Vous êtes sur la page 1sur 17

CURSOS INSPIRO

2008

FORMAÇÃO COM UMA BOA PITADA


DE INSPIRAÇÃO!

INSPIRO - INSTITUTO PARA A MOTIVAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO


Rua do Passeio Alegre, 20 | 4150 PORTO
Tel: 220 108 025 | Fax: 220 108 013 geral@inspiro.pt | www.inspiro.com.pt
InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 1
CURSOS INSPIRO
2008
DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL E ORGANIZACIONAL
Comportamento Organizacional |Maria de Jesus Fonseca | pag. 3
A Excelência nos Serviço ao Cliente | Diane Wessman | pag. 4
Técnicas de Negociação e Vendas | José Moreira da Silva | pag. 5
Gerir a Comunicação Organizacional | Marta Vaz | pag. 5
Comunicação Interna nas Empresas | Marta Vaz | pag. 7
Protocolo Empresarial | Miguel Macedo | pag. 8
Gestão da Inovação | José Cardoso | pag. 9

MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL


Relações Humanas |José Dias Gomes | pag. 10
Relaxamento Essencial | Mário Cales | pag. 11
Gestão do Stress| Cristiano Couto Martins | pag. 12
Iniciação ao Teatro | João Negreiros | pag. 13
Técnicas de Apresentação em Público | José Moreira da Silva | pag. 14
Comunicação e Assertividade | Maria de Jesus Fonseca | pag. 15
Criatividade e Pensamento Lateral | David Saraiva | pag. 16
Oficina de Cozinha Prática | Emiliano Di Renzo | pag. 17

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 2


Comportamento Organizacional

Deste modo, no final da acção, os formandos


deverão ser capazes de:
• Diagnosticar necessidades de
desenvolvimento e melhoria no âmbito da
organização em que se inserem
• Desenhar e implementar uma estratégia
de intervenção para a mudança
• Criar e liderar uma equipa de «agentes
Compreender como é que os Indivíduos e de mudança»
Grupos interagem em Contexto • Acompanhar e avaliar o processo de
Organizacional e de que forma são desenvolvimento/mudança
afectados pelos processos e as práticas organizacional
internos permite aos gestores adequarem
estratégias e políticas de gestão de recursos CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
humanos de forma a optimizar os resultados. 1. Organização e Dinâmicas Humanas
2. Gerir Pessoas
OBJECTIVOS 3. Gerir Funções e Competências
O Curso de Comportamento Organizacional 3. Criar e Desenvolver Sistemas de Elevado
enquadra esta temática, de forma muito Desempenho
pragmática, fornecendo aos participantes 4. A Comunicação na Organização
ferramentas que lhes permitirão identificar e 5. Motivação e Liderança
compreender: 6. Trabalhar em Equipa
• Características e Processos Individuais
7. Gerir Conflitos
(crenças, valores, motivação, 8. Gerir a Mudança
competências, gestão do tempo e do
stress) FORMADORA
• Características e Processos Grupais Maria de Jesus Fonseca
(liderança, tomada de decisão,
DURAÇÃO
teambuilding, comunicação, gestão de
conflitos) 24 horas | 8 sessões de 3 horas
• Processos e Práticas Organizacionais
(avaliação de desempenho, recrutamento
e selecção)
• Impacto nos Resultados (indicadores de
desempenho, turnover, absentismo,
satisfação)

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 3


Customer Service
A Excelência no Serviço ao Cliente

ambiente profissional que promova o bem-


estar, o envolvimento e a proactividade.

METODOLOGIA

As sessões são fundamentalmente práticas,


com recurso a estudos de caso, partilha de
experiências concretas dos participantes,
debate, simulações e filmagem.

Ao satisfazer, de forma sistemática e


CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
consistente, as necessidades dos clientes, as
• Conhecer o Cliente: criar um ambiente
empresas garantem uma rendibilidade
agradável ao cliente, fazer o cliente
sustentada no crescimento do negócio. Para
sentir-se importante, interagir e fornecer
isso, é necessário que equipem os
Informações
colaboradores com competências que lhe
• Lidar com clientes difíceis: transformar
permitirão criar mais valor na empresa e
cada interacção com clientes numa
sentirem-se mais realizados no desempenho
experiência produtiva e mutuamente
das suas funções. Não basta, contudo,
benéfica
formar os empregados para fornecerem um
• Comunicar eficazmente com o cliente
serviço melhor. Os gestores devem, eles
• Personalizar o serviço ao cliente
próprios, tornar-se especialistas em Serviço
• Comunicar telefonicamente
ao Cliente, e aprender a orientar todos os
• Receber clientes: usar uma linguagem
c o l a b o ra d o re s , fornecendo-lhes as
apropriada, compreender a linguagem
ferramentas que garantirão o melhor
corporal.
resultado possível.

