Vous êtes sur la page 1sur 3

Modelo de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar

Metodologias de Operacionalização (conclusão)

Análise/comentário Crítico aos Relatórios da Inspecção-Geral de Educação

Para realizar esta actividade, a análise de Relatórios de Avaliação Externa da IGE, optei por uma amostra de 3 Escolas, pertencentes à
Delegação Regional do Norte (Escola Secundária com 3.º CEB de Amarante), à Delegação Regional do Centro (Agrupamento de Escolas A Lã e
a Neve - Covilhã) e à Delegação Regional do Algarve (Agrupamento de Escolas de Alvor - Portimão). Os relatórios pertencem a anos diferentes.

Análise aos Relatórios da Inspecção-Geral de Educação

Escola Secundária com 3.º CEB Agrupamento de Escolas A Lã e a Agrupamento de Escolas de


de Amarante Neve (Covilhã) Alvor (Portimão)
Relatório da IGE
Delegação Regional do Norte Delegação Regional do Centro Delegação Regional do Algarve
2006-2007 2007-2008 2008-2009

I- Caracterização da Unidade de
Gestão
II- Conclusões da avaliação
1. Resultados
2. Prestação do serviço educativo
3. Organização e gestão escolar - “ A boa política de gestão dos - “A biblioteca da escola sede - Referencia à Rede Nacional de
recursos materiais e financeiros é constitui-se como um recurso Bibliotecas Escolares.
um aspecto muito relevante do importante, onde se organizam e
funcionamento da escola, com desenvolvem diversas actividades
repercussões visíveis no com a participação dos alunos e
equipamento das oficinas, da restante comunidade escolar.”
biblioteca, …”
4. Liderança
5. Capacidade de auto-regulação
e melhoria da escola
III- Avaliação por domínio-chave
ou factor
1.1 Sucesso académico - Referência ao Plano Nacional de - Referencia ao Plano Nacional de
Leitura Leitura
1.2 Participação e
desenvolvimento cívico
1.3 Comportamento e disciplina
1.4 Valorização e impacto das
aprendizagens
2.1 Articulação e sequencialidade - “No âmbito do Programa da
Rede Nacional de Bibliotecas
Escolares e do Plano Nacional de
Leitura são organizadas
actividades que implicam todos os
alunos do Agrupamento, como a
“Feira do Livro”, “Poesia
Itinerante” e a Semana da
Leitura.”
2.2 Acompanhamento da prática
lectiva em sala de aula
2.3 Diferenciação e apoios
2.4 Abrangência do currículo e - Referencia às feiras do livro
valorização dos saberes e da
aprendizagem
3.1 Concepção, planeamento e - “…funcionamento alargado da
desenvolvimento da actividade biblioteca, …”
3.2 Gestão dos recursos humanos
3.3 Gestão dos recursos materiais - Referencia a Biblioteca e - “ O Agrupamento dispõe de duas - “Na EB1 foram criadas
e financeiros aproveitou a candidatura à Rede bibliotecas integradas na rede bibliotecas/ludotecas em salas
Nacional de Bibliotecas. nacional de bibliotecas escolares devolutas, cujo equipamento se
- “O espaço da biblioteca é um – uma na escola sede e outra na mostrou adequado, mas reduzida
paradigma desta política, EB1 da Vila do Carvalho – que se utilização.”
encontra-se bem equipado, constituem como um recurso
funcionando como pólo importante. A biblioteca da escola
aglutinador de toda a comunidade sede é um espaço onde se
educativa na gestão dos tempos organizam e decorrem, ao longo
livres dos alunos e na promoção do ano lectivo, diversas
dos saberes. actividades com a participação
dos alunos e da restante
comunidade.”
3.4 Participação dos pais e outros - Referencia à iniciativa “a
elementos da comunidade Biblioteca de Pais”.
educativa
3.5 Equidade e justiça
4.1 Visão e estratégia
4.2 Motivação e empenho
4.3 Abertura à inovação - “… envolvência com projectos - Adesão às novas tecnologias
locais e nacionais , ciência viva, (computadores com ligação à
Rede Bibliotecas, …” Internet) na Biblioteca.
4.4 Parcerias, protocolos e - Referencia à Rede Bibliotecas Referencia à Biblioteca Municipal
projectos Escolares e ao Plano Nacional de (actividades que possibilitam a
Leitura circulação de livros entre
concelhos).
5.1 Auto-avaliação
5.2 Sustentabilidade do progresso

A Escola Secundária com 3.º CEB de Amarante é referenciada no relatório da IGE apenas 3 vezes, reportado ao ano de 2006/2007.
O Agrupamento de Escolas A Lã e a Neve – Covilhã é referenciado no relatório da IGE 5 vezes, reportado ao ano de 2007/2008.
O Agrupamento de Escolas de Alvor - Portimão é referenciado no relatório da IGE 6 vezes, reportado ao ano de 2008/2009.

O comentário que passo a apresentar, tem por base uma leitura atenta e a análise dos relatórios de Avaliação Externa feita pela IGE.
Procurei 3 escolas com características geográficas diferentes (Norte, Centro e Sul), uma escola de 3ºCiclo e Secundário e dois Agrupamentos de
2ºciclo, no sentido de englobar todos os ciclos, de forma que a amostra fosse o mais abrangente possível.
Trata-se de uma avaliação que não dignifica totalmente a BE, as referencias à BE, ficam muito aquém do desejado, não fazendo em nenhum
caso, a menção à sua importância no processo ensino-aprendizagem.

A Biblioteca Escolar deve ter papel de destaque no processo educativo, devido a várias informações e materiais que pode oferecer. A BE é,
ainda, essencial ao cumprimento das metas e dos objectivos de aprendizagem da escola e promove-os através de um programa planeado de
aquisição e organização de documentos em suportes variados, de modo a aumentar e diversificar os ambientes de aprendizagem dos alunos.
Proporciona, enfim, um vasto leque de recursos – incluindo meios electrónicos - e acesso a dados que promovem em cada aluno a consciência
da sua própria herança cultural e uma base para a compreensão da diversidade de culturas.

Para finalizar e ainda novo nestas “andanças”, parece-me que o modelo de Avaliação Externa da IGE, precisa de ter alguns ajustes, de forma a
sobrevalorizar a importância da BE.

Dezembro 2009

Formando: Vítor Ricardo da Silva Lemos