Vous êtes sur la page 1sur 15
Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Definição de Informática É a ciência que

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Definição de Informática

É a ciência que estuda a coleta das informações (dados) de forma organizada, tratadas e comunicadas, ou seja, busca meios para aumentar a rapidez e eficiência na proteção dos dados. Podemos dizer que é uma Informação automática.

dados. Podemos dizer que é uma Informação automática. Existem vários tipos de computadores no mercado atual,
dados. Podemos dizer que é uma Informação automática. Existem vários tipos de computadores no mercado atual,

Existem vários tipos de computadores no mercado atual, de diversos tamanhos. Alguns utilizados para uso pessoal e outros para uso coorporativo.

Os computadores desktop que são facilmente acomodados em uma mesa são, microcomputadores que têm seu uso principalmente em escritórios, residências, escolas e nos negócios.

Notebook

Um laptop (ou notebook, como é mais conhecido no Brasil) é um computador portátil, leve, que pode ser levado a qualquer lugar.

portátil, leve, que pode ser levado a qualquer lugar. Handhelds São computadores portáteis pequenos, finos e

Handhelds

leve, que pode ser levado a qualquer lugar. Handhelds São computadores portáteis pequenos, finos e leves,
leve, que pode ser levado a qualquer lugar. Handhelds São computadores portáteis pequenos, finos e leves,

São computadores portáteis pequenos, finos e leves, companheiro de seu PC baseado em Windows. Com um Handheld, você pode guardar sua informação mais vital na mão e então sincronizar as informações com seu PC ou Laptop em uma grande variedade de modos de conexão, estando assim sempre em dia.leve, que pode ser levado a qualquer lugar. Handhelds Palmtop Como o nome diz, o palmtop

Palmtop

Como o nome diz, o palmtop cabe na palma da mão. É o computador de bolso. Funciona com bateria

Computador

É o computador de bolso. Funciona com bateria Computador Equipamento eletrônico capaz de receber e armazenar

Equipamento eletrônico capaz de receber e armazenar dados num formato prefixado, submetê-los a um tratamento, e fornecer resultados com rapidez e precisão.

Microcomputador desktop

No sentido mais amplo, um computador é qualquer equipamento ou dispositivo capaz de armazenar e manipular, lógica e matematicamente, dados quaisquer. Exemplos de computadores: ábaco, calculadora, computador analógico, computador digital.

calculadora, computador analógico, computador digital. Computadores podem ser utilizados para a digitação de

Computadores podem ser utilizados para a digitação de textos, armazenamento de informações, processamento de dados, comunicação escrita ou falada ou para entretenimento. Enfim, é ilimitado o número de tarefas que ele pode desempenhar. São ferramentas que a cada dia conseguem ser aplicadas em tarefas mais diversas, e se tornando cada vez mais indispensáveis.

Mainframe

Computador de grande porte para trabalho pesado em grandes instituições, como bancos e órgãos de governo. Super computadores: São os computadores com maior capacidade de processamento existentes. Existem poucos no mundo e são destinados a tarefas que exigem volumes enormes de processamento, como pesquisas científicas e previsão do tempo.

como pesquisas científicas e previsão do tempo. Computadores que fornecem serviços a uma rede de
como pesquisas científicas e previsão do tempo. Computadores que fornecem serviços a uma rede de
como pesquisas científicas e previsão do tempo. Computadores que fornecem serviços a uma rede de

Computadores que fornecem serviços a uma rede de computadores. Esses serviços podem ser, por exemplo, correio eletrônico, banco de dados, hospedagem de sites, etc. Os computadores que acessam os serviços de um servidor são chamados clientes.

Estação de trabalho, ou Workstation

São computadores de mesa que são utilizados em redes de computadores, em empresas, escolas etc. Servidor de rede:

computadores que trabalham em redes prestando serviços aos usuários.

que trabalham em redes prestando serviços aos usuários. Ex: servidor de impressão, servidor de dados, servidor

Ex: servidor de impressão, servidor de dados, servidor web, servidor proxy.

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Processamento de dados Consiste em extrair informação

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Processamento de dados

Consiste em extrair informação de dados. A extração de informação não é nada mais do que uma análise de conteúdo dos dados em questão e as relações retiradas dessa análise. Poderá também ser apenas a análise a frio, como por exemplo, número de dias do ano em que choveu, número de cidades com problemas de tráfego, altura média de pessoas do sexo masculino.

Os dados são quaisquer registros ou indícios relacionáveis a alguma entidade ou evento. Por exemplo, um documento de identificação pode conter vários dados de uma pessoa como nome, sexo, data de nascimento

etc. Outros exemplos de dados são a temperatura de uma cidade, ou a área de um território. Ainda que estes pareçam, por vezes, isolados, podem sempre englobar-

se em conjuntos (as temperaturas das cidades de uma

província ou país, ou as áreas de um conjunto de territórios) ou séries (as temperaturas de uma cidade ao longo do tempo).

Em qualquer atividade humana, verifica-se que a resolução dos problemas consiste em uma série de tarefas, das quais as fundamentais são: decidir o que é e como fazer, e executar as operações. Nas atividades em que se emprega o computador, os homens tomam as decisões e a máquina as executa.

A todas as atividades que, a partir de dados conhecidos

através de processamento, conduzem a resultados procurados, com ou sem emprego de qualquer equipamento auxiliar, podemos denominar atividades como processamento de dados.

podemos denominar atividades como processamento de dados. A ULA (Unidade Lógica e Aritmética) é o dispositivo

A ULA (Unidade Lógica e Aritmética) é o dispositivo que

faz as operações elementares (adição, subtração etc.),

operações lógicas (AND, OR, NOT), e operações de

comparação (por exemplo, comparar dois bytes e dizer

se são iguais). É nesta unidade que o “trabalho real” é

feito.

A UC (Unidade de Controle) armazena a posição de

memória que contém a instrução corrente que o computador está executando, informando à ULA qual operação a executar, buscando a informação (da memória) que a ULA precisa para executá-la e transferindo o resultado de volta para o local apropriado

da memória. Feito isto, a unidade de controle vai para a

próxima instrução (tipicamente localizada na próxima posição da memória (endereço de memória), a menos que a instrução seja uma instrução de desvio informando

o computador que a próxima instrução está em outra posição).

O Processamento é onde os dados de entrada serão

tratados para gerar um determinado resultado. Por exemplo, o computador executa o arquivo. Outros

exemplos: o cálculo salarial, uma complexa expressão matemática, ou até mesmo uma simples movimentação

de dados ou comparação entre eles.

A Saída é simplesmente o resultado de todo o

processamento. Em todo processamento temos dados gerados como resultado, essas saídas, podem ser impressas na tela, em papel, armazenadas, ou até mesmo servir como entrada para um outro processo. O computador exibe os resultados obtidos na tela, mostra o arquivo.