FORMADORA
OBJECTIVOS
Diane Wessman
No final deste curso, os participantes terão
tomado consciência de que cada momento DURAÇÃO
de contacto com o cliente é fundamental 15 horas | 5 sessões de 3 horas
para a garantia de uma relação mutuamente
benéfica. Terão igualmente aprendido a
alinhar objectivos individuais e
organizacionais e a garantir o
desenvolvimento e a manutenção de um

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 4


Técnicas de Negociação e Vendas
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

I – Introdução à Venda
1 – A Venda e o Vendedor
1.1. Princípios Básicos da Venda
1.2. O que é a Venda?
1.3. Desempenho do Vendedor
2 – O Comportamento dos Clientes
2.1. Descobrindo os Outros
2.2. O Cliente no Centro das Atenções
Sendo actividades fulcrais ao sucesso de uma
3 – A Utilização do Telefone
organização no mercado, a NEGOCIAÇÃO
3.1. Técnicas para a Utilização do Telefone
a as VENDAS exigem cada vez mais
3.2. Expressões a Evitar/Utilizar ao Telefone
conhecimento, competência e capacidade de
3.3. Como Marcar Entrevistas pelo Telefone
relacionamento interpessoal. Relações
4 – A Entrevista de Vendas
baseadas em benefício mútuo são hoje a
base dos grandes empreendimentos e
II – A Condução da Venda
negócios.
1 – A Gestão de Vendas
1.1. Organização do Vendedor
OBJECTIVOS 1.2. Melhorar o Lucro da Venda
O Curso de Técnicas de Negociação e Vendas 1.3. Organização da Área de Vendas
fornecerá aos participantes uma melhor 2 – Objecções e Reclamações
compreensão das dinâmicas envolvidas numa 2.1. Classificação das Objecções
re l a ç ã o c o m e rc i a l , conferindo-lhes 2.2. Tratamento das Objecções
ferramentas que lhes permitirão ser 2.3. Atendimento das Reclamações
proficientes nesta área e construir relações 3 – O Controlo da Entrevista
saudáveis e profícuas com parceiros, clientes 3.1. Sinais de Compra
e fornecedores. 3.2. Sugestões para Fechar
3.3. Como Deixar a Porta Aberta

METODOLOGIA
FORMADOR
As sessões são fundamentalmente práticas,
com recurso a estudos de caso, partilha de José Maria Moreira da Silva
experiências concretas dos participantes, DURAÇÃO
debate e simulações.
24 horas | 8 sessões de 3 horas

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 5


Gerir a Comunicação Organizacional
METODOLOGIA

As sessões são principalmente práticas,


privilegiando-se a aplicação da temática a
casos práticos.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Ao longo do curso, serão trabalhadas as


seguintes temáticas:
A Comunicação Organizacional abrange
todas as formas de comunicação utilizadas 1. O Marketing Corporativo
pela organização para relacionar-se e 2. O Protocolo Empresarial
interagir com os seus públicos:
3. A Comunicação Interna
colaboradores, parceiros, fornecedores,
clientes. Quando abordada de forma 4. As Relações Públicas
competente, articulada e criativa, a
5. O Contacto com a Imprensa
Comunicação Organizacional garante o
for talecimento interno da Empresa
(envolvimento de todos os colaboradores no FORMADORA:
projecto da empresa), a melhoria dos fluxos Marta Vaz
comunicacionais internos e com o exterior, a
consolidação da credibilidade da empresa,
etc. DURAÇÃO

21 horas | 7 sessões de 3 horas.

OBJECTIVOS

Tendo sempre como pano de fundo os


objectivos estratégicos da própria
Organização, o curso “Gerir a Comunicação
Organizacional” da InSpiro acompanha os
participantes no desenvolvimento integrado
de competências nos domínios da
Comunicação Interna e Externa da Empresa,
com especial incidência nas Relações
Públicas e no Marketing Corporativo.

