Vous êtes sur la page 1sur 44

The PickUp Artist: The New and Improved Art of Seduction

O melhor pickup artist do mundo está de volta! Depois do best-selling ‘O Jogo’ ter revelado
Mystery e sua sociedade secreta dos pickup artists profissionais, ele virou um fenômeno
internacional. Infelizmente, enquanto não é segredo algum que as técnicas de Mystery são
muito eficientes, as mulheres começaram a prestar atenção nisso. Elas viram o show e
escutaram as rotinas – então agora é hora do próximo nível do jogo! Com técnicas afiadas em
quinze anos de testes, falhas, e o triunfo final, e seguindo seu reality-show no canal VH1, o
grande mestre está de volta com suas últimas grandes façanhas da vida e um melhorado
manual para os homens do século XXI.
Quando o livro começa, Mystery e sua equipe foram para sua mansão em Miami para traçar
seu próximo passo. Quando um novo estudante vem para ficar na casa, Mystery coloca-o a
fundo no estilo de vida de um pickup artist e mostra a ele um retrato íntimo do mestre da
sedução. Mystery estabelece um sistema completo do jogo e revela suas últimas (e
totalmente testadas) estratégias e técnicas. The PickUp Artist inclui:
-uma lista dos botões que criam – e destroem – atração
-um novo jeito de se aproximar de estranhos e começar uma conversa: openers
microcalibrados
-a técnica de humor mais poderosa de Mystery, o Absurdo – então você nunca mais vai ficar
sem alguma coisa para falar
-um capítulo inteiro em escalação física (tocando, beijando, ‘indo pra cima’)
-a solução aos assuntos de inner-game, para quando você não está confiante o suficiente
-e muito, muito mais
Esteja ensinando seus discípulos em South Beach, saindo com seu time de super-sedutores em
Las Vegas, ou festejando em Hollywood Hills, Mystery nunca está longe da ação – e nunca
deixa de conseguir uma parte dela. Agora é a sua vez. Leia The PickUp Artist e entre no jogo
Capítulo Um: Bem-vindo à Miami
“Eu estou entregando minha humanidade”, eu disse.
Eu dei uma longa tragada em meu cigarro e o passei naturalmente à loira que estava sentada
do meu lado (sem olhar para ela). Ela o pegou enquanto eu continuei, “e eu posso dizer a
todos vocês agora, sem sombra de dúvida, que eu” – pausa – “conquistei isso. Eh, irmão?”. Eu
sorri para Lovedrop, meu confiável wingman.
“Mystery, você está certíssimo,” disse Lovedrop, “e esse vai ser um grande ano”. Ele ergueu
um copo de shake de proteína de chocolate e tomou um gole.
“Eu só estou vivendo o agora,” eu disse, fazendo um grande gesto com minhas mãos. “O
Universo apresenta a si mesmo. Quero dizer, veja a matemática. É absolutamente brilhante”.
Meu cabelo liso e escuro estava preso em um rabo-de-cavalo, com uma expressão de fascínio
estampada em meu rosto angular.
A loira ao meu lado vestia o meu chapéu felpudo preto que era a minha marca registrada. Eu
o havia usado mais cedo naquela noite como objeto de ligação. Era muito grande nela, e ela
ficava bonitinha com ele. Ela tinha olhos grandes em forma de amêndoa, características de
quem vinha da Eslováquia – meu tipo favorito. Ela sorriu pra mim. Já era minha. Eu trabalhei
nela por algumas horas; agora eu só estava construindo conforto.
“Esse sofá parece que saiu dos Jetsons!” disse a outra garota, uma morena de cabelos longos
e lisos. Ela vestia um vestido verde e seus olhos eram escurecidos por maquiagem. “Mas eu
amo esse tapete. Deve custar uma fortuna para limpá-lo.”
Nós quatro – Lovedrop, as duas mulheres, e eu – relaxamos no tapete branco. Alinhando a
parede a nossa volta estava um futurístico sofá branco de couro. Tudo era branco. As cortinas
personalizadas de catorze mil dólares eram brancas. A vanguarda gigante, luminárias plásticas
em volta da casa eram brancas. Até o cachorro era branco.
Sentado em um canto perto da mesa de vidro estava o nosso conhecido, o Rat. Ele estava
usando seu cartão de débito para esmagar algumas pequenas pílulas azuis na superfície da
mesa. O Rat deu um sorriso frouxo de lábios molhados.
“Ei LD,” ele disse, um gemido leve comparado a sua voz, “você quer um desses Roxies?”
Lovedrop sorriu. “Você já não teve o suficiente? Parece que você já vai babar toda a mesa.”
As garotas riram.
“Isso é um não?” o Rat continuava sorrindo de um jeito bobo como quem diz, Você sabe que
quer um pouco.
Um projetor exibia videos de músicas na parede distante da sala, e uma música animada de
hip-hop começou a tocar. Lovedrop se levantou e começou a dançar, banhado na luz do
projetor. “Eu adoro essa música,” ele disse, e era só meia mentira. Não era uma música em
que ele sentaria e ficaria escutando com um par de fones de ouvido, mas era perfeita para
dançar com mulheres.
A morena se levantou e começou a dançar com ele. “Essa casa é de vocês?” ela perguntou, o
tapete macio embaixo de seus pés descalços. Tudo veio junto como a vibe: a batida da
música, a luz do projetor, a dança, as risadas, a fumaça no ar. Ele colocou uma mão no
quadril dela e ficava circulando a outra no ar como se estivesse balançando um laço.
“Ei Mystery,” disse Lovedrop, “lembra da dança da galinha do Matthew McConaughey? Em
Vegas.” Ele começou a bater seus braços como uma galinha.
“Eu não sei quanto ao Matthew McConaughey, mas você está em Miami agora,” disse o Rat.
“Ei LD, você parece um dos Backstreet Boys dançando assim.” Ele riu baixinho e passou a
língua em seus lábios.
“Que bom que a única coisa que eu peguei foi a dança,” disse Lovedrop. “enquanto isso você
ficou com o cavanhaque deles no meio da cara.”
“Ai,” disse a morena. Ela sorriu para Lovedrop e colocou o cabelo atrás de uma orelha.
O Rat voltou indignado para sua cadeira futurística e colocou a mão sobre o peito. “LD, isso
machuca,” ele disse com sua voz chorosa “machuca quando você diz isso. Depois de tudo o
que eu faria por você.” Ele realmente parecia triste. Isso era bom.
O Rat esperou e então foi mais além. “LD, você sabe que eu te amo como um irmão, não
sabe? Vocês, vocês são como irmãos pra mim. Eu amo vocês.”
A morena brincou, “A garota deve dizer ‘eu te amo’ primeiro.” Ela jogou os cabelos pra
frente e pra trás de acordo com a música, pequenos brincos verdes balançando.
“Você conhece mesmo o Matthew McConaughey?” a loira me perguntou enquanto me
entregava o cigarro. Ela tocou a bochecha e então correu seus dedos pelos próprios cabelos.
“Não, não,” eu disse, segurando o cigarro delicadamente. Minhas unhas estavam recém
pintadas de preto, assim como as dos dedos dos pés. Eu esperei para dar uma tragada. “Eu
encontrei com ele uma vez em Vegas. Numa boate pequena. Não no Tangerina, mas perto
dali. Eu o vi fazer a dança da galinha dele.”
As duas disseram ao mesmo tempo, “O que é a dança da galinha?” e então se olharam e
começaram a rir.
Lovedrop explicou: “É como McConaughey estava pegando as mulheres. É o jogo dele.”
A loira sacudiu a cabeça. “Matthew McConaughey não precisa de jogo para pegar mulher. Ele
é gostoso.”
“Eu deduzi o plano de jogo dele,” eu continuei, “pelo menos para aquela noite. Mas eu
presumi que ele já tinha usado essa tática antes.” Eu dei uma última tragada no cigarro e o
apaguei diretamente na mesa de vidro, então continuei: “Eu estava nessa boate em Vegas e
ali estava ele, fazendo essa estranha dança da galinha, e é claro que isso chamou atenção.
McConaughey estava agitando os braços, estava quase de joelhos, de tão baixo que andava e
balançava a cabeça pra cima e pra baixo. Ele estava muito bêbado.”
“Isso provoca as pessoas!” disse Lovedrop.
Minha voz estava com um tom conspiratório na medida em que continuei: “Elas fazem
comentários do quão engraçado ele estava, e começam a se perguntar, ‘Quem é esse cara?’ E
finalmente alguém diz, ‘Espere, esse é Matthew McConaughey!’ e a notícia começa a se
espalhar.”
Eu falei com um certo ritmo e um brilho de fascínio em meus olhos. “Logo, McConaughey
tinha todo mundo sussurrando, ‘Ele é aquela estrela de cinema’ e ‘Ele não estava namorando
assim e assim?’ As demonstrações de valor dele entraram na cabeça de todo mundo. As
pessoas estavam olhando pra ele, falando sobre ele; o lugar inteiro estava aquecido pra ele.”
Eu pausei, abri minhas duas mãos, e continuei: “E funcionou. Ele começou a fazer a dança da
galinha com uma garota. Ele estava cruzando algumas barreiras, ele estava violando um
pouco socialmente, mas intencionalmente. Eu estou mais do que certo de que ele sabia o que
estava fazendo.”
De repente eu produzi um olho de plástico e mostrei pra todo mundo. Então eu o sacudi no ar
e ele desapareceu, provocando um suspiro das mulheres. Eu sorri e disse, “McConaughey fez
sua própria canja de galinha por todo o lugar.”
Todos riram. “Você falou com ele?” perguntou a loira.
“Bom, eu falei com ele por alguns minutos,” eu disse. “Eu e ele saímos com a mesma garota,
a Jackie, e nós falamos sobre os nossos cachorros…” *
Mencionando a garota Jackie, eu ativo um botão de atração na mente da loira: que eu sou
pré-selecionado por outras mulheres.
A loira apertou meu braço magro e disse, “Vocês sabem o que o Mystery me disse hoje,
quando eu cheguei? Ele me olhou como se estivesse curioso sobre alguma coisa e ele me
disse, ‘Você já descarregou em uma privada dourada?’”
O queixo da morena caiu. “Você está falando sério?” ela disse.
A loira riu. Ela começou a passar brilho nos lábios e disse, “No começo eu não conseguia
acreditar: esse era o opener dele! E então ele diz de novo: ‘Você já descarregou em uma
privada dourada? É divino!‘”
As duas começaram a rir, e a morena olhou pra mim e disse, “Meu Deus! Eu nunca teria falado
com você se me dissesse isso!”
A loira continuou, “…quero dizer, quem fala assim?”
Ninguém fala assim, querida, eu pensei; não quando eles estão tentando te impressionar. Esse
é o ponto. Eu acredito que se me desqualifico como pretendente no começo, o pickup só fica
mais fácil.
A loira começou a brincar com a alça da bolsa dela, então ela disse, “Nós estávamos mesmo
curiosas sobre vocês. Nós pensamos que vocês eram de uma banda ou coisa assim. Vocês
estão em uma banda?”
A morena disse, “É, o que vocês fazem? Vocês estavam falando sério sobre aquela coisa de
pickup artist?”
Você não podia culpá-las por estarem curiosas. Nossa casa, o Projeto Miami, era uma mansão
de 5400 pés quadrados em Coconut Grove. Parecia um trabalho de arte moderna, branca,
angular, elevava-se acima da exuberante vegetação em volta. A entrada da garagem parecia
uma loja de carros de luxo, com diversos modelos de Mercedes, um Bentley branco, e um
Lexus preto do Rat com elegantes rodas personalizadas. Com exceção do Lexus, todos os
carros custavam mais de cem mil dólares. Não que nós tenhamos pago qualquer um deles com
dinheiro de pickup artist – nós estávamos em um novo caper (?) em Miami.
“De certa forma é verdade,” Lovedrop admitiu. “Nós fazemos seminários ensinando as
pessoas a se sociabilizarem. Nós chamamos de Artes Venusianas. E nós ensinamos caras a
como falar com mulheres.” Ele pausou, então disse, “Nós só queremos que todo mundo tenha
tanta diversão quanto a gente tem, porque muitos caras no bar não sabem o que estão
fazendo.”
A loira assentiu. “Isso com certeza. A maioria dos caras na boate são tão chatos! Sério, vocês
eram os mais divertidos de todos com quem falamos a noite inteira.” Ela é bonita, eu pensei
quando a olhei. Ela me lembra minha ex-namorada.
“Com certeza,” disse a morena. “Definitivamente vocês eram os mais divertidos.”
“É,” disse Lovedrop, com falsa arrogância. “Todas as outras garotas estavam com inveja de
vocês porque vocês estavam com a gente.”
A morena riu. “Meu Deus, vocês se acham tanto!”. Ela sacudiu a cabeça.
“Ei pessoal,” eu disse de repente, “vocês querem ver o que eu fiz na TV?” Eu peguei meu
IPhone, coloquei o vídeo e passei para a loira. Ali estava eu na TV, na frente de seus olhos,
sendo entrevistado como uma celebridade. Eu passei a noite inteira colocando minhas
próprias demonstrações de valor na cabeça dela. Era como se eu estivesse checando uma
lista:
Fama? Vídeo da TV. Confere.
Centro das atenções? História do Matthew McConaughey, todo mundo escuta atentamente.
Confere.
Pré-seleção? Eu saí com essa linda garota. Confere.
Líder dos homens? “Você está pronta pra isso? Eu sou o líder da tribo.” Confere.
Identidade forte? Rotina-base. Confere. Avatar. Confere.
Círculo social? “Eu quero que você conheça meus amigos legais.” Apresento Lovedrop.
Confere.
Atualmente, a loira disse, “‘O maior PickUp Artist do mundo’, é isso o que fala no vídeo.” Ela
me olhou.
Eu disse, “É, você tá pronta pra isso?” Minha pele pálida me dava um charme vampírico no
brilho do projetor, uma lembrança do meu estilo de vida noturno. “Acontece que algumas
pessoas pensam que eu sou o maior pickup artist do mundo! Não é loucura?” Eu disse como se
achasse aquilo estranhamente surpreendente.
A loira bufou. “É, sim. Fui eu quem te pegou hoje. E você foi fácil.”
“Fácil é só uma palavra que as pessoas usam quando estão com excesso de confiança,” eu
respondi. “Mas beleza é comum. Há modelos por toda South Beach. Pessoalmente eu prefiro
uma mulher com mais falhas, mais caráter. É disso que eu gosto em você. Há beleza na
imperfeição.” Eu assenti com seriedade para ela e disse: “Você é uma de nós! Eu posso dizer.
Toda aquela coisa de garoto/garota de lado. Você está na sua humanidade como o resto de
nós.”
O Rat enrolou uma nota de um dólar e a transformou em um canudo, então se inclinou pra
frente e cheirou uma linha de pó azul da mesa de vidro a sua frente. Seus espetados cabelos
pretos brilhavam de tanto gel que havia ali. “Ei LD,” ele disse, “você devia ver meu arquivo
de modelo. Eu era um modelo profissional, sabe. Eu costumava estar em boa forma. Eu até
estava mais magro do que você.”
“E você pode ser de novo,” disse Lovedrop. Ele tomou outro gole do seu shake de proteína e
disse, “eu estava acima do peso quando me mudei pra cá, alguns meses atrás.”
“Sério?” perguntou a morena, apertando seu bíceps. “Você parece bem agora.”
“Você realmente quis dizer isso?” ele flexionou orgulhosamente.
“Claro.” Ela riu. “Você é forte.”
“Agora eu me sinto validado,” disse Lovedrop, radiante como uma criança. Depois, como se
fosse com resignação, ele disse, “Ah, tudo bem, você pode ter um abraço…” então revirou os
olhos, desviou o olhar, e abriu os braços para ela, e lhe deu um grande abraço. Apertando-a
perto, ele pausou momentaneamente. Ele estava prestes a dizer, Você cheira bem, mas ele a
sentiu um pouco dura, e então para errar no lado da cautela, ele disse, “Tudo bem, isso é
tudo, agora me solta,” então a empurrou e virou-se.
Lovedrop pensou consigo, Eu só vou reprovar seus níveis de conforto um pouco e ver até onde
posso chegar hoje. Não é nada de mais. Eu só vou voltar e escalar de novo em um minuto…
Só então, nós escutamos um barulho abafado seguido por um distante som que parecia o
gemido de uma mulher.
Todos pararam.
“O que foi isso?” perguntou a morena.
“O que foi isso?” disse Lovedrop.
Então nós escutamos de novo, uma distinta palmada seguida de um gemido de mulher, e mais
outra vez. Parecia que ela estava sendo espancada.
“Esse é o Johnny,” disse o Rat. “Ele está lá embaixo no quarto dele com aquela aeromoça.”
A morena ergueu uma sombrancelha.
“Quem mora aqui?” perguntou a loira.
Muitas perguntas, eu pensei.
“Johnny só aluga um quarto aqui,” disse Lovedrop. “Ele tem sua própria casa do outro lado da
cidade. É um cara legal. E ele também está em cativeiro.” Então ele brincou, “Você devia ver
a masmorra na outra casa dele!”
“Espera aí,” disse a morena reservadamente. “Você está dizendo que aqui tem uma
masmorra, com correntes, chicotes e essas coisas?”
“Não, não,” eu disse, “ele só tem um quarto aqui. Ela visita algumas vezes; eles estão no
espancamento.” Eu falei certo do que dizia, sincero, nada demais.
É melhor eu fazer isso rápido, eu pensei. Você sabe que o Matador vai vir andando até aqui
sem camisa. “Ah!” eu disse de repente, “isso me lembra de uma coisa. Vocês já viram o
Google Earth?” eu pensei, besteira confunde o cérebro.
“Ah, sim,” disse a loira, “você estava falando sobre isso no bar, não é?”
“Meu Deus, você tem que ver.” Eu estava entusiasmado. “É incrível. Eu já voei por toda
Miami no Google Earth. Venha, eu vou te mostrar no meu projetor.” Me levantei, alto e
magro, e a peguei pela mão. Eu parecia o Tommy Lee; meu avatar era uma imagem que eu
tinha criado durante anos de experimentos. Ela olhou para a morena, e as duas fizeram
contato visual.
Lovedrop se virou para a morena. “Eu vou te mostrar a casa,” ele ofereceu.
“Na verdade,” ela disse, “eu vou ficar com a minha amiga. Sem ofensa.” Ela pegou seus
saltos altos e começou a calçá-los.
Droga, pensou Lovedrop.
Mais um som de palmada veio lá debaixo, seguido por outro gemido.
Eu fui levando a loira pela mão, e as duas me seguiram através do fofo tapete branco, dos
degraus de mármore, passada a cozinha de ácido inoxidável, em volta da mesa de bilhar, no
meu quarto, e em cima da minha cama California king-size personalizada.
Lovedrop ficou por um momento enquanto Rat cheirava outra linha azul da mesa. Agora eu
não posso me convidar sem parecer forçado, ele pensou, Eu vou ter que esperar. Quem sabe
ela se cansa logo. Talvez eu devesse só ter colocado ela por cima do meu ombro. O cinza da
manhã estava começando a aparecer através da janela.
“Aliás,” disse o Rat, “vocês tem uma reunião com os advogados amanhã. Eu esqueci de dizer,
seu telefone estava desligado hoje e eles ligaram no escritório. Vocês todos estão sendo
processados.”
Outro som de palmada ecoou, seguido por um gemido.
“Tem certeza que vocês não querem um pouco disso?” o Rat perguntou e sorriu enquanto
erguia o dólar enrolado. Seus olhos estavam levemente desfocados e um pouco de baba
começava a escorrer pelo canto de sua boca até seu cavanhaque dos Backstreet Boys. Ele
continuava rindo e fitou alguma coisa no vazio.
Lovedrop tirou o dólar dele. “Me dê isso,” ele disse.
AS 10 MELHORES DICAS DO MYSTERY
1 – Acostume-se a começar conversas apenas para praticar. Libere o que há em seu interior e
esteja relaxado nesse processo.
2 – Nas aproximações, lembre-se sempre de sorrir.
3 – Incline-se para trás e relaxe quando você começa uma conversa. Não se incline para
frente. Fale devagar e expressivamente. Só isso já melhora seu jogo em 300%.
4 – Seja alguém que conversa bastante e transmita um forte senso de fascínio. Fale sobre
relacionamentos e mistério, e use bastante humor assim como descrições emocionais e
sensoriais. Entusiasmo é contagioso.
5 – Não diga nada para impressioná-la, assim como vangloriar-se do seu trabalho, mulheres ou
amigos. Ao invés disso, transmita valor indiretamente via demonstração e incidentais detalhes
de histórias. Se ela perceber que você tá tentando impressioná-la, seu valor cai.
6 – Não aja como se fosse grande coisa. Seja divertido e brincalhão. Não seja reativo. Aja do
mesmo jeito que você age com a sua sobrinha de oito anos.
7 – Enquanto você sai com ela, e ela tem a oportunidade de conquistar você, aí então mostre
o seu crescente interesse. Ela deve reconhecer que te conquistou genuinamente com a
personalidade dela.
8 – Equilibre Indicadores de Interesse com Indicadores de Desinteresse. Faça esses dois na sua
conversa com ela e enquanto escala ela fisicamente. Isso tem um grande efeito.
9 – Use um acessório que dá à outras pessoas a desculpa de iniciar uma conversa com você,
como um chapéu, ou um certo anel ou corrente. Tenha uma boa história preparada para
quando isso acontecer.
10 – Tenha uma vida. Vá a academia e fique em forma, e continue melhorando o seu guarda-
roupa. Cultive seu círculo de amigas. Dê festas. Ponha empenho em seu círculo social. Uma
garota deve se imaginar sendo parte da sua vida legal

