Vous êtes sur la page 1sur 3

Cidade, dia de Novembro de 2009

Ao Serviço de Atendimento ao Consumidor – SAC da


Microboard® Indústria e Comércio de Produtos Eletrônicos LTDA
com cópia para o Departamento Jurídico,

Em xx/xx/xx adquiri um computador portátil (notebook) modelo Microboard Ultimate


Black – U342 produzidos por essa empresa (número de série xxx), baseado na informação
divulgada por essa empresa de que seria possível utilizá-lo com o novo sistema operacional
Microsoft Windows 7 x64, visto que tal notebook seria total e completamente compatível com o
mesmo.

É sabido que para a utilização de um sistema operacional em um computador são


necessários softwares conhecidos como drivers, os quais são específicos para utilização em cada
modelo de computador dos sistemas operacionais por ele suportados, e que os mesmos devem ser
fornecidos pelo fabricante do equipamento. Ocorre que até a presente data essa empresa não
disponibilizou para os proprietários do notebook modelo Microboard Ultimate Black – U342
todos os drivers corretos, necessários e atualizados para utilização do mesmo com o sistema
operacional Microsoft Windows 7 x64, deixando-lhes apenas duas alternativas, seja utilizar outro
sistema operacional que não o Microsoft Windows 7 x64 ou utilizar o novo sistema operacional
da Microsoft sem a totalidade de suas funções disponíveis por ausência dos drivers corretos e
necessários.

Deve-se ressaltar que a utilização do sistema operacional Microsoft Windows 7 x64 no


Microboard Ultimate Black – U342 apenas com os drivers desatualizados disponibilizados até
essa data por essa empresa em seu website resulta em diversos erros de operação, entre eles:

− Instabilidade do sistema operacional, resultando em “travamentos” constantes do


notebook;
− Operação incorreta ou inoperabilidade absoluta do WiFi e Bluetooth;
− Funcionamento apenas parcial das teclas de função (FN);
− Funcionamento também apenas parcial da ferramenta denominada Control Center
que permite calibrar a bateria, monitorar as temperaturas do notebook, entre outras funções.

Ora, além de tais erros serem fonte de constante descontentamento, os mesmos têm
altíssimo potencial de causar danos físicos no equipamento, que ocorrendo poderão agravar ainda
mais os prejuízos que já venho suportando porque o notebook Microboard Ultimate Black –
U342 que adquiri funciona inadequadamente com o sistema operacional Microsoft Windows 7
x64 por omissão dessa empresa que ainda não disponibilizou os drivers corretos supra citados até
essa data como anteriormente informado.

Ademais, entrei em contato com esse departamento por diversas vezes questionando
quanto ao motivo da não disponibilização dos referidos drivers por ocasião do lançamento oficial
do citado sistema operacional pela empresa Microsoft, como foi informado pela empresa para
diversos proprietários desse modelo de notebook nos últimos meses. Em uma das ocasiões fui
informado que tais drivers seriam disponibilizados dali a no máximo duas semanas, o que não se
verificou. Em outra ocasião foi-me repassado pela atendente prazo semelhante, o que também não
se verificou. Em outra ocasião ainda o atendente dessa empresa informou que os drivers já se
encontravam disponíveis na página de downloads do website da empresa, porém lá havia e ainda
há somente parte dos drivers necessários, a maioria desatualizada.

Diante desses fatos, fica claro que essa empresa não vem respeitando seus clientes e
consumidores ou mesmo o Código de Defesa do Consumidor (Lei nº. 8.078/90), principalmente
por atentar frontalmente com o inciso terceiro do artigo sexto da referida lei que reza:

Art. 6º São direitos básicos do consumidor:

III - a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com


especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade e preço,
bem como sobre os riscos que apresentem;

Ora, informar incorretamente de forma reiterada que todos os drivers necessários para
utilização do sistema operacional Microsoft Windows 7 x64 seriam disponibilizados no website
da empresa por ocasião do lançamento oficial de tal sistema operacional pela empresa Microsoft,
algo que não aconteceu até a presente data, não é outra coisa a não ser repassar informações
inadequadas e obscuras sobre o produto.

Essa empresa também atenta frontalmente contra o inciso terceiro do parágrafo sexto do
artigo dezoito da mesma lei que reza:

§ 6° São impróprios ao uso e consumo:


III - os produtos que, por qualquer motivo, se revelem inadequados ao fim a que se
destinam.
Ora, se o notebook Microboard Ultimate Black – U342 se destina inclusive para uso com
o sistema operacional Microsoft Windows 7 x64, como informado por essa empresa, e pela falta
de drivers adequados o mesmo se mostra inadequado para o fim a que se destina, logo são
impróprios para uso e consumo até a presente data.

Em vista dos fatos apresentados, solicito que a empresa envie-me por meio de Sedex ou
Carta Registrada para o endereço abaixo especificado no prazo máximo de 30 (dias) a contar da
data de recebimento desta, tanto os drivers corretos, necessários e atualizados para utilização do
sistema operacional Microsoft Windows 7 x64 no notebook Microboard Ultimate Black – U342
produzido por essa empresa e por mim adquirido, bem como a versão do aplicativo Control
Center específica para utilização em tal sistema operacional, de forma que o conjunto funcione
correta e totalmente sem quaisquer ônus para mim. Caso isso não seja possível, requeiro que a
empresa respeite o que reza o artigo dezoito do Código de Defesa do Consumidor e contate-me
oferecendo as alternativas previstas em tal dispositivo legal, a saber:

Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem


solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou
inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por
aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da
embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes
de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.
§ 1° Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor
exigir, alternativamente e à sua escolha:
I - a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de
uso;
II - a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo
de eventuais perdas e danos;
III - o abatimento proporcional do preço.

Note-se que a mesma lei também reza de forma clara que:

Art. 12. O fabricante, o produtor, o construtor, nacional ou estrangeiro, e o importador


respondem, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos
causados aos consumidores por defeitos decorrentes de projeto, fabricação, construção,
montagem, fórmulas, manipulação, apresentação ou acondicionamento de seus produtos,
bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua utilização e riscos.

Art. 14. O fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa,


pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação
dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição
e riscos.

Em virtude de tais pleitos, solicito pronto atendimento a minha solicitação tendo em vista
a legislação supramencionada, sob pena de se fazer uso das prerrogativas legais e judiciais a que
tenho pleno direito.

Com a certeza de que essa empresa, referência no mercado nacional de informática,


honrará com seu compromisso para comigo como consumidor, subscrevo-me.

____________________________
Seu nome aqui (assinar sobre a linha)

Endereço:
Seu endereço completo aqui