Vous êtes sur la page 1sur 7

“Óscares” do turismo

Lisboa melhor cidade da Europa


Lisboa ganhou prémios internacionais de turismo, que consideram a capital
portuguesa como um dos melhores destinos turísticos da Europa. DESTAQUE | pag 02

nº22 JORNAL DE A nossa


bancada de OPINIÃO

LISBOA
pag. 10 / 11
NOVEMBRO 09
Jornal Mensal de distribuição gratuita
Director
Francisco MORAIS Barros

jornaldelisboa@gmail.com

prazeres contra
> Eleições autárquicas | pag.03

Lisboetas acabam
com tradição
apartamentos Os eleitores de Lisboa romperam com a tradi-
ção. Nas autárquicas de Outubro, pela primeira

em alcântara djumnusteauqnuoer
vez, os lisboetas Lisboa não elegeram presiden-
tes de Junta por “arrasto”. Ou seja, a vitória nas
Freguesias não foi “arrastada” pela votação para a
Câmara Municipal. Antes pelo contrário.

ispensário Esquerda
Direita
Evolução da votação para as
Assembleias de Freguesia no Concelho de Lisboa
60 Esquerda
50 (PS+PCP e outros;
Votação %

40 2009 inclui BE)


30 Direita
(PSD+CDS)
20
10
Fonte: CNE
0
Obs-1979 e 1982
1976 1985 1989 1993 1997 2001 2005 2009 dados indisponiveis

Evolução da votação para Esquerda


Câmara Municipal de Lisboa (PS+PCP e outros;
2009 inclui BE)

A Junta de Freguesia dos Prazeres contesta a construção de


60 Direita
50 (PSD+CDS)
Votação %

40
apartamentos no Dispensário de Alcântara. E defende a criação 30 *PS+PCP+BE+CpL
20
do Museu da Medicina no imóvel mandado construir pela 10
Fonte: CNE
0
Rainha D. Amélia para combater a tuberculose. > DESTAQUE | pag 02 1976 1985 1989 1993 1997 2001 2005 2007* 2009
Obs-1979 e 1982
dados inddisponiveis
RESULTADOS

DESTAQUE AUTÁRQUICAS‘09
> Santa Engrácia
Bolsa de Voluntariado  
Como meio de promoção e desenvolvimento da solidariedade, Santa Engrácia
criou uma Bolsa de Voluntariado na qual podem participar todas as pessoas que
pretendem oferecer o seu tempo e dedicação a ajudar quem necessita.

> Prémios internacionais > Obra da Rainha D. Amélia

“Óscares”
para Lisboa Prazeres defende museu no > Eleições em Lisboa bleias de Freguesia eram normalmente “em linha” com a votação obtida pelo candidato do
mesmo partido à Câmara Municipal. Porém, demonstra também a história dos resultados,

Dispensário de Alcântara Tradição não é o que era


os candidatos às Freguesias tinham, em regra, menos votos que o candidato à Câmara.
O que se verifica nos resultados das passadas eleições autárquicas são, portanto, fe-

L
nómenos totalmente novos. O resultado do PS para a Câmara Municipal demonstra isto
isboa ganhou prémios internacionais de mesmo. António Costa foi o candidato mais votado em 38 Freguesias de Lisboa, apesar de
turismo, que consideram a capital por- o PS só ter vencido a presidência de 22 Juntas de Freguesia.
tuguesa como um dos melhores destinos
Os eleitores quebraram a tradição. Pela primeira vez, a Por outro lado, o resultado do PSD também revela o novo comportamento do eleito-
turísticos. Na 16ª edição do World Travel
Awards, realizada em Óbidos no fim-de-
A Freguesia dos Prazeres vitória nas Freguesias não foi “arrastada” pela votação
rado. Os social-democratas venceram a presidência de 26 Juntas de Freguesia, mas o seu
candidato à presidência da Câmara de Lisboa teve menos votos naquelas Freguesias que
semana de 24 e 25 de Outubro passado, Lisboa, defende a instalação do Museu para a Câmara Municipal. Antes pelo contrário. o candidato a presidente da respectiva Junta. A única excepção é a Freguesia de Alcântara

S
considerada o melhor destino europeu, recebeu
os prémios de melhor destino para “city breaks”
da Medicina no Dispensário de – que passou do PCP para o PSD –, na qual o candidato do PSD à Câmara teve mais 272
votos que Isabel Leal de Faria, candidata a presidente da Junta. Em todas as restantes 25
e melhor destino de cruzeiros. Lisboa, a par do Alcântara. Um imóvel mandado eja qual for a razão – mérito dos candidatos às Freguesias e/ou mérito Freguesias presididas pelo PSD, o candidato à Câmara Municipal teve menos votos que os
Algarve e da Madeira, é um dos principais desti-
nos turísticos portugueses, captando uma parte
construir pela Rainha D. Amélia ou demérito dos candidatos à Câmara Municipal –, o certo é que os lis-
boetas estrearam, nas eleições autárquicas do passado dia 11 de Outubro
candidatos à presidência das respectivas Juntas. No mesmo sentido, e consolidando esta
nova factualidade, o PSD obteve mais votos para a Assembleia Municipal do que para a
significativa dos cerca de 10 milhões de turistas para combater a tuberculose. novas orientações de voto. Orientações, tendências ou razões a que os Câmara Municipal. Os partidos devem esmiuçar os resultados com realismo.

A
que todos os anos visitam o nosso País. candidatos e os partidos devem dedicar particular atenção, para retirarem
Neste sentido, aliás, Lisboa é a capital europeia as devidas ilações. Pelo menos, a pensar no futuro.
do momento, frequentemente recomendada por
prestigiadas publicações estrangeiras que dedicam
páginas e páginas aos encantos da cidade, onde a
Junta de Freguesia dos Prazeres defende
a instalação de um Museu da Medicina, a
criar, nas instalações do Dispensário de Al-
Ora então, vejamos: tradicionalmente as vitórias nas Freguesias eram
alavancadas pelo candidato à Câmara Municipal. Ou seja, as votações para as assem- Ajuda
Presidente António Videira (PS)
modernidade e a sofisticação convivem em har- cântara, junto à Avenida Infante Santo. Mandatos PS 5 PCP-PEV 4 PSD 3 BE 1
monia com a tradição e a História., de acordo com
a Associação de Turismo de Lisboa (ATL).É o caso
O presidente daquela Freguesia, João Ma-
galhães Pereira, afirma que aquele imóvel é
CONCELHO DE LISBOA TOTAL Residentes 17.958 (INE 2003)
Área 315 hectares

