Vous êtes sur la page 1sur 9

1.

Actividade Económica e Emprego


Objectivos:
- Investir em novas infra-estruturas e melhorar o ambiente de negócios no concelho, criando um clima propí-
cio à fixação de novas empresas e permitir a expansão das já existentes;
- Promover a criação de novos empregos e ajudar a consolidar os postos de trabalho existentes.

Medidas específicas:
• Criar um Ninho de Empresas para apoio às novas iniciativas empresariais que dele necessitem;

• Criar as condições para a oferta de novos lotes industriais em Viana do Alentejo, Alcáçovas e Aguiar;

• Colocar o Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Económico e Empreendedorismo ao serviço dos


empresários de uma forma pro-activa;

• Eliminar a taxa da derrama, diminuindo dessa forma o imposto sobre o rendimento das empresas;

• Criar um Programa de Apoio Financeiro Municipal às micro, pequenas e médias empresas, que di-
namize os instrumentos existentes e integre novas formas de financiamento;

• Apoiar os artesãos na fase de produção, promoção e comercialização dos seus produtos;

• Apoiar o comércio tradicional através de, entre outras medidas, uma campanha de “Compre Local”;

• Lançar um Programa de Promoção dos produtos agro-industriais do concelho com vista à sua valori-
zação e comercialização;

• Dar prioridade sempre que possível aos fornecedores do concelho nas aquisições de bens e serviços;

• Criar uma Feira Anual que promova os produtos artesanais do concelho;

• Revitalizar e desenvolver o potencial de promoção e divulgação das Feiras e Mostras do Concelho,


relativamente às actividades económicas dos nossos empresários;

• Valorizar o Parque de Mercados criando condições para o comércio de produtos agrícolas com vista
à revitalização das pequenas produções locais;

• Dinamizar um Gabinete de Inserção Profissional;

• Criar uma plataforma de articulação entre as entidades empregadoras do concelho e as entidades


públicas governamentais responsáveis pelas políticas nacionais de emprego;

• Integrar beneficiários de Programas Ocupacionais nos serviços autárquicos;

• Reforçar o Programa de Estágios Profissionais para Jovens na Administração Local (PEPAL).


2. Turismo
Objectivo:
- Tornar o concelho num pólo turístico tirando partido da sua proximidade a Évora e ao Pólo Turístico do
Alqueva.

Medidas específicas:
• Desenvolver o potencial turístico da Mostra de Doçaria de Alcáçovas;

• Criar um circuito turístico integrador de todos os pontos de interesse das freguesias, com especial
relevo para a monumentalidade dos centros históricos de Alcáçovas e de Viana do Alentejo e para os vários
eventos que acontecem nas três freguesias;

• Valorizar a riqueza histórica das freguesias do concelho, através da criação do Programa “Encontro
com a História de Portugal” tirando proveito da existência no município dos inúmeros testemunhos da pré-
história à actualidade;

• Dinamizar os postos de turismo do concelho, melhorando as suas instalações e os seus horários de


funcionamento, tornando-os verdadeiros pontos de informação, atractivos, acolhedores e de apoio aos visi-
tantes;

• Aderir à Turismo do Alentejo, Entidade Regional de Turismo (E.R.T.), de forma a beneficiar da pro-
moção conjunta da Região;

• Melhorar todos os meios de promoção e divulgação do potencial turístico do concelho;

• Valorizar a participação do concelho na Rota dos Frescos e na Rota Sem Barreiras como factores de
promoção e valorização turística;

• Fomentar o Turismo Religioso em torno do Convento de Nossa Senhora da Esperança e da Romaria


do Espírito Santo, em Alcáçovas, e do Santuário de Nossa Senhora d’ Aires, valorizando as potencialidades
da Romaria a Cavalo, em Viana do Alentejo;

• Apoiar os agentes económicos ligados ao turismo, quer ao nível da restauração, alojamento, ani-
mação e outros de forma a elevar os padrões de qualidade das suas ofertas.

3. Educação
Objectivo:
- Assumir a totalidade das competências que a lei estabelece, promover a igualdade de oportunidades e o
mérito, apoiar os agentes educativos e as famílias de forma a garantir o sucesso escolar das crianças e jovens
do concelho.

