimento-colante

Concreto fck= 25 MPa Concreto fck= 25 MPa

Disjuntor tripolar 70 A Arandela sobrepor p/ tempo, 1 x 60 W

SINDUSCON-MG | CUB 39
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Armação secundária c/ roldana
Barra chata de alumínio 3/4" X 1/4" X 3,00 m
Barra de aço galvanizado a fogo 3/8" X 3,00 m
Bloco autônomo iluminação emergência p/ aclaramento
Bloco autônomo iluminação emergência p/ balizamento
Bloco telefônico BL-I 10P
Braçadeira p/ cabo BC-1
Bucha e arruela de alumínio Ø 1 1/2"
Bucha e arruela de alumínio Ø 1"
Bucha e arruela de alumínio Ø 2 1/2"
Bucha e arruela de alumínio Ø 2"
Bucha e arruela de alumínio Ø 3"
Bucha e arruela de alumínio Ø 3/4"
Caixa CP-4
Caixa de madeira 80 x 60 cm
Caixa de passagem metálica 15 x 15 x 12 cm, c/ tampa
Caixa de passagem metálica 20 x 20 x 12 cm, c/ tampa
Caixa estampada em ferro esmaltado 3 x 3"
Caixa estampada em ferro esmaltado 4 x 2"
Caixa estampada em ferro esmaltado 4 x 4"
Caixa estampada em ferro esmaltado 4 x 4" octog. F. M.
Caixa p/ derivação pavimentos 34,5 x 21 x 97 cm
Caixa p/ medidor e disjuntor 34,5 x 21 x 46 cm
Caixa para ligações equipotenciais
Caixa proteção disj. e barram. 60 x 40 x 100 cm
Caixa telefônica nº 1 (10 x 10 x 5 cm)
Caixa telefônica nº 3 (40 x 40 x 12 cm)
Caixa telefônica nº 4 (60 x 60 x 12 cm)
Caixa telefônica nº 5 (80 x 80 x 12 cm)
Canaleta para BL-I
Chave bóia
Cigarra de campainha
Clip galvanizado 3/8"
Conector c/ furo vertical
Conector cabo/haste p/ cabo nu # 16 mm²
Conector cabo-cabo p/ 35 mm²
Conjunto 2 tomadas 2P p/ caixa 4 x 4" c/ placa
Conjunto 2 tomadas 2P+T p/ caixa 4 x 4" c/ placa
Conjunto moto-bomba 7,5 CV
Curva 90º em barra chata de alumínio 3/4" X 1/4"
Disjuntor tripolar 120 A
Disjuntor tripolar 175 A
Disjuntor tripolar 30 A
Disjuntor tripolar 300 A
Disjuntor tripolar 70 A
Haste terra cantoneira 25 x 25 x 5 x 2400 mm
Interruptor 1 tecla intermediário p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 1 tecla paralelo p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 1 tecla simples + 1 paralelo p/ caixa 4 x 2" c/ placa

40 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Interruptor 1 tecla simples p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 2 teclas paralelo p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor 2 teclas simples p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Interruptor automático de presença
Lâmpada fluorescente 16 W
Lâmpada fluorescente 32 W
Lâmpada incandescente standard 100 W
Lâmpada incandescente standard 60 W
Lâmpada PL c/ reator acoplado 26 W tipo plug
Luminária plafonier de sobrepor, 1 x 60 W
Luminária plafonier de sobrepor, 2 x 16 W
Luminária plafonier de sobrepor, 2 x 26 W
Luminária plafonier de sobrepor, 2 x 32 W
Minuteria eletrônica 50/60 Hz no QDC
Placa 4 x 4" c/ 2 postos para tomada
Placa c/ furo central p/ caixa 4 x 2"
Placa c/ furo central p/ caixa 4 x 4"
Placa cega p/ caixa 4 x 2"
Placa cega p/ caixa 4 x 4"
Poste metálico 6 m p/ luminária c/ braço, 1 x 250 W
Poste metálico p/ jardim, 1 x 150 W
QDC-C2 (Condomínio 2)
QDC-Quadro distribuição circuitos
QF (Bombas)
QF-CM (Casa máquinas elevadores)
Quadro comando iluminação c/ interruptores - QI
Reator p/ lâmpada vapor de mercúrio 250 W
Reator partida rápida duplo p/ lâmpada 16 W
Reator partida rápida duplo p/ lâmpada 32 W
Relê fotoelétrico
Terminal de pressão
Tomada 2P+T p/ caixa 4 x 2" c/ placa
Tomada telefônica padrão Telebrás
Tomada universal 2P p/ caixa 4 x 2" c/ placa
QDC-C1 (Condomínio 1)
Pulsador p/ campainha c/ placa
Pulsador p/ minuteria

Emulsão asfáltica impermeabilizante Emulsão adesiva


Hidroasfalto
Impermeabilizante pega normal
Manta impermeabilizante
Tinta de base betuminosa p/ imperm.
Véu de poliéster
Emulsão impermeabilizante

Engenheiro Consumo de combustível e lubrificante


Contas de água, luz e telefone
Cópia de documentos-A4 e Ofício-reprográfica

SINDUSCON-MG | CUB 41
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Cópia de plantas/plotagem
Documentação ligações redes públicas
Engenheiro
Sondagem a percussão

Esquadrias de alumínio anodizado natural Caixilhos de correr de alumínio anodizado natural


Esquadrias de alumínio anodizado natural c/ veneziana
Porta de alumínio anodizado natural 0,80 + 0,40 x 2,10 m

Fechadura para porta interna, em ferro, Dobradiça 3 x 2 1/2" ferro cromado


acabamento cromado Fechadura banheiro média cromada
Fechadura externa média cromada

Fio de cobre anti-chama, isolamento Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 2,5 mm²
750 V, # 2,5 mm² Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 240 mm²
Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 25 mm²
Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 4 mm²
Cabo de cobre isolamento 1 kV, tipo Sintenax, # 95 mm²
Cabo de cobre antichama, isolamento 750 V, # 10 mm²
Cabo de cobre antichama, isolamento 750 V, # 16 mm²
Cabo de cobre antichama, isolamento 750 V, # 25 mm²
Cabo de cobre antichama, isolamento 750 V, # 50 mm²
Cabo de cobre nu # 16 mm²
Cabo de cobre nu # 35 mm²
Cabo de cobre nu # 6 mm²
Conector cobre bolsa x ponta Ø 28 mm x 1"
Conector cobre ponta x bolsa Ø 35 mm x 1 1/4"
Conector cobre ponta x bolsa Ø 42 mm x 1 1/2"
Conector cobre ponta x bolsa Ø 54 mm x 2"
Conector cobre ponta x bolsa Ø 66 mm x 2 1/2"
Cabo telefônico interno CI-50 10P
Cabo telefônico interno CI-50 50P
Cap cobre Ø 28 mm
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 15 mm
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 28 mm
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 42 mm
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 54 mm
Cotovelo 90º cobre bolsa x bolsa Ø 66 mm
Curva 45º cobre bolsa x bolsa Ø 54 mm
Fio de cobre antichama, isolamento 750 V, # 2,5 mm²
Fio de cobre antichama, isolamento 750 V, # 4 mm²
Fio de cobre antichama, isolamento 750 V, # 6 mm²
Fio telefônico interno FI 2P
Fita isolante/serra copo/lâmina serra
Luva cobre Ø 15 mm
Luva cobre Ø 28 mm
Niple duplo cobre Ø 28 mm
Presilha para cabo de cobre 35 mm²
Tê red. 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 66 x 35 mm

42 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Tê red. 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 66 x 42 mm
Tubo de cobre cl. A Ø 15 mm
Tubo de cobre cl. A Ø 28 mm
Tubo de cobre classe E Ø 54 mm
Tubo de cobre classe E Ø 66 mm
União assento cônico bronze cobre Ø 28 mm
União assento cônico bronze Ø 2"
União cobre Ø 54 mm
União cobre Ø 66 mm