CAPÍTULO 2: ESCALAÇÃO FÍSICA E BEIJO

--------------------------------------------------------------------------------

Quando chegou a hora de escrever este livro, pareceu oportuno pra mim que nós devíamos
fazer um registro oficial dos meus conhecimentos e táticas em relação a escalação física e
beijo.

É incrível pra mim o quão aplicável esse capítulo pode ser para todos os outros aspectos do
seu jogo. Na verdade, tem lições nesse capítulo que vão lhe dar conhecimento de indicadores
de interesse, o uso de desinteresse para preservar níveis de conforto, cumplicidade e
microcalibração, role-playing, inner game, e mais. Tanto que eu decidi colocar esse capítulo
aqui, bem no começo do livro.

Escalação física na verdade é bem fácil. Só leia comigo e eu vou te mostrar como. Só faça o
que eu disser e vai funcionar. Não se preocupe, é fácil, e as técnicas que eu vou ensinar para
você não vão lhe render uma rejeição. Confie em mim. É divertido e você pode parar a
qualquer momento. Agora, vamos ver essas técnicas…

A primeira pergunta de todo mundo é, “Como eu sei quando está na hora de beijá-la?”

A resposta fácil é que uma mulher, qualquer mulher, vai dar sinais bem específicos quando
ela estiver pronta para ser beijada. Tudo o que você tem que fazer é esperar esses sinais e
você vai saber exatamente quando ela está te dando a luz verde. Eu chamo esses sinais de
indicadores de interesse.

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO UM:
Mulheres lhe dão sinais quando elas estão atraídas por você.

--------------------------------------------------------------------------------

Se uma mulher toca você freqüentemente durante a conversa — por exemplo, se ela toca seu
braço quando está te falando alguma coisa — então ela está mostrando seu interesse por
você. Além disso, esse comportamento é involuntário — ela provavelmente nem sabe que está
fazendo isso. Mulheres são programadas para tocar quando elas se sentem atraídas.

Se ela ri muito, ou te faz várias perguntas, ou tenta brincar bastante com você, então ela
está interessada em você. Esses também são sinais verdes.

Outro exemplo de luz verde é quando uma mulher continuamente fica de frente pra você com
o corpo todo. Isso quer dizer que mesmo que você se vire um pouco dela, ela também vai
virar até que esteja de frente pra você de novo. Mulheres fazem isso involuntariamente
quando estão atraídas por alguém.

Outra luz verde é se arrumar. Por exemplo, enquanto ela fala com você, ela vai tocar mais no
cabelo e começar a brincar com ele. Ela vai jogar os cabelos, chamando a atenção para eles.
Ela vai tocar o próprio rosto e o pescoço, e as costas da mão. Ela vai coçar a bochecha,
próximo ao nariz, e entre o lábio e o nariz. É programado, esquematizado no circuito do nosso
cérebro, coçar esses pontos chaves. É um esquema comportamental.

Se uma garota está rindo de todo seu material (até mesmo das coisas que não são tão
engraçadas), isso é um sinal.

Se uma garota segura seu braço e se inclina na sua direção ou coloca a cabeça dela no seu
ombro, isso é um sinal.

Se ela se inclina na sua direção por bastante tempo, ou cruza as pernas na sua direção, isso é
um sinal.

--------------------------------------------------------------------------------

INDICADORES DE…

--------------------------------------------------------------------------------

INTERESSE (IDIs) DESINTERESSE (IDDs)

--------------------------------------------------------------------------------

Proximidade Distância

--------------------------------------------------------------------------------

Se arrumar Impaciência

--------------------------------------------------------------------------------

Coçar rosto Cruzar braços


--------------------------------------------------------------------------------

Brincar com cabelo Balançar a mão

--------------------------------------------------------------------------------

Prestando atenção Virar-se

--------------------------------------------------------------------------------

Entrar na sua vibe Não se importar

--------------------------------------------------------------------------------

Rir Quebrar rapport

--------------------------------------------------------------------------------

Oferecer valor Desinteresse

--------------------------------------------------------------------------------

Tocar você Empurrar

--------------------------------------------------------------------------------

Mostrar apreciação Desqualificar, Negs

--------------------------------------------------------------------------------

Fazer perguntas Largar a conversa

--------------------------------------------------------------------------------

Inclinar-se na sua direção Inclinar-se para trás

--------------------------------------------------------------------------------

Virar para você Virar para outro lado

--------------------------------------------------------------------------------
Tentar impressionar Desaprovar seu frame

--------------------------------------------------------------------------------

Permitir escalação Resistência

--------------------------------------------------------------------------------

Se ela cruza os braços ou se inclina para trás ou vira as pernas cruzadas na direção oposta a
você, não vá para o beijo até que essas coisas mudem. Se não mudarem, não se incomode em
sair. Esteja disposto a sair. Esses são sinais ruins.

Aqui está o segredo: se você a ver te dando pelo menos três desses indicadores de interesse
(tais como tocar você, brincar com o cabelo, fazer várias perguntas, e rir durante a
conversa), então você pode beijá-la.

O jeito fácil de interpretar esses sinais é esse: “Quanto mais, melhor”. Uma única luz verde
pode não significar nada. Mas você pode esperar várias luzes verdes de uma mulher quando
ela está se aquecendo para você.

Essa é a melhor parte: com prática, com o tempo, você também vai desenvolver sensores de
beijo. O que eu quero dizer com isso é que depois que você tiver prática o suficiente em ir
para o beijo, você vai simplesmente saber quando for a hora certa. Você vai desenvolver um
feeling — uma intuição, um sentido de quando ela está pronta para você beijá-la. Esse sentido
se desenvolve naturalmente através da prática.

Eu lembro de uma vez quando eu expliquei isso ao meu amigo Dan. Ele estava me
perguntando como ele iria saber quando fosse a hora certa de ir para o beijo.

Eu respondi a ele dizendo, “É claro, você já sabe que você pode esperar pelos sinais dela,
pelas luzes verdes, e então beijá-la. Mas melhor do que isso, meu conselho é só começar a
conversar com mulheres, e então vá para o beijo o mais freqüentemente possível, só pela
prática. Fazendo isso, você naturalmente vai desenvolver sensores da prática, e então eles
vão ser ativados e te dizer toda vez que uma garota está pronta pra ser beijada. É como ter
poderes clarividentes”.

Alguns meses depois, Dan me ligou para relatar seu progresso, e ele disse, “Mystery, eu tenho
que te dizer, funcionou! Eu saí e pratiquei sua Técnica de Beijo com todas as garotas que eu
pude, e pouco tempo depois eu comecei a ter esse sentimento estranho toda vez que uma
garota estava pronta para eu beijá-la. É como um alarme tocando na minha cabeça!”

Eu disse, “Isso é ótimo, Dan! Estou feliz de saber que funcionou!”

Dan continuou: “Me levou um tempo praticando antes que se tornasse preciso, mas agora, eu
tenho que te dizer, eu posso estar trabalhando, vendendo um telefone para um cliente, e do
nada meus sensores se ativam e eu sei, com certeza, que eu poderia beijá-la ali e agora, e eu
sei que poderia sair de boa com isso”.

“Quero dizer, eu não beijaria uma cliente, mas eu uso isso bastante no bar. Eu estou
praticando meu jogo, falando com alguma garota, e de repente meus sensores se ativam, e
eu sei que posso beijá-la. Eu usava a Técnica de Beijo do Mystery quando isso aconteceu,
sabe, para me proteger no caso de eu estar errado, mas ultimamente eu nem faço mais isso,
eu vou direto para o beijo. É preciso assim mesmo!”

--------------------------------------------------------------------------------

TÉCNICA DE BEIJO DO MYSTERY

--------------------------------------------------------------------------------

Eu desenvolvi um exercício de beijo que você pode praticar em situações sociais quando
achar que já está na hora de beijar a garota. Esse técnica é desenvolvida para que você possa
ir para o beijo suavemente, e habilmente evitar qualquer rejeição embaraçosa. É assim que
funciona:

Enquanto ela estiver falando, coloque seu dedo na frente dos lábios dela e fale: “Shh… você
fala demais. Você quer me beijar?”

Agora só há quatro coisas que podem acontecer, e nós temos um jeito para cuidar de todas
elas:

Se ela disser sim, então a beije!


Se ela disser não, então diga, “Eu não disse que você podia, você só parecia que estava com
alguma coisa na cabeça”. Então continue falando e vá para a próxima parte da conversa —
você se esquivou da rejeição.
Se ela disser talvez, ou eu não sei, então isso quer dizer sim! Freqüentemente uma mulher
quer te beijar, mas ela só não pode admitir em voz alta. Está tudo bem, só diga “Vamos
descobrir”, e então beije-a.
Se ela disser aqui não, então ela está dizendo, “Eu quero te beijar, mas não posso na frente
dessas pessoas”. Demonstre sua inteligência social lhe dizendo “Eu entendo”. Agora você
sabe que pode beijá-la na próxima vez que vocês estiverem juntos sozinhos.

--------------------------------------------------------------------------------

Acredite em mim, se Dan consegue, você consegue também.

A melhor parte sobre beijar uma mulher é que mesmo que ela recuse o primeiro beijo, você
pode tentar beijá-la de novo mais tarde, sem perder sua chance com ela. Você deve ter
pensado que era uma rejeição, mas na minha experiência, mulheres freqüentemente recusam
o primeiro beija de forma natural, e geralmente a porta está ainda mais aberta para que você
a beije do que era antes de ter tentado. Nós vamos falar sobre isso mais para frente no livro.