do jornal norte-americano “The New York Times” o melhor local para instalar um museu de 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
que, pela quinta vez em 18 meses, dedica um artigo interesse nacional dedicado à história da Medicina em Freguesia naquele imóvel. Anseio que o autarca não A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 149645 151157 154719 119801 125617 136560 110230 108636 108457 PSD+CDS 3542 3500 3593 2147 2524 2867 1970 2300 2405
à capital portuguesa, intitulado “A Europa para to- Portugal, desde Ribeiro Sanches, até ao prémio Nobel enjeita, mas que não considera uma prioridade.
PSD 121259 124457 131135 102618 107917 119837 ** ** ** PSD 2945 2846 2993 1912 2290 2611 ** ** **
dos os orçamentos - um guia de dez cidades para António Egas Moniz, passando por muitos outros céle- O Dispensário está numa adiantada fase de classi- CDS 28386 27100 23584 17183 17700 16723 ** ** ** CDS 597 654 600 235 234 256 ** ** **
poupar ou esbanjar”, no qual destaca Lisboa como bres clínicos. E, argumenta, o Dispensário de Alcântara ficação como imóvel de interesse municipal o que, a PS+PCP 132918 129852 130279 125990 114358 107276 139067 138268 145995 PS+PCP 5600 5449 5406 5568 4810 4609 5572 4969 5058
PS ** ** ** 79944 77789 75022 101730 110243 123372 PS ** ** ** 2653 2741 2748 2952 3353 3694
um destino de férias para “todo o tipo de bolsas”. é o local adequado para instalar o Museu da Medicina concretizar-se, poderá inviabilizar alegadas intenções
PCP ** ** ** 46046 36569 32254 37337 28025 22623 PCP ** ** ** 2915 2069 1861 2620 1616 1364
Também as revistas francesas “Marie Claire” e porque constitui uma marca para aquela área do conhe- de promotores imobiliários construirem lofts naque- BE 14243 15099 11877 21979 26434 22343 18153 18857 12795 BE 368 397 311 616 788 664 528 617 460
“IDEAT” partilham com os seus mais de quatro cimento no nosso País, porque foi a primeira vez que se le espaço. Porém, a situação jurídica do imóvel parece (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados
milhões de leitores um roteiro turístico de Lisboa, aplicou a ciência para combater uma epidemia, no caso não ser linear. De acordo com Magalhães Pereira, o
descrevendo-a como uma cidade cosmopolita, vi- concreto a tuberculose, que dizimava a população mais Dispensário está registado em nome do Estado, atra-
brante e com imenso charme. Como sugestão é in-
dicado um percurso pelos vários bairros da cidade,
debilitada e desprotegida de Lisboa. Por isso, a Rainha D.
Amélia “mandou construir, em terrenos seus, o Dispen-
vés do expediente justificação administrativa, realiza-
do há escassos meses. No entanto, é voz corrente na
Alcântara Alto do Pina
desde a elegante e trendy zona do Chiado e Bairro sário para acolher e tratar a população mais debilitada Freguesia de que a Rainha D. Amélia teria “deixado” o Presidente Isabel Leal de Faria (PSD) Presidente Fernando Braamcamp (PSD)
Mandatos PSD 4 PS 4 PCP 4 BE 1 Mandatos PSD 7 PS 5 PCP-PEV 1
Alto, até aos becos e vielas de Alfama e da Graça, da então zona industrial de Alcântara”, além de fornecer Dispensário à população da Freguesia. O que, segun- Residentes 20.000 (J.F. Alcântara 12/2008) Residentes 10.253 (INE)
onde as casas de fado “dão voz” à canção de Lisboa. alimentos para que os jovens e crianças – os mais atin- do o autarca dos Prazeres, estará titulado por doacções Área 439 hectares Área 82 hectares
Portugal recebeu ainda mais duas distinções, gidos pela tuberculose – vencessem a doença. feitas em vida pela Rainha. Estão em curso investiga-
2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
entregues a duas unidades hoteleiras: o Vila O presidente dos Prazeres lembra que os seus an- ções que deverão esclarecer quem, realmente, é pro- A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
Joya, no Algarve, e o Marriott Praia del Rey. tecessores defendiam também a instalação da sede da prietário do Dispensário. PSD+CDS 3507 3677 3800 2446 2784 3112 2260 2447 2532 PSD+CDS 3269 3170 3222 2798 2844 3029 2529 2411 2384
PSD 2935 3046 3217 2140 2436 2760 ** ** ** PSD 2843 2737 2833 2446 2506 2682 ** ** **
CDS 572 631 583 306 348 352 ** ** ** CDS 426 433 389 352 338 347 ** ** **
PS+PCP 4812 4468 4460 4326 3693 3481 4328 3928 4074 PS+PCP 1741 1754 1767 1713 1589 1459 2040 2083 2228
PS ** ** ** 1901 2091 2116 2140 2696 3117 PS ** ** ** 1261 1173 1087 1645 1754 1962
PCP ** ** ** 2425 1602 1365 2188 1232 957 PCP ** ** ** 452 416 372 395 329 266

barómetro da mobilidade
BE 415 459 353 594 776 640 539 589 397 BE 249 263 209 386 446 374 269 275 164
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

POR Car los M e n de s ACA - M

Ciclovia em Benfica “À la gardére” Alvalade Ameixoeira


Presidente Armando Estácio (PSD) Presidente Maria Albertina Ferreira (PSD)
A ideia de uma ciclovia em Ben- O estacionamento sem regra Mandatos PSD 8 PS 4 PCP-PEV 1 Mandatos PSD 5 PS 5 PCP-PEV 3
fica. Recentemente, apareceram não é excepcional em Benfica, Residentes 9.620 (INE) Residentes 9.644 (INE 2003)
Área 58 hectares Área 162 hectares
nas estradas de Benfica marcações indicando faixas para onde vivo. Na cidade, tornou-se ubíquo, um quase
circulação de bicicletas. As marcações, além de apontarem património transmitido por gerações de automo- 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
caminhos possíveis para outras zonas periféricas da cidade, bilistas, sentido como um direito adquirido. Lisboa A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
sinalizavam também a aproximação de eleições autárqui- podia, sem nenhuma falsidade, ser promovida como PSD+CDS 4052 4030 4099 3435 3478 3692 3041 2934 2903 PSD+CDS 2266 2156 2209 1643 1797 1965 1797 1706 1728
PSD 3232 3358 3583 2847 2914 3223 ** ** ** PSD 1835 1784 1865 1462 1588 1761 ** ** **
cas e pretendiam provar a existência de políticas de mobilidade na cidade. Com um traçado cidade amiga do automóvel e tolerante com os condutores. De qualquer CDS 820 672 516 588 564 469 ** ** ** CDS 431 372 344 181 209 204 ** ** **
discutível e rara utilização por ciclistas, assemelham-se sobretudo a uma intervenção artística modo, a Rua Professor Santos Lucas, paralela à Avenida do Uruguai, em que PS+PCP 1839 1821 1849 1601 1500 1348 2063 2069 2222 PS+PCP 2294 2305 2310 2604 2232 2129 2843 2771 2920
em grande escala no asfalto — arte “pública” intrigante para peões e condutores — ou a uma a profusão de carros estacionados na via dá a sensação de eterno engarrafa- PS ** ** ** 1160 1090 977 1680 1756 1985 PS ** ** ** 1402 1493 1480 1751 2101 2392
PCP ** ** ** 441 410 371 383 313 237 PCP ** ** ** 1202 739 649 1092 670 528
campanha “de sensibilização”, mais do que serem capazes de alterar hábitos de circulação. mento, é uma ilustração muito eloquente da imobilidade das autoridades. BE 371 341 283 413 470 426 289 274 183 BE 184 211 155 351 467 399 275 326 221
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

02 03
> Lapa e ambiente RESULTADOS

Esquerda AUTÁRQUICAS‘09
Evolução da votação para as Evolução da votação para
Reciclagem  
Esquerda
Assembleias de Freguesia no Concelho de Lisboa Câmara Municipal de Lisboa (PS+PCP e outros;
2009 inclui BE)
60 Esquerda 60 Direita
(PSD+CDS)
A Junta de Freguesia da Lapa, em colaboração com a AMI, está a
50 (PS+PCP e outros; 50
promover uma campanha de reciclagem de telemóveis, tinteiros e

Votação %

Votação %
Direita
40 2009 inclui BE) 40
30 Direita 30 *PS+PCP+BE+CpL embalagens de toner, assim como de óleo alimentar usado. O objectivo é
20 (PSD+CDS) 20
10 10
Fonte: CNE
0 Fonte: CNE 0 Obs-1979 e 1982
1976 1985 1989 1993 1997 2001 2005 2009 Obs-1979 e 1982 1976 1985 1989 1993 1997 2001 2005 2007* 2009 dados inddisponiveis
dados indisponiveis