Janela de correr de chapa dobrada Gradil frontal de ferro


Grelha de ferro fundido 30 x 30 cm
Grelha hemisférica tipo abacaxi Ø 100 mm
Grelha hemisférica tipo abacaxi Ø 150 mm
Portão de pedestres de ferro
Portão de veículos de ferro
Portas corta-fogo 0,90 x 2,10 m
Rufo de chapa galvanizada nº 26 de 35 cm de desenv.
Tampão de ferro fundido p/ caixa enterrada
Tela de ferro da central de gás
Caixilho ferro basculante c/ cantoneira
Alçapão 0,60 x 0,60 m de ferro
Escada-marinheiro de ferro

Locação de betoneira 320 l Locação de betoneira 320 l


Locação de caminhão basculante 4 m³
Locação de retroescavadeira sem pneus
Vibrador

Pedreiro Ajudante de armador


Ajudante de eletricista
Ajudante de encanador
Armador
Azulejista
Botina de segurança
Capacete de segurança
Carpinteiro
Ceramista
Eletricista
Gesseiro
Impermeabilizador
Luva curta raspa punho
Medicamentos de emergência
Mestre-de-obras
Operador de caminhão
Operador de retroescavadeira
Pedreiro
Pintor
Vigia

SINDUSCON-MG | CUB 43
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Encanador

Placa de gesso Gesso em pó


Juta
Pino + fincapino
Placa de gesso 60 x 70 cm

Porta interna semi-oca p/ pintura Batente p/ pintura 0,60 x 2,10 m


0,60 x 2,10 m Batente p/ pintura 0,70 x 2,10 m
Batente p/ pintura 0,80 x 2,10 m
Guarnição 1,5 x 5 cm p/ pintura
Porta interna semi-oca p/ pintura 0,60 x 2,10 m
Porta interna semi-oca p/ pintura 0,70 x 2,10 m
Porta interna semi-oca p/ pintura 0,80 x 2,10 m

Registro de pressão cromado Ø 1/2" Chuveiro metálico simples


Cuba em aço inox nº 02
Registro de esfera de Ø 1/2"
Registro de gaveta bruto Ø 1 1/2"
Registro de gaveta bruto Ø 1 1/4"
Registro de gaveta bruto Ø 1"
Registro de gaveta bruto Ø 1/2"
Registro de gaveta bruto Ø 2 1/2"
Registro de gaveta bruto Ø 2"
Registro de gaveta bruto Ø 3/4"
Registro de gaveta cromado Ø 1"
Registro de pressão cromado Ø 1/2"
Registro globo angular Ø 2 1/2"
Regulador de pressão 1º estágio c/ manômetro
Regulador de pressão 2º estágio
Sifão cromado p/ lavatório 1 X 1 1/2"
Sifão cromado p/ pia 1 1/2 X 1 1/2"
Torneira de irrigação de pressão Ø 1/2"
Torneira de pressão p/ lavatório 1/2"
Torneira de pressão p/ pia c/ bica/arejador 1/2"
Torneira de pressão p/ tanque 1/2"
Válvula de esfera Ø 1"
Válvula de pé com crivo Ø 2 1/2"
Válvula de retenção horizontal Ø 1"
Válvula de retenção vertical Ø 1/2"
Válvula de retenção vertical Ø 2 1/2"
Válvula de retenção vertical Ø 2"
Válvula p/ lavatório c/ ladrão Ø 1 X 2 3/8"
Válvula p/ lavatório s/ ladrão Ø 1 X 2"
Válvula p/ pia americana Ø 1 1/2 X 3 3/4"
Válvula p/ tanque Ø 1 1/4 X 2 1/2"
Válvula pig tail
Bomba submersível 6,5 m³/h

44 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Servente Servente

Tampo (bancada) de mármore branco Ardósia 40 x 40 cm


2,00 x 0,60 m Rodapé de ardósia
Soleira (baguete) de ardósia (3,5 cm)
Tampo (bancada) de mármore branco 0,85 x 0,55 m
Tampo (bancada) de mármore branco 2,00 x 0,60 m

Telha fibrocimento ondulada Caixa d´água 500 l c/ tampa


6 mm 2,44 x 1,10 m Chapéu de ventilação cimento-amianto Ø 75 mm
Massa de vedação p/ fibrocimento
Parafuso 5/16" x 110 mm c/ arruela
Telha fibrocimento ondulada 6 mm 2,44 x 1,10 m

Bloco cerâmico 9 x 19 x 19 cm Bloco cerâmico 9 x 19 x 19 cm

Tinta látex PVA Cal refinada p/ pintura


Desmoldante
Fixador (óleo de linhaça)
Fundo branco fosco
Lixa p/ ferro
Lixa p/ madeira
Lixa p/ paredes
Massa corrida PVA
Primer (zarcão)
Solvente (aguarraz)
Textura acrílica
Textura PVA
Tinta esmalte acetinado fosco
Tinta esmalte sintético brilhante
Tinta látex PVA
Tinta látex 100% acrílico
Tinta acrílica impermeável

Tubo de ferro galvanizado Abrigo para mangueira 45 x 75 cm


com costura Ø 2 1/2" Abrigo para mangueira 60 x 90 cm
Adaptador Storz Ø 2 1/2 x 1 1/2"
Anel guia galvanizado rosca soberba AGS-1
Anel guia galvanizado rosca soberba AGS-2
Bucha de redução ferro galvanizado Ø 1 x 1/4"
Bucha de redução ferro galvanizado Ø 2 x 1 1/4"
Cilindro de GLP 45 kg
Cotovelo 90º de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Cotovelo 90º ferro galvanizado Ø 2"
Esguicho tipo agulheta requinte 13 mm
Extintor de água pressurizada 10 l
Extintor de gás carbônico 6 kg
Hidrante de recalque (passeio) completo

SINDUSCON-MG | CUB 45
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Joelho 45º de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Joelho 90º ferro galvanizado cl. 10 Ø 1/2"
Joelho 90º ferro galvanizado cl. 10 Ø 3/4"
Luva de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Luva de redução ferro galvanizado Ø 1 1/4 x 3/4"
Mangueira de algodão lance 1 x 15 m
Mangueira de algodão lance 2 x 15 m
Medidor de gás individual
Niple duplo de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Niple duplo ferro galvanizado Ø 3/4"
Tê 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 28 mm
Tê de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Tê de redução ferro galvanizado 90º Ø 3/4 x 1/2"
Tubo de ferro galvanizado com costura Ø 2 1/2"
União de ferro galvanizado Ø 2 1/2"
Extintor de pó químico seco 6 kg
Tampão de ferro fundido p/ caixa enterrada tipo R-2

Tubo de PVC-R rígido reforçado Adaptador soldável com flanges p/ caixa d´água Ø 20 mm x 1/2"
p/ esgoto Ø 150 mm Adaptador soldável com flanges p/ caixa d´água Ø 25 mm x 3/4"
Adaptador soldável com flanges p/ caixa d´água Ø 50 mm x 1 1/2"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 20 mm x 1/2"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 25 mm x 3/4"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 32 mm x 1"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 40 mm x 1 1/4"
Adaptador soldável curto p/ registro Ø 50 mm x 1 1/2"
Adesivo plástico p/ tubo de PVC
Adesivo plástico/solução limpadora/fita Teflon
Anel de borracha Ø 100 mm
Anel de borracha Ø 50 mm
Anel de borracha Ø 75 mm
Anel de borracha série R Ø 100 mm
Anel de borracha série R Ø 150 mm
Anel de borracha série R Ø 75 mm
Bucha de redução cobre Ø 28 x 15 mm
Bucha de redução curta PVC rígido soldável Ø 25 x 20 mm
Bucha de redução curta PVC rígido soldável Ø 32 x 25 mm
Bucha de redução curta PVC rígido soldável Ø 40 x 32 mm
Bucha de redução curta PVC rígido soldável Ø 50 x 40 mm
Bucha de redução longa de PVC rígido Ø 50 x 40 mm
Bucha de redução longa PVC rígido soldável Ø 40 x 25 mm
Caixa sifonada 100 x 100 x 50 mm c/ grelha PVC cromado
Caixa sifonada 150 x 150 x 75 mm c/ grelha PVC cromado
Cavalete p/ hidrômetro completo 1 1/4"
Curva 45º curta Ø 100 mm
Curva 87º 30´ pé de coluna de PVC Ø 75 mm
Curva 87º 30´ pé de coluna Ø 100 mm
Curva 90º curta Ø 100 mm
Curva 90º PVC rígido roscável 4"