E se eu não tiver certeza? Pode ser muito embaraçoso e apreensivo “ir pra cima” no final da
noite. Como eu posso garantir que as coisas irão suavemente?

A primeira parte de resolver esse problema é entender de onde vem esse sentimento
embaraçoso: o modo de como você interage com uma mulher, com o passar do tempo, é o
que começa a parecer normal entre vocês dois.

Quando você está interagindo com uma mulher, tocar deveria ser uma coisa normal desde o
começo da interação. Mesmo toques inofensíveis e pouco sociáveis, como empurrar
gentilmente o ombro de uma mulher, ou tocar o antebraço dela, ou colocar seu braço envolta
dela — você deve fazer isso constantemente. Desse jeito, toques físicos se tornam uma parte
normal do jeito que vocês se comportam juntos. Deve ser estranho não tocar.

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO DOIS:
Tocar deve ser uma parte normal e constante do jeito que você interage com outras pessoas,
desde o começo. Nunca deve haver um grande momento, mas ao invés disso séries de
pequenos momentos, e eles nunca são grande coisa.

--------------------------------------------------------------------------------

Se você demorar demais, se você não começar a tocar ela e seus amigos quando você os
conhecer, então até toques inofensíveis vão parecer estranhos mais tarde.

Então, a razão pela qual é tão estranho quando você tenta ir para cima no fim da noite é que
você esperou demais; você devia estar tocando ela o tempo inteiro.

Para sua sorte, esse capítulo está cheio de todas as técnicas que você precisa saber, para
fazer exatamente isso. Vamos começar com a primeira técnica, o Tapa no Ombro:

--------------------------------------------------------------------------------

Enquanto você fala alguma coisa para ela, dê um tapinha no ombro dela com as costas da sua
mão.

--------------------------------------------------------------------------------

Agora, esse Tapa no Ombro pode não parecer nada demais, mas esse é o ponto! Depois de
tudo, se você quer se tornar uma pessoa mais física, o jeito mais fácil para começar é usando
pequenos toques inofensivos enquanto você fala com as pessoas, que vão parecer normais e
sociáveis para vocês dois, como se não fosse nada demais.

O quão difícil pode ser dar um tapinha no ombro de uma mulher como se fosse uma parte do
que você está falando? Não tem nada demais. Então não há desculpas para não começar a
fazer isso imediatamente nas suas conversas com as mulheres. Não faça só uma vez — faça o
tempo inteiro.

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO TRÊS:
Obrigue-se a usar toques inofensívos e sociáveis como uma parte normal de sua conversa com
mulheres, como tocar o ombro dela enquanto você fala alguma coisa. Só obrigue-se a tocar
mais durante suas interações sociais.
--------------------------------------------------------------------------------

O segredo é tocá-la como se você mesmo não percebesse que a está tocando. Seus toques
devem ser como se fossem automáticos, sob o resto da sua conversa e abaixo de sua
consciência.

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO QUATRO:
Toque-a distraidamente, como se você mesmo nem percebesse que a está tocando.

--------------------------------------------------------------------------------

Vamos para a próxima técnica no nosso arsenal, o Aperto de Ombro (Shoulder Grasp):

--------------------------------------------------------------------------------

1º passo: olhe para longe dela com seus olhos e coloque a mão no ombro dela ao mesmo
tempo em que você diz alguma coisa.
2º passo: olhe de volta para ela ao mesmo tempo em que tira a mão de seu ombro.

--------------------------------------------------------------------------------

É só isso. De novo, essa é uma simples técnica que você pode incorporar nas suas interações
sociais. Não passa nenhum interesse sexual ou romântico; não tem nada de assustador nisso.
Tudo o que isso faz é ajudar as pessoas a sentirem que é normal para você tocá-las.

O importante a se perceber sobre essa técnica é que eu estou dando sinais de interesse e
desinteresse misturados para ela. Nesse exemplo, eu toco seu ombro com a minha mão, o que
mostra que eu estou interessado nela, mas eu também desvio o olhar dela enquanto faço isso,
o que mostra que eu estou desinteressado.

Isso é importante, porque o uso de desinteresse aqui me permite alcançar um nível de toque
que, de outro modo, pareceria muito avançado. Em outras palavras, quanto mais desinteresse
eu uso, mais eu posso tocá-la. Muito do jogo é baseado ao redor desse princípio de
desinteresse.

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO CINCO:
Quando você faz algo que mostre que você está interessado nela, como tocar o seu ombro,
então suavize o impacto desse interesse também fazendo uma coisa que mostre desinteresse,
como desviar o olhar enquanto fala com ela. Claro, isso é só um exemplo — tenha certeza de
brincar com várias combinações.

--------------------------------------------------------------------------------
A propósito, as palavras que você diz a ela não são realmente importantes. Tudo o que
importa é que você tem alguma coisa a dizer, então seu toque parece ser parte de um grande
conjunto.

Por exemplo, eu posso tocar seu ombro enquanto olho o resto do lugar e digo, “Olhe todas
essas pessoas aqui”. Então eu solto o ombro dela ao mesmo tempo em que a olho de novo,
dizendo, “Eu amo pessoas assistindo”. Eu continuo falando daqui, talvez indo para um jogo de
assistir as pessoas. Vê como meu toque não é logicamente relacionado a qualquer coisa que
eu estava falando, ainda que fosse uma coisa natural de como eu falei?

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO SEIS:
Seus toques devem parecer que são partes naturais de suas palavras, mesmo que não tenham
nenhuma relação lógica com o que quer que você esteja falando.

--------------------------------------------------------------------------------

A próxima coisa que eu quero que você perceba, do exemplo anterior, é que eu segurei o
ombro dela, mas depois soltei. Isso também é importante. Quanto mais tempo você tocar
alguém, mais perceptíveis serão seus toques. É melhor tocar e depois soltar antes que as
coisas fiquem estranhas.

Portanto, quando você a toca, você deve sempre ser o que afasta. Você toca, então você
afasta.

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO SETE:
Toque e solte, toque e solte. É você que faz o movimento, e também é você quem empurra
(afasta). Desse modo ela nunca estará em posição de “rejeitar” você porque você já se
afastou primeiro.

--------------------------------------------------------------------------------

Nossa próxima técnica é o Segure os Dois Ombros.

--------------------------------------------------------------------------------

Use suas duas mãos para segurar os dois ombros dela, mova-a um pouco, depois solte.

Por exemplo, enquanto você está dizendo algo para ela, use suas duas mãos para segurar seus
ombros e mova ela fisicamente, enquanto você está falando, de modo que ela fique
posicionada diferentemente de como estava — mesmo se você só a virou alguns centímetros.
Então a solte. Você deve continuar falando durante esse processo inteiro, como se nem
percebesse seu próprio toque.
--------------------------------------------------------------------------------

Digamos que eu estou usando uma rotina enlatada e quero incorporar essa técnica. Aqui está
como ficaria, com palavras, usando a rotina Querida, Encolhi as Crianças do Lovedrop:

--------------------------------------------------------------------------------

Lovedrop: Sabe o que? [Ele coloca as duas mãos nos ombros dela e a vira ligeiramente.]

Lovedrop: Eu vou te levar para minha casa hoje, eu tenho uma… [Agora ele solta seus ombros
e olha ao redor como se estivesse com medo que alguém escutasse.]

Lovedrop: … eu tenho uma máquina de Querida, Encolhi as Crianças…


[Ela começa a rir.]
Lovedrop: … e eu vou nos encolher, como Barbie e Ken, e nós vamos nadar e explorar o
aquário, bem ali, e vamos encontrar novas terras mágicas, e vamos ter incríveis aventuras…

--------------------------------------------------------------------------------

Perceba como ele segura os ombros dela enquanto faz a rotina, mesmo que ele pudesse só
falar as palavras sem tocá-la. Portanto ele está ativamente incorporando toques físicos no
jeito em que interage com ela.

É ele também que está tocando nela, e então é ele quem está empurrando, de modo que ele
é sempre a pessoa liderando o processo inteiro, e ela nunca tem a oportunidade de se afastar
dele.

A próxima técnica que eu quero lhe mostrar é a Briga de Dedos.

--------------------------------------------------------------------------------

Briga de Dedos
Enquanto você fala com ela, levante sua mão na sua frente, de modo que ela esteja plana e
que sua palma esteja virada para a esquerda. Diga a ela “Faça assim”, então ela vai deixar a
mão do mesmo jeito que a sua.

Depois, diga, “Deixe-me ver”, enquanto você usa sua mão esquerda para gentilmente segurar
o pulso dela e então trazer a mão direita de modo que fique palma-a-palma com sua mão
direita.

Depois, diga, “Ok, faça assim”, enquanto você fecha seus dedos e coloca as duas mãos em
uma posição de briga de dedos.

Faça a briga de dedos com ela um pouco, só por diversão, e então se afaste e continue no
próximo tópico de conversa. Aja como se fosse só um pouco de diversão.
--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO OITO:
Sempre use passos de bebê para conseguir o que quer. Nunca tente conseguir muito de uma
vez só.

--------------------------------------------------------------------------------

Perceba como eu poderia só ter dito, “Vamos brincar de briga de dedos. Me dê sua mão”. Mas
então ela provavelmente iria recusar. Por quê? Porque isso seria pedir muito à frente, o que
em nossa experiência só pressiona as pessoas a dizerem não. Ao invés disso, eu usei passos de
bebê: primeiro levantei minha mão, pedi a ela para fazer igual, toquei a mão dela, então
comecei a fazer briga de dedos com ela. Passo a passo, eu consegui!

Usando passos de bebê assim, e fazendo uma coisa de cada vez, eu consigo fazer com que ela
siga minha liderança muito mais fácil. Sempre lidere uma mulher um passo de cada vez.

Aqui está outra técnica que ilustra esse princípio. Se chama a Rotina de Aperto de Mão:

--------------------------------------------------------------------------------

ROTINA DE APERTO DE MÃO

--------------------------------------------------------------------------------

Você: Você já ouviu falar do aperto de mão de Los Angeles?


Alvo: Não…
Você: Faça assim. [levantando minha mão como se fosse cumprimentá-la.]
Alvo: [levanta a mão.]
Você: [Pegando a mão dela] Ok, faça assim e assim, então estale o dedo no final.
Alvo: [Fazendo.]
Você: Ok, tente de novo; foi muito bom. [nós fazemos o aperto de mão de novo.]
Você: Ok, agora, você já ouviu falar no aperto de mão de San Diego?
Alvo: Não, como é?
Você: Ok, me deixe ver sua mão… [Mostrando a ela um outro aperto de mão.]
Você: Isso foi muito bom! Ok, agora, você já viu esse? [Agitando seus dedos rapidamente
sobre o antebraço dela, enquanto ela faz o mesmo em você, várias vezes.]
Alvo: Qual é esse?
Você: Não sei, uma garota bêbada me ensinou! [Apontando para ela com desdém enquanto
vira seu corpo para outro lado.]
Alvo: [Rindo.]
[Você se vira de volta para ela e continua liderando a conversa para o próximo tópico.]

--------------------------------------------------------------------------------

Vê como ela brincou de volta porque você estava indo um passo de cada vez? No entanto, se
você tivesse pedido muito à frente, por exemplo, se você tivesse dito, “Ei, me dê sua mão, eu
quero te mostrar dois ou três apertos de mão diferentes”, então ela provavelmente diria
“Não, obrigada” — porque isso seria pedir muito de uma vez só. Entendeu?

Enquanto nós estamos sendo divertidos e brincalhões, eu estaria encurtando meu dever se
não mencionasse o High-five.

--------------------------------------------------------------------------------

High-Five

--------------------------------------------------------------------------------

Quando alguma coisa particularmente legal acontece, ou ela diz algo para impressionar você,
ou você só quer entrar na vibe com ela, levante sua mão, com os dedos retos e a palma
virada para fora, na direção dela.

Fale, “High-five!”

Se ela devolver o high-five, apenas sorria e continue falando. É quase sempre que isso vai
acontecer.

Se ela não devolver, então ela está sendo grossa. Levante as duas mãos e diga, “Opa… me
desculpe…” como se você estivesse brincando consigo mesmo e se divertindo. Sorria e
continue falando, com ela ou qualquer um que você preferir.

Se uma mulher recusa sua técnica, não tem importância, você só vai recuar um pouco e então
usar outra técnica. Esse é o tipo de cara que você é. Na verdade, ela vai gostar dessa vibe
despreocupada que você tem.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO NOVE:
Não é como evitar a rejeição; é como responder a ela atrativamente.

--------------------------------------------------------------------------------

Mesmo quando uma mulher não gosta do seu movimento, não reaja! Aja completamente
normal. Você é só o tipo de cara que gosta de se divertir e que não leva nada muito a sério.
Aja como se você nem tivesse percebido o que aconteceu. Na verdade, sinta-se livre para
usar as técnicas nela enquanto ela permanecer próxima.

Essa vibe de “não tem importância” é muito importante! É isso que te permite tocar nelas
sem problemas enquanto outros caras estão ao redor impotentes. Você sabe o que todo bom
artista venusiano sabe: aquela mulher normalmente vai recusar vários movimentos, e isso não
tem importância. A única pergunta é se fica para baixo e desiste, ou se relaxa e continua se
divertindo, e continua fazendo movimentos, e age como se não estivesse nem aí, porque você
não é necessitado. Você só está se divertindo.
Nós realmente fizemos um progresso! Até agora, é divertido e normal para minhas mãos
tocarem as dela, ou para eu segurá-la pelos ombros e também para eu posicioná-la
fisicamente. É divertido e normal para nós sermos fisicamente divertidos um com o outro.
Esses toques físicos são uma parte normal da nossa experiência enquanto nós interagimos. E
nós não acabamos ainda.

Aqui o nosso próximo movimento: o Braço-no-Braço:

--------------------------------------------------------------------------------

BRAÇO-NO-BRAÇO

--------------------------------------------------------------------------------

Com a mulher em pé a sua direita, levante o cotovelo direito na direção dela, oferecendo a
ela o seu braço.

Ao mesmo tempo, usando sua mão esquerda, coloque a mão esquerda dela debaixo do seu
cotovelo direito e descanse a palma da mão esquerda dela em cima do seu antebraço direito.

O resultado disso é que ela agora está “no seu braço”.

Como esse movimento sinaliza interesse da sua parte, você deve suavizar mostrando
desinteresse também. Um jeito fácil de fazer isso é apontar para ela e dizer, “Não pense
coisa errada; isso é tudo que você vai conseguir!” e continue a conversa.

Mantenha sua mão esquerda em cima da mão esquerda dela. Por que? Porque assim você pode
sentir se ela vai tirar a mão dali, o que você pode evitar tirando a mão dela antes que ela
tenha a chance. Faça isso de um jeito distraído.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO DEZ
Desinteresse cria sensações de conforto. Se ela está resistindo ao seu toque, então use mais
desinteresse. Por exemplo, largue a mão dela, vire seu corpo em outra direção, ou fale com
outra pessoa do grupo. Não faça isso como se estivesse punindo-a, faça como se não fosse
nada de mais.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

MÃO NA PERNA

--------------------------------------------------------------------------------
Enquanto você está sentado ao lado da mulher, pegue a mão dela e a coloque na sua perna.
Suavize o movimento dizendo, “Não pense coisa errada”. Continue falando com ela sobre
alguma coisa que não tenha relação a isso.

