Vous êtes sur la page 1sur 3

O Comprimento do Arco de Circunferência

Foram os arquitetos e construtores da antiguidade que primeiro descobriram a relação


existente entre o comprimento da circunferência e seu diâmetro. Para qualquer
circunferência traçada, verifica-se a relação

Comprimento
 constante
diâmetro
essa constante que a princípio, devido às imprecisões de medidas, pensaram fosse igual a 3,
é na verdade um número irracional (3.1415926535897932384626433832795) que levou o
nome de л (letra grega PI). Assim,

C C
  e como d  2r    de onde nos vem a fórmula do comprimento
d 2r
da circunferência

C  2 r
Essa relação foi, portanto descoberta empiricamente, isto é, na prática e não foi fruto de
deduções matemáticas. Com um pouco de elaboração matemática, porém, pode-se chegar
ao comprimento (S) de qualquer arco de circunferência:


S     r
180

em que α é o ângulo compreendido pelo arco medido em graus.

Vejamos agora a questão que você propôs:

“O comprimento de um arco de circunferência em função da corda e da flecha”

A figura ao lado ilustra o problema, sendo dados disponíveis: os


valores de AC (que chamaremos b) e h. O ângulo α assinalado é por
conveniência o ângulo compreendido pelo arco AB, metade do total.
Então sabemos que o comprimento do arco AB em função de α e r é
dado pela fórmula anterior e vale:


AB     r
180
e se pudermos exprimir α e r em função de S e h conhecidos teremos resolvido o problema.
Usando as relações trigonométricas no triângulo retângulo AOP, podemos escrever:

AP b OP r  h AP b
sen   cos   tg  
AO 2r AO r OP 2(r  h)

ainda no triângulo AOP o teorema de Pitágoras nos garante:

b
AO 2  OP 2  AP 2 ou r 2  (r  h)2  ( )2
2

b2 b 2  4h 2
r 2
 r 2
 h  2rh 
2
 r 
4 8h

e assim conseguimos expressar α e r em função dos valores conhecidos. Resta fazer a


substituição final, que virá adiante.

sendo
r  h r  h
cos  podemos expressar pelo seu arcos, ou   arcos( )
r r

b 2  4h 2  b 2  4h 2
AB  arcos( 2 )  e sendo AC = 2AB
b  4h 2 180 8h

b 2  4h 2  b 2  4h 2
AC  arcos( 2 )  
b  4h 2 90 8h
que é uma expressão analítica que fornece corretamente o comprimento do arco. Para
conferir vamos testar o cálculo do arco de meia circunferência cujo comprimento deve ser
л x r.

Para meia circunferência b se torna igual a 2r e h igual a r e assim:

(2r)2  4r 2  (2r)2  4r 2
AC  arcos( 2 )  o que nos dá
(2r)  4r 2 90 8r

0 
AC  arcos( 2 )  r lembrando que arcos(0) = 90˚
4r  4r 2
90
AC    r a meia circunferência que queríamos.

Por fim, se desejarmos expressar o comprimento do arco em função do arctg (α) teremos:

4hb  b 2  4h 2
AC  artg( 2 ) 
b  4h 2 90 8h

que funciona igualmente.