Vous êtes sur la page 1sur 2
ESCURECIMENTO DO ANEL DE TAMPAS E FUNDO DE LATAS DE ALUMÍNIO EM PROCESSOS DE PASTEURIZAÇÃO OU

ESCURECIMENTO DO ANEL DE TAMPAS E FUNDO DE LATAS DE ALUMÍNIO EM PROCESSOS DE PASTEURIZAÇÃO OU AQUECIMENTOS (WARMER)

Devido às características da matéria prima para fabricação de latas, bem como do processo utilizado, apenas o metal da tampa, recebe um pré envernizamento, ainda durante seu bobinamento, antes mesmo de ser fornecido à Rexam.

Os metais da lata, bem como o do anel das tampas, são, portanto, fornecidos sem nenhuma cobertura de verniz. O próprio processo de conformação destes destruiria qualquer película de material, colocada na mateira prima original.

Durante o processo produtivo, a lata recebe uma proteção de verniz interno, visando evitar o contato do produto envasado, com a superfície do alumínio. Externamente, é aplicada uma camada protetora que irá proteger a superfície contra riscos e marcas. Paralelamente, a coroa do fundo da lata recebe a aplicação de outro verniz, objetivando unicamente facilitar o deslizamento da área de contato do fundo da lata sobre as esteiras transportadoras e mesas de transferência.

Adicionalmente, durante o processo de fabricação, é aplicado um tratamento químico, na superfície do fundo das latas, para auxiliar contra possíveis anormalidades durante a permanência nos Pasteurizadores/Warmers, nos clientes. Esta proteção se limita evidentemente, aos maiores ou menores descontroles ocorridos nas linhas de envase.

O metal do anel da tampa, não recebe, durante suas etapas de fabricação, qualquer proteção anti-corrosiva.

Desta forma, o fundo da lata e o anel da tampa, são as regiões suscetíveis à ocorrência de escurecimento do alumínio, quando submetidas a um conjunto de circunstâncias indesejáveis, durante o aquecimento nos Pasteurizadores ou Warmers.

Embora, não haja nenhum fator único responsável pelos escurecimentos, a prática já comprovou que estes poderão se agravar quando os seguintes parâmetros do pasteurizador são alterados ou se afastam dos padrões, conforme descrito abaixo:

pH da água acima de 7,5; Temperaturas de pasteurização superiores a 61ºc Tempos de permanência prolongados, no pasteurizador ou warmer; Sais excessivamente rígidos na água (e “cloretos” acima de 20ppm) .

Dos itens descritos, a elevação do pH da água, tem se mostrado o elemento mais crítico e o maior responsável pelas ocorrências de escurecimento de fundo de latas e anéis de tampa. Geralmente quando todos os demais parâmetros estão dentro das especificações, mas o pH está com números superiores a 8,0 há grande possibilidade de ocorrerem escurecimentos.

Ao longo destes anos, foram realizados vários testes em diferentes Pasteurizadores e Warmers de nossos clientes, utilizando amostras com e sem pré-tratamento de fundo e foi possível observar e concluir que independente da aplicação, ou não, sempre que o pH sobe para valores acima de 8, 0, é notado de alguma forma, o escurecimento de fundos de latas e anéis de tampas.

Sendo assim, torna se necessário reforçar a importância em se manter a água dos Pasteurizadores/Warmers, em todos os banhos, com pH na faixa de 6,7 a 7,5 (independente das substâncias químicas acrescentadas),

Além do rígido controle do ph da água, recomendamos a adição de produtos inibidores de corrosão. Estes produtos têm se mostrado bastante eficientes quando adicionados em proporções estabelecidas pelos fabricantes.

De alguma maneira, o escurecimento do alumínio das latas/aneis, acusa de imediato, a ocorrência de um processo corrosivo, que poderá eventualmente, prejudicar também, partes dos equipamentos.

O Serviço de Assistência Técnica a Clientes da Rexam está à disposição de todos os clientes para prestar qualquer apoio ou esclarecer qualquer dúvida sobre o assunto.

pH da água acima de 7,5; Temperaturas de pasteurização superiores a 61ºc Tempos de permanência prolongados,

GQA/Assist. Técnica

pH da água acima de 7,5; Temperaturas de pasteurização superiores a 61ºc Tempos de permanência prolongados,
pH da água acima de 7,5; Temperaturas de pasteurização superiores a 61ºc Tempos de permanência prolongados,

Julho/2007