Medidas específicas:
• Reforçar a participação do município nos órgãos que integra;

• Melhorar o regulamento de atribuição de Bolsas de Mérito de Estudo;


• Criar uma Bolsa de Estudo Social a estudantes matriculados no ensino superior;

• Criar uma Bolsa de Apoio a Actividades Extra Curriculares, como por exemplo o ensino da música, a
alunos do ensino obrigatório;

• Melhorar o apoio social escolar para o tornar mais justo, nomeadamente através da oferta de manuais
escolares e material escolar para os alunos do Escalão A e B da Acção Social Escolar e alargar ao 2.º ciclo
esse apoio;

• Garantir a gratuitidade de equipamentos para a prática desportiva aos alunos do Escalão A e B da


Acção Social Escolar do 1.º ciclo;

• Celebrar acordos de cooperação com o poder central, conducentes à descentralização de competên-


cias nas diversas áreas que a legislação prevê;

• Reivindicar junto do poder central a requalificação da Escola EB 2,3/S Dr. Isidoro de Sousa;

• Promover a requalificação e modernização dos edifícios escolares do concelho, sob a responsabili-


dade da autarquia;

• Fomentar medidas socioeducativas de apoio às famílias, promotoras de igualdade de oportunidades;

• Melhorar a oferta de apoio social às famílias em matéria de refeições escolares.

4. Acção Social
Objectivo:
- Implementar uma verdadeira política de solidariedade, visando o melhoramento dos indicadores sociais do
concelho.

Medidas específicas:

• Dinamizar a rede social de Viana do Alentejo e implementar o Plano de Desenvolvimento Social;

• Promover a candidatura a um Contrato Local de Desenvolvimento Social em parceria com IPSS’s e


outras organizações não-governamentais do concelho, como instrumento de combate à pobreza e exclusão
social;

• Alargar a rede de Lojas Sociais para os mais carenciados, em parceria com outras entidades, para
ajudas técnicas e de vestuário, alimentação, medicamentos, entre outras;

• Cooperar com as IPSS’s no melhoramento da qualidade do Apoio Domiciliário no concelho;

• Implementar um Programa Concelhio de Voluntariado para articular e apoiar o trabalho das pessoas e
instituições que se disponibilizem para esta forma de solidariedade;

• Implementar incentivos e apoios à natalidade para os residentes no concelho;

• Dotar a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de mais e melhores meios e condições
de trabalho;

• Melhorar a gestão e os benefícios associados ao Cartão do Idoso;

5. Saúde
Objectivos:
- Melhorar a articulação com as entidades públicas e privadas que prestam cuidados de saúde no concelho,
de forma a potenciar os equipamentos e serviços disponíveis para os munícipes.

Medidas específicas:
• Implementar as comparticipações nos medicamentos para idosos e portadores de deficiência com
baixos rendimentos;

• Criar condições para a retoma do serviço de ambulâncias em Alcáçovas durante 24h diárias;

• Promover uma parceria com a Segurança Social, o Centro de Saúde e IPSS’s do concelho, para apoio
na saúde a pessoas acamadas;

• Estudar a implementação de uma Rede de Tele-Alarme para apoio a pessoas idosas com dificuldades
de comunicação em casos de urgência;

• Contribuir para a optimização do funcionamento do Centro de Saúde e respectivas Extensões.

6. Ordenamento do Território e Urbanismo


Objectivo:
Ordenar o território do município e implementar uma gestão urbanística que permita um desenvolvimento
harmonioso e integrado das três freguesias do concelho.

Medidas específicas:

• Promover um Plano Director Municipal de “nova geração”, integrado numa visão estratégica de
desenvolvimento para o concelho;

• Promover a reabilitação e requalificação do espaço urbano, com especial incidência nos centros
históricos das nossas vilas e nos bairros sociais;

• Criar um Gabinete de Reabilitação Urbana;

• Criar um Programa Municipal de apoio a pinturas e embelezamento exterior e reabilitação e valoriza-


ção dos espaços públicos;

• Reabilitar a zona envolvente do Santuário de N.ª Sr.ª d’ Aires;

• Construir o Pavilhão Multiusos em Aguiar;


