Vous êtes sur la page 1sur 6

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DE MEIOS DE HOSPEDAGEM: UMA ANLISE DOS HOTIS DE REDES E INDIVIDUAIS

Dr. Marcelo Schenk de Azambuja Curso de Bacharelado em Hotelaria Faculdade de Comunicao Social Pontifcia Universidade Catlica do Rio Grande do Sul Porto Alegre (RS), Brasil

Objetivos e metodologia
Analisar as estruturas das organizaes visando compreender como a estrutura adotada influencia em seu desempenho Verificar se a configurao pode determinar os rumos da organizao, em funo da adequao das estruturas adotadas, sua integrao e compatibilidade com seus fatores situacionais. Pesquisa qualitativa realizada por alunos do oitavo semestre (2004/II) do Curso de Turismo da Pontifcia Universidade Catlica do Rio Grande do Sul PUCRS, com base em Gil (1996) e Lakatos e Marconi (2000) envolveu 10 hotis de Porto Alegre, todos representativos de suas categorias. Hotel individual, de rede local, regional, nacional e internacional.

Conceitos
Autores como Etzioni (1989), Katz e Kahn (1978), Mintzberg (1993, 1995), Srour (1998), Chanlat (1993) e Morgan (1996). Organizaes so complexas, paradoxais e ambigas (Morgan,1996). Para a pesquisa foram adotadas as Configuraes Estruturais de Mintzberg (1995).

Configuraes Estruturais
estruturas e carctersticas principais

Estrutura simples

- Superviso direta, Centralizao horizontal e vertical Burocracia mecanizada - Padronizao dos processos de trabalho,
Descentralizao horizontal e vertical

Burocracia Profissional
e vertical

Padronizao de habilidades, Descentralizao horizontal

Forma divisonalizada Padronizao de resultados. Descentralizao vertical


limitada

Adhocracia Ajustamento mtuo, Descentralizao seletiva

Tendncia
Burocracia mecanizada em hotis menores e mdio porte. Individuais ou de rede. Padronizao dos processos. Estrutura inicial da maioria das organizaes. Forma divisonalizada em hotis de rede, mdio e grande porte. Padronizao de resultados atravs de padronizao de processos (POP e Qualidade). Descentralizao vertical limitada. Pequenas rplicas com determinada autonomia.

Consideraes finais
No ramo de servios, assim como na produo, a configurao muito importante. A partir da estrutura que o poder delegado s pessoas. Em nenhuma das organizaes foi encontrada uma forma pura. A diversidade de mercados o principal fator situacional que leva uma organizao a utilizar a Forma Divisionalizada. A pesquisa deve ser continuada visto ter analisado somente uma regio.