Vous êtes sur la page 1sur 20

XXXIV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE A (Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. João gosta de verificar propriedades do jogo de xadrez em um tabuleiro 5 × 5. Num de seus

experimentos, João coloca um cavalo na casa inferior esquerda do tabuleiro 5 × 5. Qual o número mínimo de movimentos do cavalo para que ele possa chegar a qualquer casa do tabuleiro 5 × 5?

Observação: O cavalo movimenta-se em L, isto é, anda duas casas em uma direção e, logo em seguinda, uma casa na direção perpedicular, como ilustrado na figura abaixo:

XXXIV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE
  • 02. Dados os reais não-nulos a e b, sabe-se que:

1

1

a

4

+

=

a

b

2012

e ab = 4024 .

Qual o valor de a b ?

03. Zoroastro escreveu os números 1, 2,

...

,100

em um quadro negro. Ele irá executar algumas

operações que reduzirão a quantidade de números até que reste apenas um único número no quadro. A primeira operação consiste em escolher dois números quaisquer a e b e trocá-los por a + b – 1. A segunda operação consiste em novamente escolher dois números quaisquer a e b e trocá-los por a + b – 2. Em geral, depois de executar k operações, a nova operação será escolher dois números quaisquer a e b e substituí-los por a + b – (k + 1). Determine qual o número que restará no final.

  • 04. Qual o menor valor de n para que um polígono com n lados tenha a soma de seus ângulos

internos maior que 2012 graus?

  • 05. Uma formiga deve caminhar ao longo das linhas pretas do desenho abaixo do vértice A até o

vértice B deslocando-se apenas um quadradinho para a esquerda ou para cima. Sabendo que a formiga não pode passar pelos vértices do quadrado preto, determine o número de caminhos diferentes que a formiga pode percorrer.

A

XXXIV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE

B

XXXIV Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

1

XXXIV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B (Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Um número é palíndromo quando a sequência de dígitos que obtemos ao lê-lo da esquerda para a direita é a mesma que obtemos ao lê-lo da direita para a esquerda. Por exemplo, 12321 é palíndromo. Determine todos os números de dois algarismos ab tais que ab + ba e ab × ba são palíndromos. Por exemplo, 12 + 21 = 33 e 12 × 21 = 252 mostram que o número 12 satisfaz essas condições.

PROBLEMA 2 Seja ABCD um retângulo tal que AD = 6 e DC = 8 . Construa um triângulo equilátero CED tal que E, A e B estão no mesmo semi-plano determinado pela reta CD. Determine a área do triângulo AEC.

PROBLEMA 3

No planeta Hexaterra, a base mais usada é a hexadecimal, base 16, ao invés da base decimal, mais usada na terra. Para compensar a diferença de dígitos entre a base 10 e a base 16, usamos letras como dígitos: A, B, C, D, E e F (escritas em ordem crescente). Assim, por exemplo, (10) 16 é na verdade (16) 10 , (AB) 16 = 10 × 16 + 11 × 1 = 176 e (F0E) 16 = 15 × 16 2 + 0 × 16 + 14 × 1 = 3854. Determine o valor da soma:

na base 10.

PROBLEMA 4

(1) 16 + (2) 16 +

...

+

(D) 16 + (E) 16 + (F) 16 + (10) 16 +

...

+

(100) 16 .

Existem 20 cidades marcadas em uma circunferência. Um comerciante deseja percorrer as 20 cidades através de um caminho que passe por cada cidade apenas uma vez, que sempre una duas

cidades através de um segmento de reta e que esses segmentos de reta percorridos entre as cidades nunca se cruzem. De quantas formas esse comerciante pode estabelecer sua rota?

  • 2 XXXIV Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

35ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE A (Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Dado o conjunto 1,2,3,

...

,18,

qual a menor quantidade de números distintos que devemos

escolher para termos certeza de que há pelo menos 3 números consecutivos entre os escolhidos?

  • 02. Abel guardou suas economias num cofre. Para não esquecer a senha do cofre, ele resolve

guardar as seguintes pistas:

É um número maior que 3001;

Tem 6 divisores;

É múltiplo de 5.

