Vous êtes sur la page 1sur 6

O que a Bíblia diz

De

Caim

Era o problema

Sua oferta

ou era

Sua conduta?

1

Caim.

Caim matou Abel. Quando? Que idade tinha ele? É difícil saber? Absolutamente não! Eva chamou a Seth de substituo a Abel. Quando Seth nasceu Adão estava com 130 anos. Não está isto escrito em Gn.5:3? Não deixa isto evidente que Caim tinha no mínimo 128 anos?! Deus não abençoou a Adão e Eva dizendo: “Sede fecundos e multiplicai-vos e enchei a terra”? Por isso entenda, que Deus é um ótimo programador; e deve ter feito nascer um menino e depois uma menina. Daí porque, sempre que um filho e uma filha estavam em idade de serem um casal, Adão passava a filha às mãos de um filho, assim como ele tinha recebido da mão de Deus a esposa. Aperceba-se agora de quanta gente havia quando Caim matou a Abel! E é por isso que Caim disse: “Quem me encontrar me matará; pois Deus já havia estabelecido isto, pelo fato de que o pecado havia entrado, e isto onde? Na mente huma- na! Tendo, pois, Caim 128 anos, já estava com no mínimo de 102 a 103 anos casado, tendo na pior das hipóteses entre 50/51 filhos/filhas, e quantos netos, bis-, tri- e tetranetos? E Adão com no mínimo 52/53 filhos/filhas, quando não mais do que isto. Entenda, que se cada rapaz aos 25 anos já tinha recebido da mão do pai a esposa, de quanta gente já existia! Obviamente muita, e todos moravam jun- tos tornando-se assim uma grande vila, o que a Bíblia chama de cidade, não em casas mas em tendas. Como porém muitos entendem que Abel é o 2º filho, mas mesmo que fosse o 15º ou 20º, quantos filhos e filhas não tinha ele então?! Não pouca gente! Se Abel era um casado, seus filhos en- xergariam Caim o convidando ir ao campo, a rigor, às lavouras onde ele plantava os produtos para alimentação; e voltando Caim sozinho os filhos da Abel de imediato o questionariam onde ficou o pai deles, e apertariam com ele, e ele teria que lhes dar explicações. Mas como foi Deus quem calçou Caim: “Onde está Abel teu irmão?”, revela que Abel ainda não era casado e nem havia recebido espo- sa.

O problema de Caim reside em sua oferta, ou no propósito com que ele deu, ou em sua condu- ta? Indague de que forma e o que Deus mostra ser o problema dele: “Se procederes bem não é certo que serás aceito”? (4:7). “Se procederes” ou “se fizeres”, é de procedimento, de conduta, de maneira de se conduzir, de conviver, e não diz “se ofereceres”, “se apresentares” que diria respeito ao produto. A Deus não interessam os produtos e sim nossas atitudes, nossa conduta. Pergunta-se: Por que é tão difícil não enxergar que Deus não reclamava do povo de Israel a suas ofertas mas a sua conduta, que esta é que não está em harmonia e consonância com a santidade de Deus, e até mesmo bem descrita na Lei!

Observe o que Deus está informando: ao cabo de dias” [à certa altura pois] trouxe Caim ofer- ta ao Senhor, mas o Senhor não atentou [dar atenção a] para Caim e sua oferta, ao passo que para Abel atentou e sua oferta, (Gn.4:3-4). Note que as coisas estão escritas bem separadas; o quê deixa claro que não foi no mesmo instante; entretanto, os desenhos que a gente recebe desde criança, o incutem. O que Caim notou é que o Senhor não deu atenção a ele quando ele entregava sua oferta, enquanto que sendo Abel Deus dava atenção a este. Ora, se de Caim e de Abel informa que tanto um como outro trouxe ofertaao Senhor. (hxnm = minchâh, [é presente, algo que se oferece dando ao outro, e nem de perto tem idéia de sacrifício]). Teriam sido só estes que traziam presentes e doações ao Se- nhor? Ou Adão também fazia, e todos os outros? É mais do que lógico de um entendimento claro e

O que a Bíblia diz

2

Caim.

correto. Note, porém, a particularidade na expressão de Eva, chamando Seth de substituto a Abel, o que implica a realidade que faz deduzir que Abel ainda era solteiro.

