Vous êtes sur la page 1sur 3
OAB 1ª FASE REVISÃO GERAL COM RESOLUÇÃO DE QUESTÕES Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia

OAB 1ª FASE REVISÃO GERAL COM RESOLUÇÃO DE QUESTÕES

Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia

QUESTÕES Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia Introdução : - 3 conferências mundiais sobre meio

Introdução:

- 3 conferências mundiais sobre meio ambiente:

1972 – Declaração do Meio Ambiente;

1992 – Rio 92;

2002 – Rio + 10.

Espécies:

Ambiente Natural;

Ambiente Cultural;

Ambiente Artificial;

Ambiente do Trabalho.

EXCEÇÃO: Indisponível as terras devolutas importante para o meio ambiente.

Princípios de Direito Ambiental

Princípio do Poluidor Pagador;

Princípio do Desenvolvimento Sustentável;

Estrutura:

1. Órgãos superiores – conselho de governo;

2. Órgão consultivo e deliberativo – Conama;

3. Órgão Central – MMA; controla e supervisiona.

4. Órgão Executivo;

5. Órgão Seccional;

6. Órgão Local;

EIA RIMA – estudo multidisciplinar, dano que possa causar significativo impacto ambiental; Trata-se de licenciamento público – Resolução n° 1 do Conama, rol exemplificativo. É objeto de sigilo. Quem paga e indica a equipe é o empreendedor. Unidades de Preservação – espaço territorial especialmente protegido. Espécies:

Unidade de proteção integral; ex: Estação Ecológica.

Área de uso sustentável; admite uso direto.

Criação de unidade de preservação; pode ser por decreto

Responsabilidade civil ambiental Modalidades:

Regra geral – Objetiva. Necessário a conduta, dano e nexo de causalidade;

Exceção – Subjetiva. Vale para o poder público que se omite na fiscalização do meio ambiente.

Reparação do dano – específica, “in natura”, se não for possível tal reparação poderá utilizar-se

de 2

alternativas:

Compensação Ambiental;

Indenização;

Responsabilidade Civil Ação Civil Pública – Não paga as custas; Legitimados: MP, Órgãos da administração direta e indireta e as Associações; TAC – Termo de Ajustamento de Conduta; Responsabilidade Penal Ambiental – infração penal/ decisão de representante legal/ interesse ou benefício da pessoa jurídica; Competência para julgar – Justiça Estadual

Legislação Constituição Federal:

- 1 –

OAB 1ª FASE REVISÃO GERAL COM RESOLUÇÃO DE QUESTÕES Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia

OAB 1ª FASE REVISÃO GERAL COM RESOLUÇÃO DE QUESTÕES

Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia

QUESTÕES Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do

povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever

de defendê-lo e preservá- lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das

espécies e ecossistemas; (Regulamento)

II - preservar a diversidade e a integridade do patrimônio genético do País e fiscalizar as

entidades dedicadas à pesquisa e manipulação de material genético;

(Regulamento)

III - definir, em todas as unidades da Federação, espaços territoriais e seus componentes a serem

especialmente protegidos, sendo a alteração e a supressão permitidas somente através de lei,

vedada qualquer utilização que comprometa a integridade dos atributos que justifiquem sua proteção; (Regulamento)

IV - exigir, na forma da lei, para instalação de obra ou atividade potencialmente causadora de

significativa degradação do meio ambiente, estudo prévio de impacto ambiental, a que se dará

publicidade; (Regulamento)

V - controlar a produção, a comercialização e o emprego de técnicas, métodos e substâncias que

comportem risco para a vida, a qualidade de vida e o meio ambiente; (Regulamento)

VI - promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização pública

para a preservação do meio ambiente; VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade. (Regulamento)

§ 2º - Aquele que explorar recursos minerais fica obrigado a recuperar o meio ambiente

degradado, de acordo com solução técnica exigida pelo órgão público competente, na forma da lei.

§ 3º - As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores,

pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação

de reparar os danos causados.

§ 4º - A Floresta Amazônica brasileira, a Mata Atlântica, a Serra do Mar, o Pantanal

Mato-Grossense e a Zona Costeira são patrimônio nacional, e sua utilização far-se-á, na

forma da lei, dentro de condições que assegurem a preservação do meio ambiente, inclusive quanto ao uso dos recursos naturais.