Abel sabe que sua senha é o menor número que satisfaz todas as pistas. Qual é a senha do cofre de Abel?

  • 03. Uma hora potência é uma hora cujo formato representa uma potência perfeita de número

inteiro com expoente maior que 1, ou seja, algo no formato

b 1. Por exemplo, 03:43 é uma hora potência afinal

343 a 7

b

em que a e b são inteiros e

  • 3 , mas 01:10 não é uma hora

potência, afinal 110 não é potência exata de número inteiro. Também 02:89 não é hora potência,

embora

289 17

  • 2 , pois não existe a hora 02:89 já que os minutos vão apenas até 60. Quantas

horas potências existem depois de 00:00 e antes de 02:59 ?

  • 04. O quadrado ABCD está inscrito em um círculo cujo raio mede

  • 30. A corda AM intercepta a diagonal BD no ponto P. Se o segmento

AM mede 50, determine a medida do segmento AP.

05. Um bispo

é uma

peça do jogo

de xadrez

que só

pode fazer

35ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE

movimentos diagonais, isto é, ele pode se deslocar quantas casas quiser desde que elas estejam em uma diagonal. Na figura abaixo, indicamos as possíveis direções de movimentos do bispo a partir de uma determinada casa do tabuleiro. Dizemos que dois bispos se atacam quando um deles está em uma casa do tabuleiro que pode ser alcançada pelo outro bispo. Qual é o maior

número de bispos que podemos colocar em um tabuleiro 88 sem que haja dois bispos se atacando?

35ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE

35ª Olimpíada Brasileira de Matemática Segunda Fase Nível 2 www.obm.org.br

1

35ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBM) Segunda Fase Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B (Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Na tabela ao lado, a partir da segunda linha, o número escrito na coluna X é igual ao produto dos números da linha anterior e o número escrito na coluna Y é igual ao quociente da divisão do número escrito na coluna X da linha anterior pelo número da coluna Y da linha anterior.

  • a) Qual o maior número que aparece na décima linha?

  • b) Qual é a soma dos números que aparecem na linha 21?

PROBLEMA 2

 

X

Y

2

1

2

2

4

1

...

...

...

Determine o número de quádruplas ordenadas de inteiros positivos (x, y,z,w) que satisfazem

PROBLEMA 3

x y zw 2013.

Led, um famoso herói de jogos, tem um novo desafio: abrir o portal do dragão. O portal possui 10 cadeados distintos. Para o portal ser aberto, o herói deve possuir pelo menos uma chave para cada cadeado. Para conseguir as chaves dos cadeados, Led deve abrir caixas espalhadas pelo jogo. Existem 45 caixas em tal jogo e cada uma delas contém duas chaves distintas. Além disso, cada chave abre exatamente um dos 10 cadeados, duas chaves de uma mesma caixa abrem cadeados diferentes e não existem duas caixas tais que suas chaves abrem exatamente os mesmos dois cadeados. Qual o número mínimo de caixas que Led deve abrir para garantir a posse de 10 chaves distintas e assim abrir o portal?

PROBLEMA 4

Seja M

o

ponto médio do segmento

AC do triângulo

ABC. Se

ABM 2BAM

e

BC 2BM, determine a medida, em graus, do maior ângulo do triângulo ABC.

  • 2 35ª Olimpíada Brasileira de Matemática Segunda Fase Nível 2 www.obm.org.br

XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 a . ou 8 a . séries)

PARTE A (Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Natasha é supersticiosa e, ao numerar as 200 páginas de seu diário, começou do 1 mas pulou

todos os números nos quais os algarismos 1 e 3 aparecem juntos, em qualquer ordem. Por exemplo, os números 31 e 137 não aparecem no diário, porém 103 aparece. Qual foi o número que Natasha escreveu na última página do seu diário?

  • 02. Quatro peças iguais, em forma de triângulo retângulo, foram dispostas de dois modos

diferentes, como mostram as figuras abaixo.

