Vous êtes sur la page 1sur 37

Excitação do músculo

esquelético

Transmissão neuromuscular
Acoplamento excitação-contração
Aula 03
26-02-2010

Junção neuromuscular

PLACA MOTORA: axônio e as fibras


musculares por ele inervadas.
Junção Neuromuscular

Microscopia eletrônica de transmissão

Junção Neuromuscular

Microscopia eletrônica de transmissão


Junção Neuromuscular

Mecanismo da neurotransmissão
química

1. Chegada do impulso nervoso ao


terminal

2. Abertura de Canais de Ca
Voltagem dependentes

3. Influxo de Ca (2o mensageiro)

4. Exocitose dos NT

5. Interação NT- receptor pós-


sinaptico causando abertura de
canais iônicos NT dependentes

6. Os NT são degradados por


enzimas (6)
Mecanismo da neurotransmissão
química

Mecanismo da neurotransmissão
química
Onde as drogas Acetil CoA Colina
podem agir?
ACh
Transportador
de ACh
Etapas da biossíntese e degradação
enzimática do NT
Transportador
de colina
Liberação do NT

Sítios receptores pré e pós-sinápticos

Colina + Acetato
AChE

Receptor
pós-sinaptico

Importância clínica das sinapses


colinérgicas

Venenos de Cobra (alfa-toxinas): ligam-se a receptores


nicotínicos e causam bloqueio da neurotransmissâo.
Paralisia muscular (morte por parada respiratória).

Curare: extraída de uma planta tem o mesmo efeito.


Usado farmacologicamente como relaxante muscular.

Miastenia grave: uma doença auto-imune em que o corpo


produz anti-corpos contra os receptores de Ach.
Paralisia muscular
Importância Clínica
Distrofia Muscular Duchenne

Ausência de
distrofina -
ruptura do sarcolema
e necrose da fibra
muscular

Importância Clínica
Distrofia Muscular Duchenne
Importância Clínica
Miastenia Grave

Número de receptores da
acetilcolina reduzidos.
Ataque aos receptores da
acetilcolina por anticorpos,
produzidos pelo sistema imune
do próprio indivíduo.

Importância Clínica
Miastenia Grave
Importância Clínica
Insuficiência Cardíaca
A B
n p

IC caracterizada por f
f
reduzida tolerância ao
e
exercício, devido a uma
C D
miopatia do músculo
f
esquelético, com atrofia e
f
mudança de fibras de n
p
contração lenta para de e
contração rápida
E F

f n
e f p

Importância Clínica
TOXINA BOTULÍNICA
Bloqueio da liberação do neurotransmissor
na JNM.

BOTOX: Botox injetado no


Clostridium botulinum envenenamento alimentar músculo causa paralisia
temporária
Importância Clínica
CURARE
Droga competitiva na junção
neuromuscular, compete com a Ach
pela ligação aos receptores de Ach.
Bloqueia os receptores de Ach
(relaxante muscular).

Strychnos toxifera

Importância Clínica
CURARE
Músculo cardíaco
Músculo liso
Músculo esquelético

Tecido Muscular
Caracterí
Características

1. Excitabilidade: capacidade de receber e


responder a estí
estímulos;
2. Contratilidade: capacidade de encurtar-
encurtar-se e
espessar-
espessar-se;
3. Extensibilidade: capacidade de distender-
distender-se;
4. Elasticidade: capacidade de voltar à posiç
posição
original apó
após a contraç
contração/extensão.
Tecido Muscular
Caracterí
Características
Tipos (todos com lâmina basal):
- Muscular estriado esquelé
esquelético: contraç
contração vigorosa,
rápida e voluntá
volunt á ria;
- Muscular estriado cardí
cardíaco: contraç
contração vigorosa, rí
rítmica
e involuntá
involuntária;
- Muscular liso: contraç
contração lenta e involuntá
involuntária.

Funç
Funções:
- Movimento (do corpo e de substâncias dentro do corpo);
- Estabilizaç
Estabilização das posiç
posições do corpo;
- Produç
Produção de calor.

