Vous êtes sur la page 1sur 2

Publicado no O, O. E.

Em,-A/. o SI oc)

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTA


I PROCESSO TC 02176/07 [Pág.1I2[ I
Administração Direta Municipal - Município de CURRAL DE
CIMA - Prestação de Contas do Prefeito, Senhor MANOEL
FERREIRA DO NASCIMENTO, relativa ao exercício financeiro de
2006 - Existência de falhas que macularam as presentes contas -
PARECER CONTRÁRIO, neste considerando o ATENDIMENTO
INTEGRAL às exigências da LRF - RESTITUIÇÃO DE VALORES
• APLICAÇÃO DE MUL TA • RECOMENDAÇÕES, dentre outras
medidas.

ACÓRDÃO APL TC O.'<ft 12.009


Vistos, relatados e discutidos os autos do PROCESSO TC-02176/07; e
CONSIDERANDO os fatos narrados no Relatório; .
CONSIDERANDO a existência de despesas não licitadas (4,50% da Despesa
Orçamentária Total), aplicações inferiores em Manutenção e Desenvolvimento do
Ensino (23,81%), retenção e não recolhimento de contribuições previdenciárias dos
servidores ao INSS e gastos excessivos com aquisição de combustive/;
CONSIDERANDO o mais que dos autos consta;
ACORDAM os MEMBROS do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAíBA
(TCE-Pb), à unanimidade de votos, de acordo com a Proposta de Decisão do Relator,
exceto no tocante à devolução da despesa excessiva com combustivel, cuja
imputação deu-se por maioria, vencido o Voto do Conselheiro Fernando Rodrigues
Catão, na Sessão realizada nesta data, em:

1. JULGAR REGULARES as despesas que não foram objeto de quaisquer


restrições apuradas nestes autos, REGULARES COM RESSALVA as
despesas com doações a pessoas carentes sem a existência de lei específica
e IRREGULARES as realizadas sem a antecedência dos procedimentos
licitatórios que o Gestor estaria obrigado a realizar;
2. APLICAR ao ex-Prefeito Municipal de CURRAL DE CIMA, Senhor MANOEL
FERREIRA DO NASCIMENTO, multa pessoal, no valor de R$ 2.805,10 (dois
mil e oitocentos e cinco reais e dez centavos), em virtude de realização de
despesas sem o prévio procedimento licita tório, gastos excessivos com
aquisição de combustível, retenção e o não recolhimento de contribuições
previdenciárias dos servidores junto ao INSS, aplicações inferiores em
Manutenção e Desenvolvimento do Ensino, configurando, portanto, a
hipótese prevista no artigo 56, inciso 11, da LOTCE (Lei Complementar 18/93);
3. ASSINAR-LHE o prazo de 60 (sessenta) dias para o recolhimento voluntário
do valor da multa antes referenciado ao Fundo de Fiscalização Financeira e
Orçamentária Municipal, sob pena de cobrança executiva, desde já
recomendada, inclusive com a interveniência da Procuradoria Geral do
Estado ou do Ministério Público, na inação daquela, nos termos dos
parágrafos 3° e 4°, do artigo 71 da Constituição do Estado, devendo a
cobrança executiva ser promovida nos 30 (trinta) dias seguintes ao término
do prazo para recolhimento voluntário, se este não ocorrer;
4. DETERMINAR-LHE a restituição da importância de R$ 9.819,88 (nove mil e
oitocentos e dezenove reais e oitenta e oito cen vos), referente a gastos
excessivos com aquisiçâo de combustível, no zo de 60 (sessenta) dias,
devendo este valor ser ressarcido aos co e públicos' municipais, com
recursos próprios do Gestot:

~
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
I PROCESSO TC 02176/07 Ipág.2/21 I
5. REPRESENTAR à Receita Federal do Brasil, acerca das irregularidades
constatadas nestes autos, diante de suas atribuições, a fim de que adote as
providências que entender cabiveis;
6. RECOMENDAR à Edílídade, no sentido de que não mais repita as falhas
verificadas nos presentes autos, especialmente aquelas referentes ao
atendimento das disposições previstas na Lei de Licitações, na Lei de
Responsabílídade Fiscal, na Constituição Federal, no que diz respeito ao
atendimento dos principios que regem a Administração Pública, bem como
que providencie a elaboração de lei especifica disciplinadora de doações a
pessoas físicas.

Publique-se, intime-se
Sala das Sessões do TCE-Pb - Pie
João Pessoa, 22 d

Fui presente: -I-.s:.,c:~_--;~~~~~~_~~==-- _


Ana. rêsa Nóbrega ~
Procuradora Geral do Ministério Público Especial Junto ao Tribunell

mgsr