Vous êtes sur la page 1sur 8

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) SECRETARIA DE SAÚDO DO DF – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 40

SECRETARIA DE SAÚDO DO DF – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

40 QUESTÕES GABARITADAS

1. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Hemodiálise – Órgão: EBSERH – Banca: IBFC – Ano: 2013 Discipli- na: SUS – Sistema Único de Saúde) Considerando a Lei n. 8.142/1990, analise os itens abaixo e a seguir assinale a alternativa correta:

I – A Conferência de Saúde reunir-se-á a cada 2 (dois) anos com a representação dos vários segmentos sociais, para avaliar a situação de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saú- de nos níveis correspondentes, convocada pelo Poder Executivo ou, extraordinariamente, pelo Conselho de Saúde.

II – O Conselho de Saúde, em caráter permanente e deliberativo, órgão colegiado composto por repre- sentantes do governo, prestadores de serviço, pro- fissionais de saúde e usuários, atua na formulação de estratégias e no controle da execução da políti- ca de saúde na instância correspondente, inclusi- ve nos aspectos econômicos e financeiros, cujas decisões serão homologadas pelo chefe do poder legalmente constituído em cada esfera do governo.

III – O Conselho Nacional de Secretários de Saúde – CONASS e o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde CONASEMS terão represen- tação no Conselho Nacional de Saúde. A represen- tação dos usuários nestes conselhos será definida pelos próprios conselhos.

IV – A representação dos usuários nos Conselhos de Saúde e Conferências de Saúde será paritária em relação ao conjunto dos demais segmentos.

V – As Conferências de Saúde e os Conselhos de Saúde terão sua organização e normas de funcionamento definidas em regimento próprio provados pelas respectivas secretarias municipais, estaduais ou Ministério da Saúde.

a. I,II,III, IV e V estão corretas.

b. Apenas II e IV estão corretas.

c. Apenas I,II,IV e V estão corretas.

d. Apenas II, IV e V estão corretas.

2. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Hemodiálise – Órgão: EBSERH – Banca: IBFC – Ano: 2013 Dis- ciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Segundo o Decreto Presidencial n. 7.508, de 28 de junho de 2011, a descrição geográfica da distribuição de recursos humanos e de ações e serviços de saúde ofertados pelo SUS e pela iniciativa privada, considerando-se a capacidade instalada existente, os investimentos e o desempenho aferido a partir dos indicadores de saúde do sistema é a definição de:

a. Pactuação Integrada em Saúde.

b. Rede hierarquizada em Saúde.

c. Rede de Atenção à Saúde.

d. Mapa da Saúde.

3. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Hemodiálise – Órgão: EBSERH – Banca: IBFC – Ano: 2013 – Disciplina:

SUS – Sistema Único de Saúde) Sobre a Resolução

453/2012 do Conselho Nacional da Saúde, que define funcionamento dos conselhos de saúde, assinale a alternativa incorreta:

a.

A

cada eleição, os segmentos de representações

de usuários, trabalhadores e prestadores de servi- ços, ao seu critério, promovem a renovação de, no mínimo, 50% de suas entidades representativas.

b.

Compete aos conselheiros examinar propostas

denúncias de indícios de irregularidades, nas ações e aos serviços de saúde.

e

c.

O tempo de mandato dos conselheiros será defini- do pelas respectivas representações.

d.

O

conselho de saúde terá poder de decisão sobre

o

seu orçamento e não será mais apenas o geren-

ciador de suas verbas.

4. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Hemodiálise – Órgão: EBSERH – Banca: IBFC – Ano: 2013 – Disciplina:

SUS – Sistema Único de Saúde) A Lei n. 8.080/1990 NÃO incluiu no campo de atuação do Sistema Único de Saúde-SUS:

a.

A

participação na formulação da política e na exe-

cução de ações de combate à fome e distribuição

de renda.

b.

A

ordenação da formação de recursos humanos na

área de saúde.

c.

A vigilância nutricional e orientação alimentar.

d.

A colaboração na proteção do meio ambiente.

5. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão:

EBSERH – Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí – HU – PI – Banca: IADES – Ano:

2012 - Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Epidemiologia pode ser definida como a ciência que

estuda o processo saúde-doença em coletividades humanas. Assinale a alternativa que não constitui uma perspectiva de análise desta ciência.

a. Distribuição e fatores determinantes das enfermi- dades.

b. Fatores de danos à saúde.

c. Eventos associados à saúde coletiva.

d. Diagnóstico e acompanhamento da situação de saúde das populações.

e. Diagnóstico e tratamento individualizado do enfermo.

6. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH – Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí – HU – PI – Banca: IADES – Ano: 2012 - Dis- ciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Em relação à Lei n. 8.080/1990 – Lei Orgânica da Saúde (LOS), bem como a legislação regulatória da Saúde Pública no Brasil, julgue os itens a seguir. I – Os serviços de atenção primária, constituídos pe- los hospitais de maior complexidade ou resolutivi- dade da região ou do Estado constituem as cha- madas “portas de entrada” do sistema de saúde. II – Uma percepção importante sobre as determinan- tes sociais da saúde e a legislação dos últimos vin-

te anos pode ser percebida pelo fato de que, antes

da Lei n. 8.080, a legislação preconizava que aos

1
1

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF municípios brasileiros só competia “organizar ser- viços de Pronto

municípios brasileiros só competia “organizar ser- viços de Pronto Socorro”, diferente da dimensão da gestão da saúde incorporada na nova perspec- tiva da atual legislação. III – Embora os avanços na concepção do SUS, apre- sentados pela Lei n. 8.080 possam ser relevantes quanto à promoção do atendimento à saúde da população, a característica principal da LOS foi a

responsabilidade única do Ministério da Saúde na gestão do SUS. IV – Uma das grandes críticas sobre a LOS é a ausên- cia do rompimento das chamadas “algemas que caracterizam o acesso à saúde como uma polí- tica excludente, precária e centrada no modelo médico-hegemônico”. Especificamente na política de saúde, a LOS não garantiu a articulação das políticas sociais de maneira integrada, de modo

a constituir um diferencial de qualidade no aten- dimento à população brasileira, mesmo fora dos

centros regionais de excelência – um grande desai

o à sociedade em geral.

A quantidade de itens certos é igual a:

a. 0.

b. 1.

c. 2.

d. 3.

e. 4.

7. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EB- SERH – Hospital Universitário da Universidade Fede- ral do Piauí – HU – PI – Banca: IADES – Ano: 2012 - Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) O Decre- to Presidencial n. 7.508, de 28 de junho de 2011, dis- põe sobre a organização do Sistema Único de Saúde - SUS, particularmente abordando o planejamento da

saúde, a assistência à saúde e a articulação interfede- rativa. Sobre estas considerações, assinale a alterna- tiva correta.

a. As Regiões de Saúde não podem compor trans- ferências de recursos entre os entes federativos, uma vez que são instituídas unicamente pelos mu- nicípios.

b. O acesso universal e igualitário à assistência far- macêutica pressupõe, entre outros fatores, que o medicamento seja prescrito por proi ssional de saú- de, no exercício regular de suas funções no SUS.

c. O planejamento da saúde é facultativo para os en- tes públicos, sendo realizado somente como indu- tor de políticas para a iniciativa privada.

d. O usuário perde o direito assegurado à continuida- de do cuidado em saúde, quando não procurar os serviços, hospitais ou unidades integrantes da rede de atenção da respectiva região de seu domicílio.

e. O desempenho aferido a partir dos indicadores na- cionais de garantia de acesso à saúde não serão utilizados como parâmetro para avaliação do de- sempenho da prestação das ações de saúde, ten- do em vista as especificidades municipais.

8. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH –

Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí – HU – PI – Banca: IADES – Ano: 2012 - Discipli- na: SUS – Sistema Único de Saúde) Qual é o conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos

e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos re-

lativos à saúde, à previdência e à assistência social?

a. Contribuição Social e Previdenciária.

b. Políticas Sociais e Econômicas.

c. Legislação Social.

d. Seguridade social.

e. Lei Orgânica da Saúde.

9. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão:

EBSERH – Hospital Universitário da Universidade

Federal do Piauí – HU – PI – Banca: IADES – Ano:

2012 - Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Em

relação ao Controle Social no SUS – Sistema Único de Saúde – e ao CNS – Conselho Nacional de Saúde) julgue os itens a seguir.

I – O CNS é a instância máxima de deliberação do SUS.

II – O CNS não está vinculado ao Ministério da Saúde, uma vez que o governo, enquanto gestor da saú- de, não possui membros dentre os conselheiros. III – Um dos documentos mais importantes para o Con- trole Social no SUS é o Plano Nacional de Saúde, aprovado pelo CNS a cada 4 anos. IV – Um dos maiores problemas da atuação do CNS frente ao Controle Social no SUS é a ausência de deliberação do Sistema Único de Saúde sobre as questões de aprovação e execução orçamentária da saúde.

A quantidade de itens certos é igual a:

a. 0.

b. 1.

c. 2.

d. 3.

e. 4.

10. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH –

Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triân- gulo Mineiro – HC-UFTM – Banca: IADES – Ano: 2013

– Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Para o bom desempenho das atividades administrativas, o

enfermeiro participante do Sistema Único de Saúde deve conhecer os programas:

a. de governo e os direitos dos profissionais de saúde.

b. de formação dos profissionais da saúde.

c. de educação continuada.

d. específicos voltados ao controle das doenças crô- nico-degenerativas.

e. de governo para atender o cidadão na situação de saúde-doença.

11. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH – Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Tri- ângulo Mineiro – HC-UFTM – Banca: IADES – Ano:

2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Em

relação aos serviços privados no Sistema Único de

2
2

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) Saúde, a participação complementar será formalizada mediante: a. contrato ou

Saúde, a participação complementar será formalizada mediante:

a. contrato ou convênio.

b. lei específica.

c. concessão ou permissão de serviços públicos.

d. delegação de competência.

e. decreto do chefe do Poder Executivo.

12. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH – Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – HC-UFTM – Banca: IADES – Ano:

2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Diante de um paciente atendido em um ambulatório de especialidades do Sistema Único de Saúde e de outro que vai a óbito em uma unidade de saúde da rede pública ou privada, as informações preenchidas pelo médico relativas, respectivamente, aos dados de atendimento sobre o diagnóstico do paciente e à Declaração de Óbito são importantes para os sistemas de informação em saúde. Acerca desse assunto, assinale a alternativa que indica as siglas correspondentes aos nomes dos sistemas que devem ser alimentados com os dados das situações hipotéticas.

a. SINASC e SIAB.

b. SINAM e SIH.

c. SIAB e SIH.

d. SIA e SIM.

e. SIM e SIH.

13. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH – Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – HC-UFTM – Banca: IADES – Ano:

2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Sobre a concepção do Sistema Único de Saúde (SUS), tendo como base sua Lei Orgânica e o Decreto Presidencial n. 7. 508/2011, assinale a alternativa correta.

a. A saúde é colocada como um direito de todos, cuja assistência deve ser assegurada em um sistema integral, com vistas às atividades curativas e, em menor escala, às preventivas.

b. O sistema de saúde deve estar organizado em uma rede hierarquizada na qual os serviços controlados pelas secretarias de Estado da Saúde têm supre- macia sobre os serviços municipais.

c. Os recursos aplicados na saúde são provenientes da União e repassados para estados e municípios, os quais têm a responsabilidade de fixar as ações com base apenas no recurso transferido.

d. As ações de vigilância sanitária e epidemiológica não são atribuições do SUS.

e. A Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAMé um dos instrumentos do SUS para aten- dimento aos usuários, devendo conter apenas me- dicamentos com registro concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

14. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EB- SERH – Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – HC-UFTM – Banca: IADES –

Ano: 2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saú- de) Entidades representativas de profissões da saúde desejam elaborar uma campanha publicitária com as premissas constitucionais da seguridade social e do direito à saúde, decidindo, assim, contratar uma em- presa de comunicação e orientá-la sobre o assunto. Com relação a essa situação hipotética, assinale a al- ternativa que indica a orientação correta das entidades para que a campanha esteja conforme a Constituição Federal de 1988.

a. O direito à saúde é assegurado por contribuições de empregadores, sendo a dispensa da contribui- ção dos trabalhadores um importante dispositivo constitucional que garante a universalidade do atendimento.

b. As ações e os serviços públicos de saúde consti- tuem um sistema único e integram uma rede regio- nalizada e hierarquizada, tendo a participação da comunidade como uma das diretrizes sob a qual se organiza o sistema.

c. O atendimento integral prevê curativas e preven- tivas, com prioridade às ações que reabilitam os indivíduos, sem prejuízo às de prevenção de do- enças.

d. Diante da escassez de alguns serviços de alta complexidade tecnológica, a participação de em- presa estrangeira que decidir investir na saúde do País e compor o Sistema Único de Saúde é livre e assegurada pela Constituição Federal.

e. Os pescadores artesanais e os garimpeiros são exemplos de cidadãos que estão desobrigados de contribuições sociais.

15. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EB- SERH – Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – HC-UFTM – Banca: IADES –

Ano: 2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saú- de) O secretário municipal de Saúde de um município brasileiro questiona o prefeito sobre a atuação do Con- selho de Saúde para na prestação de contas dessa localidade, dentre outros questionamentos. Quanto a esse caso hipotético e considerando a importância da participação social no Sistema Único de Saúde (SUS), assinale a alternativa que apresenta a correta afirma- ção desse prefeito.

a. O Conselho Municipal de Saúde tem poder consul- tivo e pode ter vistas, mas não veto, a qualquer das prestações de contas.

b. Somente poderão votar, nesses casos, os membros titulares e suplentes, representantes da gestão.

c. A avaliação do plano municipal de saúde e das prestações de contas da gestão são exemplos de possibilidades legais de interferência direta dos conselhos municipais de saúde.

d. A existência do Conselho Municipal de Saúde pode ser revogada pelo gestor, se percebido que esse conselho atrapalha os repasses de recursos ao município.

e. A execução direta da política de saúde é função dos órgãos de controle social.