Quanto a ‘oferta queimadaque é holocausto, só aparece pela primeira vez em Gn.8:20, depois do dilúvio, onde o que se apresenta a Deus é queimado sobre o altar [xbzm = mitsbeiach], como um oferecimento queimado que sobe a Deus, chamado de oferta de elevação. Este em nada simboliza co- mo sacrifício de absolvição de pecados e do pecador, o que só foi estabelecido por Deus ao povo ju- deu, quando este se encontrava no monte Horebe, quando receberam a Lei. Todos os sacrifícios que os povos fazem é um oferecimento a seu deus como sinal de oferta e a subserviência a ele. O que é dito de Caim, bem como de Abel é uma dádivatrazida ao Senhor. Um trouxe do produto com que lida, e o outro também trouxe do produto com que lida. Outrossim, você não deve esquecer em que época da história da humanidade nós nos encontramos! Lembre de quantos filhos e filhas de Adão já existiam pois ele estava com 130 anos quando Seth nasceu, a quem Eva chamou de substituto a Abel, que havia sido morto e quantos já casados tendo filhos e filhas e destes também já muitos casados tendo filhos e filhas, portanto, muita gente! Seja real e pondere correto: Se destes dois diz que trouxeram dádiva ao Senhor, sem dúvida Adão e todos os outros também o faziam. Indague agora: Por que só o caso de Caim foi registrado? Só por causa do assassinato. O pro- blema de Caim, porém, era o produto, sua intenção, sua conduta? Avalie: Fala Deus entre as linhas para dar a entender ou fala Ele preto no branco o que é? Deus nunca faz rodeio em coisa alguma, mas vai diretamente ao problema e diz se o teu proceder, tua conduta, teu comportamento (byjyt-ma [= emm-titív]) entre os outros for bom não é certo que serás aceito”? Mas se esta tua conduta não é boa e você (byjyt-alo [= -titív]) não a dominar, a origem está em que o pecado [pecado, é a insubmissão às normas puras e limpas de Deus] quer te dominar” (Gn.4:7); daí também a origem do rancor que ele teve. Observe bem que Deus não diz ‘a tua oferta não será aceita, mas Deus deixou bem claro que o problema não é o produto e nem a intenção, mas sim a pessoa quanto à sua conduta. Raciocine: Se Caim se atravessou com Deus que era a única autoridade que diariamente se apresentava com quantas pessoas ele não tem se atravessado em sua vida? Reflita bem (!!!): Se Caim disse que quem me encontrar me matará, é por que o rancor, o ficar zangado, o se alterar, ficar por conta, o se vingar [sempre chamado ‘ira’ na Bíblia, que é eliminar o outro] já havia-se manifestado nele muitas vezes. Ora, nós somos os que temos que raciocinar! O problema é simples. Se Caim ficou zangado com Deus porque ele não foi tratado como ele queria; com quantos dos seus irmãos ou dos outros ele não tenha ficado zangado por não ter sido tratado como ele queria? Se o seu procedimento não era bom, logicamente os outros conviventes não o recebiam bem. É isto o quê está sendo deixado bem patente.

Sendo nós pessoas, não nos assiste o direito de dizer que a oferta será aceita’, que ‘a inten- ção de ofertar tem que ser de coração’, que ‘o quê se dá como oferta tem que ser o melhor do que se tem’ – mas se você é produtor de tomate, de batatinhas, de cebolas, de chuchu, isto não será aceito, você tem que comprar uma ovelha e oferece-la a Deus, só então seu oferecimento será aceito! Que é

isso?!!! Se Deus na Lei diz que todo o produto da terra trazido a Deus é oferta de elevação ou de chei- ro suave? somos agora nós que somos mais entendidos do que Deus? É de se lamentar que muitos obreiros incutem isto na mente dos ouvintes, mas não é o quê Deus diz e nem aponta e nem pensa. Teremos que nos perguntar e avaliar: Como ficaremos nós se não estivermos transmitindo exatamente o quê Deus afirma?! Ora, se Deus visitava suas criaturas com toda aquela freqüência, o que Deus coloca a Caim é: “Por que estás irado, e por que descaiu o teu semblante”; e Deus lhe diz a origem disso: “O pecado jaz à tua porta” – que é o mesmo que “conhecereis o bem e o mal” [por experiência] (Gn.3:5z) – ‘mas cabe a você dominá-lo e não deixar-se dominar’. Caim, porém, resolveu atender à sua indignação e a seu desgosto. Como ele não pode aplicar seu aborrecimento a Deus ele o aplica em Abel, como quem diz: ‘Esse desaforo Deus me paga’. Este é o problema! Observe que na Bíblia IRA da parte de Deus sempre é ‘aplicar a sentença de condenação e eliminação sobre aquele que pra- ticou o mal’ e da parte do homem sempre é ‘vingança’.

ou “falou a Abel” ir com ele ao campo.