Coração de Jesus Encarnação


Anjos Beato Presidente Rogério Sousa (PSD)
Mandatos PSD 4 PS 4 PCP 1
Residentes 4.319 (INE Censos 2001)
Presidente Alexandra Figueira (PS)
Mandatos PS 5 PSD 3 PCP 1
Residentes 3.182 (INE Censos 2001)
Presidente João Mourato Grave (PSD) Presidente Hugo Xambre Pereira (PS) Área 54 hectares Área 15 hectares
Mandatos PSD 6 PS 5 PCP-PEV 1 BE 1 Mandatos PS 9 PSD 3 PCP-PEV 1
Residentes 9738 (JF Anjos 19/12/2008) Residentes 14.241 (INE Censos 2001)
Área 48 hectares Área 141 hectares 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) PSD+CDS 1499 1488 1524 1205 1227 1335 994 963 985 PSD+CDS 811 823 839 540 659 743 494 506 508
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara PSD 1195 1204 1292 1005 1036 1157 ** ** ** PSD 636 652 688 479 566 654 ** ** **
CDS 304 284 232 200 191 178 ** ** ** CDS 175 171 151 61 93 89 ** ** **
PSD+CDS 3118 3112 3139 2335 2372 2570 1987 1845 1831 PSD+CDS 2955 3131 3197 1986 2239 2453 1468 1773 1820
PS+PCP 1058 1033 1047 895 854 787 1052 1056 1090 PS+PCP 827 773 781 747 713 676 865 837 893
PSD 2532 2564 2645 1909 2057 2257 ** ** ** PSD 2288 2483 2583 1721 1955 2193 ** ** **
PS ** ** ** 642 643 592 842 882 985 PS ** ** ** 506 500 488 672 696 777
CDS 586 548 494 426 315 313 ** ** ** CDS 667 648 614 265 284 260 ** ** **
PCP ** ** ** 253 211 195 210 174 148 PCP ** ** ** 241 213 188 193 141 116
PS+PCP 2101 2101 2151 1922 1795 1689 2040 2097 2286 PS+PCP 3877 3941 3947 3652 3330 3184 4417 3979 4081
BE 153 166 111 264 292 253 192 180 105 BE 114 111 88 135 210 156 128 122 76
PS ** ** ** 1320 1257 1240 1579 1690 1953 PS ** ** ** 2112 2066 2056 3683 3240 3444
PCP ** ** ** 602 538 449 461 407 333 PCP ** ** ** 1540 1264 1128 734 739 637 (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados
BE 373 312 243 419 472 382 340 370 235 BE 428 327 251 530 621 536 378 452 325
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

Graça Lapa
Benfica Campo Grande Presidente Paulo Quadrado (PSD)
Mandatos PSD 5 PS 5 PCP 1 BE 1
Presidente Nuno Ferro (PSD)
Mandatos PSD 8 PS 4 Ind. 1
Presidente Inês Drummond (PS) Presidente Valdemar Salgado (PSD) Residentes 6.960 (INE Censos 2001) Residentes 8.671 (INE Censos 2001)
Mandatos PS 8 PSD 8 PCP-PEV 2 BE 1 Mandatos PSD 6 PS 5 PCP-PEV 1 BE 1 CDS 1 Área 34 hectares Área 75 hectares
Residentes 41.368 (INE Censos 2001) Residentes 11.148 (INE Censos 2001)
Área 749 hectares Área 243,8 hectares
2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
PSD+CDS 1826 1743 1787 1272 1312 1410 1279 1161 1148 PSD+CDS 3660 3624 3662 3091 3115 3277 2737 2731 2651
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD 1522 1413 1495 1180 1211 1312 ** ** ** PSD 2886 2945 3125 2323 2384 2714 ** ** **
PSD+CDS 11015 11413 11710 8752 9226 10055 7928 7982 7975 PSD+CDS 3009 2951 3012 2718 2683 2868 2398 2321 2243 CDS 304 330 292 92 101 98 ** ** ** CDS 774 679 537 768 731 563 ** ** **
PSD 9295 9596 10071 7905 8212 9029 ** ** ** PSD 2493 2479 2627 2320 2276 2473 ** ** ** PS+PCP 1648 1711 1713 1528 1419 1368 1491 1533 1645 PS+PCP 1705 1662 1689 1472 1370 1258 1533 1760 1899
CDS 1720 1817 1639 847 1014 1026 ** ** ** CDS 516 472 385 398 407 395 ** ** ** PS ** ** ** 1028 993 973 1120 1199 1377 PS ** ** ** 1083 989 924 1256 1494 1693
PS+PCP 10336 9706 9693 9518 8582 7967 10594 10419 10971 PS+PCP 2449 2421 2417 2142 2034 1912 2593 2598 2800 PCP ** ** ** 500 426 395 371 334 268 PCP ** ** ** 389 381 334 277 266 206
PS ** ** ** 6807 6098 5690 8260 8504 9351 PS ** ** ** 1469 1428 1368 2069 2140 2413 BE 231 198 170 321 366 305 249 274 183 BE 291 285 236 367 431 362 206 237 145
PCP ** ** ** 2711 2484 2277 2334 1915 1620 PCP 294 ** ** 673 606 544 524 458 387
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados
BE 957 1138 874 1707 2048 1784 1447 1390 951 BE 957 298 230 388 484 408 465 356 252
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

Campolide Carnide Lumiar Madalena


Presidente Nuno Roque (PSD) Presidente Jorge Ferreira (PCP)
Presidente André Couto (PS) Presidente Paulo Quaresma (PCP) Mandatos PSD 10 PS 7 PCP 1 BE 1 Mandatos PCP 3 PS 2 PSD 2
Mandatos PS 6 PSD 5 PCP-PEV 1 Mandatos PCP-PEV 6 PSD 4 PS 3 Residentes 35.585 (INE Censos 2001) Residentes 380 (Censos 2001)
Residentes 15.928 (INE 2003) Residentes 21.097 (INE 2003) Área 628 hectares Área 11 hectares
Área 279 hectares Área 402 hectares
2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara PSD+CDS 8474 8654 8928 8445 8566 9359 8494 8075 7999 PSD+CDS 103 99 103 56 67 73 59 78 74
PSD+CDS 11015 11413 11710 8752 9226 10055 7928 7982 7975 PSD+CDS 3627 3544 3693 2527 3149 3653 2411 2958 1230 PSD 7143 7387 7838 7367 7321 8063 ** ** ** PSD 77 73 80 45 53 57 ** ** **
PSD 9295 9596 10071 7905 8212 9029 ** ** ** PSD 2912 2857 3045 2161 2688 3166 ** ** ** CDS 1331 1267 1090 1078 1245 1296 ** ** ** CDS 26 26 23 11 14 16 ** ** **
CDS 1720 1817 1639 847 1014 1026 ** ** ** CDS 715 687 648 366 461 487 ** ** ** PS+PCP 6995 6640 6672 6530 6012 5489 8373 8561 9343 PS+PCP 124 117 116 122 102 102 170 135 153
PS+PCP 10336 9706 9693 9518 8582 7967 10594 10419 10971 PS+PCP 3697 3584 3571 5050 3990 3545 6212 5180 5410 PS ** ** ** 4801 4437 4104 6783 7241 8336 PS ** ** ** 51 55 60 74 88 116
PS ** ** ** 6807 6098 5690 8260 8504 9351 PS ** ** ** 2051 2413 2286 2392 3487 4180 PCP ** ** ** 1729 1575 1385 1590 1320 1007 PCP ** ** ** 71 47 42 96 47 37
PCP ** ** ** 2711 2484 2277 2334 1915 1620 PCP ** ** ** 2999 1577 1259 3820 1693 1230 BE 914 1028 797 1411 1707 1406 1142 1193 729 BE Não concorreu 10 7 19 25 18 10 16 4
BE 957 1138 874 1707 2048 1784 1447 1390 951 BE 379 422 313 522 770 657 456 651 442 (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

Castelo Charneca Mártires Marvila


Presidente Carlos Lima (PCP) Presidente Graça Ferreira (PS) Presidente Joaquim de Sousa (PSD) Presidente Belarmino Silva (PS)
Mandatos PCP-PEV 4 PS 3 Mandatos PS 5 PSD 4 PCP-PEV 3 BE 1 Mandatos PSD 3 PS 3 CDS 1 Mandatos PS 10 PSD 5 PCP 3 BE 1
Residentes 587 (INE 2003) Residentes 10.509 (INE Censos 2001) Residentes 341 (Censos 2001) Residentes 38.766 (Censos 2001)
Área 5 hectares Área 170 hectares Área 10 hectares Área 629 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 108 121 124 31 51 66 13 39 40 PSD+CDS 1276 1291 1289 769 846 925 868 811 842 PSD+CDS 107 111 112 108 106 106 120 93 88 PSD+CDS 5578 5828 5975 4056 4573 5239 4497 4096 4289
PSD 84 97 103 26 42 59 ** ** ** PSD 988 976 1011 668 757 840 ** ** ** PSD 26 79 89 78 82 82 ** ** ** PSD 4295 4440 4641 3498 4142 4831 ** ** **
CDS 24 24 21 5 9 7 ** ** ** CDS 288 315 278 101 89 85 ** ** ** CDS 81 32 23 20 24 24 ** ** ** CDS 1283 1388 1334 558 431 408 ** ** **
PS+PCP 237 215 211 254 205 194 270 223 225 PS+PCP 1739 1689 1702 1724 1536 1492 1783 1872 1893 PS+PCP 87 73 77 85 74 68 72 92 99 PS+PCP 9290 9295 9250 9221 8623 8155 10568 10778 11212
PS ** ** ** 57 86 89 117 139 155 PS ** ** ** 1022 1062 1062 1061 1409 1511 PS ** ** ** 72 55 50 67 78 94 PS ** ** ** 5207 5662 5544 7617 8459 9320
PCP ** ** ** 197 119 105 153 84 70 PCP ** ** ** 702 474 430 722 463 382 PCP ** ** ** 13 19 18 5 14 5 PCP ** ** ** 4014 2961 2611 2951 2319 1892
BE Não concorreu 11 10 34 51 51 9 29 25 BE 142 90 66 176 205 167 334 238 186 BE Não concorreu 7 6 12 15 14 11 13 13 BE 743 522 423 1198 1361 1195 1158 1291 943
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