46 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Curva PVC roscável 90º Ø 1 1/2"
Curva PVC roscável 90º Ø 1"
Curva PVC roscável 90º Ø 2"
Curva PVC roscável 90º Ø 3/4"
Eletroduto flexível corrugado Ø 3/4"
Eletroduto PVC rígido roscável 4"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1 1/2"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1 1/4"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 1/2"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 2"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 3"
Eletroduto PVC rígido roscável Ø 3/4"
Joelho 45º de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 mm
Joelho 45º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 100 mm
Joelho 45º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 150 mm
Joelho 45º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 75 mm
Joelho 45º Ø 100 mm
Joelho 45º Ø 50 mm
Joelho 45º Ø 75 mm
Joelho 45º PVC rígido soldável Ø 25 mm
Joelho 45º PVC rígido soldável Ø 32 mm
Joelho 45º PVC rígido soldável Ø 40 mm
Joelho 45º PVC rígido soldável Ø 50 mm
Joelho 90º de PVC rígido c/ bolsa p/ anel Ø 40 mm
Joelho 90º de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 mm
Joelho 90º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 100 mm
Joelho 90º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 150 mm
Joelho 90º de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 75 mm
Joelho 90º Ø 50 mm
Joelho 90º Ø 75 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 20 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 25 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 32 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 40 mm
Joelho 90º PVC rígido soldável Ø 50 mm
Joelho 90º soldável/bucha de latão Ø 20 mm x 1/2"
Junção 45º de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 x 40 mm
Junção invertida Ø 75 x 75 mm
Junção simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 100 x 75 mm
Junção simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 75 x 75 mm
Junção simples de PVC-R rígido reforçado Ø 100 x 100 mm
Junção simples de PVC-R rígido reforçado Ø 150 x 100 mm
Junção simples Ø 100 x 100 mm
Junção simples Ø 100 x 50 mm
Junção simples Ø 100 x 75 mm
Junção simples Ø 75 x 50 mm
Junção simples Ø 75 x 75 mm
Lâmina de serra/solda/pasta de soldar

SINDUSCON-MG | CUB 47
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Lixa 80/lâmina de serra
Luva de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 20 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 25 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 32 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 40 mm
Luva PVC rígido soldável Ø 50 mm
Luva PVC roscável Ø 1 1/2"
Luva PVC roscável Ø 1 1/4"
Luva PVC roscável Ø 1"
Luva PVC roscável Ø 2"
Luva PVC roscável Ø 3/4"
Luva simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 100 mm
Luva simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 150 mm
Luva simples de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 75 mm
Luva simples Ø 100 mm
Luva simples Ø 50 mm
Luva simples Ø 75 mm
Luva soldável/bucha de latão Ø 20 mm x 1/2"
Pasta lubrificante/adesivo/solução limpadora
Plug Ø 50 mm
Ralo sifonado 100 x 40 mm c/ grelha PVC cromado
Redução exc. de PVC-R rígido reforçado Ø 100 x 75 mm
Redução exc. de PVC-R rígido reforçado Ø 150 x 100 mm
Redução excêntrica Ø 100 x 75 mm
Redução excêntrica Ø 75 x 50 mm
Tê 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 54 mm
Tê 90º ferro galvanizado Ø 2"
Tê 90º PVC rígido soldável Ø 20 mm
Tê 90º PVC rígido soldável Ø 25 mm
Tê 90º PVC rígido soldável Ø 32 mm
Tê 90º PVC rígido soldável Ø 40 mm
Tê de inspeção de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 75 x 75 mm
Tê de inspeção de PVC-R rígido reforçado Ø 100 x 75 mm
Tê de inspeção de PVC-R rígido reforçado Ø 150 x 100 mm
Tê de redução 90º cobre bolsa x bolsa x bolsa Ø 28 x 15 mm
Tê de redução 90º PVC rígido soldável Ø 25 x 20 mm
Tê de redução 90º PVC rígido soldável Ø 32 x 25 mm
Tê de redução 90º PVC rígido soldável Ø 40 x 32 mm
Tê de redução 90º PVC rígido soldável Ø 50 x 32 mm
Tê sanitário de PVC-R rígido p/ esgoto Ø 75 x 75 mm
Tê sanitário Ø 100 x 100 mm
Tê sanitário Ø 100 x 50 mm
Tê sanitário Ø 50 x 50 mm
Tê sanitário Ø 75 x 75 mm
Torneira de bóia 50 mm
Torneira de bóia Ø 32 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 100 mm

48 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO NORMAL
Classe Discriminação do insumo
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 40 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 50 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto Ø 75 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 20 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 25 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 32 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 40 mm
Tubo de PVC rígido soldável Ø 50 mm
Tubo de PVC-R rígido reforçado p/ esgoto Ø 100 mm
Tubo de PVC-R rígido reforçado p/ esgoto Ø 150 mm
Tubo de PVC-R rígido reforçado p/ esgoto Ø 75 mm
Tubo PVC roscável água fria Ø 2"
União PVC rígido soldável Ø 40 mm
União PVC rígido soldável Ø 50 mm
Vedação p/ saída de vaso sanitário Ø 100 mm
Sifão plástico sanfonado

Vidro liso transparente 4 mm Domo acrílico leitoso 1,00 x 1,00 m


colocado c/ massa Vidro aramado 5 mm
Vidro de segurança 20 mm
Vidro fantasia canelado 4 mm colocado c/ massa
Vidro liso transparente 4 mm colocado c/ massa

FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO


Classe Discriminação do insumo
Aço CA-50 diam=10 mm Arame galvanizado nº 18 BWG
Arame recozido PG-07
Ferro redondo CA-50 (média)
Ferro redondo CA-60 (média)
Ferro redondo D=08,0 mm CA-50
Prego de 18 x 30 mm

Areia média Areia 1 (comum)


Areia 4 (lavada)

Placa cerâmica (azulejo) Azulejos brancos 15x15 cm


de dimensão ~ 30 cm x 40 cm Piso cerâmica esmaltada 20x20 cm
Rodapé de cerâmica

Bacia sanitária com caixa acoplada Bacia sanitária com caixa de descarga
Conjunto de vedação
Conjunto fixação p/ lavatório de parede
Conjunto fixação p/ tanque
Conjunto ligação / fixação p/ bacia sanitária
Lavatório pequeno sem coluna
Tanque de mármore sintético

SINDUSCON-MG | CUB 49
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Bloco de concreto 19 x 19 x 39 cm Bloco de concreto 9x19x39 cm comum
Bloco de concreto 19x19x39 cm

Brita nº 02 Brita "1"


Brita "2"

Chapa de compensado plastificado Compensado resinado de 10 mm


18 mm 2,20x1,10 m Compensado resinado de 12 mm
Compensado resinado de 14 mm
Fechamento shaft em compensado aparafusado
Madeiramento p/ telhado
Pontalete de pinho de 3x3"
Ripa de peroba 4x1,5 cm
Sarrafo de pinho 1x4"
Sarrafo de pinho 2,5 x 5,0 cm
Tábua de pinho 1x12"
Tábua de pinho de 3 A - 1x9"

Cimento CP-32 II Argamassa colante


Cal hidratada
Cimento branco
Cimento CP-32 II

Concreto fck=25 MPa Concreto usinado fck= 9,0 MPa


Concreto usinado fck= 15,0 MPa conv.
Concreto usinado fck= 25,0 MPa conv.