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 6


Comunicação Interna nas Empresas
benefício da mesma.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

• A Importância da Comunicação Interna


no quotidiano Organizacional

• Comunicação Interna e Cultura


Organizacional

• Os Fluxos de Informação na
Nem sempre as empresas dão a devida Organização
atenção à forma como interagem com os
• Ferramentas ao dispor da Comunicação
seus colaboradores, ou como gerem o fluxo
Interna
interno de informação. E, todavia, esses são
processos fundamentais para garantir • Desenhar e Implementar um Plano de
elevados níveis de envolvimento e motivação Comunicação Interna

das pessoas e, em última análise, de


desempenho.
FORMADORA

OBJECTIVOS Marta Vaz

Tendo como pano de fundo os objectivos


estratégicos da própria Organização, o DURAÇÃO

workshop “Comunicação Interna das 15 horas | 5 sessões de 3 horas


Empresas” da InSpiro acompanha os
participantes (empresários, gestores,
responsáveis por equipas) no
desenvolvimento integrado de competências
neste domínio.

METODOLOGIA

As sessões são principalmente práticas,


privilegiando-se a aplicação da temática a
casos práticos. Caso seja esse o interesse do
grupo/Organização, serão trabalhadas no
Workshop situações específicas da
Organização (sendo, naturalmente,
garantida absoluta confidencialidade), para

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 7


Protocolo Empresarial
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1.Introdução ao Protocolo
• Protocolo: Empresarial, Estado, Inter-
nacional, Autárquico e Desportivo
• Importância do protocolo no meio
empresarial (enquadramento)
• Empresa e Comunicação
2.Protocolo Oficial
• Lista de Precedências Oficial
• Legislação Bandeira Portuguesa
• Regras de colocação de bandeiras
O mundo cada vez mais globalizado, exige 3.Protocolo no Escritório
aos recursos humanos das empresas, diferen- • Telefone
tes capacidades de comunicação, de lidar • E-mail
com novos desafios e novas culturas. • Recepção e acolhimento de visitas
• Cartões de visita, troca de cartões
• Correspondência Formal com Altas
A vivência das diferentes organizações pro-
fissionais tornou indispensável, para além Entidades
• Apresentações e tratamentos
dos conhecimentos técnicos de cada área de
4. Imagem Pessoal
actividade, a aplicação do protocolo empre- • Código de vestuário
sarial. Este, como acto de comunicação, é • Corporate Image
um conjunto de regras e de orientações 5.Organização de Eventos Empresariais
abrange diversas fases do relacionamento • Refeições
profissional de praticamente todos os secto- • Reuniões de trabalho
res profissionais. • Seminários; congressos
• Visitas a instalações da empresa
• Elaboração de convites
A troca de correspondência e cumprimentos,
• Formas de convidar
as questões de indumentária, a organização
• Lista de convidados
de diversas formas de reuniões, encontros e
6.Protocolo Internacional
refeições profissionais, são alguns dos exem- • Comunicação intercultural
plos em que a aplicação protocolo empresar- • Americano vs. Europeu vs. Asiático
ial pode fazer a diferença. • Organizar viagens de trabalho no
estrangeiro e recepção de convidados
internacionais
OBJECTIVOS
FORMADOR
Fornecer aos participantes uma compreensão Miguel Macedo
abrangente das questões ligadas ao proto-
colo empresarial, capacitando-os a adop-
DURAÇÃO
tarem comportamentos adequados em todas
15 horas | 5 sessões de 3 horas
as situações: desde o dia-a-dia empresarial
aos grandes eventos oficiais.