04 05
RESULTADOS > Novas tecnologias > Freguesia de Alvalade RESULTADOS

AUTÁRQUICAS‘09 Sé online  
A Junta de Freguesia da Sé tem utilizado as novas tecnologias de
comunicação para facilitar o acesso dos Fregueses aos serviços prestados
à população. Exemplos disso são os novos portal e blog da Freguesia.
Mais bolsas de estudo  
A Junta de Freguesia de Alvalade volta a atribuir bolsas de estudo
a alunos residentes na Freguesia, como forma de promover a
formação da juventude. As candidaturas para os diferentes graus AUTÁRQUICAS‘09
Mercês Nª Srª Fátima Santa Isabel Santa Justa
Presidente Alberto Bento (PS) Presidente Idalina Flora (PSD) Presidente João Miguel Martins (PSD) Presidente Manuel Medeiros (PS)
Mandatos PS 5 PSD 3 PCP 1 Mandatos PSD 7 PS 5 PCP 1 Mandatos PSD 7 PS 4 PCP 1 Ind. 1 Mandatos PS 4 PSD 2 PCP 1
Residentes 5.093 (Censos 2001) Residentes 27.111 (Censos 2001) Residentes 7.270 (Censos 2001) Residentes 700 (Censos 2001)
Área 30 hectares Área 187 hectares Área 62 hectares Área 24 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 1315 1309 1338 936 1000 1102 736 769 783 PSD+CDS 5626 5957 6040 5208 5230 5529 4504 4359 4313 PSD+CDS 2588 2555 2596 2152 2175 2349 1790 1767 1725 PSD+CDS 201 202 202 109 127 129 70 83 82
PSD 1023 998 1064 770 808 944 ** ** ** PSD 4594 4909 5237 4312 4330 4739 ** ** ** PSD 2133 2102 2257 1809 1822 2038 ** ** ** PSD 122 135 142 90 109 112 ** ** **
CDS 292 311 274 166 192 158 ** ** ** CDS 1032 1048 803 896 900 790 ** ** ** CDS 455 453 339 343 353 311 ** ** ** CDS 79 67 60 19 18 17 ** ** **
PS+PCP 1397 1332 1351 1296 1145 1094 1436 1335 1400 PS+PCP 3125 3196 3252 2983 2818 2672 3645 3678 3904 PS+PCP 1527 1546 1540 1311 1327 1217 1444 1587 1735 PS+PCP 200 184 185 198 167 166 170 147 153
PS ** ** ** 882 781 765 1063 1055 1180 PS ** ** ** 2169 2080 2006 2930 3082 3432 PS ** ** ** 938 910 860 1147 1303 1492 PS ** ** ** 122 122 123 124 119 129
PCP ** ** ** 414 364 329 373 280 220 PCP ** ** ** 814 738 666 715 596 472 PCP ** ** ** 373 417 357 297 284 243 PCP ** ** ** 76 45 43 46 28 24
BE 156 178 135 247 296 248 183 199 124 BE 425 494 409 680 792 647 489 460 325 BE 270 256 201 301 340 311 200 228 146 BE Não concorreu 15 11 21 26 23 19 21 16
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

Pena Penha de França Sta. Maria de Belém Sta. Mª dos Olivais


Presidente Joaquim Ramos (PS) Presidente Elisa Madureira (PS) Presidente Fernando Ribeiro Rosa (PSD) Presidente José Rosa do Egipto (PS)
Mandatos PS 4 PSD 3 PCP 3 Ind. 1 Mandatos PS 6 PSD 5 PCP 1 BE 1 Mandatos PSD 7 PS 5 PCP 1 Mandatos PS 10 PSD 8 PCP 2 BE 1
Residentes 6.068 (Censos 2001) Residentes 13.722 (Censos 2001) Residentes 9.752 (Censos 2001) Residentes 46.410 (Censos 2001)
Área 49 hectares Área 66 hectares Área 339 hectares Área 1.066 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 1394 1404 1416 868 937 1028 717 838 850 PSD+CDS 3878 3784 3860 2762 2798 3957 2310 2295 2333 PSD+CDS 2917 2860 2924 2544 2478 2661 2270 2063 2017 PSD+CDS 9790 11083 11395 8340 8907 9719 8098 7977 7962
PSD 1115 1102 1127 742 801 915 ** ** ** PSD 3297 3180 3324 2517 2547 2798 ** ** ** PSD 2357 2354 2484 2158 2071 2271 ** ** ** PSD 8170 9127 9588 7444 7839 8649 ** ** **
CDS 279 302 289 121 136 113 ** ** ** CDS 581 604 536 245 251 259 ** ** ** CDS 560 506 440 386 407 390 ** ** ** CDS 1620 1956 1807 896 1068 1070 ** ** **
PS+PCP 1232 1231 1243 1250 1108 1060 991 1158 1215 PS+PCP 3607 3631 3642 3031 2872 2713 3290 3275 3412 PS+PCP 2133 2118 2152 1818 1769 1666 1953 2016 2208 PS+PCP 13156 12515 12406 11924 11156 10518 13205 13270 13885
PS ** ** ** 723 730 732 747 946 1039 PS ** ** ** 2201 2085 2021 2547 2657 2915 PS ** ** ** 1298 1263 1222 1509 1641 1898 PS ** ** ** 8564 7914 7560 10291 10682 11672
PCP ** ** ** 527 378 328 244 212 176 PCP ** ** ** 830 787 692 743 618 497 PCP ** ** ** 520 506 444 444 375 310 PCP ** ** ** 3360 3242 2958 2914 2588 2213
BE 199 161 124 218 251 208 166 177 118 BE 367 378 280 640 731 630 566 556 399 BE 303 310 221 364 473 372 273 308 213 BE 1116 1062 860 1985 2244 2002 1869 1843 1366
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

Prazeres Sacramento Santiago Sto. Condestável


Presidente João Magalhães Pereira (PSD) Presidente Maria Filomena Lobo (PS) Presidente Idália Aparício (PS) Presidente Pedro Cegonho (PS)
Mandatos PSD 6 PS 5 PCP 1 BE 1 Mandatos PS 3 PSD 2 PCP 1 Mandatos PS 3 PSD 2 PCP 2 Mandatos PS 6 PSD 5 PCP 1 BE 1
Residentes 8.492 (Censos 2001) Residentes 880 (Censos 2001) Residentes 857 (Censos 2001) Residentes 17.553 (Censos 2001)
Área 148 hectares Área 8 hectares Área 6 hectares Área 101 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 1904 1913 1941 1435 1499 1615 1421 1348 1351 PSD+CDS 330 295 285 255 237 245 148 148 151 PSD+CDS 251 258 264 139 189 212 142 163 171 PSD+CDS 4842 4644 4741 3481 3814 4201 3312 3313 3342
PSD 1529 1534 1613 1172 1242 1374 ** ** ** PSD 253 230 234 227 211 219 ** ** ** PSD 190 202 212 119 170 195 ** ** ** PSD 4025 3815 4000 3017 3277 3675 ** ** **
CDS 375 379 328 263 257 241 ** ** ** CDS 77 65 51 28 26 26 ** ** ** CDS 61 56 52 20 19 17 ** ** ** CDS 817 829 741 464 537 526 ** ** **
PS+PCP 1937 1902 1908 1773 1611 1541 1620 1663 1728 PS+PCP 221 223 226 190 194 192 269 261 277 PS+PCP 325 301 298 350 275 258 274 238 243 PS+PCP 4530 4557 4581 4499 3880 3633 4398 4337 4560
PS ** ** ** 1021 1019 1020 1190 1307 1426 PS ** ** ** 124 125 131 193 201 224 PS ** ** ** 155 150 156 157 176 197 PS ** ** ** 2282 2446 2426 3323 3452 3825
PCP ** ** ** 752 592 521 430 356 302 PCP ** ** ** 66 69 61 76 60 53 PCP ** ** ** 195 125 102 117 62 46 PCP ** ** ** 2217 1434 1207 1075 885 735
BE 229 198 159 251 289 258 262 221 160 BE Não concorreu 26 26 57 72 62 40 50 32 BE Não concorreu 16 14 34 50 42 32 35 24 BE 459 495 389 764 942 806 633 646 457
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