Músculo: tecido especializado na contração

Manutenção e posição do
corpo
Proteção dos tecidos moles
Recobre o tecido ósseo
Movimento

Reveste vasos e órgãos

Contraçâo cardíaca

Geração de calor – Utilização do ATP


Micrografias de músculos

A.Músculo esquelético (humano)


evidenciando várias fibras estriadas
(células) dispostas lado a lado.
Note o núcleo periférico.

B. Músculo liso (humano)


evidenciando a ausência de estrias.
Note os núcleos alongados nas
fibras longas.

C. Músculo cardíaco (macaco).


Sistemas
Biocontráteis

Sistema de Contração Celular

O movimento é uma característica importante dos animais

A maior parte do movimento


depende de um único mecanismo
fundamental.

Proteínas Contráteis

Actina e Miosina

Músculo estriado Músculo Liso Músculo


esquelético cardíaco

• Tipicamente de
ação lenta • Possui ação
• Poderosa e rápida
rápida • Manter contração
contração prolongada com • É estriado
baixo gasto de
• Cansa muito • Contração sob
energético
mais facilmente comando do
• Está sob controle SNA
• Estimulado por do sistema nervoso
fibras motoras autônomo
• Contrações
involuntárias e
inconscientes.
Organização morfológica
do músculo estriado
esquelético

Músculo estriado esquelético


Miofibrilas – proteínas contrácteis

Diâmetro da fibra muscular depende


da idade, sexo, estado nutricional e
treinamento físico
Músculo estriado esquelético

- 40% do peso corporal


- 600 músculos
- Células longas
- Cilíndricas
- Multinucleadas
- Estrias transversais
(proteínas contráteis)

Funções do músculo esquelético

 Manutenção e posição do corpo;

 Gerar calor;

 Proteção dos tecidos moles;

 Disponibilizar energia;

 Movimento voluntário;

 Expressão corporal.
Organização do músculo estriado esquelético

Músculo

Fascículos musculares

Fibras musculares

Miofibrilas

Organização do músculo estriado esquelético


Organização do músculo estriado esquelético

Fibra muscular
- Membrana Plasmática: Sarcolema
- Citoplasma: Sarcoplasma
- Retículo endoplasmático: Retículo sarcoplasmático
- Mitocôndrias: Sarcossomas
- Proteínas contráteis
Fibra muscular
Tríade
-1 Túbulo T
- 2 cisternas terminais do RS

Organização das miofibrilas do músculo


esquelético
Miofibrilas
- Feixes cilíndricos de filamentos
-1 a 2 m de diâmetro
- Paralelas entre si
- Sarcômeros
Unidades funcionais - sarcômeros

Alternância de bandas claras e escuras

Sarcômero
- unidade contrátil da fibra
-1,5 a 3,0 m de comprimento
- proteínas miofibrilares Microscopia eletrônica de transmissão

Organização dos miofilamentos contráteis


H

miofilamentos

Filamento de miosina

Cortes transversais das regiões indicadas


Proteínas miofibrilares

1. Contráteis:
Actina (filamento fino) e Miosina (filamento grosso)

2. Regulatórias:
Troponina e Tropomiosina (filamento fino)

3. Estruturais:
Titina, proteína C, alfa actinina, proteínas da linha
M, nebulina

Proteínas miofibrilares

Proteínas Contráteis: Filamento fino do sarcômero


- Actina filamentosa – 2 cadeias de monômeros de
actina G

Proteínas Regulatórias
- Tropomiosina – 2 cadeias em alfa hélice
- Troponina – 3 subunidades globulares: TnC, TnT, TnI
Filamento fino do sarcômero

Cada monômero apresenta um sítio de ligação com miosina

Filamento grosso do sarcômero


Miosina: molécula grande em forma de bastão, 2 peptídeos enrolados
em hélice.

Saliência globular (cabeça): sítio de ligação com actina e atividade


ATPásica
Proteínas Estruturais do sarcômero
Nebulina

Titina

Titina, proteína C, alfa actinina, proteínas da linha M, nebulina.