• Construir a piscina coberta em Viana do Alentejo;

• Concluir todas as obras municipais em curso;

• Iniciar o processo de requalificação faseada das infra-estruturas de águas, esgotos, electricidade,


comunicações e gás, dentro dos perímetros urbanos;

• Melhorar e conservar os pavimentos das ruas nas vilas do concelho;

• Conservar os caminhos e azinhagas melhorando os acessos a espaços rurais;

• Assegurar o bom estado das estradas municipais, com prioridade para a estrada para o Outeiro e a
pavimentação da Canada de Monte Ruivo que liga a estrada de Évora à estrada do Outeiro;

• Implementar progressivamente um Plano de Eliminação de Barreiras Urbanísticas e Arquitectónicas


para tornar o município mais acessível aos cidadãos com mobilidade reduzida;

• Reivindicar a reabilitação do quartel da GNR em Viana do Alentejo;

• Construir a rotunda junto ao Ecomarché em Viana do Alentejo e criar uma via de ligação desta, à
rotunda da saída para Évora, com capacidade para a circulação de pesados;

• Melhorar os acessos automóvel e pedonal ao Santuário de N.ª Sr.ª d’ Aires;

• Requalificar o Largo do Poço Novo em Alcáçovas;

• Efectuar proposta de aquisição do Palácio dos Henriques ao Ministério da Cultura, de forma a con-
cretizar a sua requalificação e dinamização.

7. Ambiente e Espaços Verdes


Objectivo:
- Preservar e promover a qualidade ambiental do concelho, criando condições para um desenvolvimento
sustentável.

Medidas específicas:
• Promover a racionalização do uso da água e a preservação da sua qualidade;

• Reforçar a rede para reciclagem e recolha de óleos, continuando a apostar num concelho sustentável,
onde os resíduos podem constituir um recurso e uma fonte de valor;

• Trabalhar conjuntamente com a AMCAL no sentido da instalação de novos ecopontos ajustados às


necessidades da população, com especial destaque para as zonas industriais;

• Melhorar o funcionamento das estações de tratamento de águas residuais (ETAR) do concelho;

• Reforçar o apoio à limpeza de fossas através da utilização de um “Joper”;


• Promover a eficiência energética no concelho, a começar pelos edifícios públicos, nomeadamente
edifícios da Câmara Municipal e Juntas de Freguesia;

• Promover o investimento em energias renováveis;

• Promover a recuperação de passivos ambientais – antigas pedreiras ou espaços degradados em geral -


mobilizando os fundos comunitários disponíveis e o Fundo de Intervenção Ambiental;

• Integrar a Rede de Concelhos ECOXXI – Associação Bandeira Azul da Europa, para distinção das
práticas sustentáveis do concelho, no domínio ambiental;

• Criar uma rede de circuitos pedestres e cicláveis a integrar na rede de ecopistas do Alentejo;

• Inventariar o património natural com vista à criação de percursos turísticos e actividades de turismo
ambiental;

• Manter e melhorar os jardins e espaços verdes existentes e aumentá-los de forma harmoniosa e inte-
grada, em particular nos novos bairros;

• Melhorar acessibilidades nos espaços verdes, sobretudo para pessoas com mobilidade reduzida.

8. Juventude e Desporto
Objectivo:
- Implementar uma política que integre as diferentes vontades e perspectivas dos nossos jovens, como sujei-
tos que se pretendem activos e intervenientes em questões de natureza política, económica social, cultural e
desportiva.

Medidas específicas:

• Criar o Conselho Municipal de Juventude;

• Criar o Cartão do Jovem Munícipe com diversos benefícios na aquisição de bens e serviços no con-
celho;

• Efectuar o Diagnóstico Juvenil Concelhio, com o objectivo de aferir necessidades/”vontades” e re-


cursos;

• Criar o Gabinete de Apoio à Juventude;

• Criar um Festival Jovem Anual;

• Criar um Programa Municipal de Ocupação de Tempos Livres nas Férias;

• Dinamizar um Programa Municipal de Voluntariado Jovem;

• Iniciar processo para arrelvamento sintético dos campos de futebol;

• Promover os Jogos Concelhios;


• Incentivar e apoiar a prática desportiva, através de programas municipais em parceria com os agentes
desportivos do concelho;

• Apoiar as actividades de desporto escolar.

