Vous êtes sur la page 1sur 19

Números Índices

Sheila Zani

Para que serve?


Para comparar variáveis em épocas diversas. Por exemplo, serve para comparar o custo de vida em um município
durante vários anos ou comparar o custo de vida entre vários municípios do país.

Como se calcula?
Para calcular os números índices precisamos de algumas noções básicas:

Preço relativo
É a relação ente o preço em um determinado período e o preço em um período chamado base.

pt
Índice relativo de preço: sendo:
p0
p0 −o preço de um produto em um período 0 (ou base)
pt − o preço de um produto em um período t

Em geral, os índices são apresentados multiplicados por 100. O preço relativo de um certo período em relação ao
mesmo período é sempre 1 ou 100%. Esse fato explica a notação freqüentemente encontrada em diversas
publicações econômicas, que consiste em escrever, por exemplo, base: 2000=100.

Exemplo:

Tabela 1

O preço relativo dos dois produtos no período 2002 a 2005, tomando o ano de 2004 como base é:

Tabela 2

O índice relativo de preço mede a evolução de preços dos produtos.

O que fazer quando queremos medir a evolução dos preços de um conjunto de produtos? Ou a evolução dos
preços dos bens e serviços?

1
Inicialmente apresentam-se duas propostas:

O índice simples de preços agregados


É a relação entre a soma dos preços dos produtos no período t e a soma dos preços dos produtos no período
escolhido como base. Este é o índice de Bradstreet.

Exemplo:

Com os dados da Tabela 1 e escolhendo o ano de 2004 novamente como base, temos:

Tabela 3

Repare que o índice simples de preços agregados pode ser escrito como:

n n  pit 
∑ pit ∑ 
p
 pi 0
I ( pt p0 ) = = i= 1  n 
i= 1 i0
n
∑ pi 0 ∑ pi 0
i= 1 i= 1
O índice é a média ponderada dos preços relativos; os ponderadores são os preços no período base.

A média aritmética dos preços relativos


É a média aritmética dos preços relativos. Este é o índice de Sauerbeck.

Exemplo:

Utilizando os dados da Tabela 2 , temos:

Tabela 4

Média aritmética dos preços


Ano
elativos
2002 ((66,7+ 25)/2)*100 = 45,83
2003 ((83,3+50)/2)*100 = 66,67
2004 ((100+1000)/2)*100 = 100,00
2005 ((133,3+150)/2)*100 = 141,67

2
Nesses dois tipos de cálculo não se levam em consideração alguns aspectos econômicos:

 É tão prioritário o preço do arroz como o do feijão?


Todos os produtos têm a mesma importância relativa!!!!!!
 Alguns produtos quando têm seus preços aumentados não deixam de ser consumidos – bens elásticos –
enquanto para outros produtos um aumento de preço significa uma grande redução do consumo – bens
inelásticos.

Como é possível aprimorar este cálculo?

Estabelecendo ponderadores para os relativos =>surgem os números índices ponderados => incluindo
informações sobre a quantidade.

O índice de preço de Laspeyres


É a média ponderada dos relativos de preços utilizando como fatores de ponderação os valores de cada produto
no período base.

Lembre-se: o valor de um produto é obtido multiplicando sua quantidade pelo seu preço. Na nossa notação:
Vt = Pt ⋅ Qt

Desse modo, o índice ponderado de preços no período t , de acordo com Laspeyres, é:

n  pit 
∑ 
p
 pi 0 qi 0
I L ( pt p 0 ) = i= 1 n 
 i 0

∑ p i 0 qi 0
i= 1
Simplificando:

n
∑ pit qi 0
I L ( pt p 0 ) = i= 1
n
∑ pi 0 qi 0
i= 1

Repare:

• O numerador é o valor da “cesta de produtos” se fossem compradas as mesmas quantidades do ano base a
preços do ano t .
• O denominador é o valor “cesta de produtos” no ano base.

Exemplo:
Para os dados da Tabela 1, e considerando o ano de 2004 como base, temos:

24 × 5 + 30 × 8 360
I L ( pt p 0 ) = = = 1,44 ;
18 × 5 + 20 × 8 250
ou 144,00, ou ainda crescimento dos preços de 2005 em relação a 2004 de 44%.

3
O índice de preço de Paasche

No lugar de considerarmos as quantidades consumidas no ano base, q 0 , consideremos as qunatidades


consumidas no período t , qt .

