Vous êtes sur la page 1sur 3

Ressonância de um tubo de ar

A ressonância de um tubo de ar está relacionada com o comprimento do tubo, com sua forma e com o fato de ele ter extremidades fechadas ou abertas. As formas de tubo musicalmente úteis são as cônicas e as cilíndricas. Um tubo que é fechado numa das extremidades é chamado de interrompido, enquanto um tubo aberto é aberto em ambas as extremidades. Flautas orquestrais modernas se comportam como tubos cilíndricos abertos; clarinetes e instrumentos de palheta labial ( instrumentos de bronze ) se comportam como tubos cilíndricos fechados e saxofones , oboés e fagotes como tubos cônicos fechados. Colunas de ar vibrantes também tem ressonâncias em harmônicos, assim como as cordas.

Cilindros Por convenção, um cilindro rígido que está aberto em ambas as extremidades é referido como um cilindro “aberto”, enquanto que um cilindro rígido que está aberto numa extremidade e tem uma superfície rígida, na outra extremidade é referido como um cilindro “fechado”.

Abertos Um tubo aberto é um tubo no qual as duas extremidades são abertas. O tubo ressoa em muitas frequências ou notas. Sua menor frequência de ressonância (chamada de frequência fundamental) desloca-se como se o tubo estivesse fechado na metade do seu comprimento (ou seja, desloca- se apenas na metade do diâmetro interno). Um tubo aberto irá ressoar, se houver um deslocamento antinódico 1 em cada extremidade aberta. Estes ventres de deslocamento são lugares onde há um movimento máximo de ar dentro e fora das extremidades do tubo. Ao redobrar-se a força do sopro em um tubo aberto, pode ser obtida uma nota que é uma oitava acima da frequência fundamental ou nota do tubo. Por exemplo, se a nota fundamental de um tubo aberto é C1, então, o sopro redobrado do tubo dá C2, que é uma oitava acima C1.

sopro redobrado do tubo dá C2, que é uma oitava acima C1. Tubos cilíndricos abertos ressoam

Tubos cilíndricos abertos ressoam nas frequências aproximadas:

cilíndricos abertos ressoam nas frequências aproximadas: onde n é um número inteiro positivo (1, 2, 3

onde n é um número inteiro positivo (1, 2, 3

comprimento do tubo e v é a velocidade do som no ar (que é de aproximadamente 343 metros por segundo, a 20 ° C e ao nível do mar).

) e representa o nó de ressonância, L é o

1 Um nó é um ponto ao longo de uma onda estacionária onde ela atinge uma amplitude mínima. Por exemplo, em uma corda de violão vibrando, as extremidades da corda são os nós. Alterando a posição da extremidade do nó por meio dos trastos, o guitarrista altera o comprimento efetivo da corda vibratória e, deste modo, a nota tocada. O oposto de um nó é um anti-nó, um ponto em que a amplitude da onda estacionária atinge um máximo. Estes ocorrem no meio do caminho entre os nós.

A equação mais exata, que considera uma correção final 2 , é dada abaixo:

que considera uma correção final 2 , é dada abaixo: onde d é o diâmetro interno

onde d é o diâmetro interno do tubo de ressonância. Esta equação compensa o fato de que o ponto exato no qual uma onda sonora é refletida numa extremidade aberta não está exatamente na secção final do tubo, mas a uma pequena distância do lado de fora dele.

A proporção da reflexão é ligeiramente menor do que 1; a extremidade aberta, não se

comporta como uma impedância acústica 3 infinitesimal, mas sim, tem um valor finito,

chamado impedância de radiação, que é dependente do diâmetro do tubo, do

comprimento de onda, e do tipo de borda de reflexão possivelmente presente em torno

da abertura do tubo.

Exemplificando, faremos o cálculo do comprimento de um tubo de PVC para que soe a nota ré. Os valores conhecidos neste caso são:

d = 12 mm (correspondente ao diâmetro interno de um tubo de CPVC de 15

mm)

n = 2 (o número de oitavas desejadas)

v = 343 m/s (a velocidade do som ao nível do mar) = 343000 mm/s

f = 587.330 Hz (frequência característica da nota Re da 5ª oitava)

2 Em física, a correção final é a diferença anômala havida entre a frequência de um diapasão de garfo e as correspondentes ondas sonoras dentro de um tubo. Ela é causada geralmente porque existe espaço entre as hastes do diapasão e entre as extremidades do tubo, fazendo com que a coluna de ar vibre a uma curta distância para além da borda do tubo.

3 A impedância acústica indica a quantidade de pressão de som que é gerada pela vibração de moléculas de um meio acústico específico a uma dada frequência. Matematicamente, é a pressão do som p dividida pela velocidade da partícula v e a área da superfície S, através da qual uma onda acústica de frequência f se propaga.