Vous êtes sur la page 1sur 10

Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar

Pastoral Catequética

RELATÓRIO:
Crisma – 2008

Página 1 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética

ORAÇÃO DO CATEQUISTA

Deus, Pai de bondade, na força de teu Espírito, ajuda-me a assumir, com


coragem e entusiasmo a missão de catequista na realidade em que me
colocaste.
Faze-me viver, em profundidade, o encontro transformador com Jesus
Cristo, para que, assim, possa suscitar em muitos o amor apaixonado pelo
Mestre e por seu estilo de vida.
Ensina-me a abraçar a catequese como espaço privilegiado de vivencia
comunitária, de modo a contribuir para que a nossa igreja se torne, cada
vez mais, lugar de comunhão e participação.
Renova minhas motivações na busca de uma catequese libertadora,
sensível ao jeito e as necessidades de nossa gente, capaz de ligar fé e
vida e de caminhar com os mais pobres, favorecendo a formação integral
de todas as pessoas.
Dá-me a disposição necessária para preparar-me
sempre melhor e cumprir, com generosidade e perseverança, a exemplo de
Maria, o serviço que me confias.
Amém.

Página 2 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética
1. Métodos Utilizados
1.1. Fé e vida
“Organização do processo catequético através de um roteiro de
atividades evangélico-transformadoras. Esses roteiros contemplam um
processo participativo de acesso às Sagradas Escrituras, à liturgia, à doutrina
da Igreja, à inserção na vida da comunidade eclesial e as experiências de
intimidade com Deus” (cf. DNC; n.152). A fé propõe a mensagem de Deus que
nos questiona e convida à mudança de vida.
“O mistério de Cristo anunciado na catequese é o mesmo celebrado na
liturgia para ser vivido, a vida cristã é discernida à luz da fé e desenvolve-se
uma co-naturalidade entre culto e vida” (af. DNC; n. 154). Não basta o
crismando saber sobre doutrina ou como manusear a Bíblia, é preciso que ele
se apaixone pela Igreja e aprenda a ouvir a vontade de Deus na sua vida.
Como disse o Papa Bento XVI, em sua visita ao Brasil, o importante é a
“Qualidade” e não “quantidade” de fiéis.
1.2. Ver, Iluminar, Agir, Celebrar
Não são passos estanques e nem seqüência de operações, mas trata-
se de um processo dinâmico na educação da fé (cf. DNC; n. 157).
• Ver – motiva o crismando a conhecer e analisar criticamente a realidade
social em que vive.
• Iluminar – momento de escutar a palavra de Deus.
• Agir – a palavra nos questiona e nos convida a uma mudança de vida.
• Celebrar – resposta de fé à mensagem recebida; oração.

2. Estrutura dos Encontros


2.1. Objetivo:
2.1.1. Transmitir a mensagem divina de forma que o crismando saia do
encontro disposto a aplicar em sua vida aquilo que aprendeu.
2.2. Pontualidade:
2.2.1. Chego 30 min antes do horário, para preparar o ambiente.
2.3. Preparação do ambiente:
2.3.1. Nos reunimos fora da capela, no lado da sombra, aos pés da
cruz;
2.3.2. Cadeiras dispostas formando um semi-circulo;

Página 3 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética
2.3.3. “Mesa da Palavra” (mesa forrada, com suporte para Bíblia, um
crucifixo e uma vela.
2.4. Oração Inicial (5 a 7min):
2.4.1. Sinal da cruz (as vezes cantado);
2.4.2. Oração espontânea (simples);
2.4.3. Oração do Espírito Santo;
2.4.4. Ave-Maria.
2.5. Acolhida (10 min)
2.5.1. Conversamos um pouco sobre o tema anterior, sobre os
acontecimentos da semana que chamaram a atenção da
comunidade, da cidade toda, ou do país, enquanto vai passando
a lista de freqüência.
2.6. Apresentação do tema (40 a 45 min):
2.6.1. Cada tema pede uma seqüência diferente e variações de
atividades práticas;
2.6.2. Exposição do tema (varia muito):
2.6.3. Roteiro – a cada encontro preparo um roteiro com os passos para
a exposição do tema (passagens bíblicas, palavras-chave,
citações, músicas);
2.6.4. Frase do dia – as vezes é um pensamento, citação, versículo da
Bíblia ou o trecho de uma música pra ficar na lembrança;
2.6.5. Bíblia – durante a explicação do tema utilizamos várias vezes a
Bíblia, seja para responder algum questionamento, para iniciar
um novo assunto ou nova visão sobre o mesmo assunto, etc;
2.6.6. Cartaz – para alguns temas como Ano Litúrgico, Decálogo, Bíblia,
Dons e Frutos do Espírito Santo, Terço, entre outros, que estão
naturalmente divididos em tópicos;
2.6.7. Atividade Prática (dinâmica, música, produção de cartazes, jogos
e/ou mímicas) – desenvolve os temas de forma participativa e
prática; vejo o que cada um sabe a respeito do tema proposto;
transmite mais informações em menos tempo; desenvolve o
senso crítico; quebra o gelo; etc.
2.7. Oração Final (5 a 7 min):