Se você sentir ela começando a tirar a mão, então seja mais rápido e tire-a dali você mesmo.
Essa tirada deve ser um pouco indiferente, mas outra vez, aja como se não fosse nada
demais, como se você estivesse concentrado no que diz.

--------------------------------------------------------------------------------

Agora, você pode me perguntar, “Mystery, eu não entendo. Por que eu estou colocando a mão
dela na minha perna?”

Boa pergunta. A resposta é que você a está testando para ver onde ela está emocionalmente.
Você está testando para quanta cumplicidade ela vai te dar. Isso é tudo que estamos fazendo
com qualquer um desses movimentos — testes para ver quanta cumplicidade ela dará e para
determiná-la a ser mais e mais complacente como uma parte normal da nossa interação
juntos.

Vamos ilustrar isso com nossa próxima técnica, o Kino Test.

--------------------------------------------------------------------------------

KINO TEST

--------------------------------------------------------------------------------

Enquanto eu falo com uma garota, eu levanto as duas mão com as palmas para cima. Eu
continuo falando — o tópico da conversa não tem relação a isso. O envolvimento é claro na
minha cara então ela deve simplesmente consentir e colocar as mãos em cima das minhas.

Ela me dá as mãos? Isso é um teste de cumplicidade. Se ela coloca as mãos em cima das
minhas, então ela consentiu. Isso quase sempre vai acontecer, se feito do jeito certo.

Depois, enquanto eu continuo falando sobre alguma coisa não relacionada, eu aperto um
pouco suas mãos. Eu estou testando para ver se ela aperta de volta.

Então eu a empurro a mão esquerda dela para frente e puxo a direita para trás, então
empurro a direita para frente e puxo a esquerda para trás. Eu faço o inverso outra vez, indo e
voltando algumas vezes enquanto continuo falando, só testando para ver o quão ansiosa ela
está para seguir meus movimentos, ou se há alguma resistência no toque.

Então eu abaixo minhas mãos devagar enquanto falo. Eu estou testando para ver se ela segue.

Então eu solto as mãos dela com indiferença, enquanto nossa conversa continua inabalável.

Se em algum momento da rotina eu detectar resistência da parte dela, eu teria


imediatamente a antecipado e soltaria as mãos dela indiferentemente, assim terminando o
Kino Test com um sinal físico de desinteresse.
--------------------------------------------------------------------------------

“Espere um minuto”, você pode perguntar. “Se ela resiste, então eu solto as mãos dela. Isso
faz sentido. Mas você está dizendo que se ela consentir, eu também termino soltando as mão?
Então eu devo mostrar desinteresse de qualquer jeito?”

Isso mesmo, você deve mostrar desinteresse de qualquer jeito. O desinteresse é o que
mantém as coisas confortáveis e divertidas entre vocês dois, permitindo que você faça mais e
mais movimentos.

Lembre-se, você faz um movimento, e então você se afasta outra vez. Faça isso repetidas
vezes; deve ser parte da vibe entre vocês. Na verdade, isso devia ser parte do jeito que você
fala com ela.

O próximo princípio que eu quero falar sobre vem de treinamento de cachorros. O conceito é
bem simples: recompense bom comportamento. Faz sentido, certo? Se você quer encorajar
algo, recompense. Agora todos nós sabemos que mulheres não são cachorros, e seria um erro
estúpido tomar essa analogia literalmente, mas o princípio básico de comportamento ainda se
aplica.

Digamos que você está tentando ensinar um cachorro a sentar. Primeiro você diz, “Senta!” Se
ele senta, você diz, “Bom garoto! Bom garoto!” e você dá um biscoito canino. Percebe como
você o está recompensando com uma sensação de apreciação?

Isso não faz sentido? Você recompensa seu cachorro por cumplicidade — é assim que ele
aprende. E quando você diz “bom garoto”, você não está só falando as palavras. Mais que
isso, seu tom de voz está todo animado e feliz. Um cachorro não entende inglês, mas você
sabe que ele ainda pode sentir apreciação na sua voz.

Isso nos leva a um dos erros mais básicos que homens cometem ao se relacionar com uma
mulher. A maioria dos homens é muito ansioso para dar a uma garota bonita mais atenção e
mais apreciação, mesmo quando ela não merece. Eles começam uma conversa dizendo a ela
como ela é bonita. Eles perguntam se ela tem namorado, e se oferecem para pagar uma
bebida. Eles a tocam, mas falham ao não empurrarem ela. Eles lhe dão luz verde após luz
verde, quando nem sabem quem ela é. Esse comportamento só diminui o valor deles nos olhos
dela.

Um artista venusiano sabe mais. Segure suas luzes verdes, e tenha certeza de que quando
você der sua apreciação e atenção, é porque ela conquistou esse direito.

Quando ela consentir com você, ou tentar impressioná-lo, ou entrar na vibe com você, essas
são as horas para se sorrir mais, para se inclinar mais na direção dela, para fazer mais
perguntas. Fazendo isso, você a condiciona de um jeito em que ela vai continuar a ser cada
vez mais complacente no futuro.

--------------------------------------------------------------------------------

LIÇÃO ONZE:
Quando uma mulher consentir com um movimento seu, recompense-a com sua atenção e
apreciação. Em outras palavras, dê a ela suas luzes verdes, mas só quando ela sentir que
conquistou isso. Faça-a trabalhar por isso.

--------------------------------------------------------------------------------

O próximo movimento é um dos mais populares na comunidade do PickUp; se chama a


Técnica do Giro (Spin Move).

A Técnica do Giro, como todas as outras nesse livro, é uma coisa que você deve praticar o
tempo todo. Encontre uma desculpa para usar nas suas interações sociais, só pela prática.

Perceba como a Técnica do Giro incorpora lições como fazer movimentos constantemente,
recompensar bom comportamento, e mostrar desinteresse ocasional — o tipo de desinteresse
que faz com que seja possível você repetir o processo e teste por cumplicidade outra vez.

--------------------------------------------------------------------------------

TÉCNICA DO GIRO

--------------------------------------------------------------------------------

1º passo: Enquanto você está falando com a mulher, levante sua mão e olhe para ela. Diga,
“Olhe para isso”. [Esse é um teste de cumplicidade.]
2º passo: quando ela olhar para sua mão, diga, “Faça assim”. [Outro teste.]
3º passo: Quando ela levantar a mão como você, pegue-a e diga, “Agora dê uma volta”. [Mais
um teste de cumplicidade.]
4º passo: Gire-a e diga, “Muito bem!” [Recompensando-a.]
5º passo: Solte a mão dela com indiferença e continue a interação.
[Mostrando desinteresse, então repetindo o ciclo.]

--------------------------------------------------------------------------------

Outro jeito de se entender isso é com uma metáfora de pesca:

--------------------------------------------------------------------------------

ISCA-FIGADA-PUXADA-DEIXADA

--------------------------------------------------------------------------------

Isca: A isca é qualquer momento em que você a testa por cumplicidade. Isso é, qualquer
momento em que você faz um movimento.

Fisgada: Se ela consente com seu movimento, então você pode dizer que ela foi fisgada. (Se
ela não foi fisgada, vá direto para a Deixada.)

Puxada: É aqui que você dá a ela luzes verdes para recompensá-la por cumplicidade.
Enquanto sente seu crescente interesse e apreciação por ela, ela começa a sentir que está
lentamente ganhando você.
Deixada: Depois, a empurre. Esse desinteresse constrói níveis de atração, e também é o que
constrói os níveis de conforto, permitindo que você repita o processo Isca-Fisgada-Puxada-
Deixada tudo de novo!

--------------------------------------------------------------------------------

Não se esqueça: essa metáfora vale ouro quando se fala em pegar e jogar com mulheres. Na
verdade você pode aplicar em qualquer aspecto de seu jogo; além disso eu encorajo você a
aplicar isso em todas as táticas desse livro quando você praticar.

Só para você ver, vamos aplicar isso em um simples abraço:

--------------------------------------------------------------------------------

Isca: Você é tão chata! Venha aqui! [Com os braços abertos, esperando um abraço.]
Fisgada: [Alvo me abraça.]
Puxada: [Com meus braços envolta dela.] Meu Deus, você é uma de nós! Eu te amo!
Deixada: [Empurrando-a.] Ok, agora me solta. [Sorrindo.]

--------------------------------------------------------------------------------

Eu uso o Isca-Fisgada-Puxada-Deixada várias vezes em meu jogo, ganhando cada vez mais
cumplicidade com cada movimento que eu faço. Estou lhe dizendo, esta metáfora tem tudo:
repetitivos testes de cumplicidade, recompensa por bom comportamento com crescente
interesse e apreciação, e adição de elementos de desinteresse para construir conforto e
desencorajar resistência. O que mais você quer em uma metáfora?

O próximo movimento que eu quero falar sobre é bem simples…

--------------------------------------------------------------------------------

BRAÇO ENVOLTA DO OMBRO

--------------------------------------------------------------------------------

Só passe seu braço pelo ombro dela. Você provavelmente faz isso com seus amigos o tempo
todo. Faça com garotas também, e faça com todos os amigos dela. Faça com todo mundo! Só
lembre-se de soltar.

--------------------------------------------------------------------------------

Eu sei que parece só mais um parágrafo deste livro, mas o Braço Envolta do Ombro é muito
mais importante do que isso. Se você não está fazendo isso regularmente enquanto fala com
garotas e seus amigos, então definitivamente falta alguma coisa em seu jogo, portanto
comece a usar isso! A idéia é usar em curtos momentos de entrar na vibe, e não fazer as
pessoas se sentirem impostas.
Na verdade, mais importante ainda é nosso próximo movimento:

--------------------------------------------------------------------------------

PASSE-SEUS-DOIS-BRAÇOS-ENVOLTA-DOS-OMBROS-DE-DUAS-GAROTAS-AO-MESMO-TEMPO

--------------------------------------------------------------------------------

Esse movimento é exatamente como se lê. Imagine que você aparece atrás de duas amigas
suas. E quando você faz isso, passa um braço envolta do ombro de cada uma delas enquanto
fica no meio das duas. Você ri com elas por um momento e depois se afasta de novo. Lembre-
se sempre de balancear sinais de interesse com sinais de desinteresse.

--------------------------------------------------------------------------------

Se um movimento assim não é nada demais com seus amigos, então por que seria diferente
com seus novos amigos — quer dizer, a mulher que você está sociabilizando e os amigos dela?

Não seria para mim, e é por isso que é tão importante continuar praticando movimentos como
esse, junto com todos os outros nesse livro, até que o mesmo seja verdade para você
também. Uma entrega natural, suave desses movimentos requer prática.

Use esse material! É uma coisa distrair sua cabeça enquanto você lê. É outra completamente
diferente praticar isso enquanto com pessoas reais. Esse movimentos funcionam muito bem,
confie em mim — é fácil e você pode parar quando quiser.

O próximo movimento que eu quero lhe mostrar se chama o Teste da TV:

--------------------------------------------------------------------------------

TESTE DA TV

--------------------------------------------------------------------------------

1º passo: [Isca — passo de bebê.] Enquanto você fala, coloque as mãos nos ombros dela.
2º passo: [Isca — passo de bebê.] Diga a ela, “Ok, olhe isso”, enquanto você a vira e a envolve
com seus braços por trás. Os braços dela devem estar embaixo dos seus, mas de um jeito que
seja confortável. Você a está abraçando por trás, por cima dos braços dela.
3º passo: [Isca.] Sem hesitar, diga, “Ok, agora imagine que estamos assistindo TV. Nós
estamos saindo, vamos dizer, por seis meses, ou seja, já tivemos todas as nossas brigas… e
descobrimos todos os nossos limites… agora, qual é seu programa de TV favorito?”
4º passo: Ela vai dizer Friends ou Sexy and the City, ou qualquer que seja. [Fisgada!]
5º passo: Diga, “Ok, então nós estamos assistindo Sexy and the City…” [Puxada: segurando ela
e a balançando para frente e para trás um pouco.]
6º passo: [Deixada.] Empurre-a repentinamente, dizendo, “Ok, o programa acabou!”

--------------------------------------------------------------------------------
Essa é uma ótima rotina, uma das minhas favoritas. Claro, você não usaria o Teste da TV
como sua primeira técnica; você tem que ir levando até esse ponto. Por isso nós fazemos
tapas no ombro e giramos ela mais cedo. Entendeu?

E se ela mencionar o namorado?

Se a qualquer momento ela mencionar o namorado, esse é um sinal clássico de que você está
mostrando interesse demais sem que ela trabalhe por isso. Pare de dar a ela tantas luzes
verdes e ao invés disso, pratique o Isca-Fisgada-Puxada-Deixada.

Não se preocupe, a situação ainda é recuperável — só continue praticando, e tente colocar


uma tampa nos seus níveis de interesse daqui em diante.

Ah, e o que quer que faça, não comece a fazer perguntas sobre o namorado dela. Ele pode
nem existir. Só fique frio e vá para sua próxima história. Não é nada demais.

E se ela me rejeitar quando eu for beijá-la?

Agora eu quero te contar um dos maiores segredos sobre ir para o beijo: suas chances de
beijá-la na verdade são maiores depois da primeira vez que ela rejeita o beijo do que eram
antes.

Como isso pode acontecer? Esse conceito não é intuitivo para os homens porque nós queremos
ou não beijar uma certa mulher (em outras palavras, quando você se recusa a beijar uma
certa mulher, mesmo que seja uma única vez, geralmente é porque você nunca vai querer
beijá-la).

Mas mulheres não são programadas assim. Uma mulher precisa ter uma certa resistência no
começo, especialmente com uma coisa tão íntima como um beijo, ou ela vai se sentir fácil. E
você não quer que ela se sinta fácil, não é?

Vamos rever a lição nove:

--------------------------------------------------------------------------------

Não é como evitar a rejeição; é como responder a ela atrativamente.

--------------------------------------------------------------------------------

Quando uma mulher rejeita um beijo, ela não está rejeitando você, e na verdade vai ficar
desapontada se você desistir. Agora é a hora crítica para se responder apropriadamente…

Ela só precisa ver como você responde em certas situações; é o jeito dela de testar sua
programação emocional para garantir que você é um companheiro apropriado. Ela precisa ver
que não é nada demais para você, que você só está sendo divertido e brincalhão (sendo o
oposto de intenso e romântico) e que você vai sair dela como se não fosse nada demais, e que
você vai voltar em alguns minutos e tentar o beijo mais uma vez.

Quando responde a ela dessa maneira, isso a condiciona a se sentir segura ao seu redor, e a
condiciona a relaxar e curtir quando você faz um movimento, desde que ela saiba que pode
parar as coisas quando quiser, e que se ela parar, você ficará bem com isso. Ela não tem com
o que se preocupar. Ao invés disso, ela tem alguma coisa para curtir.

O único jeito de se perder uma garota depois que ela rejeita seu beijo é se você ficar
frustrado ou necessitado quanto a isso. Mas em vez disso, se você responder como um cara de
valor alto, então ela vai ficar mais atraída por você do que era antes. Cabe a você decidir o
que vai fazer.

Eu sei que parece loucura se você não está praticando seu jogo. Mas se você sair e praticar
isso, verá o que eu estou dizendo. Enquanto ela continuar lhe dando luzes verdes, então você
pode continuar tentando ir para o beijo — e ela logo vai aceitar.

