Vous êtes sur la page 1sur 42

RELATÓRIO TÉCNICO

PROJETO SER CRIANÇA - ARAÇUAÍ/MG


FEVEREIRO / MARÇO
2007

INTRODUÇÃO

Iniciamos o ano de 2007 atendendo a 200 crianças na faixa etária de 6 a 15 anos, em horário
complementar ao da escola. No momento, estamos atendendo cinco grupos pela manhã e quatro à
tarde, conforme a demanda escolar. Todo início de ano, a partir da formação de educadores, temos a
oportunidade de elaborar o Plano de Trabalho e Avaliação (PTA), que é realizado de acordo com as
necessidades das crianças, sem perder de vista o nosso objetivo em relação à “transformação social”.

Elaborar o PTA nos permite traçar uma direção rumo a essa transformação social. A partir dele,
damos direção às nossas dimensões – empoderamento comunitário, compromisso ambiental, valores
humanos e culturais – e à aprendizagem lúdica, realizando-a por meio de nossas tecnologias de
aprendizagem.

DESCRIÇÃO E ANÁLISE DAS ATIVIDADES DE ACORDO COM O PTA

• Formação de Educadores

Sempre iniciamos o ano com uma formação de educadores. Antes de dar início às atividades, a
coordenação esteve em Curvelo, com os demais coordenadores da instituição, para discutir as
propostas e metas de trabalho do novo ano junto com o Tião Rocha.

A formação dos educadores este ano teve duração de 20 horas, juntamente com educadores do Ser

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 01


Criança, da coordenação da Fabriqueta, da coordenação do Cidade Criança e da coordenação da
Cidade Educativa. Vivenciamos momentos de reflexão sobre nossa ação, aprendizagem e
descontração. Foram desenvolvidas técnicas interativas, dinâmicas lúdicas e atividades de grupo, jogos
cooperativos e reflexões, tudo isso voltado ao trabalho do cotidiano. Nossas ações são praticadas e
experimentadas no nosso dia-a-dia a partir de tecnologias de aprendizagem realizadas com as
crianças. Elaboramos o nosso PTA tendo como foco a transformação social.

A formação de educadores é realizada também através do Clube das Novidades, que acontece a cada
21 dias. Os educadores escolhem diferentes temas para serem discutidos, enriquecendo o
aprendizado. No Clube das Novidades, são desenvolvidos temas de forma criativa, usando para isso
filmes, músicas, textos, documentários, criação e recitação de poesias, teatros, brincadeiras, jogos etc.

O educador é o grande "provocador" e o elo de ligação de idéias e propostas no grupo e nos


intergrupos. Por isso, é tão importante promover a formação, para que juntos possamos discutir a
nossa prática, trocando experiências e trabalhando com o mesmo objetivo: a transformação social.

• Dinâmicas e brincadeiras

As dinâmicas e brincadeiras são constantes no projeto, pois aqui acreditamos na educação pelo
brinquedo. Nesses primeiros meses do projeto, elas foram nossas grandes aliadas. Trabalhamos com
as dinâmicas “Cosme e Damião”, “Se eu fosse”, “O Boneco”, “Meu Coração”, todas com o objetivo de
propiciar a troca de conhecimento e o entrosamento entre crianças e educadores. Todas essas
dinâmicas aconteceram de forma descontraída e interativa.

Brincadeiras como “Dado Carinhoso” e “Batalha da Amizade”, entre outras, criaram a oportunidade
de maior participação, descontração e afetividade, resgatando nossos valores culturais e humanos.
Tais práticas educativas são inseridas efetivamente em nosso cotidiano.

• Teatro

A partir do teatro, foi possível despertar nas crianças importantes valores humanos e culturais. O grupo
de adolescentes apresentou o teatro “Juventude, vamos lutar! Está na hora de nossos sonhos realizar”,
que fala das inquietações que os jovens sofrem na adolescência e dos riscos que sofrem na atual
sociedade. Esse foi um teatro bem reflexivo, que emocionou a todos que o assistiram.

Foram apresentadas vários peças com temas voltados para o compromisso ambiental, despertando
nas crianças o interesse e a valorização pelo meio ambiente. Teatros de comédia também são

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 2


realizados de forma descontraída, para que possamos tirar conclusões que nos ajudem no dia-a-dia,
permitindo às crianças entenderem que também podemos refletir através do lúdico.

• Higienização

Com o intuito de trabalhar auto-estima, beleza, bem-estar, saúde e mudanças de hábitos,


promovemos oficinas de higienização com as crianças e adolescentes. Esse trabalho proporciona
muita alegria e prazer, uma vez que as crianças se sentem bem cuidadas e estimuladas a cuidarem de
si.

Outro ponto importante dessa atividade, além da alegria, que é visível, é o fato de que uma criança se
preocupa com a outra, gerando assim muita harmonia, diálogo, entrosamento e cooperação. Nessa
oficina, utilizamos recursos naturais, como xampu de ervas e de limão, que não agridem o meio
ambiente, procurando formas eficientes e inovadoras.

• Filmes/Textos/Livros

A utilização de filmes é uma forma de trabalhar valores humanos como respeito às diferenças,
amizade, cooperação etc. Com o filme “A Bela e a Fera”, discutimos o respeito, a diferença, o
preconceito com a aparência, uma vez que somos diferentes uns dos outros e devemos respeitar e
aceitar o outro como ele é. Apesar das diferenças, podemos perceber, a partir da discussão, que as
crianças estão mais preocupadas em ver a beleza interior. As diferenças são visíveis no físico, mas
devemos olhar além do que nossos olhos podem ver.

Outro filme trabalhado foi “Garfield”, a partir do qual discutimos a questão da ambição, uma vez que
a história nos levou a refletir sobre nossos atos em relação a querer o que o outro tem. As crianças
fizeram alguns comentários, como prejudicar uma pessoa por “querer” o que ela possui e não
valorizar a condição em que vive, a sua própria cultura.

As crianças se envolvem bastante com o filmes e fazem algumas observações durante a exibição, o
que contribui para uma rica discussão: cada um pode expressar sua opinião e ouvir a opinião do
outro. A partir daí, surgem discussões e reflexões sobre a valorização humana.

Os textos “A cor do mundo”, “A Corrente orgulhosa”, “Caminhada pela montanha”, “A Libélula” e “O


Leopardo e a Raposa” foram trabalhados com o objetivo de melhorar as relações interpessoais, a
participação, a valorização e o respeito pelas pessoas. Eles proporcionam uma boa reflexão e nos
permitem dialogar sobre a melhor forma de obter uma convivência mais harmoniosa, tendo como

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 4


base o respeito. Contribuem também para motivar a interpretação e a leitura, melhorando a
aprendizagem de crianças e adolescentes.

Os trabalhos desenvolvidos com os livros são de grande importância, pois nos abrem um leque de
discussões de temas diversos. A leitura dos livros é uma ótima aliada para o enriquecimento do
vocabulário, permitindo que crianças e adolescentes reflitam sobre determinados tipos de
comportamento.

O livro “O Menino Marrom”, de Ziraldo, foi trabalhado com o objetivo de discutir sobre o preconceito,
o apelido, nossas semelhanças e diferenças. Com o livro “O pássaro-da-chuva”, de Monique
Bermond, trabalhamos temas como reciclagem de lixo, desperdício de água, aquecimento global,
enfim, a importância de se preservar o meio ambiente. O grupo reagiu de uma forma muito
participativa, realizando um trabalho sobre as diversas atividades relacionadas ao compromisso
ambiental.

O livro “Que horas são?”, que integra a Coleção Joinha, da Editora Record, despertou a atenção das
crianças menores, pois é lido de uma forma lúdica, fazendo-as viajar com a narração e deixando a
imaginação fluir. Discutimos com elas a importância de seguir regras visando a socialização e os
valores humanos e culturais.

Com objetivo de incentivar o interesse pela leitura e pela escrita, envolvemos também a comunidade,
gerando o sentimento de empoderamento comunitário, despertando o senso crítico e uma boa
interpretação. As atividades de leitura também acontecem em uma praça pública, utilizando para isso
o Bornal de Livros e a Algibeira de Leitura, despertando o interesse de pessoas que passam pelo local.
As crianças leram vários livros e depois apresentaram seu conteúdo para a pessoas presentes na praça
em forma de teatro e contação de história.

A mediação da leitura também vem sendo um importante instrumento utilizado para despertar nas
crianças e nos adolescentes o prazer de ler. Ela acontece de forma espontânea, em que crianças e
educadores se envolvem com atenção e tranqüilidade.