Disjuntor tripolar 70A Arandela p/ tempo, 1 x 60 W


Bloco autônomo iluminação emergência
Bloco telefônico BL-I 10P
Botão p/ campainha
Bucha e arruela de alumínio diam. 1 1/4"
Bucha e arruela de alumínio diam. 1"
Bucha e arruela de alumínio diam. 2"
Bucha e arruela de alumínio diam. 3/4"
Caixa de passagem metálica 20x20x12 cm c/ tampa
Caixa de passagem metálica 50x50x12 cm c/ tv a cabo
Caixa equipotencial
Caixa octogonal fundo móvel 4x4"
Caixa quadrada 4x4"
Caixa retangular 4x2"
Caixa sextavada 3x3"
Caixa sinfonada 150x150x75 mm, com grelha PVC branco
Caixa telefônica nº 1 (10x10x5 cm)
Caixa telefônica nº 2 (20x20x12 cm)
Caixa telefônica nº 3 (40x40x12 cm)
Caixa telefônica nº 4 (60x60x12 cm)
Cigarra de campainha
Clip galvanizado diam. 3/8"

50 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Conector c/ furo vertical
Conector cabo-cabo p/ cabo # 35 mm2
Conector de cobre bolsa x ponta 22 mm x 3/4"
Conjunto 2 tomadas 2P+T p/ caixa 4x4"
Interruptor 1 tecla paralelo p/ caixa 4x2"
Interruptor 1 tecla simples p/ caixa 4x2"
Interruptor 2 teclas simples p/ caixa 4x2"
Interruptor 2 teclas paralelo p/ caixa 4x2"
Luminária plafonier de sobrepor, 1 x 60 W
Placa cega p/ caixa 4x2"
Placa cega p/ caixa 4x4"
Projetor externo, 1 x 150 W
Quadro elétrico de serviços, incl. barram. e disjunt.
Quadro elétrico distribuição apto tipo, completo
Quadro elétrico geral, incl. barramento e disjuntores
Tomada 2P+T p/ caixa 4x2"
Tomada p/ telefone padrão Telebras p/ caixa 4x4"
Tomada universal p/ caixa 4x2"

Emulsão asfáltica impermeabilizante Espuma de poliuretano


Impermeab.de caixa d'água por cristalização
Impermeabilização com manta butílica
Manta asfáltica
Sika 1
Tinta betuminosa neutrol

Engenheiro Consumo de água, luz e telefone


Consumo de combustível e lubrificantes
Cópias de plantas - plotagem
Cópias xerográficas
Engenheiro
Sondagem

Fechadura interna média cromada Cadeado CR-40 mm


Dobradiça 3 1/2" x 2 1/4" para barracão de obra
Dobradiça de ferro polido 3" x 2 1/2"
Fechadura completa de sanitários (tranqueta)
Fechadura para porta externa (chave pequena)
Fechadura para porta interna (chave grande)
Ferragens p/tapume

Fio de cobre antichama isolamento Bucha de redução de cobre 22 x 15 mm


750 V # 2.5 mm2 Cabo de cobre antichama isolamento 1 KV, tipo Sintenax # 4 mm2
Cabo de cobre antichama isolamento 750 V # 10 mm2
Cabo de cobre antichama isolamento 750 V # 16 mm2
Cabo de cobre antichama isolamento 750 V # 35 mm2
Cabo de cobre isolamento 1 KV, tipo Sintenax # 16 mm2
Cabo de cobre isolamento 1 KV, tipo Sintenax # 2,5 mm2
Cabo de cobre isolamento 1 KV, tipo Sintenax # 50 mm2

SINDUSCON-MG | CUB 51
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Cabo de cobre isolamento 1 KV, tipo Sintenax # 6 mm2
Cabo de cobre nu 16 mm2
Cabo de cobre nu 35 mm2
Cabo de cobre nu 4 mm2
Cabo telefônico interno CI-50 20P
Cabo telefônico interno CI-50 2P
Cap de cobre 22 mm
Cotovelo de cobre 90º bolsa x bolsa 15 mm
Cotovelo de cobre 90º bolsa x bolsa 22 mm
Entrada / medição de energia padrão concessionária local
Fio de cobre antichama isolamento 750 V # 2.5 mm2
Fio de cobre antichama isolamento 750 V # 4 mm2
Haste copperweld 3/4"x 2.40 m
Instalação provisória de energia
Luva de cobre 15 mm
Luva de cobre 22 mm
Niple duplo de cobre 22 mm
Niple duplo de ferro galvanizado diam. 2 1/2"
Niple duplo galvanizado diam. 3/4"
Presilha p/ cabo # 35 mm2
Tê de cobre 90º bolsa x bolsa x bolsa 22 mm
Tê de cobre redução 90º bolsa x bolsa x bolsa 22 x15 mm
Tubo de cobre 15 mm
Tubo de cobre 22 mm
União de cobre 22 mm

Janela de correr de chapa dobrada Alçapão 50 x 50 cm


Batente metálico 62 x 210 cm
Batente metálico 72 x 210 cm
Batente metálico 82 x 210 cm
Corrimão para escada (parede)
Escada de marinheiro
Esquadrias do gás
Gradil de ferro
Grelha hemisférica tipo abacaxi diam. 100 mm
Grelha hemisférica tipo abacaxi diam. 150 mm
Guarda-corpo de ferro diam. 40 mm 1 1/2"
Janela basculante de chapa dobrada
Janela de correr de chapa dobrada
Janela de correr veneziana de chapa dobrada
Janela fixa chapa dobrada
Porta (0.80+0.40) x 2.10 m de chapa dobrada
Porta 1.0 x 2.10 m de chapa dobrada
Portão de ferro
Portão de veículos
Rufo de chapa galvanizada nº 26 corte 33 inclusive colocação

Locação de betoneira 320 l Aluguel de caçamba


Betoneira 320 l

52 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Vibrador completo

Pedreiro Ajudante de armador


Ajudante de carpinteiro
Ajudante de eletricista
Ajudante de encanador
Ajudante de pintor
Armador
Azulejista
Carpinteiro de esquadrias
Carpinteiro de formas
Carpinteiro de telhado
Eletricista
Encanador
Equipamentos individuais de segurança
Medicamentos de emergência
Mestre de obra
Pedreiro de acabamento
Pedreiro de massa
Pintor
Vigia

Placa de gesso Forro em placas de gesso liso colocado


Gesso corrido aplicado

Porta interna semi-oca p/ pintura Porta madeira tipo lakra 62 x 210 cm


0,60 x 2,10 m Porta madeira tipo lakra 72 x 210 cm
Porta madeira tipo lakra 82 x 210 cm

Registro de pressão cromado diam=1/2" Manômetro


Medidor de gás individual
Registro de esfera 1"
Registro de gaveta bruto 1 1/2"
Registro de gaveta bruto 1"
Registro de gaveta bruto 2 1/2"
Registro de gaveta bruto 2"
Registro de gaveta diam. 3/4"
Registro de pressão diam. 3/4"
Registro de recalque (passeio) completo
Registro globo angular diam. 2 1/2"
Regulador de pressão 1º estágio
Regulador de pressão 2º estágio
Torneira de bóia 1"
Torneira p/ lavatório
Torneira p/ pia
Torneira p/ tanque
Torneira para jardim de pressão 1/2"
Válvula de retenção vertical 2 1/2"
Válvula pig tail

SINDUSCON-MG | CUB 53
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Servente Servente

Tampo (bancada) de mármore Ardósia em placas p/ piso


branco 2,00 x 0,60 m Rodapé de ardósia H = 7 cm
Soleira (baguete) de ardósia 3.5 cm
Tampo (bancada) de pia de mármore sintético 1.20 x 0.60 m

Telha fibrocimento ondulada Chápeu de ventilação diam. 75 mm


6 mm 2,44 x 1,10 m Parafuso 8 x 110 mm c/ rosca soberba
Parafuso e bucha S 8
Telha de fibra sintética ondulada
Telha de fibrocimento ondulada 05 mm

Bloco cerâmico 9 x 19 x 19 cm Bloco cerâmico 9 x 19 x 19 cm

Tinta PVA látex Aguarraz mineral


Amônia
Desmoldante para forma
Fundo selador
Lixa d'água
Lixa para metal
Tinta acrílica
Tinta esmalte sintético
Tinta primária
Tinta PVA látex
Zarcão