3
3

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF 16. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH

16. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EBSERH – Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – HC-UFTM – Banca: IADES – Ano:

2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) Uma das preocupações dos cidadãos e dos profissionais de saúde de determinado município brasileiro refere-se ao fato de a continuidade da assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) não ser adequada, em função de a capacidade de articulação entre os gestores de saúde ainda ser incipiente. Além disso,

não se prioriza quem mais precisa de atendimento considerando a maior vulnerabilidade social, dado que todos têm acesso aos serviços de saúde. Com base na situação hipotética apresentada, assinale a alternativa que indica, respectivamente, os princípios do SUS que buscam atender realidades como as mencionadas nesse caso.

a. Universalidade e hierarquização.

b. Participação popular e universalidade.

c. Regionalização e equidade.

d. Equidade e hierarquização.

e. Universalidade e equidade.

17. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: EB- SERH – HUB – Hospital Universitário de Brasília – Banca: IBFC – Ano: 2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) A norma operacional da assistência à saúde SUS – NOAS – SUS 01/02 define o processo de controle, regulação eavaliação da assistência, deven- do ser coerente com osprocessos de planejamento, programação e alocaçãode recursos em saúde tendo em vista sua importânciapara a revisão de prioridades e contribuindo para oalcance de melhores resultados em termos de impactona saúde da população. Analise as afirmativas a seguire assinale a alternati- va correta.O fortalecimento das funções de controle e avaliaçãodos gestores do SUS deve se dar principal- mente nasseguintes dimensões:

I – Avaliação da organização do sistema e do modelo degestão.

II – Relação com os prestadores de serviços.

III – Qualidade da assistência e satisfação dos usuários.

IV – Resultados e impacto sobre a saúde da população.

V – Redução monetária nos orçamentos.

São corretas as alternativas:

a. II,III e IV apenas.

b. II,III,IV e V apenas.

c. I,II,III e IV apenas.

d. I e II apenas.

18. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – 2013 Disciplina:

SUS – Sistema Único de Saúde) O Sinasc coleta da- dos de nascimentos ocorridos em todo o País, tanto nos setores público e privado da saúde como nos do-

micílios. Sobre este sistema é correto afirmar, exceto:

a. O seu principal instrumento é a declaração de nas- cido vivo (DN).

b. Se o parto foi caseiro, assistido por parteira tradi- cional, esta deverá informar tal fato ao serviço de saúde ao qual está vinculada e o profissional de saúde deverá preencher a DN.

c. Apenas na circunstância do município não possuir um profissional de saúde, a DN poderá ser preen- chida no cartório.

d. primeira via da DN é a que fornece os dados para

A

o

Sinasc; portanto, em qualquer situação, o seu

destino é o cartório de registro civil.

19. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: Prefei- tura de Pariconha/AL – Banca: FAPEC – Ano: 2013 – Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) O conceito de Vigilância em Saúde inclui:

I – A vigilância das doenças e agravos não transmissí- veis e o controle das doenças transmissíveis;

II – A vigilância Sanitária;

III – A vigilância da situação de saúde:

IV – A vigilância ambiental em saúde:

V – A vigilância da saúde do trabalhador:

Responda corretamente:

a. Apenas as alternativas I, II e IV estão corretas;

b. Apenas a alternativa III está errada;

c. Todas as afirmativas estão corretas.

d. Apenas a afirmativa II,está correta.

20. (Nível Superior – Cargo: Enfermeiro – Órgão: Prefei- tura de Pariconha/AL – Banca: FAPEC – Ano: 2013 –

Disciplina: SUS – Sistema Único de Saúde) A Lei n. 8.080, Capítulo I – Dos Objetivos e Atribuições, em seu Art.5º – Relaciona os objetivos do Sistema Único de Saúde. São eles, exceto:

a.

A identificação e divulgação dos fatores condicio- nantes e determinantes da saúde.

b.

A

preservação da autonomia das pessoas na defe-

sa de sua integridade física e moral.

c.

A

formulação de política de saúde destinada a pro-

mover, nos campos econômico e social, a obser-

vância do disposto no § 1º do Art.2º desta Lei.

d.

A

assistência às pessoas por intermédio de ações

de promoção, proteção e recuperação da saúde,

com a realização integrada das ações assistenciais

e das atividades preventivas.

21. (HU-UFTM – EBSERH – IADES – 2013) A organiza-

ção do sistema de saúde brasileiro apresenta diversos marcos ao longo de sua história, até o estabelecimen- to do Sistema Único de Saúde (SUS) como é conheci- do hoje. Acerca desse assunto, assinale a alternativa correta.

O

a. Programa de Interiorização das Ações de Saúde

e

Saneamento (PIASS) tinha como objetivo levar

assistência à saúde aos trabalhadores rurais, até então excluídos das ações previdenciárias.

b. As Ações Integradas de Saúde (AIS), estabeleci- das ao final da década de 1960 do século passado, formaram um movimento assistencial com base nas equipes multiprofissionais de saúde.