A

CPU ou Processador

O

cérebro de um computador

é o que chamamos de Processador ou CPU (do inglês, Unidade Central de Processamento).

ou CPU (do inglês, Unidade Central de Processamento). O Processador nada mais é que um Chip,

O Processador nada mais é que um Chip, formado de

silício, onde uma combinação de circuitos controla o fluxo

de funcionamento de toda a máquina.

Quando “mandamos” o computador imprimir uma página de algum documento digitado, por exemplo, é o Processador que irá receber esta ordem, entendê-la, enviar um comando para que a impressora funcione e imprima.

No chip do Processador estão às instruções de como ele

deve se comunicar com os programas que você estiver usando e a quem e como ele deve enviar as instruções que você executa no programa.

O Processador principal fica localizado em uma placa

denominada Placa-Mãe, junto com os circuitos elétricos que interligam a placa ao conjunto de componentes do

computador.

Programa

010101010101010101010101010101010101 010110010001010101010101010101010101 010101010101010101010101010101010101
010101010101010101010101010101010101
010110010001010101010101010101010101
010101010101010101010101010101010101
010101010101010101010101010101010101
010101010101010101010010101010101011
101010101010101001010111010101010101
010010101110101010101010100101011101
010101010101110010101010000100101011
000001000001000001001001010100001001
010101101010110110001101010101010101
010101010101010101010111111000010101

Nossas vidas são regidas por milhares de pequenos e

complexos programas, que conseguem processar informações e atuar sobre o nosso corpo na realização

de trabalhos.

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 De modo análogo, um computador precisa receber

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

De modo análogo, um computador precisa receber algumas sequências de instruções para que, quando executadas, realizem certa tarefa.

Conclusão

Programa é um conjunto de instruções ordenadas logicamente, escrito em uma linguagem que o computador entende e é capaz de obedecer.

Programa

que o computador entende e é capaz de obedecer. Programa Programa / Sistema Operacional Conjunto estruturado
que o computador entende e é capaz de obedecer. Programa Programa / Sistema Operacional Conjunto estruturado
que o computador entende e é capaz de obedecer. Programa Programa / Sistema Operacional Conjunto estruturado

Programa / Sistema Operacional

Conjunto estruturado de instruções, cuja principal finalidade é controlar o funcionamento do computador.

finalidade é controlar o funcionamento do computador.  Windows XP  Windows Vista  Google Chrome

Windows XP

Windows Vista

Google Chrome OS

Unix

Mac OS

Linux

Windows 7

O sistema operacional é responsável por uma série de

atividades. Toda hora estamos executando várias tarefas

que o sistema operacional controla.

Organização de dados:

É o sistema operacional que deve organizar as informações contidas no disco rígido. Se você apagou, inseriu ou removeu certo dado, o HD quem deve mover

os ponteiros de organização dos dados.

Controle de temperatura:

Quando usado intensamente o computador sofre um aquecimento natural, devido ao fato do uso estressante do processador, portanto, o SO deve controlar a

intensidade de rotação das ventoinhas que refrigeram o micro. Dica: nunca obstrua as saídas de ar, muito menos

as entradas de ar que são utilizadas pelos ventiladores

do seu computador/notebook. Computador

superaquecido tem vida-útil reduzida.

Inicialização do disco

Ao iniciar o uso do computador o HD invoca o sistema

operacional que inicia seu processo de abertura. Se você possuir mais de um sistema instalado, você terá a possibilidade de escolher em qual você gostaria de utilizar no momento, o chamado “dual boot”.

Gerenciamento de processos

O gerenciamento dos processos que estão sendo

utilizados no momento são obrigações do sistema operacional. Quanto mais processos abertos, mais

processamento e memória são utilizados. Para otimizar a bateria de seu notebook, diminua o número de processos

de seu computador.

Swap de memória (Memória virtual)

Quando o uso de memória chega ao valor máximo de uso, o sistema operacional deve escalonar uma área do

HD para ser utilizado como troca de memória, o chamado

swap. O HD passa a ser utilizado como memória. Lembrando que este processo é um tanto lento, pois a velocidade de acesso entre o HD e o processador é

muito menor do que o acesso entre o processador e a

memória. Portanto, se estiver utilizando muita memória, feche alguns aplicativos, ou adicione mais memória em

seu computador.

Sistema Computacional

Um sistema computacional consiste de um conjunto de dispositivos eletrônicos (hardware) capazes de processar informações de acordo com um programa (software), para atender às necessidades dos usuários (peopleware)

de computador.

às necessidades dos usuários (peopleware) de computador. Um computador sempre precisa de no mínimo um programa

Um computador sempre precisa de no mínimo um programa em execução por todo o tempo para operar. Tipicamente este programa é o sistema operacional. O sistema operacional determina quais programas vão executar, quando, e que recursos (como memória e dispositivos de E/S) ele poderá utilizar.

O sistema operacional também fornece uma camada de

abstração sobre o hardware, e dá acesso aos outros programas fornecendo serviços, como programas gerenciadores de dispositivos (“drivers”) que permitem aos programadores escreverem programas para diferentes máquinas sem a necessidade de conhecer especificidades de todos os dispositivos eletrônicos de cada uma delas.

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Cada sistema operacional pode ter uma maneira

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Cada sistema operacional pode ter uma maneira própria

e distinta de comunicar-se com o hardware, razão pela

qual é comum que softwares feitos para um sistema operacional não funcionem em outro, principalmente no caso de linguagens compiladas.

Uma outra forma de conceituar sistema operacional é como um gerenciador de recursos. É função do SO identificar que dispositivos estão ociosos e ocupados, como dividir o tempo de uso da CPU entre os vários

processos, alocar e gerenciar o uso de memória principal

e secundária etc.

Conjunto de elementos que torna possível o processamento eletrônico de dados. É formado por:

Hardware – Parte Física (Máquina) Software – Parte Lógica (Programas) Peopleware – Parte Humana (Pessoas)

Para que um sistema de processamento de dados funcione ao contento, faz-se necessário que três elementos funcionem em perfeita harmonia.

Hardware

O Hardware é a parte física do computador, ou seja, é o

conjunto de componentes eletrônicos, circuitos integrados e placas, que se comunicam através de

barramentos.

e placas, que se comunicam através de barramentos. Hardware Todos os dispositivos e componentes, eletrônicos

Hardware

Todos os dispositivos e componentes, eletrônicos e/ou mecânicos, internos ou externos, do computador. Podem

ser:

Periféricosmecânicos, internos ou externos, do computador. Podem ser: Não-periféricos Software Em contraposição ao hardware, o

Não-periféricosinternos ou externos, do computador. Podem ser: Periféricos Software Em contraposição ao hardware, o software é

Software

Podem ser: Periféricos Não-periféricos Software Em contraposição ao hardware, o software é a parte

Em contraposição ao hardware,

o software é a parte lógica, ou

seja, o conjunto de instruções (programas de computador) e dados (textos, planilhas, músicas, fotos etc) que é processado pelos circuitos eletrônicos do hardware. Toda

interação dos usuários de computadores modernos é realizada através do software, que é a camada, colocada sobre o hardware, que transforma o computador em algo amigável para o ser humano.