Desse modo, o índice ponderado de preços no período t , de acordo com Paasche, é:

n
∑ pit qit
I P ( pt p 0 ) = i= 1
n
, o que é o mesmo que:

∑ pi 0 qit
i= 1
n 
p 
∑  it  pi 0 qit
pi 0
I L ( pt p 0 ) = i= 1  n 
∑ pi 0 qit
i= 1

É a média ponderada dos preços relativos utilizando como ponderadores a quantidade consumida no período t a
preços do ano base.

Repare:
• O numerador é o valor da “cesta de produtos” no ano base.
• O denominador é o valor “cesta de produtos” se fossem compradas as mesmas quantidades do ano t a preços
do ano base.

Exemplo:

Para os dados da Tabela 1 e considerando o ano de 2004 como base, temos:

24 × 6 + 30 × 7 354
I P ( p 2005 p 2004 ) = = = 1,43 ;
18 × 6 + 20 × 7 248
ou 142,74, ou ainda crescimento dos preços de 2005 em relação a 2004 de 42,74%.

Comentários:

Informações necessárias para o cálculo do índice de Laspeyres: Valor do ano base e preços do ano corrente.
Informações necessárias para o cálculo do índice de Paasche: Valor do ano t e preços do ano base.

O índice de preço de Fisher


É a média geométrica dos índices de preço de Laspeyres e de Paasche.

4
Índices de quantidade

qt
Quantidade relativa: : sendo:
q0
q0 - a quantidade de um produto em um período 0
qt - a quantidade de um produto em um período t
Em geral os índices são apresentados multiplicados por 100.

O índice de quantidade de Laspeyres


Analogamente ao índice de preço de Laspeyres, o índice de quantidade é a média ponderada dos relativos de
quantidades relativas utilizando como fatores de ponderação os valores de cada produto no período base.

Desse modo, o índice ponderado de quantidade no período t , de acordo com Laspeyres, é:

n  qit 
∑ 
q
 pi 0 qi 0
I L ( qt q 0 ) = i= 1  n 
i 0

∑ pi 0 qi 0
i= 1
Simplificando:

n
∑ pi 0 qit
I L ( qt q 0 ) = i= 1
n
∑ pi 0 qi 0
i= 1

O índice de quantidade de Paasche


Analogamente ao índice de preço de Paasche, é a média ponderada das quantidades relativas utilizando como
ponderador pit qi 0 .

Deste modo, o índice ponderado de quantidade no período t , de acordo com Paasche, é:

n  q  n
∑  q it  pit qi0 ∑ pit qit
I P ( qt q 0 ) = i= 1  n  , o que é o mesmo que: I P ( qt q 0 ) =
i0 i= 1
n
∑ pit qi0 ∑ pit qi 0
i= 1 i= 1

5
O índice de quantidade de Fisher
É a média geométrica dos índices de quantidade de Laspeyres e de Paasche.

Índice de Volume

Um índice de volume é uma média de


variações relativas nas quantidades de um
determinado conjunto de bens e serviços
entre dois períodos temporais. (SNA 93,
§16.11) SNA - System of National Accounts

Relação entre Laspeyres e Paasche


O índice de Paasche é maior que o de Laspeyres se os preços e quantidades tenderem a se mover na mesma
direção entre os períodos 0 e t; o índice de Laspeyres é maior se os preços e quantidades tenderem a se mover em
direções contrárias.
Definindo a correlação entre preço e quantidade como ρ temos que:
 P > L quando ρ> 0
 L > P quando ρ < 0

Índice de valor
É interessante verificar que o índice de preço de Laspeyres multiplicado pelo índice de quantidade de Paasche
produz o índice de valor:

n n n
∑ pit qi 0 ∑ pit qit ∑ pit qit
i= 1 i= 1 i= 1
=
n × n n
∑ p i 0 qi 0 ∑ pit qi 0 ∑ pi 0 qi 0
=
i1   =
i1   i= 
1 
 
I L ( pt q0 ) I P ( qt q0 ) Variação em valor

Analogamente, o produto do índice de quantidade de Laspeyres com o índice de preço de Paasche produz o
índice de valor.

6
Deflator
O que é o deflator da economia?
É o índice de preço.

Para que serve?


Para uniformizar unidades de medidas permitindo comparar moeda em épocas distintas.