• Bornal de Jogos

Com os jogos “Velha Legal”, “Pense rápido” e “Contado histórias”, podemos trabalhar com as
crianças a aprendizagem de uma forma lúdica e prazerosa, pensando também em alcançar outros
objetivos, como cooperação, participação, criatividade, consciência ecológica. Com esses jogos, as
crianças vivenciam momentos de alegria, descontração e aprendizagem. É visível a colaboração e o

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 4


bom relacionamento entre elas, principalmente nos jogos de aprendizagem, uma vez que eles
contribuem com a leitura, a escrita e a interpretação, despertando o interesse sobre vários assuntos.

Por trabalhar muitos jogos, percebemos a necessidade e o interesse das crianças em criar os próprios
jogos. Criamos o jogo da memória, que teve como objetivo trabalhar a consciência ecológica, pois
estamos trabalhando com as crianças a importância do compromisso com a natureza, pensando tanto
no presente quanto nas gerações futuras.

• Biblioteca Virtual

O uso da biblioteca virtual no projeto desperta nas crianças grande interesse pela busca de
informações. Utilizamos esse recurso com o objetivo de desenvolver a aprendizagem a partir de jogos,
além de pesquisas em enciclopédias e na Internet. Isso vem ampliando o conhecimento e
enriquecendo o vocabulário das crianças, educadores e pais, pois todos têm a oportunidade de utilizar
a biblioteca virtual, gerando o fortalecimento comunitário.

Para que a atividade da biblioteca virtual aconteça com participação efetiva, utilizamos ao mesmo
tempo os jogos de aprendizagem do Bornal, pois o número de crianças por grupos é desproporcional
ao número de computadores. São dois instrumentos de aprendizagem que proporcionam satisfação,
cooperação e envolvimento. Todos os grupos têm a oportunidade de passar semanalmente por essa
atividade, que permite às crianças interagir com o mundo da tecnologia e da informação.

• Horta

Estamos replantando a nossa horta junto às crianças, como prática de uma atividade educativa dentro
do projeto. Ela nos permite valorizar o meio ambiente, utilizando a reciclagem e o alternativo,
incentivando uma plantação saudável e educativa.

Como atividade diária do projeto, a horta tem nos proporcionado maior estímulo ao compromisso
ambiental, pois reaproveitamos toda a matéria orgânica produzida no projeto, destinando-a ao
composto orgânico, que é nosso adubo alternativo. As mandalas são feitas com garrafas PET,
aproveitando-as para que não fiquem jogadas no meio ambiente.

Diariamente, as crianças cuidam da horta com empolgação, pois sabem que seus produtos são livres
de aditivos químicos, podendo compor nossa alimentação de forma mais saudável. Hoje, no projeto,
temos uma alimentação mais nutritiva. São frutas e verduras do Sitio Maravilha, cultivadas sem
agrotóxicos, à base de adubos orgânicos. Cuidando da horta, percebemos a importância de respeitar

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 5


todos os recursos naturais disponíveis em nosso planeta
• Brinquedoteca

Estamos sempre em busca de diversificar nossas atividades e a Brinquedoteca é uma que não falta em
nosso dia-a-dia. Tem sempre um grupo com a mão na massa, seja com retalhos, sucatas, argila,
areia, sementes e tinta de terra, enfim todo o material alternativo de que dispomos é transformado em
arte, contribuindo com a preservação do meio ambiente e despertando o compromisso ambiental.

Utilizando esses materiais, produzimos cartões, quadros, enfeites, gominhas de cabelo e esculturas.
Criamos, assim, a oportunidade de descobrir habilidades, deixando a criatividade fluir e evidenciando
o belo. Os objetivos alcançados com a Brinquedoteca são imensos, pois há grande valorização dos
recursos naturais e humanos, potencializando os fazeres e saberes de cada um que dela participa.

• Música

O projeto “Arassussa”, que tem como objetivo a transformação social de uma cidade sustentável,
conta com a participação do grupo Ponto de Partida, que faz um importante trabalho com o coral
Meninos de Araçuaí. O grupo produziu um novo CD, “PacaTatuCotiaNão”, que tem como tema o
compromisso ambiental. O repertório inclui músicas com letras criadas por Pablo Bertolha, Felipe
Saleme, Lido Loshi, além de algumas músicas do Vale do Jequitinhonha. São músicas simples, mas
com uma mensagem muito significativa para quem quer um futuro melhor.

O CD conta a história dos encantados, seres que cuidam da nossa “Inhá Terra”, que está doente por
causa do descaso dos seres humanos. Os guardiões da terra, que são seres humanos, encontram-se
com os “encantados” e recebem a missão de levar para outros seres humanos a mensagem de cuidar
da nossa Inhá Terra.

A estrutura para a gravação do CD aconteceu em Barbacena, em um local chamado Borda do


Campo, que tem uma floresta muito bonita, onde os meninos exploraram os sons da mata. Uma parte
da gravação foi feita dentro da mata, para dar um tom real ao CD. Foram nove dias de ensaio e seis
só para a gravação. O músico Milton Nascimento fez uma participação especial no CD, que terá uma
música de sua autoria chamada “Estrelada”.

Toda essa preparação foi motivo de grande alvoroço, expectativa, entusiasmo e comprometimento. As
crianças se envolveram, empenharam-se em fazer o melhor para que o CD ficasse maravilhoso.
Ficamos orgulhosos em saber que nossas vozes vão dizer para o mundo o quanto é importante cuidar
da nossa terra, do nosso planeta. A cada espetáculo, a cada música, acreditamos mais na

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 6


potencialidade das crianças e no poder que trazem consigo. Hoje, sabemos que os valores delas são
outros.

Além do trabalho realizado com as crianças do coral, também é feito um trabalho de musicalização
com as outras crianças do projeto. Elas gostam muito dessa atividade, porque têm a oportunidade de
aprender as músicas que são cantadas pelo coral, além de aprender a tocar os instrumentos, técnicas
de voz, de soltura do corpo etc.

A música dentro do projeto é vista como instrumento de educação, pois permite trabalhar auto-estima,
desinibição, empenho, interesse e motivação.

• Passeio no Sítio Maravilha

Com o intuito de mostrar como funciona o trabalho de permacultura para os educadores de Santo
André (SP), fomos ao Sitio Maravilha, que é referência nessa técnica, para que eles pudessem conhecer
o trabalho lá realizado. Aproveitando a oportunidade, levamos algumas crianças do coral, para que
tivessem maiores esclarecimentos sobre a permacultura, já que o CD “PacaTatuCotiaNão” é todo
voltado ao tema do meio ambiente. Assim, elas tiveram a oportunidade de tirar algumas dúvidas com
o Celso, coordenador do Sítio.

As crianças puderam ver um pouco do trabalho desenvolvido e, com isso, compreender melhor o que
é permacultura. Entretanto, com 10 crianças e 23 educadores, percebemos que ficava um pouco difícil
compreender tudo o que era falado, pois havia muitos adultos e a linguagem não era tão apropriada
para as crianças. Mesmo assim, a atenção de todos concentrou-se no que era falado.

GERENCIAMENTO DO PROJETO

O projeto é gerenciado pelo CPCD, que está sempre em busca de melhorias para o desenvolvimento
do trabalho, investindo no potencial dos educadores. A Instituição sempre resolve os problemas com
agilidade, utilizando tecnologias eficientes, como a roda, que é o nosso principal instrumento de
trabalho. Contamos ainda com o apoio da coordenação local, que proporciona uma melhoria
gradual na qualidade do trabalho, a partir de avaliações das práticas diárias.

DESEMPENHO DE EDUCADORES

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 7


Para um melhor desempenho dos educadores, começamos o trabalho com uma formação, que
aconteceu em clima de muita descontração e aprendizado. Nessa capacitação, elaboramos nosso PTA,
que tem como principal objetivo a transformação social. Tivemos a oportunidade de refletir sobre
nossas práticas educativas a partir das atividades desenvolvidas, que nos permitiram reavaliar e
aprimorar nossas ações.

Para ampliar nossos conhecimentos, tivemos como aliado o nosso Clube do Vídeo, momento em que
os educadores se encontram num clima de muita harmonia e satisfação. A equipe está confiante e
mostra-se disposta a não medir esforços para alcançar os objetivos propostos.

