Vous êtes sur la page 1sur 4
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E DE PETRÓLEO DISCIPLINA: OPERAÇÕES UNITÁRIAS II

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E DE PETRÓLEO

DISCIPLINA: OPERAÇÕES UNITÁRIAS II PROFESSORA: ANA CARLA DA S. LOMBA S. COUTINHO

1ª LISTA DE EXERCÍCIOS DE OPERAÇÕES UNITÁRIAS II

1) Determine os diâmetros médios de comprimento, de superfície, de volume, de volume e superfície e de Sauter, da amostra a seguir:

Dp (mm)

1,2

2,0

2,4

3,4

4,8

n (nº de partícula)

2

5

7

10

12

2) Determine o diâmetro médio de uma partícula que passou pelas peneiras de 14# e ficou retida na de 20#.

3) Segundo a Lei de Formação, determine um conjunto de 8 peneiras sendo a 5ª peneira de 150#. (1 in = 2,54 cm).

4) Determine

o

diâmetro

médio

de

cada

amostra,

a

partir

de

suas

Distribuições

Granulométricas:

 

a)

 

Dp (mm)

 

5

 

10

20

 

40

60

 

%

X (>Dp)

 

94,1

 

64

46,4

 

33,9

3,8

b)

 

Dp (mm)

 

10

 

20

50

 

70

90

 

%

X (<Dp)

 

10

 

20

30

 

50

85

5) Determine a esfericidade das partículas cilíndricas:

a) D = 2 cm e H = 2 cm

b) D = 2 cm e H = 3 cm

6) Sejam d, Bd 2 e Cd 3 , respectivamente uma dimensão característica da partícula, sua área superficial e seu volume:

a) Estabelecer a relação entre os fatores de forma B, C e a esfericidade

b) No caso particular em que d é o diâmetro da esfera de igual volume que a partícula, mostrar que B/C = 6/f

7) Por trituração e moagem através de uma peneira de 14# se produz ½ tonelada de tolomita. De acordo com a análise de peneiras abaixo, calcule:

a) Carga total do triturador

b) Eficiência da Peneira

Mesh

X

A

X

F

X

G

+ 4

14,3

 

20

+ 8

20,0

 

28

+ 14

20,0

 

24

+ 28

28,5

40

24

+ 48

8,6

30

 

+ 100

5,7

20

 

+ 200

2,86

10

 
A A´ Triturador G - Rejeito F - Produto
A
Triturador
G - Rejeito
F - Produto

14#

8) Deseja-se peneirar areia, 4 ton/h, no sistema de peneiras vibratórias esquematizado. Determine a produção A, B e C em ton/h, sabendo-se que a análise granulométrica de 243,1 g de areia é:

Peneira

Massa

(Mesh)

Retida (g)

+8

12,6

-8 +10

38,7

-10 +14

50,0

-14 +20

63,7

-20 +28

32,5

-28 +35

17,4

-35 +48

11,2

-48 +65

7,8

-65 +100

3,7

-100 +150

2,6

-150 +200

1,8

+200

1,1

14# Alimentação 35# A C B
14#
Alimentação
35#
A
C
B

9) Calcular a velocidade terminal de uma partícula sólida de dp = 195mm, esfericidade de 0,73

e densidade de 2,7 g/cm 3 , caindo na água a 25ºC (m água = 1cP e r = 1 g/cm 3 ).

10) Determine a velocidade de sedimentação de uma suspensão de partículas sólidas

esféricas de vidro, 30mm de diâmetro, em glicerina. Sabe-se que a concentração de sólidos

é de 300 g/l de suspensão, as densidades do sólido e do fluido são, respectivamente, 2,6 e 1,3 g/cm 3 e que a viscosidade do fluido é de 18 cP.

