Vous êtes sur la page 1sur 77

8

FÍSICFÍSICFÍSICFÍSICFÍSICAAAAA FÍSICA As questões apresentadas nesta prova relacionam-se a situações
FÍSICFÍSICFÍSICFÍSICFÍSICAAAAA
FÍSICA
As questões apresentadas nesta prova relacionam-se a situações vivenciadas por uma família
residente em um prédio de apartamentos.
Sempre que necessário utilize, em seus cálculos, os seguintes valores:
aceleração da gravidade
velocidade da luz no ar
carga elétrica do elétron
massa do elétron
massa específica da água
calor específico da água
calor latente de solidificação da água
1 eV
1 HP
10
m/s 2
3
× 10 8 m/s
1,6 × 10 −19 C
9,1 × 10 −31 kg
10 3 kg/m 3
1
cal/g º C
80
cal/g
1,6 × 10 −19 J
750 W
QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0101010101
No edifício onde mora essa família, deseja-se instalar uma bomba hidráulica capaz de elevar
500 litros de água até uma caixa-d’água vazia, situada a 20 m de altura acima desta bomba,
em 1 minuto e 40 segundos.
Esta caixa-d’água tem a forma de um paralelepípedo cuja base mede 2 m 2 .
O rendimento de um sistema hidráulico é definido pela razão entre o trabalho fornecido a ele e o
trabalho por ele realizado. Espera-se que o rendimento mínimo desse sistema seja de 50%.
Calcule:
(A)
a potência mínima, em HP, que deverá ter o motor dessa bomba;
(B)
a pressão, em N/m 2 , que os 500 litros de água exercerão sobre o fundo da caixa-d’água.
QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202
Em casa, é tarefa da filha encher os recipientes de fazer gelo. Ela pôs 100 g de água, inicialmente
a 20 o C, em um dos recipientes e o colocou no freezer, regulado para manter a temperatura em
seu interior a −19 o C, sempre que a porta estiver fechada. No entanto, a porta ficou tanto
tempo aberta que a temperatura do ar dentro do freezer chegou a − 3 o C.
Sabendo que a pressão atmosférica local é 1 atm, e considerando que o ar no interior do
freezer é um gás ideal, determine:
(A)
a quantidade de calor que a água do recipiente deve perder para que se converta totalmente
em gelo a 0 o C;
(B)
a pressão no interior do freezer imediatamente após a filha ter fechado a porta.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

FÍSICA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0303030303

 

Um forno de microondas produz ondas eletromagnéticas, todas com a mesma freqüência de 2,45 × 10 9 Hz. Basicamente, é a energia dessas ondas que irá aquecer os alimentos.

Ao utilizar o microondas para aquecer 200 g de água de um copo,o pai verificou que a temperatura dessa água foi elevada de 20 o C a 70 o C. Suponha que as microondas forneçam 10 kcal/min à água e despreze a capacidade térmica do copo.

(A)

Calcule o tempo gasto para aquecer a água do copo de 20 o C até 70 o C.

(B)

Determine o comprimento de onda dessas microondas no ar.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

A

família resolveu utilizar um aquecedor a gás para esquentar a água do chuveiro. O fabricante

informa que, para o funcionamento adequado do aquecedor, a água deve ter pressão de 10 5 N/m 2 .

A

vazão da água através do aquecedor é representada pelo gráfico abaixo.

 
 

(A)

Determine a altura mínima, acima do chuveiro, em que deve estar localizada a saída de água da caixa-d'água para a instalação adequada do aquecedor.

(B)

Calcule a vazão, em ! /min, de água no aquecedor.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505

A

mãe, para abrir uma janela tipo guilhotina, levanta totalmente um dos painéis dessa janela,

prendendo-o, então, por meio de uma trava de segurança. Os painéis são idênticos, medem 60 cm

de altura e têm massa de 3 kg cada.

 
 

Após um certo tempo, a trava se rompe e o painel cai sobre o peitoril da janela.

Desprezando atritos e a resistência do ar, calcule:

(A)

a energia mínima necessária para levantar totalmente o painel a partir do peitoril;

(B)

a velocidade com que o painel atinge o peitoril após o rompimento da trava de segurança.

9

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

FÍSICA

 

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606

Observando com uma lupa a tela do televisor colorido de seu quarto, o filho verificou ser essa tela constituída de pequenas células de apenas três cores, e elaborou a seguinte tabela:

 
 
 

A

luz emitida pelas células resulta da colisão do feixe de elétrons do tubo de imagem da

televisão com elas próprias. Este feixe é desviado por um campo magnético perpendicular à sua direção, fazendo com que todas as células da tela sejam sucessivamente atingidas por elétrons.

Admita que a cor percebida pelo telespectador à distância seja a média das cores emitidas por cada célula, que o campo magnético valha 10 2 T e que os elétrons tenham energia de 1.000 eV quando são desviados.

Calcule:

(A)

a freqüência da cor percebida quando os pontos luminosos são apenas os verdes e os vermelhos;

(B)

a força magnética que atua sobre os elétrons.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707

Para tirar fotos na festa de aniversário da filha, o pai precisou usar o flash da máquina fotográfica. Este dispositivo utiliza duas pilhas de 1,5 V, ligadas em série, que carregam completamente um capacitor de 15 µ F. No momento da fotografia, quando o flash é disparado, o capacitor, completamente carregado, se descarrega sobre sua lâmpada, cuja resistência elétrica é igual a 6 Ω.

Calcule o valor máximo:

(A)

da energia armazenada no capacitor;

(B)

da corrente que passa pela lâmpada quando o flash é disparado.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808

O

cesto da máquina de lavar roupas da família mede 50 cm de diâmetro. Durante o ciclo de

centrifugação, o coeficiente de atrito da roupa com a parede do cesto da máquina é constante

e igual a 0,5 e a aceleração angular do cesto é igual a 2 rad/s 2 .

Calcule, em relação a esse ciclo de centrifugação:

(A)

a velocidade de rotação mínima para que a roupa fique grudada à parede do cesto;

10

(B)

o número de rotações feitas pelo cesto, a partir do repouso até atingir a velocidade de 3 rotações por segundo.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

FÍSICA

FÍSICA QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0909090909 A filha consegue ver-se de pé, por inteiro, no espelho plano

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0909090909

A filha consegue ver-se de pé, por inteiro, no espelho plano do quarto da mãe. O espelho,

mantido na vertical, mede 140 cm de altura e sua base dista 70 cm do chão. A mãe, então, move o espelho 20 cm em direção à filha.

mãe, então, move o espelho 20 cm em direção à filha. Calcule, em centímetros: (A) (B)

Calcule, em centímetros:

(A)

(B)

a menor distância entre os olhos da menina e o chão que lhe permite ver-se por inteiro;

o quanto a imagem se aproximou da menina após o deslocamento do espelho.

se aproximou da menina após o deslocamento do espelho. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010 A e

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010

A

e

funciona em 220 V.

O fabricante fornece a seguinte tabela:

família dispõe de um aparelho de ar-condicionado de 12.300 BTU/h, que funciona em 110 V,

quer trocá-lo por um de mesma capacidade de refrigeração, porém mais econômico, que

capacidade de refrigeração, porém mais econômico, que Admita que o kWh custe R$ 0,33 e que

Admita que o kWh custe R$ 0,33 e que a eficiência do ar-condicionado seja a razão entre potência térmica e potência elétrica.

Considerando os dados acima, determine:

(A)

a economia obtida, em reais, utilizando-se a versão 220 V, com o motor ligado ininterruptamente, durante dez horas, em relação à versão 110 V, nas mesmas condições de uso;

quantas vezes a versão 220 V é mais eficiente que a versão 110 V.

(B)

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

11

HISTÓRIA

HISTÓRIA

 

Questão 01

Questão 01

Questão 01

Questão 01

Questão 01

Ao

chegar a Calicute, em 1498,o navegador portuguêsVasco da Gama aguardou que embarcações

locais se aproximassem das naus e mandou um membro da tripulação para terra, o degredado João Nunes. Este encontrou no porto dois comerciantes tunisinos, que sabiam falar castelhano e genovês, travando o seguinte diálogo, registrado por um português anônimo:

 

-

Ao diabo que te dou; quem te trouxe cá?

 

E

perguntaram-lhe o que vínhamos buscar tão longe.

E

ele respondeu:

-

Vimos buscar cristãos e especiaria.

 

(Adaptado de VILLIERS, John. Vasco da Gama, o Preste João das Índias e os cristãos de São Tomé. In: Oceanos: Vasco da Gama. Lisboa, 1998.)

(A)

Justifique por que “buscar especiaria” foi uma importante motivação econômica da Expansão Marítima portuguesa.

(B)

Identifique duas ações voltadas para a expansão da fé cristã, que tenham sido empreendidas pelos portugueses nos seus domínios coloniais.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202

Assim, ninguém pode negar que a “Revolução Puritana” era uma luta tão religiosa quanto política; mas era mais que isso. Aquilo por que os homens lutavam era toda a natureza e o desenvolvimento futuro da sociedade inglesa.

 

(HILL, Christopher. A Revolução Inglesa de1640. Lisboa: Presença, 1981.)

 

(A)

Indique um fator político que contribuiu para o desenvolvimento das Revoluções Inglesas do século XVII.

(B)

Estabeleça a relação existente entre a Revolução Puritana e a colonização das possessões inglesas no litoral atlântico da América do Norte.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0303030303

O

liberalismo econômico, que incorporou a máxima “deixai fazer, deixai passar”, criada em

meados do século XVIII, objetivava romper com as práticas tradicionais do mercantilismo.

(A)

Aponte duas características do liberalismo que o diferenciavam do mercantilismo.

12

(B)

Explique como o liberalismo econômico contribuiu para o fim do sistema colonial.

Exame Exame Discursivo Discursivo • • Vestibular Vestibular Estadual Estadual 2002 2001

HISTÓRIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

   

O Deus da natureza fez a América para ser independente e livre: o Deus da Natureza conservou

 

no Brasil o príncipe regente para ser aquele que firmasse a independência deste vasto continente.

Que tardamos? A época é esta. Portugal nos insulta

a América nos convida

a Europa nos

contempla

o príncipe nos defende

Cidadãos! Soltai o grito festivo

Viva o Imperador

Constitucional do Brasil, o senhor D. Pedro Primeiro.

 
 

(Correio Extraordinário do Rio de Janeiro, 21/09/1822)

(A)

Comparando os processos de emancipação política da América portuguesa e da América espanhola, aponte uma diferença verificada entre eles.

(B)

Apresente duas razões para a independência do Brasil.

 

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505

 

Leia o trecho abaixo, extraído das memórias do barão e visconde de Mauá.

 

Era já então, como é hoje ainda, minha opinião que o Brasil precisava de alguma indústria ( para que o mecanismo de sua vida econômica possa funcionar com vantagem; e a indústria que manipula o ferro, sendo a mãe das outras, me parecia o alicerce dessa aspiração.

)

 
 

(Adaptado de PRIORE, Mary del et alii. Documentos de História do Brasil: de Cabral aos anos 90. São Paulo: Scipione, 1997.)