4
4

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) c. O Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde (SUDS) surgiu como

c. O Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde (SUDS) surgiu como uma consolidação das AIS, mas não adotava os princípios da universalidade e da participação popular como pilares importantes do sistema de saúde.

d. O SUS tem a equidade como um princípio impor- tante para buscar o equilíbrio entre as disparidades regionais no que diz respeito à saúde.

e. A regionalização e a hierarquização são princí- pios organizativos do SUS que dependem muito da União, e menos dos estados e dos municípios, para a sua implementação.

22. (HU-UFBA/ EBSERH/ IADES/ 2014) Antes da criação do SUS, o Ministério da Saúde atuava na área de as- sistência à saúde por meio de alguns poucos hospitais especializados, além da ação da Fundação de Servi- ços Especiais de Saúde Pública (FSESP), em regiões específicas do País. Nesse período, a assistência à saúde mantinha uma vinculação muito próxima com determinadas atividades e o caráter contributivo do sistema existente gerava uma divisão da população brasileira em dois grandes grupos (além da pequena parcela da população que podia pagar os serviços de saúde por sua própria conta). Considerando as infor- mações apresentadas, é correto afirmar que esses grupos são os (as):

a. profissionais de saúde e a população leiga.

b. previdenciários e os não previdenciários.

c. anarquistas e os socialistas.

d. sindicalizados e os autônomos.

e. populações propensas a endemias e as popula- ções urbanas.

23. (HU-UFAM – EBSERH – IADES – 2014) Em 1933, foi criado o Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Ma- rítimos (IAPM). Em relação a esse assunto, assinale a alternativa que indica um dos benefícios assegurados aos associados desse instituto.

a. Adicional de insalubridade e para trabalhos notur- nos.

b. Assistência médica e hospitalar, com internação até 30 dias.

c. Pensão em caso de morte ou invalidez permanente, tendo o empregador como beneficiário.

d. socorros farmacêuticos gratuitos.

e. Pagamento de 13ª salário para todos os trabalhadores.

24. (HU-UFBA – EBSERH – IADES – 2014) Antes da criação do SUS, o Ministério da Saúde (MS), apoiado por estados e municípios, desenvolvia basicamente quais tipos de ações?

a. Ações de promoção da saúde e de prevenção de doenças, merecendo destaque as campanhas de vacinação e controle de endemias.

b. Assistência médico-hospitalar de alta complexida- de e fabricação de vacinas e medicamentos, com destaque para as drogas de combate ao vírus da Aids.

c. Campanhas educacionais de prevenção de doen- ças, com incentivo à prática de exercícios e à bus- ca por uma alimentação saudável.

d. Fiscalização das ações de saúde pelos estados

e municípios, com a aplicação de multas quando

encontradas irregularidades na execução dos or- çamentos contratados.

e. O MS foi criado juntamente com o SUS. Antes des- se período, as ações de saúde pública eram execu-

tadas pelo Instituto Nacional de Assistência Médica

e Previdência Social (INAMPS).

25. (HU-UFPI – EBSERH – IADS – 2013) Com relação à evolução histórica da organização do sistema de saú- de no Brasil e a construção do Sistema Único de Saú- de (SUS), assinale a alternativa correta.

a.

Antes da criação do SUS, o Ministério da Integra- ção Nacional e Saúde e Previdência e Assistência Social (MIPAS) desenvolvia exclusivamente ações de promoção da saúde e prevenção de doenças.

b.

Um passo significativo na direção do cumprimento da determinação constitucional de construção do SUS foi a transferência do INAMPS do Ministério da Previdência para o Ministério da Saúde.

c.

A

grande atuação do poder público na área da as-

sistência à saúde se deu por intermédio do Instituto

Nacional de Assistência Médica da Previdência So- cial (INAMPS), que depois passou a ser denomina-

do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), autarquia do Ministério da Saúde.

d.

Apesar das mazelas na assistência à saúde, o fun- do de Assistência e Previdência do Trabalhador Rural (FUNRURAL) sempre proporcionou ao tra- balhador rural um tratamento equivalente àquele prestado aos trabalhadores urbanos.

e.

A

assistência à saúde desenvolvida pelo Instituto

Nacional de Assistência Médica da Previdência So-

cial (INAMPS) beneficiava todos os trabalhadores

e seus dependentes e tinha o caráter universal.

26. (HUB-DF – EBSERH – IADES – 2013) Sabe-se que

houve importante evolução na história da Saúde Públi- ca no Brasil. Sobre essa evolução, principalmente na organização do Sistema de Saúde, assinale a alterna- tiva correta.

a.

A

crise da Previdência Social, no início dos anos

1970, fez surgir o Conselho Consultivo de Adminis- tração de Saúde Previdenciária (Conasp).

b.

No relatório final da 8a Conferência Nacional de Saúde, a saúde passa a ser definida apenas como

resultado das condições de alimentação, habita- ção, educação, trabalho e lazer.

o

c.

