Vous êtes sur la page 1sur 4
Informativo da Campanha 40 Dias de Propósitos Segunda Igreja Batista em Palmas Feira de Ministérios,
Informativo da Campanha
40 Dias de Propósitos
Segunda Igreja Batista em Palmas
Feira de Ministérios,
dia 15 out
Pequenos Grupos,
mais amor, mais união
Palmas, 8 de outubro de 2006 - nº 5
Ronaldo Mitt
união Palmas, 8 de outubro de 2006 - nº 5 Ronaldo Mitt 4ª semana Propósito: Discipulado
união Palmas, 8 de outubro de 2006 - nº 5 Ronaldo Mitt 4ª semana Propósito: Discipulado
união Palmas, 8 de outubro de 2006 - nº 5 Ronaldo Mitt 4ª semana Propósito: Discipulado

4ª semana

Propósito: Discipulado

verso da semana para memorizar

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus”

(Filipenses 2:5)

2

Informativo 40 - campanha 40 dias de propósitos

Moldados Segundo o Caráter de Cristo

“O supremo objetivo de Deus para sua vida não é o conforto, mas o desenvolvimento do seu caráter”.

Jéssika Iane

PALMAS

D esde que fomos criados, Deus deseja que sejamos semelhantes a Ele: puros e incorruptíveis, e nos

deu como exemplo de santidade seu filho Jesus. Mas, por causa da nossa natureza pecaminosa, esse processo de santifi- cação pode muitas vezes ser bastante doloroso. Logo que uma pessoa se torna cristão, mudanças acontecem naturalmente em sua vida. É impossível uma pessoa estar perto de Deus e não se sentir desafiado

a mudar alguns conceitos e atitudes. O

Espírito usa várias situações e, principal- mente, a Palavra de Deus para nos tornar

semelhantes a Jesus. Rick Warren, em Uma Vida com Propósitos, diz: A Palavra de Deus expõe nossas motivações, aponta nossas faltas, repreende nosso pecado e espera que nos transformemos. Faz parte da natureza humana resistir a mudanças; então aplicar a Palavra de Deus é uma tarefa difícil.

O irmão Nicélio, que antes de se con- verter participava de muitas festas secu- lares e chegou a usar drogas ilícitas, falou como a permanência na Palavra de Deus

o ajudou a se firmar na fé: “Procuro viver minha vida fundamentada na Palavra e ela

vai corrigindo os erros na minha vida”. Ele disse ainda que, mesmo como cristão, muitas vezes passa por tentações. Como diz Rick Warren e, ao contrário do que muitas pensam: “ser tentado não

é pecado. Jesus foi tentado, embora

nunca tenha pecado. A tentação só se torna pecado quando você cede”. Nicélio

acrescentou: “Quando erro ou sou tentado

a desviar, procuro ver os ensinamentos de

Jesus e evito. No começo foi mais difícil,

há uma luta real entre carne e espírito. Mas olhar para o exemplo de Jesus tem me ajudado”. O desenvolvimento do seu caráter sempre envolve uma escolha, e

a tentação supre a oportunidade. Você

não pode dizer que é bom se nunca foi tentado a ser mal. Muitas vezes, para trabalhar nosso caráter, Deus nos permite passar por sofrimentos. Algumas pessoas pensam que o sofrimento significa falta de fé, mas Deus nos mostra que é no sofrimento que

falta de fé, mas Deus nos mostra que é no sofrimento que Ronaldo, Rosa e Reinaldo:

Ronaldo, Rosa e Reinaldo: :”Hoje vejo que Deus queria que eu cuidasse dessas crianças e as fizesse crescer conhecendo Sua Palavra.”

O conhecemos. Rick Warren diz: É durante

períodos de sofrimento que aprendemos a fazer nossas orações mais sinceras, autênticas e honestas para com Deus. Quando sentimos dor física ou emocio- nal, não temos disposição para orações superficiais. Teiquilane Gonçalves, nova convertida, passou por uma experiência única que a fez conhecer Deus de perto.