Considerando as ações empreendidas por Mauá, tanto no setor industrial quanto no setor de serviços, exemplifique:

(A)

duas condições econômicas que possibilitaram essas ações;

 

(B)

duas melhorias urbanas introduzidas na Era Mauá.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606

 

(

)

a abolição da Igreja e do Estado deve ser a primeira e indispensável condição para a verdadeira

 

libertação da sociedade; só depois que isso acontecer é que a sociedade poderá ser organizada de outra maneira.

 

(BAKUNINE, M. apud WOODCOCK, G. Os grandes escritos anarquistas. Porto Alegre: L&PM, 1981.)

(A)

Aponte duas características do anarquismo.

 

(B)

No Brasil, o anarquismo se fez presente nos movimentos operários das primeiras décadas do século XX, especialmente na conjuntura explosiva de 1917 - 1920. Cite um motivo que gerou essa conjuntura explosiva.

 

13

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

14

HISTÓRIA

14 HISTÓRIA QQQQQuestãouestãouestãouestãouestão 0707070707 Observe as gravuras referentes ao período da Primeira

QQQQQuestãouestãouestãouestãouestão 0707070707

Observe as gravuras referentes ao período da Primeira Guerra Mundial.

gravuras referentes ao período da Primeira Guerra Mundial. (ISNENGHI, M. História da Primeira Guerra Mundial .
gravuras referentes ao período da Primeira Guerra Mundial. (ISNENGHI, M. História da Primeira Guerra Mundial .

(ISNENGHI, M. História da Primeira Guerra Mundial. São Paulo: Ática, 1995.)

Considerando as transformações desse período, descreva:

(A)

(B)

uma transformação social que, decorrente da guerra, está diretamente relacionada às gravuras;

um reflexo da Primeira Guerra sobre a economia do Brasil.

um reflexo da Primeira Guerra sobre a economia do Brasil. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808 A

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808

A ilustração abaixo e a canção composta porAtaulfoAlves e Felisberto Martins foram importantes instrumentos da propaganda do governo Vargas.

importantes instrumentos da propaganda do governo Vargas. (Nosso Século: 1930 - 1945 . São Paulo: Abril

(Nosso Século: 1930 - 1945. São Paulo: Abril Cultural, 1980.)

É NEGÓCIO CASAR

O Estado Novo veio Para nos orientar No Brasil nada falta Mas precisa trabalhar Tem café, petróleo e ouro Ninguém pode duvidar E quem for pai de quatro filhos O presidente manda premiar É negócio casar

(Citado por PILETTI, N. História do Brasil. São Paulo: Ática, 1997. )

(A)

(B)

Identifique o papel da propaganda no governo de Getúlio Vargas.

Indique duas características econômicas do período do Estado Novo.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

HISTÓRIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0909090909

   

O mundo, no final dos anos 70, assistiu a diversas mudanças em âmbito político. Na América Central, Daniel Ortega, presidente da Nicarágua entre 1979 e 1990, tornou-se ídolo da esquerda internacional ao resistir à guerrilha financiada pelos EUA. No Oriente Médio, o xá do Irã foi derrubado em 1979 por um movimento considerado por muitos historiadores como um dos grandes marcos sociais do século XX.

(A)

Indique a forma como Ortega assumiu o poder em 1979.

 

(B)

Explique um fator que possibilitou o movimento ocorrido no Irã neste mesmo ano.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010

 
 

O DIA EM QUE A GUERRA FRIA CHEGOU À LUA

 

Casa Branca, 21 de novembro de 1962. Na sala de reunião, dez pessoas ouviam o então

presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy. Entre elas, o diretor-geral da Nasa – a

agência espacial americana. (

)

O motivo da reunião: a corrida espacial. Kennedy queria

da Nasa mais empenho para que os americanos chegassem antes dos soviéticos à Lua. Pela primeira vez, o governo dos EUA dizia abertamente que a ida à Lua não era uma das prioridades do programa espacial, mas a prioridade. E mais, não era um problema de ciência, mas de política.

 

(Jornal do Brasil, 25/08/2001)

(A)

Caracterize a Guerra Fria.

(B)

Aponte um fato histórico ocorrido na América, no início dos anos 60, que exemplifique a inclusão deste continente no contexto da Guerra Fria.

 
 

15

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

22222 a a a a a FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME

22222 aaaaa FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME DDDDDISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVOOOOO

0202020202/////1212121212/2001/2001/2001/2001/2001

Neste caderno você encontrará um conjunto de 16 (dezesseis) páginas numeradas seqüencialmente, contendo 5 (cinco) questões de Língua Portuguesa Instrumental, a proposta de Redação, 10 (dez) questões de Física e 10 (dez) questões de História.

Se você é candidato ao Grupo I da UENF, está recebendo, também, um caderno contendo 10 (dez) questões de Matemática.

Não abra o caderno antes de receber autorização.

INSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕES

1. Verifique se você recebeu 2 (dois) cadernos de respostas, correspondentes a:

- Língua Portuguesa Instrumental com Redação;

- disciplina específica de seu grupo de carreiras (Física ou História ou, para o Grupo I da UENF, Matemática).

2. Verifique se o seu nome, número de inscrição, número do documento de identidade

estão corretos nas sobrecapas dos cadernos de respostas.

Se houver erro, notifique o fiscal.

3. Destaque, da sobrecapa de cada caderno de respostas, os comprovantes que têm seu nome; leve-os com você ao terminar a prova.

4. Ao receber autorização para abrir este caderno, verifique se a impressão, a paginação e

a numeração das questões estão corretas.

Caso ocorra qualquer erro, notifique o fiscal.

5. A solução de cada questão deverá ser apresentada no espaço indicado no

caderno de respostas. Não serão consideradas as questões resolvidas fora do local

apropriado.

6. As provas devem ser resolvidas, de preferência, a caneta azul ou preta.

7. Você dispõe de 5 (cinco) horas para fazer esta prova. Faça-a com tranqüilidade, mas

controle o seu tempo.

8. Ao terminar a prova, entregue ao fiscal os cadernos de respostas e este caderno.

BOA PROVA!

2

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO I

RECÔNDITOS DO MUNDO FEMININO

 

Baseado na crença de uma natureza feminina, que dotaria a mulher biologicamente para

pois em muitos casais a instalação depende

05

10

desempenhar as funções da esfera da vida privada, o discurso é bastante conhecido: o lugar da

mulher é o lar, e sua função consiste em casar,

gerar filhos para a pátria e plasmar o caráter dos cidadãos de amanhã. Dentro dessa ótica, não existiria realização possível para as mulheres fora

lar; nem para os homens dentro de casa, já que

a eles pertenceria a rua e o mundo do trabalho.

do

35

40

da profissão do chefe”, afirma o compêndio, em consonância com o Código.

“Entretanto à mulher incumbe sempre fazer

do lar – modestíssimo que seja ele – um templo em que se cultue a Felicidade; à mulher compete encaminhar para casa o raio de luz que dissipa o tédio, assim como os raios de

sol dão cabo dos maus micróbios (

Quando

).

A

imagem da mãe-esposa-dona de casa

há o que prenda a atenção em casa, ninguém vai procurar fora divertimentos dispendiosos ou prejudiciais; o pai, ao deixar o trabalho de cada dia, só tem uma idéia: voltar para casa, a

fim de introduzir ali algum melhoramento ou de cultivar o jardim. Mas se o lar tem por administrador uma mulher, mulher dedicada e

como a principal e mais importante função da mulher correspondia àquilo que era pregado pela Igreja, ensinado por médicos e

45

15

juristas, legitimado pelo Estado e divulgado pela imprensa. Mais que isso, tal representação

acabou por recobrir o ser mulher – e a sua relação com as suas obrigações passou a ser medida e avaliada pelas prescrições do dever

 

com amor à ordem, isso então é a saúde para todos, é a união dos corações, a felicidade perfeita

50

no pequeno Estado, cujo ministro da Fazenda é

20

ser.

No manual de economia doméstica O lar feliz, destinado às jovens mães e “a todos quantos amam seu lar”, publicado em 1916, mesmo ano em que foi aprovado o Código

pai, cabendo à companheira de sua vida a pasta política, os negócios do Interior.”

o

A

descrição harmoniosa do “pequeno Estado”

discriminava as funções de cada um,

55

atribuindo ao marido e à mulher papéis complementares, mas, em nenhum momento, igualdade de direitos. Acentuava-se o respeito mútuo, que pode ser traduzido como a expressa obediência de cada sexo aos limites

do domínio do outro. Nas palavras de Afrânio Peixoto, “iguais, mas diferentes. Cada um como a natureza o fez”.

25

Civil da República, o autor divulga para um público amplo o papel a ser desempenhado por homens e mulheres na sociedade, e sintetiza, utilizando a idéia do “lar feliz”, a estilização do espaço ideologicamente

60

30

estabelecido como privado.

“Nem a todos é dado o escolher sua morada,

(MALUF, M. e MOTT, M. Lúcia. Recônditos do mundo feminino. In: SEVCENKO, N. (org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998 .)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0101010101

 

(A)

O texto apresenta, em seu início, um tipo de discurso bastante conhecido, do qual as autoras procuram, entretanto, se distanciar.

Aponte dois recursos diferentes de linguagem empregados pelas autoras, no primeiro parágrafo, para sugerir distanciamento em relação a esse discurso sobre a mulher.

(B)

“Entretanto à mulher incumbe sempre fazer do lar - modestíssimo que seja ele - um templo em que se cultue a Felicidade;” (! . 35 - 37)

Reescreva a oração sublinhada,empregando uma conjunção, sem que se altere seu significado no contexto do período.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO II

 
 

I LOVE MY HUSBAND*

 

Eu amo meu marido. De manhã à noite. Mal acordo, ofereço-lhe café. Ele suspira exausto da noite sempre maldormida e começa a barbear-se. Bato-lhe à porta três vezes, antes

que o café esfrie. Ele grunhe com raiva e eu vocifero com aflição. Não quero meu esforço confundido com um líquido frio que ele tragará como me traga duas vezes por semana, especialmente no sábado.

 

homem que sonha com casas-grandes, senzalas

25

e mocambos, e assim faz o país progredir. E é por isto que sou a sombra do homem que todos dizem eu amar. Deixo que o sol entre pela casa, para dourar os objetos comprados com esforço comum. Embora ele não me

05

30

cumprimente pelos objetos fluorescentes. Ao contrário, através da certeza do meu amor, proclama que não faço outra coisa senão

10

Depois, arrumo-lhe o nó da gravata e ele protesta por consertar-lhe unicamente a parte menor de sua vida. Rio para que ele saia mais tranqüilo, capaz de enfrentar a vida lá fora e trazer de volta para a sala de

consumir o dinheiro que ele arrecada no verão. Eu peço então que compreenda minha

35

nostalgia por uma terra antigamente trabalhada pela mulher, ele franze o rosto como se eu lhe estivesse propondo uma teoria

15

visita um pão sempre quentinho e farto.

 

Ele diz que sou exigente, fico em casa lavando a louça, fazendo compras, e por cima reclamo da vida. Enquanto ele constrói

40

que envergonha a família e a escritura definitiva do nosso apartamento.