O próximo movimento que eu quero te apresentar é a Técnica de Beijo do Lovedrop:

--------------------------------------------------------------------------------

TÉCNICA DE BEIJO DO LOVEDROP

--------------------------------------------------------------------------------

Um jeito de conseguir o beijo é construir seu caminho até ele com várias bicadas pequenas.
Você sabe o que é uma bicada? É um desses pequenos beijos inocentes onde você só usa seus
lábios. Eles são inofensivos e vêm como se nada estivesse acontecendo.

Se você não se sente pronto para o beijo de verdade, comece a dar algumas bicadas nela —
em qualquer lugar, menos nos lábios!

Dê a ela um abraço e dê uma bicada em cima da cabeça.


Segure-a perto de você e beije a testa dela.
Se incline e beije o ombro dela.
Beije-a na nuca.
Beije-a na linha da mandíbula.
Beije-a na bochecha.
Beije-a no queixo.
Beije-a nos lábios.
Durante todo o tempo em que estiver fazendo isso, você está usando seus dedos para
massagear os ombros dela, e também acariciando suas mãos e pontas dos dedos sobre os
ombros dela, braços, costas, e por fora da cintura.

--------------------------------------------------------------------------------

Mesmo se uma mulher estiver resistindo ao seu beijo, enquanto ela continuar lhe dando luzes
verdes, então a Técnica de Beijo do Lovedrop vai funcionar.

Quando você perceber, vocês dois estarão se beijando de língua. Não seja agressivo demais —
saboreie cada ‘abraço’ de lábios, use sua língua com moderação, e lembre-se de empurrá-la
periodicamente. Você sempre pode voltar e beijá-la mais uma vez.
--------------------------------------------------------------------------------

TÉCNICA DE BEIJO MICROCALIBRADA DO MYSTERY

--------------------------------------------------------------------------------

Essa é bem simples. Se ela está te dando a luz verde, então incline-se até ela e depois
incline-se de volta — só o suficiente para seu rosto entrar no espaço pessoal dela por um
momento e ver a reação dela. Se ela não recuar ou sair dali, então beije-a.

--------------------------------------------------------------------------------

Cuidado: quando você está se pegando com uma mulher, lembre-se de não deixar as coisas
quentes e pesadas demais, ou você pode causar nela remorso de compra. Se isso acontecer,
você pode acordar no dia seguinte e descobrir que ela nem atende mais suas ligações.

Todas as coisas com moderação — não a deixe muito estimulada até que vocês estejam em
um lugar, como um quarto, onde você pode fazer coisas podem acontecerem.

--------------------------------------------------------------------------------

TÉCNICA DE BEIJO MICROCALIBRADA DO MATADOR

--------------------------------------------------------------------------------

Em certo momento na interação, você deve sentir afinidade sincera, tanto da garota quanto
sua. Essa afinidade deve ser o estado emocional atual de vocês dois. Com o tempo e com
prática, você conseguirá saber qual estado outro ser humano estará, e conseguirá trocar esse
estado deles trocando o seu próprio. Na nossa experiência, isso é realizado emocionalmente.
Mas fisicamente, toda essa comunicação emocional está acontecendo através de sinais sutis.
Pessoas constantemente testam os outros e calibram as emoções de cada um,
inconscientemente, através de micro-expressões faciais, IDIs e IDDs pela linguagem corporal,
tom de voz, reatividade, e por aí vai.

Chega o momento de iniciar o beijo, um maior nível de toque. Durante certo ponto na
conversa, a expressão de afeto vai virar justificada. Ela pode dizer alguma coisa bonitinha ou
engraçada, e agora você tem um “motivo” para mostrar afeto.

O que eu gostaria de fazer que você fizesse depois é olhar de um jeito amável, sincero,
carinhoso para ela. Mas não muito. O maior objetivo é autenticidade: uma real percepção da
parte dela de que você está sentindo afeição por ela e quem isso vem de um lugar de verdade
lá no fundo.

Coloque gentilmente suas duas mãos na linha da mandíbula dela; suavemente,


graciosamente, não de um jeito agitado, não muito masculino, algo como um homem de
natureza romântica faria, e com um ar de brincadeira.

Então, com o atual estado emocional de brincadeira que você mostrou, com felicidade e
afeição, comece de um jeito bem devagar e gracioso, um beijo em direção a bochecha dela.
Então volte, mas só 10%, e olhe para ela com um sorriso sincero. A coisa mais importante é
que ela perceba que isso vem de um lugar real. Se ela olhar de volta para você com um
estado emocional parecido, com afinidade, com fervor, então recomece o beijo, dessa vez
nos lábios.

No momento em que você coloca as mãos nas bochechas dela, você vai conseguir sentir uma
mudança no estado emocional dela, se ela não estiver pronta. Vai sentir como tensão nos seus
dedos, uma tendência de que seu corpo quer virar para longe de você, uma tendência de que
seu rosto quer virar de um lado para o outro. Esses são indicadores de que ela ainda não está
pronta. Se ela está agindo assim, então não vá para o segundo round; ela não está pronta. Ao
invés disso, se afaste como um IDD não-verbal, e continue trabalhando o set e eventualmente
tente beijá-la outra vez.

Se, depois do beijo na bochecha, você recuar um pouco para olhar para ela e não receber de
volta seu estado emocional, então não vá para o seu segundo round, o beijo na boca. Se ela
não estiver pronta, você vai saber, dois passos à frente — e você nunca será pego em uma
estranha situação “tentando forçar o beijo”.

Se ela está pronta, você vai receber de volta um estado emocional de afinidade, alegria e
fervor, e vai vir de vocês dois. O beijo vai parecer natural, bonito e prazeroso para os dois.

Capítulo 3

A casa em total swing

Havíamos montado nosso escritório no ‘Projeto Miami’ onde seria a sala de jantar. Uma
grande mesa quadrada dominava o centro da sala. Eu estava sentado em frente ao Lovedrop,
e nosso concorrente, e companheiro de casa, Mehow sentava em frente ao James Matador,
dono da casa e meu futuro ‘co-Star’ (coadjuvante?) na série The Pick Up Artist no VH1. A
mesa era uma bagunça de papéis, fios e notebooks, com um grande telefone viva-voz no
meio. Nosso empregado Justin embaralhou alguns papeis atrás de mim.

Ao longo da parede, atrás de Lovedrop, havia cinco relógios idênticos, cada um sincronizado
com uma cidade diferente: Sydney, Los Angeles, Chicago, Nova York e Londres. Eles
funcionavam em uma cadencia sincronizada. Nossa nova empresa foi chamada de ‘Artes
Venusianas’, e três de nós – Eu, Matador e Lovedrop – éramos sócios. Nós vendíamos vídeos
com instruções do PickUp e voávamos ao redor do mundo ministrando seminários,
demonstrando ao vivo e treinando ‘em campo’. Mehow, por outro lado, corria em uma
competição fazendo exatamente a mesma coisa.

Mehow digitava alucinadamente em seu laptop, seus tufos de cabelo loiro apontando aos
lados do seu boné de baseball. De descendência polonesa (seu nome é o polonês de Michael),
ele costumava acreditar que sua palidez, corpo magro e sua face feia, combinada com a sua
calvície, faziam dele sem salvação, sob uma perspectiva romântica. Mas agora olhe para ele:
um verdadeiro terror. Os mesmos atributos são agora o que o fazem tão impressionante para
seus estudantes quando o vêem pegando garotas.

Atrás de mim, a sala aberta em direção ao resto da casa. Degraus de mármore Crema Marfil
levam ao hall de entrada e para a grande porta vermelha da frente no lado esquerdo.
Continuando, descendo mais alguns passos para a sala, com o sofá e o tapete branco.
Scarface sendo exibido no projetor.

A voz de Al Pacino ecoou na sala: “O que eu tento lhe dizer? Nesse país, você tem que fazer o
dinheiro primeiro. Então quando você tiver o dinheiro, você tem o poder. Então quando você
tem o poder, você consegue a mulher. É por isso que você tem que fazer seus próprios
movimentos.”

“Oh, Matador”, eu disse de repente. “Que história é essa que ouvi sobre você tendo um
ménage com minha garota na noite passada? A garota de Nova York.”

Matador olhou por cima do seu laptop, onde ele estava assistindo Rambo II: A missão. “Eu
pensei que você estivesse dando ela pra mim”, ele disse, “porque você me pediu para levá-la
para casa-”

“Eu disse ‘Hockey’! Você sabe o que hockey significa? Significa fique longe da minha garota!”
Eu apontei uma unha pintada de preto na direção do Matador. “Eu disse que havia um jogo de
hockey na TV do bar. Eu disse que meu amigo ganhou este jogo de hockey em Montreal. Isso
significa ‘sai fora’ do meu set. Não jogue com minhas garotas.”

“Mas você já estava saindo com outra garota, bem na frente dela! E você disse que eu
poderia levá-la para casa”

“Eu disse leve-a para casa, e não durma com ela! Leve-a para casa.”

Matador virou para o Lovedrop. “É assim que é, chapa. Eu fiz um ménage com a garota do
Mystery noite passada, mas isso foi uma vingança porque ele roubou meu set semana passada,
daquela menina Amber.”

Eu disse incrédulo, “Eu fiz isso pela minha existência nessa terra…”

Matador disse, “Lovedrop, você viu como ele faz isso? Agora ele está racionalizando.”

Eu continuei falando dele, dizendo: “Ela tinha todo aquele olhar de estrela, você sabe. Eu sou
Mystery. Eu não posso ajudar se suas garotas vêm ao meu quarto tentando se esconder de
você-”

“Mystery, cara.” Matador estava balançando a cabeça. “Não se pode reescrever a história.
Este é um teste de sanidade.”

Mehow olhou sobre o computador. “Vocês são hilários. Enquanto vocês estão brigando sobre
as garotas do ano passado, como estudantes do ensino médio, eu estou criando minha nova
teoria de Micro-Loop. Vai ser épico.”

“Teoria de Micro-Loop?”, perguntou Lovedrop

“Teoria de Micro-Loop”, eu disse: “Será algo como a micro-calibração? Criado por você,
certo?”

Lovedrop disse: “Sim, é isso, Mehow? Mystery, inventor do grande ego. Se você vai morar aqui
nesta casa, você não pode tirar a porcaria daquele Método Mehow.”
“Meu negócio é original”, Mehow insistiu. “Enfim, eu não vou continuar alugando um quarto
aqui, não se o meu próximo negócio cair completamente. Foi uma farra, mas se eu continuar
vivendo como um rei em ambas as costas, eu vou falir.

“Agora, Mehow, qual é, você não quis dizer isso,” disse o Matador. Por mais que ele reclame
sobre Mehow, ele odeia perder um inquilino.

“Oh, então é isso que pai significa”, disse Mehow. “A mágica caixa registradora de Miami está
absorvendo dinheiro como se estivesse com uma puta fome. Minha namorada está em San
Diego, a minha família está em San Diego, minha casa é em San Diego-”

“Ei, a propósito,” interrompeu Matador. “Vocês já ouviram falar da regra de um segundo do


Mehow? Do seu livro. É como a regra de três segundos do Mystery … só que ela é dois segundo
mais rápida!”

Lovedrop riu.

“Mehow,” eu disse, “Você está brincando comigo. Você pode escolher pelo menos outra
palavra além de micro quando você ‘criar’ algo diretamente do meu livro? Quero dizer, olhe o
meu esquema”.

“A teoria de Micro-Loop não é a mesma coisa que micro calibração!”, disse Mehow indignado.
“Nada que analisamos é novo ou original; só os modelos são. Qualquer melhora pequena que
eu conseguir fazer em um modelo é uma invenção. É alguma coisa nova. Lembre-se, eu sou
um inventor profissional.”

Nós nos olhamos fingindo estarmos surpresos e devagar gritamos “Whoa! Ooo!” enquanto
levantávamos os braços, fingindo estremecer de medo. Todos nós morremos de rir.

“Estou falando sério!” disse Mehow. “Eu passei toda a minha vida criando coisas e
arrombando coisas como caça níqueis e máquinas de votação-”

“Você não pode contornar isto, Mehow,” falou Lovedrop. “Está no seu livro! A regra de um
segundo!”

“Eu sempre dou o crédito aonde devo,” falou Mehow. “Estou sempre aumentando e
aumentando o valor.”

“Saca essa,” disse Matador. “Hey Mystery. Vocês sabem o que é melhor do que Abdominais
em oito minutos? Mehow sabe. Saca só. Chama-se Abdominais em sete minutos”

Todos nós rimos.

“Ha ha ha,” disse Mehow. “Um dia todos vocês estarão trabalhando pra mim. Eu vou lhes
mostrar.” Ele forçou os olhos fingindo que estava concentrado em seu laptop.

“Ô Mehow,” disse Matador, “pode até ser, mas eu acho que você deve saber que o Justin
mandou a sua última fatura essa manhã. Então, nesse momento, você está trabalhando pra
mim. Aguarde alguma coisa ‘épica’ em sua caixa de e-mail, em breve.”

Mehow vociferou, “Eu sei que eu sou a única pessoa que paga àquelas faturas!”
“Eu pago a minha…” disse Lovedrop.

“Eu pago a minha…” eu disse.

Mehow continuou, “Eu tenho o pagamento no Bentley. O seguro no Bentley. Faturas do


Matador. Eu não vou conseguir comprar o meu barco. Da próxima vez é melhor eu sair dessa-”

“Você pode correr, Mehow, mas não pode se esconder!” Matador sorriu. “Eu vou aparecer de
trás de uma rocha quando você menos esperar e bater na sua cara com uma fatura! Você
pode estar no meio do deserto do Arizona, que eu pularei de trás da porra de um cacto e te
xingar muito.”

“Ah, a propósito, pessoal?” Eu disse. “Enquanto estamos aqui, minha garota-vela do


Halloween está chegando hoje à noite. Fiquem longe dela. Ela é meu set. Ela também vai sair
com a gente hoje à noite. Ah, e eu preciso fazer minhas unhas. Então, se não se importarem,
eu gostaria que Justin me levasse para a Grove. É sábado, então a cozinha não funciona¹,
minha natureza humana está fazendo eu me sentir faminto, e eu não tenho nenhum dinheiro
comigo, então preciso resolver essas questões.”

“Escutem a princesa aqui!” Lovedrop disse.

“Ei Mystery,” Mehow me perguntou. “Essa garota-vela, é aquela da Bondage Ball que vocês
foram ao Halloween, com o Johnny?”

“Sim, ela mesmo,” Disse com um sorriso.

Matador sorriu. “A Bondage Ball…” Ele assobiou. “Aquela foi uma noite divertida.”

“Ooo! Então havia um punhado de, você sabe” Justin me perguntou “chicotes e correntes?”
Ele se divertia com o perverso facilmente “Pessoas com trajes de couro? Caras sendo
espancados?”

Lovedrop disse, “Deixa eu te dizer, quando você vai a uma dessas coisas, você percebe que há
todo um nível diferente. Puta merda.”

“Era como uma merda da antiga Roma,” Matador disse. “Eu lembro que me juntei com aquela
garota Vanessa, amiga do Johnny.”

Lovedrop disse, “Eu não me lembro dela especificamente, mas eu me lembro que Johnny
tinha um monte de garotas lá. E lembro que tínhamos a mesa VIP. ’’

Matador disse, “Vocês sabem o que uma daquelas garotas tentou fazer? Ela tentou jogar as
cinzas do cigarro dela na minha boca. Ela disse, ‘Abra sua boca e ponha a sua língua pra fora
agora. ’ Então eu disse, ‘Pra quê? ’ E ela disse, ‘Eu vou jogar as cinzas do meu cigarro na sua
boca. ’ E sabe, ela disse de uma maneira natural e tão dominante que eu quase coloquei
mesmo a língua pra fora. Eu pensei ‘Caramba, ok, claro, por que não? Vamos ver até onde
isso vai.’ Mas peraí, vocês sabem. Há o orgulho que aparece, e você diz ‘Ah, não. Foda-se.’”

