Vous êtes sur la page 1sur 2

O CORAÇÃO ARDENTE

Disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?

(Lucas 24:32)

A cruz é a exposição do coração amoroso de Deus. Foi uma revelação no tempo, a tempo e para todo o tempo, do que ia e ainda vai no seu coração. Neste exato momento, o mesmo amor expresso no Calvário está à sua e à minha disposição.

Quando ousamos amar os outros, encena-se um pequeno calvário. Morremos para nós mesmos e abrimo-nos para receber o amor capacitador que pulsou através da cruz. Não poderemos compreender a profundeza desse amor até que amemos as pessoas e cuidemos de suas necessidades.

Quando participamos do cuidado conosco, o amor da cruz arde através de nossas palavras, ações e interesses. Tomamo-nos parte da comunidade do coração ardente de Deus!

“Na medida em que alguém nega o que é, será dominado pelo que não é”.

Quando Jesus se encontrou com os homens na estrada de Emaús, Ele lhes ensinou, pela Escritura, quem era. Podemos imaginar quão emocionante deve ter sido um estudo bíblico dirigido pelo próprio Senhor! Ele mostrou aos desanimados discípulos que Ele era o Cordeiro do sacrifício, o bode expiatório, a propiciação pelos pecados. A seguir, levou-os através dos profetas, sublinhando todas as referências a si mesmo. Foi então que a cruz e a ressurreição de Cristo tornaram-se reais para os discípulos.

Era propósito de Cristo iluminar-lhes o entendimento, firmando- lhes a fé na “firme palavra da profecia”. Desejava que no espírito deles a verdade criasse sólidas raízes, não meramente porque fosse apoiada por Seu testemunho pessoal, mas por causa da evidência inquestionável apresentada pelos símbolos e sombras da lei típica e pelas profecias do Antigo Testamento.

Era necessário aos seguidores de Cristo ter fé inteligente, não só em favor de si próprios, mas para que pudessem levar o conhecimento de Cristo ao mundo. E, como primeiro passo no comunicar este conhecimento, Jesus encaminhou Seus discípulos para “Moisés e os profetas”. Este foi o testemunho dado pelo Salvador ressuscitado quanto ao valor e importância das Escrituras do Antigo Testamento.

Mais tarde, ao partir o Mestre o pão na casa deles, ficaram sabendo que Ele era o Senhor. Ele havia acendido um fogo nos seus corações, o fogo divino revelado no Calvário.

ORAÇÃO: Senhor Deus, que as adversidades e a correria do nosso dia a dia, não ofusque a sensibilidade de poder contemplar o Senhor caminhando conosco. Que a chama de Tua presença possa arder todos os dias em nossos corações, incentivando-nos e consolando-nos, Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA: Há uma cruz no coração de Deus em todos os instantes.

Devocional Dia a Dia com Deus