I J D C A B L K
I
J
D
C
A
B
L
K

E

H N M P O F
H
N
M
P
O
F

G

Os quadrados ABCD e EFGH têm lados respectivamente iguais a 3 cm e 9 cm. Determine a medida do lado do quadrado IJKL.

  • 03. Juliana foi escrevendo os números inteiros positivos em quadrados de papelão, colados lado

a lado por fitas adesivas representadas pelos retângulos escuros no desenho abaixo. Note que cada fila de quadrados tem um quadrado a mais que a fila de cima. Ela escreveu até o número 105 e parou. Quantos pedaços de fita adesiva ela usou?

 

1

 

2

3

 

4

5

6

 

7

8

9

10

  • 04. Um terreno quadrangular foi dividido em quatro lotes menores por duas cercas retas unindo

os pontos médios dos lados do terreno. As áreas de três dos lotes estão indicadas em metros quadrados no mapa a seguir.

250 200 210
250
200
210

Qual é a área do quarto lote, representado pela região escura no mapa?

  • 05. Seja a um número inteiro positivo tal que a é múltiplo de 5, a + 1 é múltiplo de 7, a + 2 é

múltiplo de 9 e a + 3 é múltiplo de 11. Determine o menor valor que a pode assumir.

XXVII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 a . ou 8 a . séries)

PARTE B (Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Gabriel resolveu uma prova de matemática com questões de álgebra, geometria e lógica. Após checar o resultado da prova Gabriel observou que respondeu corretamente 50% das questões de álgebra, 70% das questões de geometria e 80% das questões de lógica. Gabriel observou, também, que respondeu corretamente 62% das questões de álgebra e lógica e 74% das questões de geometria e lógica. Qual a porcentagem de questões corretas da prova de Gabriel?

PROBLEMA 2

O canto de um quadrado de cartolina foi cortado com uma tesoura. A soma dos comprimentos dos catetos do triângulo recortado é igual ao comprimento do lado do quadrado. Qual o valor da soma dos ângulos α e β marcados na figura abaixo?

PROBLEMA 3

  • (a) Fatore a expressão

    • x 2

27° β α 2 − 9 xy + 8 y .
27°
β
α
2
− 9 xy + 8 y
.
  • (b) Determine todos os pares de inteiros (x; y) tais que 9

xy x

2

8

y

2

=

2005

.

PROBLEMA 4

Cada peça de um jogo de dominó possui duas casas numeradas. Considere as 6 peças formadas apenas pelos números 1, 2 e 3.

  • (a) De quantos modos é possível colocar todas estas peças alinhadas em seqüência, de modo que o número da casa da direita de cada peça seja igual ao número da casa da esquerda da peça imediatamente à direita? A seguir, mostramos dois exemplos:

XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
XXVII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 . séries)
  • (b) Explique por que não é possível fazer o mesmo com todas as 10 peças formadas apenas pelos números 1, 2, 3 e 4.

XXVII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXVIII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 a . ou 8 a . séries)

PARTE A (Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Esmeralda posicionou todos os números naturais de 1 a 2006 no seguinte arranjo em forma de pirâmide:

21

 

20

13

22

 

19

12

7

14

23

 

18

11

6

3

8

15

24

17

10

5

2

1

4

9

16

25

Em qual andar se encontrará o número 2006? (Por exemplo: o número 1 está no primeiro andar, o 6 no segundo andar e o 23 no terceiro).

  • 02. A soma dos quadrados de três inteiros consecutivos é igual a 302. Qual é a soma desses números?

  • 03. Seja ABC um triângulo retângulo em A. Considere M e N pontos sobre a hipotenusa BC tais que

CN = NM = MB. Os pontos X e Y são tais que XA = AM e YA = AN. Determine a área do quadrilátero XYBC,

sabendo que o triângulo ABC tem área 12 cm 2 .