Tubo de ferro galvanizado Abrigo para mangueira 45 x 75 cm


c/ costura diam. 2 1/2" Barra de aço galvanizada diam. 3/8"
Calha em chapa galvanizada nº 26 inclusive colocação
Canalete com grelha de ferro fundido l=20 cm
Cilindro de GPL 45 kg
Cotovelo 90º de ferro galvanizado diam. 2 1/2"
Esguicho tipo agulheta requinte 13 mm
Extintor de água pressurizada 10 l
Extintor de gás carbônico 6 kg
Extintor de pó químico seco 6 kg
Joelho 90º soldável / bucha de latão diam. 20 mm x 1/2"
Joelho de redução 90º galvanizado diam. 3/4 x 1/2"
Joelho galvanizado 90º diam. 1/2"
Joelho galvanizado 90º diam. 3/4"
Luva de ferro galvanizado diam. 2 1/2"
Mangueira de algodão 15 m
Tê de ferro galvanizado diam. 2 1/2"
Tubo de ferro galvanizado c/ costura diam. 2 1/2"
União de ferro galvanizado diam. 2 1/2"
Adaptador longo p/ cx. d’água ferro galvanizado diam. 2 1/2"
Anel guia galvanizado

54 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Tubo de PVC rígido p/ esgoto diam. 150 mm Adaptador soldável c/ flanges p/ caixa d’água diam. 20 mm x 1/2"
Adaptador soldável c/ flanges p/ caixa d’água diam. 25 mm x 3/4"
Adaptador soldável c/ flanges p/ caixa d’água diam. 40 mm x 1/4"
Adaptador soldável curto p/ registro diam. 20 mm x 1/2"
Adaptador soldável curto p/ registro diam. 25 mm x 3/4"
Adaptador soldável curto p/ registro diam. 32 mm x 1"
Adaptador soldável curto p/ registro diam. 40 mm x 1 1/4"
Adaptador storz 2 1/2" x 1 1/2"
Anel de borracha diam. 100 mm
Anel de borracha diam. 50 mm
Anel de borracha diam. 75 mm
Bucha de redução curta diam. 25 x 20 mm
Bucha de redução curta diam. 32 x 25 mm
Bucha de redução curta diam. 40 x 32 mm
Bucha de redução curta diam. 50 x 40 mm
Bucha de redução longa diam. 32 x 20 mm
Bucha de redução longa diam. 40 x 25 mm
Cavalete p/ hidrômetro completo padrão concessionária local
Curva 90º curta diam. 100 mm
Curva 90º diam. 1 1/4"
Curva 90º diam. 1"
Curva 90º diam. 2"
Curva 90º diam. 3/4"
Eletroduto diam. 1 1/4"
Eletroduto diam. 1"
Eletroduto diam. 2"
Eletroduto diam. 3/4"
Eletroduto flexível corrugado reforçado diam. 3/4"
Engate flexível PVC branco
Entrada de telefone padrão concessionária local
Instalação provis. água reserv. com rede de alimentação
Instalação provis. unidade sanitária - 5 m2
Joelho 45º diam. 100 mm
Joelho 45º diam. 20 mm
Joelho 45º diam. 40 mm
Joelho 45º diam. 50 mm
Joelho 45º diam. 75 mm
Joelho 90º c/ bolsa e anel diam. 40 mm
Joelho 90º de PVC rígido para esgoto diam. 100 mm
Joelho 90º de PVC rígido para esgoto diam. 75 mm
Joelho 90º diam. 20 mm
Joelho 90º diam. 25 mm
Joelho 90º diam. 32 mm
Joelho 90º diam. 40 mm
Joelho 90º diam. 50 mm
Joelho 90º diam. 75 mm
Junção simples diam. 100 x 100 mm

SINDUSCON-MG | CUB 55
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Junção simples diam. 100 x 50 mm
Junção simples diam. 40 x 40 mm
Junção simples diam. 75 x 50 mm
Junção simples diam. 75 x 75 mm
Luva diam. 1 1/4"
Luva diam. 1"
Luva diam. 2"
Luva diam. 20 mm
Luva diam. 25 mm
Luva diam. 3/4"
Luva diam. 32 mm
Luva diam. 40 mm
Luva diam. 50 mm
Luva simples de PVC rígido para esgoto diam. 100 mm
Luva simples de PVC rígido para esgoto diam. 75 mm
Luva simples diam. 100 mm
Luva simples diam. 40 mm
Luva simples diam. 50 mm
Luva simples diam. 75 mm
Luva soldável / bucha de latão diam. 20 mm x 1/2"
Ralo sinfonado 100 x 40 mm, com grelha PVC branco
Redução excêntrica de PVC rígido para esgoto diam. 100 x 75 mm
Redução excêntrica diam. 100 x 50 mm
Redução excêntrica diam. 100 x 75 mm
Redução excêntrica diam. 75 x 50 mm
Redução excêntrica PVC rígido para esgoto diam. 150 x 100 mm
Sifão p/ lavatório PVC branco
Sifão p/ pia PVC branco
Sifão p/ tanque PVC branco
Tê 90º diam. 20 mm
Tê 90º diam. 25 mm
Tê de inspeção de PVC rígido para esgoto diam. 100 x 75 mm
Tê de redução 90º diam. 25 x 20 mm
Tê de redução 90º diam. 50 x 40 mm
Tê de redução 90º galvanizado diam. 1 x 1/2"
Tê sanitário diam. 100 x 100 mm
Tê sanitário diam. 100 x 50 mm
Tê sanitário diam. 50 x 50 mm
Tê 90º diam. 32 mm
Tê 90º diam. 40 mm
Tê 90º diam. 50 mm
Tê de redução 90º diam. 32 x 25 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto diam. 100 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto diam. 150 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto diam. 40 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto diam. 50 mm
Tubo de PVC rígido p/ esgoto diam. 75 mm

56 CUB | SINDUSCON-MG
FAMÍLIA DE INSUMOS - PADRÃO BAIXO
Classe Discriminação do insumo
Tubo de PVC rígido soldável diam. 20 mm
Tubo de PVC rígido soldável diam. 25 mm
Tubo de PVC rígido soldável diam. 32 mm
Tubo de PVC rígido soldável diam. 40 mm
Tubo de PVC rígido soldável diam. 50 mm
União diam. 32 mm
União diam. 40 mm
União diam. 50 mm
Vedação para saída de vaso sanitário diam. 100 mm
Válvula p/ lavatório PVC branco
Válvula p/ pia PVC branco
Válvula p/ tanque PVC branco

Vidro liso transparente 4mm colocado Vidro aramado 5 mm colocado


c/ massa Vidro de segurança da guarita 20 mm - colocado
Vidro fantasia - colocado
Vidro liso incolor 04 mm colocado

3 - Metodologia de cálculo do CUB/m²


O CUB/m² é calculado com base nos diversos projetos-padrão estabelecidos pela ABNT
NBR 12721:2006, levando-se em consideração os lotes básicos de insumos (materiais de
construção, mão-de-obra, despesas administrativas e equipamentos) com os seus respecti-
vos pesos constantes na referida norma.

A metodologia de cálculo do CUB/m² é simples e permite a consecução de indicadores muito


realistas. Os salários, os preços dos materiais de construção, as despesas administrativas e os
custos com aluguel de equipamentos são pesquisados mensalmente pelos Sindicatos da
Indústria da Construção de todo o país. A pesquisa, preferencialmente, é realizada junto às
construtoras, mas também pode, eventualmente, ser realizada junto a fornecedores da indús-
tria, do comércio atacadista ou varejista, conforme prevê o item 8.3.3 da ABNT NBR
12721:2006: “no caso dos materiais de construção, a coleta pode eventualmente ser realizada com
informações levantadas junto a fornecedores da indústria, do comércio atacadista ou varejista,
sendo que os preços dos materiais, posto obra, devem incluir as despesas com tributos e fretes”.

A ABNT NBR 12721:2006 recomenda que a coleta de dados (preços dos insumos) seja com-
posta de, no mínimo, 20 informações, e deve ser realizada mensalmente entre o 1º e o 25º dia
do mês de referência do custo. Além disso, deve-se efetuar um tratamento estatístico dos
dados, ou seja, o seu cálculo não pode se resumir apenas à verificação do desempenho médio
dos insumos. Deve-se buscar, para cada insumo, um dado que espelhe com fidelidade a real
evolução do seu preço. Só assim, é possível a consecução de um CUB mais realista em valor
absoluto. Neste sentido, torna-se uma importante tarefa o tratamento estatístico dos dados.