Exemplo:

Com os dados da Tabela 1 vimos que o gasto em 2004 foi de R$ 250,00 e o gasto em 2005 foi de R$ 354,00.
354
Como o índice de preço de Laspeyres foi de 144, o valor de 2005 a preços de 2004 é: = 245,83 ,
1,44
R$245,83.

Tabela 5.

Interpretação Econômica

Valor nominal ou valor corrente é o valor do bem (ou serviço) no ano. O valor para o ano t é: Vt = Pt ⋅ Qt
Valor constante é o valor do ano t a preços do ano t − 1 . O valor do produto no ano t a preços do ano t − 1 :
Vt / t − 1 = Pt − 1 ⋅ Qt

Passando do período 0 para o período t

Seja o valor nominal em 0, V0 = P0 ⋅ Q0 . Multiplicando o valor na época 0 pelo índice de quantidade do


período de 0 a t , I Q ( 0,t ) , obtém-se o valor constante em t a preços do ano 0 . Vt / 0 = P0 Qt .
Multiplicando o valor constante na época t pelo índice de preço no período de 0 a t , I P ( 0,t ) , obtém-se o valor
constante em t a preços do ano 0 . Vt = Pt Qt

Propriedades desejáveis dos números índices


1. Identidade
I t ,t = 1
O número índice deve ser sempre igual à unidade quando a época t for o próprio período base.

2. Reversibilidade no tempo

7
1
I s ,r =
I r ,s
Em termos práticos esta propriedade eqüivale à afirmação de que se, por exemplo, houve um acréscimo de
25% ente os períodos r e s ; haverá uma queda de 20% entre os períodos s e t .

3. Circularidade ou encadeamento

I1,3 = I1, 2 ⋅ I 2,3


Em termos práticos esta propriedade eqüivale à afirmação de que, se houve acréscimo de preços (ou
quantidades) nas épocas intermediárias, o acréscimo de todo o período pode ser obtido multiplicando os
acréscimos intermediários. Quando este critério é satisfeito a mudança de base é simples.

4. Decomposição das causas

V0,t = P0,t ⋅ Q0,t


Esta propriedade eqüivale à afirmação de que se os valores aumentaram, por exemplo, 56%, e se a variação
de preços revelar um crescimento de 30%, o número índice de quantidade deverá acusar um crescimento de
20%.

Os relativos de preços (ou quantidades) possuem todas essas propriedades.

Exemplo:

pt
1. =1
pt
−1
p  p 
2. I ( p2 p1 ) = 2 =  1  = [ I ( p1 p 2 ) ] − 1
p1  p 2 
p p p
3. I ( p3 p1 ) = 3 = 2 ⋅ 3 = [ I ( p 2 p1 ) ⋅ I ( p3 p 2 ) ]
p1 p1 p 2
p q v
4. I ( p2 p1 ) I ( q 2 q1 ) = 2 ⋅ 2 = 2 = I ( v 2 v1 )
p1 q1 v1

Já com os índices agregados não acontece a mesma coisa.

A Tabela 6 mostra como cada índice agregado se comporta face às propriedades desejáveis.

Tabela 6

(1) O índice de Laspeyres Modificado será apresentado a seguir.

O aluno deve testar as propriedades que cada índice possui.

8
O índice de Laspeyres Modificado – Uma das formulações.
O Índice de Laspeyres pode ser escrito da seguinte forma:

n  pit 
∑   pi 0 qi 0
n  pit 
i = 1  pi 0  pi 0 qi 0
I L ( pt p 0 ) = n
= ∑   ⋅ n
=
p
 i0 
∑ pi 0 qi 0 i= 1 
base de comparação
∑ pi 0 qi 0
i= 1 =
i1  
base de ponderação

n  pit 
= ∑   ⋅ w0

i= 1 p
i0 
 base de ponderação
base de comparação

O índice de Laspeyres Modificado é construído de modo que a base de comparação é móvel enquanto que a base
de ponderação continua fixa no tempo.

n  pi ,t  pi 0 qi 0
I L mod ( pt p0 ) = ∑   ⋅ =
 p  n
 i ,t − 1 
i= 1
 
base de comparação
∑ p i 0 qi 0
i= 
 1  
base de ponderação
n  pi ,t 
= ∑ 
 p


⋅ w0

i= 1  i ,t − 1 
  base de ponderação
base de comparação

Esse índice é recomendado pelo Manual das Nações Unidas que rege a metodologia das Contas Nacionais. O
Sistema de Contas Nacionais brasileiro segue, no cálculo de suas contas a preços constantes, as recomendações
internacionais divulgadas no manual System of National Accounts - SNA publicado em 1993. Estas
recomendações indicam a construção de contas a preços do ano imediatamente anterior mudando a recomendação
de que se construíssem as séries de contas a preços de um ano fixo.