Santa Catarina Santa Engrácia Santo Estêvão Santos-o-Velho


Presidente Maria Irene Lopes (PS) Presidente José Pires (PSD) Presidente Maria de Lurdes Pinheiro (PCP) Presidente Luís Monteiro (PS)
Mandatos PS 5 PSD 3 PCP 1 Mandatos PSD 5 PS 3 PCP 1 Mandatos PCP 4 PS 3 PSD 2 Mandatos PS 4 PSD 3 PCP 1 Ind. 1
Residentes 4.081 (Censos 2001) Residentes 5.860 (Censos 2001) Residentes 2.047 (Censos 2001) Residentes 4013 (Censos 2001)
Área 21 hectares Área 57 hectares Área 18 hectares Área 51 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 1001 1028 1061 693 886 836 607 633 629 PSD+CDS 1097 1516 1559 1103 1126 1245 1290 1003 975 PSD+CDS 360 508 545 217 331 406 206 242 249 PSD+CDS 1264 1273 1301 928 975 1054 749 844 837
PSD 771 811 862 585 646 735 ** ** ** PSD 879 1236 1309 1002 1006 1126 ** ** ** PSD 280 398 434 188 293 369 ** ** ** PSD 934 966 1040 735 789 896 ** ** **
CDS 230 217 199 108 240 101 ** ** ** CDS 218 280 250 101 120 119 ** ** ** CDS 80 110 111 29 38 37 ** ** ** CDS 330 307 261 193 186 158 ** ** **
PS+PCP 1189 1115 1093 1128 1003 989 1125 1080 1143 PS+PCP 1219 1464 1460 1371 1296 1185 1102 1306 1390 PS+PCP 595 738 742 801 718 674 796 717 731 PS+PCP 1220 1168 1176 1170 1047 984 1109 1131 1174
PS ** ** ** 829 734 740 902 888 1005 PS ** ** ** 831 876 849 804 1036 1181 PS ** ** ** 377 405 396 360 436 516 PS ** ** ** 794 719 678 907 901 978
PCP ** ** ** 299 269 249 223 192 138 PCP ** ** ** 540 393 336 298 270 209 PCP ** ** ** 424 313 278 436 281 215 PCP ** ** ** 376 328 306 202 230 196
BE 123 125 98 214 240 200 162 138 77 BE 107 153 122 175 228 202 140 180 124 BE Não concorreu 103 71 Não concorreu 129 107 65 80 54 BE 167 129 106 154 204 172 104 131 100
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

06 07
RESULTADOS > Freguesia da Pena > Bairro da Liberdade RESULTADOS

AUTÁRQUICAS‘09 Número Verde 808 206 713  


A Freguesia da Pena criou uma forma de os moradores comunicarem gratuitamente
com a Junta - “Número Verde”. O número gratuito serve também para os moradores
transmitirem necessidades e reivindicações.
Câmara começa a demolir  
A Câmara Municipal de Lisboa vai demolir os edifícios da Rua Inácio
Pardelhas Sanches e da Rua B, no Bairro da Liberdade, devido ao “risco de
colapso iminente” da escarpa sobre a qual estão edificadas. AUTÁRQUICAS‘09
São Cristóvão São Domingos
e São Lourenço de Benfica São Mamede São Miguel
Presidente Ermelinda Brito (PS) Presidente Rodrigo Gonçalves (PSD) Presidente Ana Campos (PSD) Presidente Francisco Maia (PS)
Mandatos PS 5 PSD 3 PCP 1 Mandatos PSD 10 PS 7 PCP 1 BE 1 Mandatos PSD 8 PS 5 Mandatos PS 6 PCP 2 PSD 1
Residentes 1612 (Censos 2001) Residentes 33678 (Censos 2001) Residentes 6004 (Censos 2001) Residentes 1777 (Censos 2001)
Área 8 hectares Área 430 hectares Área 60 hectares Área 6 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 414 397 415 265 291 330 205 218 211 PSD+CDS 9921 9860 10058 8529 8875 9557 7888 7859 7751 PSD+CDS 2142 2097 2123 1830 1875 1990 1607 1515 1472 PSD+CDS 325 308 322 201 227 274 138 153 166
PSD 291 301 324 237 257 295 ** ** ** PSD 8438 8418 8814 7419 7659 8317 ** ** ** PSD 1749 1727 1821 1479 1527 1681 ** ** ** PSD 254 225 243 183 212 257 ** ** **
CDS 123 96 91 28 34 35 ** ** ** CDS 1483 1442 1244 1110 1216 1240 ** ** ** CDS 393 370 302 351 348 309 ** ** ** CDS 71 83 79 18 15 17 ** ** **
PS+PCP 448 420 417 402 357 338 407 379 315 PS+PCP 6610 6413 6500 6296 5711 5298 7530 7730 8221 PS+PCP 1203 1161 1184 1083 973 924 1182 1231 1349 PS+PCP 635 633 621 672 614 570 642 601 611
PS ** ** ** 293 253 246 313 304 244 PS ** ** ** 4412 4057 3825 6029 6455 7256 PS ** ** ** 855 752 732 994 1058 1216 PS ** ** ** 354 366 354 429 439 477
PCP ** ** ** 109 104 92 94 75 71 PCP ** ** ** 1884 1654 1473 1501 1275 965 PCP ** ** ** 228 221 192 188 173 133 PCP ** ** ** 318 248 216 213 162 134
BE Não concorreu 35 25 66 76 57 42 52 27 BE 922 1058 864 1348 1574 1317 981 996 605 BE 169 193 140 236 304 243 186 163 92 BE Não concorreu 25 25 41 57 53 40 55 40
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

São Francisco Xavier São João São Nicolau São Paulo


Presidente José Carvalhosa (PSD) Presidente José Maria Bento (PS) Presidente António Manuel (PSD) Presidente Fernando Duarte (PS)
Mandatos PS 8 PSD 4 PCP 1 Mandatos PS 6 PSD 5 PCP 1 BE 1 Mandatos PSD 5 PS 3 PCP 1 Mandatos PS 5 PSD 3 PCP 1
Residentes 8100 (Censos 2001) Residentes 17073 (Censos 2001) Residentes 1175 (Censos 2001) Residentes 3521 (Censos 2001)
Área 210 hectares Área 156 hectares Área 25 hectares Área 41 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 3060 3056 3098 2811 2840 3046 2598 2503 2478 PSD+CDS 4234 4271 4365 2800 3063 3385 2875 2689 2740 PSD+CDS 325 321 326 272 271 301 318 246 238 PSD+CDS 751 730 746 537 560 603 435 411 427
PSD 2564 2580 2708 2235 2331 2544 ** ** ** PSD 3397 3443 3626 2467 2711 3039 ** ** ** PSD 256 262 272 240 235 266 ** ** ** PSD 574 566 596 472 489 535 ** ** **
CDS 496 476 390 576 509 502 ** ** ** CDS 837 828 739 333 352 346 ** ** ** CDS 69 59 54 32 36 35 ** ** ** CDS 177 164 150 65 71 68 ** ** **
PS+PCP 1408 1348 1383 1261 1144 1016 1554 1583 1701 PS+PCP 4339 4236 4233 4112 3603 3414 3835 3903 4080 PS+PCP 325 279 274 224 210 192 226 270 301 PS+PCP 963 885 876 769 721 691 845 853 897
PS ** ** ** 927 825 732 1249 1326 1501 PS ** ** ** 2298 2347 2322 2879 3138 3456 PS ** ** ** 173 154 146 172 226 276 PS ** ** ** 539 513 501 638 678 764
PCP ** ** ** 334 319 284 305 257 200 PCP ** ** ** 1814 1256 1092 956 765 624 PCP ** ** ** 51 56 46 54 44 25 PCP ** ** ** 230 208 190 207 175 133
BE 277 306 238 282 366 302 230 216 136 BE 488 441 247 623 771 610 584 610 407 BE Não concorreu 39 32 56 73 55 49 59 35 BE Não concorreu 85 68 128 140 126 126 108 62
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