Há um ano ela sofreu um acidente de moto e perdeu os movimentos e a voz. Ela já tinha familiares cristãos, mas achava perda de tempo dedicar a vida a Deus. Muitas pessoas estiveram orando por ela

e a recuperação dela foi milagrosamente

rápida. Ela disse: “Eu sei que Deus tem propósitos para minha vida por que eu não morri naquele acidente. Antes eu só tinha o conhecimento básico de Deus, agora conheço mais, me interesso mais

e até leio a Bíblia todos os dias. Só agora entendo o propósito de Deus para minha vida. Ele me queria perto dele.

de Deus para minha vida. Ele me queria perto dele. “Quando sou tentado a desviar, olho

“Quando sou tentado a desviar, olho para o exemplo de Jesus e ele tem me ajudado.”

olho para o exemplo de Jesus e ele tem me ajudado.” Rosa Vilarinho, tesoureira da Igreja,

Rosa Vilarinho, tesoureira da Igreja, pas- sou por uma experiência de perda quando

o irmão e a cunhada dela morreram num

acidente de carro e ela ficou responsável pelos dois sobrinhos que sobreviveram. Ela disse: “Deus me preparou para esse mo- mento. Por três anos e meio estive orando na igreja das 7h às 8h. Durante todo esse tempo sabia que Deus queria algo de mim, mas não entendia o que. Hoje vejo que ele queria que eu cuidasse dessas crianças e as fizesse crescer conhecendo da Palavra”. Rosa falou de como se sentiu sustentada por Deus nesse momento tão difícil: “Quan- do aconteceu me senti forte e confortada, apesar da dor da perda. Eu sentia Deus me dizendo ‘Eu te preparei para esse momen- to, você é forte’. Deus me deu domínio próprio, em outro tempo não teria tido essa tranqüilidade”. Estes testemunhos mostram que quan- do passamos por provações e tentações

o objetivo de Deus não é nos fazer sofrer,

mas nos fazer crescer. Como lemos em Uma Vida com Propósitos: “Jesus não morreu naquela cruz apenas para que pudéssemos levar vidas equilibradas e confortáveis. O seu propósito é muito mais profundo: ele quer nos tornar como ele, antes de nos levar para o céu. Esse é o nosso grande privilégio, nossa responsabi- lidade direta e nosso destino final”.

reflexão

segunda Igreja batista em palmas

   
     
 

SEGUIR A JESUS

 

Uma música do Guilherme Kerr e Jorge Rehder toca meu coração toda vez que eu a ouço. Diz assim: “Seguir a Jesus

é deixar as redes, é deixar o barco. É fazer-se de fraco pra levar os fracos à verdade. É ser

livre de tudo, ser servo de todos

Seguir

a

Jesus é perder sua vida pra encontrar vida plena. É abrir mão de tudo, entregar-se de todo, vale a pena!”. Nesta música encontro os sinais do verdadeiro discipulado. Ser discípulo de Cristo é segui-lo sem olhar para trás. Em Lucas 9:23 Jesus disse: “Se alguém

quiser acompanhar-me, negue-se a si mes- mo, tome diariamente a sua cruz e siga-me.”.

O

verdadeiro discipulado não implica

 

apenas no aprendizado de algumas ver- dades bíblicas, mas num caminhar diário

com Jesus Cristo, onde nossos desejos e vontades são crucificados diariamente.

 

quais seriam as marcas daquele que segue a Jesus?

E

 

A

primeira marca é a Disponibilidade.

Jesus disse: “Se alguém quiser acompa-

 

nhar-me

”.

Há aqui uma liberdade que

Deus dá ao homem. Ele pode desejar

seguir a Jesus, bem como abandoná-lo.

O

verdadeiro discípulo tem o anseio de

seguir. Quem segue a Jesus tem este de-

sejo no coração, uma vontade voluntária de fazer aquilo que agrada ao Senhor.

 
 

A

segunda marca é a Renúncia: “negue-

se a si mesmo”. O verdadeiro discípulo abdica de seus direitos e passa a viver na

 

dimensão de Jesus Cristo. Esta, eu creio, é

a

maior dimensão do Senhorio de Cristo

 

na vida do cristão. Tudo que era seu

 

agora é de Jesus. Como disse Paulo: “logo,

não sou eu quem vive, mas Cristo vive

 

em mim; e esse viver que, agora, tenho

na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.” (Gálatas 2:20).