9. Cultura e Tempos Livres


Objectivo:
- Aumentar e melhorar a oferta e a produção cultural e artística do concelho, de forma integrada com todas
as outras áreas da vida social e económica, apostando na participação e valorização, individual e colectiva,
de todos os nossos munícipes.

Medidas específicas:

• Elaborar um Programa Municipal de Cultura que integre um Roteiro moderno e atractivo;

• Criar o Gabinete de Apoio ao Associativismo;

• Reforçar e valorizar o apoio ao movimento associativo do concelho;

• Criar o Fórum do Movimento Associativo que congregue todas as associações do concelho de modo
a potenciar os respectivos recursos e actividades;

• Modernizar a Rede de Bibliotecas e Espaços Internet do concelho;

• Alargar a área de cobertura de Internet, através da criação de novos Postos Públicos wi-fi de acesso
gratuito;

• Apoiar a implementação do Plano Nacional de Leitura e criar clubes de leitura;

• Criar o Arquivo Histórico do concelho;

• Criar núcleos museológicos de acordo com os espólios disponíveis nas três freguesias;

• Elaborar a Carta Arqueológica e apoiar a criação de Campos Arqueológicos no concelho;

• Promover recriações históricas para valorização e divulgação do património histórico;

• Iniciar o processo de criação de uma Universidade Sénior do concelho;

• Desenvolver um projecto de criação de um Festival de Música Popular Alentejana;

• Promover ciclos de Exposições, Conferências e Debates de temas relacionados com a Cultura, Juven-
tude e Desporto;

• Incentivar e apoiar a realização de congressos, seminários e outras iniciativas similares;

• Patrocinar trabalhos de investigação de interesse para o concelho.


10. Governação Local
Objectivo:
- Implementar uma gestão municipal mais participada e assente em métodos de trabalho mais eficientes e
eficazes de forma a dar melhor resposta aos problemas do concelho e dos seus habitantes, com uma visão
estratégica orientada para um desenvolvimento integrado a médio e longo prazo.

Medidas específicas:

• Criar um Programa Estratégico de Desenvolvimento do Concelho de Viana do Alentejo, de longo


prazo, que vise a consolidação de medidas objectivas de desenvolvimento e dinamização dos diferentes sec-
tores, ajustadas à realidade do concelho e às oportunidades existentes;

• Implementar a Agenda 21 Local, de forma integrada, nos domínios económico, social e ambiental;

• Apoiar todos os eleitos locais no desempenho das suas funções, quer na Assembleia Municipal, quer
nas Assembleias de Freguesia e nos executivos camarários e de freguesia;

• Criar o Observatório do Concelho para acompanhar a situação global do município e permitir obter
informação actualizada, com vista à tomada de decisões dos executivos autárquicos;

• Desenvolver os processos de colaboração com parceiros públicos e privados tornando o município


mais aberto e mais cooperante nomeadamente com os concelhos vizinhos (Évora, Alvito, Cuba, Montemor,
Alcácer e Portel);

• Implementar o Orçamento Participativo nas suas diferentes componentes, consultivo e vinculativo,


dando voz aos munícipes nos diversos pontos de gestão financeira autárquica;

• Lançar o Congresso do Município de Viana do Alentejo aberto à sociedade civil e a peritos e estudio-
sos das áreas mais problemáticas do concelho;

• Reestruturar a página de Internet da Câmara de modo a constituir de facto um meio de informação e


de interactividade entre a câmara e todos os munícipes.

Conclusão
São 10 objectivos que pretendemos concretizar através de 115 medidas que visam a modernização e o desen-
volvimento do município de Viana do Alentejo. Esta candidatura espera merecer a sua confiança e prestará
contas do trabalho realizado no final do mandato.

Contactos:
unidospeloconcelhodeviana@hotmail.com

Redes Sociais na Internet:


http://sites.google.com/site/unidosporvianadoalentejo
http://unidos-com-bengalinha.blogspot.com
http://vianaalentejo.hi5.com
http://twitter.com/VianadoAlentejo
http://www.youtube.com/user/upviana