Peopleware

São pessoas que trabalham direta ou indiretamente

usando computadores. Entretanto, você precisa entender

a

diferença entre usuário e profissional de Informática.

O

usuário é aquele que usa o computador como uma

ferramenta para ser mais produtivo no trabalho, nos estudos, ou no seu dia a dia. Todos devem se preocupar em serem usuários competentes.

O profissional de Informática, além de ser um usuário

competente, tem conhecimentos a mais, que lhe permitem dar manutenção em computadores, administrar redes, desenvolver programas, criar sites de Internet etc.

Arquivos e Diretórios

Todas as informações armazenadas em discos e fitas magnéticas são gravadas em linguagem binária. Esses dados são gravados em conjunto ou agrupamentos de dados denominados ARQUIVOS. Arquivos, portanto, podem conter: instruções de um programa, textos, gráficos, banco de dados, imagens, resultados da execução de um programa etc.

dados, imagens, resultados da execução de um programa etc. Sabemos que os arquivos são armazenados nos

Sabemos que os arquivos são armazenados nos discos, então, os discos possuem uma área de armazenamento,

e a essa área damos o nome de DIRETÓRIO. Quando

um disco é formatado (preparado para leitura e gravação), o disco todo passa a ser um diretório.

Chamamos esse diretório, criado durante a formatação,

de DIRETÓRIO PRINCIPAL ou RAIZ. O diretório raiz é

representado pela barra invertida. Ex.: A:\ , B:\ , C:\ . A

letra indica a UNIDADE DE DISCOS em que estamos posicionados, e a barra invertida indica que estamos no

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 diretório raiz deste disco. Subdiretórios Um subdiretório

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

diretório raiz deste disco.

Subdiretórios

Um subdiretório é uma subdivisão de um diretório, onde

podemos armazenar arquivos correlacionados. É comum

a utilização de subdiretórios quando se tem vários

softwares para guardar em um disco. Observe a estrutura

abaixo:

para guardar em um disco. Observe a estrutura abaixo: Dados e Informação? Podemos diferenciar dados de

Dados e Informação?

Podemos diferenciar dados de informações da seguinte

forma:

"Informação é um conjunto de dados capaz de modificar o estado do conhecimento humano sobre algum fato."

O dado, por si só, não modifica o estado do

conhecimento. Por exemplo, se citarmos o número 80 apenas, ele poderá estar representando qualquer coisa.

Mas, se citarmos Rua da Hora, Nº 80, teremos a informação completa, sendo o número 80 apenas um dado desta informação.

Representação dos Dados: Palavras

Os bytes, por sua vez, podem ser agrupados em conjuntos de 1 a N byte, que denominamos PALAVRA (Word). O tamanho em bytes adotado para uma palavra varia de acordo com o modelo/série de cada computador.

Ex.: 1 Byte (8 bits), 2 Bytes (16 bits), 4 Bytes (32 bits)

A PALAVRA significa, geralmente, a quantidade de

informação que é manipulada pela memória principal de uma só vez. Unidade de Medida de Armazenamento dos Dados

Para facilitar a expressão de tamanhos de memória foram designados múltiplos específicos:

Bit

Menor volume de informação capaz de

Byte

ser lida pelo computador. Conjunto de 08 bits (um caractere)

Kbyte

1024 Bytes *

Mbyte

1024 Kbytes *

Gbyte

1024 Mbyte *

Tbyte

1024 Gbyte *

Petabyte

1024 Tbyte *

Hexabyte

1024 Petabyte *

Zetabyte

1024 Hexabyte *

Yottabyte

1024 Zetabyte *

* Aproximadamente

TABELA DE CONVERSÃO DAS UNIDADES

(O valor correto é 1024, conforme tabela acima, mas para facilitar as contas usaremos o valor 1000).

acima, mas para facilitar as contas usaremos o valor 1000). Estes múltiplos são utilizados para memória

Estes múltiplos são utilizados para memória principal ou memória auxiliar, sem distinção, e servem para expressar a capacidade de armazenamento das mesmas.

O processo de armazenamento de memória é similar ao

dos discos magnéticos e ópticos. A diferença é que, na memória os dados são representados por sinais eletrônicos (ausência de corrente elétrica=0 e

presença=1).

Os bits e bytes são basicamente a linguagem do computador.

Os computadores "entendem" impulsos elétricos, positivos ou negativos, que são

representados por 1

respectivamente.A cada impulso elétrico, damos o nome de bit(binary digit).Um conjunto de 8 bits remídos como uma

0

bit(binary digit).Um conjunto de 8 bits remídos como uma 0 ou única unidade forma um byte.

ou

única unidade forma um byte.

8 bits remídos como uma 0 ou única unidade forma um byte. Nos computadores representar 256

Nos computadores representar 256 números binários é o suficiente para que possamos lidar a contento com eles.Por isso, os bytes possuem 8 bits. É só fazer os cálculos: como um bit representa dois tipos de valores (1 ou 0) e um byte representa 8 bits, basta fazer 2(do bit) elevado a 8 (do byte)que é igual a 256.

Os bytes representam todas as letras(maiúsculas e minúsculas), sinais de pontuação, acentos, caracteres especiais e até mesmo informações que não podemos ver, mas que servem para comandar o computador e que podem inclusive serem enviados pelo teclado ou por outro dispositivo de entrada de dados e instruções.

Conversão - Decimal para Binário

Como já vimos um Byte representa um conjunto de 8

bits, formando assim um caractere que pode ser uma letra, um algarismo, um ponto luminoso de uma imagem, uma frequência isolada de um som, ou uma combinação

de teclas do teclado.

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 128 64 32 16 8 4 2

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

128 64 32 16 8 4 2 1 0 1 0 1 1 0 1
128
64 32
16
8 4
2 1
0
1 0
1
1 0
1 1

O número 63 que equivale ao caractere interrogação (?) será convertido para o número binário, no exemplo abaixo:

será convertido para o número binário, no exemplo abaixo: Periféricos Dispositivos de entrada e/ou saída de

Periféricos

Dispositivos de entrada e/ou saída de dados, que tornam possível enviar e receber informações do computador.

Em informática, o termo periférico aplica-se a qualquer equipamento acessório que seja conectado à CPU (unidade central de processamento).