X

C N M A B
C
N
M
A
B

Y

  • 04. Um tabuleiro de xadrez 8 × 8 será decomposto em retângulos que satisfazem simultaneamente as

seguintes propriedades:

  • (i) cada retângulo possui um número inteiro de casas;

(ii) os diversos retângulos possuem números de casas distintos entre si; (iii) cada retângulo possui a mesma quantidade de casas brancas e pretas. Qual é o maior número de retângulos que pode ter a decomposição do tabuleiro?

05.

A partir

de uma

terna

ordenada

(a,

transformações do tipo:

b,

c), obtemos uma

seqüência de ternas através de sucessivas

(a, b, c) a 2 b, a b + c, b c). Por exemplo, a partir da terna (1, 2, 3), obtemos a seguinte seqüência:

(1, 2, 3) Se começarmos com (1, 1, 1) como a primeira terna ordenada de uma seqüência, qual será a soma dos três termos da terna que ocupará a 2006 a posição nesta seqüência?

XXVIII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXVIII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 a . ou 8 a . séries)

PARTE B (Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Na Rua do Gengibre, existem n casas numeradas de 1 a n ( n ). As casas de numeração par ficam todas de um mesmo lado da rua, com as casas de numeração ímpar do lado oposto. O prefeito Ludmilson Amottarim resolveu derrubar alguma(s) casa(s) a fim de que as somas dos números das casas fossem iguais dos dois lados da rua. Para atingir o seu objetivo, qual é o número mínimo de casas que o prefeito deve derrubar se:

  • a) a rua tem n = 15 casas?

  • b) a rua tem n = 16 casas?

  • c) a rua tem n = 2006 casas?

PROBLEMA 2

Na triângulo ABC isósceles abaixo, I é o encontro das bissetrizes e H é o encontro das alturas. Sabe-se que

HAI = HBC = α.

Determine o ângulo α.

B I H A C
B
I
H
A
C

PROBLEMA 3

Sejam a e b números reais distintos tais que a 2 = 6b + 5ab

  • a) Determine o valor de a + b.

  • b) Determine o valor de ab.

e b 2 = 6a + 5ab.

PROBLEMA 4

Todos os inteiros de 1 a 2006 são escritos num quadro. Então, cada um destes números é substituído pela soma de seus algarismos. Estas substituições são realizadas repetidas vezes até que tenhamos 2006 números com 1 algarismo cada. Dos números que restaram no quadro, qual aparece mais vezes: o 1 ou o 2?

XXVIII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXIX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7ª. ou 8ª. séries)

PARTE A (Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Ludmilson descobriu que o produto da idade que tinha há 55 anos atrás pela idade que terá daqui

a 55 anos é igual ao cubo de um número primo. Qual é a idade atual de Ludmilson?

  • 02. Sendo f(x) = 100x + 3, calcule o valor de

f

(10

8

)

f

(10

3

)

10

8

10

3

f ( 1)

.

  • 03. Na figura abaixo temos um pentágono regular, um quadrado e um triângulo eqüilátero, todos

com a mesma medida de lado.

R

Q C P E B S T A D
Q
C
P
E
B
S
T
A
D

Determine a medida, em graus, do ângulo QCE.

  • 04. Um inteiro positivo K tem n algarismos e é igual a 2608.n. Determine a soma dos algarismos de

K

  • 05. Em 1949 o matemático indiano D. R. Kaprekar, inventou um processo conhecido como

Operação de Kaprekar. Primeiramente escolha um número de quatro dígitos (não todos iguais), em

seguida escreva a diferença entre o maior e o menor número que podem ser formados a partir de uma permutação dos dígitos do número inicial. Repetindo o processo com cada número assim obtido, obtemos uma seqüência. Por exemplo, se o primeiro número for 2007, o segundo será 7200 – 0027 = 7173. O terceiro será 7731 – 1377 = 6354. Começando com o número 1998, qual será o 2007-ésimo termo da seqüência?

XXIX Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

1

XXIX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7ª. ou 8ª. séries)

PARTE B (Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

O triângulo ABC é retângulo em B. Sejam I o centro da circunferência inscrita em ABC e O o ponto médio do lado AC. Se AOI = 45°, quanto mede, em graus, o ângulo ACB?