O que mais quer, mulher, não lhe basta termos casado em comunhão de bens? E dizendo que eu era parte do seu futuro, que só ele porém tinha o direito de construir, percebi que a generosidade do homem habilitava-me a ser

o

seu mundo com pequenos tijolos, e ainda

20

que alguns destes muros venham ao chão, os amigos o cumprimentam pelo esforço de criar olarias de barro, todas sólidas e visíveis.

 

45

apenas dona de um passado com regras ditadas no convívio comum.

A

mim também me saúdam por alimentar um

***** Eu amo meu marido

 
 

(PIÑON, Nélida. I love my husband. In: MORICONI, Ítalo (sel.). Os cem melhores contos brasileiros do século. Rio de Janeiro: Objetiva, 2000.)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202

 

(A)

O fragmento do texto I compreendido entre as linhas 35 e 52 representa a mulher por meio de uma imagem que é retomada no texto II. O lar feliz e I love my husband se diferenciam, porém, em um aspecto fundamental: a relação que cada enunciador tem com a imagem da mulher representada.

Explique essa diferença.

 

(B)

Na construção de um texto empregam-se diferentes elos coesivos. Além das conjunções e das formas pronominais, utilizam-se outros elementos para marcar a associação progressiva e coerente das idéias que compõem um texto.

Transcreva, do 4 o parágrafo do texto II (!!!!!. 23 - 39), os dois primeiros exemplos desses outros elos coesivos.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

3

4

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO III

 

O PEQUENO MUNDO DA “MOÇA CASADOIRA”

 
 

“Meiga e pálida como um soneto (

).

Dócil

uma palestra”, opinava Tia Marta, em 1951, na revista A Cigarra, “mas odeiam as

como uma rosa (

)

e um sorriso autêntico de

 

menina-moça ideal, de flor, de botão aberto para a vida”. Não, essa frase não foi escrita

pequenas que falam muito. (

)

Se a

30

pequena usa cores alegres, bastante maquilagem e chapéus audaciosos, ele hesita em sair com ela. Se ela usa um tailleur e uma boina escura, ele sai com ela e passa o tempo todo olhando as que usam cores

05

em 1920. Era assim que a revista Manchete referia-se, em 1953, à atriz Pier Angeli, então em visita ao Rio de Janeiro. A revista parecia não perceber que, no pós-guerra, o “ideal de menina-moça” havia mudado inteiramente.

35

10

Já não se cultivava o “anjo-pálido” de outrora, sobretudo num país em que as moças começavam a ir à praia todos os dias. Mas o próprio cinema americano continuava a cultivar a “menina-moça ideal”, ingênua e

alegres, bastante maquilagem e chapéus audaciosos”. Ainda em 1958, escrevia Maria Luiza na seção “Garotas” de O Cruzeiro, condenando os excessos de carinho feminino em público: “Por mais que se

40

15

meiga. Doris Day, Debra Paget, Grace Kelly, Debbie Reynolds, entre outras, compunham esse tipo em comédias leves, “recomendáveis para toda a família”, nas quais contracenavam com galãs bem-comportados como Rock

tenham modificado as regras do jogo, do tempo das cavernas para cá, ainda está de pé aquela que declara que a encabulada deve ser a mulher”. Eis aqui um mundo de preconceitos herdados das décadas

anteriores a respeito de como devia se comportar uma mulher. Os tabus ainda eram muitos. Fazia-se propaganda (afinal, não é ela a “alma do negócio”?) de Modess, mas evitava-se a palavra “menstruação”. A

mulher devia pintar o rosto, sobretudo os lábios, e fazer permanente nos cabelos para parecer bela. Divórcio? Nem pensar. Mulher desquitada era malvista, convinha evitá-la.

45

20

Hudson.

( )

“Casar” continuava a ser o verbo supremo que toda adolescente devia conjugar. Sobretudo, casar virgem. Pelo menos, assim pensavam os mais velhos. A questão estava

50

25

em como agradar os homens. “Os rapazes gostam de pequenas que saibam animar

 

(Nosso século: 1945 1960. São Paulo: Abril Cultural, 1980.)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0303030303

 

(A)

Uma frase construída pelo articulista no primeiro parágrafo sugere que ele atribui uma reação a quem o lê.

Transcreva essa frase e explique que recurso ele utilizou para criar um suposto diálogo com o leitor.

(B)

“Mulher desquitada era malvista, convinha evitá-la.” ( ! . 52 - 53)

 

Há, entre as orações que compõem o período acima, uma relação de sentido que poderia ser expressa por meio de conectivos.

Reescreva o período acima de duas formas diferentes, utilizando conectivos.

 

A relação de sentido entre as orações e a ordem em que elas aparecem devem ser mantidas. Em uma forma, o conectivo deverá introduzir o período; na outra, o conectivo deverá ocorrer entre as orações.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO IV

SINHA VITÓRIA

Sinha Vitória tinha amanhecido nos seus azeites. Fora de propósito, dissera ao marido umas inconveniências a respeito da cama de varas. Fabiano, que não esperava semelhante

desatino, apenas grunhira: – “Hum! hum!” E amunhecara, porque realmente mulher é bicho difícil de entender, deitara-se na rede e pegara no sono. Sinha Vitória andara para cima e para baixo, procurando em que

desabafar. Como achasse tudo em ordem, queixara-se da vida. E agora vingava-se em Baleia, dando-lhe um pontapé.

Avizinhou-se da janela baixa da cozinha, viu os meninos, entretidos no barreiro, sujos de

lama, fabricando bois de barro, que secavam ao sol, sob o pé de turco, e não encontrou motivo para repreendê-los. Pensou de novo na cama de varas e mentalmente xingou Fabiano. Dormiam naquilo, tinham-se

acostumado, mas seria mais agradável dormirem numa cama de lastro de couro, como outras pessoas.

30

35

40

45

50

Sinha Vitória respondera que isso era

impossível, porque eles vestiam mal, as crianças andavam nuas, e recolhiam-se todos ao anoitecer. Para bem dizer, não se acendiam candeeiros na casa. Tinham discutido, procurado cortar outras despesas.

Como não se entendessem, Sinha Vitória aludira, bastante azeda, ao dinheiro gasto pelo marido na feira, com jogo e cachaça. Ressentido, Fabiano condenara os sapatos de verniz que ela usava nas festas, caros e

inúteis. Calçada naquilo, trôpega, mexia- se como um papagaio, era ridícula. Sinha Vitória ofendera-se gravemente com a comparação, e se não fosse o respeito que Fabiano lhe inspirava, teria despropositado.

Efetivamente os sapatos apertavam-lhe os dedos, faziam-lhe calos. Equilibrava-se mal, tropeçava, manquejava, trepada nos saltos de meio palmo. Devia ser ridícula, mas a opinião de Fabiano entristecera-a muito.

Desfeitas essas nuvens, curtidos os dissabores,

05

10

15

20

Fazia mais de um ano que falava nisso ao marido. Fabiano a princípio concordara

cama de novo lhe aparecera no horizonte acanhado.

a

25

com ela, mastigara cálculos, tudo errado. Tanto para o couro, tanto para a armação. Bem. Poderiam adquirir o móvel necessário economizando na roupa e no querosene.

Agora pensava nela de mau humor. Julgava-

inatingível e misturava-a às obrigações da casa.

a

(RAMOS, Graciliano. Vidas secas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947.)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

(A)

“realmente mulher é bicho difícil de entender,” ( !. 6 - 7)

Nesta passagem, o emprego do verbo no presente do indicativo contrasta com o restante das formas verbais, todas flexionadas no tempo passado.

Justifique esse emprego do presente do indicativo.

(B)

“Calçada naquilo, trôpega, mexia-se como um papagaio, era ridícula.” (! . 40 - 41)

Este trecho,embora seja um discurso em terceira pessoa, corresponde à fala do personagem Fabiano e não a um enunciado do narrador.

Retire do texto duas informações que comprovem essa afirmativa.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

5

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505 PROPAGANDA I PROPAGANDA II (Adaptado de Marie Claire, junho 2000)
QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505
PROPAGANDA I
PROPAGANDA II
(Adaptado de Marie Claire, junho 2000)
(100 Anos de Propaganda. São Paulo:Abril Cultural, 1980.)
(A)
O discurso da propaganda comercial é comumente estruturado segundo a fórmula“Compre
uma coisa e ganhe algo mais”.
Comprove esta afirmação mediante análise comparativa das propagandas acima.
(B)
O duplo sentido é uma estratégia de persuasão ou sedução freqüente no discurso da
propaganda comercial.
Identifique, na propaganda I, sobre xampu, um exemplo desse recurso e explique por que
se trata de duplo sentido.
6

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

RedaçãoRedaçãoRedaçãoRedaçãoRedação

 

Os textos que compõem esta prova expressam representações discursivas – isto é, imagens socialmente construídas – da mulher.Tais representações variam em função da época,do emissor, do provável receptor e do meio de divulgação em que esses textos foram publicados.

Redija um texto argumentativo em prosa, no qual fique claro seu ponto de vista sobre a seguinte questão:

 

As representações sobre a mulher sofreram mudanças através do tempo ou permanecem coexistindo na sociedade contemporânea?

Para o cumprimento desta tarefa, seu texto de, no máximo, 30 linhas deve:

.

apresentar elaboração própria, que revele visão crítica do tema;

.

apresentar estrutura completa e coerente;

.

ser redigido em língua culta padrão.

Serão aceitas transcrições de fragmentos dos textos da prova, desde que não contrariem os requisitos relacionados acima.

 

7

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

22222 a a a a a FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME

22222 aaaaa FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME DDDDDISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVOOOOO

0202020202/////1212121212/2001/2001/2001/2001/2001

Neste caderno você encontrará um conjunto de 16 (dezesseis) páginas numeradas seqüencialmente, contendo 5 (cinco) questões de Língua Portuguesa Instrumental, a proposta de Redação, 10 (dez) questões de Física e 10 (dez) questões de História.

Se você é candidato ao Grupo I da UENF, está recebendo, também, um caderno contendo 10 (dez) questões de Matemática.

Não abra o caderno antes de receber autorização.

INSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕES

1. Verifique se você recebeu 2 (dois) cadernos de respostas, correspondentes a:

- Língua Portuguesa Instrumental com Redação;

- disciplina específica de seu grupo de carreiras (Física ou História ou, para o Grupo I da UENF, Matemática).

2. Verifique se o seu nome, número de inscrição, número do documento de identidade

estão corretos nas sobrecapas dos cadernos de respostas.

Se houver erro, notifique o fiscal.

3. Destaque, da sobrecapa de cada caderno de respostas, os comprovantes que têm seu nome; leve-os com você ao terminar a prova.

4. Ao receber autorização para abrir este caderno, verifique se a impressão, a paginação e

a numeração das questões estão corretas.

Caso ocorra qualquer erro, notifique o fiscal.

5. A solução de cada questão deverá ser apresentada no espaço indicado no

caderno de respostas. Não serão consideradas as questões resolvidas fora do local

apropriado.

6. As provas devem ser resolvidas, de preferência, a caneta azul ou preta.

7. Você dispõe de 5 (cinco) horas para fazer esta prova. Faça-a com tranqüilidade, mas

controle o seu tempo.

8. Ao terminar a prova, entregue ao fiscal os cadernos de respostas e este caderno.

BOA PROVA!