São João de Brito São João de Deus São Sebastião São Vicente
Presidente Joaquim Fernandes Marques (PSD)
Mandatos PSD 8 PS 4 PCP 1
Presidente Rui Pessanha da Silva (PSD)
Mandatos PSD 8 PS 4 PCP 1
da Pedreira
Presidente Nelson Antunes (PSD)
de Fora
Presidente Vítor Agostinho (PCP)
Mandatos PSD 9 PSD 4 Mandatos PCP 4 PS 3 PSD 2
Residentes 13449 (Censos 2001) Residentes 10782 (Censos 2001)
Residentes 5871 (Censos 2001) Residentes 4267 (Censos 2001)
Área 228 hectares Área 90 hectares
Área 105 hectares Área 31 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 5356 5286 5377 4557 4600 4901 3869 3818 3763 PSD+CDS 4748 4700 4747 4069 4107 4350 3598 3408 3337 PSD+CDS 2948 2879 2911 2650 2642 2792 2357 2263 2216 PSD+CDS 896 873 892 522 599 679 445 473 491
PSD 4254 4436 4709 3836 3913 4280 ** ** ** PSD 3823 3911 4148 3344 3387 3748 ** ** ** PSD 2057 2245 2453 2008 2072 2327 ** ** ** PSD 655 664 698 435 509 609 ** ** **
CDS 1102 850 668 721 687 621 ** ** ** CDS 925 789 599 725 720 602 ** ** ** CDS 891 634 458 642 570 465 ** ** ** CDS 241 209 194 87 90 70 ** ** **
PS+PCP 2343 2333 2347 2192 2063 1867 2549 2663 2877 PS+PCP 2088 2009 2065 1862 1733 1589 2240 2416 2616 PS+PCP 1099 1117 1138 1046 984 885 1362 1415 1539 PS+PCP 1367 1252 1239 1203 1049 1010 1179 1084 1125
PS ** ** ** 1556 1449 1324 2078 2247 2531 PS ** ** ** 1384 1289 1195 1936 2062 2330 PS ** ** ** 782 733 677 1167 1234 1412 PS ** ** ** 568 609 635 495 670 784
PCP ** ** ** 636 614 543 471 416 346 PCP ** ** ** 478 444 394 419 354 286 PCP ** ** ** 264 251 208 195 181 127 PCP ** ** ** 635 440 375 684 414 341
BE 320 371 319 499 579 491 372 374 244 BE 322 355 276 459 581 476 304 299 181 BE 273 270 224 318 380 317 234 205 132 BE Não concorreu 87 75 148 186 147 98 111 81
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

São Jorge
de Arroios São José Sé Socorro
Presidente João Taveira (PSD) Presidente João Mesquita (PSD) Presidente Filipe Pontes (PSD) Presidente Maia João Correia (PS)
Mandatos PSD 6 PS 5 PCP 1 BE 1 Mandatos PSD 4 PS 3 PCP 1 BE 1 Mandatos PSD 6 PS 3 Mandatos PS 3 Ind. 3 PSD 2 PCP-PEV 1
Residentes 17403 (Censos 2001) Residentes 3279 (Censos 2001) Residentes 1160 (Censos 2001)) Residentes 2676 (Censos 2001)
Área 113 hectares Área 34 hectares Área 12 hectares Área 11 hectares

2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3) 2001 (1) 2005 (2) 2009 (3)
A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara A. Freguesia A. Municipal Câmara
PSD+CDS 5923 5850 5920 4564 4819 5153 4129 4107 4109 PSD+CDS 949 896 920 627 653 701 645 599 587 PSD+CDS 362 339 353 285 270 287 354 277 278 PSD+CDS 891 827 824 646 638 671 292 391 389
PSD 4843 4882 5083 3976 4125 4513 ** ** ** PSD 748 706 731 536 570 624 ** ** ** PSD 210 244 259 257 234 252 ** ** ** PSD 178 643 651 579 573 617 ** ** **
CDS 1080 968 837 678 694 640 ** ** ** CDS 201 190 189 91 83 77 ** ** ** CDS 152 95 94 28 36 35 ** ** ** CDS 713 184 173 67 65 54 ** ** **
PS+PCP 3872 3811 3880 3640 3302 3165 4145 4100 4380 PS+PCP 857 814 826 774 711 677 710 739 798 PS+PCP 360 326 328 330 332 305 226 287 307 PS+PCP 791 778 789 712 694 679 561 765 808
PS ** ** ** 2316 2253 2265 3135 3319 3771 PS ** ** ** 504 475 476 503 574 663 PS ** ** ** 251 238 224 170 224 254 PS ** ** ** 524 499 497 415 602 670
PCP ** ** ** 1324 1049 900 1010 781 609 PCP ** ** ** 270 236 201 207 165 135 PCP ** ** ** 79 94 81 56 63 53 PCP ** ** ** 188 195 182 146 163 138
BE 571 575 439 798 938 763 663 628 410 BE Não concorreu 104 83 169 187 164 136 140 90 BE Não concorreu 40 26 46 49 52 31 43 26 BE Não concorreu 48 32 112 121 101 81 127 88
(1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados (1) PSD e CDS concorreram individualmente, PS e PCP coligados; (2)Todos os partidos concorreram individualmente; (3) PSD e CDS coligados

08 09
Opinião Opinião
JORNAL DE
JORNAL DE
LISBOA LISBOA

Preparar para
combater
DESAFIOS
PARA LISBOA Duas ideias. Uma cidade
Di v ersidade

POR Mod e sto Navarro POR N uno Mo r ais Sa r m e nto

>> Deputado Municipal na Assembleia >> Advogado


Lisboa e o futuro

F
Municipal de Lisboa eleito pelo PCP
1.António Costa é o grande vencedor das eleições para osse outro o contexto e as eleições autárquicas em Lisboa, que criam, defendem e executam uma ideia, deveriam ser as próprias ideias a