Índices Encadeados
Anteriormente vimos que o índice de Laspeyres Modificado é construído com a base de comparação alterada
período a período. Deste modo temos uma série de índices Base Móvel e estes índices precisam ser encadeados
para que se torne possível encontrar a variação correspondente a vários períodos.

Construção de uma série encadeada:

1º passo: Construção dos índices em elos – índice base móvel utilizando, por exemplo, a formulação de
Laspeyres Modificado.

I 0,1 ; I1, 2 ; I t − 1,t

9
2º passo: Construção de um índice em cadeia com objetivo de fixar um período como base. Aqui o critério da
circularidade é importante.

t
IC = Π Ij
j= 1
De modo que:
I 0,1 = I 0,1
I 0, 2 = I 0,1 ⋅ I1, 2
I 0,3 = I 0,1 ⋅ I1, 2 ⋅ I 2,3

I 0,t = I 0,1 ⋅ I1, 2 ⋅ I 2,3 ⋅  ⋅ I t − 1,t

Os índices construídos por encadeamento somente coincidem com os índices de base fixa quando a fórmula
utilizada satisfaz a propriedade circular.
O exemplo a seguir mostra que o índice de preço de Laspeyres, por não obedecer à propriedade da circularidade,
produz índices diferentes.

n n
∑ pi1qi 0 ∑ pi1qi 0
I L ( p1 p0 ) = i= 1
n
= I LMod ( p1 p 0 ) = i= 1
n
∑ pi 0 q i 0 ∑ pi 0 qi 0
i= 1 i= 1

n n


n
pi 2 qi 0 ∑ pi1qi 0 ∑ pi 2 qi1
I LMod ( p 2 p 0 ) = i= 1
⋅ i= 1
I L ( p 2 p0 ) = i= 1
≠ n n


n
pi 0 qi 0 ∑ pi 0 qi 0 ∑ pi1qi1
=
i1   i =
1 
i= 1
I ( p1 p0 ) I ( p2 p1 )
Exemplo:
Com os dados da Tabela 1 e utilizando o ano 2004 como base, determine os índices de Laspeyres Base Fixa e
utilize o Laspeyres Modificado para determinar os índices base móvel. Depois, encadeie esses últimos e compare
a série base fixa com a produzida por encadeamento.

Tabela 1.

Os cálculos para obtenção do Índice de preço de Laspeyres – Base 2004 =100 encontram-se na Tabela 7.

10
Tabela 7.

Cálculo do Índice de preço de Laspeyres Modificado – Base Móvel

n  pi ,t 
I L mod ( pt p0 ) = ∑   ⋅ wi ,0
 p  
i= 1  i

,t −

1
base de ponderação
base de comparação

Como temos dois produtos precisamos calcular: w1,0 e w2,0

p10 q10 18 x5 90
w1,0 = = =
n 18 x5 + 20 x8 250
∑ pi 0 qi 0 e
=
i1  
base de ponderação

p 20 q 20 20 x8 160
w2 , 0 = = =
n 18 x5 + 20 x8 250
∑ pi 0 qi 0
=
i1  
base de ponderação

Na Tabela 8 apresenta-se os cálculos para os diversos anos do índice de Laspeyres modificado.


Tabela 8.

O encadeamento é obtido fazendo o ano de 2004 igual a 100 (ano definido como base). Para obter os índices dos
anos anteriores basta dividir pelo indicador base móvel calculado com a formulação Laspeyres modificado e para
obter os índices dos anos futuros basta multiplicar os índices base móvel.

11
Tabela 9.

Agora compare a série construída com um indicador base fixa (Tabela 7) com essa última produzida por
encadeamento (Tabela 9).

Base fixa ou Base Móvel? O que é melhor?