PROBLEMA 2

Sejam α e β as raízes da equação quadrática (x – 2)(x – 3) + (x – 3)(x + 1) + (x

+ 1)(x – 2) = 0.

Determine o valor de

111

+

+

(αβ

1)(

++

1)

(α

2)(

β

2)

(αβ

3)(

3)

.

PROBLEMA 3

  • a) Determine a quantidade de divisores do número N = 23 5 – 23.

  • b) Mostre que para todo número natural n , n 5 n é múltiplo de 30.

PROBLEMA 4

Um quadrado 4 × 4 é dividido em 16 quadrados unitários. Cada um dos 25 vértices desses quadrados deve ser colorido de vermelho ou azul. Ache o número de colorações diferentes tais que cada quadrado unitário possua exatamente dois vértices vermelhos.

XXIX Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

2

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º anos)

PARTE A

(Cada problema vale 5 pontos)

  • 01. Sejam x e y números reais positivos satisfazendo as equações

2

x

+ y

2

=1e

4

x

+ y

4

17

=

18

.

Calcule o valor de

1

.

xy

  • 02. Um viajante, que se encontrava perdido na floresta, andou 1 metro para o Leste, 2 metros

para o Norte, 3 para o Oeste, 4 para o Sul, 5 para o Leste, 6 para o Norte,

2006 metros para o

, Norte, 2007 para o Oeste e 2008 para o Sul. Calcule, em metros, o valor inteiro mais próximo da

...

distância entre as posições inicial e final do viajante.

03. Os números a

e

b

são as raízes da equação

x

2

- x -1= 0. Calcule

13 a

5

+ 5 b

7

.

  • 04. Em um triângulo ABC, seja D um ponto sobre o lado BC tal que DB = 14, DA = 13 e DC = 4.

Sabendo que o círculo circunscrito ao triângulo ADB tem raio igual ao do círculo circunscrito ao triângulo ADC, calcule a área do triângulo ABC.

  • 05. Dado um número natural N, multiplicamos todos os seus algarismos. Repetimos o processo

com o número obtido até obtermos um número com um algarismo. Este número será chamado

de primitivo de N. Por exemplo, como 3 2 7 = 42

e

4 2 = 8,

concluímos que o primitivo de

327 é 8. Calcule a soma dos algarismos do maior número natural com todos os algarismos diferentes cujo primitivo é ímpar.

XXX Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º anos)

PARTE B

(Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Encontre todos os triângulos retângulos, de lados com medidas inteiras, nos quais a área tem valor numérico igual ao do perímetro.

PROBLEMA 2

No quadro negro são escritos os números

2

1 ,2

2

2

,3 ,4

2

, ...,2008

2

. Pedro e Igor jogam um jogo

onde eles apagam alternadamente um número por vez até sobrarem apenas dois números. Se a diferença entre estes dois números for múltiplo de 2009, Igor vence. Caso contrário, quem vence é Pedro. Sabendo que Pedro é o primeiro a jogar, diga quem possui a estratégia vencedora. Justifique sua resposta.

PROBLEMA 3

Seja ABC um triângulo acutângulo com BC = 5. Seja E o pé da altura relativa ao lado AC e F o ponto médio do lado AB. Se BE = CF = 4, calcule a área do triângulo ABC.

PROBLEMA 4

Um país tem 8 cidades, A 1 , A 2 ,

,

A 6 , B, C, ligadas por rodovias de mão dupla satisfazendo as

...

,

A 6 , mas não são ligadas uma

... seguintes condições: B e C são ambas ligadas às cidades A 1 , A 2 ,

à outra; A 1 , A 2 ,

A 6 são ligadas duas a duas. Calcule o número de maneiras distintas de viajar

, de carro de B a C, sem passar duas vezes por uma mesma cidade.

...

XXX Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXXI OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE A (Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Esmeralda tem uma garrafa com 9 litros de uma mistura que tem 50% de álcool e 50% de

água. Ela quer colocar água na garrafa de tal forma que apenas 30% da mistura seja de álcool.

Quantos litros de água ela irá colocar?