Na linguagem original transmite a idéia de ‘conversou combinando’ com Abel de irem ao campo. Abel foi, sem no entanto imaginar qual a intenção de Caim (Gn.4:8). Caim, somente depois que Deus lhe disse: “Maldito és agora sobre a terra” (v.11) “o solo não te dará mais a sua força” (v.12), “fugi- tivo serás e errante” [vagueando, sempre como que acossado; como que tendo atrás dele alguém que o está perseguindo]. Só depois, e diante disto confessa: “Maior é a minha maldade do que a que pode

Em continuação o texto diz: “e Caim disse a Abel

”,

O que a Bíblia diz

3

Caim.

ser perdoada”. É preciso que você note a profundeza do reconhecimento e a confirmação dada por ele

mesmo do seu estado, como quem diz: É insuportável; pois toda a minha vida andarei me esconden- do de Ti, é isto o quê o dizer dele tem em si, visto que Deus aparece inesperadamente – “e sempre

estarei fugindo, e só me resta ficar perambulando”; por isso é que ele disse: “e serei

Note que na colocação de Caim, e por causa das contínuas aparições de Deus, ele sabia o quê pode ser perdoado. Entretanto, ao que Deus lhe disse, ele acrescenta “e quem me encontrar me mata-

” (v.14z). Ora, patente está que ele não confessou o pecado de ter morto seu irmão, e nem confessou ‘outros pecados que jaziam à porta do seu coração’. Este é o grave problema que a sua conduta e seu porte apresentam. Por que porém acrescenta e diz: “e quem me encontrar me matará”?

É preciso que notemos que é uma afirmação que ele faz, e não é uma idéia oriunda que ele te-

ve em si mesmo. A sua origem reside onde?

Poderia ser o simples efeito da consciência, visto que fomos feitos para existir, porém, ele elimi- nou a existência de alguém, daí porque ‘sou um terrível perigo para o direito de existência de qualquer pessoa como também me considero ter direito à vida’?

errante” (v.14).

É

preciso que nos apercebamos do seguinte: Deus não teve que ensinar todas as coisas ao homem,

o

que comer, como plantar? Não foi Deus o primeiro alfaiate, o primeiro obstetra? Visto que p o-

rém caíram na desgraça da não observância das boas normas de existência e convivência, havendo no entanto sido feitos à imagem e semelhança de Deus, mas caíram no da morte, só pode Deus ter-

lhes dito: “Se alguém matar a alguém é imprescindível que seja morto”, da mesma forma como o disse a Noé e a seus filhos após o dilúvio (Gn.9:6), incluindo até animais, dos quais alguns passa-

ram a ser feras

Note bem e observe que só depois do dilúvio esta sentença caiu sobre os animais. Por que? Só

a partir dali alguns se tornaram em feras, o quê antes não havia, e Deus disse mais: “pavor e

Esta é a realidade mais lógica.

medo de vós virão sobre todos os animais”, (Gn.9:2a e 5a).

Qual a razão de Deus estabelecer uma tão dura sentença: “Quem matar será morto”? Porque: 1) é infringir contra a imagem de Deus que o homem é (!!); 2) e de outro lado é, que cada um tem o

mesmo direito à existência, ao viver! No Horebe Deus repetiu “quem matar será morto”, (Ex. 21:12-19, Nm.35:16-18). Se Deus repetiu esta sentença sobre um assassino, não o vinha afirmando

e ensinado aos homens logo após a queda e terem sido expulsos do jardim? É aliás mais do que natural!! É nisto que reside a origem da afirmação de Caim naquilo que ele disse.