ENVOLVIMENTO DA FAMÍLIA E DA COMUNIDADE

Acreditamos que, para obter mais êxito em nosso trabalho, a parceria entre família e projeto é
fundamental. Para fortalecer esse vínculo, promovemos encontros com nosso grupo de pais, que
acontecem mensalmente. Muitos pais estão presentes em nosso cotidiano, trocando idéias com os
educadores.

A visita de pais ao projeto acontece semanalmente: a cada sexta-feira, alguns participam das
atividades, conhecendo melhor o nosso dia-a-dia e se apropriando de nossa metodologia, que
propicia grande fortalecimento comunitário.

ENVOLVIMENTO DE ENTIDADES

Começamos o ano realizando uma reunião com pais e educadores, contando com a presença de Tião
Rocha e de diretoras das escolas onde as crianças do coral estudam. O objetivo era conversar sobre o
trabalho realizado com o coral, uma vez que as crianças precisam viajar com freqüência para se
apresentar e por esse motivo faltam às aulas.

Houve uma grande participação das diretoras e acreditamos que, quanto mais pessoas envolvidas,
mais poderemos contribuir na aprendizagem das crianças, dando a elas oportunidades para
alcançarem a transformação social, tornando-as pessoas melhores e mais felizes.

Recebemos a visita da equipe de educadores de Santo André, que participaram de nossas atividades
durante uma semana, acompanharam rodas, dinâmicas e avaliações diárias. Eles puderam conhecer
melhor a nossa metodologia, uma vez que estavam em período de formação da equipe para a

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 8


abertura do Ser Criança em Santo André. Participaram também do Clube das Novidades, com recitais
de poesias e jogos, uma forma descontraída de aprendermos mais.

Tivemos momentos de muita interação e aprendizado, pois a troca de experiência é sempre válida
para o enriquecimento do trabalho. Uma das educadoras trouxe cartas escritas em atividades com as
crianças de Santo André para as crianças daqui, que responderam com muita empolgação. Essa
experiência também proporcionou uma diversidade de bons sentimentos, ajudando a manter o vínculo
com as pessoas que levam nossas experiências como aprendizado.

Contamos com a participação da estudante americana Emma, da cidade de Boston, que realiza
trabalhos com vídeos e fotografias e tem trazido um pouco de sua experiência para os projetos do
CPCD. Seus pais também estiveram nos visitando e conhecendo um pouco o nosso trabalho.

AVANÇOS OBTIDOS

• Índices qualitativos

- Aumento da procura de vagas para participação no projeto. A lista de espera é grande.


- Bom entrosamento entre as crianças, principalmente com as que chegaram este ano.
- Apropriação da metodologia de crianças que entraram agora.
- Rodas mais animadas e cheias de novidades com as novas músicas do coral Meninos de Araçuaí,
que estarão no CD “PacaTatuCotiaNão”.
- Maior apropriação do espaço por todos, mantendo sua ornamentação e organização.
- Maior interesse em cuidar da horta, visando uma alimentação mais saudável.
- Maior compromisso em cuidar do meio ambiente.
- Participação mais freqüente dos pais, acompanhando todas as atividades no projeto.
- Crianças com auto-estima elevada.
- Alimentação mais nutritiva e saudável.
- Crianças mais limpas e cuidando melhor do corpo.
- Espaço físico mais colorido e agradável.
- Reconhecimento da comunidade como espaço educativo.

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 9


• Índices quantitativos

Jogos produzidos 10
Dinâmicas realizadas 16
Textos lidos 15
Livros disponibilizados / acervo da Biblioteca 400
Teatros produzidos 20
Livros lidos 200
Confecção de PTA 1
Oficina de contação de histórias 20 horas
Brinquedos produzidos 100
Passeios 5
Confecção de bonecas de pano 100
Enciclopédias virtuais utilizadas 15
Jogos pedagógicos virtuais utilizados 20
Sessões de filmes 18
Canteiros em forma de mandalas 04
Poesias criadas 30

DIFICULDADES ENCONTRADAS

- Atender a todas as crianças na tarefa escolar com precisão.


- Envolver todas as crianças que não trazem a tarefa nas atividades voltadas para a aprendizagem
que acontecem durante o horário do dever.
- Envolver os adolescentes em todas as brincadeiras da roda.
- Estabelecer uma melhor relação entre projeto e escola.

BREVE SÍNTESE

O trabalho desenvolvido no projeto Ser Criança é um agente transformador, proporcionando a todos


momentos de alegria, aprendizagem, descobertas, avanços.

Com a reflexão de nossas ações, podemos avaliar nossa prática a partir da motivação e do
reconhecimento do nosso trabalho e juntos caminharmos em direção à transformação social, para que
no futuro as pessoas possam ser mais felizes.
Acreditamos que, quando somos motivadas e as pessoas reconhecem nosso esforço e dedicação, o
trabalho tem grande chance de alcançar os objetivos propostos.

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 10


Ana Paula Silva
Coordenadora do projeto Ser Criança

ANEXOS

• Depoimentos das atividades desenvolvidas

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 11


Formação de educador

“A formação de educadoras, cada vez mais, vem nos dando a oportunidade de rever conceitos e
atitudes que tomamos nos anos anteriores. È momento de fundamental importância para estarmos
mais próximos, trocando idéias, sentimentos e tornando nossos laços mais fortes. Por conseguinte, isso
refletirá nos nossos atos.”
Cristiana Gomes de Oliveira - Educadora

“Iniciar o ano com uma capacitação para os educadores foi de fundamental importância para
realizarmos em conjunto um trabalho de qualidade. Foi também um momento de descontração, em
que houve grande envolvimento e aproximação entre as pessoas. Enfim, foi muito enriquecedor para
nossa vida pessoal e nossa prática educativa.”
Talita Daniele Vieira Negreiros - Educadora

“A cada início de ano, a capacitação de educadores vem se voltando também para o nosso lado
pessoal. As coordenadoras se preocuparam em desenvolver dinâmicas, brincadeiras, músicas, que nos
proporcionam bem-estar físico e mental, surgindo assim novas descobertas. Aprendemos, cada vez
mais, a viver melhor, com harmonia e sintonia.”
Mauriléia José Santos - Educadora

“Tivemos uma capacitação de qualidade e de muita aprendizagem, em que procuramos inovar e


trocar experiência, ampliando cada vez mais nossos conhecimentos. Foram momentos prazerosos, de
muitas reflexões e tomadas de decisões para um melhor desempenho no trabalho.”
Fátima Cardoso - Educadora

“A cada ano a formação de educadores vem inovando e enriquecendo os nossos conhecimentos e


qualificando cada vez o trabalho e o nosso crescimento pessoal. Essa capacitação foi de suma
importância para começarmos o ano com mais empolgação e disponibilidade para alcançar nossos
objetivos e ideais.”
Virgínia Neles - Educadora

“A formação este ano foi importante para ambos projetos que atuam dentro do CPCD, pois trocamos
experiências, conhecemos mais detalhes das propostas, dando também oportunidade de sentar para
rediscutir o Plano de Trabalho e Avaliação, que é um grande incentivador do nosso trabalho.”
Jucélia Dourado - Educadora

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 12


“Nossa formação aconteceu com a junção dos projetos do CPCD em Araçuaí, proporcionando, assim,
mais interação, reflexão e direção ao nosso trabalho, que tem como objetivo a transformação social.”
Juliana Santana - Educadora

“Tudo que discutimos na roda serviu para nos conhecermos um pouco mais e refletir sobre que equipe
estamos formando. A capacitação trouxe aprendizado, conhecimento e alegria e nos estimulou a
começar o trabalho com vontade de fazer a diferença, acreditar mais no nosso potencial e juntos
conseguir alcançar nossos objetivos.”
Advete Santana - Coordenadora

“Esses encontros são fundamentais para melhorar conceitos e poder fazer um trabalho de boa
qualidade. Para mim, estar com o grupo é sempre um grande aprendizado, pois os momentos de
troca nos proporcionam crescimento.”
Luciana Prates - Coordenadora

Dinâmicas

Boneco e coração

“A dinâmica do boneco foi uma forma legal de cada um demonstrar o carinho que temos um pelo
outro.”
Aline Gonçalves dos Santos - 11 anos

“Com essa dinâmica, tivemos a oportunidade da saber qual é o desejo de cada um nesse novo
começo do projeto.”
Jefferson Moura - 10 anos

“Através dessa dinâmica, pude ver que precisamos ter carinho uns com outros.”
Aline Alves - 10 anos

“Essa dinâmica nos ensinou que devemos receber alegria e oferecer amor para os pessoas.”
Dalila Santos - 10 anos

“Gostei dessa atividade porque pude colocar os meus sentimentos.”