O

fundamento legal do Sistema Único de Saúde

(SUS) é a Constituição Federal de 1988, regula- mentado na Lei Federal n. 8.080, de 19 de setem- bro de 1990, que trata do financiamento da saúde

e da participação popular e na Lei Federal n. 8.142,

de 28 de dezembro de 1990, que dispõe sobre a

organização e regulação das ações de saúde.

5
5

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF d. A realidade social, na década de oitenta do

d.

A

realidade social, na década de oitenta do século

passado, era de inclusão da maior parte dos cida- dãos no direito à saúde, que se constituía na as- sistência prestada pelo Instituto Nacional de Previ-

dência Social, restrita aos trabalhadores que para ele contribuíam.

e.

A

Reforma Sanitária Brasileira sempre pretendeu

ser mais que apenas uma reforma setorial.

27. (Residência Médica – Secretaria Estadual de Saúde

do Pernambuco-PE – Seleção 2012 – UPE) Sobre o desenvolvimento das políticas de saúde no Brasil, po- dem-se contemplar, na história republicana, pelo me- nos, cinco conjunturas: República Velha (1889-1930); Era Vargas (1930-1964); Autoritarismo (1964-1984); Nova República (1985-1988); Pós-Constituinte. Sobre esses períodos, assinale a alternativa INCORRETA.

a. Na República Velha, predominavam as doenças transmissíveis, como a febre amarela urbana, va- ríola, tuberculose, sífilis, além das endemias rurais.

b. Na Era Vargas, a saúde pública passa a ter sua ins- titucionalização, na esfera federal, pelo Ministério da Educação e Saúde, enquanto a medicina previ- denciária e a saúde ocupacional vinculavam-se ao Ministério do Trabalho.

c. No Autoritarismo, houve a unificação dos Institutos

de Aposentadorias e Pensões (IAP), criando o Ins-

tituto Nacional de Previdência Social (INAMPS).

d. As políticas de saúde executadas durante a Nova República privilegiaram o setor privado mediante

a compra de serviços de assistência médica, o

apoio aos investimentos e os empréstimos com subsídios.

e. No período Pós-Constituinte, foi implantado o Pro- grama Saúde da Família (PSF).

28. (Residência Multiprofissional em Saúde-UFRN/ Sele- ção 2013) O surgimento das primeiras Caixas de Apo- sentadorias e Pensões (CAPs) é o marco inicial da ati- vidade estatal em relação à assistência médica. A Lei de 1923, na qual o governo instituiu e regulamentou tais entidades, foi a:

a. Lei Carlos Chagas.

b. Lei Eloy Chaves.

c. Lei Orgânica da Saúde n. 8.080.

d. Lei Orgânica da Saúde n. 8.142.

29. (Prefeitura de Teresina-PI – 2011 – NUCEPE) A VIII Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1986, foi um acontecimento importante que influenciou a cria- ção do SUS. Em relação ao Movimento pela Reforma Sanitária Brasileira, marque a alternativa CORRETA:

a.

A

VIII Conferência Nacional de Saúde diferiu das

demais porque impulsionou a realização de Confe- rências Estaduais e Municipais.

b.

O movimento pela Reforma Sanitária Brasileira teve grande participação popular e do movimento sindical, mas não houve apoio político.

c.

O

movimento da Reforma Sanitária Brasileira criou

o

SUS e impulsionou a elaboração de uma nova

Constituição Federal.

d.

A

VIII Conferência Nacional de Saúde diferiu das

demais pelo seu caráter democrático e pela sua di- nâmica processual.

e.

O

SUS foi criado através da Lei n. 8.080 de 19 de

setembro de 1990.

30. (Prefeitura de Teresina-PI – 2011 – NUCEPE) A reforma

sanitária foi o principal movimento na construção do SUS vigente no Brasil. O marco referencial definitivo na institucionalização das propostas desse movimento foi:

a. A VIII Conferência Nacional de Saúde/1986.

b. IX Conferência Nacional de Saúde/1993.

c. Conferência Internacional de Alma Ata/1978.

d. política das ações integradas de saúde/1980.

e. Assembleia Nacional Constituinte/1988.

A

A

A

A

31. (Prefeitura de Presidente Dutra-MA – 2012 – LUDUS) Com relação ao Sistema Único de Saúde (SUS) e seus princípios, foram muitos os passos percorridos antes de chegarmos ao nível de evolução do SUS atual. So- bre este assunto relacione a primeira coluna com a segunda coluna.