Vantagens e desvantagens dos métodos:

Indicador Vantagem Desvantagem


Base Fixa Cálculos mais simples. Desatualização da base de comparação.
Preserva a aditividade das
séries.
Base Móvel Atualização da base de Normalmente as formulações utilizadas não obedecem
comparação. Retiram-se os ao critério circular.
produtos que deixam de ser A aditividade da série é perdida quando a série é
importante e incluem-se novos encadeada. Isto significa que o número índice do
bens. agregado não é a combinação linear dos componentes.

Mudança de base
A mudança de base é realizada dividindo-se cada índice da série original pelo número índice correspondente à
nova época base. Este método só é válido para os índices que satisfazem à propriedade circular.

Exemplo:

Tabela 10

Este mesmo procedimento é utilizado quando queremos conjugar duas séries de números índices com ano base
diferente em uma única série.

12
Entenda os principais índices de preços.

a) INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor, média do custo de vida nas 11 principais regiões
metropolitanas do país para famílias com renda de 1 até 8 salários mínimos, medido pelo IBGE (Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatística)

b) IGP - Índice Geral de Preços, calculado pela Fundação Getúlio Vargas. É uma média ponderada do índice de
preços no atacado (IPA), com peso 6; de preços ao consumidor (IPC) no Rio e SP, com peso 3; e do custo da
construção civil (INCC), com peso 1. Usado em contratos de prazo mais longo, como aluguel

c) IGP-M - Índice Geral de Preços do Mercado, também da FGV. Metodologia igual à do IGP-DI, mas
pesquisado entre os dias 21 de um mês e 20 do seguinte. O IGP tradicional abrange o mês fechado. O IGP-M é
elaborado para contratos do mercado financeiro

d) IGP-10 - Índice Geral de Preços 10, também da FGV e elaborado com a mesma metodologia do IGP e do IGP-
M.A única diferença é o período de coleta de preços: entre o dia 11 de um mês e o dia 10 do mês seguinte. Usado
como indicador de tendência da inflação

e) INCC - Índice Nacional do Custo da Construção, um dos componentes das três versões do IGP, o de menor
peso. Reflete o ritmo dos preços de materiais de construção da mão-de-obra no setor. Utilizado em
financiamentos diretos de construtoras/incorporadoras

f)CUB - Custo Unitário Básico, índice que reflete o ritmo dos preços de materiais de construção e da mão-de-
obra no setor. Calculado por sindicatos estaduais da indústria da construção, chamados de Sinduscon, e usado em
financiamentos de imóveis

g)IPC-FIPE - Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, da USP,


pesquisado no município de São Paulo. Reflete o custo de vida de famílias com renda de 1 a 20 salários mínimos.
Divulga também taxas quadrissemanais.

h) ICV-Dieese - Índice do Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos


Socioeconômicos, também medido na cidade de São Paulo. Reflete o custo de vida de famílias com renda média
em torno de RS 2.800 (há também índices para a baixa renda e a intermediária)

(Folha de S. Paulo, 10/7/1999)

--------------------------------------------------------------------------------

"Calculado desde 1980 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao
Consumidor Amplo (IPCA) se refere a famílias com renda mensal compreendida entre um a 40 salários mínimos.
Em 1990, tempos de inflação galopante quando o IPCA chegou a registrar variação de 1.620,97%, o índice
passou a abranger, além das regiões metropoliotanas de Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, São Paulo, Rio
de Janeiro, Fortaleza e Salvador, os municípios de Goiânia e do Distrito Federal. Entre os setores que são
analisados para apuração do IPCA, a alimentação responde pelo maior peso: 24,24%. Em seguida, estão
transporte (19,78%), habitação (16,64%), despesas pessoais (14,57%), saúde e cuidados pessoais (10,16%),
vestuário (8,29%) e artigos de residência (6,32%). Hoje 300 funcionários do IBGE coletam diariamente os preços
que são usados na medição do índice. São 250 mil preços coletados mensalmente e que servirão de base para o
sistema de metas de inflação (inflation targeting), a partir do qual será desenhada a política monetária brasileira.
(Jornal do Brasil, 12/6/1999)