Existem três classificações de periféricos:

De entrada – os periféricos de entrada (enviam informação para o computador. Ex.: mouse, teclado, scanner, leitores de CD-ROM e DVD-ROM, Webcam;

De saída – os periféricos de saída (recebem informação do computador. Ex.: monitores, impressoras, plotters, caixas de som etc.

De entrada e saída – e os periféricos mistos (enviam/recebem informação para/do computador. Ex.:

monitores de video touch screen, leitores/gravadores de cartões e disquetes, Gravadores de CD-R/W, de DVD- R/W, Placas de rede, placas de fax-modem etc.

Cada periférico tem sua função definida e executa ou envia tarefas ao computador de acordo com essa função. Sistema Operacional

Periféricos de Entrada

Servem para inserir dados no computador:

Teclado, Mouse, Câmera; Scanner, Mesa digitalizadora; Microfone, Leitores de CD e DVD;

Teclado

digitalizadora; Microfone, Leitores de CD e DVD; Teclado Semelhante ao teclado de uma máquina de escrever,

Semelhante ao teclado de

uma máquina de escrever, é composto por todas as letras do alfabeto internacional, a barra de espaço, símbolos e sinais como: sinal de percentual, “E” comercial (&), asterisco, aspas, além de toda a acentuação ortográfica,

e também números de 0 (zero) a 9 (nove). Algumas

teclas deste teclado possuem duas funções, como é o caso da tecla de dois pontos e ponto-e-vírgula. Para se obter o caractere que estiver na parte inferior da tecla, basta pressioná-la, e para se obter o caractere que estiver na parte superior da tecla, deve-se manter pressionada a tecla de SHIFT antes de teclar.

Teclado Numérico

Este teclado possui dupla função:

navegação e dígitos numéricos. Existe uma tecla de controle (Num Lock), que ativa e desativa a parte numérica deste teclado. Quando a tecla Num Lock está desativada estamos utilizando as funções de navegação, e quando está ativada, a função de dígitos numéricos.

Teclado de Controle

a função de dígitos numéricos. Teclado de Controle De grande importância para o controle do equipamento,

De grande importância para

o controle do equipamento,

este teclado permite que sejam alteradas as funções de algumas teclas, dentre elas citamos: ALT, CTRL, CAPS LOCK, SHIFT, ESC, ENTER, WINKEY (tecla Windows).

CTRL, CAPS LOCK, SHIFT, ESC, ENTER, WINKEY (tecla Windows). Teclado de Funções Suas teclas só funcionam

Teclado de Funções

Suas teclas só funcionam de acordo com as funções que lhe são atribuídas pelo programa em utilização, podendo assumir diversas funções. Em combinação com outras teclas podem oferecer inúmeros recursos, sempre dependendo do programa em uso.

inúmeros recursos, sempre dependendo do programa em uso. Ex.: Ctrl + F1, Alt + F1, Shift

Ex.: Ctrl + F1, Alt + F1, Shift + F1, ou ainda isoladamente, F1, F2, F10 etc. Em geral, a tecla F1, em todos os programas básicos tem a função de Ajuda.

Mouse

O mouse é um periférico de entrada que historicamente

se juntou ao teclado como auxiliar no processo de entrada de dados, especialmente em programas com interface gráfica. O mouse funciona como um apontador sobre a tela do computador e disponibiliza normalmente quatro tipos operações: movimento, click, duplo click e drag and drop (arrastar e largar).

click, duplo click e drag and drop (arrastar e largar). NUCE | Concursos Públicos Parte integrante

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Existem modelos com um, dois, três ou

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Existem modelos com um, dois, três ou mais botões cuja funcionalidade depende do ambiente de trabalho e do programa que está a ser utilizado. Claramente, o botão esquerdo é o mais utilizado.

Microfone

O microfone é um transdutor que

converte o som em sinais elétricos.

Microfones são usados em muitas aplicações como telefones, gravadores, aparelhos auditivos, shows e na transmissão de rádio e televisão.

Leitor de CD

shows e na transmissão de rádio e televisão. Leitor de CD Os reprodutores digitais foram desenvolvidos

Os reprodutores digitais foram desenvolvidos no final dos anos de 1980, com a promessa de melhorar a qualidade de áudio da alta fidelidade e da duplicação, e reduzir os ruídos e chiados das fitas cassete e dos discos de vinil. Para os consumidores, a revolução digital chegou sob a forma do CD. Diferente da fita analógica, o CD oferece um acesso aleatório, o que significa que pode-se acessar diretamente às pistas no meio do disco sem ter que buscar em pistas prévias.

no meio do disco sem ter que buscar em pistas prévias. Leitoras ópticas Muito utilizadas em

Leitoras ópticas

Muito utilizadas em supermercados (caneta óptica de código de barra) e guaritas de identificação. Concursos públicos também utilizam leitoras ópticas que, além de interpretarem códigos de barra, são programáveis quanto ao processamento de gabaritos-respostas. Estes dispositivos são sensíveis à luz, e são capazes de interpretar as informações codificadas em contrastes de cores.

as informações codificadas em contrastes de cores. Mesas Digitalizadoras São dispositivos semelhantes ao

Mesas Digitalizadoras

São dispositivos semelhantes ao mouse. A diferença é que o mouse transmite referências (coordenadas) posicionais ao computador através da rolagem de sua esfera sobre qualquer superfície.

da rolagem de sua esfera sobre qualquer superfície. Já a mesa digitalizadora transfere todos os movimentos

Já a mesa digitalizadora transfere todos os movimentos

através da variação das coordenadas de uma caneta em

relação à mesa.

Muito utilizados em softwares gráficos profissionais na área de CAD (Computer Aidded Desinger) - engenharia, arquitetura, cartografia, geoprocessamento, etc.

Scanner

O Scanner é um periférico capaz de

digitalizar uma fotografia através de um processo de leitura óptica. Ele converte cada ponto da fotografia em bytes e transfere essas informações ao computador.

em bytes e transfere essas informações ao computador. OCR é um acrónimo para o inglês Optical

OCR é um acrónimo para o inglês Optical Character

Recognition (reconhecimento ótico de caracteres),

uma tecnologia para reconhecer caracteres a partir de

um arquivo de imagem, ou mapa de bits. Através do OCR é possível digitalizar uma folha de texto impresso e obter um arquivo de texto editável.

de texto impresso e obter um arquivo de texto editável. Periféricos de Saída Servem para extrair
de texto impresso e obter um arquivo de texto editável. Periféricos de Saída Servem para extrair

Periféricos de Saída

Servem para extrair dados no computador:

Monitor; Impressora; Plotter; Caixas de som.
Plotter; Caixas de som.Monitor; Impressora;

Têm a função de exteriorizar os resultados obtidos através do processamento das informações lidas na(s) unidade(s) de entrada.