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 8


Gestão da Inovação
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
1. O Processo de inovação
• Da Empresa Industrial à Empresa Ino-
vadora
• O Processo de Inovação na Empresa
• A Gestão da Inovação
2. Comunicação global
• Princípios Fundamentais
• Cultura Organizacional
• A Comunicação Global
• Factores que concorrem para a im-
agem
Como fazer melhor aquilo que fazemos
• Auditoria de Comunicação
hoje? Como criar mais valor da prestação ao
• A Gestão Inter cultural
nossos clientes? Como aumentar a nossa ca-
• Comunicação Institucional
pacidade de resposta à exigências do Mer-
3. Gestão da Inovação
cado? Que novos produtos ou soluções so-
• Conceitos
mos capazes de desenvolver? Estas são per-
• Gestão da Tecnologia
guntas que todo o empresário e gestor con-
• Ciclo de Vida
temporâneo se coloca regularmente.
• Evolução Tecnológica
• Tipos de Tecnologias
Em termos muito simples, inovar significa
• Tecnologia e Competitividade
fazer coisas novas ou fazer melhor as mes-
• Impacto no Produto Final
mas coisas. Em contexto organizacional,
traduz-se na melhoria de produtos, processos
METODOLOGIA
e práticas e, mais do que uma ferramenta, é
As sessões são fundamentalmente práticas,
uma atitude que deve ser promovida e ade-
com recurso a estudos de caso, partilha de
quadamente gerida, para maximização dos
benefícios. experiências concretas dos participantes, e
desenvolvimento de um caso.

OBJECTIVOS
FORMADOR
José Cardoso
Fornecer aos participantes uma compreensão
profunda das dinâmicas humanas e tec-
DURAÇÃO
nológicas implicadas no processo de Ino-
51 Horas | 17 sessões de 3 horas.
vação, habilitando-os promover a gerir o
processo nas diferentes vertentes.

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 9


Relações Humanas
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1. EU E OS OUTROS
• A importância das relações humanas
• A percepção do mundo pelo sujeito
• Relacionar a linguagem com a percepção
• A formação do EU em função da
interacção social
• O Auto-Conceito
A forma como nos relacionamos com as 2. A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
pessoas do nosso entorno determina • Meça o seu QE
enormemente o nosso bem-estar, e é, por sua • As atitudes mentais básicas
vez, grandemente influenciada pela estrutura
3. A COMUNICAÇÃO
de personalidade que, ao longo dos anos,
• Comunicação Verbal e Não Verbal
fomos desenvolvendo. Daí que seja
• Atitudes face à comunicação
fundamental que compreendamos porque
tendemos a assumir determinados estilos de 4. A COMUNICAÇÃO TRANSACCIONAL

comunicação, e que nos munamos de • Os estados do ego


ferramentas que nos habilitem a desenvolver, • Transacções
de forma consciente, relações saudáveis, • A escolha do registo a utilizar
equilibradas e recompensadoras. 5. COMUNICAR ASSERTIVAMENTE
• Estilos não assertivos de Comunicação
OBJECTIVOS • Comportamento Assertivo: o que é a
No final deste curso, os participantes terão
assertividade?
aperfeiçoado a capacidade de Ser em
6. ESTÍMULOS DE VIDA
Relação - Consigo e com os Outros, através do
• Pensamento positivo
desenvolvimento de três componente básicas:
Aut o-Conheciment o, Aut o-Confiança,
• Uma nova atitude perante a vida

Comunicação Assertiva.
FORMADOR

METODOLOGIA José Dias Gomes


Privilegiando o trabalho individual de
reflexão/planeamento/acção, este é um DURAÇÃO
curso eminentemente experiencial e vivencial, 36 horas | 12 sessões de 3 horas.
que desafia os participantes a assumirem a
responsabilidade pelas suas decisões e pela
qualidade das suas relações.

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 10


Relaxamento Essencial
relaxamento, este curso, eminentemente
vivencial, privilegia o trabalho individual de
reflexão/planeamento/acção.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

• Noções de relaxamento físico, mental e


emocional; o Relaxamento natural;
Técnicas de Respiração; Meditação e
Visualização Criativa; Exercer a atenção;
As exigências do quotidiano tendem a
• Reconhecimento das fronteiras do Ego;
afastar-nos da nossa essência enquanto
Técnicas de Orientação da Mente;
indivíduos, e a aumentar os níveis de
ansiedade que nos acompanham ao longo • Definição de Stress e identificação dos
do dia. Cultivar uma tranquilidade consciente sinais de alarme; Lidar com as exigências
em todas as situações da nossa vida permite- emocionais e a responsabilização
nos viver (não apenas existir) de forma pessoal; Consequências da acumulação
equilibrada e tirar o máximo partido do de stress; Técnicas de programação
nosso potencial vital. mental;

