Vous êtes sur la page 1sur 47

A PINTURA E A ESCULTURA

ROMÂNTICA

A PINTURA E A ESCULTURA ROMÂNTICA

O JURAMENTO DOS HORÁCIOS, J.L.David

O JURAMENTO DOS HORÁCIOS, J.L.David
O JURAMENTO DOS HORÁCIOS, J.L.David
O JURAMENTO DOS HORÁCIOS, J.L.David

QUE DIFERENÇAS EXISTEM ENTRE ELES?

PERÍODO:

Neoclássico

/

PINTORES : Jacques Louis David

/

TEMA: Antiguidade Clássica

Romântico

Eugéne Delacroix

A luta da Grécia pela independência.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICO-FORMAIS:

Poses teatrais ; trajes romanos; predomina a razão sobre a emoção; geometrismo da composição; desenho rigoroso e linear;

tratamento elaborado da luz e do claro-escuro; preponderância da

linha , do contorno e do volume sobre a cor. Idealização da realidade pela procura de modelos perfeitos.

Movimentos sinuosos; expressão de sentimentos e emoções; atitudes contrastadas; predominância da cor sobre o desenho; algumas figuras aparecem em escorço e não obedecem aos cânones clássicos.

Paleta cromática variada e intensos efeitos de claro escuro.

A pincelada apresenta-se larga, fluida e vigorosa; a luz incide

sobre o assunto ou conteúdo para o qual se pretende chamar a

atenção.

A pintura romântica é marcada pela espontaneidade e pelo

individualismo.

ALGUMAS OBRAS DE DELACROIX, GÉRICAULT e GOYA

28 de Julho: Liberdade Guiando o Povo, Delacroix, 1830

28 de Julho: Liberdade Guiando o Povo, Delacroix, 1830

4

7

6

1

4 7 6 1 3 2 8 5

3

2

8

5

1- Bandeira tricolor, símbolo de união revolucionária;

2- Liberdade figura central ( espingarda, baioneta, bandeira e bóina frígia

na cabeça) ;

3- Jovem patriota representa um héroi popular chamado Arcole, morto em

combate.

4- Herói morto;

5- Soldado morto, que representa muitos soldados que se recusaram a disparar sobre os colegas.

6 e 7- Representam as diferentes classes sociais que combatiam. Diferenciam-se pelas armas, trajes e chapéus.

8- Notre Dame de Paris.

ESTE QUADRO REFERE-SE À SUBLEVAÇÃO DE JUNHO DE 1830 EM

PARIS, CONTRA O REGIME DE CARLOS X.

DANTE E VIRGÍLIO, Delacroix, 1822 ( consultar pág.125 )

DANTE E VIRGÍLIO, Delacroix, 1822 ( consultar pág.125 )
As mulheres de Argel – Delacroix 1834

As mulheres de Argel Delacroix 1834

A MORTE DE SARDANAPALO , Delacroix, 1827-28
A MORTE DE SARDANAPALO , Delacroix, 1827-28

A obra A morte de Sardanapalo”, foi Byron.

Inspirado num

poema de

Relata a morte do rei de Niníve, que encurralado pelos inimigos decidiu mandar destruir os seus bens mais preciosos ( as mulheres do harém, os cavalos e os bens, antes de se suicidar.

A JANGADA DO MEDUSA, T. Géricault, página 125 . 3 2 1 7 6 5
A JANGADA DO MEDUSA, T. Géricault, página 125 .
3
2
1
7
6
5
Partes em que se divide o quadro
Partes em que se divide o quadro
Partes em que se divide o quadro

RETRATO DE UMA LOUCA, T. Géricault

RETRATO DE UMA LOUCA, T. Géricault Reflecte a curiosidade romântica pelo estranho, doentio e mórbido.

Reflecte a curiosidade

romântica pelo

estranho, doentio e mórbido.

Alienado afectado de cleptomania

Géricault 1822

Alienado afectado de cleptomania Géricault 1822

SATURNO DEVORANDO OS FILHOS, F. Goya

SATURNO DEVORANDO OS FILHOS, F. Goya

ya

Pinturas negras , Goya

ya Pinturas negras , Goya
ya Pinturas negras , Goya
A FAMÍLIA DE CARLOS V, Francisco Goya
A FAMÍLIA DE CARLOS V, Francisco Goya

OS FUZILAMENTOS DO 3 DE MAIO, Goya

OS FUZILAMENTOS DO 3 DE MAIO, Goya

ALGUMAS OBRAS DOS PAISAGISTAS ROMANTICOS TURNER FRIEDRICH e CONSTABLE

TPC.