Monitores de Vídeo

O princípio de funcionamento dos

monitores de vídeo é o mesmo dos televisores. A diferença é que os monitores conseguem representar imagens e textos em pontos digitais, isto é, numa matriz onde

o número de linhas e de colunas é constante.

matriz onde o número de linhas e de colunas é constante. Isto não ocorre com o

Isto não ocorre com o monitor de vídeo dos televisores

convencionais, onde as imagens são analogicamente reproduzidas. Existem diversos tipos e padrões de monitores. Quanto ao tipo, os monitores podem ser classificados como monocromáticos e policromáticos (coloridos). Os monitores LCD (coloridos) trabalham com matrizes

ativas e passivas.

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Webcam Webcam ou câmara web é uma

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Webcam

Webcam ou câmara web é uma câmera

de vídeo de baixo custo que capta

imagens e as transfere para um computador. Pode ser usada para videoconferência, monitoramento de ambientes, produção de vídeo e imagens para edição, entre outras

aplicações. Atualmente existem webcams de baixa ou de

alta resolução (acima de 2.0 megapixels) e com ou sem

microfones acoplados. Algumas webcams vêm com leds (diodos emissores de luz), que iluminam o ambiente

quando há pouca ou nenhuma luz externa.

iluminam o ambiente quando há pouca ou nenhuma luz externa. Impressoras matriciais (Impacto) As impressoras

Impressoras matriciais (Impacto)

As

impressoras matriciais por fita

são

as mais robustas e baratas do

mercado. Não apresentam uma boa resolução gráfica, e externam a informação imprimindo-a caractere a caractere em uma folha de papel.

imprimindo-a caractere a caractere em uma folha de papel. A resolução dessas impressoras é diretamente proporcional

A resolução dessas impressoras é diretamente

proporcional à quantidade de agulhas presentes em seu cabeçote que pressiona a fita sobre o papel. Esta quantidade varia entre 9 e 24 agulhas.

As impressoras matriciais mais modernas utilizam à

tecnologia jato de tinta (ink-jet). Através desta técnica, as agulhas que impressionam a fita de impressão são substituídas por pequenos injetores que jogam tinta diretamente no papel.

A qualidade de impressão de uma impressora matricial

jato de tinta se aproxima bastante da off-set, muito embora o método de impressão ainda é considerado

matricial, e é possível se enxergar os pontos que formam

as letras e figuras impressas.

Impressoras laser

Apresentam um processo de impressão similar ao das máquinas copiadoras (Xerox, Minolta, etc). Através da queimagem do tonner (um pó especial, sensível aos raios laser) as laser-jets conseguem reproduzir imagens e textos com impecável precisão e qualidade.

imagens e textos com impecável precisão e qualidade. Esta qualidade é medida em densidade por polegada,

Esta qualidade é medida em densidade por polegada, e varia no atual mercado entre 150 e 800 dpi. Quanto à velocidade depende exclusivamente do modelo.

"Plotters" (Traçadores Gráficos)

Os plotters são verdadeiras máquinas desenhadoras. Eles são apropriados para reproduzir desenhos tipo plantas, mapas, etc. Funcionam através de canetas ou estiletes que passeiam por sobre o papel ou tecido.

ou estiletes que passeiam por sobre o papel ou tecido. Os plotters são equipamentos caríssimos e

Os plotters são equipamentos caríssimos e conseguem imprimir sobre papeis de qualquer gramatura ou área. São bastante utilizados por arquitetos, engenheiros, cartógrafos e pela indústria têxtil. Um plotter é capaz de cortar dezenas de tecidos de uma só vez.

é capaz de cortar dezenas de tecidos de uma só vez. Periféricos de Entrada e Saída
é capaz de cortar dezenas de tecidos de uma só vez. Periféricos de Entrada e Saída

Periféricos de Entrada e Saída

Servem tanto para inserir, como para extrair dados no computador:

Unidade de Disco Rígido; Unidade de Disco Flexível; Unidade de Fita; Gravadores de CD e DVD; Placas de Rede; Modem; Pen Drive; Monitor Touch Screen

Unidade de Disco Rígido (Hard Disk ou Winchester)

Screen Unidade de Disco Rígido (Hard Disk ou Winchester) Ao contrário dos disquetes, o disco rígido

Ao contrário dos disquetes, o disco rígido é encontrado dentro da unidade de disco rígido, como seu nome já diz, não é flexível nem tão pouco removível. Seu uso é mais permanente do que os disquetes (usados em geral para locomoção de dados entre micros ou back-ups). Os winchesters são infinitamente maiores em capacidade de armazenamento e mais rápidos que os disk-drives.

Unidade de Disco Flexível – FDD (Floppy Disk Drive)

As unidades leitoras e gravadoras de discos flexíveis, mais comumente conhecidas como Disk-Drives, conseguem armazenar em um disco os dados representados em pontos magnetizados e pontos não magnetizados.

em pontos magnetizados e pontos não magnetizados. NUCE | Concursos Públicos Parte integrante deste Material

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Gravadores de CD/ROM e DVD (Disco Óptico)

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Gravadores de CD/ROM e DVD (Disco Óptico)

– Módulo 01 Gravadores de CD/ROM e DVD (Disco Óptico) Os mesmos CDs que usamos para

Os mesmos CDs que usamos para ouvir uma boa música, podem ser utilizados para armazenar informação. Através de pontos luminosos por sobre uma camada de alumínio revestida de teflon, o CD consegue representar os bits e bytes que o computador interpreta.

Os Gravadores de DVD’s representam um dispositivo de entrada/saída (memória), pois conseguem superar a velocidade de acesso e a capacidade de armazenamento dos winchesters, garantindo vida eterna às informações. Os DVD’s e CDs não se apagam por efeito de campos magnéticos, e não oferecem qualquer risco de distorção dos dados. Só não podem ser arranhados.

Ao contrário dos winchesters, os DVD’s e CD’s normalmente só podem ser gravados uma única vez. Após a sua gravação, os dados só podem ser lidos pelo computador ou aparelho compatível.

Unidades de Leitura e Gravação em Fita Magnética

Unidades de Leitura e Gravação em Fita Magnética Considerado um dispositivo ultrapassado, ainda é

Considerado um dispositivo ultrapassado, ainda é frequentemente utilizado por centros de processamento de dados de grande porte no armazenamento de cópias de segurança (back- ups). A dificuldade apresentada pelas fitas magnéticas enquanto dispositivo armazenador de informações é basicamente a lentidão no acesso à informação, pois a leitura e a gravação são feitas de forma sequencial.