Observe bem, quando Caim disse: “quem me encontrar”; quem são estes que o poderiam en- contrar? Entenda primeiro Gn.5:4 onde informa que “Adão teve filhos e filhas”. Observe de que forma está sendo informado o quê segue. A forma de registro é a seguinte: 1 o ) Que idade Adão tinha quando Sete nasceu; 2 o ) Quantos anos viveu; e 3 o ) Que teve filhos e filhas”; assim segue até Noé. – A Bíblia, note isto, só informa que algo ocorreu para passar o ensino; mas quando outros filhos e filhas nasce- ram, e quanto tempo viveram, não é o centro do que Deus está informando. Você alguma vez já refletiu que Deus disse: “multiplicai-vos e enchei a terra” (Gn.1:28), e já se deu conta de quanto filhos, netos, bisnetos, trinetos e tetranetos Adão tinha quando Seth nasceu? Se aperceba ao menos do fato de que Adão tinha 130 anos quando Seth (tv {shêt [ch de chuva] = substi- tuto) nasceu! A esta altura Caim, por ser o primogênito e já estar com no mínimo 128 anos, qual a geração do número de seus descendentes? Digamos que ele tenha recebido a esposa aos 25 anos, quan- tos filhos, netos e bisnetos ele já não tinha então? Os outros filhos de Adão não tiveram filhos e filhas também? Caia na realidade e raciocine: reflita só se a cada 2 anos nascia uma criança e estes só se casariam aos 25, e de cada uns destes casais, iam nascendo crianças, quanta gente não já estava exis- tindo então?! De forma alguma seriam poucos! Evidentemente era muita gente, e vários com mais de 90 anos, e um bom número com mais de 70 anos; além disso os filhos dos filhos e dos netos, quando não até de trinetos.

Pense ao menos um pouco. Quantos filhos e filhas e descendentes do próprio Caim já existi- am? Use a realidade e calcule desde o último neném nascido de seus descendentes até ao filho mais velho de Caim, que já podia estar com no mínimo 102 a 103 anos?! E quantos filhos dele já com mais de 50 anos?! Lamentavelmente muitos ao lerem o trecho bíblico imaginam, e outros até pregam, que eram só Adão e Eva, Caim e Abel os que existiam, e que o terceiro filho que nasceu era Seth. Entr e- tanto, dos outros simplesmente se esquecem e nem sequer se apercebem por não estarem menciona- dos. Outrossim, por Abel ser o 2 o filho mencionado a maioria entende que era o 2 o filho que nascera;

O que a Bíblia diz

4

Caim.

no entanto o texto bíblico diz “teve também a Abel”, o quê de forma alguma indica ter sido o segundo.

O nome dele só consta por ter sido morto. Pode ele ter sido o 10 o ou 15 o dos filhos, ou um dos ainda

não casados; porque se fosse um dos casados, os filhos deste esperariam a volta do pai com Caim, e já

fariam a investigação do por que da ausência dele. Raciocine ainda. Se porém a cada 2 anos nascer um neném, e somarmos os nascidos de todos

os filhos de Adão, qual seria a população ao Caim matar seu irmão? Se não prestarmos atenção a esta

realidade, simplesmente é muita falta de atenção! Este problema não é encontrado apenas em cristãos, mas em muitos pastores, obreiros, teólogos, letrados, e em decorrência nos estudantes em seminários. Sejamos reais, quando Caim matou Abel pode ele a essa altura até mesmo já ter sido tetravô.

Tenho que me posicionar entretanto, por causa de uma alegação de que “Deus tem um depósito de almas, e é destas que Caim tinha medo de ser morto, porque só existia ele, Adão e Eva”, é o quê alunos dos seminários e cristãos encontram na literatura e em comentários (xxxiwiiiyvii). Teremos que indagar: Quem é o inventor dessa idéia? Ora, Deus disse: “Sede fecundos, multiplicai-os e en- chei a terra”. Se Adão estava com 130 anos quando Seth nasceu, que Eva chamou de substituto de Abel, então o casal tinha no mínimo em torno de 65 filhos e filhas, e destes no mínimo 42 estavam casados. E destes quantos já estavam casados, e até então nenhum falecido? De onde se concluiu então a idéia de que Deus tem muitas almas?