• Consciência da mente – análise de


OBJECTIVOS
sentimentos e reacções; Auto-consciência.
No final deste curso, os participantes terão:
A importância do Prazer;
• Tomado consciência do papel que o
Consciencialização e reestruturação
relaxamento desempenha no alívio da
cognitiva; Reforço das energias pessoais:
tensão mental e física, e no restauro dos
Auto-estima, Auto-controle, e Empatia.
níveis energéticos pessoais e colectivos;
• Tomado consciência da necessidade de
manter o equilíbrio pessoal para a FORMADOR
harmonia relacional; Mário Cales
• Aprendido métodos de combater os
efeitos negativos do excesso de stress; DURAÇÃO
• Progredido no seu auto-conhecimento 36 horas | 12 sessões de 3 horas.
emotivo, mental e físico.

METODOLOGIA
Articulando o conhecimento contemporâneo
e abordagens ancestrais sobre o

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 11


Gestão do Stress
OBJECTIVOS
No fim deste curso, os participantes terão
tomado consciência da importância do
relaxamento na construção de uma vida
feliz, e dominarão técnicas e ferramentas
que poderão integrar de forma equilibrada
no quotidiano e potenciar um ritmo de vida
mais harmonioso e Inteiro.
Há cerca de apenas 100 anos, doenças
directamente relacionadas com o stress CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
(como, por exemplo, os problemas • O Relaxamento Criativo:
cardíacos) apresentavam-se como uma o Aspectos bio-psico-sociais
raridade médica. Actualmente, a medicina o A Consciência Corporal
informa-nos que cerca de 3\4 das doenças • O Relaxamento Muscular
apresentam etiologia psicossomática, o I n t ro du ção ao Re l axam e n t o
condicionada por um estilo de vida Muscular Clássico: Técnica de
caracterizado pela cisão entre a natureza Jacobson
pessoal e os valores sócio-culturais. O que o A eficácia do Relaxamento
terá mudado? Aparentemente o que mudou Progressivo
foi só e apenas o estilo de vida. o Princípios de Tensão-Distensão e
Simetria
Parecendo para já impraticável andar para • O Relaxamento por Concentração Mental
trás no tempo, podemos hoje optar por ter o Princípios gerais do Relaxamento
uma condição de vida que vá de encontro Mental: o processo de
aos nossos ritmos vitais e às nossas Concentração
potencialidades Individuais. o Apresentação de diferentes métodos
de Relaxamento Mental
Relaxar é um estado natural e condição o A Afectividade
primeira de se Ser Pessoa e também uma
escolha. Este curso constitui-se como um FORMADOR
canal para um estilo de vida mais saudável e Cristiano Couto Martins
natural, dando a conhecer, de uma forma
teórica e principalmente vivencial, variadas DURAÇÃO
técnicas e práticas de Relaxamento. 24 horas | 8 sessões de 3 horas.

InSpiro - Instituto para a Motivação e o Desenvolvimento | www.inspiro.pt | 2008 12


Iniciação ao Teatro
fonética | A Sonoridade. .

Corpo: Conhecer e Proteger o Corpo | O


Movimento e a Postura | A Atitude |
Respiração e Relaxamento.

Interpreta ç ão: Defender a mensagem |


Domínio do Texto | Construção de
personagens | Expressividade | Convicção,

Especialmente desenhado para aqueles que Energia, Dinamismo, Criatividade e

sempre quiseram descobrir e potenciar o Capacidade de Adaptação | Saber

actor que há em si, este curso introduz os Improvisar | Conquistar e manter a Atenção

participantes no mundo mágico do Teatro, do Público.

tratando e trabalhando, de uma forma


personalizada, o domínio da Voz, do Corpo, METODOLOGIA

assim como a Interpretação propriamente A Mestria só se atinge com orientação

dita. adequada, compreensão e muita prática.


Exigindo do participante um grande nível de

Destinada a Amadores, mas com uma dedicação, entrega e disciplina, este curso é

abordagem rigorosa e profissional, esta é essencialmente prático, desafiando o grupo e

uma excelente proposta para todos quantos cada participante, através de exercícios que

queiram desenvolver a sua auto-estima, trabalham cada um dos aspectos, a explorar

disciplina e expressividade - no palco e na todo o seu potencial.

vida.
FORMADOR

OBJECTIVOS João Negreiros

No final deste curso, os participantes terão


identificado o seu potencial dramático e DURAÇÃO

desenvolvido o domínio da sua voz, da sua 60 horas | 20 sessões de 3 horas.

expressão corporal.