Cable Modem / Placa de Fax-modem

Um equipamento em especial passa a fazer parte do vocabulário desta ciência: o "Modem". Sem ele, a informação não conseguiria Isto ocorre por um simples fato: a onda quadrada não consegue chegar quadradinha no computador receptor.

não consegue chegar quadradinha no computador receptor. As interferências eletromagnéticas impostas pelos meios
não consegue chegar quadradinha no computador receptor. As interferências eletromagnéticas impostas pelos meios

As interferências eletromagnéticas impostas pelos meios tradicionais de transmissão (telefonia) distorcem notadamente as ondas quadradas, tornando-as intraduzíveis pelo computador que a recebe. Além disto, a velocidade de transmissão de dados por satélite ou pelo sistema de telefonia é bastante sujeito a variação.

Pen drive - Memórias Flash

bastante sujeito a variação. Pen drive - Memórias Flash Em condições ideais as memórias flash podem

Em condições ideais as memórias flash podem armazenar informação durante 10 anos. Memória USB Flash Drive, também designado como Pen Drive, é um dispositivo de armazenamento constituído por uma memória flash tendo uma fisionomia semelhante à de um isqueiro ou chaveiro e uma ligação USB tipo A permitindo a sua conexão a uma porta USB de um computador. As capacidades atuais, de armazenamento, são 1GB a 256 GB. A velocidade de transferência de dados pode variar dependendo do tipo de entrada: USB 1.0 a 3.0;

pode variar dependendo do tipo de entrada: USB 1.0 a 3.0; Monitores de vídeo Touch-Screen São

Monitores de vídeo Touch-Screen

São monitores comuns dotados de um gerador de campo eletromagnético, capaz de perceber o toque por sobre sua tela. Esta solução é utilizada com frequência pelos caixas eletrônicos dos bancos e outros sistemas de acesso público.

Tipos Memórias

bancos e outros sistemas de acesso público. Tipos Memórias Chamamos de memória aos dispositivos de armazenamento

Chamamos de memória aos dispositivos de armazenamento de dados dos computadores. Você pode pensar na memória como um conjunto de caixas de armazenamento a partir das quais o microprocessador retira instrução para o próximo passo numa seqüência de trabalho e, após realizar algum cálculo, onde ele armazena resultado para uma utilização posterior.

Memória

É o local onde armazenamos os dados de forma temporária ou por longos períodos.

Tipos de Memória Primária

Existem basicamente dois tipos de memórias primárias em um computador:

dois tipos de memórias primárias em um computador: Memória RAM; Memória ROM; A Memória RAM A

Memória RAM;

Memória ROM;

A Memória RAM

A memória RAM (Random Access Memory) é um

dispositivo de armazenamento, que pode conter instruções para dizer ao computador o que fazer, ou podem conter também dados que o computador precisa para realizar uma instrução. As memórias RAM são denominadas genericamente voláteis, pelo fato de possuírem uma característica chamada refrescamento de memória, que tem a finalidade de manter os dados armazenados enquanto o computador estiver ligado.

A Memória ROM

A memória ROM (Read-Only

Memory) é uma memória que

só pode ser lida e os dados

não são perdidos com o desligamento do computador.

dados não são perdidos com o desligamento do computador. NUCE | Concursos Públicos Parte integrante deste

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Enquanto a memória RAM aceita gravação, regravação

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Enquanto a memória RAM aceita gravação, regravação e perda de dados, a ROM é utilizada para que o processador execute um software, chamado de firmware. Basicamente, existem três rotinas nessa memória, que são acessados toda vez que ligamos o computador:

BIOS; POST; SETUP.

É considerada uma memória permanente, pois não podemos alterar os dados contidos nela, porque as informações são gravadas no momento de sua fabricação. Essa memória está localizada na placa-mãe.

fabricação. Essa memória está localizada na placa-mãe. Há basicamente três programas dentro da memória ROM que

Há basicamente três programas dentro da memória ROM que são conhecidos pela denominação firmware.

BIOS (Sistema Básico de Entrada e Saída): “auxilia” o processador a trabalhar com os periféricos básicos do sistema, tais como a unidade de disquete e o vídeo.

POST (Autoteste ao Ligar): há um teste de memória sempre que o micro é ligado. Você já deve ter reparado que, quando ligamos o computador, o mesmo visualiza a numeração da capacidade da memória RAM, disco rígido, etc.

CMOS - SETUP (Atualização/Configuração): o CMOS atualiza a data e a hora do sistema operacional através de uma pilha acoplada à placa-mãe. O SETUP é um programa de configuração de hardware (para os componentes da placa-mãe) que, para utilizarmos, é necessário, normalmente, pressionar a tecla DEL do teclado.

normalmente, pressionar a tecla DEL do teclado. Memória Secundária A Memória secundária ou Memória de
normalmente, pressionar a tecla DEL do teclado. Memória Secundária A Memória secundária ou Memória de

Memória Secundária

A Memória secundária ou Memória de Massa é usada

para gravar grande quantidade de dados, que não são perdidos com o desligamento do computador, por um período longo de tempo. Exemplos de memória de

Massa:

CD; DVD; Disco rígido; Disquete; Pen drive. Disco Rígido externo

Normalmente a memória secundária não é acessada

diretamente pela CPU, mas sim por meio dos dispositivos

de Entrada e Saída. Isso faz com que o acesso a essa

memória seja muito mais lento do que o acesso à memória primária.

Memória Terciária

Fita magnética para gravação de dados

Sistemas mais complexos de computação podem incluir um terceiro nível de memória, com acesso ainda mais lento que o da memória secundária. Um exemplo seria um sistema automatizado de fitas contendo a informação necessária.

automatizado de fitas contendo a informação necessária. A memória terciária não é nada mais que um

A

memória terciária não é nada mais que um dispositivo

de

memória secundária utilizada para fins de Backup

(cópia de segurança).

Em informática, backup refere-se à cópia de dados de um dispositivo para o outro com o objetivo de posteriormente os recuperar (os dados), caso haja algum problema. Em modos gerais o backup é uma tarefa essencial para todos os que usam computadores e / ou outros dispositivos, tais como máquinas digitais de fotografia, leitores de MP3, etc. Atualmente, os mais conhecidos meios de backups são: CD-ROM, DVD e Disco Rígido Externo e fitas magnéticas. Na prática existem inúmeros softwares para criação de backups e a posterior reposição. Como por exemplo o Norton Ghost

da

Symantec.

O

termo backup também pode ser utilizado para

hardware significando um equipamento para socorro

(funciona como um pneu socorro do veículo) pode ser

que servirá para

substituir temporariamente um desses equipamentos que estejam com problemas.

uma impressora, CPU ou monitor etc

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 A memória Auxiliar Cache Setores A Memória

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

A memória Auxiliar

Cache

Setores
Setores
– IPD – Módulo 01 A memória Auxiliar Cache Setores A Memória Cache é uma memória

A Memória Cache é uma memória

elétrica (como a RAM) que armazena dados mais rápido que a RAM. Na verdade, a memória Cache é um tipo de RAM.