Ele começou a fazer a voz do Andrew Dice Clay. “Ninguém fode o Dice. Dice. Faz. Porra!”

Todos nós rimos


Lovedrop disse, “Sabem, Bondage Ball me fez perceber que eu seu um cara ‘baunilha’. Essa é
a palavra que eu uso para gente como eu. Baunilha”

“Vocês percebem que…” disse Matador, “sempre são pessoas brancas naquelas coisas loucas?
Não existem Indianos lá, nem Latinos e nem caras negros perambulando.” Ele parou. “Sempre
são os filhos da puta que mais se parecem com os personagens de The Brady Bunch”.
Matador, sendo Indiano, sempre percebia esse tipo de coisa.

“Acho que todo mundo conseguiu o que queria,” disse Lovedrop. “Bem, o que você acha
Mystery? Você estava nos amassos com três ou quatro garotas ao mesmo tempo lá. Esse é o
seu tipo de cena ou o que?”

“Não me leve a mal” Eu disse. “Era Halloween. Então isso me dá uma negabilidade plausível.
Não é bem meu estilo de vida de sempre; não que eu esteja surpreso com aquilo, e, eu acho
que alguns lá estavam entregando-se a uma nova subcultura. No entanto, alguns deles, com
certeza, vivem para essas bolas. Eles são grandes. Essa coisa é grande. Nós estamos falando
de Miami, Bondage Ball, Halloween. Foi inacreditável. É uma visão inacreditável; um
espetáculo em que todos são participantes. Eu me lembro de ter ficado muito animado.
Simplesmente fluiu.”

“Mystery,” perguntou Justin, “como você pegou aquela garota-vela?”

“Estavam pingando cera nela,” eu retruquei. “Eles tinha uma mesa de sinuca coberta de
plástico e ela estava deitada lá. Ela era a garota seminua com cera sendo pingada nela. Foi
coisa nova”

Lovedrop riu, “Eu me lembro do Mystery simplesmente andando ao redor daquela mesa e
olhando pra ela, enquanto o cara ia pingando cera nela e ela ficava se contorcendo”

“Ela parecia bem gostosa”, disse Matador. “Eu me lembro de quando ela estava na mesa”

“Eu torci a mente dela,” Eu disse, e fiz uma careta enquanto tentava relembrar exatamente
o que aconteceu. “Eu devo ter aberto ela. Não me lembro. Conforme recordo, eu devo ter
feito uma manobra sabe? Falado com várias pessoas e me mesclado. Houve uma plotagem ao
invés de ir falar com ela. Belo corpo”

Lovedrop disse: “Mistery tem um ‘olhar pornográfico’. Você deveria tê-lo visto. Ele estava
encantado”

“Fale por si mesmo, camarada,” Eu disse “isso foi só uma saliência, para besteiras e risadas,
sabe? Eu pensei: qual garota eu quero? Que tal aquela ali, aquela com a cera de vela. Vamos
falar com ela; ela parece Sensual”

“É Impossível de fazer o meu trabalho aqui com vocês jogando conversa fora.” Disse Mehow,
irritado.

“Esse é o nosso escritório Mehow” disse Matador. “Você não deveria estar aqui, de qualquer
forma”

“Vocês, por um acaso, não estão encontrando sua super secreta empresa VA Gestapo não,
estão?” Perguntou Mehow “Pensei que não teria problema para mim trabalhar aqui de
qualquer forma. Você é mais ‘Alfa’, tudo bem? Agora, podemos voltar ao trabalho?”
Matador começou a caminhar ao redor da mesa. “Oh Mehow… você não pode fazer nada por
nós, estávamos em sua nova e confusa teoria de micro-loop e nós…” Ele olhou para baixo em
direção ao laptop.

Mehow fechou bruscamente seu laptop.

Matador disse bem devagar, “Esse era o disque-flores-ponto-com?

“Não, Eu…” Mehow estava procurando palavras.

Eu sentei. “disque-flores-ponto-com?” Rolei meus olhos e caí na gargalhada.

“Oh Mehow!” Matador foi debochante.

“Qual é gente, não é nada…”

“Então porque fechou seu laptop?” Perguntou Lovedrop

“Mehow! disque-flores-ponto-com!” Matador dançou ao redor da mesa como um palhaço.


“Você nunca vai conseguir se livrar disso!”

“Mehow,” Disse Lovedrop. “Cara, Escute-me. Alguma vez o interpretei mal? Você não pode
mandar flores. Melissa não quer flores cara. “Você não pode confundi-los com sua teoria
micro-fiasco…”

“Ah, vamos lá.” Disse Mehow “Só porque eu estava comprando umas flores para a Mel…”

“Esse negócio de medir temperatura é da era passada. Você tem que estar na vibe com as
garotas, Mehow. Acredite em mim, mano. Diga comigo: ‘Eu sou bom o suficiente. Eu sou bom
o suficiente. ’”

“Isso está totalmente fora de questão”

“Bem, isso é uma triste canção de cowboy, Mehow,” interrompeu Matador. “Mas você sabe,
Sócrates disse uma vez que todo homem” – ele fez uma pausa – “TODO homem, tem que
atravessar seu inferno pessoal para encontrar sua salvação.” Ele assentiu com seriedade.
“Ninguém pode fugir disso. Pense nisso, meu filho.”

“Isso é bom para você, Mehow”, disse Lovedrop. “É preciso cultivar uma pele grossa. É como
o beneficio de ter estudado em uma escola no Texas, sem realmente nem ter ido pra lá.”

Em seguida, a campainha tocou. “Mystery, é o seu estudante um-a-um”, disse Justin. “Ele é
de NovaYork. O nome é Adam.”

Desde que começamos as Artes Venusianas, ocasionalmente um aluno entra e fica com a
gente pra aprender um-a-um, por um preço, claro.

Matador sentou-se, colocou seus fones de ouvido, e voltou para o seu filme.

“Eu estou indo conhecer alguém novo”, eu disse, me sentindo um pouco animado com a
perspectiva. Levantei-me. “Vou atender a porta. Rapaz, eu tenho um fim de semana na loja
para ele.”

“Mistery. Prazer em te conhecer.” Assenti, sorri e apertei a mão de Adam.

Ele parecia um cara bom o suficiente. Estatura e constituição mediana, cerca de trinta e
poucos anos, de aparência considerável, não terrivelmente fora de forma. Ele só precisava de
alguém para aumentar a velocidade.

“Uau, essa é uma excelente casa”, disse Adam. Ficamos no hall de entrada enquanto
admirava a arquitetura. “Olhe para esse lugar. Moderno. Wow.”

“A casa tem um design único certo?” eu disse.

“Com certeza”, disse Adam.

“E o espírito do arquiteto está presente em muitos locais por toda a casa.” Olhei ao redor.
“Você realmente tem que permanecer aqui dentro desse lugar antes que você possa apreciar
a visão. Ele realmente acha necessário.”

Quando estávamos entrando, já podíamos ver uns degraus de mármore descendo para a sala
de estar, com um sofá e um tapete branco, e também podíamos ver outros degraus de
mármore subindo para o escritório, com relógios “tiquetaqueando” ao longo da parede. O
resto da casa estava escondido de nossa vista por uma parede branca pintada no meio de
vermelho, um “splash” de tinta contra a parede, era a primeira coisa que se via ao entrar
pela porta.

Mas a casa tinha uma forma de abertura, que progressivamente, quanto mais se aproximava,
mais apareciam espaços diante de nós.

Como Adam e eu andamos até uma extremidade da sala, podíamos ver o resto da casa. Alguns
passos à frente e à direita encontrava-se a cozinha, com sua própria sala de estar e uma mesa
de bilhar. Uma passarela se estendia sobre a mesa de bilhar e acima do corredor para três
quartos.

Abaixo da escada havia um quarto com teto arqueado, completamente aberto diante de nós,
semelhante a uma pista de dança. Cortinas brancas transparentes de dois metros de altura,
cobrindo a parede esquerda. Logo atrás já podíamos enxergar o pátio interno e a piscina.

“Sabe,” eu disse, “Eu sobrevoei toda essa área no Google Earth. E essa casa é a única na
diagonal desse quarteirão. Mas que metáfora! E com certeza essa é a casa que mais chamou a
atenção do Matador. O que eu achei irônico, pois ele sempre precisa que as coisas sejam
simétricas.” eu sorri. “Mal sabia ele, que essa era a única casa que não estava reta.”

“Bem,” disse Adam, “Eu comprei minhas roupas para hoje a noite, um bloco de papel, e
imprimi neles aqueles e-mails que você me mandou.” Ele tirou a mochila. “há algum lugar
onde eu possa deixar isso por enquanto?”

“Deixe ali.”

“Ok,” disse Adam, “Eu tenho uma pergunta para você. Isso me incomodou durante o vôo para
cá, então eu tenho que perguntar.”
“Manda.”

“Não é errado caçar tantas mulheres?”

“Isso é uma questão de ética.” Eu respondi, enquanto continuei mostrando a Adam o resto de
sua casa durante o fim de semana. “Meu trabalho como professor é discutir o como e não o
por quê. Por qualquer que seja o motivo, homens gostam de fazer sexo com mulheres. Nós
gostamos de fazer sexo com elas. Alguns outros, como muitos, querem primeiro filtrar
algumas opções para escolher uma para se casar. Bem, tanto faz; Todos têm um motivo.”

“Então seu trabalho não é discutir ética,” disse Adam, sorrindo.

“Meu trabalho não é discutir ética.” Eu ri. “Tudo bem, eu aproveitei de algumas mulheres, e
eu peguei elas. E tudo que tive que fazer para pegá-las foi ser brincalhão, divertido, ter um
bom sorriso, fazê-las rir, fazer elas se sentirem conectadas a mim, não deixar elas me
foderem, e então nós chegamos ao prazer mutuamente um ao outro. O processo inteiro é
divertido. A caça é uma grande diversão. Se não fosse, eu teria apenas uma garota e casaria
com ela, e faria sexo somente com ela. A coisa é, eu quero duas mulheres. E então terei uma
bela casa com duas mulheres. Até eu encontrá-las, esse é o passatempo para o Mystery.”

Eu abri a porta que dava para a piscina e um dia maravilhoso. Havia um grande pátio com
cozinha ao ar livre, uma enorme churrasqueira e uma mesa redonda, onde nos sentamos.

“E se os sentimentos de uma garota ferirem?” perguntou Adam

“Eu gostei muito de uma garota na sexta série,” Eu respondi, “que era uma grande amiga
minha, mas que no final acabou beijando meu melhor amigo, John. Eu fiquei destruído. Eu
chorei e chorei na frente do espelho. Mas quer saber? Eu superei! Ser obcecado por uma
garota prepara você para a falha emocional e queda de ego. Ela não é a escolhida. Eu sei que
você gostaria que fosse, mas isso não vai acontecer. Você vai encontrar melhores no futuro.
Você precisa praticar duas mil vezes antes de encontrar a garota que você realmente vai
querer no futuro. Comece a praticar.”

“Mas o que você diria para esses caras que vem chavecando a mesma garota desde o ano
passado? Talvez ele tenha dado a ela seu número de telefone umas quatro vezes no ano
passado?”

“É uma causa perdida,” Eu respondi. “Eu gostaria de dizer para esses caras, ‘Você estragou
tudo. Em um ano, depois de se tornar um garanhão, ela vai achar interesse em você. Você
não vai ‘crescer’ com ela. Sai Dessa. Ela está morta para você. Sai Dessa, acabou. Chore em
casa e depois saia para encontrar outras pessoas. Mesmo que você seja uma boa pessoa nunca
irá conseguir ficar com ela. Dar seu número quatro vezes? Que patético cara. Eu te admiro
parceiro, no entanto, eu também estive lá. Cai fora. Quando você a ver, dê-lhe alguns Negs e
não dê tanta atenção a partir de agora. Fale a respeito de outras mulheres que estejam
interessadas em você. Talvez isto a traga de volta em seis meses. Se você é intimidado por
elas você é um cara morto. Ela está morta, esqueça-a. Saia sem se importar. Meu conselho
como um PUA, ela nunca vai passar por isso. Você estragou tudo, já era.’”

“Uau, então não há esperança?” Adam perguntou.

“Isso não é verdade,” eu disse, “há muita esperança. Mas não com aquela garota específica
que você acha que tem uma ligação mágica com você. Você não pode ficar se amargando
quando a realidade não é exatamente o que você pensava que era. Eu tenho um amigo que
mora perto de minha casa em Toronto, que era muito amargo. O fato é que eu também
estava ficando. Lembro-me de odiar essa merda de jogo. Então eu dei um basta. Eu tinha
esgotado as minhas desculpa para não ficar bom no jogo. E eu acho que meu amigo também
estava chegando ao seu limite. Em algum momento você desiste de inventar desculpas para
seus erros e busca mudanças.

“Eu estou pronto para fazer isso”, disse Adam. “É por isso que estou aqui. Eu só quero
começar a fazer as escolhas certas, dizer as palavras certas. Mas acho que já está muito tarde
pra começar”

“Cara, eu comecei muito tarde”, disse eu. “Eu não fiz sexo até os meus vinte anos. Minha
primeira namorada foi aos 16 e eu estava feliz. Quero dizer, ela me deixou tocá-la no peito!
Eu me lembro de conhecê-la por duas semanas e ir para o aniversário do seu primo ou algo
assim. E eu conheci a família dela lá. Mais tarde, ela e eu fomos para uma caminhada.
Andamos na van do meu pai, caramba eu estava tão assustado. Ela segurou minha mão e meu
coração estava batendo como um louco. Ela debruçou sobre mim e me colocou contra a van.
Minha cabeça estava estourando com o meu batimento cardíaco. Ela então – bang – me
beijou. E eu fiquei admirado. Eu não conseguia fazer nada. Ela colocou a língua na minha
boca e eu fiquei chocado. Eu era um campista muito feliz. Eu realmente nem sabia beijar.
Lembra quando éramos jovens e era chamado de beijo francês?

“Ah, sim, o beijo francês. Eu me lembro vagamente disso! Eu quero ser capaz de ter controle
com a mulher,” disse Adam, “do mesmo jeito que ela assume o controle seu”.

Eu ri. “Eu me lembro de uma garota assim”, eu disse. “Ela foi amiga do meu primo, que a
trouxe para um final de semana, e eu tive a chance de ver algumas fotos dela antes dela
chegar. Então quando ela chegou, eu brinquei dizendo, ‘Oi, você estará dormindo aqui
comigo e eu vou cuidar bem de você’. Eu a peguei pela mão e a levei até o meu quarto. Era
apenas uma brincadeira. Eu então a tratei normalmente por cerca de vinte minutos,
conversando sobre o dia e então eu voltei a brincar que ela iria dormir no meu quarto,
comigo, e cerca de dez minutos depois, ela e eu estávamos nos beijando. Ela dormiu comigo
nessa noite. Louco, né?”

“Pare! Isso é legal, mas como eu faço para começar?”, perguntou Adam. “Estou pronto para
mudar a minha vida.”

“Ah, sim, isso é exatamente o que eu queria ouvir. Vamos descer as escadas, esfriar a
cabeça, relaxar, e começar,” eu disse. Então eu levei Adam para dentro e descemos as
escadas para o primeiro andar da casa. De lá nós caminhamos ao redor daquelas mesmas
escadas, descendo em um corredor menor, e descemos outro lance de escadas, através de
uma porta destruída, e para dentro da escuridão.