SINDUSCON-MG | CUB 57
A maioria dos Sinduscons tem adotado a mediana, ou até mesmo a média aritmética/geomé-
trica, no cálculo do valor dos insumos. Todos os cálculos para o CUB/m² encontram-se infor-
matizados, o que reforça ainda mais a confiabilidade dos mesmos.

Para compreender melhor o processo de cálculo do CUB/m² e o aspecto técnico com que
ele é realizado, pode-se citar que os procedimentos básicos estão dispostos na ABNT NBR
12721:2006, que estabelece em seu item 8.3.4:
“Na determinação dos custos unitários básicos, os Sindicatos da Indústria da Construção Civil
devem adotar os seguintes procedimentos:
a) os preços coletados de acordo com as determinações apresentadas em 8.3.3 devem ser submetidos
a uma análise estatística de consistência;
b) após análise de consistência, procede-se ao cálculo do promédio de cada insumo;
c) o valor do promédio de cada insumo aplica-se ao coeficiente físico correspondente ao respectivo
insumo no lote básico de cada projeto-padrão;
d) para o cálculo dos custos da mão-de-obra, aplica-se o percentual relativo aos encargos sociais e
benefícios:
– este percentual deve incluir todos os encargos trabalhistas e previdenciários, direitos sociais e
obrigações decorrentes de convenções coletivas de trabalho de cada Sindicato;
– o método de cálculo e o percentual de encargos sociais e benefícios devem ser explicitados pelos
respectivos Sindicatos da Indústria da Construção Civil”.

Esta seção específica da Norma é muito importante para o processo de cálculo do CUB/m²
porque gera uma uniformidade, em nível nacional, no cálculo do referido indicador de cus-
tos da construção, garantindo, desta forma, maior transparência ao processo.

4 - CUB/m² representativo
De acordo com o item 13.5 da ABNT NBR 12721:2006:

“Os Sindicatos da Indústria da Construção Civil têm a faculdade de eleger ou apurar um CUB
padrão representativo de sua região, desde que explicitem o critério utilizado para obtê-lo,
ficando na obrigação de divulgá-lo mensalmente, até o dia 5 do mês subseqüente, juntamente
aos demais custos unitários de construção referentes aos projetos-padrão previstos nesta Norma
e calculados conforme os critérios nela estabelecidos, com a finalidade específica de servir como
indexador contratual.”

Portanto, a ABNT NBR 12721:2006 permite que os Sindicatos da Indústria da Construção


adotem um custo representativo, desde que explicitem o critério para fazê-lo. De uma forma
geral, como o CUB/m² é calculado para os diversos projetos-padrão, os Sindicatos da
Indústria da Construção de todo o país utilizam o CUB/m² representativo, ou seja, um pro-
jeto-padrão específico, para acompanhar a evolução dos custos do setor.

A seguir, apresenta-se um quadro com o projeto-padrão representativo adotado por alguns


Estados da federação:

58 CUB | SINDUSCON-MG
(*)
PROJETO-PADRÃO REPRESENTATIVO - SINDUSCONs
NOVA METODOLOGIA (**)
ENTIDADE/LOCAL PR OJ E TO-PAD RÃO R E PR E S E NTATIV O
SINDICON-ES R-médio (1)

SINDUSCON-AC R-1N
SINDUSCON-AL R-8N
SINDUSCON-AM R-8N
SINDUSCON-BA R-8N
SINDUSCON-CE R-8N
SINDUSCON-DF R-8N
SINDUSCON-GO R-16A
SINDUSCON-MA R-8N
SINDUSCON-MG R-8N
SINDUSCON-MS R-8N
SINDUSCON-MT R-8N
SINDUSCON-PA R-8N
SINDUSCON-JOÃO PESSOA-PB R-8N
SINDUSCON-PE R-16N
SINDUSCON-PI R-8N
SINDUSCON-PR R-8N
SINDUSCON-RJ R-8N
SINDUSCON-RN R-8N
SINDUSCON-SP R-8N
SINDUSCON-GRANDE FLORIANÓPOLIS-SC R-médio (2)

SINDUSCON-TO R-8N
FONTE: SINDUSCONs ESTADUAIS.
(1) O projeto-padrão representativo do CUB/m2 do SINDICON-ES é uma média aritmética de todos os projetos residenciais.
(2) O projeto-padrão representativo do CUB/m2 do SINDUSCON-Florianópolis é uma média aritmética de todos os projetos residenciais, mas somente os Rs.
(*) Informações encaminhadas ao Banco de Dados-CBIC pelos SINDUSCONs das capitais dos Estados, responsáveis pelo cálculo e divulgação do CUB/m2 conforme Lei 4.591/64.
(**)ABNT NBR 12721:2006

Com a entrada em vigor da ABNT NBR 12721:2006, em 01/02/2007, o Sinduscon-MG realizou


uma pesquisa entre as suas empresas associadas para determinar qual projeto-padrão, na opinião
dos construtores associados à entidade, poderia ser escolhido como representativo, ou seja, aque-
le que seria utilizado como referência para explicitar a evolução dos custos.

O resultado da pesquisa apontou, então, o projeto-padrão R8-N, que é uma residência


multifamiliar, composta de garagem, pilotis e oito pavimentos-tipo, como representativo
do CUB/MG. A pesquisa sobre o mercado regional das edificações foi, portanto, um dos
instrumentos utilizados pelos Sinduscons do país para definir o projeto-padrão represen-
tativo. Entretanto, outros instrumentos também podem ter sido utilizados como, por
exemplo, tipos de edificações mais construídas, maior número de lançamentos etc.

SINDUSCON-MG | CUB 59
5 - CUB Médio Brasil
Mensalmente a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), através do seu Banco
de Dados, calcula o CUB médio Brasil. Este procedimento é realizado a partir dos resultados
dos CUBs estaduais divulgados pelos Sinduscons de todo o país. O objetivo é acompanhar
a evolução dos CUBs estaduais e regionais, além dos preços de seus itens componentes. O
CUB médio Brasil funciona como uma média nacional e exerce o papel de parâmetro com
o qual se pode comparar e balizar não apenas os CUBs regionais, mas também os outros
indicadores nacionais para o setor, como, por exemplo, o Índice Nacional de Custo da
Construção (INCC/FGV).

Atualmente 21 Estados compõem a média do CUB Brasil, obtido através da agregação dos
CUBs regionais por meio de média ponderada, cuja fórmula é a seguinte:

FÓRMULA PARA O CÁLCULO DO CUB MÉDIO BRASIL


CUB P1 * X1 + P2 * X2 + P3 * X3 + ... + Pn-1 * Xn-1 + Pn * Xn
MÉDIO =
BRASIL P1 + P2 + P3 + ... + Pn-1 + Pn

n
∑ Pi * Xi ONDE:
CUB i=1 Xi = representa o valor do CUB padrão de cada Estado
MÉDIO = no mês de referência.
BRASIL n
∑ Pi Pi = representa a ponderação relativa de cada Estado,
i=1 que foi determinada tomando-se como referência as
licenças “Habite-se” (área total das edificações) para os
municípios das respectivas capitais e os dados de popu-
lação residente destas capitais.

Os CUBs de cada Estado estão representados pelos das respectivas capitais, a despeito do fato
de existirem CUBs calculados por outras cidades dos Estados. Para o cálculo do CUB médio
Brasil é utilizado o CUB representativo adotado por cada Estado. O quadro a seguir apresen-
ta o projeto representativo de cada Estado, já de acordo com a nova ABNT NBR 12721:2006,
que entrou em vigor em 1º de fevereiro/2007.

Deve-se esclarecer que, particularmente para os Estados do Rio Grande do Sul, Sergipe e
Rondônia, o projeto-padrão representativo foi considerado pelo Banco de Dados/CBIC
como R8-N, única e exclusivamente, para efeito de cálculo do CUB médio Brasil, uma vez
que os referidos Estados não tinham definido, no início da vigência da ABNT NBR
12721:2006, qual seria o seu projeto-padrão representativo.