--------------------------------------------------------------------------------

13
"Distante da vida real. A ponderação de um índice de inflação é feita com base nos hábitos de consumo das
famílias de uma região. No caso do IPCA, daquelas que recebem entre 1 e 33 salários mínimos. São analisados os
preços de produtos e serviços comprados/utilizados por essas pessoas. O peso de cada um na taxa será dado a
partir da relação entre o uso e o impacto no orçamento doméstico. Por exemplo, a gasolina responde sozinha por
3,59% do IP-CA, um impacto imenso.
O IPCA, porém, está defasado, admite a coordenadora do índice,.... A base de dados que orienta até hoje sua
composição é a Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) de 1985. Para se ter uma idéia, a Fundação Getúlio
Vargas trabalha desde janeiro com uma POF 1997/1998. A POF/IBGE mais recente é de 1996/1997, e seus dados
orien-tarão o IPCA e o INPC a partir de agosto, ....
Até lá, desvios podem ser provocados. Por exemplo, o IPCA não pesquisa o custo dos planos e seguros de saúde,
gas-to mensal de 40 milhões de bra-sileiros. Em 14 anos, também, há variação dos itens pesquisados - os
medicamentos mais utilizados podem ter mudado desde então.
Por não haver atualização da composição dos gastos familiares, ainda, a alimentação permanece com peso no
índice maior do que no bolso atualmente. Uma queda dos preços dos alimentos, portanto, pode puxar o IPCA
para baixo com mais força do que puxaria os outros índices. E uma das grandes novidades da própria POF do IB-
GE é que a alimentação já não é o principal gasto das famí1ias brasileiras. (F.B.) (Jornal do Brasil, 10/7/1999)

14
Exercícios:
1. Considere os seguintes dados hipotéticos:
Produto S Produto R
Ano Deflator Preço Quantidade Preço Quantidade
(1998=100) corrente corrente
2000 200 4 10 8 20
2001 300 6 12 9 30

a) Calcule o preço real do produto A e o preço real do produto B no ano de 2001, em reais de 2000.
b) Calcule o índice ponderado de preços reais para os produtos A e B em 2001, com base em 2000, pelo método
de Laspeyres, pelo método de Paasche e pelo método de Fisher.

2. Mostre que o índice de Paasche é igual à média harmônica ponderada dos preços relativos utilizando o valor
das vendas de cada produto no período para o qual se está calculando o índice ( pit qit ) como fator de
ponderação, isto é, mostre que:
−1
 n  p  −1 
 ∑  it  pit qit 
 i= 1 p 
I p ( pt / p0 ) =   n i 0  
 ∑i= 1 pit qit 
 

3. Dada as variações mensais do IPCA do ano de 2003, calcular:

a) a variação acumulada até o primeiro semestre.

b) a taxa média mensal de variação.

meses jan fev mar abr mai jun


variações 2,25 1,57 1,23 0,97 0,61 -0,15
mensais
(%)

4. Uma empresa está implementando uma política de crescimento e tem como meta duplicar o seu faturamento.
Se a quantidade produzida irá aumentar em 60%, qual deve ser a variação dos preços para que o objetivo seja
alcançado?

5. Um jornal publicou um quadro com o seguinte comentário:


"A produção de soja aumentou 50% em 2001 em relação a 1999, 117% em 2002 em relação a 2001."

15
Essa afirmação é correta? Justifique sua resposta.

Produçao de soja
Anos Quantidade (em
toneladas)
1999 750
2000 1000
2001 1500
2002 1750

6. Se, em 2002, uma empresa vendeu uma quantidade de mercadoria 60% superior a 2001, em quanto a
quantidade de mercadoria vendida em 2001 foi inferior à vendida em 2002?

7. O quadro a seguir mostra uma série base móvel.

Anos 1999 2000 2001 2002


Índices 112 120 125 115

Determine a série encadeada:


a) com base em 2000.
b) com base em 1998.

8. O salário do gerente de uma empresa, em dezembro de 2001, era R$ 4.000,00. O índice de custo de vida com
base em 1998 variou 70,48%. Qual o poder aquisitivo do salário desse gerente em 2001, com base em 1998?

9) A seguir serão apresentados gráficos mostrando a evolução de vários índices nacionais e internacionais. Você
deverá responder as perguntas apresentadas, JUSTIFICANDO suas respostas com base nos gráficos.
a) De acordo com o gráfico do índice Nasdaq composto do ano de 2002 (1o semestre) você recomendaria um
investimento maciço em uma carteira de ações negociada nessa bolsa?

b) O índice Dow Jones é considerado um indicador fiel da "saúde" da economia dos EUA. Com base no gráfico
mostrado a seguir, com dados dos anos de 2001 e 1o semestre de 2002, procure identificar os sinais de recessão e
crescimento (dia 225 corresponde a 11/09/2001).