Anália Nascimento - 14 anos
“Às vezes, a gente acha que não tem o que oferecer para outras pessoas, mas todos temos algo de
melhor para ser oferecido.”
Fernando Gomes - 14 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 13


Se eu fosse

“Se eu fosse um pássaro, seria leve, ficaria junto com meu bando e seríamos unidos. Assim, seria mais
fácil resolver as maldades que os homens fazem, como capturar os pássaros, matá-los e com isso os
mesmos ficam em risco de extinção.”
Thaynara Mendes - 10 anos

“Se eu fosse uma planta, faria tudo para dar frutos e uma sombra onde pudesse abraçar com carinho
as pessoas que viessem buscar cobertura.”
Diarley Santos - 10 anos

“O meio ambiente é como o nosso corpo: devemos cuidar dele, senão ele pode adoecer. E o meio
ambiente está doente há muito tempo. Então, se eu pudesse, gostaria de ser um vento que trouxesse
coisa boa para a Terra.”
Isabela Pereira - 11 anos

“Quando eu ajudava o Willian a escrever sobre ele, fiquei emocionado quando ele disse que queria
ressaltar o momento em que ele ganhou um bombom de alguém, porque ele nunca tinha ganhado.”
Karine Montenegro - 12 anos

“Eu acho o projeto muito interessante. Gosto de fazer atividades e brincadeiras que me fazem sorrir.
Por isso, se eu pudesse, seria a música ‘Alecrim’, porque ela é alegre.”
Ed Robson Dourado - 14 anos

Cosme e Damião

“Com essa dinâmica, pude relembrar momentos felizes de minha infância, compartilhando alegrias.”
Jéssica Ferreira - 12 anos

“Falei da minha família, de algumas coisas que às vezes quero desabafar com alguém. Essa dinâmica
nos permite isso. Adorei!”
Anália Pereira - 13 anos

Batalha da Amizade

“Gostei da brincadeira Batalha da Amizade porque simboliza a paz e o carinho. É bom, pois podemos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 14


ensinar para outras pessoas fora do projeto.”
Isadora Amorim Freire - 7 anos

“O grupo foi muito divertido! Achei a brincadeira muito boa, aprendi a ser mais carinhosa com minha
mãe, com meu pai e com outras pessoas .Trocamos abraços, beijos e o grupo cooperou muito.”
Michele Pereira - 7 anos

“Com essa brincadeira, a gente fica mais amigo.”


Pablo Santos - 9 anos

“Foi bom brincar: abraçamos e beijamos as pessoas e ficamos mais amigos.”


Lauana Paixão - 7anos

Higienização

“Quando fazemos higienização, sinto uma grande alegria e vejo que é importante estarmos com a
nossa aparência agradável e bonita.”
Jéssica Silveira - 12 anos

“Foi muito bom sentar para cuidar das unhas, dos pés e das mãos. Eu fiz a da minha colega com
muito carinho e capricho.”
Amanda Ferreira - 13 anos

“Foi mágico o momento em que as crianças cuidavam das unhas! É um momento em que elas
conversam entre si e se conhecem mais.”
Valdirene - Educadora de Santo André

“Acho muito importante cuidar da nossa aparência e do nosso corpo. Isso faz bem para a saúde da
gente.”
Higor Ferreira - 9 anos

“Se todo mundo soubesse como é bom ficar limpo! As pessoas nos acham bonitos e querem abraçar e
beijar!”
Franciele Coelho - 9 anos

“Eu me sinto muito mais bonita quando cuido de mim.”


Hiáskhara Sád - 9 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Limpar as unhas e deixar os cabelos limpos é bom, porque não dá piolho e as pessoas acham a
gente bonito.”
Felipe Luís Ferreira - 9 anos

“Gosto de andar limpo. Antes eu só lavava os pés; agora eu esfrego, limpo e corto as unhas.”
Fabrício Almeida - 11 anos

“Adoro limpar e pintar minhas unhas! Eu me sinto uma criança mais feliz e bonita.”
Sâmara Rodrigues - 9 anos

“Cuidar das minhas unhas é muito divertido! Antes eu não me preocupava em fazer isso; depois que
fiz essa atividade aqui, estou limpando sempre.”
Paulo Ricardo Santos - 9 anos

Filmes

A Bela e a Fera

“Com o filme, percebemos o valor de cada um e a respeitar as suas diferenças.”


Lucas Teixeira - 10 anos

“Temos que amar as pessoas, mesmo que sejam diferentes de nós. O importante é elas existirem.”
Rafael Mendes - 12 anos

“É bom falar sobre as diferenças. Aprendemos a valorizar e a respeitar cada um.”


Wesley Magalhães - 10 anos

“Não devemos olhar a aparência, mas sim o que tem dentro de cada um. Isso é que é importante.”
Jéssica Matos - 10 anos

Garfield 2

“Eu aprendi com o filme que a gente não deve querer o que é do outro. A gente tem que valorizar o
que tem, porque às vezes tem muito mais valor e a gente não sabe.”
Heloane Ferreira - 10 anos
“O homem quer muito a riqueza, mas não é com a maldade que a gente consegue. O bem sempre
vence o mal. Uma pessoa deve ajudar a outra.”
Diarley Santos - 10 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Achei o filme muito legal. Só não achei legal a parte que o Garfield mentiu só para se dar bem. Ele
confundiu muito as pessoas e isso causou muita confusão.”
Isadora Moreira - 9 anos

“Mentir não é legal, mesmo se vai fazer bem pra gente, porque mentira tem perna curta e no final não
dá nada certo.”
Higor Ferreira - 9 anos

Textos

“A cor do mundo”

“Achei esse texto muito interessante. Ele nos mostra que, se nós estamos alegres, vamos ver as pessoas
alegres e, se somos mal humorados, vamos ter dificuldades para fazer amizades.”
Érika Barbosa - 12 anos

“Gostei muito do texto. Ele nos fala como podemos colorir o mundo, se é com tristeza ou com alegria,
depende da gente.”
Adriano Gonçalves - 12 anos

“Esse texto me levou a pensar que, se eu aprender a respeitar, perdoar e ajudar as pessoas, os outros
vão me ajudar também. Nós nunca devemos negar ajuda para as pessoas, porque temos que ser
amigos de todo mundo.”
Anália Pereira - 14 anos

“Com o texto, percebemos que não podemos ser orgulhosos, senão ninguém se aproxima da gente.”
Jéssica Silveira - 12 anos

“A Corrente Orgulhosa”

“Esse texto só nos reforça a necessidade que temos uns dos outros. Para se formar um grupo,
necessitamos de cada um, com seus defeitos e qualidades.”
Alberto Pereira dos Santos - 15 anos

“No projeto, somos como essa corrente e muitas vezes com alguns elos orgulhosos, mas necessários,
pois há sempre tempo de reconhecer nossos erros e melhorá-los.”
Aline Amaral Silva - 16 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Não existe ninguém melhor que ninguém. É só procurarmos reconhecer nossos erros e com união
buscarmos o apoio uns dos outros.”
Marcos Paulo Lopes Nunes - 16 anos

“O grupo hoje foi muito legal: houve mais participação e o texto foi um alerta para percebermos o que
devemos mudar em nossas vidas, seja aqui ou lá fora.”
Tarick Hazziz Coelho - 15 anos

“É um texto que nos ajuda a pensar melhor no que falamos e fazemos com as pessoas.”
João Carlos Pereira dos Santos Júnior - 13 anos

“A Libélula

“Esse texto tem muito a ver comigo. Com ele, percebi o quanto é necessário tomarmos nossas atitudes
na hora certa, sem ficar sempre adiando.”
Jéssica Pereira Borges - 15 anos

“Muitas vezes, percebemos que devemos mudar, mas vamos enrolando e deixando para depois.
Temos que pensar que um minuto de tempo perdido não volta mais.”
Jéssica Alves dos Santos - 13 anos

“Estou gostando muito do grupo, dando o melhor de mim. Espero que muitos reajam e façam como
eu, melhorando o comportamento.”
Afrânio Soares dos Santos - 12 anos

“Hoje foi um dia bom: a atividade nos proporcionou refletir, melhorar e aproveitar o tempo, sem
desperdiçar as oportunidades que temos.”
Adenilson Ferreira dos Santos - 15 anos