DIMENSÕES TRABALHADAS

Voz: Assegurar a integridade do aparelho


fonador | Respirar para uma boa projecção
de voz | Articulação, Elocução e Correcção

Rua do Campo Alegre, 20, • 4150 Porto • www.inspiro.com.pt • geral@inspiro.com.pt 13


Técnicas de Apresentação em Público
• Contacto ocular
• Colocação e projecção da voz
• Planear e organizar o discurso
• Técnicas de oratória
• Gerir a ansiedade, o medo e a tensão
• O Humor na comunicação
• As “brancas” no comunicar
• Como utilizar os diferentes tipos de
microfones
Dirigido a vendedores, empresários; • A dicção e a entoação da voz
políticos; a d vo g a d o s ; p ro f e s s o re s ; • Técnicas para combater o nervosismo
estudantes; técnicos de Relações Públicas; • Como tratar as perguntas
profissionais da comunicação e secretárias, • Como terminar a apresentação
i.e., todas as pessoas para quem o seu
desempenho em público seja um factor
importante de afirmação a nível social e/ou FORMADOR
profissional, este curso promove nos José Maria Moreira da Silva
participante o desenvolvimento de atitudes
que lhes permitam comunicar eficazmente DURAÇÃO
perante uma plateia. 36 horas | 12 sessões de 3 horas

OBJECTIVOS

No final deste curso, os participantes terão


desenvolvido a auto-confiança, a liderança e
dominarão ferramentas que lhes permitirão:
estimular a criatividade, intensificar o auto-
conhecimento, inspirar credibilidade,
fortalecer o marketing pessoal, valorizar o
poder da argumentação e desenvolver
melhores relações inter-pessoais.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
• Autoconhecimento emocional
• Linguagem verbal e não-verbal
• Planificação e estrutura da
apresentação
• Postura corporal

Rua do Campo Alegre, 20, • 4150 Porto • www.inspiro.com.pt • geral@inspiro.com.pt 14


Comunicação e Assertividade
METODOLOGIA

Recurso ao método activo privilegiando o


estudo de casos, a autoscopia, e a articu-
lação da formação com as vivências profis-
sionais dos participantes.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1. A Comunicação
• Elementos da comunicação
Ao profissional de sucesso não basta saber • Comunicação Verbal (Empatia, Escuta
desempenhar as suas funções com com- activa)
petência e eficácia. Tem necessariamente que • Comunicação Não Verbal e Paralin-
demonstrar excelência num outro conjunto de guagem
competências que se prendem com a gestão • Definir e identificar as barreiras à
das suas emoções e a capacidade de inter- comunicação
agir de forma equilibrada e assertiva com os • Atitudes face à comunicação
outros: colegas, superiores hierárquicos, • Estilos não assertivos de Comunicação
subordinados, clientes, parceiros. (Passividade, Agressividade, Manipu-
lação)
Grande parte dos empreendimentos, projec-
tos e negócios fracassados reflectem proble- 2. Comunicar Assertivamente
mas comunicacionais entre os intervenientes. • O que é a assertividade?
Felizmente, trata-se de um problema que será • O Modelo de Assertividade
eficazmente resolvido se os indivíduos • Ser Assertivo
quiserem mudar a sua atitude e aprender a • A assertividade com pares, superiores e
utilizar as ferramentas adequadas ao desen- subordinados
volvimento de relações equilibradas e con- • A assertividade no trabalho em equipa
strutivas – assim criando também as con- • A assertividade na relação com os cli-
dições ideais ao desenvolvimento de equipas entes
de alto desempenho, lideranças eficazes, re-
lações sólidas com parceiros e clientes. FORMADOR

OBJECTIVOS Maria de Jesus Fonseca


No final deste curso, os participantes terão:
Identificado o seu estilo pessoal de comuni- DURAÇÃO
cação, de acordo com os padrões definidos
pelo Modelo de Assertividade, desenvolvido 24 horas | 8 sessões de 3 horas
competências de comunicação eficaz, em
situações específicas, tais como:
• Trabalho em Equipa
• Relação com Pares, Superiores e Subor-
dinados
• Relação com Clientes