 

E

a terceira marca é o Sacrifício:

 

tome diariamente a sua cruz e siga-me.”. Não há como seguir a Jesus sem sacri- fício. Se você não é capaz de sacrificar algumas coisas em sua vida, então você não pode ser discípulo de Jesus. Você tem feito isso em sua vida como cristão? Se sua resposta for sim, amém! Continue assim e Deus será glorificado com a sua vida. Se não, então lhe dou uma sugestão. Ore neste momento e diga: “Senhor, ajuda-me a ser Teu discípulo.

Eu realmente quero te seguir de forma a fazer a Tua vontade, da Tua maneira”.

 
 

Pr. Carlito Paes, PIB São José dos Campos

3

Mais amor, mais união

“Todos os dias unidos, se reuniam no pátio do templo. E na

suas casas partiam o pão (

estimados por todos. E cada dia o Senhor juntava ao grupo as

pessoas que iam sendo salvas.” (Atos 2:46,47)

)

Louvavam a Deus por tudo e eram

Raquel Sousa

PALMAS

Já no segundo encontro dos Peque- nos Grupos, a Sibapa tem experimenta- do a vivência dos primeiros cristãos ao se reunirem em casas. Todos os sábados 21 lares anfitriões abrem suas portas, exercitam sua hospitalidade e vêem o Senhor agir em cada vida presente. A

palavra comunhão tem aumentado seu significado para a igreja; o “ter tudo em comum” tem nos feito olhar mais para

o outro com amor e cuidado, como diz

um dos líderes, Marcos Olímpio que vê como responsabilidade de todos buscar os que parecem mais abatidos e desanimados,”Não é trabalho nenhum, é

amor a Deus e ao outro, é minha obriga- ção”, declarou. É provável que a Sibapa ainda não tivesse experimentado uma comunhão tão intensa. Grupos que pareciam he- terogêneos, tem quebrado as barreiras

e buscado descobrir os propósitos de

Deus juntos, em família.”Pessoas que nunca imaginei participando de um grupo de discipulado estão no pequeno grupo compartilhando e firmando em Deus” declarou Gisele Cecílio, coordena- dora de discipulado da Sibapa. Herlon Garcia, líder de um dos grupos, afirma que mesmo sendo líder de gru- pos de discipulados há bastante tempo, está “vivendo uma experiência nova”. Herlon colocou a satisfação de estar

vendo Deus agir em vidas; muitas delas chegaram machucadas, outras precisan- do conhecer a Deus não somente por nome, e com apenas dois encontros diz que já há mudança de vidas, diferenças que já tem sido notadas por pessoas que

convivem no dia-a-dia. “O grupo cresceu, hoje tem aproximadamente 31 pesso- as, além de uma que saiu de Palmas e

voltou para sua cidade

compromisso de discutir o estudo por

telefone”, declara o líder que tem no grupo um grande número de visitantes

e amigos, “Nunca tinha participado de

um grupo com pessoas que não fossem membros da igreja, tem sido muito bom, nunca tinha falado tanto de Cristo.” Se a Bíblia diz que devemos animar uns aos outros, a prática tem sido muito

agradável, mesmo com as dificuldades. Além das alegrias, Deus tem propor- cionado a igreja viver o “levar a carga” do próximo. Assim como no livro de Atos, que evidencia a missão primordial do Corpo de Cristo que é anunciar o alimento espiritual, mas nunca esque- cendo de repartir o pão. Os testemu- nhos têm fortalecido a fé de cada um e edificado a igreja. Ainda haverá mais encontros durante

a Campanha 40 dias de Propósitos,

e a Sibapa tem crido que como na igreja primitiva continuaremos unidos, partindo do pão, louvando a Deus, e que

o Senhor juntará ao grupo, pessoas que serão salvas.

e firmamos o

LIVRO Esse estudo tem me trazido muito confronto, porque ele trabalha a vida da pessoa.
LIVRO
Esse estudo tem me trazido muito confronto, porque
ele trabalha a vida da pessoa. Ele nos mostra que tem
muitas coisas a serem mudadas na minha vida, muitos
hábitos. Isso é muito difícil, mas Deus tem me ajudado.
Tenho feito essas mudanças com alegria porque me
dá muito prazer estar adorando a Deus e estar em co-
munhão com as pessoas. No começo achei que eu não
fosse capaz de liderar um grupo, mas Ele me mostrou
que é Ele quem faz e me capacita. É muito bom saber
que Deus tem propósitos para minha vida. Agora eu
tenho um norte, tenho um foco. (Denny Ribeiro, líder
de um pequeno grupo)
Marcelo da Silva