“Caminhada pela Montanha”

“Esse texto nos ensina que a vida nos devolve tudo que oferecemos a ela.”
João Batista Fernandes Oliveira - 12 anos

“O eco da vida está sempre nos respondendo: se somos bons com as pessoas, vamos receber
bondade; se somos maus, receberemos maldade.”
Alberto Pereira dos Santos - 15 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Temos que ser menos rudes com as pessoas. Se não for com educação, não tem como sermos bem
tratados.”
José Carlos Pereira dos Santos - 15 anos

“O que fazemos com o outro devemos esperar que alguém nos faça também.”
Adenilson Ferreira dos Santos - 15 anos

“Se cada vez que fôssemos responder mal às pessoas nos lembrássemos que não gostamos de ser
tratados assim, nos esforçaríamos mais para sermos melhores.”
Jéssica Pereira Borges - 15 anos

“O Leopardo e a Raposa”

“O texto foi uma atividade que proporcionou muito diálogo para o grupo, que estava precisando de
refletir sobre o que está fazendo e o que precisa melhorar.”
Jéssica Borges - 15 anos

“Acho que o texto incentivou algumas pessoas a mudar e a não ser como o leopardo. Achei legal
relacionar o texto com as pessoas.”
Afrânio Soares - 13 anos

“Esse texto mostra que o mais importante não é o que a gente é por fora, mas o que a gente é por
dentro. A beleza interior é mais importante.”
Lucas Teixeira - 10 anos

“O mais importante não é a beleza, mas a cabeça, que a gente tem que usar bem.”
Heloane Ferreira - 10 anos

Livros

O pássaro da chuva

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Gostei da história do livro, que ensina a preservar a natureza. Tem muita gente gastando água e
jogando lixo e está causando o aquecimento global.”
Isadora Amorim - 9 anos

“Acho que os passarinhos têm que ser livres, porque ninguém gosta de ficar preso. Achei legal, porque
Banium se arrependeu e soltou o pássaro, pois assim ele ficou mais feliz.”
Michele Pereira - 7 anos

“Com o livro, a gente aprende a cuidar da natureza, porque tem muitas pessoas poluindo os rios,
jogando lixo e precisamos aprender a cuidar do meio ambiente.”
Raíssa Santos - 8 anos

“Eu gostei porque o menino soltou o pássaro. A gente pode ajudar a cuidar da natureza não jogando
lixo nos rios e cuidando dos bichos.”
Mayara Ferreira - 7anos

Livros

O Menino Marrom

“As pessoas não são iguais, mas cada uma tem o seu valor. Isso é que é importante.”
Felipe Gomes - 10 anos

“Nós temos que conviver com as pessoas sem ter preconceito uns dos outros.”
Maria Luíza Santos - 9 anos

“Não importa se a gente é rico ou pobre, preto ou branco. O que importa é o valor que a gente tem.”
Franciele Coelho - 9 anos

“A história ensina que nós devemos valorizar as pessoas do jeito que cada um é."
Maria Cristina Oliveira - 9 anos

“Todos tiveram curiosidade e deram importância à leitura. Isso faz com que a gente tenha gosto pela
leitura e fique mais atento.”
Diarley Santos - 10 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Achei bom ler e apresentar os livros na praça. Sentimos o ar puro e as pessoas estavam
concentradas na leitura. O pessoal passava na rua e ficava curioso em ver o nosso trabalho.”
Luana Dourado - 10 anos

Que horas são?

“Com essa história, aprendi a ser organizado com meus materiais escolares, pois antes eu não era.”
Tiago Júnior - 7 anos

“É importante seguir as regras e os combinados, e o Robertinho fazia tudo isso. A gente tem que ser
assim também.”
Felipe Soares - 7 anos

“Gosto muito de ter união com todos e na história eles brincam, balançam, tudo sem brigar.”
Gleicielly Nunes - 7 anos

“Gosto de ouvir histórias. Com elas, aprendo a obedecer e a cumprir as regras.”


Emersom Souza - 6 anos

Jogos

Jogo da Velha

“Gostei do jogo. Com ele aprendemos formas diferentes de ler e de escrever palavrinhas. É mais fácil.”
Alan Coelho - 7 anos

“Estava bom ver o grupo alegre, todos participando. Para mim foi fácil, porque eu já sei as sílabas e
então formava a palavra mais rápido.”
Sarah Cristina - 7 anos

“Eu achei bom que todos participaram. Esses jogos nos ajudam muito a conhecer as sílabas do
alfabeto.”
Gleicielly Nunes - 7 anos

“O jogo foi bom: quando a gente não sabia a letrinha, a equipe poderia dar dicas. Assim
aprendíamos juntos.”
Tiago Júnior - 7 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Estou gostando muito das atividades aqui no projeto. Com elas estou aprendendo muito, porque aqui
a gente aprende brincando.”
Jeniffer Gonçalves - 7 anos

“O grupo teve participação e troca de idéias. É isso que é importante no jogo.”


Iago Pereira - 7 anos

Pense rápido

“Gostei do jogo, apesar de no começo ter ficado com vergonha, porque não sei direito a tabuada.
Mas depois vi que não era tão difícil contando pedrinhas. Então, tirei muitas dúvidas.”
Thaís Santos Vieira - 11 anos

“Esse jogo é bom para quem não sabe a tabuada direito. Hoje aprendi a fazer continhas com
pedrinhas. Assim posso melhorar meus estudos.”
Gabriel Alves - 11 anos

“Com os jogos fica mais fácil aprender tabuada: a gente brinca e aprende ao mesmo tempo.”
Érika Barbosa - 12 anos

“O jogo é extrovertido e ajuda na escola. Muitos já estão na 5ª série e não sabem a tabuada. Com
esse jogo, podemos ficar craques.”
Kênia Caroline Cardoso - 11 anos

Contando história

“O jogo foi bom, eu aproveitei bastante e achei a história criativa, porque falou da preservação da
natureza.”
Wesley de Moura - 11 anos

“Apesar de ter ficado tímido, gostei de ver as pessoas falarem dos bichos. Achei o jogo muito
interessante.”
Marcelo Alves - 11 anos

“Fico com orgulho ao saber que foi nosso grupo que produziu o jogo. Ele é muito criativo e animado.”
Ana Tereza Marques - 11 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“O jogo foi ótimo e divertido! Poderíamos jogar sempre, porque com ele aprendemos a contar
histórias muito bonitas.”
Wallace Almeida - 11 anos

“Gostei da história dos bichos da natureza. Nela teve momentos alegres e tristes, assim como em
nossas vidas.”
Kênia Caroline Cardoso - 10 anos

Biblioteca Virtual

“Mexer com o computador é muito legal e educativo. A gente brinca com os jogos, é muito divertido e
isso faz a gente aprender.”
Alane Ferreira - 9 anos

“Estou chegando no projeto agora e nunca tinha mexido com computador. Foi muito bom aprender a
jogar. Através dele, estou aprendendo muitas coisas novas.”
Débora Ramos - 8 anos

“Através dos jogos do computador, podemos aprender muitas coisas legais e também podemos ler
melhor.”
Elimárcio dos Santos - 10 anos

“Como os computadores não são muitos para tantos meninos, os que ficam esperando também têm
uma forma de ir aprendendo e se divertindo com os jogos feitos por nós.”
Marilene Gomes - 9 anos

“Eu fiquei admirada com a cooperação das crianças de esperar os outros e poder ensinar as regras
dos jogos para a gente. Aqueles que sabiam mais esperavam a sua vez.”
Lígia - Educadora de Santo André

Horta

“É a primeira vez que ajudo a cuidar de uma horta. Hoje eu aprendi um pouco, mas posso aprender
mais, para ensinar outras pessoas.”
Marta Cardoso - 12 anos
“Eu achei muito interessante a participação de todos. Eu mesma não gostava de ir para a horta, mas
descobri que, se eu também ajudar, ela vai dar mais verduras para nós.”
Viviane Santos - 12 anos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


“Eu gostei muito porque teve a participação de todos. A gente aprende coisas novas, que podem ser
utilizadas no dia-a-dia. É bom ter uma atividade prazerosa quando estamos em grupo. A horta é o
lugar de onde a gente tira o sabor de uma boa alimentação e temos que cuidar dela com muito
carinho. É bom quando trabalhamos em parceria, entre amigos.”
Leila Soares - 13 anos

“Quando estou na horta, me sinto bem tranqüilo, porque adoro mexer com a terra.”
Pedro Igor Nunes - 9 anos

