Vous êtes sur la page 1sur 4

-ublicaco no D. O. E.

em, iI1/ oS:/ ,09

TRIBUNAL
DE:5 DO ~ia'~aff;~
PROCESSO TC 03422/06
Denúncia acerca de obras. Município de Sousa.
Conhecimento. Encaminhamento de cópia dos
autos ao TCU ao Ministério Público Estadual.
Determinações.

ACÓRDÃO APL TC 33L{j2009

RELATÓRIO

Trata o presente processo de denúncia encaminhada pelo Sr. Gerlando Linhares da Silva
e, Vereador da Câmara Municipal, contra atos da gestão do Prefeito, Sr. Salomão Benevides Gadelha
(Exercício de 2005), acerca de:

• Contratações e pagamentos à firma inidônea (Empresa Arapuan - Comércio,


Representações e Serviços Ltda) para pavimentação em paralelepípedos e
restauração de um prédio onde funciona a CAPS;

• Pagamentos por serviços não executados referentes à pavimentação em


paralelepípedos de diversas ruas;

• Superfaturamento nas obras de reforma e construção do SAMU.

A Auditoria realizou inspeção às obras em novembro/2006 e concluiu pela procedência


da denúncia (fls132/137), constatando que:

• Até a data da diligência algumas ruas não estavam pavimentadas e outras ainda
estavam com trabalhos em andamento, ficando caracterizado o adiantamento de
pagamentos dos serviços envolvidos;

• Indicativo de prática de sobrepreço nos contratos e fracionamento de despesa,


com enquadramento em modalidade de licitação incompatível com a legislação
(Convite);

• Não apresentação de todos os documentos necessários à comprovação das


despesas, dos contratos firmados e de regularidade das empresa.

C:\Assessor\PLENOIOenúncia \Acórdãos 2009103422-06- Sousa. doc


TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 03422/06
Devidamente notificado', o Prefeito informou em sua defesa a apreensão de documentos
realizada pela Polícia Federal.

Instado a se pronunciar, o Ministério Público Especial ofertou parecer, opinando pela

assinação de prazo ao prefeito para apresentar provas das providências que adotar para reaver os
documentos necessários à regularidade das despesas analisadas nos autos.

Através da Resolução RPL TC 21/2008, o Tribunal Pleno assinou prazo de 60 dias ao


gestor para demonstrar as diligências adotadas para obter a documentação em poder da Justiça Federal,
inerentes aos documentos ausentes reclamados pela Auditoria.

o gestor solicitou suspensão temporária do andamento do processo, a exemplo dos


demais processos de matéria análoga e informou, através do DOC TC 18330/08, que estava pedindo
acesso aos documentos apreendidos, juntando aos autos cópia de uma certidão da 33 Vara da Justiça
Federal - Sessão Judiciária da Paraíba, dando ciência de que os autos do Inquérito Policial n?
2006.82.00.003986-0 se encontravam no Tribunal Regional Federal da 53Região (fls. 188).

Ante a notícia de que foi disponibilizado aos investigados o acesso aos documentos
apreendidos pela Polícia Federal, que instruem o processo que tramita em segredo de justiça no Tribunal
Regional Federal- TRF - 53Região (fls. 203/205), foi determinada nova notificação do gestor, todavia, o
Prefeito juntou aos autos tão somente solicitações de prorrogação de prazo para apresentar documentos
(fls. 210/214).

Em consulta ao SAGRES2 e, considerando as informações da Auditoria, constata-se que


dos recursos destinados às obras R$ 225.336,15, são oriundos de transferências do governo federal e
R$ 620.825,78 referem-se a recursos próprios do Município, totalizando R$ 846.161,93.

Novel notificação do gestor, sem apresentação de defesa.

É o relatório, informando que foram realizadas as notificações de praxe.

1 Consta às fls. 138v o despacho do Relator, determinando a notificação e às fls. 142, cópia da publicação da
notificação no DOE.
2 Conforme a referida consulta, os empenhos indicados pela Auditoria (fl.s. 1.33) para Pl?ament 'das obras foram
pagos através com Recursos Próprios e com Recursos do Governo Federal.

R
C:lAssessor\PLENOIDenúneialAe6rdãos 2009103422-06- Sousa. doe ~
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 03422/06
VOTO DO RELATOR

o Relator vota no sentido de que este Egrégio Tribunal Pleno:

I - Conheça da Denúncia, sem julgamento do mérito, ficando a quantificação do


sobrepreço dos serviços e verificação de pagamentos por serviços não executados a
serem apurados na instância do judiciário, tendo em vista a notícia da ausência de
documentos por força da apreensão da Polícia Federal;

2 - Encaminhe cópia dos autos ao Tribunal de Contas da União - TCU, a quem


compete à apreciação das contas oriundas de verbas federais, ao Ministério da Saúde e
ao Ministério Público Estadual para a adoção de providências que julgar necessárias, e

3 - Determine que se dê conhecimento aos denunciantes, da presente decisão e o

arquivamento do processo

É como voto.
DECISÃO DO TRIBUNAL

Vistos, relatados e discutidos os autos do processo TC 03422/06, que trata de


DENÚNCIA contra atos da gestão do Prefeito, Sr. Salomão Benevides Gadelha acerca de obras
(Exercício de 2005);

CONSIDERANDO que os recursos destinados às obras são oriundos do Governo Federal


e de receita do próprio município;

CONSIDERANDO o voto do Relator e o mais que dos autos consta,

ACORDAM os membros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, em sessão plenária


realizada nesta data, com declaração de impedimento do Conselheiro José Marques Mariz, à maioria,
pela não aplicação de multa ao gestor, e à unanimidade, em:

1 - Conhecer da Denúncia, sem julgamento do mérito;

C:lAssessorlPLENOIDenúneialAeórdãos 2009103422-06- Sousa. doe


TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 03422/06
2 - Encaminhar cópia dos autos ao Tribunal de Contas da União - TCU, a quem

compete à apreciação das contas oriundas de verbas federais, ao Ministério da Saúde e


ao Ministério Público Estadual para a adoção de providências que julgar necessárias, e

3 - Determinar que se dê conhecimento aos denunciantes, da presente decisão e o


arquivamento do processo.

TC- PLENÁRIO MINISTRO JOÃO de abril de 2009.

C:lAssessorlPLENOIDenúneialAeórdãos 2009103422-06- Sousa. doe