4

4 Feira de Ministérios, dia 15 No próximo domingo acontecerá a Feira de Ministérios. Serão 21

Feira de Ministérios, dia 15

No próximo domingo acontecerá a Feira de Ministérios. Serão 21 estandes, que poderão ser visitados das 10h30 às 23h, fechando apenas durante o culto da noite.

A Feira está sendo preparada com muita dedicação e planejamento. Uma reunião com os líderes de ministérios da Sibapa, re- alizada no dia 29/09, discutiu alguns pontos e trouxe direcionamentos que a feira deverá ter. “Minha expectativa é que os ministé- rios aproveitem esta oportunidade e que surjam muitos voluntários para o serviço do Senhor”, falou Wilson de Paula, coordenador da Feira de Ministérios. Entre as diretrizes da reunião, é importante ressaltar a que todos os estandes devem fornecer aos visitantes

da Feira orientações de como envolver-se com

cada ministério. Rick Warren afirma que “Deus planejou cada um de nós de modo que não houvesse réplica em todo o mundo. Isso significa que ninguém mais é capaz de desempenhar o papel que Deus planejou para você. Se você não fizer sua contribuição para o corpo de Cristo ela não será feita”. A Feira de Ministérios, nesse sentido, é a oportunidade do crente em

Reunião de Planejamento da Feira de Ministérios

atender o chamado de Deus para a obra que Ele reservou para cada um de nós.

MINISTÉRIOS PARTICIPANTES

MINISTÉRIOS PARTICIPANTES Discipulado, Som/Tecnologia, Música, Ação Social, Clinica, Homens, Arte/cursos, Família,
Discipulado, Som/Tecnologia, Música, Ação Social, Clinica, Homens, Arte/cursos, Família, Oração, Diaconia,

Discipulado, Som/Tecnologia, Música, Ação Social, Clinica, Homens, Arte/cursos, Família, Oração, Diaconia, Coreografia, MCA, Evangelismo, Missões, Jovens, Comunicacão, Integracao, Esporte, Tesouraria, Berçário, Cesta Básica, Educação Religiosa e Exame de contas.

COMUNICAÇÕES

CEIA DO SENHOR – Hoje a noite ha- verá celebração da ceia com o auxilio do Pr. Edvaldo Teles.

CONSELHO – Haverá uma reunião na próxima sexta, dia 13, às 20h.

OPERAÇÃO ANDRÉ – Lembremos do compromisso de levar o amor de Deus àqueles que desejamos que sejam salvos por Jesus.

REUNIÕES DE ORAÇÃO – reuniões todos os dias as 7h. Venha participar conosco!

CESTA BÁSICA – Traga donativos para confecção de novas cestas. Contribua!

REUNIÕES DAS ORGANIZAÇÕES – DCC: Juniores, Adolescentes, Jovens, MCA e Homens, aos domingos, às

18h30min.

ANIVERSARIANTES

Dia 7

Odair Soares de Queiroz, 3225-2153

Dia 8

Luzene Carvalho, 3224-2477, luzene@ibest.com.br

Dia 9

Juliana do Espírito Santo, 3224-1011, julisanto@gmail.com

Dia 9

Polianne Araújo Barros, 92014209, aniepoli@yahoo.com.br

Dia 11 Ruth Araújo L. Barros, 3225-8357 Dia 12 Samara Bezerra Almeida, 8404-1954, samara@mail.com Dia 12 Wagner Marques Prado, 8403-3171

CASAMENTO

Dia 8

Damiana e Semlário Queiroz, 84601198

SERVINDO A DEUS NO TEMPLO

Este Domingo, 8 de outubro de 2006. RECEPCIONISTAS e INTRODUTORES: Equipe do 40 dias (manhã e noite); INSTRUMENTISTAS: Grupo de Louvor (manhã

e noite); CÂNTICOS: Grupo Louvor (manhã e noite); SERVIÇO DIACONAL: Nair (plantão); Nemuel (volante), Damião

(segurança); Maria José, Silézia e Damião (visitas); TESOUREIROS: Irene (manhã); Rosa, Sadrak e Irene (noite); BERÇARIO:

Anivalda (manhã), Deílta e Evani (noite); CULTO INFANTIL: Kátia Juliana, Dayane, Marcelo Ribeiro (noite).