2

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO I

RECÔNDITOS DO MUNDO FEMININO

 

Baseado na crença de uma natureza feminina, que dotaria a mulher biologicamente para

pois em muitos casais a instalação depende

05

10

desempenhar as funções da esfera da vida privada, o discurso é bastante conhecido: o lugar da

mulher é o lar, e sua função consiste em casar,

gerar filhos para a pátria e plasmar o caráter dos cidadãos de amanhã. Dentro dessa ótica, não existiria realização possível para as mulheres fora

lar; nem para os homens dentro de casa, já que

a eles pertenceria a rua e o mundo do trabalho.

do

35

40

da profissão do chefe”, afirma o compêndio, em consonância com o Código.

“Entretanto à mulher incumbe sempre fazer

do lar – modestíssimo que seja ele – um templo em que se cultue a Felicidade; à mulher compete encaminhar para casa o raio de luz que dissipa o tédio, assim como os raios de

sol dão cabo dos maus micróbios (

Quando

).

A

imagem da mãe-esposa-dona de casa

há o que prenda a atenção em casa, ninguém vai procurar fora divertimentos dispendiosos ou prejudiciais; o pai, ao deixar o trabalho de cada dia, só tem uma idéia: voltar para casa, a

fim de introduzir ali algum melhoramento ou de cultivar o jardim. Mas se o lar tem por administrador uma mulher, mulher dedicada e

como a principal e mais importante função da mulher correspondia àquilo que era pregado pela Igreja, ensinado por médicos e

45

15

juristas, legitimado pelo Estado e divulgado pela imprensa. Mais que isso, tal representação

acabou por recobrir o ser mulher – e a sua relação com as suas obrigações passou a ser medida e avaliada pelas prescrições do dever

 

com amor à ordem, isso então é a saúde para todos, é a união dos corações, a felicidade perfeita

50

no pequeno Estado, cujo ministro da Fazenda é

20

ser.

No manual de economia doméstica O lar feliz, destinado às jovens mães e “a todos quantos amam seu lar”, publicado em 1916, mesmo ano em que foi aprovado o Código

pai, cabendo à companheira de sua vida a pasta política, os negócios do Interior.”

o

A

descrição harmoniosa do “pequeno Estado”

discriminava as funções de cada um,

55

atribuindo ao marido e à mulher papéis complementares, mas, em nenhum momento, igualdade de direitos. Acentuava-se o respeito mútuo, que pode ser traduzido como a expressa obediência de cada sexo aos limites

do domínio do outro. Nas palavras de Afrânio Peixoto, “iguais, mas diferentes. Cada um como a natureza o fez”.

25

Civil da República, o autor divulga para um público amplo o papel a ser desempenhado por homens e mulheres na sociedade, e sintetiza, utilizando a idéia do “lar feliz”, a estilização do espaço ideologicamente

60

30

estabelecido como privado.

“Nem a todos é dado o escolher sua morada,

(MALUF, M. e MOTT, M. Lúcia. Recônditos do mundo feminino. In: SEVCENKO, N. (org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998 .)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0101010101

 

(A)

O texto apresenta, em seu início, um tipo de discurso bastante conhecido, do qual as autoras procuram, entretanto, se distanciar.

Aponte dois recursos diferentes de linguagem empregados pelas autoras, no primeiro parágrafo, para sugerir distanciamento em relação a esse discurso sobre a mulher.

(B)

“Entretanto à mulher incumbe sempre fazer do lar - modestíssimo que seja ele - um templo em que se cultue a Felicidade;” (! . 35 - 37)

Reescreva a oração sublinhada,empregando uma conjunção, sem que se altere seu significado no contexto do período.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO II

 
 

I LOVE MY HUSBAND*

 

Eu amo meu marido. De manhã à noite. Mal acordo, ofereço-lhe café. Ele suspira exausto da noite sempre maldormida e começa a barbear-se. Bato-lhe à porta três vezes, antes

que o café esfrie. Ele grunhe com raiva e eu vocifero com aflição. Não quero meu esforço confundido com um líquido frio que ele tragará como me traga duas vezes por semana, especialmente no sábado.

 

homem que sonha com casas-grandes, senzalas

25

e mocambos, e assim faz o país progredir. E é por isto que sou a sombra do homem que todos dizem eu amar. Deixo que o sol entre pela casa, para dourar os objetos comprados com esforço comum. Embora ele não me

05

30

cumprimente pelos objetos fluorescentes. Ao contrário, através da certeza do meu amor, proclama que não faço outra coisa senão

10

Depois, arrumo-lhe o nó da gravata e ele protesta por consertar-lhe unicamente a parte menor de sua vida. Rio para que ele saia mais tranqüilo, capaz de enfrentar a vida lá fora e trazer de volta para a sala de

consumir o dinheiro que ele arrecada no verão. Eu peço então que compreenda minha

35

nostalgia por uma terra antigamente trabalhada pela mulher, ele franze o rosto como se eu lhe estivesse propondo uma teoria

15

visita um pão sempre quentinho e farto.

 

Ele diz que sou exigente, fico em casa lavando a louça, fazendo compras, e por cima reclamo da vida. Enquanto ele constrói

40

que envergonha a família e a escritura definitiva do nosso apartamento.

O que mais quer, mulher, não lhe basta termos casado em comunhão de bens? E dizendo que eu era parte do seu futuro, que só ele porém tinha o direito de construir, percebi que a generosidade do homem habilitava-me a ser

o

seu mundo com pequenos tijolos, e ainda

20

que alguns destes muros venham ao chão, os amigos o cumprimentam pelo esforço de criar olarias de barro, todas sólidas e visíveis.

 

45

apenas dona de um passado com regras ditadas no convívio comum.

A

mim também me saúdam por alimentar um

***** Eu amo meu marido

 
 

(PIÑON, Nélida. I love my husband. In: MORICONI, Ítalo (sel.). Os cem melhores contos brasileiros do século. Rio de Janeiro: Objetiva, 2000.)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202

 

(A)

O fragmento do texto I compreendido entre as linhas 35 e 52 representa a mulher por meio de uma imagem que é retomada no texto II. O lar feliz e I love my husband se diferenciam, porém, em um aspecto fundamental: a relação que cada enunciador tem com a imagem da mulher representada.

Explique essa diferença.

 

(B)

Na construção de um texto empregam-se diferentes elos coesivos. Além das conjunções e das formas pronominais, utilizam-se outros elementos para marcar a associação progressiva e coerente das idéias que compõem um texto.

Transcreva, do 4 o parágrafo do texto II (!!!!!. 23 - 39), os dois primeiros exemplos desses outros elos coesivos.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

3

4

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO III

 

O PEQUENO MUNDO DA “MOÇA CASADOIRA”

 
 

“Meiga e pálida como um soneto (

).

Dócil

uma palestra”, opinava Tia Marta, em 1951, na revista A Cigarra, “mas odeiam as

como uma rosa (

)

e um sorriso autêntico de

 

menina-moça ideal, de flor, de botão aberto para a vida”. Não, essa frase não foi escrita

pequenas que falam muito. (

)

Se a

30

pequena usa cores alegres, bastante maquilagem e chapéus audaciosos, ele hesita em sair com ela. Se ela usa um tailleur e uma boina escura, ele sai com ela e passa o tempo todo olhando as que usam cores

05

em 1920. Era assim que a revista Manchete referia-se, em 1953, à atriz Pier Angeli, então em visita ao Rio de Janeiro. A revista parecia não perceber que, no pós-guerra, o “ideal de menina-moça” havia mudado inteiramente.

35

10

Já não se cultivava o “anjo-pálido” de outrora, sobretudo num país em que as moças começavam a ir à praia todos os dias. Mas o próprio cinema americano continuava a cultivar a “menina-moça ideal”, ingênua e

alegres, bastante maquilagem e chapéus audaciosos”. Ainda em 1958, escrevia Maria Luiza na seção “Garotas” de O Cruzeiro, condenando os excessos de carinho feminino em público: “Por mais que se

40

15

meiga. Doris Day, Debra Paget, Grace Kelly, Debbie Reynolds, entre outras, compunham esse tipo em comédias leves, “recomendáveis para toda a família”, nas quais contracenavam com galãs bem-comportados como Rock

tenham modificado as regras do jogo, do tempo das cavernas para cá, ainda está de pé aquela que declara que a encabulada deve ser a mulher”. Eis aqui um mundo de preconceitos herdados das décadas

anteriores a respeito de como devia se comportar uma mulher. Os tabus ainda eram muitos. Fazia-se propaganda (afinal, não é ela a “alma do negócio”?) de Modess, mas evitava-se a palavra “menstruação”. A

mulher devia pintar o rosto, sobretudo os lábios, e fazer permanente nos cabelos para parecer bela. Divórcio? Nem pensar. Mulher desquitada era malvista, convinha evitá-la.

45

20

Hudson.

( )

“Casar” continuava a ser o verbo supremo que toda adolescente devia conjugar. Sobretudo, casar virgem. Pelo menos, assim pensavam os mais velhos. A questão estava

50

25

em como agradar os homens. “Os rapazes gostam de pequenas que saibam animar

 

(Nosso século: 1945 1960. São Paulo: Abril Cultural, 1980.)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0303030303

 

(A)

Uma frase construída pelo articulista no primeiro parágrafo sugere que ele atribui uma reação a quem o lê.

Transcreva essa frase e explique que recurso ele utilizou para criar um suposto diálogo com o leitor.

(B)

“Mulher desquitada era malvista, convinha evitá-la.” ( ! . 52 - 53)

 

Há, entre as orações que compõem o período acima, uma relação de sentido que poderia ser expressa por meio de conectivos.

Reescreva o período acima de duas formas diferentes, utilizando conectivos.

 

A relação de sentido entre as orações e a ordem em que elas aparecem devem ser mantidas. Em uma forma, o conectivo deverá introduzir o período; na outra, o conectivo deverá ocorrer entre as orações.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

TEXTO IV

SINHA VITÓRIA

Sinha Vitória tinha amanhecido nos seus azeites. Fora de propósito, dissera ao marido umas inconveniências a respeito da cama de varas. Fabiano, que não esperava semelhante

desatino, apenas grunhira: – “Hum! hum!” E amunhecara, porque realmente mulher é bicho difícil de entender, deitara-se na rede e pegara no sono. Sinha Vitória andara para cima e para baixo, procurando em que

desabafar. Como achasse tudo em ordem, queixara-se da vida. E agora vingava-se em Baleia, dando-lhe um pontapé.

Avizinhou-se da janela baixa da cozinha, viu os meninos, entretidos no barreiro, sujos de

lama, fabricando bois de barro, que secavam ao sol, sob o pé de turco, e não encontrou motivo para repreendê-los. Pensou de novo na cama de varas e mentalmente xingou Fabiano. Dormiam naquilo, tinham-se

acostumado, mas seria mais agradável dormirem numa cama de lastro de couro, como outras pessoas.

30

35

40

45

50

Sinha Vitória respondera que isso era

impossível, porque eles vestiam mal, as crianças andavam nuas, e recolhiam-se todos ao anoitecer. Para bem dizer, não se acendiam candeeiros na casa. Tinham discutido, procurado cortar outras despesas.