60 CUB | SINDUSCON-MG
PROJETO-PADRÃO REPRESENTATIVO (*) - SINDUSCONs
CUB BRASIL
ENTIDADES PR OJ E TO-PAD RÃO R E PR E S E NTATIV O
SINDICON-ES R-médio (1)
SINDUSCON-AL R8-N
SINDUSCON-AM R8-N
SINDUSCON-BA R8-N
SINDUSCON-CE R8-N
SINDUSCON-DF R8-N
SINDUSCON-GO R16-A
SINDUSCON-MA R8-N
SINDUSCON-MG R8-N
SINDUSCON-MS R8-N
SINDUSCON-MT R8-N
SINDUSCON-PA R8-N
SINDUSCON-JOÃO PESSOA-PB R8-N
SINDUSCON-PE R16-N
SINDUSCON-PR R8-N
SINDUSCON-RJ R8-N
SINDUSCON-RO R8-N (3)
SINDUSCON-RS R8-N (3)
SINDUSCON-GRANDE FLORIANÓPOLIS-SC R-médio (2)
SINDUSCON-SE R8-N (3)
SINDUSCON-SP R8-N
FONTE: Sinduscons Estaduais e Banco de Dados-CBIC.
ELABORAÇÃO: Banco de Dados-CBIC.
(1) O projeto-padrão representativo do CUB/m² do SINDICON-ES é uma média aritmética de todos os projetos residenciais.
(2) O projeto-padrão representativo do CUB/m² do SINDUSCON-Florianópolis é uma média aritmética de todos os projetos residenciais, mas somente os Rs.
(3) Para efeito de cálculo do CUB Médio Brasil, o Banco de Dados-CBIC considerou para os Estados de SE, RO e RS o projeto-padrão representativo R-8N.
(*) Informações encaminhadas ao Banco de Dados-CBIC pelos SINDUSCONs das capitais dos Estados, responsáveis pelo cálculo e divulgação do CUB/m², conforme Lei 4.591/64, exceto SE, RO e RS.

Deve-se ressaltar que, com a nova ABNT NBR 12721:2006, que entrou em vigor em 1º de
fevereiro/2007, o CUB médio Brasil também teve seus valores absolutos alterados, a despei-
to de terem sido mantidas todas as ponderações dos Estados. Isso ocorreu em função da alte-
ração dos projetos-padrão estabelecidos pela nova Norma e que, naturalmente, apresentaram
valores absolutos diferentes dos anteriores.

O CUB médio Brasil tem periodicidade mensal e vem sendo regularmente calculado e publi-
cado desde 1992. As informações dos CUBs estaduais, referentes ao mês imediatamente
anterior (t-1), são coletadas junto aos sindicatos informantes entre os dias 1º e 8º do mês cor-
rente (t), de modo que o cálculo do CUB médio Brasil possa ser realizado e divulgado até o
10º dia do mês de referência (t).

SINDUSCON-MG | CUB 61
A seguir, apresentam-se os Quadros I e II com as ponderações relativas dos Estados e das
regiões geográficas que participam do cálculo do CUB médio Brasil:

QUADRO I
SINDUSCONs ESTADUAIS PARTI C I PAÇÃO R E L ATIVA
SINDUSCON BAHIA 5,4549
SINDUSCON CEARÁ 3,3455
SINDUSCON DISTRITO FEDERAL 5,5426
SINDICON ESPÍRITO SANTO 0,9668
SINDUSCON GOIÁS 3,7331
SINDUSCON MATO GROSSO 2,0378
SINDUSCON MATO GROSSO SUL 3,0031
SINDUSCON MINAS GERAIS 6,5100
SINDUSCON PARÁ 0,8791
SINDUSCON JOÃO PESSOA - PB 1,4549
SINDUSCON PARANÁ 6,9763
SINDUSCON PERNAMBUCO 1,9903
SINDUSCON RIO DE JANEIRO 5,4616
SINDUSCON RIO GRANDE DO SUL 6,3787
SINDUSCON GRANDE FLORIANÓPOLIS - SC 2,0378
SINDUSCON SÃO PAULO 25,3184
SINDUSCON RONDÔNIA 2,0378
SINDUSCON AMAZONAS 2,0515
SINDUSCON MARANHÃO 2,0378
SINDUSCON ALAGOAS 1,8991
SINDUSCON SERGIPE 1,4493
TOTAL 90,5664
FONTE: Banco de Dados-CBIC.

QUADRO II
CUB BRASIL 90,5664
CENTRO-OESTE 14,3166
NORDESTE 17,6318
NORTE 4,9684
SUDESTE 38,2568
SUL 15,3928

FONTE: Banco de Dados-CBIC.

62 CUB | SINDUSCON-MG
6 - O site www.cub.org.br
A idéia de um site específico sobre o CUB/m² nasceu no âmbito da Câmara Brasileira da
Indústria da Construção (CBIC) a partir da publicação da ABNT NBR 12721:2006, em agos-
to/2006. O objetivo foi facilitar a pesquisa e o cálculo do CUB/m² em todo o país, servindo
como instrumento de padronização de todos os procedimentos adotados no âmbito da refe-
rida Norma. Além disso, buscou-se, também, ampliar a divulgação do CUB/m² calculado em
todo o país, facilitando o acesso e a padronização das informações disponíveis.

Através deste site é possível obter, em único espaço, os resultados dos CUBs de vários
Estados. Além disso, através dele, os Sinduscons podem efetuar todo o processo de cálculo
do CUB/m², desde a coleta dos preços do lote básico de insumos até a emissão dos mais
variados relatórios para análise.

O site ainda fornece informações gerais sobre o CUB/m²: principais características, projetos-
padrão representativos, lote básico de insumos, metodologia de cálculo etc.

Além dos CUBs estaduais, o site www.cub.org.br também disponibiliza as mais variadas informa-
ções sobre o resultado dos CUBs regionais e sobre o CUB Brasil. Desta forma, ficam muito mais
fáceis as análises e comparações realizadas com o referido indicador de custo da construção.

Este trabalho, desenvolvido pelo Banco de Dados da CBIC, incorpora mais transparência no
processo de divulgação do CUB/m2.

7 - Perguntas e respostas mais freqüentes em relação ao CUB/m²


1) Os projetos entram no cálculo do CUB/m²?

Resposta: Não. De acordo com a ABNT NBR 12721:2006, não estão incluídos os custos dos
projetos. No quadro III, item 09, deve ser colocado este custo.

2) O que é área equivalente?

Resposta: De acordo com a ABNT NBR 12721:2006, área equivalente é a “área virtual cujo custo
de construção é equivalente ao custo da respectiva área real, utilizada quando este custo é diferente
do custo unitário básico da construção, adotado como referência. Pode ser, conforme o caso, maior
ou menor que a área real correspondente.” Deve-se esclarecer que a ABNT NBR 12721:2006
apresenta um capítulo específico sobre os critérios para determinação e cálculo de áreas,
onde se podem obter os conceitos da área real do pavimento, área real privativa da unidade
autônoma, área real de uso comum, área coberta, área descoberta, área equivalente etc.

3) Onde se podem obter mensalmente os dados do CUB/m²?

Resposta: O resultado do CUB/m² pode ser obtido oficialmente junto a cada Sindicato da

SINDUSCON-MG | CUB 63
Indústria da Construção (Sinduscon) responsável pelo seu cálculo e divulgação. Atualmente o
site www.cub.org.br também disponibiliza o resultado do CUB/m² para a maioria dos Estados
do país. Este instrumento foi criado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC),
através do seu Banco de Dados, para facilitar a pesquisa, o cálculo e a divulgação do CUB/m²
em todo o país. Nele podem ser obtidos os valores em R$/m² de todos os projetos-padrão, além
dos valores dos insumos básicos utilizados para o cálculo do CUB/m².

4) Quem pode calcular o CUB/m²?

Resposta: De acordo com a Lei 4.591/64, somente os Sindicatos da Indústria da Construção


podem calcular o CUB/m².

5) Os encargos sociais incidentes sobre a mão-de-obra fazem parte do cálculo do CUB/m²?