  • 02. Se a, b, c e d são, em alguma ordem, 1, 2, 3 e 4. Qual é o maior valor possível de

ab + bc + cd + da?

  • 03. Dizemos que dois ou mais números, com a mesma quantidade de algarismos, são membros

da mesma família, quando todos possuem pelo menos um algarismo em comum. Por exemplo, os números 32, 25 e 22 pertencem à mesma família, enquanto que 123, 245 e 568 não pertencem à mesma família, pois 123 e 568 não pertencem à mesma família. Qual é a maior quantidade de membros de uma família, cujos elementos têm três algarismos?

  • 04. Determine a quantidade de inteiros de dois algarismos que são divisíveis pelos seus

algarismos.

  • 05. Na figura abaixo, ABCD e EFGH são quadrados de lado 48 cm. Sabendo que A é o ponto

médio de EF e G é o ponto médio de DC, determine a área destacada em cm 2 .

F

E L A B K D C G
E
L
A
B
K
D
C
G

H

XXXI Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

1

XXXI OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano)

PARTE B

(Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Sejam m e n dois inteiros positivos primos entre si. O Teorema Chinês dos Restos afirma que,

dados inteiros i e j com 0 i < m e 0 j < n, existe exatamente um inteiro a, com

0 ≤ a < m⋅n, tal que o resto da divisão de a por m é
0
≤ a < m⋅n, tal que o resto da divisão de a por m é igual a i e o resto da divisão de a por n é
igual a j. Por exemplo, para m = 3 e n = 7, temos que 19 é o único número que deixa restos 1 e 5
quando dividido por 3 e 7, respectivamente.
Assim, na tabela a seguir, cada número de 0 a 20 aparecerá exatamente uma vez.
Restos
por 7
0
1 2
3 4
5
6
Restos
por 3
0
1
19
2
Qual a soma dos números das casas destacadas?
PROBLEMA 2
Observe:
(x – r)(x – s) = x 2 – (r + s)x + rs
Assim, substituindo x por r e por s, obtemos
2
n
+
2
n
+
1
n
r
(
r
+
s r
)
+
rs
=
0
a r
(
(
r
+
s r
)
+
rs
r
)
=
0
2
n
+
2
n
+
1
n
s
(
r
+
s s
)
+
rs
=
0
b s
(
(
r
+
s s
)
+
rs
s
)
=
0
n
n
Somando as duas equações e sendo
S
= a ⋅ r
+ b ⋅ s
, verifica-se que
n
S
=
(
r + s S
)
− rsS
n
+ 2
n
+1
n
2
2
3
3
4
4
Dados
S
= ar + bs = 1
,
S
= ar
+ bs
=
2
,
S
= ar
+ bs
=
5
e
S
= ar
+ bs
=
6
,
1
2
3
4
5
5
determine
S
= ar
+ bs
.
5
PROBLEMA 3
Seja N é o ponto do lado AC do triângulo ABC tal que AN = 2 NC e
M o ponto do lado
AB
tal que MN
é perpendicular a
AB . Sabendo que AC = 12 cm e que o baricentro
G
do
triângulo ABC pertence ao segmento MN, determine o comprimento do segmento BG.
OBS: Baricentro é o ponto de interseção das medianas do triângulo.
PROBLEMA 4
Um campeonato de xadrez de 7 rodadas, com 4 jogos por rodada, tem 8 participantes, cujas
pontuações por jogo são as usuais: um ponto por vitória, meio ponto por empate e nenhum
ponto por derrota. Cada par de jogadores se enfrenta exatamente uma vez.
a) Ao término da terceira rodada, é possível que todos os jogadores tenham pontuações
distintas?
b) Se no final do campeonato todos os jogadores têm pontuações distintas qual o menor número
possível de pontos obtidos pelo primeiro colocado?
2
XXXI Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2
www.obm.org.br

XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano)

PARTE A

(Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Seja N o menor número inteiro positivo que multiplicado por 33 resulta em um número cujos

algarismos são todos iguais a 7. Determine a soma dos algarismos de N.