Sua função é armazenar os dados mais recentemente requisitados da memória RAM principal. Quando a CPU requisita um dado à RAM, ele é copiado para a Cache para que, se for requisitado novamente, não seja necessário buscar na RAM outra vez.

Normalmente a memória é nitidamente separada da ULA em uma arquitetura de computador. Porém, os microprocessadores atuais possuem memória cache incorporada, o que aumenta em muito sua velocidade.

Buffer

É uma região de memória temporária utilizada para

escrita e leitura de dados. Os dados podem ser originados de dispositivos (ou processos) externos ou internos ao sistema. Os buffers podem ser implementados em software ou hardware. Normalmente, os buffers são utilizados quando existe uma diferença entre a taxa em que os dados são recebidos e a taxa em que eles podem ser processados, ou no caso em que essas taxas são variáveis.

processados, ou no caso em que essas taxas são variáveis. Memória intermediária que armazena dados temporariamente
processados, ou no caso em que essas taxas são variáveis. Memória intermediária que armazena dados temporariamente

Memória intermediária que armazena dados temporariamente durante uma operação.

Unidades (Drives)

Unidades são dispositivos capazes de ler e/ou gravar informações em Discos Rígidos, Discos Flexíveis (disquetes), Discos Ópticos (CDs) e fitas magnéticas.

(disquetes), Discos Ópticos (CDs) e fitas magnéticas. Gravação na Superfície Magnética Trilhas Unidades
(disquetes), Discos Ópticos (CDs) e fitas magnéticas. Gravação na Superfície Magnética Trilhas Unidades
(disquetes), Discos Ópticos (CDs) e fitas magnéticas. Gravação na Superfície Magnética Trilhas Unidades

Gravação na Superfície Magnética

e fitas magnéticas. Gravação na Superfície Magnética Trilhas Unidades (Drives) Discos Flexíveis  Unidades
e fitas magnéticas. Gravação na Superfície Magnética Trilhas Unidades (Drives) Discos Flexíveis  Unidades
e fitas magnéticas. Gravação na Superfície Magnética Trilhas Unidades (Drives) Discos Flexíveis  Unidades

Trilhas

magnéticas. Gravação na Superfície Magnética Trilhas Unidades (Drives) Discos Flexíveis  Unidades A:\ e B:\

Unidades (Drives)

Discos Flexíveis Unidades A:\ e B:\ Discos Rígidos A partir da Unidade C:\ Discos Ópticos (CD e DVD) A partir da Unidade D:\ Fitas Magnéticas A partir da Unidade D:\ Pen Drives e Players A partir da Unidade D:\

Arquivos e Diretórios

Arquivos são agrupamentos de dados gravados memórias.

nas

Diretórios (pastas) são divisões das áreas de armazenamento dos discos e fitas.

divisões das áreas de armazenamento dos discos e fitas. USB (Universal Serial Bus) USB é a
divisões das áreas de armazenamento dos discos e fitas. USB (Universal Serial Bus) USB é a
divisões das áreas de armazenamento dos discos e fitas. USB (Universal Serial Bus) USB é a

USB (Universal Serial Bus)

USB é a sigla de Universal Serial Bus. Trata-se de uma tecnologia que tornou mais simples e fácil a conexão de diversos tipos de aparelhos (câmeras digitais, drives externos, modem, mouse, teclado, etc.) ao computador,

drives externos, modem, mouse, teclado, etc.) ao computador, NUCE | Concursos Públicos Parte integrante deste Material
drives externos, modem, mouse, teclado, etc.) ao computador, NUCE | Concursos Públicos Parte integrante deste Material

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 evitando o uso de um tipo específico

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

evitando o uso de um tipo específico de conector para cada dispositivo. Este artigo visa mostrar o porquê do USB ter essas características e de ser tão essencial.

Conexões Wireless

A palavra Wireless, provém do inglês: Wire (fio, cabo); Less (sem); ou seja: sem fios. Wireless então caracteriza qualquer tipo de conexão para transmissão de informação sem a utilização de fios ou cabos. Seu controle de televisão ou aparelho de som, seu telefone celular e uma outra infinidade de aparelhos trabalham com conexões Wireless

infinidade de aparelhos trabalham com conexões Wireless Pen Drive Blu-Ray Quad-Layer Pra quem anda meio por

Pen Drive

de aparelhos trabalham com conexões Wireless Pen Drive Blu-Ray Quad-Layer Pra quem anda meio por fora
de aparelhos trabalham com conexões Wireless Pen Drive Blu-Ray Quad-Layer Pra quem anda meio por fora

Blu-Ray Quad-Layer

com conexões Wireless Pen Drive Blu-Ray Quad-Layer Pra quem anda meio por fora das novidades, o

Pra quem anda meio por fora das novidades, o Blu-Ray é um dos novos padrões que visa substituir o DVD. Cada BR tem um espaço para guardar de 15GB a 100GB por disco de 12 cm (mesmo tamanho dos CDs e DVDs).

a 100GB por disco de 12 cm (mesmo tamanho dos CDs e DVDs). HVD – Holographic
a 100GB por disco de 12 cm (mesmo tamanho dos CDs e DVDs). HVD – Holographic
a 100GB por disco de 12 cm (mesmo tamanho dos CDs e DVDs). HVD – Holographic

HVD – Holographic Versatile Disc

A nova geração será capaz de ler e gravar dados holograficamente. Já não se trata mais de alguns gibagytes, mas sim de até 3,9 TeraBytes e a uma velocidade espantosa de 1 GB/s. Conheça o HVD e seja bem vindo à nova geração de discos holográficos!

e seja bem vindo à nova geração de discos holográficos! Backup Cópia de segurança é a
e seja bem vindo à nova geração de discos holográficos! Backup Cópia de segurança é a
e seja bem vindo à nova geração de discos holográficos! Backup Cópia de segurança é a
e seja bem vindo à nova geração de discos holográficos! Backup Cópia de segurança é a

Backup

Cópia de segurança é a cópia de dados dum dispositivo de armazenamento a outro para que possam ser restaurados em caso da perda dos dados originais, o que pode envolver apagamentos acidentais ou corrupção de dados.

envolver apagamentos acidentais ou corrupção de dados. Meios difundidos de cópias de segurança incluem CD- ROM,

Meios difundidos de cópias de segurança incluem CD- ROM, DVD, disco rígido externo, fitas magnéticas e a cópia de segurança externa (online). Esta, transporta os dados por uma rede como a Internet para outro ambiente, geralmente para equipamentos mais sofisticados, de grande porte e alta segurança.

Tipos de backup

Backup Completo: Cópia completa das informações selecionadas

Backup Incremental: Cópia apenas dos arquivos criados ou alterados desde o último backup realizado e marca-os como arquivos que passaram por backup.