Capítulo 4
Sala de Sessão

Nós descemos outros cinco ou seis degraus para dentro da sala de carpete preto, nas
entranhas da casa. Nossos olhos estavam começando a se ajustarem à escuridão quando eu
liguei o interruptor de luz.
Rolos de panos pretos cobriam o forro do teto, iluminado por trás pelo brilho da luz vermelha.
A parede à esquerda de Adam era pintada de vermelho sangue, e as outras três paredes eram
cobertas de espelhos, do chão ao teto. O efeito infinito foi nítido. Símbolos e outros escritos
cobriam os espelhos em criativas explosões de raiva e tinta preta.

Por ordem, quatro camas feitas de madeira escura dominavam o ambiente, com um veludo
vermelho e uma grande pilha de almofadas negras, contra uma cabeceira esculpida à mão.
Próximo dali, um sofá de couro vermelho e um cavalete de couro preto no canto da sala. Um
singelo candelabro queimando ao lado da cama, suas nove velas cintilantes refletindo
infinitamente através dos espelhos.

Adam se afundou no sofá; ele sentiu como se estivesse no quarto do Drácula. “Wow”, ele
disse. É incrível o quanto as velas são multiplicadas pelos espelhos, são como milhares de
velas queimando no escuro.
Eu sorri. “Legal não é? Eu gosto de ter idéias aqui embaixo. É absolutamente incrível o efeito
que você pode ter sobre o estado de espírito de alguém, puramente baseado em como você
organiza o ambiente. Os móveis, a iluminação e assim por diante”.

Olhei ao redor. "Emoções são coisas engraçadas. Existem emoções envolvidas, quando se joga
este jogo de sedução, que temos que aprender a lidar quando estamos em campo. No
passado, eu empreguei uma metáfora de vídeo-game. É apropriada, realmente, dado que
estamos cercados por bilhões de seres neste planeta. Mas as emoções não podem ser
entendidas como idéias lógicas. Emoções são pré-programadas como modificadores de
comportamentos por meio do seu cérebro através de 120 mil anos de seleção natural na
evolução humana. Essas emoções são motivadores internos que auxiliou a milhões de pessoas
nascidas antes de você para viver tempo suficiente e os motivou a acasalar. Em outras
palavras, veja as emoções como indicadores que estão te dizendo o que seu corpo acredita
que seja o melhor para você”.

Adam balançou a cabeça e continuou a ouvir.

"Se seus antepassados não tivessem fome", continuei, "a chance deles morrerem seria maior.
E assim, os humanos com o gene da fome teriam vantagem evolutiva e replicariam mais,
dando continuidade à espécie. Centenas de milhares de anos assim surgiu uma máquina de
sobrevivência que, embora não seja perfeita, é muito complexa, e bem calibrada para ajudar
na sua sobrevivência e reprodução. Você é uma máquina de DNA.

“Então, quando você está sozinho, este é um indicador forte de que algo deve mudar. Às
vezes nós gostamos de desejar que as emoções simplesmente desapareçam porque não nos
trazem bons sentimentos. Algumas pessoas ainda tentam fazer isso. Eles usam drogas,
meditam ou falam a si mesmos por pensamento que eles odeiam garotas porque pensar nelas
traz sentimentos ruins. O negócio é, percebe como essa emoção irá te motivar a sair de sua
casa para uma mudança? Se você está sozinho, isso é um ótimo sinal de que seu corpo e sua
mente estão funcionando apropriadamente e estão lhe dizendo para aumentar a chance
egoísta de sobrevivência do seu gene através da reprodução se você sair e arrumar uma
companheira.

"Estar excitado é outra sensação que tentamos saciar nos masturbando em pornografias na
internet. O fato é que, imagine se você não se masturbasse novamente até arrumar uma
namorada. Você pode imaginar a motivação que você teria para transar? Seu corpo faria você
sair todos os dias atrás disso."

"Então, como nós usamos essas duas emoções para nos motivar de maneira apropriada? Use
sua racionalização para priorizar o que é importante para você em uma perspectiva de vida
global. Eu estou certo de que você vai se imaginar tendo uma mulher, ou muitas mulheres,
para abraçar e amar, e ser amado, é um sentimento muito desejado. Nós somos formigas em
uma colônia de seis bilhões de habitantes. Certamente, uma formiga pode viver somente em
sua fazenda de formigas por si só. Mas, ela não foi 'desenvolvida' para tal fim. Entende?
Humanos também não foram desenvolvidos para viver em seu ambiente sozinhos. Nós não
vivemos em uma caixa ao longo de cento e vinte mil anos. Em nosso meio ambiente se
incluem outros humanos e nós adaptamos motivadores para lidarmos com os outros. Isso é o
que define as emoções. Então, quando você sentir essas emoções, pense em como você pode
saciá-la apropriadamente com foco ao invés de desvios e negações. Foco disciplinado.
Solitário? Bom. Construa um plano.

"Planeje sair em público de quatro a cinco vezes por semana. Vá sozinho se não conseguir
trazer um amigo do Pickup. Você não deve sair com amigos que não querem conhecer
garotas. Sem ofensa a eles. Ache um amigo que queira conseguir uma parceira lá fora
também. Se esse amigo é uma garota, ótimo. Você irá parecer mais bacana ainda. Mas se vir
a ser pior, vá sozinho. Quando me mudo para uma nova cidade, eu tenho que sair sozinho,
não há nada errado com isso. Isso não é uma atitude de perdedor. Isso é, de fato, uma coisa
legal a se fazer. Um cara confiante o suficiente para sair sozinho e arrumar algo para fazer é
legal. Enquanto, por aí, você vai conseguir amigos que tem os mesmos objetivos que você. De
fato, todo homem, em algum ponto de sua vida, vai querer dormir com uma garota que você
conhece. Não é uma coisa ruim. Não é safadeza, nem egoísmo. É natural. É comportamental,
é a natureza humana.

"Saia quatro ou cinco vezes por semana e explore onde as garotas estão de uma maneira
sistemática. Você vai usar lógica para isso. Descubra onde estão. Onde é bom em uma terça-
feira? e Segunda? Sexta e Sábado à noite é sempre bom em algum lugar, mas, terça-feira os
lugares são mais difíceis de achar. Desde que você saia quatro a cinco vezes por semana e
entre nessas novas "colônias de formigas" regularmente, esse sentimento de solidão vai se
dissipando. É um ótimo começo e um curativo necessário. Veja, se muitos desses indicadores
emocionais estão acionados, nós chamamos isso de estresse. Seu corpo está pedindo para
aliviar esse estresse. Saia e aborde mulheres. O stress vai sendo dissipado. Aí é onde fica
complicado. Há outro circuito interno motivador que 'parece' estar no caminho. Parece
contradizer a primeira emoção. Nossos circuitos internos motivadores estão bem calibrados
para a dinâmica da vida social - Você é precisamente ajustado - e essas emoções irão lhe
indicar o que é mais importante sempre que estiver em uma situação conhecida (através de
anos de seleção natural) que é importante para a sobrevivência de seus genes.

"Então, quando você conhece uma garota que não lhe atrai, nada acontece. Você pode
caminhar em sua direção e dizer algo facilmente, pois você não tem nada a perder. Pelo fato
de ser assim tão fácil, eu sugiro conhecer várias mulheres feias para começar seu dia, pois
mantém você na ativa e você pode sempre fazer amigos. Elas podem ter irmãs ou uma festa
para convidá-lo."

"Mas, quando uma garota bonita está perto, seu cérebro lhe dá uma mudança de estado. Um
estado emocional como solidão, raiva ou excitação. A excitação é realmente a mais difícil de
lidar. Isso é o que todos os PUAs falam quando discutem mudança de estado. Quando você
assiste Titanic, mesmo sabendo que é tudo mentira, pode começar a chorar. Isso é uma
mudança de estado. E só de você ver uma garota bonita você tem essa mudança de estado.
Não é extraordinário?

"Agora esse estado não é realmente o estado de excitação. Excitação é quando você tem uma
ereção. É outro estado e eu não tenho certeza como chamá-lo. Nós poderíamos chamar de
'Adquirido' ou 'travado', ou ainda melhor 'ciente'. É o estado de consciência. Quando ela está
lá, e você quer falar com ela, você está mais que nervoso você está 'ciente'. Pulso rápido. Eu
pessoalmente sinto uma maravilhosa sensação de borboletas no estômago, ainda sinto hoje,
ontem mesmo quando encontrei uma garota, e aí sua mente procura por “coisas para se
dizer.” Certo?”
Adam assentiu. “Eu definitivamente conheço esse sentimento”, ele disse.

“Eu sou um cara bastante racional,” eu disse. “Eu sou guiado pela razão e humanidade e não
por forças ou seres míticos. Eu não sou um jogador idiota excitado. Eu amo a vida e me
importo com as pessoas, tenho amigos próximos e penso em várias coisas. Existiu uma época
em que eu não conseguia ter garotas. Eu tinha tanta baixa auto-estima com 20 anos, antes de
ter conseguido meu primeiro beijo. Ou seria 21? De qualquer maneira, eu tive um estalo. Eu
pensei: Cara, você tem que ficar bom nisso. Isso está muito estressante. Esta parece ser uma
coisa muito importante para resolver.”

Adam assentiu. “Exatamente”.

“Eu esperava que um relacionamento caísse no meu colo,” Eu disse, “e eu nunca teria que me
preocupar sobre ficar bom em conseguir garotas. Isso parece familiar? Eu imaginei que se eu
já tivesse uma garota, eu estaria feliz e não teria que procurá-las. Mas então eu pensei, Não!
Eu tenho que ser um mestre nisto pela vida toda. Eu não vou me casar com a primeira garota
que eu encontrar. Isto não é ser realista. Eu sou jovem. Eu não posso manter uma namorada
quando eu não sei nada sobre elas. Você precisa priorizar suas necessidades e seus valores.
Coloque as garotas lá em cima, junto de dormir e se alimentar, e pare de se abster de coisas
que deveriam estar em sua vida de fato.

Adam estava começando a entender. Isto era algo que faltava em sua vida, algo importante,
com que ele precisava lidar. Estes sentimentos não iriam embora, e precisavam se tornar uma
prioridade séria.
“Este estado de consciência,” continuei, “como eu disse, é uma bosta. Você está sozinho e
então você sai no intuito de encontrar garotas. Então quando você a vê, esta barreira invisível
na sua cabeça, este estado muda sozinho e a barreira se ergue entre você e ela.”

Adam assentiu.

“Certo – Qual o problema com esse estado de consciência? Esse nervosismo quando se
aproxima de uma garota, essa excitação? Bem, se você se sucumbir a isso e se aproximar dela
como se estivesse nervoso e com muito cuidado, agindo como se ela fosse extremamente
importante, indica que você não é cercado de mulheres bonitas. Se, por outro lado você não
aceitar as merdas dela e der a ela alguns Negs, você vai aparentar que não tem essa mudança
de estado. Veja, se ela é bonita, ela deve lidar todos os dias com o fato de que homens
entram nesse estado de cautela e todos agem do mesmo modo.

“Você não pode ignorar este estado de cautela, por que cara, é um estado forte. Mas o que
você pode fazer, é esconder isto. Já teve uma dor de cabeça que você resolveu não contar
pra ninguém? Eles não sabiam o que você sentiu, sabiam? Bem se você esconde o fato de que
seu estado de cautela está no “Máximo”, e finge que não tem isso com ela – dando um neg
nela de uma maneira engraçada – ela vai te ver como um cara difícil de entender e diferente,
e vai tentar fazer você ser como o resto. Ela vai, de fato, caçar você! É isso. Essa é a técnica
psicológica que faz com que o que eu faço funcione tão bem. Esse é, de fato, o maior segredo
no assunto de conseguir garotas. Eu fiz isso ontem com uma garota. Ela implorou pelo meu
número. Na minha cabeça eu estava pensando, Oh Deus eu quero ela. Eu me aproximei dela.
Ela me tinha antes do oi. Mas ainda assim eu fiz com que ela trabalhasse pra me ter. Somente
um homem de qualidade iria fazer aquilo acontecer. De fato, eu estou fazendo este truque
por tanto tempo, que estou começando a pensar que talvez eu seja um homem de
qualidade.”

Eu parei de falar quando ouvi a porta se mexer.

Lovedrop entrou na sala atrás de nós. "Ah", ele disse "Vejo que vocês já estão aqui embaixo."

Eu assenti e continuei, "Ok então... pense nisso. Eu encontrei Leonardo DiCaprio no Villa.
Não, Eu estava no Green Door. De qualquer maneira, ele veio até mim, e matador esta mais
perto dele, então ele foi ate o Matador (eu acho que ele queria confirmar se éramos nós
realmente) e depois veio até mim, e conversamos por alguns minutos. Ele disse que gostava
do programa, e que realmente sentia pena dos estudantes, porque ele sempre se viu como um
nerd enquanto crescia, então ele se sentia como um deles. Por falar nisso, isso é
interessante: Comunalidade é um interruptor de conexão, então foi isso que fez ele se sentir
mais conectado a eles, aquela experiência em comum.

"De qualquer maneira, o mais notável pra mim era que Leo aparentava estar nervoso. De um
jeito similar a outras pessoas que já viram meu programa e me encontram. Então isso meio
que me assustou porque ele estava nervoso por encontrar o Mystery."

"O que você quer dizer?", perguntou Lovedrop. "Porque ele é um super astro?"

"Exatamente". Concordei. “Foi interessante notar que, embora eu tivesse certeza de que ele
passa essas mesmas emoções para tantas outras pessoas, isso não significa que ele não
sucumba mais às mesmas emoções. Como se de repente, ele não fosse mais humano, o que,
evidentemente, não é verdade. Ele tem o estado de cautela também, às vezes, como
qualquer outra pessoa. Ele não deixa que isso o impeça de ir atrás do que lhe interessa em
sua vida.

"Assim como quando eu conheci Eric Stoltz," eu continuei. "Eu pessoalmente acredito que ele
é um grande ator e por isso aprecio muito o seu trabalho. Então, quando eu tive a chance de
encontrá-lo na frente de Poquito Mas, muito breve, mas eu tinha que ir dizer um oi e dizer a
ele que eu vivia na vizinhança. Eu me recordo do modo como estava nervoso e animado para
encontrar Eric Stoltz.

Lovedrop interveio: "O interessante, no entanto, é que as pessoas podem dizer quando você
está muito nervoso. Nós ficamos sem reação, e nós devemos treinar para que esta reação não
fique aparente - até que isso se torne a nossa própria vibe.”

Eu disse: "Olhe deste modo. Alguma vez você já transou com uma garota pensou consigo
mesmo: 'Por que ela está me deixando fazer isso? Eu! Por quê!?' Bem, elas deixam. Então pare
de se perguntar isso. Apenas aproveite. A mesma coisa acontece quando você está
conversando com uma garota. Não perca tempo pensando, por que ela está deixando eu falar
com ela? É algo que transmite insegurança e que não causa uma boa impressão. As pessoas
sentem isso. Simplesmente relaxe. É um estado Zen.”

Lovedrop disse: “Pense nisso, deve existir alguma vibe ‘ideal’ para interações sociais. O que
seria isso? Em poucas palavras, nós sabemos que tranquilidade é melhor do que nervosismo,
que diversão é melhor do que tédio, etc. Então vamos explorar isso um pouco mais. Eu
gostaria de direcionar a sua atenção para o exemplo à sua direita.