  • 02. Na figura seguinte, os triângulos ABC e ABD são retângulos em A e D, respectivamente.

Sabendo que AC = 15 cm, AD = 16 cm e BD = 12 cm, determine, em cm 2 , a área do triângulo

ABE.

C D E A B
C
D
E
A
B
  • 03. Sejam p, q números reais satisfazendo as relações 2p 2 – 3p – 1 = 0, q 2 + 3q – 2 = 0 e pq 1.

Ache o valor de

pq + p + 1

q

.

  • 04. Em uma cidade arbitrária o prefeito organizou uma rifa com bilhetes numerados de 100 a

999. O prêmio de cada bilhete é determinado pela soma dos algarismos do número do bilhete.

Para que ninguém leve três prêmios iguais, estabeleceu-se que quem retirar três bilhetes com as

três somas iguais tem direito a um superprêmio. Qual é o menor número de bilhetes que um

cidadão deve comprar para ter a certeza de que vai receber um superprêmio?

  • 05. Sejam r e s números inteiros. Sabe-se que a equação do segundo grau

x 2 – (r + s)x + rs + 2010 = 0

tem as duas soluções inteiras. Quantos são os possíveis valores de |r s|?

XXXII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano)

PARTE B

(Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Joãozinho deseja colorir um tabuleiro 2 × 2010 com duas cores A e B. Uma coloração é dita

legal se não é possível encontrar um L-triminó, como na figura abaixo, com todos os seus

quadradinhos de mesma cor. Determine o número de colorações legais.

XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B
XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B
XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B

L – Triminó

XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B

Veja abaixo duas colorações que não são legais:

PROBLEMA 2

XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B
XXXII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano) PARTE B

Determine todos os números primos m e n tais que 0 < m < n e os três números

sejam também primos.

PROBLEMA 3

2m + n, m + 2n

e

m + n – 18

Chamaremos de imagem de um número natural de dois algarismos o número que se obtém

trocando a ordem de seus algarismos. Por exemplo, a imagem de 34 é 43. Quais são os números

de dois algarismos que somados com sua imagem resultam em um quadrado perfeito?

PROBLEMA 4

ˆ

As bissetrizes internas dos ângulos A

ˆ

e C

do triângulo ABC cortam-se no ponto I. Sabe-se que

AI = BC e que

ˆ

m( ICA )

=

2

ˆ

ˆ

(

m IAC

) . Determine a medida do ângulo ABC .

XXXII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXXIII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano)

PARTE A

(Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Sejam a e b números reais não nulos tais que a equação x 2 + ax + b = 0 possui soluções a e b.

Determine a b.

  • 02. Quantos números compostos de dois algarismos distintos podem ser formados usando os

algarismos 2, 3, 4, 5 e 6?

  • 03. O triângulo ABC é retângulo em B. As bissetrizes interna e externa do ângulo BÂC cortam a

reta BC em D e E, respectivamente. Dado que AD = 360 e AE = 480, determine a medida do

lado AB.

  • 04. O número 7, quando elevado à quarta potência, termina com 01: 7 4 = 2401. Quantos são os

números de dois algarismos que, quando elevados à quarta potência, terminam com 01?

ˆ

  • 05. Na figura a seguir, o triângulo ABC é equilátero, o ângulo BDC

ˆ

mede 30º e o ângulo ACD

mede 70º. Determine, em graus, a medida do ângulo BÂD.

B

A 30º 70º C
A
30º
70º
C

D

XXXIII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

1

XXXIII OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (8º ou 9º ano)

PARTE B

(Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

Inicialmente o número 5 está escrito na tela de um computador. Em qualquer momento, o

número n escrito na tela do computador pode ser trocado por qualquer número da forma a b

sendo a e b inteiros positivos tais que a + b = n.

  • a) Mostre como obter o número 19 realizando tais operações.

  • b) É possível obter o número 2011? Não se esqueça de justificar sua resposta.

PROBLEMA 2

Sejam a, b e c números reais positivos tais que a(b + c) = 152, b(c + a) = 162 e c(a + b) = 170.