16
c) Os índices IPC da FIPE e IGP-M da Fundação Getúlio Vargas são considerados como bons indicadores da
inflação no Brasil, principalmente no meio empresarial. Com base no gráfico a seguir:

c.1 - Há diferenças significativas entre os resultados dos dois índices? Em quais meses?
c.2 - Quais seriam as causas das eventuais diferenças?
c.3 - Qual dos dois índices você acha que "sentiu" mais a desvalorização do real realizada em Janeiro de 1999?

d) Há grande polêmica entre empresários e sindicatos sobre qual índice é o mais apropriado para medir a
inflação. No gráfico abaixo estão três dos mais usados: IPCA do IBGE, IPC da FIPE e ICV do DIEESE.

17
10) Suponha que o ICV do DIEESE tem como base o mês de agosto de 1994, logo após a implantação do Plano
Real. Seus valores relativos mensais (de agosto de 1994 a outubro de 2001) estão na tabela abaixo. Contudo, a
direção daquele instituto pretende mudar a base para um período mais próximo, já refletindo a mudança no
regime de câmbio ocorrida em janeiro de 1999.

Mês ICV Mês ICV Mês ICV Mês ICV


ago/94 100 jun/96 176,69 abr/98 196,2 fev/00 215,17
set/94 100,96 jul/96 180,83 mai/98 197 mar/00 216,82
out/94 104,53 ago/96 180,36 jun/98 197,1 abr/00 217,45
nov/94 107,68 set/96 180,54 jul/98 196,37 mai/00 217,02
dez/94 110,23 out/96 181,11 ago/98 194,62 jun/00 217,34
jan/95 113,84 nov/96 181,69 set/98 194,41 jul/00 221,97
fev/95 117,21 dez/96 182,38 out/98 194,82 ago/00 224,88
mar/95 122,94 jan/97 186,25 nov/98 194,15 set/00 225,8
abr/95 128,67 fev/97 187,11 dez/98 194,44 out/00 225,8
mai/95 133,27 mar/97 188,04 jan/99 197,13 nov/00 226,57
jun/95 140,14 abr/97 190,07 fev/99 199,39 dez/00 228,43
jul/95 146,15 mai/97 190,06 mar/99 201,35 jan/01 230,32
ago/95 148,84 jun/97 191,94 abr/99 201,57 fev/01 230,85
set/95 151,59 jul/97 192,99 mai/99 202,01 mar/01 231,96
out/95 153,87 ago/97 192,45 jun/99 202,7 abr/01 232,87
nov/95 158,16 set/97 192,66 jul/99 205,11 mai/01 233,38
dez/95 161,15 out/97 192,78 ago/99 205,89 jun/01 236,95
jan/96 168,54 nov/97 193,18 set/99 206,65 jul/01 241,97
fev/96 168,63 dez/97 193,53 out/99 208,58 ago/01 243,54
mar/96 170,38 jan/98 194,89 nov/99 211,37 set/01 245,01
abr/96 172,32 fev/98 195,43 dez/99 213,06 out/01 247,95
mai/96 175,1 mar/98 195,82 jan/00 215,6

a) Qual foi a inflação acumulada de acordo com o ICV do DIEESE de agosto de 1994 a outubro de 2001?

b) Calcule os índices relativos de ligação para o ICV do DIEESE, a partir de agosto de 1994.

18
c) Faça um gráfico de linhas mostrando a evolução dos índices relativos de agosto de 1994 a outubro de 2001. É
verdadeira a afirmação propalada pelo governo de que "não houve inflação" no período? JUSTIFIQUE sua
resposta.

d) Alguns economistas afirmam que o que mudou após o Plano Real foi a taxa de crescimento da inflação, que
reduziu muito em relação ao período anterior. Faça um gráfico de linhas mostrando a evolução dos índices
relativos de ligação de agosto de 1994 a outubro de 2001. Você concorda com a afirmação dos economistas?
JUSTIFIQUE sua resposta.

e) Faça a mudança da base da série do ICV do DIEESE expressa na tabela abaixo para o mês de fevereiro de
1999. Qual foi a inflação acumulada de fevereiro de 1999 a outubro de 2001? Compare com a inflação
acumulada de agosto de 1994 a janeiro de 1999.

19