Ele apontou, e Adam o seguiu com os olhos atentamente.

Escrito em letras pretas estavam estas palavras:

Nota do tradutor: Se você já leu Revelation, tenho certeza que você já ouviu o conceito de The Ghost and The Flame, ou O Fantasma
e a Chama em português. Para quem não leu ainda, o conceito básico é de que O fantasma é sobre não ser reativo. Você não faz caso
de nada, deixa que tudo passe por você como um fantasma. Não deixa que os outros lhe afetem negativamente. Enquanto a chama é
sobre ser Proativo. Em vez de se agarrar aos outros tópicos de conversação, cria os próprios, adiciona valor em suas interações, ao
invés de ter valor a partir deles. Faz as pessoas aproveitarem sua companhia.

Lovedrop continuou: “A lista que você vê agora representa a vibe ideal interagir socialmente
e ser atraente para as mulheres. O Fantasma e a Chama. Nós gostamos de chamar isso de ‘O
Zen da tranquilidade”. Acredito que quando você consegue fazer isso corretamente, não
precisa de mais nenhum outro jogo. Vá em frente e escreva essa lista em suas anotações.
“Eu não posso exatamente descrever o Fantasma e a Chama em palavras, mas eu posso te dar
muitos exemplos de palavras diferentes, aproximando de diferentes ângulos, então você pode
começar a ter um senso intuitivo da vibe que estou tentando descrever para você. Cada
palavra é uma pequena variação do mesmo conceito.

“Agora, claro, olhando a lista, pode parecer para você que cada item é o oposto da que está
ao lado. E a vibe correta inclui ambos os lados do gráfico, simultâneamente. Isso é um
paradoxo, com certeza, e a princípio, pode parecer contraditório. Eu admito que não
podemos provar que nosso modelo é verdadeiro, mas mesmo assim nós determinamos que
certamente isso é o que gera resultados. E é para isso que está aqui, não é? Resultados?”

Adam assentiu.

Lovedrop disse, “absorva a nossa vibe o tanto quanto você puder enquanto você está aqui
conosco neste fim de semana. Essa é realmente a chave. Você sempre terá tempo quando
chegar em casa para praticar diferentes rotinas, praticar delivery, praticar logística, e
praticar micro calibração, escalas, e assim por diante. Mas você só tem esses poucos dias para
absorver a nossa presença, apenas estando conosco, aqui, nesta casa e saindo conosco. Tente
absorver por Osmose o máximo que puder enquanto você ainda está aqui conosco. Entendeu?”
Lovedrop continuou, “olhamos para a atitude apropriada como um símbolo yin/yang. Por quê?
Porque esse símbolo descreve duas coisas em uma. O clima correto são duas vibes,
combinadas em apenas uma. Agora, vamos esclarecer essas duas vibes.

“O Yin é como um fantasma que não é afetado por algo jogado no seu caminho. Nada pode
tocá-lo ou atrapalhar suas emoções. Assim, quando alguém diz, 'Bonita camisa, eu tinha uma
dessas quando estava no colégio’, você responde com: ‘Oh cara, você me pegou', e então
sorria. E quando alguém diz, 'Suas piadas não são tão boas’, você responde com: "Por que
você tem que dizer isso dessa maneira?' Basta devolver e esquivar dos golpes, não é grande
coisa. Nada pode tocá-lo.”

“Lembre-se, as pessoas reagem mais às pessoas de maior valor, e reagindo perdem valor na
comparação. Faça o oposto. Reaja menos, e você terá maior valor. Seja 'legal'. As pessoas
podem sentir essa vibe e eles vão te achar atraente. Quando você reage menos a eles,
provoca mais reação a você. Por isso é tão importante falar vagarosamente, com pausas, e se
mover devagar, evitando ficar se mexendo, se recostar para trás ao invés de se inclinar para
frente, estar com os ombros abertos, e assim por diante.

“Quanto ao 'Flame', qual é o melhor jeito para eu descrever isso? O jeito que muitas pessoas
vêem o Pickup está errado. Eles pensam na mulher como uma linda borboleta e esperam
pegá-las com suas estratégias e rotinas matadoras. É como se eles armassem uma armadilha
para a borboleta e ficassem rondando em volta, caçando-a. Essa é maneira como a maioria
dos caras imagina o jogo. Como se eles estivessem tentando capturá-las.

“Mas esse é um jeito inteiramente errado de se olhar o jogo. A visão mais eficiente é que a
mulher não é uma linda borboleta coisa nenhuma, mas sim que ela é uma desagradável
mariposa. E mais além, que existem muitas outras mariposas voando, não só ela. E se você
quiser capturar uma mariposa, tudo o que você tem que fazer é ligar uma luz resplandecente.
Uma mariposa é atraída pela luz. Ela voa perto da luz.

“Você está destinado a ser essa luz. O calor e o entusiasmo da sua presença é precisamente a
luz que atrai as mulheres até você. É por você que elas estão atraídas. Você não está
tentando 'capturar' ninguém – isso é sobre atração. Elas serão atraídas pela sua demonstração
de valor e sua presença. Quando isso acontece, a mulher irá começar a dar suas luzes verdes,
seus indicadores de interesse, e você saberá quando e como começar a escalação.

“Então veja, o “yang” é como se fosse uma chama que brilha com tal diversão e positivismo
emocional que as pessoas são atraídas, por vontade própria, para esse calor. É por isso que é
tão importante ser expressivo com seu rosto e sua voz, ser emocionalmente convincente e
entusiasmado.

“Entende?

“Outro jeito que eu descrevo isso é, o 'Flame' é como os Ursinhos Carinhosos. Você se lembra
desse desenho? Eles são fofos e espoletas. Cada um tem um símbolo diferente em seu peito,
como um coração, um trevo de quatro folhas ou um arco-íris. E quando alguém é
particularmente malvado, eles usam o 'Ataque de Fofura! ' e apontam o peito na direção do
sujeito malvado,

SOBRE SER BRINCALHÃO

Engraçado pode ser frio.


Brincalhão é quente.
Seja brincalhão, Seja... Cheio de brincadeiras.
Hoje, esteja cheio de brincadeiras.
Adicione “brincalhão” em seu jogo sobre as no mínimo as quatro próximas sarges. Seja brincalhão.
Guerra de travesseiros. Morder o tornozelo. Cutucar o ombro de uma menina. Cante a tirolesa.
Compre alguns fantoches de dedo.
Ser engraçado faz as pessoas rirem, mas às vezes não o ajuda a conseguir a garota. Brincar sempre
o ajuda a conseguir a garota. Entenda a diferença. Arrogante e engraçado é bom. Arrogante e
brincalhão é o melhor caminho.

e essa luz brilhante reluz em seu peito e o acerta com força total, e ele é regado de bons
sentimentos, começa a brotar flores, arco-íris, e borboletas, e ele fica feliz e do bem. É como
quando você brilha com o calor de sua luz levando brincadeiras para todos enquanto você
vibra com eles, e os afoga com os bons sentimentos. Você é esse tipo de cara. Um doador
para todos. Isso é apenas como você é. Entendeu?

"O último ponto que quero citar é que você deve sempre cultivar essa vibe dentro de você.
Ela não é reservada, você não a entrega apenas para algumas pessoas, para aquelas meninas
que você quer levar pra cama. Em vez disso, você deve sempre praticar essa vibe, em todas
as suas interações, para que ela cresça forte dentro de você, de modo que quando você
estiver finalmente na presença da "criatura diferente de qualquer outra", você estará pronto
para ela.

“Eu quero elaborar mais sobre esse conceito de Fantasma/Chama. Quando eu encontrar com
um bom amigo, não fico nervoso. Amigo ou amiga, eles são meus amigos e me sinto à
vontade. Pense em como você sente e age em torno de amigos próximos. Se você deixar um
amigo e ir para outro, você continuará confortável? Você apenas pergunta sobre as coisas ‘Eae
como vai? Eu acabei de voltar da academia. Olha só, havia um cara lá que não tinha pescoço!
Você devia ter visto como ele…’ e estará em uma longa conversa. Não é grande coisa.”

Lovedrop lançou, “Notou como o Fantasma e a Chama são realmente a mesma coisa? Estando
confortável e normal com as pessoas significa estar sendo conversacional com elas. São os
dois lados da mesma moeda. Cada uma implica na outra.

“Exato”, eu disse. “Bem, eu notei que quando eu tinha três namoradas - Sim, eu trapaceei,
me processe - Eu ia conversar com uma, então sairia e encontraria a outra e em seguida iria
para outra. Era apenas questão de circunstâncias e tratando-as do mesmo jeito. De fato, às
vezes isso gerava confusão porque eu ouviria uma história sobre um amigo de uma delas e
depois lembrar que essa história veio da namorada errada. Oops, merdas acontecem.” Eu
sacudi minha cabeça.

“O negócio é, eu devo tratar cada garota como se elas fossem as mesmas. Apenas com rosto
diferente. ’Eu’ continuava o mesmo. Com o tempo eu percebi que quando eu trato estranhos
desse jeito, apenas trato eles como se eu os conhecesse por toda a minha vida, sem falar mal
ou ao menos possuir motivos visíveis para isso, eu conseguiria conexão mais rápido. Esse é o
Fantasma novamente.

“Então, proponho: Caminhe até estranhos e aja como se você os conhecesse. Apenas comece
a conversar com estranhos sobre o que estiver na sua mente. Eu faço isso e realmente ajuda.”

“Eu vou elaborar mais sobre este conceito de “Apenas iniciar a conversa”, mas por enquanto,
sabemos que há algo profundo aqui.”

Eu comecei a morder uma das minhas unhas, então continuei: “O Fantasma trata de não ser
afetado pelas coisas. Em partes, é sobre não cair em uma onda de emoções negativas, mesmo
que, e especialmente quando, alguém está fora de alcance.”

“O negócio é, as garotas mais bonitas são as que eu prefiro, então, assumindo que elas têm
atitude e que não ficam emocionalmente abaladas pelas respostas das outras meninas, você
pode começar a trabalhar em ficar bom em remover seus escudos. Pegar uma dez não é
difícil, é apenas diferente. Leva a mesma quantidade de tempo para pegar uma dez como
para pegar uma seis.”

Adam disse, “Algumas vezes as garotas são rudes, sendo elas seis ou dez. Eu abri um set duas
noites atrás, e elas agiram como se eu fosse um idiota dizendo oi. Então eu disse a elas,
‘Existem pessoas aqui tentando ter um bom momento e conhecer pessoas. Você obviamente
não quer nem um nem outro. Se você não pode lidar com as conseqüências de estar em
público vestida como você está, então você realmente precisa ir a algum lugar onde você não
será incomodada por ninguém tentando conversar com você. Bom dia.”

“Muito reativo”, disse Lovedrop.

“Eu não deveria responder às merdas dela?” perguntou Adam.

Eu respondi, “Você estava tentando educá-las aqui. Isso não é trabalho seu. Não se incomode
em educar as pessoas quando elas estiverem sendo estúpidas. Apenas deixe. Uma vez que
você entra no ‘controle de danos’, apenas deixe. Siga em frente. É mais maduro e mais
eficiente. Seja um artista, não um cara.”

“Ok”, disse Adam. “Eu acho que percebi o que você quer dizer. Então, é útil em algum caso
insinuar para as garotas que eu tenho dinheiro?”

“Você pode incluir isso acidentalmente durante a conversa”, disse Lovedrop. “Chamamos isso
de um DVS embutido. Você pode transmitir que você tem dinheiro. Mas você não pode se
vangloriar, ou vai parecer muito inferior.”

“Esqueça o dinheiro”, eu disse. “O jogo de verdade não é jogado com dinheiro. Por quê?
Porque as garotas não sabem que você tem um ótimo carro. E dizendo isso a elas, você
parece um tolo. Ela não quer ver o carro até depois de você ter closado ela. Aí é quando você
terá valor na mente dela para seu carro - valor o qual você desperdiçaria se ela percebesse
que você está se gabando.”

“Como se você se importasse em se vangloriar de algum modo”, disse Lovedrop.

“Se importando com isso”, Eu continuei, “você provê muita atenção a ela e, portanto, não é
capaz de dar neg nela apropriadamente. Bem, você pode mentir para você mesmo um pouco
pelo pensamento que você é o melhor homem do mundo com dez garotas em casa e essas
garotas querem você apenas pelo seu corpo. Comporte-se dessa forma e ela irá considerá-lo
um homem de qualidade.”

“Agir normalmente perto de mulheres bonitas é uma forma de transmitir pré-seleção. Isto é,
transmitir que há outras mulheres bonitas em nossas vidas. Mulheres são mulheres em
qualquer lugar. Seus comportamentos são programados pelo gene feminino. Os genes delas
são egoístas e desejam replicar-se com a ajuda dos melhores homens. Mostre que você é o
melhor agindo como se tivesse milhares de garotas. Não dizendo isso – você poderia estar
mentindo – mas comportando-se como se tivesse. Aja normalmente ao redor de garotas
bonitas e isso indicará que você está acostumado a tê-las por perto.”

“Considerando que se você acabou de se gabar sobre quantas mulheres existem na sua vida”,
disse Lovedrop, “você apenas sai como se estivesse mentindo. E, de qualquer forma, essa não
seria a atitude de um cara lotado de mulheres, porque ele não se importaria. Ele não gosta de
se gabar, mas ele não seria tímido também.”

Eu disse, “Garotas geralmente tem antipatia de caras tímidos. Elas querem um homem
extrovertido. Uma vez que você esteja de acordo com esta afirmação, torna-se sua tarefa
jogar extrovertidamente. Você pode ser tímido, mas esconda esse fato. É extremamente
necessário ser extrovertido. Eu não acho que agir timidamente ajudará você lá fora. Agora, se
a garota é tímida, ainda assim seja extrovertido, só não seja tão extrovertido a ponto de
deixá-la desconfortável. Isso faz sentido?

“Eu me forcei a superar um condicionamento social que normalmente guiava meu


comportamento sem que eu sequer percebesse. Um homem totalmente confiante pode
facilmente conversar com estranhos de forma lúdica e divertida sem parecer intrusivo. As
pessoas irão simplesmente pensar que você é um daqueles caras extrovertidos. É fato.

“Você conhece o vocalista da banda The Verve? ‘Bitter Sweet Symphony’? Ele tem uma cara
de bunda e mesmo assim eu aposto que ele pega mulheres. É atitude, baby. Eu não sou um
cara ruim. Eu não sou o típico jogador que você possivelmente imagina. O negócio é, eu
queria ter mulheres então eu comecei a ter uma atitude de BadBoy. Agora eu sou um jogador.
Então quando nerds – como eu era – querem pegar uma mulher, eles olham para mim como
um exemplo de jogador a seguir. Essa é uma noção de entretenimento. Nem todos os BadBoys
são nerds disfarçados, embora muitos BadBoys sejam realmente idiotas na minha opinião e
não sabem nada sobre como pegaram as garotas que eles pegaram. Até mesmo o homem
sábio vive no paraíso dos tolos.”

“Deixe-nos gentilmente diferenciar um cara legal de um cavalheiro. Como o próprio Satan,


um mulherengo ou pick up artist é um cavalheiro, mas não um cara legal. Um cavalheiro abre
a porta para uma mulher, mas não para uma puta. Mas ele vai rir se a porta fechar nela - veja
Rhett Butler. Um cara legal que abre a porta para todas as garotas do mundo e não ganha
nem um obrigado, e ainda continua fazendo isso.