Proteínas estruturais

Desmina
Plectina
Cristalina

Proteção mecânica
contra estresse na
Linha Z
Tipos de fibras musculares esqueléticas
Velocidade de contração /perfil metabólico

ATPase miofibrilar:
 Fibras tipo I – lentas
 Fibras tipo IIa – rápidas
 Fibras tipo IIb – rápidas
Enzimas que refletem vias
metabólicas:
Aeróbica/oxidativa – Tipo I
Anaeróbica/glicolítica – Tipo IIb
Aeróbica/Anaeróbica/glicolítica e
oxidativa – Tipo IIa

Mecanismo molecular
da contração
muscular
Contração do
Sarcômero

Músculo relaxado (estendido)

Músculo em contração Músculo contraído

Contração do sarcômero
cabeça

cauda

Duas cadeias pesadas

Cadeias leves

Filamento de actina

Pontes cruzadas dobradiças corpo

Filamento de miosina
Mecanismo de catraca

Movimento Sítios ativos Filamento actina

Força
dobradiças deslocamento

Filamento miosina

Mecanismo da contração muscular


Papel do cálcio na contração muscular

Papel do ATP na contração muscular


Relação entre freqüência de estímulo e
contração muscular

Relação entre freqüência de estímulo e


contração muscular
Relação entre força máxima e o comprimento
do sarcômero

Tensão desenvolvida
(porcentagem)

Comprimento do sarcômero (micrômetros)

Características da contração do músculo


como um todo

SISTEMA ISOTÔNICO SISTEMA ISOMÉTICO


Músculo Cardíaco

- Células contráteis: cardiomiócitos

- Sistema Condutor: Nós sino atrial e átrio ventricular, feixe de Hiss,


fibras de Purkinje

- Matriz extracelular (TC, vasos, nervos)

Cardiomiócito - miofibra

 Alongada (85-100m)
 1 ou 2 núcleos Centrais
 Estrias transversais
 Ramificadas
 Junções intercelulares (discos intercalares)
Disco Intercalar

Ancora filamentos de
actina

Díades
-Túbulo T
- Retículo
sarcoplasmático
Mitocôndrias
~ 40 % volume do citoplasma

Músculo liso

- Fibra muscular lisa fusiforme


- Núcleo único e central
- Sem estriações
- Matriz extracelular: fibras reticulares
Músculo liso
Fibra muscular lisa
Miofilamentos: sem orientação definida

Corpos
densos

Actina/miosina (filamentos de
desmina e vimentina) - Corpos
densos

Músculo liso

Corpúsculos
densos

Músculo liso Músculo liso unitário


multiunitário
Músculo liso unitário

Fibras se contraem juntas


como uma unidade
Agregadas em feixes ou
lâminas
Unidas por junções abertas

Músculo liso multiunitário

•Fibras lisas distintas


•operam distintamente
•Inervada por uma só terminação nervosa

Íris (olho)
Grandes vasos sanguíneos
Vias aéreas
Músculo piloeretor (pele)
Inervação do músculo liso
Junções difusas
Varicosidades – contém neurotransmissor (acetilcolina, noradrenalina)

varicosidades

Músculo esquelético:
filamento fino regulado pela troponina e tropomiosina

tropomiosina

actina
miosina
Músculo liso:
filamento fino regulado por Ca+-calmodulina

tropomiosina

actina
Músculo liso

cavéolo
Invaginações da membrana

Reticulo
sarcoplasmático

Ca+ + Calmodulina
RE

Ca+Calmodulina

MLC
ATP
MLCK

MLCK = Miosina Kinase


Ca+ + Calmodulina
RE

Ca+Calmodulina
AMPc

MLC
ATP
MLCK

Fosfatase

MLCK = Miosina Kinase

Vídeos interessantes

1-
http://br.youtube.com/watch?v=Klq_6JaTBBs&fe
ature=related
2-
http://br.youtube.com/watch?v=cIY22fO9A6o&fe
ature=related
3-
http://br.youtube.com/watch?v=mcw6WDuU6Ww
4-
http://br.youtube.com/watch?v=UNQwzkjrjN0&fe
ature=related