11) Da elutriação de 25 g de um pó industrial com água a 30ºC, numa vazão de 37 cm 3 /min,

obtiveram-se os seguintes os resultados:

 

Diâmetro

Massa

Elutriador

do tubo

Recolhida

(cm)

(g)

 

1 3,0

4,62

 

2 4,0

6,75

 

3 6,0

7,75

 

4 12,0

4,42

6,75   3 6,0 7,75   4 12,0 4,42 Determine a distribuição granulométrica (d p x

Determine a distribuição granulométrica (d p x %X (>d p )), sabendo-se que a densidade do sólido é de 1,8 g/cm 3 . (m água = 0,83cP a 1 atm e 30 o C e r = 1 g/cm 3 )

12) Determine a velocidade de uma partícula sólida de 75 mm (diâmetro da esfera de igual volume que a partícula) e esfericidade 0,8 em relação ao fundo do elutriador, quando a velocidade ascendente da água é de:

a) 0,1 cm/s

b) velocidade para que a partícula fique parada

A densidade da partícula é de 2,5 g/cm 3 e a temperatura da água é de 20ºC. (m água = 1,0cP a 1 atm e 20 o C e r = 1 g/cm 3 )

13) Em um elutriador de laboratório, operando com um único tubo, foram conduzidas experiências com velocidades ascendentes de água, resultando para cada nível de velocidade, o arraste de massa de sólido conforme o quadro abaixo:

u (m/s)

0,01

0,03

0,05

0,08

0,15

M (g)

2,65

3,79

3,8

4,14

5,06

Sabendo que a massa total introduzida no elutriador foi de 23 g, obtenha a análise granulométrica.

Dados: T água = 20ºC;

C D = k/Re

e

r s = 3 g/cm 3 ;

C D = 400

f = 0,8;

m água = 1cP

14) Em uma câmara de poeira, deseja-se determinar a velocidade do fluido para que a

referida câmara retenha partículas de d p > 100 mm. Sabendo-se que a altura é de 1/10 do

comprimento. Dados: r s = 3 g/cm 3 ;

a) Fluido: água a 20ºC

f = 0,8

b) Fluido: ar a 20ºC e 1 atm (r = 1,12x10 -3 g/cm 3 ;

m ar = 0,018 cP)

15) Uma suspensão diluída de cal em água contém como produto indesejado areia.

a) Determinar a capacidade da unidade para a separação completa da areia (m 3 de suspensão/h), sabendo-se que as dimensões da câmara de poeira são: altura de 0,3 m, largura de 3 m e comprimento de 4 m.

b) A percentagem de cal perdida na separação da areia

Dados: Areia (r a = 2,6 g/cm 3 ; f = 0,7; 70 < d p < 200mm)

Cal (r c = 2,2 g/cm 3 ; f = 0,8)

Distribuição granulométrica da Cal:

Dp (mm)

20

30

40

50

60

70

80

100

%

X (<Dp)

15

28

43

54

64

72

78

88

16) A câmara de poeira abaixo esquematizada opera em 3 compartimentos. Estimar a faixa de diâmetros de partículas retidas em cada compartimento. Dados:

Vazão de gás: 5000 ft 3 /min (ar a 20ºC e 1 atm); Densidade das partículas: r s = 3 g/cm 3 ; Esfericidade: f = 0,75.

r s = 3 g/cm 3 ; Esfericidade: f = 0,75. 17) Projetar um ciclone LAPPLE

17) Projetar um ciclone LAPPLE com uma vazão de 4.000 ft 3 /min de um gás que tem densidade de 0,0824 lb/ft 3 e viscosidade de 0,0174 cP e está carregado de poeira de densidade 124,86 lb/ft 3 . Calcular a potência do soprador e a perda de carga. A análise granulométrica da poeira é:

Dp (mm)

5

10

15

20

40

%

X (>Dp)

94,1

64,0

46,4

33,9

3,8

18) Projetar um ciclone LAPPLE ou uma bateria de ciclones em paralelo que permitam uma recuperação de pelo menos 80% das partículas sólidas. Dados: vazão do gás 3.000 ft 3 /min, densidade do gás 6,1x10 -4 g/cm 3 e viscosidade do gás 0,0285 cP, densidade do sólido 3,0 g/cm 3 . Calcular a potência do soprador e a perda de carga A análise granulométrica das partículas sólidas é:

Dp (mm)

5

10

20

40

60

%

X (>Dp)

91

75,8

31,5

11,1

0,3