Página 4 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética
2.7.1. Oração espontânea: direcionada para agradecimento e louvor a
Deus, começamos a nos preparar para a Missa colocando nossas
intenções (começo a oração e incentivo pra que eles terminem a
oração, mas a partir do 2º semestre essa oração será feita
somente pelos crismandos, ainda não defini o critério de escolha
para o crismando de cada dia);
2.7.2. Encerramos com a oração do Pai-Nosso e do Santo-Anjo;
2.7.3. Sinal da cruz.
2.8. Organização do local
2.8.1. Ao final do encontro cada um, guarda a cadeira que usou;
2.8.2. Quando necessário, limpamos o ambiente.

3. Fontes de Pesquisa
3.1. Sites:
o www.vatican.va – Catecismo da Igreja Católica (CIC), Cartas
Encíclicas, Decretos, Constituição Dogmática e Pastoral, entre
outros;
o www.cnbb.com – Campanha da Fraternidade, análises e reflexões,
documentos, publicações, etc;
o www.catequisar.com.br – Apostilas de Formação de Catequistas,
Dinâmicas, Jogos, Apostilas completas para pré-catequese, Crisma,
Primeira Eucaristia, Catequese de Adultos, artigos, atualidades,
orações, entre outros;
o www.soucatequista.com.br – Apostilas sobre temas diversos, artigos
do Pe Zezinho, dinâmicas e orações;
o www.cancaonova.com – Artigos, homilia diária, entrevistas, músicas,
liturgia diária, entre outros;
o Comunidades do Orkut: Dinâmicas e Jogos, Material para
Catequese, Dou encontros de catequese e Sou Catequista –
Apostilas, estudos do CIC, encontros prontos, trocamos experiências
que deram certo e errado, cronogramas, reuniões de pais,
organização e fotos de retiros, etc;

Página 5 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética
3.2. Livros
o Dia a dia do catequista: agenda de planejamento 2007. Petrópolis:
Vozes, 2006.
o Conferência Nacional dos Bispos do Brasil / Diretório Nacional de
Catequese - Documento. Brasília, Edições CNBB. 2007.
o Conferência Nacional dos Bispos do Brasil / Sou Católico: vivo
minha fé - Subsídio. Brasília, Edições CNBB. 2007. – Sobre o
Catecismo, a Catequese, a Igreja Católica, Formação e Ensino;
o Associação Ajuda a Igreja que Sofre / Eu Creio – Pequeno
Catecismo Católico. Alemanha, 2007.
3.3. Apostilas
o Várias do curso de formação de catequistas em módulos da
Arquidiocese de Palmas.

4. Freqüência dos Crismandos

Freqüência/Crisma/2008

fev mar abr maio jun


1 1 2 0 0 1 2 3 0 1 2 2 0 1 1 2 0 0 1 2
Nº Nome 0 7 4 2 9 6 3 0 6 3 0 7 4 1 8 5 1 8 5 2 29
1 Barara Geovana * P P P P P P * P P P * P P P P P
2 Clovis P P P P * * P P P P P * P P P P P
3 Francisco Daniel P P P P P P P P P P P P P * P P P
4 Henrique P P P P * * P P P P P * P P P P P
5 Hugo P P P P P P P P P P P P P * P P P
6 Kamyla P P P P * * P P P P P * P P P P P
7 Kárita Lohanne P P * P P P * P P P P * P P P P P
8 Patrícia P P P P * * P P P P P * P P P P P
9 Rosana * * * * * * P P P P P * P P * P *

Desistentes:
10 Karison * P * P P P * * * * * * * * * * *
11 Stephane P P P P P * * * * * * * * * * * *

4.1. Sobre as Desistências


- Kárison – tem dificuldade de locomoção, pois mora numa chácara e nem
sempre o pai podia trazê-lo.
- Stephane – mudou de cidade.