Como não se entendessem, Sinha Vitória aludira, bastante azeda, ao dinheiro gasto pelo marido na feira, com jogo e cachaça. Ressentido, Fabiano condenara os sapatos de verniz que ela usava nas festas, caros e

inúteis. Calçada naquilo, trôpega, mexia- se como um papagaio, era ridícula. Sinha Vitória ofendera-se gravemente com a comparação, e se não fosse o respeito que Fabiano lhe inspirava, teria despropositado.

Efetivamente os sapatos apertavam-lhe os dedos, faziam-lhe calos. Equilibrava-se mal, tropeçava, manquejava, trepada nos saltos de meio palmo. Devia ser ridícula, mas a opinião de Fabiano entristecera-a muito.

Desfeitas essas nuvens, curtidos os dissabores,

05

10

15

20

Fazia mais de um ano que falava nisso ao marido. Fabiano a princípio concordara

cama de novo lhe aparecera no horizonte acanhado.

a

25

com ela, mastigara cálculos, tudo errado. Tanto para o couro, tanto para a armação. Bem. Poderiam adquirir o móvel necessário economizando na roupa e no querosene.

Agora pensava nela de mau humor. Julgava-

inatingível e misturava-a às obrigações da casa.

a

(RAMOS, Graciliano. Vidas secas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947.)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

(A)

“realmente mulher é bicho difícil de entender,” ( !. 6 - 7)

Nesta passagem, o emprego do verbo no presente do indicativo contrasta com o restante das formas verbais, todas flexionadas no tempo passado.

Justifique esse emprego do presente do indicativo.

(B)

“Calçada naquilo, trôpega, mexia-se como um papagaio, era ridícula.” (! . 40 - 41)

Este trecho,embora seja um discurso em terceira pessoa, corresponde à fala do personagem Fabiano e não a um enunciado do narrador.

Retire do texto duas informações que comprovem essa afirmativa.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

5

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505 PROPAGANDA I PROPAGANDA II (Adaptado de Marie Claire, junho 2000)
QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505
PROPAGANDA I
PROPAGANDA II
(Adaptado de Marie Claire, junho 2000)
(100 Anos de Propaganda. São Paulo:Abril Cultural, 1980.)
(A)
O discurso da propaganda comercial é comumente estruturado segundo a fórmula“Compre
uma coisa e ganhe algo mais”.
Comprove esta afirmação mediante análise comparativa das propagandas acima.
(B)
O duplo sentido é uma estratégia de persuasão ou sedução freqüente no discurso da
propaganda comercial.
Identifique, na propaganda I, sobre xampu, um exemplo desse recurso e explique por que
se trata de duplo sentido.
6

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUMENTAL COM REDAÇÃO

 

RedaçãoRedaçãoRedaçãoRedaçãoRedação

 

Os textos que compõem esta prova expressam representações discursivas – isto é, imagens socialmente construídas – da mulher.Tais representações variam em função da época,do emissor, do provável receptor e do meio de divulgação em que esses textos foram publicados.

Redija um texto argumentativo em prosa, no qual fique claro seu ponto de vista sobre a seguinte questão:

 

As representações sobre a mulher sofreram mudanças através do tempo ou permanecem coexistindo na sociedade contemporânea?

Para o cumprimento desta tarefa, seu texto de, no máximo, 30 linhas deve:

.

apresentar elaboração própria, que revele visão crítica do tema;

.

apresentar estrutura completa e coerente;

.

ser redigido em língua culta padrão.

Serão aceitas transcrições de fragmentos dos textos da prova, desde que não contrariem os requisitos relacionados acima.

 

7

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

MATEMÁTICA - UENF - Grupo 1

MATEMÁTICA - UENF - Grupo I

 

Questão 01

Questão 01

Questão 01

Questão 01

Questão 01

Observe os gráficos abaixo, que representam, em reais, as vendas e os lucros anuais de uma empresa no período de 1990 a 1995.

de uma empresa no período de 1 9 9 0 a 1995 . De acordo com

De acordo com os gráficos, calcule:

 

(A)

a média, em milhões de reais, das vendas dessa empresa no período considerado;

(B)

a razão entre o lucro e a venda em 1992.

 

Questão 02

Questão 02

Questão 02

Questão 02

Questão 02

A tabela abaixo indica a quantidade dos produtos A, B e C, comprados nas lojas X, Y e Z, e as despesas, em reais, relativas às compras efetuadas.

e as despesas, em reais, relativas às compras efetuadas. De acordo com os dados, determine:  

De acordo com os dados, determine:

 

(A)

o intervalo de variação do preço do produto B, comprado na loja Z;

(B)

o preço unitário do produto A, admitindo que o preço de venda de cada produto é igual nas três lojas.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0303030303

Observe a seqüência numérica a seguir:

 
 

(0, 3, 8, 15, 24,

)

 
 

Determine, em relação a essa seqüência:

 

(A)

seu 6 o termo;

2

(B)

a expressão do termo de ordem n.

 

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

MATEMÁTICA - UENF - Grupo I

MATEMÁTICA - UENF - Grupo I QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404 Observe o resultado de uma enquete do

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

Observe o resultado de uma enquete do site britânico CentralNic.

o resultado de uma enquete do site britânico CentralNic. (A) (B) ( Época , 27/08/2001 )

(A)

(B)

(Época, 27/08/2001)

Determine, dentre os usuários de computador que participaram da enquete, o número daqueles que possuem senha na categoria familiar.

Admita que, para criar uma senha da categoria criptográfica, o usuário deva utilizar duas vogais seguidas de quatro algarismos distintos. Calcule o número de senhas criptográficas diferentes que podem ser formadas.

de senhas criptográficas diferentes que podem ser formadas. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505 Três

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505

Três bolas de tênis, idênticas, de diâmetro igual a 6 cm, encontram-se dentro de uma embalagem cilíndrica, com tampa. As bolas tangenciam a superfície interna da embalagem nos pontos de contato, como ilustra a figura abaixo.

nos pontos de contato, como ilustra a figura abaixo. Calcule: (A) (B) a área total, em

Calcule:

(A)

(B)

a área total, em cm 2 , da superfície da embalagem;

a fração do volume da embalagem ocupado pelas bolas.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

3

4

MATEMÁTICA - UENF - Grupo I

4 MATEMÁTICA - UENF - Grupo I QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606 Duas pessoas A e B decidem se

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606

Duas pessoas A e B decidem se encontrar em um deteminado local, no período de tempo entre 0 h e 1 h. Para cada par ordenado (x 0 , y 0 ), pertencente à região hachurada do gráfico abaixo, x 0 e y 0 representam, respectivamente, o instante de chegada de A e B ao local de encontro.

o instante de chegada de A e B ao local de encontro. Determine as coordenadas dos

Determine as coordenadas dos pontos da região hachurada, os quais indicam:

(A)

(B)

a chegada de ambas as pessoas ao local de encontro exatamente aos 40 minutos;

que a pessoa B tenha chegado ao local de encontro aos 20 minutos e esperado por A durante 10 minutos.

aos 20 minutos e esperado por A durante 10 minutos. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707 No

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707

No sistema de coordenadas cartesianas abaixo, está representado o triângulo ABC.

cartesianas abaixo, está representado o triângulo ABC. Em relação a esse triângulo, (A) (B) demonstre que

Em relação a esse triângulo,

(A)

(B)

demonstre que ele é retângulo;

calcule a sua área.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

MATEMÁTICA - UENF - Grupo I

MATEMÁTICA - UENF - Grupo I QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808 O gráfico abaixo é a representação

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808

O gráfico abaixo é a representação cartesiana do polinômio y = x 3 3x 2 x + 3.

do polinômio y = x 3 − 3 x 2 − x + 3 . (A)

(A)

(B)

Determine o valor de B.

Resolva a inequação x 3 3x 2 x + 3 > 0.

inequação x 3 − 3 x 2 − x + 3 > 0 . QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0909090909

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0909090909

A extremidade A de uma planta aquática encontra-se 10 cm acima da superfície da água de um

lago (fig.1). Quando a brisa a faz balançar, essa extremidade toca a superfície da água no ponto B,

situado a 10 3 cm do local em que sua projeção ortogonal C, sobre a água, se encontrava

uma trajetória

inicialmente (fig. 2). Considere OA , OB e BC segmentos de retas e o arco do movimento da planta.

e BC segmentos de retas e o arco do movimento da planta. Determine: (A) (B) a
e BC segmentos de retas e o arco do movimento da planta. Determine: (A) (B) a
e BC segmentos de retas e o arco do movimento da planta. Determine: (A) (B) a

Determine:

(A)

(B)

a profundidade do lago no ponto O em que se encontra a raiz da planta;

o comprimento, em cm, do arco

O em que se encontra a raiz da planta; o comprimento, em cm, do arco .

.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

5

6

MATEMÁTICA - UENF - Grupo I

6 MATEM Á TICA - UENF - Grupo I QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010 Leia atentamente a reportagem a

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010

Leia atentamente a reportagem a seguir.

1010101010 Leia atentamente a reportagem a seguir. (Adaptado de Veja , 11/04/2001 ) Admita que a

(Adaptado de Veja, 11/04/2001)

Admita que a população indígena hoje seja de exatamente 350.000 habitantes, e que sua taxa de crescimento anual seja mantida em 3,5%.

De acordo com esses dados, estime a população das tribos indígenas do Brasil nos seguintes momentos:

(A)

(B)

daqui a um ano;

em 1500, utilizando a tabela de logaritmos abaixo.

(B) daqui a um ano; em 1500 , utilizando a tabela de logaritmos abaixo. Exame Discursivo

Exame Discursivo Vestibular Estadual 2002

22222 a a a a a FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME

22222 aaaaa FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME DDDDDISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVOOOOO

1616161616/////1212121212/2001/2001/2001/2001/2001

Neste caderno você encontrará um conjunto de 40 (quarenta) páginas numeradas seqüencialmente,contendo 10 (dez) questões de cada uma das seguintes disciplinas:Biologia, Geografia, Língua Portuguesa/Literatura Brasileira, Língua Estrangeira (Espanhol, Francês e Inglês), Matemática e Química e, ainda, a tabela periódica na página 37.

Não abra o caderno antes de receber autorização.

INSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕES

1. Verifique se você recebeu 2 (dois) cadernos de respostas, correspondentes às disciplinas específicas de seu grupo de carreiras.

2. Verifique se o seu nome, número de inscrição e número do documento de identidade

estão corretos nas sobrecapas dos cadernos de respostas.

Se houver erro, notifique o fiscal.

3. Destaque, da sobrecapa de cada caderno de respostas, os comprovantes que têm seu nome; leve-os com você ao terminar a prova.

4. Ao receber autorização para abrir este caderno, verifique se a impressão, a paginação e

a numeração das questões estão corretas.

Caso ocorra qualquer erro, notifique o fiscal.

5. A solução de cada questão deverá ser apresentada no espaço indicado no

caderno de respostas. Não serão consideradas as questões resolvidas fora do local apropriado.

6. As provas devem ser resolvidas, de preferência, a caneta azul ou preta.

7. Você dispõe de 5 (cinco) horas para fazer esta prova. Faça-a com tranqüilidade, mas

controle o seu tempo.