POLÍTICAS (coluna 1)

1. SUDS.

2. CONASP.

3. AIS.

4. VIII Conferência Nacional de Saúde.

5. SUS.

CARACTERÍSTICAS (coluna 2) Ampla discussão sobre os rumos do sistema de saúde e sugeriu propostas para a Assembleia Constituinte. ( ) Convênios com municípios e Estados, permitin- do pela primeira vez o uso de recursos da previ- dência para financiar serviços de saúde ofereci- dos a toda população; ( ) Descentralização do INAMPS e forte apoio dos governadores. ( ) Deu início a programação das atividades de as- sistência no âmbito do INAMPS e criou a AIH. Conjunto de ações e serviços de saúde que são oferecidos gratuitamente sem que o usuário te- nha que comprovar qualquer contribuição prévia.

(

(

)

)

Marque a alternativa que trás a sequência correta da segunda coluna:

a. 4,

1, 3, 2, 5.

b. 4,

3, 1, 2, 5.

c. 3,

4, 1, 2, 5.

d. 1,

3, 5, 4, 2.

e. 4,

5, 3, 1, 2.

6
6

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) 32. (Prefeitura de Salvador-BA – 2011 – CESGRANRIO) De acordo com

32. (Prefeitura de Salvador-BA – 2011 – CESGRANRIO) De acordo com as políticas públicas de saúde, historicamente na 8ª Conferência Nacional de Saúde, no tocante à participação, resultaram as seguintes diretrizes, EXCETO a:

a. afirmação do princípio da participação das entida- des representativas.

b. reformulação das ações integradas de saúde.

c. constituição de um novo conselho nacional, com- posto por representantes.

d. formação de conselhos de saúde municipal, regio- nal e estadual, cuja composição deveria incluir re- presentantes indicados pelo governo.

e. eleição da direção das unidades de saúde pelos seus trabalhadores e usuários.

33. (Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva – Secretaria Estadual de Saúde do Pernambuco-PE – Seleção 2011 – UPE) Analise as afirmativas abaixo:

I – A formulação e a implantação do Sistema Único de Saúde (SUS) é resultante de um expressivo movi- mento de reforma sanitária, inserido no movimen- to mais amplo de redemocratização do país e que teve na VIII Conferência Nacional de Saúde um de seus locus privilegiados para o estabelecimento das grandes diretrizes com vistas à reorganização do sistema de saúde no Brasil; II – A VIII Conferência é significativa e representativa desse processo, pelo momento de sua ocorrência, março de 1976, já no período chamado “Nova Re- pública”, iniciado com a eleição indireta para a pre- sidência e que marcou o fim do período autoritário; III – A saúde teve um expressivo reconhecimento e in- serção na nova Constituição, promulgada em ou- tubro de 1988, destacando-se sua inclusão como um componente da seguridade social, a caracte- rização dos serviços e ações de saúde como de relevância pública.

Assinale a alternativa CORRETA.

a. Apenas as afirmativas I e III estão corretas.

b. Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

c. Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

d. Todas as afirmativas estão corretas.

e. Todas as afirmativas estão incorretas.

34. (Prefeitura de São Carlos-SP – 2011 – ESF – VUNESP) Leia as afirmações a seguir. I – A 8ª Conferência Nacional de Saúde, ocorrida em 1986, um dos pontos altos da Reforma Sanitária no Brasil, teve como norte “saúde como direito de todos e dever do Estado”. II – Até 1988, somente os trabalhadores com vínculo formal no mercado de trabalho tinham direito à as- sistência em saúde. III – A Reforma Sanitária, cujas primeiras articulações datam da década de 1960, foi concluída na década de 1980, com a plena implementação dos princí- pios do SUS.

Está correto o contido em:

a. I, apenas.

b. II, apenas.

c. I e II, apenas.

d. I e III, apenas.

e. I, II e III.

35. (Prefeitura de Valença-RJ – 2012 – FUNCAB) O Movimento de Reforma Sanitária consolidou-se no Brasil no final da década de 1970, em um cenário de crise econômica, que agravou ainda mais a qualidade de vida da população e aumentou as necessidades e atenção à saúde. Em relação a esse movimento, é INCORRETO afirmar que:

a. se estruturou, durante o período mais repressivo da ditadura militar e teve Sérgio Arouca como um dos principais militantes.

b. foi responsável pela criação do Instituto Nacional de Previdência Social – INPS –, transformado de- pois no Instituto Nacional de Assistência Médica e Previdência Social – Inamps.

c. por incentivo do movimento, surgem projetos de saúde comunitária e as Conferências de Saúde são transformadas em espaços de participação popular.

d. entre as bandeiras defendidas pela reforma sani- tária estavam o acesso de todo brasileiro às ações de saúde de forma integral.

e. as propostas da reforma sanitária foram concreti- zadas na Constituição Federal de 1988.

36. (Prefeitura da Estância Hidromineral de Serra Negra – SP – 2006 – CETRO) A VIII Conferência Nacional de Saúde ocorrida em 1986, colocou como meta a criação

a. do Sistema Único de Saúde – SUS.

b. das Normas Operacionais Básicas – NOBs.

c. de comissões fiscalizadoras do exercício profissio- nal de médicos e paramédicos.

d. dos congressos brasileiros de saúde pública.

e. da criação das listas de doenças de notificação compulsória.

