Vous êtes sur la page 1sur 18

Lesões dos Músculos da Coifa

dos Rotadores

Mestrado Integrado em Medicina


Turma 7 5 de Junho de 2008
Caso Clínico

 Sexo feminino;
 63 anos;
 Progressiva fragilidade e desconforto no ombro direito
 Saudável e sem lesões anteriores;
 Diagnosticada bursite – 4 injecções corticosteróides
subacromiais, tendo as duas últimas mostrado-se ineficientes;
 Exames físicos revelaram atrofia num músculo da coifa dos
rotadores e fraqueza ao elevar o braço.

 Qual o diagnóstico correcto?


O que é a coifa dos rotadores?

São um grupo de quatro tendões que


estabilizam a articulação do ombro.
Estes tendões unem-se a quatro
músculos que permitem mover o
ombro em várias direcções:

• Infra-espinhoso: (I) roda


lateralmente o braço
• Supra-espinhoso: ajuda na abdução
do braço
• Redondo menor: roda
lateralmente o braço
• Subescapular: roda medialmente
o braço, faz adução.
Como surgem as lesões da coifa dos rotadores?

 Causa mais comum:


 Envelhecimento do tecido
muscular.

 Outras causas:
 Queda sobre o ombro.
 Movimentos repetitivos com o
braço acima da cabeça, por
exemplo, na prática de desportos
como a natação.

Dor, perda de força e perda de mobilidade da articulação


Quais os sintomas deste tipo de lesão?

 Dor (região antero-lateral do ombro e face lateral do braço);

 Dor constante durante a noite ao ponto de impedir de

dormir;

 Impossibilidade de se deitar sobre o membro afectado;

 Movimentos da articulação do ombro limitados;

 Cliques ao tentar mover o ombro;

 Dor mais intensa ao elevar o braço acima da cabeça;

 Fraqueza nos músculos do ombro ao tentar levantar o

braço.
Factores de Risco
• Realizar actividades que envolvem movimentos repetitivos e que
envolvam esforço por parte dos músculos da coifa;

• Levantamento de pesos;

• Músculos da coifa enfraquecidos pela inutilização dos mesmos;

• Obesidade;

• Idade superior a 40 anos;

 Estudos de imagem revelam que anomalias na coifa dos


rotadores são mais frequentes em:

• 30% das pessoas assintomáticas com mais de 60 anos

• 65% das pessoas assintomáticas com mais de 70 anos


Testes

 Palpação do ombro
 Ressonância Magnética
 Raio X
 Ultrassonografia
Tipos de Lesões

Simples
• Lesão inflamatória - tendinite
Calcificante

• Degeneração crónica do tendão

Parcial
• Ruptura do tendão por evento traumático
Total
Tendinite calcificante

O tendão supra-espinhoso é inferior ao acrómio e ao ligamento


acrómio-clavicular num espaço muito pequeno.

Esforço repetido provoca edema tendal


Excesso liquido nas bolsas sinoviais

DOR NO OMBRO

Este tendão tem um fornecimento de sangue inferior, estando mais sujeito


a patologias degenerativas, como a deposição de cálcio.
AP radiograph of advanced rotator cuff arthropathy. Note the superior
migration of the humeral head on the glenoid. The humeral head is in
contact with the acromion. Secondary changes in the in the acromion
have created a false "socket" articulation with the superior aspect of
the humeral head. Joint space narrowing and sclerosis are evident,
however, no marginal osteophytes are noted.
Ruptura parcial do tendão por evento traumático
Ruptura total dos tendões por evento
traumático
FULL THICKNESS ROTATOR CUFF TEAR ( SUPRASPINATUS TENDON )
SIGNIFICANT FLUID ACCUMULATION INCLUDING SUBACROMIAL & SUBDELTOID
BURSITIS. T2 CORONAL OBLIQUE AND SAGITTAL IMAGES

Ruptura total dos tendões


do músculo supraespnhoso
Como podemos diagnosticar este tipo de lesão?

 Imagens de ressonância magnética


(MRI) têm a vantagem de conseguirem
apresentar mais informação que todos os
outros exames.
 Inflamação.

 O diagnóstico também pode ser


confirmado por exames radiológicos.
 Aumento da intensidade da dor no
ombro quando se fazem os movimentos
da articulação do ombro.

Lesão na Coifa dos Rotadores (MRI)


Tratamento Não Cirúrgico

Injecção de corticosteroides – ajuda a diminuir a dor e a inflamação


Aplicação de gelo
Anti-Inflamatórios não esteroides (NSAIDs)
Fisioterapia
Repouso do Braço
Tratamento Cirúrgico

Artroscopia
“Mini-Incisão”
Cirurgia aberta
Caso Clínico

Falha crónica da coifa

Analgésicos
Exercícios para fortalecer os músculos da coifa que
permanecessem intactos

Após 6-12 semanas se os exercícios não tivessem


resultado, discutir a cirurgia
Prevenção

Para reduzir as hipóteses de se ter uma lesão na coifa dos


rotadores:

Evitar levantar pesos;


Evitar movimentos repetitivos com o braço extendido;
Exercitar os musculos regularmente para os fortalecer.
Bibliografia

• Moore, Keith L., Dalley, Arthur F., (2007) Anatomia Orientada para a Clínica. Ed.
Guanabara Koogan, 5.ª edição.

• Wiliams et al (1995), Gray Anatomia, Ed. Guanabara Koogan,37ª edição.

• http://www.rad.washington.edu
• http://www.nucleushealth.com
• http://www.hopkinssportmedicine.org
• http://www.dcradiology.com
• http://Orthoinfo.aaos.org
• http://arthroscopicsurgery.org
• http://libdigi.unicamp.brImagens: retiradas de http://images.google.pt