8. Ao terminar a prova, entregue ao fiscal os cadernos de respostas e este caderno.

BIOLOGIA

BIOLOGIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0101010101

 

A

virulência do Bacillus anthracis, causador do antraz, está diretamente associada à presença

conjunta dos componentes toxina e cápsula bacteriana, e é atenuada quando um deles está

ausente.

Os constituintes da toxina são codificados por genes existentes no plasmídeo pX01, e os da cápsula por genes existentes no plasmídeo pX02.

O

esquema abaixo representa quatro diferentes linhagens de Bacillus anthracis.

quatro diferentes linhagens de Bacillus anthracis. (A) Explique a utilidade dos plasmídeos bacterianos no

(A)

Explique a utilidade dos plasmídeos bacterianos no desenvolvimento de técnicas de DNA recombinante.

(B)

A cápsula do Bacillus anthracis, ao contrário da toxina,não possui antígenos capazes de provocar reação imunológica protetora em mamíferos. Dentre as linhagens apresentadas, indique a que pode ser utilizada na elaboração de uma vacina composta por bactérias vivas com virulência atenuada. Justifique sua indicação.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202

Um homem pertence a uma família na qual, há gerações, diversos membros são afetados por raquitismo resistente ao tratamento com vitamina D. Preocupado com a possibilidade de transmitir essa doença, consultou um geneticista que, após constatar que a família reside em um grande centro urbano, bem como a inexistência de casamentos consangüíneos, preparou o heredograma abaixo. Nele, o consultante está indicado por uma seta.

 
 

(A)

Sabendo que a doença em questão é um caso de herança ligada ao sexo, formule a conclusão do geneticista quanto à possibilidade de o consultante transmitir a doença a seus descendentes diretos.

(B)

Calcule os valores correspondentes à probabilidade de que o primo doente do consultante, ao casar com uma mulher normal, gere filhas e filhos afetados pela doença.

3

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

BIOLOGIA

 

Questão 03

Questão 03

Questão 03

Questão 03

Questão 03

Os três pássaros abaixo, identificados pelas letras A, B e C, coexistem na mesma floresta. Cada um deles se alimenta de insetos que vivem em locais diferentes da mesma árvore, indicados pelos círculos.

Cada um deles se alimenta de insetos que vivem em locais diferentes da mesma árvore, indicados

(COX, C. Barry e MOORE, Peter D. Biogeography . London: Blackwell Science, 1993 .)

(A)

Indique o tipo de relação ecológica existente entre esses pássaros e os insetos.

(B)

Explique o fato de não existir competição direta entre os pássaros.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

Em uma experiência de laboratório, células de uma bactéria de crescimento rápido foram inoculadas em um frasco contendo meio de cultura adequado. Ao longo de um período de 20 horas, foram medidas, a intervalos regulares, entre outras variáveis, a densidade populacional e a velocidade de crescimento. Os gráficos abaixo representam os valores medidos.

Os gráficos abaixo representam os valores medidos. (A) Sabendo que o gráfico 3 representa a densidade

(A)

Sabendo que o gráfico 3 representa a densidade populacional, indique o gráfico que representa a velocidade de crescimento da bactéria, que é definida como o número de novas bactérias formadas por minuto.

4

(B)

Explique como a velocidade de crescimento varia em função da concentração de nutrientes, nas condições experimentais citadas.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

BIOLOGIA

BIOLOGIA QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505 O gráfico abaixo demonstra, no organismo humano, a relação

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505

O gráfico abaixo demonstra, no organismo humano, a relação entre os linfócitos T e o vírus da imunodeficiência humana (HIV), ao longo de dez anos de curso da síndrome da deficiência imunológica adquirida (AIDS).

da síndrome da deficiência imunológica adquirida (AIDS). (PURVES, William K. et alii . Life. The science

(PURVES, William K. et alii. Life. The science of biology . Massachusetts: W. H. Freeman and company, 1998.)

Explique as razões das quedas das concentrações de:

(A)

(B)

linfócitos T;

HIV.

quedas das concentrações de: (A) (B) linfócitos T; HIV. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606 Células

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606

Células hepáticas, adequadamente rompidas, foram separadas, por centrifugação, em quatro frações particuladas e uma fração solúvel. Cada uma das frações particuladas apresentava predominância, respectivamente, de núcleos, mitocôndrias, lisossomas ou microssomas.

(A)

Admita que todas as frações tenham sido incubadas com concentrações iguais de ácido pirúvico marcado com carbono radioativo ( 14 C ). Nomeie a fração que deverá produzir, nesta condição, maior quantidade de 14 CO 2 , quando em aerobiose, e cite as etapas da respiração aeróbica envolvidas em tal produção.

(B)

Indique a fração que poderá, em condições adequadas, sintetizar proteínas do citosol, nomeando os tipos de ácido ribonucléicos necessários para a síntese.

tipos de ácido ribonucléicos necessários para a síntese. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707 Dois

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707

Dois cientistas realizaram uma experiência com o objetivo de estudar a transmissão das informações contidas nos genes do núcleo de células de diferentes tecidos. Núcleos de óvulos de rã não-fertilizados foram substituídos por núcleos de células somáticas, retiradas de uma mesma rã. Os cientistas observaram que a grande maioria destas células, com seus novos núcleos, resultaram na formação de embriões normais.

Explique por que:

(A)

esses núcleos transplantados de células somáticas de diferentes tecidos deram origem a indivíduos normais e idênticos;

(B)

o resultado da experiência seria diferente se tivessem sido usados núcleos de células germinativas.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

5

6

BIOLOGIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808

O

gás carbônico (CO 2 ) produzido nos tecidos é transportado pelo sangue venoso, para

ser eliminado nos pulmões, sob as formas de CO 2 dissolvido, ácido carbônico(H 2 CO 3 ),

bicarbonato ( HCO ) e carboaminohemoglobina (

3

HbCO

2

).

bicarbonato ( HCO ) e carboaminohemoglobina ( 3 HbCO 2 ).

O

gráfico acima representa as medidas de algumas dessas substâncias, bem como a saturação

da

hemoglobina pelo oxigênio (

HbO

2

), no sangue venoso de uma pessoa em repouso, respirando

em duas situações:

1 - ar atmosférico (pressão parcial de oxigênio igual a 150 mmHg);

2 - oxigênio puro (press ã o de oxigênio igual a 2.500 mmHg), a partir do mom ento T.

Nas duas situações, a percentagem de HbO 2 no sangue arterial é de 100%.

(A)

Considere que o CO 2 liberado pelos tecidos, ao penetrar nas hemácias, forma rapidamente ácido carbônico por ação de enzima anidrase carbônica, que forma, por sua vez, bicarbonato. Estabeleça a relação entre a desoxigenação da hemoglobina que ocorre na situação 1 e a formação de bicarbonato.

(B)

Indique qual das formas de hemoglobina – oxigenada ou não-oxigenada – tem menor afinidade pelo CO 2 . Justifique sua indicação.

Questão 09

Questão 09

Questão 09

Questão 09

Questão 09

O

controle da abertura dos estômatos das folhas envolve o transporte ativo de íons de potássio.

(A)

Descreva a importância do potássio no processo de abertura dos estômatos.

(B)

Nomeie as células responsáveis pelo controle dessa abertura.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

BIOLOGIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010 Já no início do século passado, demonstrava-se, experimentalmente,
QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010
Já no início do século passado, demonstrava-se, experimentalmente, que a retirada do pâncreas
alterava o metabolismo dos glicídios em animais, provocando hiperglicemia não-reversível,mesmo
com a administração de extratos integrais pancreáticos.
Os cientistas Banting e Best realizaram, em 1921, uma experiência que consistiu em obstruir o
duto excretor principal do pâncreas de um cão. Tal manobra destrói a parte exócrina do órgão,
mas não altera as ilhotas pancreáticas responsáveis pela atividade endócrina dessa glândula.
Semanas após, os cientistas retiraram o pâncreas, assim degenerado, e injetaram seu extrato
integral em um outro cão pancreatectomizado, medindo suas alterações glicêmicas ao longo de
três dias.
No gráfico abaixo, elaborado pelos próprios cientistas, as setas indicam os momentos das injeções.
Observe que o extrato de pâncreas de uma das injeções foi previamente incubado com suco
pancreático.
(Adaptado de BARRINGTON, E.J.W. The chemical basis of physiological regulation. Glenview: Scott, Foresman and Company, 1968.)
(A)
Explique as causas das alterações da glicemia notadas no cão após as injeções de extrato de
pâncreas e a injeção de extrato de pâncreas previamente incubado com suco pancreático.
(B)
Indique a conseqüência da ação do hormônio pancreático envolvido neste experimento, tanto
sobre a síntese quanto sobre a degradação de gorduras.
7

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

22222 a a a a a FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME

22222 aaaaa FFFFFASEASEASEASEASE ----- EXAMEEXAMEEXAMEEXAMEEXAME DDDDDISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVISCURSIVOOOOO

1616161616/////1212121212/2001/2001/2001/2001/2001

Neste caderno você encontrará um conjunto de 40 (quarenta) páginas numeradas seqüencialmente,contendo 10 (dez) questões de cada uma das seguintes disciplinas:Biologia, Geografia, Língua Portuguesa/Literatura Brasileira, Língua Estrangeira (Espanhol, Francês e Inglês), Matemática e Química e, ainda, a tabela periódica na página 37.

Não abra o caderno antes de receber autorização.

INSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕESINSTRUÇÕES

1. Verifique se você recebeu 2 (dois) cadernos de respostas, correspondentes às disciplinas específicas de seu grupo de carreiras.

2. Verifique se o seu nome, número de inscrição e número do documento de identidade

estão corretos nas sobrecapas dos cadernos de respostas.

Se houver erro, notifique o fiscal.

3. Destaque, da sobrecapa de cada caderno de respostas, os comprovantes que têm seu nome; leve-os com você ao terminar a prova.

4. Ao receber autorização para abrir este caderno, verifique se a impressão, a paginação e

a numeração das questões estão corretas.

Caso ocorra qualquer erro, notifique o fiscal.

5. A solução de cada questão deverá ser apresentada no espaço indicado no

caderno de respostas. Não serão consideradas as questões resolvidas fora do local apropriado.

6. As provas devem ser resolvidas, de preferência, a caneta azul ou preta.

7. Você dispõe de 5 (cinco) horas para fazer esta prova. Faça-a com tranqüilidade, mas

controle o seu tempo.

8. Ao terminar a prova, entregue ao fiscal os cadernos de respostas e este caderno.

BIOLOGIA

BIOLOGIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0101010101

 

A

virulência do Bacillus anthracis, causador do antraz, está diretamente associada à presença

conjunta dos componentes toxina e cápsula bacteriana, e é atenuada quando um deles está

ausente.

Os constituintes da toxina são codificados por genes existentes no plasmídeo pX01, e os da cápsula por genes existentes no plasmídeo pX02.

O

esquema abaixo representa quatro diferentes linhagens de Bacillus anthracis.

quatro diferentes linhagens de Bacillus anthracis. (A) Explique a utilidade dos plasmídeos bacterianos no

(A)

Explique a utilidade dos plasmídeos bacterianos no desenvolvimento de técnicas de DNA recombinante.

