Vous êtes sur la page 1sur 3

c 

     

porSpawn_666, fonte Winajuda, data 12 Mar 20:19 (4 horas atrás) editarremover

¦ 
     
      
              


A principal inovação do Internet Explorer 9, a aceleração de páginas por hardware, utilizando


toda a força da placa de vídeo instalada no PC para ajudar na renderização de páginas, hoje
está disponível nos quatro principais navegadores do mercado: o próprio IE, Firefox, Opera e
Chrome.

Curiosamente, dentre todos eles o único que oferece tal recurso na versão estável, ou seja,
sem ser em versão beta ou RC, é o Chrome, justamente o último a implementar o recurso.
Para os precavidos que utilizam a o navegador no canal stable, atualmente na décima versão,
essa trouxe, enfim, a aceleração via hardware.

Apesar de disponível, ela não vem ativada por padrão. Felizmente, o procedimento para liberá-
la é bem simples.

Primeiro, digite na barra de endereços "  " (sem aspas) e dê Enter. Essa página abre
uma série de opções experimentais, mais ou menos como os experimentos do Labs do Gmail.
Lá, clique em "Enable" nos seguintes itens:

Î| GPU AcceleratedCompositing

Î| GPU AcceleratedCanvas2D

Î| Web Page Prerendering


Depois, role a página até o final e clique no botão "D   ". Ao fazer isso, o Chrome será
reiniciado e a aceleração via hardware/GPU estará ativa.

Uma boa forma de visualizar os efeitos práticos desse recurso é através do teste FishIETank,
criado pela Microsoft para demonstrar a aceleração do IE9. Por padrão, o Chrome já pede
arrego (leia-se não passa dos 15 fps) com cerca de 100 peixinhos na tela. Com mil, pode até
travar o navegador. Já com a aceleração ativada... Veja por si mesmo:

Faça esse teste clicando aqui.

Com mil peixes na tela, o Chrome ainda segura a onda e mantém a renderização acima dos 30
 
— s   c  
e 
é s 9 eesse
es  

  e
eese eesse e  cçecceeçv 
e ve ee eee cevee
s sesc —
 sc
e4850