CONSULTA A PÁGINA 125 DO MANUAL:

APÓS TERES OBSERVADO AS DIFERENTES MANIFESTAÇÕES PICTÓRICAS DESTES ARTISTAS, INDICA O MODO COMO SE POSICIONARAM

PERANTE A REPRESENTAÇÂO DA NATUREZA.

O caminhante sobre um mar de Névoa Gaspar Friedrich (1818)

O caminhante sobre um mar de Névoa – Gaspar Friedrich (1818)

O MAR POLAR ou O NAUFRÁGIO DA ESPERANÇA, Caspar David Friedrich

O MAR POLAR ou O NAUFRÁGIO DA ESPERANÇA, Caspar David Friedrich

AS FALÉSIAS DE RUGEN, Gaspar Friedrich

AS FALÉSIAS DE RUGEN, Gaspar Friedrich

O TEMERÁRIO, William Turner

O TEMERÁRIO, William Turner

O NAVIO NEGREIRO, William Turner

O NAVIO NEGREIRO, William Turner

Veneza, Turner

Veneza, Turner

Constable, A Carroça de Feno

Constable, A Carroça de Feno

A CATEDRAL DE SALISBURY, Constable

A CATEDRAL DE SALISBURY, Constable

CARACTERÍSTICAS DA PINTURA ROMÂNTICA

A pintura é marcada pela espontaneidade e pelo individualismo.

O artista deve deve dar largas à imaginação, ao sonho, aos sentimentos, aos impulsos da alma.

TEMÁTICAS:

Históricas: inspiradas na Idade Média, em autores clássicos, e renascentistas ( Virgílio, Shakespeare; Dante ).

Mitológicas

Retrato de figuras populares e anónimas, mas também o oficial e honorífico.

Influenciadas na literatura.

Temas retirados dos acontecimentos contemporâneos, da actualidade política e social.

Temas inspirados no sonho e no fantástico.

Costumes, feiras e romarias

Temas inspirados nas civilizações exóticas.

Vida animal e paisagens.

CARACTERÍSTICAS ESTILISTICAS:

Espontaneidade e individualismo.

Tratamento realista e naturalista da forma e do claro escuro.

Sobrevalorização da cor e simplificação do desenho.

Paleta cromática variada.

Intensos efeitos de claro escuro.

A luz focaliza-se sobre o tema central

Composições agitadas, movimentadas, orientadas por linhas

oblíquas e sinuosas.

A figura humana não obedece aos cânones clássicos e revela atitudes contrastadas que reforçam o dramatismo e movimento das composições.

REPRESENTANTES:

Delacroix; Géricault; Turner; Constable; Friedrich; Goya.

A ESCULTURA ROMÂNTICA

Características gerais

Materiais: mármore, bronze, madeira, terracota e outros .

Temáticas: inspiradas na Natureza (animais selvagens), temas alegóricos e fantasiosos, personagens históricas e literárias e o

retrato.

Formas de representação: composições movimentadas, expressão de sentimentos e emoções, dramatismo, jogos de texturas, superfícies inacabadas e propositadamente indefinidas.

Representantes: Auguste Préault, François Rude, Antoine Louis Bayre e Jean-Baptiste Carpeaux

A MARSELHESA, François Rude

A MARSELHESA, François Rude

RAPAZ DO PEIXE, François Rude

RAPAZ DO PEIXE, François Rude

A DANÇA, Jean-Baptiste Carpeaux Composição cheia de dinamismo, movimento, alegria e fantasia.

A DANÇA, Jean-Baptiste Carpeaux Composição cheia de dinamismo, movimento, alegria e fantasia .

UGOLINO, J.B. Carpeaux

TEMA: um conde

condenado

a

morrer

à

fome

que,

na

sua

agonia,

sofre

a

tentação

de

comer

os

seus

próprios filhos.

Este

tema

foi

inspirado Idade Média.

na

A expressividade

é exaltada pelos

escorços dos corpos, pela

composição sinuosa, e pelos esgares dos

rostos.

na A expressividade é exaltada pelos escorços dos corpos, pela composição sinuosa, e pelos esgares dos

SILÊNCIO, August Préault

SILÊNCIO, August Préault

MASSACRE, August Préault

MASSACRE, August Préault

Antoine Louis Barye

Antoine Louis Barye
Antoine Louis Barye

Antoine Louis Barye

Antoine Louis Barye
Antoine Louis Barye