Rua do Campo Alegre, 20, • 4150 Porto • www.inspiro.com.pt • geral@inspiro.com.pt 15


Criatividade e Pensamento Lateral
• Tomado contacto com algumas formas de
expressão da criatividade

METODOLOGIA

As sessões são principalmente práticas,


sendo possibilitado a cada participante
É comum a identificação estrita da trabalhar, de forma integrada, aqueles
Criatividade com áreas artísticas. E muitos de aspectos que considera mais importantes
nós acreditam não ter qualquer potencial de para a sua progressão individual.
criatividade. Ora a criatividade é algo que
está presente em todos nós (embora, de
facto, tenha sido objecto de maior CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
desenvolvimento em alguns) e é uma • Criatividade e Pensamento Lateral; Todos
ferramenta importante em todas as
somos Criativos; Identificar e ultrapassar
dimensões da vida, desde o desempenho das
bloqueios à Criatividade.
tarefas domésticas à construção de naves
espaciais, passando também, naturalmente,
• A libertação da Criatividade no dia a dia

por todas as formas de expressão artística. e no Trabalho; Resolver Problemas com


Criatividade.

• A Criatividade e o Humor; Gerar e


OBJECTIVO
desenvolver Novas Ideias.
O curso “Criatividade e Pensamento Lateral” • Expressar a Criatividade: a Expressão
desmistifica as ideias pré-concebidas ligadas
Plástica, a Expressão Dramática, e a
à Criatividade, e fornece ferramentas para o
Escrita Criativa
desenvolvimento da mesma. No final do
curso, os formandos terão:

• Percebido o seu potencial criativo; FORMADOR

• Aprendido a explorar esse potencial, em David Saraiva

diferentes dimensões da sua vida; DURAÇÃO


• Aprendido a identificar e a ultrapassar 12 sessões com frequência semanal | 2
todos os bloqueios à criatividade e ao meses.
processo criativo;

Rua do Campo Alegre, 20, • 4150 Porto • www.inspiro.com.pt • geral@inspiro.com.pt 16


Culinária Prática
suculento abacate, tomates frescos e
mozzarella de búfalo, salpicado com sal e
pimenta acabada de moer? Ou uns rolinhos
de salmão fresco com aromáticos salsa e
azeite, servidos numa cama de rucola
fresca....

E há uma dica muito importantes de que se


deverá lembrar! A boa comida sempre sabe
Este é um curso ideal para quem queira melhor quando acompanhada por um ou
aprender a cozinhar sem ter que passar dois copos de vinho! Este curso apresentar-
muito tempo na cozinha. Trata-se de uma lhe-á igualmente alguns dos vinhos
culinária simples: fácil de preparar e rápida Por tugueses mais adequados para
em termos de confecção, para que, mesmo acompanhar os nossos pratos de inspiração
as pessoas com menos experiência possam mediterrânea.
juntar-se a nós e aprender a confeccionar
excelente comida caseira rápida. Ao METODOLOGIA
terminar este curso, saberá que comida Os participantes são convidados a
rápida não tem que ser má ou prejudicial à confeccionar e a compreender a feitura e o
saúde. Pelo contrário, pode ser plena de significado de cada prato. São fornecidas
cores e sabores frescos, dando-lhe tempo todas as receitas para os participantes
para relaxar, sentar e saborear a sua poderem facilmente transferir tudo o que
comida. tiverem aprendido a criar para as suas
próprias cozinhas.
As receitas são económicas, recorrem aos
ingrediente locais mais frescos (essenciais FORMADOR
para criar pratos rápidos de sucesso em Emiliano Di Renzo
casa) e levam, normalmente menos de 30
minutos a confeccionar. São desenhados DURAÇÃO
para duas pessoas, mas podem facilmente 36 horas | 12 sessões de 3 horas
ser adaptados para mais ou para menos
pessoas. Terminará o curso com um
repertório de receitas que apenas requerem
a compra de alguns ingredientes no seu
caminho do trabalho para casa. O que
poderá ser mais simples e fácil ou mais
delicioso do que um “Caprese” com
Rua do Campo Alegre, 20, • 4150 Porto • www.inspiro.com.pt • geral@inspiro.com.pt 17