Determine o valor de abc.

PROBLEMA 3

Quantos são os pares ordenados (a,b), com a, b inteiros positivos, tais que

a + b + mdc( a , b ) = 33 ?

PROBLEMA 4

No quadrilátero convexo ABCD, os pontos X e Y dividem o lado AB em três segmentos iguais

enquanto que os pontos Z e T dividem o lado DC em três segmentos iguais (veja a figura

abaixo). Se a área do quadrilátero ABCD é 60, mostre que a área do quadrilátero XYZT não

depende do formato do quadrilátero ABCD e calcule tal área.

B Y X A D T Z C
B
Y
X
A
D
T
Z
C
  • 2 XXXIII Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXVI OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (7 a . ou 8 a . séries)

PARTE A

(Cada problema vale 4 pontos)

  • 01. Na multiplicação a seguir, a, b e c são algarismos:

Calcule a + b + c.

 

1

a

b

 

b

3

×

 

1

c

c

0

1

  • 02. De quantos modos podemos sombrear quatro casas do tabuleiro 4 × 4 abaixo de modo que em

cada linha e em cada coluna exista uma única casa sombreada?

XXVI OLIMPÍ ADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 .
  • 03. Qual é a soma dos algarismos do número

2004 ×××+

2002

1998

1996

36 ?

  • 04. No desenho ao lado, o triângulo ABC é retângulo

e os lados do polígono (região escura) são paralelos

ou coincidem com algum dos catetos do triângulo.

Calcule x de modo que a área do polígono seja igual à

do triângulo.

5 1 0 A x 2 B C
5
1 0
A
x
2
B
C
  • 05. Um polígono com 20 lados é chamado icoságono. Unindo-se três dos vértices de um icoságono

regular obtemos triângulos. Quantos são triângulos retângulos?

XXVI Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br

XXVI OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

Segunda Fase – Nível 2 (7 a . ou 8 a . séries)

PARTE B

(Cada problema vale 10 pontos)

PROBLEMA 1

  • (a) É possível dividir o conjunto {1 2 , 2 2 ,…,7 2 } em dois grupos A e B de modo que a soma dos elementos de A seja igual à soma dos elementos de B ? Justifique.

  • (b) É possível dividir o conjunto {1 2 , 2 2 , 3 2 ,…,9 2 } em dois grupos C e D de modo que a soma dos elementos de C seja igual à soma dos elementos de D? Justifique.

PROBLEMA 2

  • (a) Simplifique a expressão

XXVI OLIMPÍ ADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 .
  • (b) Certa calculadora tem duas teclas especiais: A e B. A tecla A transforma o número x que está no visor em

    • 1 . A tecla B transforma o número x que está no visor em 1 x .

x

Pedro tem um número no visor e aperta sucessivamente, de forma alternada, as duas teclas:

A, B, A, B, ….

Após 1000 operações, o visor mostrava o número 2004. Que número Pedro tinha inicialmente no

visor?

PROBLEMA 3

Uma folha de papel retangular

ABCD foi

dobrada de modo que o vértice B foi levado no

ponto B’ sobre o lado AD. A dobra é EF, com E

sobre AB e F sobre CD.

Sabe-se que AE = 8, BE = 17 e C F = 3.

  • (a) Calcule a medida do segmento AB’.

  • (b) Calcule a medida do lado AD.

PROBLEMA 4

XXVI OLIMPÍ ADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Segunda Fase – Nível 2 (7 . ou 8 .

Um número de 4 algarismos a b c d é chamado de legal quando a soma dos números formados pelos

dois primeiros e pelos dois últimos algarismos é igual ao número formado pelos algarismos centrais

(ou seja, ab + cd = bc). Por exemplo, 2307 é um número legal pois 23 + 07 = 30.

  • (a) Qual é o menor número legal maior do que 2307?

  • (b) Quantos são os números legais de 4 algarismos?

XXVI Olimpíada Brasileira de Matemática – Segunda Fase – Nível 2 www.obm.org.br