De Caim dizem ser o primeiro construtor de cidade. E os filhos de Adão, sendo este já de 130 anos, e seus familiares moravam onde? Mesmo que se tenham formado pequenas aldeias onde esta- vam suas tendas na casa de Adão notaram a falta de retorno de Abel ao fim do dia. Não só Adão mas

a

população toda no dia seguinte iria indagando “onde está Abel”? Diante desta realidade Caim se viu,

e

pela norma estabelecida pelo Criador quem matar um ser humano será morto pelo ser humano e

visto que Deus diariamente os visitava, e que sendo ele o assassino seria morto pelo conjunto da soci- edade existente, como Deus ordenara; a fim de que a maldade não prolifere. Entretanto antes que Caim fosse procurado por alguém Deus o calçou: “Onde está o teu irmão”? reconhecendo e assumindo sua crueldade, e confessando-a diante do Senhor, Deus resolve o caso e “pôs o Senhor um sinal em Caimpara que ninguém o mate (Gn.4:15), pois todos sabiam que Caim saíra com Abel mas voltara sozinho para a aldeia. Que sinal era? Não se sabe. Era reconhecível? Perfeitamente! Identificava o quê? O mesmo que: “Ninguém mate este homem”, possivelmente escrito na testa: “Não Mate” – pois Adão havia dado todos os nomes a animais e aves e por isso deve ter sabido escrever e ler, assim possivel-

mente todos o sabiam , e o sinal ficou perfeitamente entendido. Observe que nada tem a ver com a suposta idéia de que talvez seja a cor negra. Esta situa-se na África, e são pós-diluvianos descendentes

de Cam, filho de Noé, e não são ante-diluvianos.

Avalie: O sinal em Caim, seja na testa: Não mate ou outro, ele se sentiria bem em toda a vila dos descendentes de Adão? Só lhe restava fugir sem rumo e sem paradouro (o que Nod significa), saindo da grande aldeia com os filhos e filhas de 22 anos para baixo ainda não casados. Enoque nasceu enquanto Caim era andarilho, mas a prole cresceu e Deus o colocou num beco sem saída; e teve que se fixar num lugar. Dizer que Caim foi o primeiro construtor de cidade é tremenda afirmação equivoca, e

falta de consideração de todos os descendentes de Adão que a esta altura era de no mínimo 12 mil habitantes. Observe bem que Seth e Enoque eram da mesma idade, e segundo cálculos constituíam entre a população a 229ª percentagem entre os habitantes de então.

Avalie ainda: A maldição dada foi sobre a descendência de Caim, ou foi sobe ele? Com que direito então se afirma que os cainitas são amaldiçoados, e os sethitas abençoados? Só Caim foi amal- diçoado, e nenhum dos seus descendentes posteriores, e muito mesmo os anteriores, e nem mesmo os que descenderam de Enoque seu filho. Não é possível entender onde os eruditos acham base para tal alegação?! Da parte de Deus não existe o direito de se fazer acheologia.

Observe neste contexto: Da descendência de quem veio a benção dos músicos e dos metalúr- gicos (Gn.5:21-22)? [ 1 *]. Este fato não deixa bem evidente que eles continuaram sendo abençoados como Deus abençoou Adão e seus filhos? Além disso evidencia uma realidade, que independe de quem alguém é descendente, mas depende da conduta de cada um. Deus não cancelou a benção adâ-

[* 1 ] É por isso que Ada e Zilá estão mencionadas, e não porque Lameque tinha duas mulheres. Outrossim, dizer que aí come- çou a poligamia é tremenda aberração; pois basta ver o que a Torah diz: “Mechuiael gerou a Metushael, e Metushael ge- rou a Lémech (Lameque) e tomou para ele Lémech duas mulheres, o nome de uma era Adâ, e da outra Tsilâ” (4:18-19). Prof. Pr. Ernesto Wegermann. Fone / Fax: (51) 3077-5592.

4

O que a Bíblia diz

5

Caim.

mica sobre os descendentes posteriores de Caim, o que lamentavelmente tem sido dito por muitos pastores e mestrados, por dedução de interpretação imediatista!

Quanto ao dizer de Caim “quem me encontrar me matará”, alegando que Adão e Eva talvez tenham tido filhos antes da queda, que talvez seriam estes a quem Caim temia, é de se lamentar e é muito grave, e é uma decorrência de muita falta de atenção. Avalie, no entanto, tal idéia: Poderiam esses que não estão contaminados com o vírus do pecado e não expulsos do jardim, saírem do jardim para sentenciar alguém? De forma alguma. Mais a mais, o quê disse Eva ao nascer Caim? “Adquiri um varão com o auxilio de Deus”. Sabiam eles como é um parto? Não. Quem acompanhou a gravidez e realizou o parto? Esta afirmação de Eva não é uma declaração contundente de que foi Deus (Gn4,1z)? Esta afirmação se deu fora do jardim, e esta nunca seria colocada se soubessem como funciona um parto.