§ 5º - São indisponíveis as terras devolutas ou arrecadadas pelos Estados, por ações

discriminatórias, necessárias à proteção dos ecossistemas naturais.

§ 6º - As usinas que operem com reator nuclear deverão ter sua localização definida em lei federal, sem o que não poderão ser instaladas. Art. 109. Aos juízes federais compete processar e julgar:

I - as causas em que a União, entidade autárquica ou empresa pública federal forem interessadas

na condição de autoras, rés, assistentes ou oponentes, exceto as de falência, as de acidentes de

trabalho e as sujeitas à Justiça Eleitoral e à Justiça do Trabalho;

II - as causas entre Estado estrangeiro ou organismo internacional e Município ou pessoa

domiciliada ou residente no País;

III - as causas fundadas em tratado ou contrato da União com Estado estrangeiro ou organismo

internacional;

IV - os crimes políticos e as infrações penais praticadas em detrimento de bens, serviços ou

interesse da União ou de suas entidades autárquicas ou empresas públicas, excluídas as

contravenções e ressalvada a competência da Justiça Militar e da Justiça Eleitoral;

V - os crimes previstos em tratado ou convenção internacional, quando, iniciada a execução no

País, o resultado tenha ou devesse ter ocorrido no estrangeiro, ou reciprocamente; V-A as causas relativas a direitos humanos a que se refere o § 5º deste artigo;(Incluído pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004)

VI - os crimes contra a organização do trabalho e, nos casos determinados por lei, contra o

sistema financeiro e a ordem econômico-financeira;

(Regulamento)

- 2 –

OAB 1ª FASE REVISÃO GERAL COM RESOLUÇÃO DE QUESTÕES Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia

OAB 1ª FASE REVISÃO GERAL COM RESOLUÇÃO DE QUESTÕES

Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia

QUESTÕES Disciplina: Direito Ambiental Prof. Wander Garcia VII - os "habeas-corpus", em matéria criminal de

VII - os "habeas-corpus", em matéria criminal de sua competência ou quando o constrangimento provier de autoridade cujos atos não estejam diretamente sujeitos a outra jurisdição;

VIII - os mandados de segurança e os "habeas-data" contra ato de autoridade federal,

excetuados os casos de competência dos tribunais federais; IX - os crimes cometidos a bordo de navios ou aeronaves, ressalvada a competência da Justiça

Militar;

X - os crimes de ingresso ou permanência irregular de estrangeiro, a execução de carta rogatória,

após o "exequatur", e de sentença estrangeira, após a homologação, as causas referentes à

nacionalidade, inclusive a respectiva opção, e à naturalização; XI - a disputa sobre direitos indígenas.

§ 1º - As causas em que a União for autora serão aforadas na seção judiciária onde tiver domicílio

a outra parte.

§ 2º - As causas intentadas contra a União poderão ser aforadas na seção judiciária em que for domiciliado o autor, naquela onde houver ocorrido o ato ou fato que deu origem à demanda ou

onde esteja situada a coisa, ou, ainda, no Distrito Federal.

§ 3º - Serão processadas e julgadas na justiça estadual, no foro do domicílio dos segurados ou

beneficiários, as causas em que forem parte instituição de previdência social e segurado, sempre que a comarca não seja sede de vara do juízo federal, e, se verificada essa condição, a lei poderá permitir que outras causas sejam também processadas e julgadas pela justiça estadual.

§ 4º - Na hipótese do parágrafo anterior, o recurso cabível será sempre para o Tribunal Regional Federal na área de jurisdição do juiz de primeiro grau.

§ 5º Nas hipóteses de grave violação de direitos humanos, o Procurador-Geral da República, com

a finalidade de assegurar o cumprimento de obrigações decorrentes de tratados internacionais de

direitos humanos dos quais o Brasil seja parte, poderá suscitar, perante o Superior Tribunal de Justiça, em qualquer fase do inquérito ou processo, incidente de deslocamento de competência

para a Justiça Federal. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004)

- 3 –