37. (Residência Multiprofissional em Saúde – UFMT – Seleção 2010) Sobre a Reforma Sanitária brasileira, analise as afirmativas. I – Constitui uma proposta abrangente de mudança social e um processo de transformação sanitária gestada desde a década de 70 do século XX. II – Deve ser entendida simplesmente como uma re- forma setorial. III – Na busca de viabilidade para as intervenções pro- postas pela Reforma Sanitária, utilizou-se unica- mente de dois caminhos: legislativo-parlamentar e técnico-institucional. IV – Os princípios e as diretrizes da Reforma foram sis- tematizados na 8ª Conferência Nacional de Saúde, destacandose: conceito ampliado de saúde; Siste- ma Único de Saúde (SUS) e participação popular.

7
7

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF

SIMULADO – SECRETARIA DE SAÚDE DO DF Estão corretas as afirmativas: a. II e III, apenas.

Estão corretas as afirmativas:

a. II e III, apenas.

b. I, II e III, apenas.

c. I e IV, apenas.

d. I, II, III e IV.

38. (MPOG – 2012 – ESAF) Julgue as proposições se- guintes e assinale a opção correta. I – A política de saúde instituída no Estado Novo in- tegrou saúde pública e a assistência médica pre- videnciária. II – A criação do Instituto Nacional de Previdência So- cial (INPS) instituiu um padrão de atenção à saúde voltada para a saúde pública. III – A extensão da cobertura previdenciária com a cria- ção da Consolidação das Leis do Trabalho ocorre simultaneamente com a extensão do direito à saú- de para toda a população brasileira. IV – O projeto de saúde, articulado ao mercado tem como uma de suas tendências a contenção dos gastos com racionalização da oferta.

a. Todas as assertivas estão corretas.

b. Todas as assertivas estão erradas.

c. Apenas três assertivas estão corretas.

d. Apenas duas assertivas estão corretas.

e. Apenas uma assertiva está correta.

39. (TRT 6º Região – FCC – 2012) Considerando a tra- jetória histórica da evolução da saúde no Brasil, al- guns programas atuais da política nacional de saúde assemelham-se aos ocorridos em períodos anteriores. Com base nessa informação, considere as afirmativas:

I – Aos assegurados das Caixas de Aposentadoria e Pensão (CAPs) eram oferecidos medicamentos, além da assistência previdenciária. Comparativa- mente, o programa HIPERDIA fornece medica- mentos para controle de hipertensão e diabetes gratuitamente. II – Durante a Era Vargas, uma das maiores inovações ocorridas foi a criação do SAMUD − Serviço de As- sistência Móvel de Urgência Domiciliar. Atualmen- te, o SAMU é referência nacional para atendimento móvel pré-hospitalar. III – A partir de 1960, por meio da lei “Eloy Chaves”, ins- taurou-se a unificação dos institutos de previdên- cias sociais, favorecendo o acesso à saúde para os trabalhadores. Analogamente, um dos marcos normativos do SUS consiste no atendimento com equidade e universalidade.

Está correto o que se afirma em:

a. I, apenas.

b. II, apenas.

c. III, apenas.

d. I e II, apenas.

e. I, II e III.

40. (Prefeitura de Mairinque-SP – 2009 – CETRO) A VIII

Conferência Nacional de Saúde (1986) criou a base para as propostas de reestruturação do sistema de saúde brasileiro e moldou as diretrizes do Sistema Úni- co de Saúde (SUS). Assinale a alternativa que se refe- re a uma diretriz que fundamenta corretamente o SUS.

a. Atendimento integral, com prioridade para as ativi- dades preventivas, sem prejuízo dos serviços as- sistenciais.

b. Centralização, objetivando o aproveitamento máximo dos recursos existentes e o bem-estar social.

c. Atendimento especializado, considerando o tratamento especializado das enfermidades do paciente.

d. Decisão profissional, eliminando a existência de variáveis como a comunidade na tomada de decisões.

e. Lógica de decisões, agilizando a tomada de deci- sões e a centralização do atendimento, objetivando o bem-estar social.

EXERCÍCIOS 1. b 21. d 2. d 22. b 3. a 23. b 4. a
EXERCÍCIOS
1.
b
21. d
2.
d
22. b
3.
a
23. b
4.
a
24. a
5.
e
25. b
6.
c
26. e
7.
b
27. d
8.
d
28. b
9.
c
29. d
10.
e
30. e
11.
a
31. b
12.
d
32. d
13.
e
33. a
14.
b
34. c
15.
c
35. b
16.
c
36. a
17.
c
37. c
18.
d
38. e
19.
c
39. a
20.
b
40. a
8
8