O informe bíblico diz então: “Retirou-se Caim de diante da face do Senhor” (Gn.4:16). Se vo- cê colocar em lugar de face semblante” fica mais claro, mais real. Outras versões dizem “da presença do Senhor”. Você vê que tanto no jardim como fora dele Deus aparecia em forma visível, reconhecível e sempre inconfundível! É isto o que está sendo dito em Gn.6:3 usando outra forma: “o meu espírito não contenderá sempre com o homem, dar-lhe-ei um prazo de 120 anos de dias (Gn6,3), e veio o dilúvio, e Deus nunca mais apareceu entre os homens, como Jesus nos 40 dias após sua ressurreição. Deus é espírito e quando aparece sempre é em forma corpórea. Assim Deus apareceu a Abraão, a Isa- que, bem como Jesus depois de sua ressurreição a Pedro ainda de dia, e aos seus discípulos no cenácu- lo à noite.

Note outrossim, que a partir daquele momento começa um pequeno registro a respeito de Caim: Para onde foi; o que ele fazia; e menciona alguns de seus descendentes, (Gn.4:l6b-24). Em qualquer relato ou texto, você terá que sempre identificar estes detalhes e relatos, e verificar a que assunto e a que época se refere. Diz “Habitou (Caim) na terra de Node” (4:16b). 1 o ) “Nôd” não signi- fica uma região, mas sim é a expressão de um estado, de um modo de vida; i.é, o modo de vida que ele passou a se sentir e viver, o modo de sempre se achar como que fugindo de alguém. Do lugar ou cercania onde todos moravam ele foi “ao oriente do Éden”. Claro que não podia fugir para o ocidente, ali estava o jardim guardado pelos querubins. Caim até saiu para fora da região Éden, porém sempre atormentado fugindo de algo. É o que acontece na psique do assassino. O ‘habitar’ de modo geral sig- nifica circular, perambular naquela região.

Outra avaliação você terá que fazer. Quantos de sua prole teria ele levado consigo? A deduzir só os que não estavam casados. Observe porém o que aconteceu com este homem que sempre andava fugindo, se deslocando de um lugar para outro [o quê Nôd significa]!!! Quando diz: “E conheceu

Caim a sua mulher, ela concebeu e teve a Enoque” [(%Anx = chanóch; ch de ‘j’ em espanhol)] [* 2 ], (Gn.4:17). Este ‘conheceu’ é o mesmo que é dito “e Adão conheceu Eva e ela concebeu e teve a Caim” (Gn.4:1). De onde porém era a esposa dele? Era sua irmã. Assim como Adão recebeu da mão de Deus sua esposa, assim Caim recebeu da mão do pai a filha que nascera após ele quando estavam maduros para ser um casal. Periga você dizer: “Mas isto não é incesto? Francamente não posso acei-

os abençoou”, e lhes disse:

Frutificai e multiplicai-vos e enchei a terra”? Não foi Deus? (Gn.1:28). Enquanto você não prestar

tar!” Não são poucos que já ouvi dizerem isto. – Quem foi que disse: “

e

atenção que só no Sinai Deus ordenou aos israelitas que não casassem mais com irmã e parente pró- ximo, você estará sempre embarcando no que você acha e não no que Deus está dizendo!

A este homem que sempre estava mudando de lugar para lugar, Deus colocou num beco sem saída. Quando a prole cresceu, formando ele os casais, e havendo jovens, moças e crianças, e já não dava mais para mudar de lugar para lugar, porque também havia plantios e colheitas a serem feitas para haver alimentação, e rebanhos a cuidar de onde provinha leite e lã. Caim teve que deixar de ser andarilho e deu o nome de Enoque à aldeia (Gn.4:17b). Mesmo continuando com aquela ansiedade no seu íntimo de ter que fugir não podia mais. Outro detalhe dentro desse conjunto não nos deve esca- par. Os que ainda não eram casados dos seus filhos/as sabiam de onde haviam saído. Estes, quando sendo já autônomos logicamente iam visitar seus irmãos e parentes. Em não muito tempo o intercâ m-

[* 2 ] Enoque = ‘novo começo’, se relaciona ao nascimento do 1 o filho de um andarilho. Depois, ‘Enoque’ significa novo começo em ter que ficar morando no mesmo lugar.

