Vous êtes sur la page 1sur 4

A CONTABILIDADE COMO INSTRUMENTO.

A Contabilidade é o instrumento que fornece o máximo de informações úteis para


a tomada de decisões dentro e fora da empresa. Ela é muito antiga e sempre existiu para
auxiliar as pessoas a controlar seus patrimônios e tomarem decisões. Todas as
movimentações que houver no patrimônio de uma empresa são registradas pela
Contabilidade, que, em seguida, resume os dados registrados em forma de relatórios e
os entrega aos interessados para conhecer a situação da empresa. Esses interessados,
através destes relatórios, analisam os resultados obtidos e tomam as decisões em relação
aos fatos futuros. Consequentemente, podemos dizer que o conhecimento sobre os
conceitos contábeis por parte das pessoas com formação em áreas não-relacionadas à
Contabilidade é importante para: análise e interpretação de dados financeiros;
planejamento e controle do patrimônio (pessoal ou empresarial); cooperação,
coordenação e comunicação com outras áreas da empresa.
A área contábil é uma das mais críticas, visto que ali se encontram todos os
registros da vida de uma empresa. Após as oscilações do dia-a-dia, as operações, os
resultados sistematicamente registrados e analisados, mostram o desempenho, os fortes
e fracos de uma organização. A contabilidade facilita as ações, fornecendo as
coordenadas de acordo com o desempenho medido. A situação, ainda de encontramos
empresários que olha a contabilidade apenas como burocracia, não vendo nela nenhum
benefício. Isso decorre da falta, de informação, já que o empresário, de início, precisa
saber comprar e vender, mas não é obrigado a conhecer contabilidade. Por isso mesmo
existem cursos rápidos de “contabilidade para não contadores”, como forma de
combater a desinformação. Também há aqueles que, justamente por falta de um registro
adequado e uma análise objetiva confunde margem de contribuição com lucro. Pior, é
muito comum a inexistência de um plano de contas adequado, que permita o registro
sistemático das operações e a apuração dos custos em bases técnicas. Quando muito,
existe um elenco de contas para o registro contábil e uma única conta, ou algumas
poucas, para o registro dos custos como “produção em andamento”. Em geral, acumula-
se os totais de mão-de-obra, de materiais e de gastos gerais, daí aplicando-se tudo pelo
custo médio: hora trabalhada, materiais aplicados e gastos gerais rateados sem nenhum
critério técnico. E quando se aplica a média de muitas coisas diferentes, o resultado
poderá ser a ineficiência oculta de coisas diferentes. Assim, as empresas registram mal,
apuram mal, calculam mal os seus preços, e, em conseqüência, vendem mal. Nessas
seguintes condições, não podem mesmo produzir bons resultados. Por isso quem paga o
pato é a contabilidade.
Enquanto o contador demonstra os valores da contabilidade ao empresário, o
mesmo se nega acreditar que cada fator de vendas esta ligada a contabilidade, sem
tomar ciência que ele mesmo pratica a contabilidade simples todos os dias dentro da
empresa. Então, pode-se afirmar que a contabilidade e essencial, e também é primordial
dentro da empresa.
FID - FACULDADES INTEGRADAS DE DIAMANTINO – MT

A CONTABILIDADE COMO INSTRUMENTO

Diamantino/MT
MACIEL DO NASCIMENTO

A CONTABILIDADE COMO INSTRUMENTO

Trabalho apresentado para Avaliação do 4°


bimestre do 1º ano de Ciências Contábeis das
Faculdades Integradas de Diamantino-MT

Docente: Noraides de Almeida

Diamantino/MT

Centres d'intérêt liés