R
a Câmara de Lisboa. Parabéns. Extensivos a toda a sua disputadas voto a voto por projectos tão díspares e protagonizadas prevalecer sobre o primado actual da personalização da política. E uma ideia
ealizaram-se as eleições. Europeias, legislativas e autárquicas. equipa e ao Leonel Fadigas, meu companheiro desta por candidatos tão diferentes, teriam merecido outro destaque. Até de cidade, se válida, deveria prevalecer para lá do seu mentor. Até porque a
Maratonas intensas, de luta, de propostas, de esclarecimento possível, coluna e que sempre me disse que ele ia ganhar. António pela urbanidade e elevação com que decorreu maioritariamente a Câmara terá sempre que ser a ponte entre a cidade e quem nela vive.
na confusão espalhada pela comunicação social, pelas sondagens enco- Costa ganha com maioria absoluta e fica confortável na campanha. Propostas como a reposição do trânsito normal na zona do Cais do Sodré/
mendadas e propagandeadas para perverter e alienar consciências. Assembleia Municipal. Pode e deve governar Lisboa, nos Estando a comunicação social ocupada com o rescaldo das legislati- Terreiro do Paço; a manutenção do aeroporto da Portela em Lisboa; as con-
No essencial, cumprimos os nossos objectivos. Fizemos propostas e próximos 4 anos, com ambição, inovação e serenidade. vas e os munícipes a encararem a campanha autárquica como uma espécie de sequências negativas da terceira travessia rodoviária do Tejo; a não aceitação
apresentámos um programa para a cidade, na sequência do que sempre 2.Pedro Santana Lopes perdeu. Positivo, a sua determinação em ser prolongamento, ganha força o argumento de que autárquicas e legislativas de- da expansão do terminal de contentores de Alcântara, marcaram a campanha
defendemos e propusemos. Por exemplo um Plano Director Municipal que res- útil a Lisboa e sem dúvida o seu carácter de lutador. Negativo, a sua veriam ter sido realizadas em simultâneo. Pela discrepância de resultados País de Santana Lopes, mas marcaram também grandes diferenças em relação a
peite os interesses essenciais de Lisboa e da sua população, na utilização do solo equipa, globalmente fraca, com excepções e a gestão da campanha, fora, duma eleição para outra, só se pode concluir que o povo Português teria António Costa.
municipal para construção de habitação a custos controlados, nomeadamente para desorganizada e pouco inclusiva. maturidade democrática mais do que suficiente para discernir o que estava em Emergiu dos temas em debate uma grande preocupação com questões es-
os mais jovens poderem ficar ou vir habitar e fortalecer a cidade. E agora? causa em cada uma delas. tratégicas importantes e fulcrais para a cidade, relegando para segundo plano
Rejuvenescimento dos bairros e freguesias; combate à especulação na habita- Algumas notas para a agenda do próximo mandato. Este quadro de algum alheamento permitiu, porém, que se discutissem uma agenda de proximidade. Há a considerar, todavia, que por muito que aos
ção, através de instrumentos de regulação; reabilitação urbana para quem mora 1.Lisboa Solidária - Com os mais desfavorecidos, com os idosos, com os algumas questões com maior tranquilidade, ganhando-se em conteúdo o que munícipes possa interessar o endividamento ou os contentores, interessa so-
nos prédios, os mais velhos e os mais novos, e não para o seu afastamento e para desempregados e com os deficientes. Todos nós temos muito para dar se perdeu em frenesim. bretudo o “seu” pequeno problema. Do buraco na rua à limpeza do jardim.
a especulação e alteração dos tecidos sociais da cidade. Intervenção na melhoria aos que menos têm. Em horas do nosso tempo, por exemplo. A CML pode Com dois candidatos de peso, figuras de primeiro plano nos respectivos A política autárquica também se faz disto. De um equilíbrio sensível entre a
da qualidade de vida local, em articulação com as Juntas de Freguesia e com as organizar uma ofensiva séria para ajudar a resolver estes problemas. partidos e na política nacional, a somar ao apagamento, voluntário ou não dos visão da árvore e a da floresta.
populações organizadas. Participação activa dos eleitos locais, das colectividades e 2.Lisboa Competitiva - Nova organização administrativa da cidade. outros candidatos, estariam criadas as condições para que as duas semanas Talvez esta diferença de perspectivas explique, de alguma forma, os resul-
associações diversas, dos grupos de habitantes interessados em cada caso e causa e Nas freguesias, menos e melhores. Internamente, com o reforço das de campanha se transformassem num braço-de-ferro inconsequente e pouco tados e António Costa seja, no entender de muitos lisboetas, o homem certo
em cada mudança a fazer. Unidades de Projecto. Descentralizar decisões, agilizar procedimentos. esclarecedor em busca do sound byte momentâneo. No entanto, não foi o que para cuidar da “árvore” de cada um. Mas se conseguir somar ao seu próprio
Não nos calarmos e agirmos, depois das eleições. Nós cá estaremos, na câmara, Provocar a sociedade civil com consórcios para o management de aconteceu. O que dignificou a campanha e a cidade. conceito de cidade, o rasgo e a paixão presentes na visão de Santana Lopes é
na assembleia municipal, nas juntas e assembleias de freguesia, com a força que os projectos estruturantes. Com diferenças tão marcadas de personalidade e de estilo, houve, ainda as- inevitável que a cidade colha benefícios.
eleitores nos deram e outras que conquistaremos para lutar pelo nosso programa, 3.Eco-Lisboa - Mais eco-bairros. Melhor espaço público. Menos carros sim, um esforço de parte a parte para que as decisões fossem tomadas, acima António Costa já provou que consegue aglutinar diferentes sensibilidades,
pelas propostas que apresentámos e que continuaremos a organizar e a apresentar. em cima dos passeios. Tratar das infra-estruturas. Mais zonas verdes de tudo, pela diferença dos programas. No fundo, apesar de serem homens cabe-lhe agora conseguir sintetizar diferentes perspectivas. Lisboa agradece.
Aprovaremos o que for importante e decisivo para Lisboa, venha de onde vier, e e com manutenção de parcerias público-privadas. Mais e melhor
lutaremos por uma cidade com qualidade de vida que privilegie os mais desfavore- Qualidade de Vida.
cidos, os trabalhadores, as populações que são esquecidas pelo PS e pelo PSD logo Por fim, apoio a construção do novo Aeroporto, quero o TGV em Lisboa
que se apanham com os votos e os eleitos. e entendo que a ampliação do terminal de contentores não é necessária
Aí estaremos, a seu lado, caro habitante e trabalhador de Lisboa, nas institui- com a alteração da localização do novo Aeroporto que passou da
ções, nas colectividades, nas autarquias, nos bairros e nas ruas. Não voltamos a margem norte para sul, Ota-Alcochete.
cara à luta nem nos entregamos a tentativas de “abraço de urso” seja de quem for. João Pessoa e Costa

O BPN e a dança dos números


A nossa independência é a independência necessária aos explorados para lutarem,
para se afirmarem como forças decisivas em cada situação e combate. Na vitória,
na derrota, no avanço ou no recuo eleitoral, continuaremos a ser o que sempre
fomos, a CDU e o PCP que lutam pela transformação da vida e das situações
Mais funcionalidade
concretas, sempre a favor de quem trabalha e dos mais atingidos pelas políticas de e qualidade
direita do PS e do PSD. As eleições autárquicas determinaram um novo POR N uno MELO
Sabem que podem contar connosco. Quando o dizemos, não é falácia nem men- rumo para Lisboa para os próximos quatro anos.
>> Deputado do CDS-PP
tira de quem trai e ajoelha perante o jeito a amigos, perante os altos negócios que A campanha eleitoral, feita em crescendo, foi dando

Q
José Sócrates, o governo PS e António Costa e Manuel Salgado continuarão a pre- sinal de que a vontade de manter o rumo que vinha a
parar para Lisboa. Encerramento de hospitais, ocupação do território público, do ser seguido desde há dois anos era clara. O PS venceu bem, com um uando há um ano, o Parlamento decidiu nacionalizar o BPN, Aquando da nacionalização, o Ministro das Finanças anunciou que a gestão
património nacional e municipal, por empreendimentos de altos financiamentos e resultado expressivo que traduz essa vontade. faltava-lhe quase toda a informação necessária para fundamentar do BPN seria entregue à Caixa Geral de Depósitos, encarregue de “gerir e
resultados para quem já tem muito dinheiro e olha para Lisboa como uma cidade a Surpresa foi o resultado obtido pela candidatura da coligação PSD/CDS. uma decisão tão radical. apresentar um plano de desenvolvimento”. Onde está esse plano?
saquear, no seu território e identidade. Esperava um melhor resultado. As divisões internas do PSD não serão, Basta recordar que a nacionalização aconteceu “face à iminência de - Quanto dinheiro é que o Estado, por intermédio da Caixa Geral de Depósi-
Abram bem os olhos e defendam connosco o essencial para Lisboa. Qualidade de porventura, alheias a este facto, que tem um significado político importante. ruptura de pagamentos por parte do BPN” segundo um documento do tos, já injectou no BPN?
vida para as populações, participação activa de todos nós na conquista de altera- Agora há que olhar para a frente e aguardar pelos resultados prometidos Banco de Portugal que estimava um custo de € 425 milhões, que pouco Sublinhe-se que o BPN é 100% propriedade do Estado, tem avales do Estado e
ções decisivas e populares no urbanismo e na reabilitação urbana, na mobilidade e e esperados. depois o governo dizia de € 700 milhões, sendo que entre financiamentos e injec- quem fixa os juros é a CGD, que tem por accionista o Estado.
estacionamento, na limpeza e higiene urbana, na educação, na cultura, no desporto, Uma cidade mais agradável para viver e trabalhar e uma cidade mais ções de liquidez, o Estado já avalizou empréstimos no valor de € 3.000 milhões, - Quanto é que a nacionalização vai custar aos contribuintes. Um ano
no apoio social e no associativismo popular e solidário. funcional e qualificada são objectivos esperados. Mas também uma equivalentes a um pouco mais de 40 por cento do total das garantias directas depois de uma dança de valores que variam entre € 425 milhões e os € 3.000
Sair para a rua, intervir e lutar pelo melhor para a cidade, para os desempregados cidade mais competitiva. dadas a financiamentos contraídos pelo sector bancário. milhões, o mínimo que se exige é que o governo o saiba e que o diga.
e atingidos pelas políticas do governo PS e da câmara PS, para os habitantes dos Lisboa merece os esforços, aceita alguns contratempos e incómodos É por isso inaceitável, que até hoje, os governos socialistas, vigente e ces- - O que vai ser feito do BPN? Vai ser vendido? Vai ser absorvido? A CGD vai ter
bairros municipais e os mais desfavorecidos. Aí estaremos, no quotidiano da luta mas espera que isso valha a pena. sante, ainda não tenham prestado algumas informações muito básicas, e de de fazer mais aumentos de capitais para manter o BPN?
e da intervenção, atentos e interventivos. É assim que nos conhecem, e será assim Estou confiante que assim será. entre elas: Enquanto o País ignora quase tudo, os contribuintes vão suportando o prejuízo.
que continuaremos a agir e a transformar. Leonel Fadigas – Qual o ponto da situação do processo? A questão é, até quando?