O que a Bíblia diz

6

Caim.

bio de onde Caim saiu e onde agora estava, deve ter se restabelecido entre os demais que nada tinham a ver com o pecado de Caim. É lamentável e bastante comum julgar um por todos, entendendo que se Caim foi amaldiçoado também seus descendentes anteriores e posteriores também o foram. Diga- mos que se no seu quarteirão há quem é vigarista, não pode o quarteirão todo ser julgado como viga- ristas.

Dos descendentes de Caim se diz que começou a poligamia (Gn.4:19) O quê é mencionado de Ada e de Zilá? Antes de mais nada, você deve prestar atenção ao que Deus disse ao formar a mulher:

Far-lhe-ei uma auxiliadora que esteja como que diante dele” (Gn.2:18z, 20z). Quando se traduz por ‘idônea’ transmite outra idéia. Indague o quê é este ‘como que diante dele’? É o mesmo como os anjos que estão diante de Deus, e fazem tudo com o maior prazer tudo quanto Deus diz. E quanto ao homem quando diz que foi feito “à imagem e semelhança de Deus” está dizendo que aqui na terra as coisas funcionem como lá no céu! Este é o programa de Deus, e não é de homem algum; e é para funcionar assim, mas o homem o desvirtuou. Deus não disse idônea; se fosse ELE teria dito: “rviy rz[“ [ezér yashâr]; mas Deus disse: “wDgnK rz[[ezér ke-négdô], e ezér é auxiliar, ke é termo de compara- ção onde; neg(wDgn), é diante do homem, em frente ao homem (Gn2:18). Este “diante deleidentifica muito bem a questão de para o quê. Ora, nascendo uma segunda menina depois do garo- to, é mais do que lógico que Adão, como qualquer pai o fazia, a passava ao filho que nascera antes, pois ela foi feita ‘auxiliadora que esteja como que diante dele. Se aperceba de que até mesmo depois do dilúvio não havia moça que ficasse solteira, e até hoje nascem mais mulheres do que homens. O nome de Lameque consta porque de Ada surgiu o pai [mestre] dos que tocam harpa e flauta. É aqui que as leis da música e seus acordes e harmonia [* 3 ] foram descobertos e marcados (Gn.4:21). De um dos filhos de Zilá se estabeleceu a técnica da siderurgia e da ferramentaria, e acabou se conse- guindo fazer ferramenta de corte (Gn.4:22). Diante do relato bíblico vemos que a benção da descober- ta ou o desenvolvimento da música e da metalurgia veio de descendentes de Caim. Quem lhe deu as filhas foi seu pai; veja Torah. – Alegar entretanto, que está escrito que Deus visita “a maldade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração dos que me aborrecem” (Ex.20:5b), é muita falta de atenção quanto ao que a Bíblia relata. Esta norma Deus estabeleceu só a partir do Horebe; enquanto no tempo antediluviano Deus visitava diariamente como era no jardim. Pelo fato de Adão e Eva terem sido ex- pulsos do jardim não é sinônimo de Deus ter deixado de visitar o homem, o quê continuava fazendo como Pai, porque o ser humano é Sua criação.

Legenda:

Gn. = Gênesis. Ex. = Êxodo. Dt. = Deuteronômio.

Na Paz de Cristo.

Bibliografia:

Torah Editora e Livraria Sefer 2001. SP. Bíblias Pe. Matos Soares; Almeida ARC, ARA; Bíblia de Genebra. Elberfelder Biblel 1961 Brockhaus Wuppertahl/Elberfeld /Alemanha. Hebreo Biblico Moisés Chavez Tomo 1, 1991. Editorial Mundo Hispano. Dicionário Hebraico-Português 3ª edição 1985 Soc. Cemit. Israelita SP. Dicionário Hebraico Português Editora Sinodal/Vozes, 1988 São Leopoldo/Petrópolis. Real-Encyklopädie Dr. Herzog 1854-1868 Editora Gotha/Rudolf Besser Stuttgard/Hamburg Alemanha.

[* 3 ] Entenda que significa isto: 12 meios-tons formam a oitava, o quê não é nada menos do que: A relatividade de 7 com 12!