Página 6 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética
4.2. Eventos Arquidiocesanos
- 16 de março – Jornada Vocacional
- 27 de abril – Festa da Juventude na Fazenda da Esperança com o tema:
Palavra de vida eterna.
4.3. Sobre minhas faltas
- 25 de maio – precisei me ausentar na catequese para trabalhar no XI
AcampGou (Acampamento do Grupo de Oração das Universidades
Renovadas, movimento do RCC), onde colaborei nas equipe de externa,
intercessão e, sobre minha responsabilidade, a equipe de liturgia. A saída
para a comunidade Adorai, onde aconteceu o acampamento, foi às 14:00h
do dia 23/05 e a chegada foi no dia 25/05 às 17:00h. Neste dia fui
substituída pelo Iraildo, catequista de crisma de 2007, que apresentou o
tema: “Experiência do terço”.
4.4. Lista dequeles que apenas se inscreveram
12 Arleia Martins da Silva
13 Fernada Ferreira de Menezes
14 Gilmar Ferreira de Menezes
15 Jildene Ferreira de Alexandria
16 Leonardo Bonfim Maciel
17 Vanderlei Pereira Almeida
18 Vitória Regina Lopes Costa

Página 7 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética

5. Cronograma
5.1. Conteúdo Programático - 1º Semestre, Crisma 2008
Nº do encontro
Tema
Dia do mês

Fevereiro
1º 10 Apresentação do cruso; Ano Litúrgico e Retiro Popular, 2008
2º 17 O Amor de Deus
3º 24 O Mistério do pecado
Março
4º 02 Semana Santa, 1ª parte
5º 09 Jornada Vocacional (ESPECIAL)
6º 16 Semana Santa, 2ª parte
7º 23 Jesus Cristo Salvador
8º 30 CF 2008, "Escolhe, pois, a vida."
Abril
9º 06 Sacramento do Batismo
10º 13 Sacramento da Eucaristia
11º 20 Querigma - Marcio (Seminarista - Canção Nova)
12º 27 Festa da Juventude, 2008 - Palavra de vida eterna
Maio
13º 04 Mês Mariano - Vida e Missão de Maria
14º 11 Pentecostes
15º 18 Corpus Christi
16º 25 Experiência do Terço
Junho
17º 01 Bíblia Sagrada
18º 08 Missa parte por parte, 1ª parte
19º 15 Missa parte por parte, 2ª parte
20º 22 Ser Católico
21º 29 Confraternização

Página 8 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética
5.2. Conteúdo Proposto - 2° Semestre, Crisma/2008
Agosto
22º 03 Etapas da Missa - 1ª parte
23º 10 Etapas da Missa - 2ª parte
24º 17 Exercício da oração
25º 24 Oração do Creio - 1ª parte
26º 31 Oração do Creio - 2ª parte
Setembro
27º 07 Céu, Purgatório e Inferno (Reencarnação/Ressurreição)
28º 14 Oração do Pai Nosso
29º 21 Virtudes e Vícios
30º 28 Mês da Bíblia - Mini Gincana
Outubro
31º 05 Falsas Doutrinas e seitas religiosas
32º 12 Afetividade e Sexualidade
33º 19 Festejo São Geraldo
34º 26 Sacramento do Crima
Novembro
35º 06 Vocação (Sacramentos Ordem e Matrimônio)
36º 09 Retiro
37º 16 Crisma às 17:00h, o grande dia

Página 9 de 10
Comunidade São Geraldo Magela Catequista Helma Lima Aguiar
Pastoral Catequética
6. Dificuldades
- Devido o horário da catequese, das 17:00 às 18:00, os crismandos precisam
esperar muito tempo para participar da Missa na Comunidade São Geraldo, ou
mesmo com pequeno atraso, costumam participar da Missa na comunidade
Maria Madalena Postel que começa às 18:00. O que dificulta saber quem
realmente está participando da missa.

- Eles têm muita dificuldade de fazer orações espontâneas, por isso em alguns
encontros, coloco na “mesa da palavra” uma imagem de Nossa Senhora, pra
que eles escrevam suas orações entreguem a ela.

7. Pontos positivos
- Os crismandos são:
o Pontuais – preocupam-se com os horários e buscam respeita-los,
quando precisam chegar atrasados, sempre se desculpam;
o Participativos – fazem as dinâmicas, questionam, respondem;
o Freqüentes – têm uma média de faltas de 2,5.

Página 10 de 10