10 11
ficha técnica Director Francisco Morais Barros Editor Colunas
de Opinião - Comunicação Unipessoal, Lda. R. D. Estefânia, nº 177, 2º C
1000-154 Lisboa Portugal Propriedade Francisco Morais Barros
JORNAL DE LISBOA Design DesignGlow www.designglow.com
Impressão Grafedisport
Estagiário Marco Vidigal
Tel 21-3304348 | Fax 21-3304347 | NIPC 508360900 | Nº de Registo na ERC 125327 | Depósito Legal: 270155/08 | Tiragem mínima: 30.000 exemplares | Periodicidade: Mensal

A
s eleições autárquicas fecharam um do que obriga o “animal feroz” a ter de aprender a praticar um

Editorial ciclo da vida política nacional e, por maioria


de razão, de Lisboa.
À distância, verifica-se que cada uma das
desporto nacional: engolir elefantes.
As autárquicas foram a demonstração das conjecturas dos
outros dois actos eleitorais: em valor absoluto, o PS perdeu,
eleições – europeias, legislativas e autár- mas foi quem ganhou mais câmaras; o PSD ganhou, mas foi o

Provedores quicas – foram etapas de uma mesma corrida, com lições e


resultados específicos e concretos que há que ter em atenção.
partido que perdeu mais câmaras; a estrutura orgânica do PCP
permitiu-lhe aguentar a votação; o BE desapareceu, denun-

dos Nas europeias, o PS levou um murro no estômago e o PSD


viu nascer um neófito candidato à liderança.
Nas legislativas, o PSD foi castigado pela inabilidade e
ciando que só se dá bem quando tudo está mal.
À escala de Lisboa, chegou a hora de trabalhar: os lisboetas
não queriam dar desculpas a Costa. Por isso, deram-lhe a

Munícipes aprendeu que um discurso político deve ter reflexos na sua


acção política. Já não pega o “faz o que digo, não faças o que
eu faço”.
maioria absoluta. Mas, com genialidade, impuseram-lhe uma
Assembleia Municipal em que o PS está sempre dependente
de PSD ou PCP. Comunistas e social-democratas têm de sa-
Por seu lado, o PS ganhou as eleições mais por demérito de ber ser aquilo para o que os lisboetas os mandataram: prove-
Ferreira Leite do que por mérito de Sócrates, com um resulta- dores dos munícipes.

> Contra ameaça de dissidências > Alcântara


Prôa lidera deputados municipais do PSD Universidade Sénior reabriu
A
António Prôa deverá ser o próximo coordenação que a distrital laranja quer as- Universidade Sénior da Junta de Freguesia de Alcân-
sumir relativamente aos deputados munici- tara reabriu depois do período de férias de Verão, refor-
líder dos parlamentares social-de- pais. A liderança de Prôa parece estar asse- çando as apostas de promoção do bem-estar pessoal e
mocratas na Assembleia Municipal gurada apesar das “ameaças” de dissidências social dos utentes, proporcionar o acesso a actividades só-
de Lisboa. que terão existido, segundo fontes do PSD, cio-culturais e estimular a participação cívi-

P
por parte de elementos próximos de Manuel ca e a aquisição de novas competências dos
rôa foi indicado pelas estruturas lo- Falcão, cabeça-de-lista do PSD. De acordo residentes mais velhos da Freguesia. Aliás,
cais e distritais do PSD para aquele com as nossas fontes, neste “braço-de-ferro” a formação dos seniores é um dos req-
cargo, apesar de ser o número qua- terá sido posta em cima da mesa a possibili- uisitos para a inscrição na Universi-
tro da lista laranja para aquele órgão dade de Manuel Falcão constituir “um grupo dade de Alcântara, além de ser es-
autárquico, de acordo com fontes municipal independente integrando alguns sencial ter-se mais de 50 anos.
partidárias, por ser militante do PSD e ter o eleitos pelo PSD”, numa reunião realizada no
“perfil certo” para ser o elo de transmissão da passado dia 26 de Outubro.

> Boavista
> São Domingos de Benfica > Freguesia do Beato Bairro celebrou 68 anos
O Bairro da Boavista celebrou os 68 anos no fim de Outu-

Mais desporto Promover comércio bro, concretamente no dia 25 do mês passado. A data foi
assinalada na celebração da Missa na Paróquia de São José,
cerimónia presidida pelo pároco Agostinho Sousa e pelo

A A
Junta  de São Domingos de Benfica tem Junta do Beato concebeu, e tem padre Nélio Tomás, tendo sido recordados todos aqueles
mais uma nova actividade disponível para em implementação, um programa que contribuíram para o crescimento e desenvolvimento do
os utentes do ginásio do Centro Cultural de promoção e desenvolvimento Bairro da Boavista ao longo destes anos.
João das Regras. A partir do dia 26 de Outubro do comércio local, designado “Comprar
os utentes têm ao seu dispor aulas de em casa”. Este programa contou com
cycling. As aulas são ministradas diversas campanhas de sensibilização
por instrutores com forma- para que os moradores façam as suas > São João de Brito
ção específica, que  “gui- compras no comércio local da Fregue-
am” os praticantes numa
viagem alucinante: subi-
sia do Beato, além de ter patrocinado a
distribuição de sacos personalizados do
Magusto para Fregueses
A Junta de São João de Brito está a organizar um magusto para
das de montanha, rectas e comércio. Por outro lado, a Junta criou o
os residentes na Freguesia, no próximo dia 14 de Novembro.
sprints que terminam com Gabinete de Apoio ao Comércio Local,
Também durante este mês, os moradores de São João de Brito
um retorno à calma e a uma que aconselha e encaminha os comer-
têm um passeio de três dias ao Minho e, dia 24 do mesmo mês,
série de alongamentos. ciantes para a resolução de problemas.
está agendada uma visita à Casa das Histórias de Paulo Rêgo,
em Cascais.
barómetro

O Bloco de Esquerda passou da euforia à depressão: so-


mou nas legislativas, desapareceu nas autárquicas. É a dura
realidade de um “partido de protesto”. Que acaba quando o
protesto desaparece…
MB no Bairro dos Actores A Fregue-
sia do Alto do Pina já tem uma máquina multibanco no centro
do Bairro dos Actores. Concretiza-se assim uma antiga exigên-
cia dos moradores, especialmente da população mais idosa,
António Costa concretizou os sonhos do PS: maioria absoluta que agora não tem de deslocar-se à periferia daquele bairro
em Lisboa. Mesmo com a ajuda de Helena Roseta, é uma para efectuar operações de carácter bancário. Em parceria com
afirmação pessoal do presidente da Câmara. E alarga os seus uma instituição bancária, a Junta utilizou uma infra-estrutura
horizontes políticos… requalificada, o novo Centro de Dia da Freguesia.

12