Próxima Quarta, 11 de outubro de 2006. INSTRUMENTOS E CÂNTICOS: Grupo Louvor; INTRODUTOR: Admilson; TESOUREIRO: Sadrak.

Próximo Domingo, 15 de outubro de 2006 RECEPCIONISTAS e INTRODUTORES: Equipe do 40 dias (manhã e noite); INSTRUMENTISTAS: Grupo de Louvor (manhã

e noite); CÂNTICOS: Grupo Louvor (manhã e noite); SERVIÇO DIACONAL: Maria José (plantão); Edimar (volante), Luiz

(segurança); Oscar, Deílta e Nair (visitas); TESOUREIROS: Sadrak (manhã); Rosa, Sadrak e Irene (noite); BERÇARIO: Maria

José (manhã), Valquíria e Dádiva (noite); CULTO INFANTIL: Cláudio, Renata Sena, Nazaré e Verônica (noite).

E você? Tem sido um bom discípulo? Tem refletido a glória de seu mestre?
E você? Tem sido um bom
discípulo? Tem refletido a
glória de seu mestre?

DOM em “Discipulado”

O verdadeiro discípulo de Jesus procura ser igual a Ele tanto nas ações quanto nos pensamentos

ser igual a Ele tanto nas ações quanto nos pensamentos Discipulo é aquele que segue o
ser igual a Ele tanto nas ações quanto nos pensamentos Discipulo é aquele que segue o
Discipulo é aquele que segue o seu mestre, imita seu mestre e é parecido com
Discipulo
é aquele
que segue o
seu mestre,
imita seu
mestre e
é parecido
com Ele.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

SAÚDE: Senhora Zenaide, que está com câncer (amiga da Evelin); Francisco Gomes; Milca (em tratamento); Roberto Sipaúba (UTI do HGP); Nádia Landim – DF (amiga da Kênia Pauzer); Leonam Alves (ir. da Fátima); Ana Paula Araújo (gravidez); Edite Campos Reis (mãe da ir. Eva)

IGREJA: Sucessão pastoral – que Deus nos conceda o discernimen- to quanto à identificação do pastor que Ele já escolheu para nossa igreja; Congregação da Lagoa do Tocantins – Pr. Edvaldo e irmã Marcirene; Trabalho do Aureny III – irmãos Joseli e Alzemi; Pelos ministérios e seus respectivos líderes: Educação Cristã, Evange- lismo, Família, Integração, Música e Patrimônio; Pela Campanha de 40 Dias de Propósitos e a comis- são organizadora; Pela construção do Novo Templo, parte final.

GRATIDÃO: Recuperação do Vinícius (sobrinho da ir. Paixão); Melhora do Roberto Sipaúba.

Informativo 40 da Segunda Igreja Batista em Palmas 208S, AI7, Al 18, Palmas - TO,

Informativo 40 da Segunda Igreja Batista em Palmas 208S, AI7, Al 18, Palmas - TO, cep 77125-360, CP 146, (63) 213.2047 / 225.5921. Fundada em 1º de maio de 1993. Internet: www.sibapa.net

Líder da Campanha: Arias Soares; Coordenador Geral da Campanha: Neymar Cabral; Coordenador de Comunicação: Marcelo da Silva; Texto: Jéssica Iane, Jaciara França, Raquel Souza, Samira França; Ilustração: Vanessa Mitt; Fotos: Ronaldo Mitt, Marcelo da Silva.

Vice-moderador: Arias Soares. Administração Patrimonial: Francisco Falcão. Educação Religiosa: Nadir Nobre. Depto de Música: Valéria Mitt. Evangelismo e Missões: Elisana Lígia. Depto de Ação Social: Wilson de Paula. Depto de Integração: Helena Parente. Pastor Emérito: Pr. Alcides de Oliveira Souza.