Resposta: Sim, de acordo com a ABNT NBR 12721:2006, sobre os valores dos salários devem
ser incorporados os valores dos encargos socias incidentes na mão-de-obra.
A NBR 12721:2006, item 8.3.4, letra d, destaca: “para o cálculo dos custos da mão-de-obra, apli-
ca-se o percentual relativo aos encargos sociais e benefícios:
-este percentual deve incluir os encargos trabalhistas e previdenciários, direitos sociais e obrigações
decorrentes de convenções coletivas de trabalho de cada Sindicato.”

6) O que é CUB representativo?

Resposta: De acordo com o item 13.5 da ABNT NBR 12721:2006:


“Os Sindicatos da Indústria da Construção Civil têm a faculdade de eleger ou apurar um CUB
padrão representativo de sua região, desde que explicitem o critério utilizado para obtê-lo, fican-
do na obrigação de divulgá-lo mensalmente, até o dia 5 do mês subseqüente, juntamente aos
demais custos unitários de construção referentes aos projetos-padrão previstos nesta Norma e cal-
culados conforme os critérios nela estabelecidos, com a finalidade específica de servir como inde-
xador contratual.”

7) O custo do terreno entra no cálculo do CUB/m²?

Resposta: Não. De acordo com a ABNT NBR 12721:2006: “Na formação destes custos unitários
básicos não foram considerados os seguintes itens, que devem ser levados em conta na determina-
ção dos preços por metro quadrado de construção, de acordo com o estabelecido no projeto e espe-
cificações correspondentes a cada caso particular: fundações, submuramentos, paredes-diafragma,
tirantes, rebaixamento de lençol freático; elevador(es); equipamentos e instalações, tais como:
fogões, aquecedores, bombas de recalque, incineração, ar-condicionado, calefação, ventilação e
exaustão, outros; playground (quando não classificado como área construída); obras e serviços
complementares; urbanização, recreação (piscinas, campos de esporte), ajardinamento, instala-
ção e regulamentação do condomínio; e outros serviços (que devem ser discriminados no Anexo
A - quadro III); impostos, taxas e emolumentos cartoriais, projetos: projetos arquitetônicos, pro-
jeto estrutural, projeto de instalação, projetos especiais; remuneração do construtor; remuneração
do incorporador.”

64 CUB | SINDUSCON-MG
8) O que é projeto-padrão?

Resposta: A ABNT NBR 12721:2006 define projetos-padrão como: “Projetos selecionados para
representar os diferentes tipos de edificações, que são usualmente objeto de incorporação para cons-
trução em condomínio e conjunto de edificações, definidos por suas características principais:
a) número de pavimentos;
b) número de dependências por unidade;
c) áreas equivalentes à área de custo padrão privativas das unidades autônomas;
d) padrão de acabamento da construção e
e) número total de unidades.”

9) O que é projeto-padrão baixo, normal e alto?

Resposta: Baixo, normal e alto são as considerações dos acabamentos constantes nos orçamen-
tos dos projetos-padrão para os quais o CUB/m² é calculado (projetos-padrão residenciais,
comerciais, galpão industrial e residência popular).

10) Onde se podem obter todos os detalhes sobre o cálculo do CUB/m²?

Resposta: O CUB/m² é calculado e divulgado pelos Sindicatos da Indústria da Construção


de todo o país de acordo com a Lei 4.591/64 e com a Norma Brasileira ABNT NBR
12721:2006. Através destes dois instrumentos pode-se obter todo o detalhamento do que
vem a ser o CUB/m² e como ele é calculado e divulgado.

SINDUSCON-MG | CUB 65
8 - Referências
 ABNT NBR 12721:2006.
 Lei Federal 4.591 de 16 de dezembro de 1964.
 Orçamento dos projetos-padrão da ABNT NBR 12721:2006.
 Projetos-padrão da ABNT NBR 12721:2006.

66 CUB | SINDUSCON-MG
ANEXO:
DETALHES DOS
PROJETOS-PADRÃO
DO CUB/m 2
ANEXO
A seguir, com o objetivo de se ilustrar, são apresentados os
projetos arquitetônicos (planta baixa) dos diversos projetos-
padrão que compõem a ABNT NBR 12721:2006, que norma-
tiza o cálculo do CUB/m2.

Novamente, o objetivo foi a maior transparência e informação


sobre a matéria.

68 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 69
70 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 71
72 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 73
74 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 75
76 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 77
78 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 79
80 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 81
82 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 83
84 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 85
86 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 87
88 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 89
90 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 91
92 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 93
94 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 95
96 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 97
98 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 99
100 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 101
102 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 103
104 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 105
106 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 107
108 CUB | SINDUSCON-MG
SINDUSCON-MG | CUB 109
110 CUB | SINDUSCON-MG
COMENTÁRIOS FINAIS
Como participante de todas as Comissões de Estudo da ABNT organizadas para criação e
atualizações da ABNT NBR 12721, constato com satisfação que esta cartilha Custo Unitário
Básico (CUB/m²): Principais Aspectos cumpriu satisfatoriamente com seu objetivo de escla-
recer a origem legal do CUB e a sua forma de cálculo, principalmente quanto à revisão da
norma publicada em 2006.

Com efeito, a ampla revisão da ABNT NBR12721:2006 se iniciou com consulta aos
Sindicatos Estaduais (SINDUSCONs) para definir os programas arquitetônicos dos projetos-
padrão, que foram adequados aos respectivos padrões-médios praticados no Brasil. Os pro-
jetos arquitetônicos resultantes foram aprovados pela Comissão de Estudos, sendo comple-
tados com os projetos estruturais e de instalações hidráulicas e elétricas, projetos estes que
foram orçados por empresas especializadas, ficando todo esse material depositado junto à
CBIC e ao CB-2 da ABNT.

Os orçamentos completos de cada projeto-padrão foram divididos em sub-grupos de insu-


mos (“famílias”), sendo os orçamentos de cada um desses sub-grupos divididos pelo custo
unitário do respectivo insumo representativo, obtendo-se os coeficientes divulgados nas tabe-
las 4 a 9 da norma ABNT NBR 12721:2006.

O CUB de cada projeto–padrão resulta do trabalho transparente dos SINDUSCONs, que


apenas calcula mensalmente, para cada CUB, o somatório das multiplicações dos coefi-
cientes fixados pela norma pelo respectivo preço pesquisado junto aos seus associados
e/ou ao comércio atacadista local. Cumpre enfatizar que os orçamentos expeditos calcula-
dos com a utilização dos CUBs devem ser revistos semestralmente, conforme artigos 59 e
60 da Lei 4591.

Completando as informações constantes do texto da norma, esta cartilha divulga também,


pioneiramente, os próprios projetos arquitetônicos adotados, facilitando assim o trabalho do
enquadramento dos projetos dos empreendimentos no mais próximo dos padrões adotados
pela norma.

Assim sendo, só me resta cumprimentar o Sinduscon/MG pela excelente iniciativa de publi-


cação desta Cartilha, e, em particular, sua Assessoria Econômica pela primorosa elaboração.

Paulo Grandiski
Eng. civil

SINDUSCON-MG | CUB 111


Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais
SEBRAE-MG

Av. Barão Homem de Melo, 329 – Nova Suíça


CEP 30460-090 – Belo Horizonte-MG
Telefone: (31)3269-0180
www.sebraeminas.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo


Roberto Simões

Diretor Superintendente
Afonso Maria Rocha

Diretor Técnico
Luiz Márcio Haddad Pereira Santos

Diretor de Operações
Matheus Cotta de Carvalho

Gerente de Desenvolvimento
Marise Xavier Brandão

Gerente da Macrorregião Centro


Antônio Augusto Vianna de Freitas

Coordenadora da Construção Civil


Vanessa Visacro

Gestora da Construção Civil - RMBH


Kennya Barboza

112 CUB | SINDUSCON-MG


REALIZAÇÃO

APOIO

SINDICATO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DE MINAS GERAIS | SINDUSCON-MG


SECONCI-MG, O BRAÇO SOCIAL DO SINDUSCON-MG

Rua Marília de Dirceu, 226 Andares 3º e 4º Bairro Lourdes CEP 30170-090 Belo Horizonte - MG
Tel/Fax 31 3275-1666 e-mail sinduscon@sinduscon-mg.org.br site www.sinduscon-mg.org.br

Centres d'intérêt liés