(B)

A cápsula do Bacillus anthracis, ao contrário da toxina,não possui antígenos capazes de provocar reação imunológica protetora em mamíferos. Dentre as linhagens apresentadas, indique a que pode ser utilizada na elaboração de uma vacina composta por bactérias vivas com virulência atenuada. Justifique sua indicação.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202

Um homem pertence a uma família na qual, há gerações, diversos membros são afetados por raquitismo resistente ao tratamento com vitamina D. Preocupado com a possibilidade de transmitir essa doença, consultou um geneticista que, após constatar que a família reside em um grande centro urbano, bem como a inexistência de casamentos consangüíneos, preparou o heredograma abaixo. Nele, o consultante está indicado por uma seta.

 
 

(A)

Sabendo que a doença em questão é um caso de herança ligada ao sexo, formule a conclusão do geneticista quanto à possibilidade de o consultante transmitir a doença a seus descendentes diretos.

(B)

Calcule os valores correspondentes à probabilidade de que o primo doente do consultante, ao casar com uma mulher normal, gere filhas e filhos afetados pela doença.

3

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

BIOLOGIA

 

Questão 03

Questão 03

Questão 03

Questão 03

Questão 03

Os três pássaros abaixo, identificados pelas letras A, B e C, coexistem na mesma floresta. Cada um deles se alimenta de insetos que vivem em locais diferentes da mesma árvore, indicados pelos círculos.

Cada um deles se alimenta de insetos que vivem em locais diferentes da mesma árvore, indicados

(COX, C. Barry e MOORE, Peter D. Biogeography . London: Blackwell Science, 1993 .)

(A)

Indique o tipo de relação ecológica existente entre esses pássaros e os insetos.

(B)

Explique o fato de não existir competição direta entre os pássaros.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

Em uma experiência de laboratório, células de uma bactéria de crescimento rápido foram inoculadas em um frasco contendo meio de cultura adequado. Ao longo de um período de 20 horas, foram medidas, a intervalos regulares, entre outras variáveis, a densidade populacional e a velocidade de crescimento. Os gráficos abaixo representam os valores medidos.

Os gráficos abaixo representam os valores medidos. (A) Sabendo que o gráfico 3 representa a densidade

(A)

Sabendo que o gráfico 3 representa a densidade populacional, indique o gráfico que representa a velocidade de crescimento da bactéria, que é definida como o número de novas bactérias formadas por minuto.

4

(B)

Explique como a velocidade de crescimento varia em função da concentração de nutrientes, nas condições experimentais citadas.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

BIOLOGIA

BIOLOGIA QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505 O gráfico abaixo demonstra, no organismo humano, a relação

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505

O gráfico abaixo demonstra, no organismo humano, a relação entre os linfócitos T e o vírus da imunodeficiência humana (HIV), ao longo de dez anos de curso da síndrome da deficiência imunológica adquirida (AIDS).

da síndrome da deficiência imunológica adquirida (AIDS). (PURVES, William K. et alii . Life. The science

(PURVES, William K. et alii. Life. The science of biology . Massachusetts: W. H. Freeman and company, 1998.)

Explique as razões das quedas das concentrações de:

(A)

(B)

linfócitos T;

HIV.

quedas das concentrações de: (A) (B) linfócitos T; HIV. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606 Células

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0606060606

Células hepáticas, adequadamente rompidas, foram separadas, por centrifugação, em quatro frações particuladas e uma fração solúvel. Cada uma das frações particuladas apresentava predominância, respectivamente, de núcleos, mitocôndrias, lisossomas ou microssomas.

(A)

Admita que todas as frações tenham sido incubadas com concentrações iguais de ácido pirúvico marcado com carbono radioativo ( 14 C ). Nomeie a fração que deverá produzir, nesta condição, maior quantidade de 14 CO 2 , quando em aerobiose, e cite as etapas da respiração aeróbica envolvidas em tal produção.

(B)

Indique a fração que poderá, em condições adequadas, sintetizar proteínas do citosol, nomeando os tipos de ácido ribonucléicos necessários para a síntese.

tipos de ácido ribonucléicos necessários para a síntese. QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707 Dois

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707

Dois cientistas realizaram uma experiência com o objetivo de estudar a transmissão das informações contidas nos genes do núcleo de células de diferentes tecidos. Núcleos de óvulos de rã não-fertilizados foram substituídos por núcleos de células somáticas, retiradas de uma mesma rã. Os cientistas observaram que a grande maioria destas células, com seus novos núcleos, resultaram na formação de embriões normais.

Explique por que:

(A)

esses núcleos transplantados de células somáticas de diferentes tecidos deram origem a indivíduos normais e idênticos;

(B)

o resultado da experiência seria diferente se tivessem sido usados núcleos de células germinativas.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

5

6

BIOLOGIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808

O

gás carbônico (CO 2 ) produzido nos tecidos é transportado pelo sangue venoso, para

ser eliminado nos pulmões, sob as formas de CO 2 dissolvido, ácido carbônico(H 2 CO 3 ),

bicarbonato ( HCO ) e carboaminohemoglobina (

3

HbCO

2

).

bicarbonato ( HCO ) e carboaminohemoglobina ( 3 HbCO 2 ).

O

gráfico acima representa as medidas de algumas dessas substâncias, bem como a saturação

da

hemoglobina pelo oxigênio (

HbO

2

), no sangue venoso de uma pessoa em repouso, respirando

em duas situações:

1 - ar atmosférico (pressão parcial de oxigênio igual a 150 mmHg);

2 - oxigênio puro (press ã o de oxigênio igual a 2.500 mmHg), a partir do mom ento T.

Nas duas situações, a percentagem de HbO 2 no sangue arterial é de 100%.

(A)

Considere que o CO 2 liberado pelos tecidos, ao penetrar nas hemácias, forma rapidamente ácido carbônico por ação de enzima anidrase carbônica, que forma, por sua vez, bicarbonato. Estabeleça a relação entre a desoxigenação da hemoglobina que ocorre na situação 1 e a formação de bicarbonato.

(B)

Indique qual das formas de hemoglobina – oxigenada ou não-oxigenada – tem menor afinidade pelo CO 2 . Justifique sua indicação.

Questão 09

Questão 09

Questão 09

Questão 09

Questão 09

O

controle da abertura dos estômatos das folhas envolve o transporte ativo de íons de potássio.

(A)

Descreva a importância do potássio no processo de abertura dos estômatos.

(B)

Nomeie as células responsáveis pelo controle dessa abertura.

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

BIOLOGIA

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010 Já no início do século passado, demonstrava-se, experimentalmente,
QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010
Já no início do século passado, demonstrava-se, experimentalmente, que a retirada do pâncreas
alterava o metabolismo dos glicídios em animais, provocando hiperglicemia não-reversível,mesmo
com a administração de extratos integrais pancreáticos.
Os cientistas Banting e Best realizaram, em 1921, uma experiência que consistiu em obstruir o
duto excretor principal do pâncreas de um cão. Tal manobra destrói a parte exócrina do órgão,
mas não altera as ilhotas pancreáticas responsáveis pela atividade endócrina dessa glândula.
Semanas após, os cientistas retiraram o pâncreas, assim degenerado, e injetaram seu extrato
integral em um outro cão pancreatectomizado, medindo suas alterações glicêmicas ao longo de
três dias.
No gráfico abaixo, elaborado pelos próprios cientistas, as setas indicam os momentos das injeções.
Observe que o extrato de pâncreas de uma das injeções foi previamente incubado com suco
pancreático.
(Adaptado de BARRINGTON, E.J.W. The chemical basis of physiological regulation. Glenview: Scott, Foresman and Company, 1968.)
(A)
Explique as causas das alterações da glicemia notadas no cão após as injeções de extrato de
pâncreas e a injeção de extrato de pâncreas previamente incubado com suco pancreático.
(B)
Indique a conseqüência da ação do hormônio pancreático envolvido neste experimento, tanto
sobre a síntese quanto sobre a degradação de gorduras.
7

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

18

ESPANHOLESPANHOL

 

As questões devem ser respondidas em língua portuguesa. A língua estrangeira só deverá ser utilizada quando o enunciado exigir que se retire parte do texto.

 

TEXTO I

 
 

ABUELOS: LOS NUEVOS PADRES

 

La relación de los abuelos con sus nietos es beneficiosa tanto para el niño como para el adulto. A veces surgen problemas entre los padres que afectan esta unión.

Con la incorporación de la mujer al mundo laboral, el orden familiar ha experimentado una

al mundo laboral, el orden familiar ha experimentado una   confusión de los niños en cuanto
 

confusión de los niños en cuanto a las pautas de comportamiento que deben adoptar. La

45

psicóloga Lourdes Merino, destaca cómo influye esta situación en el menor: “A veces, los criterios de conducta de los padres son diferentes a los de los abuelos. Por ejemplo, el padre no permite a su hijo tomar

05

serie de cambios. Hace 20 años, la mujer dedicaba todo su tiempo al hogar y

a

los hijos. Ahora no. Este

50

golosinas antes de la comida, mientras que el abuelo es más permisivo en este aspecto. El niño se siente despistado y sin saber qué hacer cuando se presenta esta situación. Los pequeños aprenden pronto, y saben a quién

10

cambio ha hecho que la

figura de los abuelos recupere su importancia dentro de la familia. Esperar a los nietos a la salida del colegio, darles la merienda y llevarles al parque son algunas de las tareas de las que

55

acudir cuando quieren ciertos caprichos”.

(

)

La figura del abuelo dentro de la familia

15

se ocupan los mayores. Estos nuevos hábitos sociales son beneficiosos, tanto para el abuelo como para el menor. La psicóloga Lourdes Merino explica los motivos: “Los abuelos se sienten útiles cuidando de sus nietos. La

puede dar lugar a situaciones de conflicto, en el caso de que los padres del menor decidan separarse. En algunos casos, tras la

60

ruptura de la pareja, los abuelos pierden el contacto con sus nietos por este cambio de circunstancias familiares. Debido a este problema, todos los grupos parlamentarios han instado al Gobierno a que, en el plazo

20

jubilación es una época difícil para los mayores, pues dejan de tener una ocupación fija. Sin embargo, al hacerse responsables de

los niños, aunque sea por unas horas, vuelven

65

de 6 meses, elabore un proyecto de ley de reforma del Código Civil que regule, en los procesos que resuelvan crisis de pareja, que los hijos mantengan relaciones personales de forma especial, con sus

abuelos. El abogado de familia Manuel de Cristóbal considera esta medida como un avance en la situación actual de los abuelos. Sin embargo, todavía queda mucho por hacer: “En este texto legal no

se recogen otros casos muy habituales, en los que los abuelos también se ven perjudicados, como cuando muere el padre o la madre de los pequeños, y los abuelos de esa parte de la familia dejan de

ver a sus nietos. Estas difíciles situaciones también deberían haberse incluido en esta solicitud de proyecto de ley”.

a

estar activos, y se sienten bien. Además, se

25

produce una mayor integración de los abuelos en la familia”. Los menores también se benefician de esta relación tan especial. La socióloga de familia Inés Alberdi comenta los aspectos positivos: “Los abuelos transmiten a

los niños todas sus vivencias, experiencias y recuerdos. Para los menores esto supone un gran aprendizaje. Además, se establecen unos vínculos afectivos muy importantes”.También hay que tener en cuenta que puede haber

aspectos negativos. En algunas ocasiones, los mayores, en su afán por enseñar sus conocimientos a los nietos, confunden su papel y no sólo se hacen responsables de los niños por unas horas, sino que también

70

30

75

35

80

40

intentan educarles a su modo.