“Estou aprendendo um pouco a cuidar da horta. Nunca tive essa oportunidade e é muito bom saber
que vou ter uma alimentação saudável e que estou ajudando a cuidar.”
Débora Ramos - 8 anos

“A atividade na horta é muito boa, porque estamos aprendendo a plantar, para depois colher o que
vai para a nossa mesa de almoço e principalmente aprender com a permacultura, aproveitar
manterias orgânicos e recicláveis.”
Brendon Nunes - 8 anos

“Foi interessante, porque a gente estava fazendo uma coisa que a gente gosta e teve a cooperação das
pessoas para ficar melhor.”
Tamires Fernandes - 10 anos

“Eu achei muito importante porque estávamos nos divertindo, fazendo os canteiros, arrumando os
litros e gostei de ver que as pessoas que terminavam emprestavam o material para o outro fazer
também.”
Joseph Coelho - 10 anos

Brinquedoteca

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


Enfeite de cabelo

“Eu achei muito interessante as pétalas de flor: parecem de verdade. A gente conseguiu imitar uma
arte feita pela natureza.”
Viviane Santos - 12 anos

“Adorei fazer essa atividade, todos colaboraram, fizemos bonito. Aprendi e agora vou ensinar para a
minha avó, pois ela gosta muito de fazer coisas diferentes.”
Carlos Augusto Silva - 12 anos

“Fazer os enfeites de cabelo foi muito bom. É mais uma novidade que aprendemos usando o
alternativo.”
Rayane Gonçalves - 12 anos

“Agora que aprendi, posso fazer para vender. Esse enfeite de cabelo está na moda: as meninas estão
todas usando. O que achei melhor é que o nosso é feito de retalho. A gente está reciclando os restos
de pano e produzindo coisas bonitas.”
Jaqueline Alves - 13 anos

Tinta de Terra

“Adoro pintar, usar tintas alternativas. Agora sei que posso fazer lá em casa: é só ir até um
formigueiro, pegar a terra, preparar e pronto!”
Patrícia Pereira - 13 anos

“Hoje eu pintei o símbolo do dia, porque combina com as pessoas do grupo, pois estavam todos
participativos, como o sol que brilha no céu.”
Amanda Ferreira - 13 anos

“Eu pintei uma flor que para mim significa perfume e traz um cheiro de harmonia, paz e esperança.
Com esse cartão vou presentear minha mãe.”
Iziene Amaral - 12 anos

“Fazer essas tintas foi muito bom, pois pensei que era impossível pegar uma terra de formigueiro e
produzir tinta.”
Jésus Pires - 12 anos
“Hoje eu posso ensinar para outra pessoa que não sabe como fazer tinta de terra. Quando eu quiser
presentear alguém com um cartão, eu mesma posso preparar a tinta e fazer.”

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


Viviane Santos - 12 anos

“Eu adorei mexer com a tinta de terra, porque com ela a gente pode colorir e criar muitas coisas.”
Jaqueline Alves - 12 anos

Quadros

“Gostei muito da atividade e das visitas de Santo André. Desenhei uma árvore porque temos que
preservar as nossas florestas.”
Luiz Gustavo Pereira - 8 anos

“Foi bom fazer os desenhos com as sementes: desenhei uma borboleta e uma joaninha, porque são
da natureza e ninguém pode judiar.”
Tauane Gabriele - 8 anos

“Desenhei muitos pássaros voando felizes.”


Faisson Douglas - 7 anos

“Fiz uma árvore e a natureza bem alegre, porque acho que é assim que deve ser.”
Adna Sâmara Laísa - 8 anos

“Aqui no projeto cooperamos uns com os outros, por isso achei fácil: desenhei pessoas umas ajudando
as outras.”
Isadora Miranda - 9 anos

“Respeitar as coisas e as pessoas é muito importante, por isso escolhi que o meu quadro seria esse”.
Maria Luiza Santos - 9 anos

“Foi muito importante a nossa atividade: usamos areia e papelão, reciclamos e aproveitamos tudo e
ficou muito bom.”
Alexia Lopes - 7 anos

“Achei muito legal desenhar a amizade, porque ela é muito importante na vida da gente.”
Hiáskhara Sád - 9 anos

“Eu desenhei um monte de amigos juntos, pois isso representa a união.”

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


Franciele Coelho - 9 anos

“Achei diferente e boa a atividade com areia. O projeto nos ensina tudo de bom.”
Jeniffer Gonçalves - 7 anos

“Interessante foi a divisão do material para os que não trouxeram. Dividimos o material e deu certo.”
Iago Pereira - 7 anos

“Fiz um quadro com passarinhos e árvores, porque gosto muito da natureza.”


Angelina Pereira - 9 anos

Argila

“Essa é uma atividade que gosto muito. Fiz minha peça com carinho e ficou diferente, exótica.”
Alberto Pereira - 15 anos

“Fiz uma máscara. Gosto de tocar o barro, amassá-lo. Isso me deixa mais tranqüila.”
Jéssica Borges - 15 anos

“Estou muito feliz com a oportunidade de estar com vocês no grupo. Encantei-me com a habilidade e a
harmonia que vocês têm com o barro. Vi que facilmente criaram peças maravilhosas.”
Evelin - Educadora de Santo André

“Tocar o barro me deixa aliviada e disposta a enfrentar mais um dia com mais entusiasmo.”
Aline Amaral - 16 anos

“A argila é um instrumento de arte que faz parte do nosso vale e ainda nos permite criar e moldar
nossas peças, expressando nossos sentimentos.”
Juliana Santana - Educadora

Gravação do CD “PacaTatuCotiaNão”

“Foi muito importante gravar o CD. Foi simplesmente inesquecível! O CD fala sobre a preservação do
meio ambiente. A música que mais me emociona é a ‘Pintassilgo’, que fala da importância do seu
canto e cada um do coral tem um pouco desse pintassilgo.”
Karine Montenegro Soares - 12 anos

“Foi uma experiência muito boa gravar um CD. Achei que seria muito difícil, porque não poderíamos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


fazer barulho, mas todo mundo estava muito concentrado e não voltamos muito na mesma música.”
Joseph Coelho dos Santos - 10 anos

“Cantar músicas que falam do meio ambiente dá uma sensação muito boa, principalmente gravar em
um lugar tranqüilo, onde podemos ver borboletas, flores, árvores, tudo que fala nas músicas. Isso nos
deu mais tranqüilidade para fazer um trabalho bonito.”
Rayane Gonçalves Fonseca - 12 anos

“O nosso CD ‘PacaTatuCotiaNão’ vai mostrar para todas as crianças como cuidar da nossa terra e
com isso nossos filhos vão ter um futuro melhor.”
Tamires Fernandes - 10 anos

“Tenho muita sorte, porque entrei no coral no final do ano passado e já estou gravando um CD. O
lugar que nós gravamos era muito bonito e dava inspiração para cantar mais bonito.”
Ramon Felipe - 10 anos

“Agora que estamos fazendo um trabalho com mais compromisso com o meio ambiente, temos que
cuidar e ensinar para outras pessoas a tomar esse cuidado.”
Sara Gonçalves Pereira - 10 anos

“Gravar o CD foi muito legal! A história está muito bonita e estou louco para ver o CD pronto. Fico
imaginando como será.”
Hígor Fonseca - 9 anos

“Gravar o CD não foi muito difícil, como as pessoas ficavam falando: que não podia fazer barulho
com nada. Cheguei a pensar que teríamos que voltar numa música muitas vezes, mas gravamos
rápido e acho que ele vai ficar muito bonito.”
João Batista Fernandes - 13 anos

“Quando as crianças ouvirem contar a história do Tatu no CD, acho que todas vão adorar. A música
que mais gosto de cantar é a do Tatu.”
Francielle Coelho - 9 anos

Música

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


Trabalho com música

“As músicas novas do coral são muito bonitas. Ainda não sei cantar, mas quero aprender, pois só
falam coisas bonitas.”
Hiáskhara Sád - 9 anos

“Gostei muito da música Sabiá. Foi muito bonito ver os meninos do coral cantando e agora é melhor
ainda porque aprendi.”
Giovani Santos - 10 anos

“Gosto da música do Tatu: ela é muito divertida. Acho lindo quando vejo o coral cantando!”
Isadora Moreira - 9 anos

“A música Sabiá é muito bonita. Achei fácil e ensinei para a Marlene o ritmo, mas o aquecimento é o
melhor.”
Alan Souza - 7 anos

“O grupo cantou muito e estava muito animado. A música transmite uma paz e as visitas participaram
também.”
Tiago Júnior - 7 anos

“Estou gostando muito da música. Temos que prestar atenção, porque é importante a gente não
errar.”
Maria José - 7 anos

“Gostaria que todo mundo ouvisse e cantasse as músicas do coral, porque elas são muito bonitas. Me
sinto orgulhosa de fazer parte dele.”
Francielle Coelho - 9 anos

“Com as músicas novas do coral, aprendemos a valorizar o nosso meio ambiente.”


