Vous êtes sur la page 1sur 2

I PROCESSO TC 01940/06 !Pág.

1/211
Administração Direta Municipal - Municfpio de SÃO JOSÉ DE
PRINCESA - Prestação de Contas do Prefeito, Senhor
SEBASTIÃO ROBERTO DO NASCIMENTO, relativa ao exercido
financeiro de 2005 - Persistência após a análise do recurso de
inexpressivo percentual de despesa, cuja realização merecia ser
antecedida de procedimento licita tório, mas nenhuma restrição
ocorreu quanto à distribuição dos bens adquiridos, nem que a falha
se deu em face de má fé do gestor, nem que tenha acarretado
prejufzo para o municipio - PARECER FAVORA VEL, neste
considerando o ATENDIMENTO INTEGRAL As EXIGÊNCIAS
DALRF.
Recurso de Reconsideração - CONHECIMENTO E INTEIRO
PROVIMENTO.

ACÓRDÃO APL - TC 1 o 0/ 12008


RELATÓRIO
Esta Corte de Contas, na Sessão Plenária de 23 de maio de 2.007, publicada em
06/06/2007, apreciou a Prestação de Contas do Prefeito Municipal de SÃO JOSÉ DE
PRINCESA, Senhor SEBASTIAO ROBERTO DO NASCIMENTO, relativa ao exercício
financeiro de 2005 (Parecer PPL TC 86/2007, fls. 116211163), e decidiu, "com a
declaração de suspeição suscitada pelo Conselheiro Antônio Nominando Diniz Filho,
à unanimidade, de acordo com o Voto do Relator:
1) EMITIR PARECER CONTRÁRIO à aprovação das contas de gestão geral do
PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DE PRINCESA, Senhor SEBASTIÃO
ROBERTO DO NASCIMENTO, relativas ao exercício de 2005;
2) EMITIR PARECER declarando o atendimento INTEGRAL dos requisitos de
gestão fiscal responsável, previstos na LC 10112000;
3) RECOMENDAR no sentido de que não mais se repitam as falhas verificadas
nos presentes autos.
POR MAIORIA, com o Voto de desempate do Conselheiro Flávio Sátiro
Fernandes, eventualmente no exercício da Presidência, vencidos os Votos dos
Conselheiros Marcos Ubiratan Guedes Pereira e José Marques Mariz, RECOMENDAR
aos Chefes dos Poderes Executivo e Legislativo do município de São José de
Princesa, com vistas a que se articulem e providenciem a desvinculação da Cãmara
Municipal da execução orçamentária da Prefeitura, a ela assegurando a sua
autonomia orçamentária e financeira."
Não se conformando com tal decisão, o Senhor SEBASTIÃO ROBERTO DO
NASCIMENTO, através de seu procurador, interpôs o presente Recurso de
Reconsideração, no tocante às despesas não licitadas referente à aquisição de bacalhau e
a realização de obras e serviços de engenharia, no valor total R$ 35.273,34, às fls.
1169/1329.
A Unidade Técnica de Instrução ofereceu manifestação' fls. 1331/1332, mantendo
seu entendimento inicial apenas quanto à inexistência de cedimento Iicitatório para a
aquisição de bacalhau, razão pela qual o uantum da espesas a este título foram
reduzidas de R$ 35.273,34 para R$ 24.840,00.
Não foi solicitada prévia oitiva do Parqu t.
Foram feitas as comunicações de praxe.
É o Relatório.

\ \
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

I PROCESSO TC 01940/06 fág.2/21 I


VOTO
Assiste razão ao recorrente, posto que as despesas tidas como não licitadas, com
serviços de engenharia, foram reconhecidas pela Auditoria como possíveis de realização
independentemente de serem antecedida de procedimento licitatório. Resta, portanto, como
única restrição, a falta de licitação para a aquisição de bacalhau com vistas à distribuição
durante a semana santa.
De fato, a aquisição se deu sem a antecedência de procedimento Iicitatório, uma única
vez e há comprovação que a efetiva distribuição ocorreu, inclusive com algumas
declarações (fls. 1.189/1.310) e memorial fotográfico (fls. 1.182/1.187), bem assim diz
respeito a insignificante 0,67% da DOTR, reconhecendo o Relator que tal não se faz
suficientemente necessário para se propor a desaprovação das contas prestadas.
Por todo o exposto, o Relator vota no sentido de que, em preliminar, seja o Recurso
de Reconsideração conhecido, porquanto presentes os requisitos de admissibilidade e, no
mérito, seja integralmente provido, emitindo-se novo parecer, desta feita, sugerindo à
Augusta Câmara de Vereadores do Município de São José de Princesa a aprovação das
contas do Prefeito, Senhor SEBASTIÃO ROBERTO DO NASCIMENTO, relativas ao
exercício de 2.005, neste considerando o atendimento integral às exigências da LRF,
recomendando que não sejam repetidas as falhas verificadas nos autos, bem assim, que os
Chefes dos Poderes Legislativo e Executivo se articulem e providenciem a desvinculação da
Câmara Municipal da execução orçamentária da Prefeitura, a ela assegurando a sua
autonomia orçamentária e financeira.
É o Voto.
DECISÃO DO TRIBUNAL.
Vistos, relatados e discutidos os autos do PROCESSO TC-01940/06; e
CONSIDERANDO os fatos narrados no Relatório;
CONSIDERANDO o mais que dos autos consta;
ACORDAM os MEMBROS do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAíBA
(TCE-Pb), à unanimidade, de acordo com o Voto do Relator, na Sessão desta data, em
CONHECER do RECURSO DE RECONSIDERAÇÃO, em face da tempestividade com
que foi interposto e da legitimidade do recorrente, concedendo-lhe PROVIMENTO
INTEGRAL, para tornar nulas as decisões constantes do Parecer PPL TC 86/2007,
emitindo nesta oportunidade, novo parecer, desta feita, sugerindo à Augusta Câmara
de Vereadores do Município de São José de Princesa a aprovação das contas do
Prefeito, Senhor SEBASTIÃO ROBERTO DO NASCIMENTO, relativas ao exercício de
2.005, neste considerando o atendimento integral às exigências da LRF,
recomendando que não sejam repetidas as falhas verificadas nos autos, bem assim,
que os Chefes dos Poderes Legislativo e Executivo se articulem e providenciem a
desvinculação da Câmara Municip I da execução orçamentária da Prefeitura, a ela
assegurando a sua autonomia orç ntária e financeira.
Publi e- e, i im e e registre-se.
Sala das Sessões o T E b - len rio Ministro João Agripino
João ess 05 e m rço de 2.008.

Fui presente: -.J.:#~:-----'~=~==~.,.--":"""",J.;".l.-=='--~--------

I Junto ao Tribunal