 

Una consecuencia que se deriva del cambio de roles entre los abuelos y los padres es la

 

VIRGINIA MADRID Y OLGA SANTIAGO http://abc.es/bynmujer

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

ESPANHOL

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0101010101

 

Abuelos: los nuevos padres é um texto argumentativo que se estrutura apresentando pontos positivos e negativos em relação a uma certa idéia.

 

Identifique:

(A)

a idéia que a autora defende no artigo;

(B)

um ponto positivo e um negativo da nova relação entre avós e netos.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202

A fim de sustentar a defesa de uma idéia, o enunciador de um texto argumentativo lança mão de recursos para garantir a sua opinião.

(A)

Indique o recurso utilizado pelo autor, entre as linhas 15 e 35, para validar a sua afirmação sobre a relação entre avós e netos.

(B)

Com base na exemplificação proposta entre as linhas 46 e 55, compare o procedimento de pais e avós no que diz respeito à educação das crianças.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0303030303

el orden familiar ha experimentado una serie de cambios. ( !. 3 - 5)

Com base no texto, descreva:

(A)

a mudança no papel da mulher;

(B)

dois comportamentos negativos que as crianças podem vir a desenvolver em conseqüência do convívio com os avós.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0404040404

No artigo, discute-se o papel do Governo nas questões ligadas à busca de soluções que mantenham a estabilidade do contato entre os avós e seus netos.

Retire do texto um fragmento que contém:

(A)

uma avaliação da forma de atuar do Governo;

(B)

um exemplo de falha na reforma do Código Civil a respeito desse assunto.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0505050505

y no sólo se hacen responsables de los niños por unas horas, sino que también intentan educarles a su modo. ( !. 38 - 40)

Considerando esse fragmento, indique os elementos gramaticais que:

(A)

referem-se aos avós como aqueles que pretendem educar os netos;

(B)

constroem o sentido de adição entre as duas proposições.

19

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

20

ESPANHOL

TEXTO II

QUERIDA GENTE:

05

10

Hoy he llegado desde Lisboa hasta aquí en Madrid nuevamente, solo que ahora para

esperar el vuelo que me lleva a Argentina el próximo 1 de noviembre, y de paso ya que he conocido tantos y tantos pueblos y ciudades de la Península Ibérica con la bici, no podía

y de paso ya que he conocido tantos y tantos pueblos y ciudades de la Península

30

35

A mi regreso a Buenos Aires seguiré con las labores diarias, pero les aseguro que para un tipo casado, de 40 años (que no son muchos), con dos niños, haberse dado un gustazo como este vale la pena. También

tantos días de soledad, sólo el “pedaleo” diario me distraía un poco, me hace valorar también muchas cosas, que, por supuesto, no hace falta venir a España para darse cuenta de ello, pero, viajar, conocer para

dejar de irme de aquí sin al menos estar un día o dos en Madrid (

40

un bicho curioso como yo y como tantos que lo hacemos, nos hace abrir el marote para comprender más cosas, no me siento más que nadie en absoluto, me siento eso sí como si hubiera encontrado más piezas de

Quiero ante todo decirles que estoy muy, pero muy emocionado y satisfecho por tamaña travesía que me he hecho por la

15

Península Ibérica de pe a pa, he conocido

mucho, pueblos, gente, dialectos, costumbres, comidas, y he tocado con mis manos mucho arte y/o piedras fundamentales en la antigüedad y he caminado y conocido

45

este rompecabezas que es la vida misma.

Este es mi último e-mail (¡esto de pedalear y

escribir

!, ¡la próxima puedo traer una !) no los jorobo más. Y quiero

secretaria

20

torres, atalayas, castillos, rutas, hostales,

decirles que toda la información que tengo

ríos, playas, en fin

todo, todo lo que se

50

respecto a este viaje (

)

 

está disponible para

puedan imaginar. Sí todo y bien, CON UNA BICICLETA, con mi bicicleta. Puedo hablar con orgullo y hasta hablar en nombre de

quienes quieran simplemente aprovechar mi

humilde experiencia (

NINGÚN INTERÉS DE NINGÚN TIPO, sólo para aquellos que se respetan a sí mismos,

y por supuesto SIN

)

25

ella también (¿me habré vuelto loco

?)

que

todo lo hice/hicimos andando a nuestro ritmo, en casi todos los puertos grosos de

55

a la vida, a la naturaleza, y que les gusta mucho

como a mí “EL CICLOTURISMO”.

España: caminando, y contemplando el paisaje. ( )

JUAN ALBERTO GALMES http://www.infobiker.com.ar

Questão 06

Questão 06

Questão 06

Questão 06

Questão 06

Este texto é um e-mail enviado por um argentino a um grupo de leitores identificados pelo tratamento de querida gente.

(A)

Indique os dois objetivos centrais de Juan Alberto ao escrever esse e-mail.

(B)

Retire do texto dois fragmentos que contenham outros exemplos de que o enunciador se dirige diretamente ao seu leitor.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0707070707

estoy muy, pero muy emocionado y satisfecho por tamaña travesía que me he hecho por la Península Ibérica de pe a pa, (! . 12 - 15)

(A)

Galmes usa o verbo estoy para mostrar como se sentia no momento em que escreve seu e-mail. Indique o sentido de he hecho, em relação à forma presente estoy.

(B)

Identifique o significado da expressão por la Península Ibérica de pe a pa.

 

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

ESPANHOL

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0808080808

 

1: todo lo hice/hicimos andando a nuestro ritmo, ( !. 26 - 27) 2: yo y como tantos que lo hacemos, nos hace abrir el marote (! . 40 - 41)

Galmes, em alguns momentos, inclui a si mesmo e a outro como pessoas da enunciação.

Indique a quem se refere a primeira pessoa do plural:

(A)

no fragmento 1;

(B)

no fragmento 2.

TEXTTEXTTEXTTEXTTEXTOOOOO IIIIIIIIIIIIIII

 
 

(Muy interesante, enero, 2001)

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0909090909

Considerando o título e a cena do quadro,

(A)

explique a comicidade estabelecida entre eles;

(B)

formule, com uma frase completa, a conclusão a que se pode chegar sobre a qualidade de vida no futuro.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 1010101010

A partir da leitura dos diálogos entre os personagens masculinos e femininos do quadrinho,

(A)

retire as duas expressões que indicam o interesse pelo sexo oposto;

(B)

explique o significado do comentário feito pela mulher morena, ao dizer que os homens são unos críos.

21

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

18

ESPANHOLESPANHOL

 

As questões devem ser respondidas em língua portuguesa. A língua estrangeira só deverá ser utilizada quando o enunciado exigir que se retire parte do texto.

 

TEXTO I

 
 

ABUELOS: LOS NUEVOS PADRES

 

La relación de los abuelos con sus nietos es beneficiosa tanto para el niño como para el adulto. A veces surgen problemas entre los padres que afectan esta unión.

Con la incorporación de la mujer al mundo laboral, el orden familiar ha experimentado una

al mundo laboral, el orden familiar ha experimentado una   confusión de los niños en cuanto
 

confusión de los niños en cuanto a las pautas de comportamiento que deben adoptar. La

45

psicóloga Lourdes Merino, destaca cómo influye esta situación en el menor: “A veces, los criterios de conducta de los padres son diferentes a los de los abuelos. Por ejemplo, el padre no permite a su hijo tomar

05

serie de cambios. Hace 20 años, la mujer dedicaba todo su tiempo al hogar y

a

los hijos. Ahora no. Este

50

golosinas antes de la comida, mientras que el abuelo es más permisivo en este aspecto. El niño se siente despistado y sin saber qué hacer cuando se presenta esta situación. Los pequeños aprenden pronto, y saben a quién

10

cambio ha hecho que la

figura de los abuelos recupere su importancia dentro de la familia. Esperar a los nietos a la salida del colegio, darles la merienda y llevarles al parque son algunas de las tareas de las que

55

acudir cuando quieren ciertos caprichos”.

(

)

La figura del abuelo dentro de la familia

15

se ocupan los mayores. Estos nuevos hábitos sociales son beneficiosos, tanto para el abuelo como para el menor. La psicóloga Lourdes Merino explica los motivos: “Los abuelos se sienten útiles cuidando de sus nietos. La

puede dar lugar a situaciones de conflicto, en el caso de que los padres del menor decidan separarse. En algunos casos, tras la

60

ruptura de la pareja, los abuelos pierden el contacto con sus nietos por este cambio de circunstancias familiares. Debido a este problema, todos los grupos parlamentarios han instado al Gobierno a que, en el plazo

20

jubilación es una época difícil para los mayores, pues dejan de tener una ocupación fija. Sin embargo, al hacerse responsables de

los niños, aunque sea por unas horas, vuelven

65

de 6 meses, elabore un proyecto de ley de reforma del Código Civil que regule, en los procesos que resuelvan crisis de pareja, que los hijos mantengan relaciones personales de forma especial, con sus

abuelos. El abogado de familia Manuel de Cristóbal considera esta medida como un avance en la situación actual de los abuelos. Sin embargo, todavía queda mucho por hacer: “En este texto legal no

se recogen otros casos muy habituales, en los que los abuelos también se ven perjudicados, como cuando muere el padre o la madre de los pequeños, y los abuelos de esa parte de la familia dejan de

ver a sus nietos. Estas difíciles situaciones también deberían haberse incluido en esta solicitud de proyecto de ley”.

a

estar activos, y se sienten bien. Además, se

25

produce una mayor integración de los abuelos en la familia”. Los menores también se benefician de esta relación tan especial. La socióloga de familia Inés Alberdi comenta los aspectos positivos: “Los abuelos transmiten a

los niños todas sus vivencias, experiencias y recuerdos. Para los menores esto supone un gran aprendizaje. Además, se establecen unos vínculos afectivos muy importantes”.También hay que tener en cuenta que puede haber

aspectos negativos. En algunas ocasiones, los mayores, en su afán por enseñar sus conocimientos a los nietos, confunden su papel y no sólo se hacen responsables de los niños por unas horas, sino que también

70

30

75

35

80

40

intentan educarles a su modo.

 

Una consecuencia que se deriva del cambio de roles entre los abuelos y los padres es la

 

VIRGINIA MADRID Y OLGA SANTIAGO http://abc.es/bynmujer

Exame Discursivo • Vestibular Estadual 2002

ESPANHOL

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0101010101

 

Abuelos: los nuevos padres é um texto argumentativo que se estrutura apresentando pontos positivos e negativos em relação a uma certa idéia.

 

Identifique:

(A)

a idéia que a autora defende no artigo;

(B)

um ponto positivo e um negativo da nova relação entre avós e netos.

QuestãoQuestãoQuestãoQuestãoQuestão 0202020202

A fim de sustentar a defesa de uma idéia, o enunciador de um texto argumentativo lança mão de recursos para garantir a sua opinião.

(A)

Indique o recurso utilizado pelo autor, entre as linhas 15 e 35, para validar a sua afirmação sobre a relação entre avós e netos.

(B)