Hígor Ferreira Fonseca - 9 anos

“A música Sabiá é tão bonita que me deu vontade de ser selecionado para entrar no coral.”
Luís Felipe - 7 anos

“Gostei de ver a participação das crianças. Nossa, fiquei impressionada! A música muda muito de tom

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


e elas deram conta. Me surpreendeu com que rapidez o Alan pegava a letra da música e até me
ensinava.”
Marlene - Educadora de Santo André

“É uma das áreas que mais gosto: ensinar música. Achei as palavras complicadas, parecidas, mas as
crianças estão de parabéns pela concentração e animação.”
Eliana - Educadora de Santo André

“Cantar é sempre uma atividade legal, pois podemos sentir mais alegria e felicidade.”
Taísa dos Santos - 8 anos

“Não precisamos ter vergonha de cantar. Temos que soltar a voz, aprender todas as técnicas que
Pama nos ensina.”
Pedro Igor Nunes - 9 anos

“Gostei da participação das pessoas. Elas cantavam com alegria e me sinto muito valorizada ajudando
Pama, pois também sou do coral e é muito bom passar o que a gente sabe.”
Natália Edwiges Rodrigues - 9 anos

“Os aquecimentos divertem muito a gente: perdemos o medo de cantar, o corpo dói um pouco, mas
depois nem percebo o tempo passar, de tão bom que é.”
Aline Alves - 9 anos

Passeio

Sítio Maravilha

“Eu gostei do passeio no sítio porque deu para ver um pouco o trabalho que é feito lá.”
Francielle Coelho - 9 anos

“O que mais me chamou a atenção no sítio foi o banheiro, porque é diferente dos que costumamos
ver. De início, a gente fica com nojo, mas depois que o Celso explicou que tem uma placa e que o sol
aquece por seis meses e o que tem dentro vira adubo, aí a gente fica com menos nojo.”
Hígor Ferreira Fonseca - 9 anos

“Com o passeio no sítio, a gente pode aprender mais coisas sobre como cuidar da terra e dos

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


alimentos que a gente acha que não prestam.”
Isadora Miranda de Jesus - 9 anos

“Toda a explicação era interessante, mas o banheiro é o que mais chama atenção. Fiquei pensando
que desse jeito não é jogado para o esgoto e do esgoto nos rios.”
João Batista Fernandes - 13 anos

“Aprendi muita sobre a natureza e isso facilitou. A professora deu um trabalho e, como eu tinha visto
uma coisas no sítio, passei para meus colegas e também ensinei lá em casa a reaproveitar umas
coisas que aprendi aqui no projeto.”
Lucas Teixeira Viana - 10 anos

“Para mim foi muito bom o passeio: além de aprender como aproveitar umas coisas que não
achávamos importantes, tomamos banho de rio e foi ótimo!”
Nátalia Edwiges - 10 anos

“Quando a gente começa a entender uma coisa e ver a importância, a gente pratica. O sítio está
muito bonito e o mais interessante é ver que quase todas as verduras que comemos aqui no projeto
vêm de lá.”
Jéssica Santos Alves - 13 anos

Troca de Cartas

“Gostei de receber uma cartinha, porque eu nunca tinha recebido uma antes. E foi muito legal
responder, mesmo sem conhecer quem estava lá do outro lado.”
Giovani Santos - 10 anos

“Achei interessante porque escrevi uma carta para quem eu nunca vi. Mesmo assim, fiz bem bonita e
com carinho.”
Gabriela Ramalho - 10 anos

“Eu não sabia direito o que ia escrever. Então, fiz um desenho muito bonito e mandei para o Luís, lá
de Santo André.”
Felipe Luís Ferreira - 9 anos

“Eu não sei muito bem escrever carta, mas o recado que eu mandei foi com muito carinho.”
Maria Luíza dos Santos - 9 anos

PLANO DE TRABALHO E AVALIAÇÃO - PTA - PLANEJAMENTO 01

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


OBJETIVO: Promover a transformação Social no projeto Ser Criança em Araçuaí

PERGUNTAS ATIVIDADES, TÉCNICAS E INDICADORES E


OBJETO DIMENSÕES
IMPORTANTES INSTRUMENTOS EVIDÊNCIAS
- Como - Cozinha - Mudanças de -
aproveitar experimental postura e -
melhor os - Receitas hábitos -
recursos alternativas alimentares
naturais - Composto - Valorização
existentes e o orgânico - Bem estar
lixo? - Diminuição do
- Espiral de ervas
lixo
- Pintura com
tinta de terra
- Brinquedoteca
Transformação
social
- Confecção de
roupas para
teatro e desfile
Compromisso - Confecção de
Ambiental instrumentos
musicais
- De que forma - Horta - Consciência -
podemos - Jardim ecológica -
despertar o - Oficinas de - Saúde -
compromisso permacultura - Bem estar -
com o meio
ambiente?
- Coleta seletiva - Higiene
- Passeio - Preservação
ecológico ambiental
- Pesquisas
- Hábitos
- Palestra
saudáveis
- Informação

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Como despertar - Plantio de - Bairro -
a necessidade mudas frutíferas arborizado -
de arborizar o nos bairros - Beleza -
bairro? - Produção de -
documentários
- Consciência
ecológica
- Vídeos
- Bem estar
- Fotos
- Meio ambiente
saudável e
transformado

- Que - Rodas - Bem estar -


tecnologias usar - Receitas - Preservação -
para melhorar alternativas ambiental -
a qualidade de - Cozinha - Valorização -
vida e o meio experimental
- Saúde
Transformação ambiente? - Jogos
social - Transformação
Compromisso - Permacultura
- Confecção de
- Utilização dos
Ambiental
produtos produtos
higiênicos e higiênicos e
medicinais medicinais no
projeto e na
comunidade

- Como despertar - Captação da - Apropriação -


nas pessoas a água ( em - Economia -
importância de pequena - Consciência -
valorizar e escala) ecológica -
utilizar a água - Atividade de - Preservação
da chuva nas limpeza ambiental
atividades - Rodas de
diárias? conversa
- Pesquisas

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Como utilizar as - Danças - Comunicação -
técnicas e - Vídeos - Criatividade -
habilidades do - Teatros - Criticidade -
coral para a - Pesquisa das - Aprendizagem -
promoção do letras de - Consciência
compromisso músicas Ecológica
ambiental? - Produções - Prazer
Composição de - Auto Estima
músicas - Envolvimento
- Utilização das
músicas do CD
“Paca tatu cotia
não” nas rodas
e atividades em
Compromisso geral
Transformação
Ambiental - Como envolver - Gincanas - Compromisso -
social
as escolas nas - Teatros - Envolvimento -
atividades - Jogos - Participação -
voltadas ao - Oficinas - Preservação -
compromisso (brinquedos e ambiental
ambiental? permacultura) - Valorização
- Aprendizagem

PLANO DE TRABALHO E AVALIAÇÃO – PTA - PLANEJAMENTO 02

OBJETIVO: Promover a transformação Social no projeto Ser Criança em Araçuaí

PERGUNTAS ATIVIDADES, TÉCNICAS E INDICADORES E


OBJETO DIMENSÕES
IMPORTANTES INSTRUMENTOS EVIDÊNCIAS

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- De que forma o - Oficina de - Alegria -
trabalho com a fotografia com - Transformação -
fotografia pode Emma - Informação -
gerar o (estudante - Aprendizagem -
empoderament americana que - Número de -
o comunitário? faz intercâmbio participantes
com o CPCD) - Satisfação
- Produção de - Auto-estima
documentários - Prazer
e vídeos.
- Utilização das
fotografias para
aprendizagem
da leitura,
escrita e quatro
operações
- Como fazer da - Performance - Satisfação -
Transformação música um - Repasse do - Conhecimento -
Empoderamento
social promovida instrumento de aprendizado no - Apropriação -
Comunitário
trabalho que coro para o - Valorização
proporcione projeto - Mudanças de
oportunidades - Oficinas com os postura e
gerando meninos da pensamento
empoderament casa de Arte e - Compromisso
o comunitário? Ofício em - Protagonismo
Barbacena - Expressividade
- Criação de - Número de
música criação de
- Rodas de música
batuque - Número de
- Cantorias rodas de
- Construção de batuque
instrumentos - Valorização da
- Resgate de nossa cultura
cantigas - Número de
- Pesquisas instrumentos
- Criatividade

