Vous êtes sur la page 1sur 3

Metáfora Sentido semântico 1976

Se banham com leite- Não vêem o sol nem a cara da rua.


Tecem longos bordados- Preservam-se.
Mil quarentenas- Anos a fio a espera de seus maridos
Aos pedaços- Cansados, fatigados.
Carícias -Fazer sexo
Falenas -Prostitutas.
Voltam pros braços- Procuram
Helena Beleza de mulher /- mulher bela.
Não têm sonhos- Vida vazia
Não têm vontade -Não amam
Jovens viúvas marcadas- Aprisionadas
Não fazem cenas Subserviência-, sem murmurar.
Vestem-se de negros -Viúvas
Secam- Morrem
Despem-se pros maridos- Fazem sexo
Temem por seus maridos- Inseguras

Obrigado - Efeganistou
Muito bem - Poli kalá
Está tudo bem - Olá kalá
Bom dia - Kalimera
Boa tarde - Kalispera
Boa noite - Kalimirta (ao deitar)

1)Classifique os estamentos que compunham o


contexto social francês antes da revolução.
2 )Caracterize a composição social dos grupos partidários
dos girondinos e jacobinos.
3 Que ideologia política predominou no período do
Diretório?
EXERCÍCIOS
1 A Revolução Francesa iniciou-se no final do século
XVIII e prolongou-se até o início do século
XIX, constituindo-se num fenômeno complexo
que inclui várias fases. Sobre a França Prérevolucionária,
analise a organização social com
os respectivos papéis de cada camada e marque a
alternativa CORRETA:
I O primeiro estado, constituído pelo clero,
proprietário de 10% das terras da França, não
pagava impostos.
II O segundo estado era formado pela alta burguesia
e pela nobreza, proprietários de 20%
das terras, que mantinha as relações servis de
produção.
III O terceiro estado era composto pela burguesia
e pela massa de trabalhadores rurais e urbanos
(os sans-culottes). Esse estamento
sustentava o Estado Absoluto francês, por
meio do pagamento de impostos.
a) Estão corretas I e II.
b) Estão corretas I e III.
c) Todas estão corretas.
d) Estão erradas II e III.

2) A Constituição de 1791, na medida em que estabeleceu


a liberdade de comércio, confirmou o direito
à propriedade privada e adotou o voto
Censitário apontou para o fato de que a Revolução
Francesa representou:
a) a canalização de todo o potencial e energia revolucionária
das massas na defesa de um Estado
democrático, participativo e de direito.
b) a vitória da burguesia no sentido de ocupar o
poder e organizar o Estado de modo a favorecer
seus interesses afastando o povo das decisões
políticas.
c) o estabelecimento dos princípios de igualdade
civil e social consubstanciadas na função mediadora
representada pelo Estado.
d) a conciliação dos interesses das diferentes
classes, ao estabelecer o direito à liberdade para
todas as camadas sociais.
3 A Revolução Francesa é um marco importante
para a compreensão do mundo contemporâneo.
Seu processo é relativamente longo e pleno de alternativas,
as quais refletiam as relações de poder
das forças sociais e políticas que nela participaram.
Algumas conquistas foram suprimidas ou
limitadas no transcurso da revolução, porém muitas
delas se impuseram, vindo a consagrar a cidadania
política .
Do ponto de vista social, pode-se afirmar sobre
a Revolução Francesa:
a) Teve resultados efêmeros, pois foi iniciada, dirigida
e apropriada por uma só classe social, a
burguesia, única beneficiária da nova ordem.
b) Nela coexistiram três revoluções sociais distintas:
uma revolução burguesa, uma camponesa
e outra popular urbana, os chamados sansculottes.
c) Foi um fracasso, apesar do processo político,
pois, ao garantir as pequenas propriedades aos
camponeses, atrasou, em mais de um século, o
processo econômico da França.
d) Fracassou, pois, apesar do terror e da violência,
não conseguiu impedir o retorno das forças
sociopolíticas ao Antigo Regime.
4 )Em 26 de agosto de 1789, a Assembléia Nacional
Constituinte Francesa proclamou a Declaração
dos Direitos do Homem e do Cidadão, que era:
a) um vasto programa de reformas políticas com
bases totalmente despóticas.
b) o reflexo do pensamento absolutista e suas restrições
à liberdade e direitos políticos no século
XVIII.
c) um documento político-burguês que garantia
para o povo francês igualdade perante a lei.
d) o primeiro documento que garantia os direitos
sociais dos trabalhadores, com inspiração na
Revolução Industrial Inglesa.