Backup Diferenciado: Cópia apenas dos arquivos criados ou alterados desde o último backup realizado, e não marca-os como arquivos que passaram por backup, podendo gerar um arquivo vazio, quando não houver alterações.

Backup Online: Cópia dos arquivos para um servidor de Internet.

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Para entender melhor SO Aplicativo e Utilitários

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Para entender melhor SO Aplicativo e Utilitários Arquivo
Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 Para entender melhor SO Aplicativo e Utilitários Arquivo

Para entender melhor

para Concursos – IPD – Módulo 01 Para entender melhor SO Aplicativo e Utilitários Arquivo Disco
para Concursos – IPD – Módulo 01 Para entender melhor SO Aplicativo e Utilitários Arquivo Disco

SO

Aplicativo e Utilitários
Aplicativo e
Utilitários

Arquivo

Disco Rígido C:
Disco Rígido C:
SO Aplicativo e Utilitários Arquivo Disco Rígido C: Pasta NUCE | Concursos Públicos Parte integrante deste

Pasta

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 1. Enumere os componentes de hardware da

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

1. Enumere os componentes de hardware da segunda coluna de acordo com a função presente na primeira.

1)

Permite a exibição da tela do computador (ou de outro dispositivo) de maneira ampliada ou em um telão.

2)

Periférico de entrada e saída de dados que usa a porta USB.

3)

Usado em ambiente gráfico para selecionar opções na tela.

4)

Contém as unidades de controle, lógica e aritmética, realiza as principais funções do computador.

5)

É uma memória volátil, pois seu conteúdo não permanece após desligado o computador.

(

) Ram.

(

) CPU.

(

) Pen drive.

(

) Projetor.

(

) Mouse.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) 5, 4, 2, 1 e 3.

b) 5, 4, 2, 3 e 1.

c) 3, 5, 4, 2 e 1.

d) 3, 5, 1, 4 e 2.

e) 4, 5, 2, 1 e 3.

2. Um componente de hardware do microcomputador classificado como periférico é:

a) O disco rígido.

b) A placa de rede.

c) O processador.

d) A impressora.

e) A memória RAM.

3. Os monitores de computador que recebem comandos do usuário através de uma tela sensível ao toque constituem dispositivos de entrada e saída, e são chamados:

a) Touch Screen

b) Touch Pad

c)

Mouse Óptico

e) FDD

d)

USB

4. O hardware dos sistemas computacionais é composto por um conjunto bem definido de d ispositivos e unidades. Qual das alternativas abaixo NÃO é exemplo de dispositivos de entrada ou de saída de um computador?

a) teclado

b) mouse

c) impressora

d) modem

e) CPU

5. A guarda permanente e adequada das informações, rotineiramente trabalhadas em um microcomputador, deve ser feita gravando os dados:

a)

b) Na memória RAM.

c) Na memória EPROM.

d) Em uma mídia rígida ou removível.

e) Na memória ROM.

Na CPU.

6. Para aumentar a velocidade de acesso e recuperação de arquivos, o desfragmentador de disco do Windows realiza a operação de:

a) Agrupar os arquivos mais utilizados em partições mais rápidas do disco.

b) Agrupar os arquivos mais utilizados em um único volume de disco.

c) partes

Regravar

de

um

arquivo

em

setores

contínuos.

d) Agrupar clusters menores do disco em cluster de tamanho maior.

e) Liberar espaço da unidade de disco.

7. Quanto ao armazenamento de dados, é correto afirmar que:

a) CD-ROMs podem ter a capacidade de 2048 MB.

b) O disco rígido (HD) é um exemplo de memória RAM.

c) O disco DVD-RW pode ser gravado mas os dados não podem ser apagados.

d) O Pen Drive é um dispositivo constituído com memória flash, ou seja, preserva seu conteúdo sem a necessidade de fonte de alimentação.

e) O disquete possui um mecanismo de proteção à integridade dos dados nele armazenados, mesmo que seja ejetado durante uma tarefa de leitura ou gravação.

8. Uma vantagem de um CD-RW sobre um CD-R é que o primeiro:

a) Oferece suporte a gravação de áudio e vídeo.

b) Possui maior capacidade de processamento

c) Permite sucessivas gravações, inclusive na mesma área.

d) Pode ser gravado diversas vezes, desde que em áreas diferentes.

e) Apresenta melhor desempenho com o sistema operacional Windows

9. As caixas de som de um computador são periféricos de saída, pois os dados saem do Computador para o usuário, assim como acontece com a impressora. Mas o Scanner é considerado:

a) Parte integrante da CPU

b) Periférico de Entrada

c) Periférico Misto (Entrada e Saída)

d) Periférico de Saída

e) Periférico apenas de saída.

10. Memória de alta velocidade, normalmente composta por registradores, que contribui para aumento de velocidade em operações repetidas:

a)

b) Cache

c) RAM

d) ROM

e) HD (winchester)

Disco óptico.

NUCE | Concursos Públicos

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01 11. Por falta de tempo ou até

Informática para Concursos – IPD – Módulo 01

11. Por falta de tempo ou até mesmo de conhecimento, o backup sempre é esquecido e deixado para última hora e só é lembrado quando precisamos dele, nas horas críticas. Portanto, para evitar transtornos e melhorar a segurança e integridade de informações valiosas, determinadas práticas são recomendáveis, EXCETO:

 

a)

definir quantas vezes e em qual intervalo de tempo

 

o

backup deve ser feito para não atrapalhar o

desempenho do servidor onde é feito o backup.

 

b)

agendar o backup em horários que o servidor é menos utilizado, como em horários de almoço, e final da tarde.

c)

backup deve ser identificado corretamente com data, hora, conteúdo e autor.

o

d)

deve-se evitar a realização de backup em

 

dispositivos externos, como mídias de CD's, DVD's, Pen Drive e procurar mantê-lo no mesmo servidor onde as informações originais estão armazenadas

a

fim de facilitar a recuperação das mesmas.

 

e)

verificar se as informações salvas estão íntegras,

 

ou

seja, em condições de serem restauradas, caso

seja necessário.

12.

O

processamento

e

o

controle

das

instruções

executadas em um computador são funções da

a) unidade central de processamento.

b) memória secundária.

c) memória principal.

d) unidade lógica e aritmética.

e) unidade de controle.

13. O hardware, cuja função é fornecer o ponto de acesso de um computador a uma rede de computadores, é

a) sistema operacional.

b)

c) unidade central de processamento.

d) barramento de endereços.

e) placa (ou interface) de rede.

o

a placa-mãe.

a

o

a

Resp.

Resp.

Resp.

 

A

01 06

 

C

11

D

 

B

02 07

 

D

12

A

 

A

03 08

 

C

13

E

 

E

04 09

 

B

NUCE

 

D

05 10

 

B

 

GABARITO

 

NUCE | Concursos Públicos