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Como envolver - Oficinas de - Criatividade -
a comunidade cerâmica, - Participação -
junto ao Projeto boneca, - Envolvimento -
para a reciclagem, - Número de -
promoção do sucata rodas de viola
empoderament - Roda de viola - Felicidade
-
o comunitário? - Intercâmbio - Descontração
- Receitas - Motivação
alternativas - Conhecimento
- Rua de lazer - Valorização
- Folias - Transformação
- Teatros - Informação
- Cine AMA - Número de
folias
- De que forma - Oficinas de - Aprendizagem -
os participantes dança - Protagonismo -
do Coral - Relatos de - Prazer -
podem ser experiências - Auto-estima -
multiplicadores vividas - Criatividade
proporcionando - Oficinas de - Motivação
Transformação
Empoderamento empoderament interpretação - Alegria
social promovida
Comunitário o comunitário? - Apresentações - Cooperação
- Percussão - Autonomia
- Performance - Apropriação

- Como levar a - Leitura em - Número de -


mediação de praças, bairros livros lidos -
leitura a etc - Troca de livros -
comunidade - Gosto pela -
afim de leitura -
promover o
empoderament
o comunitário?

Transformação Empoderamento - Que atividades - Oficina de - Auto-estima -


social promovida Comunitário poderão beleza - Valorização -
facilitar o - Cozinha - Número de -
empoderament Experimental oficinas -
o comunitário? - Confecção de - Participação -
remédios - Envolvimento
caseiros - Bem estar
- Rodas de viola - Número de
- Rodas de remédios
conversas caseiros
- Contação de fabricados
historias - Alegria
- Leituras - Prazer

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Biblioteca - Motivação
virtual - Resgate Cultural
- Construção e - Criticidade
interpretação de - Aprendizagem
textos e poesias - Desinibição
- Teatro - Protagonismo
- Cinema - Concentração
itinerante - Reflexão
- Visitas - Conhecimento
domiciliares - Descontração
- Leitura e escrita

PLANO DE TRABALHO E AVALIAÇÃO - PTA - PLANEJAMENTO 03

OBJETIVO: Promover a transformação Social

PERGUNTAS ATIVIDADES, TÉCNICAS E INDICADORES E


OBJETO DIMENSÕES
IMPORTANTES INSTRUMENTOS EVIDÊNCIAS

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Como - Cantoria - Alegria -
promover uma - Roda de - Comunicação -
participação conversa - Diálogo -
efetiva dos pais - Cinema - Participação -
e comunidade itinerante - Interação
no Projeto para
a valorização
- Contação de
humana e história
cultural? - Oficinas
permacultura/
cozinha
experimental/br
inquedoteca
- Como trabalhar - Amigo - Valorização -
afetividade e Carinhoso - Harmonia -
sexualidade - Bate Papo - Respeito -
respeitando os - Jogos - Informação -
Transformação valores - Filmes - Socialização
social promovida Valores humanos e humanos? - Rodas
culturais - Oficinas de
Cafuné
- Troca de
Bilhetes
- Brincadeiras
- Dinâmicas
- Teatro
- Como as - Apresentação - Felicidade -
crianças do - Bate Papo - Aprendizado -
coral podem ser - Danças - Participação -
multiplicadoras - Teatro - Criticidade -
de tudo que - Produções com - Motivação
vivenciam no as letras das - Socialização
coro, músicas
valorizando
suas
habilidades e
cultura?
- Como resgatar - Pesquisas - Valorização -
as cantigas, - Brincadeiras - Oportunidade -
brincadeiras - Roda de viola - Apropriação -
promovendo -
uma
- Contação de - Resgate
valorização história - Socialização
humana e - Grupo de pais - Aprendizado
Transformação
Valores humanos e cultural?
social promovida
culturais - Como podemos - Oficina de - Aprendizado -
usar a fotografias - Interesse -
fotografia afim - Produções de - Envolvimento -
de descobrir as documentários -
habilidades e
- Participação
- Vídeos
recursos
humanos e
culturais?

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


PLANO DE TRABALHO E AVALIAÇÃO - PTA - PLANEJAMENTO 04

OBJETIVO: Promover a transformação Social

PERGUNTAS ATIVIDADES, TÉCNICAS E INDICADORES E


OBJETO DIMENSÕES
IMPORTANTES INSTRUMENTOS EVIDÊNCIAS
- De que maneira - Rodas - Comunicação -
podemos - Teatro - Interação -
utilizar melhor - Jogos - Envolvimento -
as nossas - Debates - Conhecimento -
tecnologias?
- Dinâmicas - Socialização
- Fotografias - Aprendizagem
- Contação de - Informação
história
Transformação - Brincadeiras
social promovida Aprendizagem
Lúdica
- Oficinas de
brinquedos/
permacultura
- Dança
- Música
- Pedagogia das
placas
- Livros
- Estação digital

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Como a - Participação -
aprendizagem - Vídeos - Informação -
adquirida pode - Rua de lazer - Criticidade -
gerar - Música -
transformação
- Transformação
social?
- Leitura - Protagonismo -
- Debates - Comunicação
- Produção de - Percepção
jogos
- Brincadeiras de
roda
- Gincanas

- O que - Biblioteca - Informação -


Transformação evidencia que virtual - Motivação -
social promovida Aprendizagem as tecnologias - Cinema
Lúdica - Questionament
usadas obtém itinerante o
melhores - Brincadeiras - Interesse
resultados na - Livros
aprendizagem? - Valorização
- Jogos - Participação
- Teatro - Apropriação
- Roda - Rendimento
- Contação de
história
- Inovação
- Aproveitamento
- Dinâmicas
escolar
- Música
- Gincanas
- Criação de
livros

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Como estimular - Brincadeiras - Matematização -
ás crianças a ler - Jogos - Alfabetização -
e escrever de - Músicas - Conhecimento
forma
prazerosa?
- Utilização das - Interesse
algibeiras/born - Nº de jogos
ais de livros produzidos
- Pedagogia das
placas
- Transformação
- Pedagogia do - Comunicação
biscoito - Nº jogos
- Cozinha utilizados
experimental - Nº de livros
- Elaboração de lidos
cardápios - Inovação
- Bornal de livros
- Oficinas no
banco do livro

Transformação - Que - Clube da - Informação -


social promovida Aprendizagem mecanismos novidade - Criticidade
Lúdica são eficientes - Capacitação - Potencial
na formação - Oficinas de
dos
- Felicidade
permacultura/ - Transformação
educadores? - música/fotograf
ia etc
- Apropriação
- Vocabulário
enriquecido
- Como despertar - Jogos - Matematização -
nas crianças e - Leitura de - Aprendizagem -
adolescentes revistas/jornais/ - Vocabulário
maior interesse - livros/poesias ampliado
pela - Rodas
aprendizagem?
- Participação
- Contação de - Leitura e escrita
história - Interpretação
- Enciclopédia - Questionadores
virtual
- Comunicação
- Teatros
- Informação

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31


- Como trabalhar - Teatro - Desinibição -
atividades que - Dinâmicas - Questionadores -
promovam a - Roda - Envolvidos
comunicação
gerando
- Contação de - Participativos
protagonismo? história - Comunicativos
- Brincadeiras - Atualizados
- Recitação de - Críticos
poesias
- Avaliações
- Como estimular - Construção de - Perceptivos -
o textos - Críticos -
Transformação questionamento - Poesias - Participativos
social promovida Aprendizagem e o senso crítico - Histórias
nas crianças e
- Conscientes
Lúdica - Avaliações
adolescentes? - Questionadores

- De que forma - Jogos - Leitura e escrita -


despertar - Dinâmicas - Núme5ro de -
interesse das - Brincadeiras placas
crianças nas - Participação
atividades de
- Produção de
dever de casa ? textos - Satisfação
- Jogos - Diálogo
- Pedagogia das - Conhecimentos
placas - Inovação
- Criatividade

Projeto Ser Criança - Araçuaí /MG 31