Vous êtes sur la page 1sur 1

Roteiro I.

O vídeo 'Mundo de Rafinha', utiliza como exemplo da sociedade atual


desenvolvimentista a vida de um adolescente de 16 anos, diferenciando-a da vida de um
ser de mais idade e ao mesmo tempo apresentando suas semelhanças.
Esse adolescente e todos seus amigos tem celular, câmera digital, i-pod, computador
com internet, entre outros aparelhos digitais. Através desse exemplo, o autor do vídeo
demonstra o desenvolvimento da sociedade (como dito anteriormente), o consumismo
que vem crescendo a cada dia e a liberdade do consumidor em escolher seus produtos
ou oferecê-los na intenet.
Cada pessoa utiliza os meios de comunicação da melhor forma necessária. Pessoas
estão filmando suas intimidades, fotografando seus melhores momentos, e contando
sobre tudo de sua vidas, e disponibilizando em blogs, fotologs, sites e outros tipos de
acesso. Assim abrem sua vida para qualquer pessoa, de qualquer canto do mundo,
afinal, hoje em dia é possivel acesar a internet em simples aparelhos portáteis, ou
grandes máquinas complexas. Enfim, esse tipo de comportamento muitas vezes é
tratado como uma rebeldia, mas é apenas uma expansão de sentimentos, ou um
compartilhamento de 'vidas' de pessoas que não se acham tão comuns, e sentem
necesidade de se abrir com o mundo.
'Rafinha' não é alguém que pára na frente da televisão para assistir noticiários, ou em
algum horario de seu dia atribulado para ler uma manchete nos jornais. Porém,
acompanha todos os maiores acontecimentos por sites de noticias e chamadas da
internet. Também domina todos tipos de comandos ligados a computação como
programas de edição ou criação de arquivos. Apesar de tantos predicados, 'Rafinha' é
uma pessoa comum, que encontramos em qualquer lugar. Essas atitudes e
comportamentos são vistos como fáceis na sociedade em que vivemos.
A terceirização de produtos também é resulatado do desenvolvimento planetário.
Produtos são manipulados em países cuja mão-de-obra tem preço barato, são vendidos
e revendidos em locais de economia mais estaveis e sempre segue um ciclo de
facilitação de circulação. Call-centers també tem grande parte nessa rede. É por eles que
muitas das publicidades, centros de cobranças e relaçõesde bancos passam suas
informações. E tudo isso, totalmente ligado ás redes de internet e a todo o dinheiro que
nela circula.
Nessa nossa nova sociedade, as pessoas estão bem mais informadas, com muito mais
certeza de suas ações. Talvez seja fato causado pela globalização e disseminação de
idéias e ideologias nesses meios de comunicação. Hoje, inclusive, as grandes potencias
em informação como revistas, jornais, editoras, e gravadoras de cds estão perdendo
ponto para a internet, que tem tudo o conteúdo desses meios citados e um pouco mais
até. O que há algum tempo atrás era imposto, pois só havia aquilo disponível, agora é
opicinal, devido à grande diversidade de conteúdos na internet. Até mesmo as
enciclopédias, sempre tão complexas e procuradas estão perdendo para os conteúdos da
internet.
As empresas querem lucrar, e os consumidores querem usufruir dos melhores
produtos dessas empresas. É um fluxo intenso de oferta e procura, que segue nas teias
do desenvolvimento.
Contudo, não é difícil concordar que tudo isso já se tornou comum nas nossas vidas.
Cada um tem suas próprias idéias sobre os sentidos do desenvolvimento, mas a
sociedade caminha num rumo que só se é capaz de enxergar com esses 'óculos mágicos'
de evolução. Tudo isso para nós é comum, mas a cada dia novas modernidades surgem,
deixando de lado nossas ideologias e conhecimentos de cinco minutos atrás!

Jéssica Martins Pedro ; nº 25 ; turma Mênfis

Centres d'intérêt liés